Author Archives: Ponto ZerØ

CCXP anuncia data de venda e valores de ingressos

Primeiro lote começa a ser vendido no dia 9 de abril, a partir das 20h. Ingressos para quinta e sexta permanecem com os mesmos valores de 2018

Foi dada a largada para o maior festival de cultura pop do mundo. O primeiro lote de ingressos para a CCXP, que acontece entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo, começará a ser vendido a partir das 20h, do dia 9 de abril. Os fãs que adquirirem logo garantirão valores menores, com os dias mais baratos a partir do mesmo valor de 2018: R$ 90,00 (meia-entrada) e 180,00 (inteira).

Uma mudança de 2019 é o preço da entrada social – para quem levar um livro em bom estado para doação – que terá o valor diferente da meia-entrada e custará a partir de R$ 110,00. Os ingressos estarão disponíveis pelo site do evento (www.ccxp.com.br) e assinantes do Omelete Box (https://store.omelete.com.br/omelete-box) terão pré-venda exclusiva a partir das 20h, no dia 8 de abril.

Além dos ingressos convencionais, também começam as vendas do pacote Epic Experience que custará 1.300,00, sem opção de meia-entrada. A credencial dá direito a participar do Spoiler Night, no dia 04 de dezembro, a entrar uma hora mais cedo em todos os dias do evento, a um voucher para ser trocado por uma foto ou autógrafo com um dos artistas convidados. Além disso, está incluso um kit especial com camiseta, pin, cordão e pôster oficial do evento, assim como descontos em algumas lojas- Omelete Store, Harry Potter, Oficial CCXP e Chiaroscuro Studios.

Haverá ainda a venda do pacote Full Experience, que garante os mesmos benefícios do Epic, além de entrada VIP, acesso ao VIP Lounge com alimentação e serviço de concierge, entrada exclusiva no Auditório Cinemark XD com lugar reservado, quatro colecionáveis exclusivos da Iron Studios e fotos e autógrafos com quatro artistas convidados. As entradas custam R$ 8.000,00, sem meia-entrada.

“Em 2018, os ingressos FULL Experience esgotaram logo nos primeiros dias. Além disso, tivemos sold out no sábado e no domingo. Temos certeza de que quem viveu a experiência mágica da CCXP com a gente no ano passado vai querer voltar este ano. E estamos preparando um festival repleto de atrações e que promete surpreender e encantar ainda mais nosso púbico”, conta Pierre Mantovani, CEO da Omelete Company.

Os profissionais do mercado do entretenimento também poderão adquirir suas entradas para o CCXP Unlock, que teve seus ingressos esgotados em 2018. O evento acontece nos dias 3 e 4 de dezembro e reúne os maiores nomes do mercado para dois dias de palestras, painéis e trocas de experiências. As entradas também estarão disponíveis no site da CCXP, por R$ 1.800,00 no primeiro lote.

Em sua última edição, a CCXP recebeu 262 mil visitantes – mantendo o posto de maior festival de cultura pop do planeta – e teve seus ingressos esgotados para sábado e domingo. O primeiro lote será vendido até o dia 30 de abril. A venda do segundo lote acontece entre 1º de maio e 31 de julho, enquanto o terceiro e último lote será vendido entre 1º de agosto e 4 de dezembro. Não haverá nenhum lote extra sendo coloca à venda após o fim dos ingressos.

Serviço CCXP

1º lote – a partir das 20h, do dia 9 de abril até 30 de abril

Pré-venda exclusiva para assinantes do Omelete Box a partir das 20h, do dia 8 de abril

Quinta-feira: R$ 180,00 (inteira), R$ 90,00 (meia) e R$ 110,00 (meia social).
Sexta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (meia social).
Sábado: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (meia social).
Domingo: R$ 360,00 (inteira), R$ 180,00 (meia) e R$ 200,00 (meia social).
4 dias: R$ 960,00 (inteira), R$ 480,00 (meia) e R$ 540,00 (meia social)
Epic: R$ 1.300,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock: R$ 1.800,00

2º lote – de 1º de maio até 31 de julho
Quinta-feira: R$ 200,00 (inteira), R$ 100,00 (meia) e R$ 120,00 (meia social).
Sexta-feira: R$ 260,00 (inteira), R$ 130,00 (meia) e R$ 150,00 (meia social).
Sábado: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (meia social).
Domingo: R$ 400,00 (inteira), R$ 200,00 (meia) e R$ 220,00 (meia social).
4 dias: R$ 1.060,00 (inteira), R$ 530,00 (meia) e R$ 590,00 (meia social)
Epic: R$ 1.400,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock: R$ 1.900,00

3º lote – de 1º de agosto até 4 de dezembro
Quinta-feira: R$ 240,00 (inteira), R$ 120,00 (meia) e R$ 140,00 (meia social).
Sexta-feira: R$ 300,00 (inteira), R$ 150,00 (meia) e R$ 170,00 (meia social).
Sábado: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (meia social).
Domingo: R$ 440,00 (inteira), R$ 220,00 (meia) e R$ 240,00 (meia social).
4 dias: R$ 1.180,00 (inteira), R$ 590,00 (meia) e R$ 650,00 (meia social)
Epic: R$ 1.500,00
Full: R$ 8.000,00
Unlock: R$ 2.000,00

CCXP19
Datas: de 5 a 8 de dezembro de 2019
Local: São Paulo Expo (Rodovia dos Imigrantes, km 1,5, Água Funda, São Paulo – SP)

Sobre a Omelete Company

Maior conglomerado dedicado aos fãs de cultura pop do Brasil, a Omelete Company utiliza seu site, redes sociais e parceiros para atingir mensalmente mais de 15 milhões de pessoas ávidas por novidades dos mundos do cinema, séries de TV, games, música e histórias e quadrinhos com textos, vídeos e posts nas redes sociais. Fazem parte da Omelete Company:

 Sobre a CCXP – Em 2018, o evento recebeu de 262 mil visitantes, batendo recorde de público e se posicionando mais uma vez com o maior festival de cultura pop do mundo. A CCXP já faz parte do calendário cultural do país e este ano acontecerá entre 5 e 8 de dezembro, no São Paulo Expo. Saiba mais em www.ccxp.com.br.

Sobre a Game XP –  Maior evento gamer da América Latina e, a partir de 2018, o primeiro Game Park do mundo. Sua estreia aconteceu no Rock in Rio 2017, quando recebeu 361 mil pessoas durante o festival. Este ano, será realizado de forma independente e ocupará, por quatro dias, as três arenas olímpicas da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, que se tornarão a Oi Game Arena, a Expo Play e a Inova Arena, além de uma área externa de 100 mil metros quadrados com ativações para os visitantes. Saiba mais em www.gamexp.com.br.

Sobre o Omelete – No ar desde 2000, é o maior e mais relevante site voltado ao entretenimento. Com o Omeleteve, é o maior canal dedicado a notícias Geek do Youtube no país, tendo 12 milhões de views mensais. São mais de dois milhões de fãs no Facebook e milhares de seguidores no Instagram, Twitter e Snapchat. Acesse www.omelete.com.br.

Sobre o The Enemy – Plataforma mais completa dedicada a games, eSports e tecnologia com notícias, artigos, reviews, entrevistas, coberturas de eventos, vídeos e gameplays. Acesse www.theenemy.com.br.

Maratona Carnarock no Aurora Club: confira horários e programação completa

O Café Aurora, que recentemente abriu as portas como Aurora Club, inova mais uma vez em sua programação e mostra porque vem reconsolidando sua tradição e trazendo o bom e velho Rock n Roll de volta a casa.

Dessa vez, pensando no seu público e na falta de opção para curtir o período de carnaval, o bar organiza a maratona Carna Rock, que será uma programação com quatro datas voltada para o publicou do rock e suas vertentes. Como maneira de atualizar os fãs das bandas e dos frequentadores do bar, o Aurora Club divulga os horários de todos os dias do Carnarock.

Programação completa do Carnarock:

Carna metal – Cronograma
Abertura da casa: 17h
19:00 às 20:00 – Maledettos
20:30 as 21:30 – Brado
22:00 as 23:00 – comando nuclear
23:30 as 00:30 – Hell Road
01:00 as 02:00 – Anthares
02:30 as 03:30 – No Race

Link para o evento do Carna Metal: https://www.facebook.com/events/911454895911912/

Carna blues – Cronograma:
Abertura da casa: 17h
18:00 as 19:20 – Full el Cuervo
19:50 as 21:10 – Santo Veneno
21:40 as 23:00 – Entidade Blues
23:30 as 00:50 – Amargo malte
01:20 as 02:40 – Javali

Link para o evento no Carna Blues: https://www.facebook.com/events/857023344628867/

Carnavelhas – Cronograma:
Abertura da casa: 19h
20:00 as 21:30 King Rock shorts
22:00 às 23:30 BMBC
01:00 às 03:00 Velhas Virgens

Ingressos para o Carnavelhas na Ticket Brasil: https://ticketbrasil.com.br/festival/6671-carnavelhas-saopaulo-sp/

Carnaceltic – Cronograma:
Abertura da casa: 16h
17:00 às 18:20 – Tunas Celtic
18:40 às 20:00 – Eldrhimnir
20:10 às 20:50 – Lutas vikings e dança medieval
21:00 às 22:20 – O Bardo e o Banjo
22:40 às 00:00 – Hillbilly Rawhide

Link dos ingressos para o Carnaceltic no Clube do Ingresso: https://www2.clubedoingresso.com/evento/carnaceltic

O Café Aurora é uma das casas mais tradicionais de show de São Paulo. Foi inaugurado em 1988 no bairro do Bixiga, centro de São Paulo, e seguiu firme e forte por muitos e muitos anos. Explorando um ambiente rústico das antigas construções, o Café Aurora, se destaca por ser uma das mais antigas e tradicionais casas de São Paulo.

Serviço:
O Aurora club orgulhosamente apresenta o Carna Rock
Dias 2, 3, 5 e 6 de Março
Aurora Club, antigo Café Aurora
Endereço: Rua Treze de Maio, 112 – Bixiga, São Paulo – SP
Formas de Pagamento: Dinheiro, Cartões de Débito e Crédito

Melyra convida para uma fuga da realidade em disco de estreia

Maturidade e peso se refletem nas 10 faixas de “Saving You From Reality”, o disco de estreia da Melyra. O álbum conceitual traz como temática central a  fuga da realidade como forma de escapar dos problemas, ou mesmo de não enlouquecer. Atual e pulsante, o disco mostra que o metal nacional continua firme, forte e necessário.

“É um grande passo e uma grande conquista. Estamos felizes por conseguirmos expressar esses sentimentos em música! Esse álbum contém muitas das nossas questões e muitas das nossas respostas, que andam lado a lado. Sentimos que com ele estamos prontas para alçar voos mais longos e crescer como banda”, explica Fe Schenker, guitarrista e backing vocal.

Além de Fe, a Melyra é formada por Nena Accioly (baixo e guturais), Roberta Tesch (guitarra e backing vocal) e Verônica Vox (voz). O grupo carioca ficou conhecido no cenário do metal nacional após abrir o show do Arch Enemy, no Circo Voador (RJ) e participar do disco em tributo aos 25 anos de carreira de Edu Falaschi, ex-vocalista do Angra. No currículo elas também trazem o EP “Catch Me If You Can” (2014) e os singles “Run and Burn” e “Dead Light”.

A fuga da realidade abordada no disco não foi premeditada. Após o processo de composição, durante a fase de seleção das músicas é que a temática surgiu.

“Em estúdio, nós costumamos sentar juntas pra ‘montar’ a música como achamos que ela deve soar, sempre com a colaboração de todas. Depois partimos pros arranjos com todos os instrumentos e linha vocal. Normalmente começamos pelos riffs de guitarra, mas não é uma regra. A ‘Poison of Myself’ começou da letra”, exemplifica Fe.

Gestado durante dois anos, o álbum de estreia reflete as emoções e pensamentos das integrantes da banda.

“Assim como todo mundo, travamos nossas lutas diárias em busca da melhor resposta que poderíamos dar para nós mesmas e para o mundo. Porém, alguns dias precisamos fugir da realidade. São uns dias que a gente precisa se desligar de tudo pra poder sobreviver até a noite seguinte”, define Fe.

O álbum “Saving You From Reality” foi produzido, gravado, mixado e masterizado por Celo Oliveira, do estúdio Kolera. As composições para bateria são de Ana de Ferreira. A capa foi criada por Carlos Fides (Evergrey, Noturnal, Almah, Edu Falaschi), enquanto o encarte é de Daniel Accioly e as fotos de Gabriel Peres.

Ouça “Saving You From Reality”
Spotify: http://bit.ly/SYFR_Spotify
Deezer: http://bit.ly/SYFR_Deezer
Google Play: http://bit.ly/SYFR_Google
Apple Music: http://bit.ly/SYFR_Apple

JOHN WAYNE E BAYSIDE KINGS SE UNEM PARA MOSTRAR O PODER DO HARDCORE NO PALCO DO SESC BELENZINHO

Por Thiago Tavares

No dia 22 de fevereiro, em uma noite de chove e não chove na terra da garoa, o SESC Belenzinho recebeu na Comedoria, mais uma noite de hardcore brazuca e de qualidade para todos os gostos. O local recebeu a clássica banda John Wayne de São Paulo e a Bayside Kings, de Santos.

Para mim, era a primeira vez que iria ver o show deles ao vivo e já tinha ouvido o som de ambos pelas plataformas digitais, entretanto nada é substituído pelo show, onde a vibe é outra história, tem o público e suas empolgações e ânimos totalmente exaltados e ao chegar ao SESC era bem perceptível que a galera estava bastante empolgada em ver as bandas e tocar o terror naquele lugar. Mas estava pronto para ouvir aquela porradaria de qualidade.

Britanicamente as 21:30, sobe ao palco a banda paulistana, da Zona Oeste de São Paulo, mais precisamente de Perus, John Wayne. Fundada em 2009, os caras já tem tem uma vasta estrada com participação de festivais e com três CD’s gravados, eles apareceram com todo o gás para mostrar o hardcore clássico, aquele que faz a galera fazer mosh do início ao fim de sua participação.

Os caras iniciaram sua participação com Quatro Velas do álbum Dois Lados – Parte I de 2011. Pergunte aos integrantes da banda de alguém que esteve presente ficou parado?

O set foi um compilado de dos principais sucessos da banda em relação aos três CD’s que possuem e que está em nova fase com a entrada do novo vocalista. Guilherme Chaves substitui Fábio Figueiredo e na apresentação no SESC o cara pode mostar um pouco de sua técnica vocal bem diferenciada e potente que agradou os presentes.

Além de Guilherme Chaves compõem a banda Rogerio Torres (Guitarra e Vocal), Júnior Dias (Guitarra), Denis Dallago (Baixo) e Edu Garcia (Bateria). As músicas do John Wayne questionam cenários comuns do dia a dia do brasileiro como a miséria fome e crueldade humana.

Logo em seguida, adentrou ao palco a banda santista Bayside Kings, outra banda da vertente do hardcore, grupo esse bastante conhecido do público presente também, que cantou praticamente todas as músicas, do início ao fim de sua apresentação.

Com três discos gravados e dois EPs no currículo, os caras de Santos deram a devida continuidade ao hardcore, com muita porradaria e mosh da primeira a última música.

Formado por Milton (Vocal), Leo (Guitarra e voz), Teteu (guitarra/voz), Manolo (baixo) e Kid (Batera), a banda já possui mais de 10 anos de carreira e sua participação na Comedoria do SESC Belenzinho foi impecável, onde a galera sempre estava exaltada, querendo ao máximo subir ao palco para querer se atirar e mergulhar perante o palco.

E o público estava tão entretido com o show que Milton chegou a dividir o seu microfone com a galera, e eles não deixaram o vocal na mão acerca de cantarem as músicas da banda ou até mesmo quando uma garota subiu ao palco e cantou uma das músicas e até que saiu bem, onde também dividiu o microfone com os presentes. Algo inusitado, entretanto, expõe a força do estilo musical no Brasil, onde aqueles que apreciam, apoiam ouvindo e adquirindo o merchandising das respectivas bandas.

Saí do SESC bastante satisfeito do que vi. Espero que esse projeto de união das duas bandas continue no qual pode render futuramente em uma turnê pelo país. Bastam os produtores se esforçarem um pouco para concretizarem isso pois potencial de ambas foi demonstrado com louvor na última sexta.

O Ponto ZerØ agradece a Poliana Queiroz, da assessoria de imprensa do Sesc Belenzinho pelo fornecimento da credencial ao evento.

SETLIST JOHN WAYNE
Passagem
Quatro Velas
Pesadelo Real
Caim
Recomeço
Tempestade
Retrato da Nossa Miséria
Aliança
Lágrimas
Aliança – Parte II

SETLIST BAYSIDE KINGS
Miles And Miles Away
Triumph
Refuse 2 Sink
Get Up And Try Again
My Freedom
Against The Tide
Share To Multiply
The Underdog
Power Of Change
Sober
Another Point Of View
Sad But True, Your Fucking Scum
Resistance
Takedown
Still Strong

Camisa de Vênus lança seu CD e DVD Dançando na lua no Carioca Club com participações das bandas Baranga Rock e Golpe de Estado

Por Daniel Ometo

No dia 09/02/2019 estivemos presente no Carioca Club Pinheiros para acompanhar o lançamento do mais recente DVD que foi gravado na cidade de Porto Alegre em 2018.

Vamos falar um pouco sobre as banda de abertura.

Baranga Rock:  A banda com seu hard rock e heayy metal  agitou o pequeno público que se encontrava na casa (o show começou as 15 horas e devido a isso, não tinha muita gente no show de abertura). A galera curtiu bastante o show onde eles cantaram os grandes sucesso da banda em toda sua carreira. Na  minha opinião, foi um grande show.

Ronaldo e os Impedidos  Nunca tinha assistido o show da banda do ex goleiro do Corinthians e comentarista de TV Ronaldo Giovanelli ao vivo mas foi uma grata surpresa onde foi apresentado os sucessos dos 2 álbuns lançados e covers de grandes bandas como Elvys Presley, Credeence Clewaters e até Megadeth.

Ronaldo enfatizava que ele teve uma grande influência da banda Golpe de Estado que seria a próxima a entrar no palco e que o Rock jamais acabará.  Nesse meio tempo a casa já estava enchendo e podíamos ver a galera cantando junto com o Ronaldo todas as músicas da banda. O ponto alto foi a música “O nome dela” cantada por todo público presente.

Golpe de Estado:  Em sua nova formação a banda Golpe de Estado levou ao público presente em grande número no Carioca seus grandes sucessos gravados em 30 anos de banda que será comemorado esse ano. Em primeira mão foi mostrado ao público seu novo single que a platéia gostou muito. Foi apresentado grandes sucessos como Noite de Balada e Nem polícia nem bandido, levando a galera ao delírio.

Camisa de Vênus: Já com o Carioca cheio, o Camisa de Vênus veio mostrar e lançar seu mais novo CD e DVD intitulado Dançando na Lua gravado em Porto Alegre em 2018. Entre as músicas do DVD, Marcelo Nova e banda cantou os clássicos da banda como Deus me de grana, Eu não Matei Joana D’Arc, Bete Morreu , A raça mansa entre outras bandas.

Uma grande surpresa foi ver Drake Nova (filho do Marcelo Nova) na guitarra.

Enfim, foi um evento onde o Rock Nacional foi elevado ao ponto onde ele merece, grandes bandas, um público fiel e contagiado pelas músicas apresentadas do começo ao fim.

Todas as gerações reunidas no Carioca desde aos mais velhos até os mais novos que conheceram as bandas através cantaram todas as músicas.

Edu Falaschi: Concurso revelará novos talentos na “Temple of Shadows In Concert Tour”

Em celebração aos 15 anos do clássico “Temple of Shadows”, o vocalista Edu Falaschi (Almah, ex-Angra) realizará uma longa turnê por todo o país apresentando este grande álbum na íntegra. Em São Paulo, o show será com a Orquestra Bachiana Filarmônica, regida pelo aclamado maestro João Carlos Martins. Em algumas cidades a apresentação contará com quarteto de cordas ou partes da orquestra, dependendo da demanda do público. Para dar chance aos novos talentos espalhados por todo o Brasil, o vocalista decidiu criar um concurso cultural onde você pode cantar em algum show da turnê a música “Winds of Destination” ou “No Pain For The Dead”.

Confira todas as datas no site: http://www.edufalaschi.com.br/

Leia comunicado de Edu Falaschi sobre o concurso:

“Galera, decidi criar uma oportunidade para novos talentos usando a TEMPLE OF SHADOWS IN CONCERT TOUR!
Escolheremos 1 CANTOR para interpretar a WINDS OF DESTINATION e 1 CANTORA para interpretar a NO PAIN FOR THE DEAD.
1- Grave um vídeo simples cantando com a música de fundo
2- Mande seu vídeo no INBOX (Facebook ou Instagram)
Dia 10 de MARÇO divulgaremos os respectivos cantores e as cidades que participarão!
Obrigado e BOA SORTE a todos!!!”

INSTAGRAM: @edu_falaschi

FACEBOOK: @edufalaschi.officialpage

A “Temple of Shadows In Concert” glorificará a união entre o Heavy Metal e o Erudito de forma épica e magistral e irá contar na íntegra um dos álbuns mais importantes da discografia do Angra com Edu Falaschi e Aquiles Priester. Além das músicas do “Temple of Shadows”, também serão executadas algumas composições icônicas da carreira de Edu junto ao Angra, obras de compositores importantes da música erudita, entre outras surpresas num formato jamais visto no Brasil.

O line-up atual formado por Edu Falaschi é composto por Aquiles Priester (bateria), Fabio Laguna (teclados), Roberto Barros (guitarra), Diogo Mafra (guitarra) e Raphael Dafras (baixo).

Links Relacionados:
https://www.facebook.com/rebirthofshadows/
http://edufalaschi.com.br/
https://www.facebook.com/edufalaschi.officialpage

Age of Artemis: confira teaser do vídeo de “The Calling”

A banda Age of Artemis acaba de divulgar o “teaser” do web-clipe “The Calling”, faixa do novo álbum “Monomyth”. O web-clipe será lançado na íntegra no dia 01 de Março no canal do YouTube da banda. O novo álbum da Age of Artemis que teve o apoio do FAC – Fundo de Apoio à Cultura, está no processo de pré-venda no site: www.ageofartemis.loja2.com.br.

O web-clipe ”The Calling” é um dos primeiros a utilizar um tradutor de libras (Língua Brasileira de Sinais), demonstrando assim a preocupação que a banda tem em garantir a acessibilidade aos fãs com tal deficiência.

Assista o teaser de “The Calling”: https://youtu.be/Y0f9X465arA

A banda Age of Artemis é formada por Pedro Campos (vocal), Giovanni Sena (baixo), Jeff Castro (guitarra), Gabriel Soto (guitarra) e Riccardo Linassi (bateria). A capa foi desenhada pelo artista João Duarte. “Monomyth é o trabalho que melhor nos representa. Estamos muito felizes com o resultado e acredito que iremos surpreender muita gente com as novas músicas”, disse Giovanni Sena.

O álbum “Monomyth” teve os violões, bateria, percussão e vocal gravados no “G2D Producoes Musicais” em Brasília, DF – Brasil, entre os meses de Maio e Julho de 2018 com os engenheiros de som Deniel Moraes e Gregoree Jr. Todos os baixos, guitarras elétricas e teclados foram gravados no “GT&L Studio” em Brasília, DF com a supervisão de Giovanni Sena. A mixagem e masterização foi realizada por Damien Rainaud no “Mix Unlimited” em Los Angeles, CA – USA, entre os meses de Agosto e Setembro de 2018.

Age of Artemis – “Monomyth”

Tracklist
01 – Status Quo
02 – The Calling
03 – Helping Hand
04 – Unknown Strength
05 – Lightning Strikes
06 – The Call of The Fear
07 – Reborn
08 – Endless Fight
09 – What Really Matters
10 – Where Love Grows
11 – A Great Day to Live
12 – Prelude to a New World

Mais informações:
http://www.ageofartemis.com.br/
https://www.facebook.com/ageofartemis/

NOVA TURNÊ DE DIRE STRAITS LEGACY CHEGA A AMÉRICA DO SUL NO FINAL DE MARÇO

Crédito: Pablo Ghaderi

No final de março, a Dire Straits Legacy volta ao Brasil com seu novo show, Tour 2019. As apresentações acontecerão no dia 29 de março, no Teatro Sesc Palladium, em Belo Horizonte, no dia 30 de março, no P12, em Florianópolis, no dia 06 de abril, na Concha Acústica, em Salvador, no dia 07 de abril, no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, no dia 09 de abril, no Tom Brasil, em São Paulo, no dia 10 de abril, no Coupolican, em Santiago, Chile, no dia 11 de abril, no Luna Park, em Buenos Aires, Argentina, no dia 13 de abril, na Goiânia Arena, em Goiânia, e no dia 14 de abril, no Teatro Ulisses Guimarães, e Brasília. 

DIRE STRAITS LEGACY traz um show único e emocional que revive a inesquecível e mágica atmosfera da banda britânica formada na década de 1970.. “Money for Nothing”, “So Far Away”,”Sultans of Swing”, “Walk of Life” e muitas outras canções memoráveis interpretadas ao vivo por Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Trevor Horn (baixo), Steve Ferrone (bateria), Marco Caviglia (voz e guitarra) e Primiano Dibiase (teclados). Além de Jack Sonni, guitarrista que integrou o Dire Straits a época do lançamento do álbum Brothers in Arms.

Sobre Dire Straits Legacy
DIRE STRAITS LEGACY
 é um projeto em permanente evolução e, afastando-se do clichê de reunião ou banda tributo, mantêm viva a memória de canções atemporais, como “Romeo and Juliet”, “Sultans of Swing”,”Money for Nothing”,”Tunnel of Love”,”Walk of Life”,“When It Comes to You”, “You and Your Friend”, “On Every Street”, do primeiro álbum Wild West End, e muitos outros hits.

Muitos membros do Dire Straits se juntaram ao projeto durante esses anos mas, em 2016, Alan Clark passa a fazer parte da banda. Clark é o histórico tecladista do Dire Straits de 1980 a 1985. Ao lado de Alan Clark estão Phil Palmer (direção musical/guitarra/voz) que trabalhou com Dire Straits de 1990 a 1992 e  Jack Sonni (guitarra), que integrou a banda de 1985 a 1988, época do lançamento e turnê do álbum Brothers in Arms. O renomado saxofonista Mel Collins, membro do Dire Straits de 1983 a 1985, tocou no famoso Alchemy Live Album e no EP Twisting By The Pool. 

Trevor Horn é uma verdadeira lenda na indústria da música. Depois de formar a banda The Buggles e gravar o hit “Video Killed the Radio Star”, produziu alguns dos hits que definiram os Anos 80, como “Lexicon of Love” de ABC, “Owner of a Lonely Heart” do Yes e “Relax”, “Two Tribes” and “The Power of Love”, sucessos deFrankie Goes to Hollywood. Trevor também produziu sucessos para Tina Turner, Tom Jones, Barry Manilow, Cher, Boyzone, 10cc, Bryan Ferry, John Legend, Lisa Stansfield, Robbie Williams, Grace Jones, Simple Minds e Seal, trabalho pelo qual recebeu um Grammy como produtor, e muitos outros. 

O baterista Steve Ferrone é outra lenda da música e, além de gravar e tocar com George Harrison, Duran Duran, Stevie Nicks, Chaka Khan, Eric Clapton, Bee Gees, Al Jarreau e Johnny Cash, integrou a Tom Petty and the Heartbreakers de 1994 a 2017. Os dois italianos que se juntam à banda são o guitarrista e vocalista Marco Caviglia e o tecladista Primiano Dibiase.

Sobre os integrantes 
Alan Clark (teclados)
Alan ingressou no Dire Straits em 1980, tornando-se seu primeiro e principal tecladista, e é conhecido como seu diretor musical não oficial. 
Além de trabalhar com a banda até sua dissolução, em 1995, ao lado de Mark Knopfler, co-produziu o último álbum da banda, On Every Street.
O músico tocou e gravou com uma longa lista de outros artistas, foi membro da banda de Eric Clapton e diretor musical de Tina Turner por vários anos. Mais recentemente, produziu, com Phil Palmer, o impressionante álbum de 3 Chord Trick do LEGACY. Ele e Phil estão atualmente escrevendo músicas para um grande artista italiano cujo álbum será produzido em 2019.

Phil Palmer (guitarra)
Phil ingressou no Dire Straits em 1990 e tocou no álbum  On Every Street e na turnê mundial do mesmo álbum. Ele é um dos principais guitarristas do mundo, tendo tocado em mais de 450 álbuns e realizado turnês com alguns dos maiores artistas do mundo; pense em um nome e Phil provavelmente já tocou com esse artista. Ele também foi membro da banda de Eric Clapton, onde ele conheceu seus colegas de DS Legacy, Alan Clark e Steve Ferrone, e é um membro fundador da DSLegacy.

Jack Sonni (guitarra)
O músico, escritor e ex-executivo de marketing Jack Sonni foi convidado por Mark Knopfler para se juntar à banda para as sessões de gravações do álbum Brothers in Arms, lançado em 1985. Sonni também participou da turnê do mesmo álbum e permaneceu na banda até 1988.

Mel Collins (sax)
Mel se juntou ao Dire Straits em 1982 e tocou no álbum e turnê Love Over Gold e no álbum Twisting by the Pool. Ele também tocou com uma diversos artistas e bandas, incluindo Stones, Camel, Eric Clapton, Joe Cocker, Tears for Fears e muitos mais, e como membro original do King Crimson está fazendo uma turnê mundial com a banda.

Trevor Horn (baixo)
O músico, compositor e produtor musical é uma lenda na indústria da música. Depois de formar The Buggles e gravar a música #1 de 1979, “Video Killed the Radio Star”, Trevor produziu alguns dos hits que definiram os anos 1980, incluindo o “Lexicon of Love” de ABC,“Owner of a Lonely Heart” do Yes e os hits #1 de Frankie Goes to Hollywood “Relax”, “Two Tribes” e “The Power of Love”. Horn se consolidou como um dos produtores e arranjadores mais requisitados e produziu sucessos para Tina Turner, Tom Jones, Marc Almond, Barry Manilow, Cher, Boyzone, 10cc, Bryan Ferry, John Legend, Lisa Stansfield, Robbie Williams, Grace Jones, Simple Minds, entre outros. Em 1996 recebeu um Grammy pela produção  do segundo álbum do cantor Seal. Em 1980, Trevor foi vocalista da banda Yes e gravou o álbum Drama.

Steve Ferrone (bateria)
Steve é considerado por muitos o maior baterista de rock vivo do mundo, e já trabalhou com nomes como Eric Clapton, Duran Duran, Paul Simon, Bee Gees, Slash, David Bowie, George Benson, Chaka Khan, além integrar a Tom Petty and the Heartbreakers de 1994 a 2017.

Marco Caviglia (voz / guitarra)
Apaixonado pela música de Dire Straits e seu mentor musical Mark Knopfler, Marco, nascido em Roma, formou a banda Solid Rock em 1988 e, em 1990, fez uma turnê com o lendário bluesman do Notting Hillbillies, Steve Phillips. Mas seu sonho era tocar com seus “heróis” do Dire Straits, e esse sonho se tornou realidade em 2010 a DS Legends, e agora novamente com a DSLegacy.

Primiano Dibiase (teclados)
O também romano Primiano é um talentoso tecladista que já trabalhou em muitos discos e com muitos artistas, incluindo Richard Bennett, Steve Phillips, Gigi Proietti e Neri Marcorè.

Serviço
Data: 
29 de março (sexta-feira)
Local: Teatro Sesc Palladium
Cidade: Belo Horizonte – MG

Data: 30 de março (sábado)
Local: P12
Cidade: Florianópolis – SC

Data: 06 de abril (sábado)
Local: Concha Acústica
Cidade: Salvador – BA

Data: 07 de abril (domingo)
Local: Vivo Rio
Cidade: Rio de Janeiro – RJ

Data: 09 de abril (terça-feira)
Local: Tom Brasil
Cidade: São Paulo – SP

Data: 10 de abril (quarta-feira)
Local: Coupolican
Cidade: Santiago – Chile

Data: 11 de abril (quinta-feira)
Local: Luna Park
Cidade: Buenos Aires – Argentina

Data: 13 de abril (sábado)
Local: Goiânia Arena
Cidade: Goiânia – GO

Data: 14 de abril (domingo)
Local: Teatro Ulisses Guimarães
Cidade: Brasília – DF

Mais informações:
www.dslegacy.com 
www.facebook.com/direstraitslegacy 

BLOCO DAS VELHAS VIRGENS ESTREIA NO CARNAVAL DE SAO PAULO – DIAS 23/02 E 09/03


Guitarras e marchinhas:
bloco das Velhas Virgens estreia no Carnaval de São Paulo

Carnavelhas, projeto carnavalesco da banda de rock Velhas Virgens,
desfila nos dias 23/02 e 09/03 no centro da capital paulista

Há 18 anos, as Velhas Virgens, banda de rock criada nos anos 1980, decidiu levar as tradicionais marchinhas de Carnaval para os roqueiros com uma trilha sonora mais agradável aos ouvidos acostumados aos decibéis do bom e velho rock’n’roll – nascia o Carnavelhas. E para comemorar a maioridade do projeto, a banda faz sua estreia no Carnaval de São Paulo com seu bloco de rua. Os desfiles acontecem no centro da capital antes e depois do Carnaval, nos dias 23/02, na Praça da República, e 09/03, na Praça do Ouvidor, no Largo São Francisco.

Outra novidade da banda para esse Carnaval é o lançamento da música “A Tromba do Elefante”, uma versão da marchinha originalmente lançada por Mazzaropi na trilha sonora do filme “Sai da Frente”, de 1952. A letra, inocente como todos os filmes destes cineasta e ator brasileiro, ganha ares de duplo sentido na versão das Velhas Virgens.

Carnavelhas

A proposta do Carnavelhas, tocada e cantada pela banda de rock Velhas Virgens, é tocar marchinhas e músicas carnavalescas com uma pegada rock and roll. Em meados de 1997, um dos integrantes da banda apresentou para os demais uma marchinha carnavalesca chamada “Marcha do Tora a Roupa”. A partir daí o conjunto passou a gravar suas marchinhas e lançou seu primeiro disco do gênero em 2001. O conteúdo desses discos passa pelo samba e outros ritmos que não cabiam nos álbuns normais das Velhas Virgens.

E em 2019, o projeto cresceu e se tornou um bloco de rua que desfilará pelo centro de São Paulo. A ideia é ser uma opção para os roqueiros que querem curtir o Carnaval sem deixar de escutar os riffs de guitarra enquanto se divertem na festa brasileira mais popular no mundo.

Serviço:
Dia 23/02 – Estreia do Bloco
Local: Praça da República

Agenda:
11h às 12h – Concentração do Bloco Carnavelhas na Praça da República – esquina com Ipiranga sentido do ônibus;

12h às 16h – Início da saída do bloco no Percurso:  Sobe a Av. Ipiranga, esquerda na Av. São Luis, esquerda na Rua Xavier de Toleto, contorna Teatro Municipal, esquerda Av. São João, esquerda na Av. Ipiranga termina na Praça da República;

15h – Praça da República para fazer dispersão;

16h – Fim do Desfile na Praça da República.

Dia 09/03 – Pós Carnaval
Local: Praça do Ouvidor – Largo São Francisco

Agenda:
17h – Concentração do Bloco Carnavelhas;

18h – Início da apresentação do Bloco Carnavelhas;

20h – Fim da apresentação.

Sobre as Velhas Virgens:

As Velhas Virgens têm muita história para contar e para cantar. São 32 anos de uma longa e tortuosa estrada que rendeu 16 CDs, cinco DVDs, dois livros, uma gravadora, um bar e algumas cervejas artesanais. Os números são surpreendentes para uma banda independente: Mais de 600 mil seguidores nas mídias sociais, música no Youtube com 2,5 milhões de acessos, mais  de três mil shows e quatro rótulos de cerveja com a marca da banda e receita própria com venda em todo país.

Sobre o Carnavelhas:

A proposta do Carnavelhas, tocada e cantada pela banda de rock Velhas Virgens, é tocar marchinhas e músicas carnavalescas com uma pegada rock and roll. Em meados de 1997, um dos integrantes da banda apresentou para os demais uma marchinha carnavalesca chamada “Marcha do Tora a Roupa”. A partir daí o conjunto passou a gravar suas marchinhas e lançou seu primeiro disco do gênero em 2001. O conteúdo desses discos passa pelo samba e outros ritmos que não cabiam nos álbuns normais das Velhas Virgens. E em 2019, o projeto cresceu e se tornou um bloco de rua que desfilará pelo centro de São Paulo.

FREE PASS METAL FESTIVAL III – Avantasia, Shaman e Rec/All se apresentam em Junho em SP !!!

A Free Pass Entretenimento confirma a terceira edição do seu já tradicional festival de Heavy Metal para o dia 2 de Junho de 2019 no Espaço das Americas, em São Paulo. 

Desta vez o evento contará com a participação do aclamado grupo alemão de metal opera Tobias Sammet’s Avantasia, este que virá com a “Moonglow World Tour 2019”. Com um set de mais de 3 horas de apresentação e executando faixas do novo album Moonglow, que será lançado mundialmente dia 15 de Fevereiro deste ano, o Avantasia também reviverá seus grandes sucessos desde a sua formação. 

Outra grande atração será o Shaman, uma das maiores bandas de metal nacional e que retornou aos palcos no ano passado não podia ficar de fora desta festa. Esta reunião vem com sua formação original (Andre Matos, Luis Mariutti, Hugo Mariutti e Ricardo Confessori) e promete um show completo reproduzindo os maiores clássicos dos albuns Ritual e Reason, num show virtuoso e emocionante. 

A grande novidade da noite será a banda Rec/All, liderada pelo talentoso Rod Rossi, artista conhecido por gravar diversos temas de desenhos de Anime como Dragon Ball e Cavaleiros do Zodiaco. Além do próprio Rod, a banda tem em sua formação Marcelo Barbosa (Angra), Felipe Andreoli (Angra) e Pedro Tinello (Almah). 

E pra fechar esta festa com chave de ouro, e somente no show do Brasil, o Avantasia contará com a participação especial de Andre Matos para reviver os tempos em que estrelou com a banda mundo afora. 

Mais em:http://www.avantasia.net
http://www.freepass.art.br/shaman
http://www.rodrossi.com
http://www.freepass.art.br

SERVIÇO

Free Pass Metal Festival III 
Avantasia – Shaman – Rec/All 
Data: 2 de Junho de 2019, Domingo 
Horário: Portas 16h – Rec/All 17h30 – Shaman 18h40 – Avantasia 20h20 
Local: Espaço das Americas 
Endereço: Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda 
Classificação etária: 16 anos / Menores de idade entre 12 e 15 anos entram somente acompanhados de um dos pais ou responsável legal, mediante assinatura de termo de responsabilidade no dia do show. 
Capacidade: 8.500 pessoas. 

Informações e compra de ingressos: 

SETOR VALOR 
PREMIUM R$ 340 
PREMIUM meia-entrada R$ 170 
PISTA 1º LOTE R$ 160 
PISTA 1º LOTE meia-entrada R$ 80 
PISTA 2º LOTE R$ 180 
PISTA 2º LOTE meia-entrada R$ 90 
PISTA 3º LOTE R$ 200 
PISTA 3º LOTE meia-entrada R$ 100 
MEZANINO Open Bar&Food (+18 anos) R$ 440* 

*MEZANINO Open Bar & Food (+18 anos): Preço único de um pacote de serviços que inclui 1 ingresso para entrada no evento, acesso à todas as áreas publicas do evento (Mezanino, Premium e Pista), e serviços de open bar e open food. Os serviços de open bar e open food serão servidos somente dentro da área do Mezanino, que contará com livre consumo de cervejas, águas e refrigerantes, além de um exclusivo buffet de finger foods com mini cheeseburgers, mini hot-dogs, pasteizinhos variados, pipocas e mix de nuts. Não será permitido sair da área do Mezanino portando alimentos e/ou bebidas. Pacote exclusivo somente para maiores de 18 anos de idade. 

A venda de ingressos terá inicio no dia 1º de Fevereiro de 2019 a partir das 14hs, tanto on-line como nos pontos de venda oficiais. 

COMPRA PELA INTERNET
Somente através do site da Ticket 360: https://www.ticket360.com.br/evento/10079/free-pass-metal-festival

PONTOS DE VENDA
Bilheterias do Espaço das Americas (Sem Taxa de Serviço) 
Rua Tugipuru, 795 – São Paulo
SP – Segunda a sábado das 10:00 as 19:00hs. 

Consulte demais pontos de venda no link: https://www.ticket360.com.br/ponto-de-venda(sujeitos a taxas de serviço). 

*Não nos responsabilizamos por ingressos comprados fora dos pontos de venda oficiais. 
*Será expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas profissionais, câmeras semi-profissionais e filmadoras de qualquer tipo.

REALIZAÇÃO E PRODUÇÃO 

Free Pass Entretenimento 
http://www.freepass.art.br

SUPLA E GLEN MATLOCK AGITAM O PALCO DO SESC BELENZINHO INICIANDO OS TRABALHOS DE 2019

Por Thiago Tavares

O ano de 2019 começou com tudo. Com muitas expectativas acerca de muitos shows pela frente e sermos testemunhas de grandes espetáculos. 2019 mal começou e no último dia 12 de janeiro voltamos ao batente, in loco para prestigiar e cobrir mais um show no SESC Belenzinho, palco de shows de qualidade – que diga-se de passagem – e que em maioria das vezes, está lotado e que também é um ótimo programa ver um show de rock, abrindo os trabalhos do fim de semana da galera. E no dia em questão não foi diferente.

O SESC Belenzinho neste dia, abriu as portas, um dos ícones mais emblemáticos do rock nacional, reconhecido por seu carisma e simpatia que leva em suas apresentações, o cantou paulistano Supla subiu ao palco da Comedoria em um show que lotou o local.

O show do Charada Brasileiro teve como base, a divulgação do seu mais recente trabalho intitulado Illegal, disco esse que é o 15° da carreira, no qual lançou nas versões em português e inglês, composto por 16 faixas, no qual apresentou ao público e também foram inclusas no set os grandes sucessos da carreira.

E o show do Papito teve um plus bastante especial e que agitou bastante o show. A presença mais do que especial do ex-baixista da formação original do Sex Pistols. Sem sombra de dúvidas, quando Glen Matlock subiu ao palco para dividir os vocais com o anfitrião da festa, a galera foi ao delírio, e era promessa de um ótimo espetáculo.

Supla iniciou o show com a primeira faixa do novo disco Ilegall, música essa bem agitada que animou os presentes. Em seguida, escuta-se das caixas de som, a voz de Silvio Santos, mencionando: “O Charada Brasileiro, O Charada Brasileiro, aonde você está Supla?”, onde remete-se a época que ele participou do reality show Casa do Artistas em 2001 (Sim! Lembro disso!), logo era o gancho para o clássico lançado em 2001. Em seguida, foram executadas Fuck Politics do novo álbum, Diga O Que Você Pensa de 2016 e Anarquia Lifestyle com um refrão bastante pegajoso e fácil de decorar.

Mais a frente, Supla cantou uma música no qual ele dedicou as pessoas que “são famosas sem talento”. Efetivamente, Cresça e Aconteça é uma música que define essas pessoas que simplesmente se vangloriam de luxo e ostentação e adoram se exibir. E é claro que o Papito teve que fazer uma encenação hilária, onde pegou o celular de um espectador do show e simulou fazendo uma selfie. Em seguida, veio uma balada básica: If You Accept Me e na sequência, a clássica Garota de Berlin.

Logo em seguida, chegou o momento esperado. Supla anuncia Glen Matlock para subir ao palco com seu violão e o público ovacionando, onde Matlock retribui com um boa noite, e já se posiciona para assumir o vocal, trocando de lugar com o Charada, que vai assumir a bateria. A partir desse momento, Glen inicia o clássico do Sex Pistols Pretty Vacant de 1977 do primeiro e único trabalho da banda em estúdio intitulado Never Mind the Bollocks, Here’s the Sex Pistols. Ainda com Supla na bateria, Glen emenda com Hook in You, música já de seu primeiro álbum solo, lançado ano passado com uma roupagem bem blues.

Adiante, Matlock executou outra faixa de seu trabalho solo: Won’t Put the Breaks On Me, onde Alexandre volta a assumir a bateria e Supla ficou de backing vocal. E no show teve dois covers de clássicos do rock que fizeram o público do SESC Belenzinho agitar o esqueleto: Dancing with Myself do Billy Idol, e Blitzkrieg Bop do Ramones.

Em resumo, pode-se dizer que o show do Papito foi excelente. Uma apresentação que foi contagiante, agitou a galera do início ao fim e ainda mais com a participação de Glen Matlock, abrilhantou mais o espetáculo. Cabe também elogiar a banda que participou do show, competência na execução das músicas e que demonstrou uma energia que respectivamente refletiu para a galera que não parou um só minuto.

Se o início de 2019 foi assim, não podemos reclamar das próximas aventuras do Ponto ZerØ. Estamos só começando.

O Ponto ZerØ agradece a Adriana Garcia, da assessoria de imprensa do Sesc Belenzinho pelo fornecimento da credencial ao evento e pela parceria, que possa manter por muito mais tempo.

Setlist:
Illegal
O Charada Brasileiro
Fuck Politics
Anarquia Lifestyle
Humanos
Waiting in Tokyo
Is This Love (Bob Marley Cover) / Parça da Erva
Green Hair (Japa Girl)
Cresça e Aconteça
If You Accept Me
Garota de Berlim
Pretty Vacant (Sex Pistols Song)
Hook in You (Glen Matlock Song)
Won’t Put the Breaks On Me (Glen Matlock Song)
God Save the Queen (Sex Pistols Song)
Blank Generation (Richard Hell and the Voidoids Cover)
Anarchy in the U.K. (Sex Pistols Song)
Dancing with Myself (Billy Idol Cover)
Blitzkrieg Bop (Ramones Cover)
Ao Som Que Eu Vivi
Should I Stay Or Should I Go (The Clash Cover)

Bis:
This Ain’t the Ballad of Johnny Stiff
(I’m Not Your) Steppin’ Stone (Paul Revere and The Raiders Cover)
Imagine (John Lennon Cover)

Line-up:
Supla – Vocais e Bateria
Glen Matlock – Vocais e Violão
Alexandre Lafelice – Bateria
Bruno Luiz – Guitarra
Henrique Baboom – Baixo
Mateus Schanoski – Teclados

Dallton Santos: Ouça “Elevate” música que tem participação de Felipe Andreoli do Angra

No último domingo (20/01), o guitarrista Dallton Santos lançou seu novo single, “Elevate”, música que conta com a participação de Felipe Andreoli (Angra) no baixo e Rodolfo Ferreira (Anjos de Resgate) na bateria.

Ouça “Elevate”:
https://www.youtube.com/watch?v=CV8rZUdByfk

“Elevate” foi lançada em diversas plataformas digitais, como Deezer, Spotify, iTunes, entre outras.  

Esse material foi gravado no Estúdio AS pelo técnico Felipe Rinke, e no estúdio Area 51. A mixagem e masterização foi feita por João Milliet (Estúdio Cada Instante). A arte gráfica é de autoria de Fernando Kao.

Dallton Santos é guitarrista profissional e produtor. Também atua com aulas, cursos e livros para guitarristas. Desenvolve um trabalho solo instrumental tendo tocado em todo Brasil e também EUA. Confira mais sobre seu trabalho solo acessando os links abaixo.

Siga Dallton Santos em seus canais oficiais:
https://facebook.com/dalltonsantos
https://www.instagram.com/dalltonsantosguitar/
https://www.dallton.com
https://dalltonsantos.bandcamp.com/

Leandro Caçoilo divulga vídeo tributo de “The Inquisitor’s Rage” do projeto Nikolo Kotzev’s Nostradamus

O vocalista Leandro Caçoilo (Viper, Seventh Seal, Caravellus, Hardshine) acaba de divulgar um vídeo com tributo para a música “The Inquisitor’s Rage” do projeto Nikolo Kotzev’s Nostradamus. O tributo foi autorizado pelo compositor da música que elogiou muito o talento de Caçoilo. Leandro conta com o apoio de Heil Sound, Kildare, Grupo Studio Brazil, Futerock e TRM Press.

“Neste vídeo eu gravei todas as vozes da música “The Inquisition Rage”, que foi gravada pelo grande mestre Jorn Lande e também os corais feitos pelo grande monstro Göran Edman. Está é a melhor rock opera de todos os tempos, chamada Nostradamus, na minha humilde opinião”, disse o vocalista Leandro Caçoilo.

Assista o vídeo de “The Inquisitor’s Rage”https://youtu.be/YkEoFg6iv3Y

Para quem quiser entrar em contato com Leandro para ter aulas ou workshops basta enviar um e-mail para leandrocacoilo@hotmail.com. As aulas do vocalista abordam técnicas como respiração, impostação, repertório, belting, apoio, aquecimento, resistência, drive e ressonância. Para ter aulas de canto com Leandro Caçoilo entre em contato por e-mail ou pelo site oficial do cantor. As aulas são totalmente voltadas para o aluno com gravações em pro-tools, com especialização em Rock ‘n’ roll, Metal, AOR, Thrash, Blues, Soul, etc.

Links relacionados:
Site Oficial – http://www.leandrocacoilo.com.br/
E-mail para contato: leandrocacoilo@hotmail.com
Facebook – https://www.facebook.com/LeandroCacoilofanpage

Frank Iero, ex-My Chemical Romance, traz nova banda ao Brasil em abril

Show único no país acontece em São Paulo, dia 28 de abril, no Fabrique Club

O ex-guitarrista do fenômeno My Chemical RomanceFrank Iero se manteve na ativa mesmo após o hiato da banda, anunciado em 2013. Esteve, inclusive, ao lado de James Dewees (The Get Up Kids) com o projeto Death Spells e em um tributo ao The Cure, mas é com o novíssimo projeto Frank Iero and the Future Violents que ele desembarca na América do Sul, em abril, para apenas três shows. No Brasil, a apresentação única acontece em São Paulo, no dia 28/4 (Fabrique Club), com realização da Powerline. Ingressos já à venda: https://pixelticket.com.br/eventos/3155/frank-iero.

Frank Iero and the Future Violents nasceu no final de 2018. Iero engajou os fãs pelas redes sociais com um suspense em torno do nome da banda e finalmente revelou do que se trata em um vídeo postado no Instagram, que atingiu mais de 150 mil visualizações em questão de dias. E os fãs brasileiros serão um dos primeiros do mundo a ver o projeto em ação!

Este é a terceira empreitada de Frank Iero após a separação do My Chemical Romance. Anteriormente, o guitarrista – que na sua carreira solo também assume os vocais – se apresentava como Frnkiero and the cellabration e, depois, como Frank Iero and the Patience.

Mais pesados e experimentais do que o My Chemical Romance, os dois últimos álbuns de estúdio de Iero – com o the Pacience – são Stomachaches (2014) e Parachutes (2016) e vão rechear o set listo do show único em São Paulo. Na fase solo, Iero se distancia da sonoridade do emo pop e assume a veia punk, abusando de distorções e vocalizações que rementem ao lendário Misfits.

A estreia do Frank Iero and the Future Violents acontece no final de março pelos Estados Unidos, como banda de abertura da turnê especial de 20 anos do Taking Back Sunday. Antes, no dia 17/3, é o próprio Taking Back Sunday que vem ao Brasil, também pela Powerline, para um único show no Fabrique Club, em São Paulo.

SERVIÇO

FRANK IERO AND THE FUTURE VIOLENTS EM SÃO PAULO 
Evento: https://www.facebook.com/events/629133737538123/ 
Data: 28 de abril de 2019 
Horário: 18 horas 
Local: Fabrique Club 
Endereço: Rua Barra Funda, 1071 (Barra Funda – SP) 
Censura: 16 anos 
Ingresso: R$ 110,00 (1º lote – Pista promocional/meia entrada/estudante) 
Online: https://pixelticket.com.br/eventos/3155/frank-iero 
Físico: na Loja 255 (Galeria do Rock), a partir de 23 de janeiro.

SURR – lança “Carne e Osso”, o 13º single da banda santista

Foto: Marcela Sanches

A banda SURR começa 2019 com novidades. No dia 2 de fevereiro, os roqueiros Yuri Cruz Costa (letras e voz), Lucas Costa (guitarra), Avanir Neto (baixo) e Gui Miranda (bateria) lançarão, em todas as plataformas digitais, a música “Carne e Osso” (confiraaqui).

O lyric vídeo do single, que é o 13o do grupo, será apresentado na mesma data. “Carne e Osso” entrelaça o swing latino a riffs secos e americanizados, com referência à funk music americana no seu refrão, em contraponto à letra que faz menção à latinidade.  

“A música trata do nosso conflito interno e externo de quem somos. Uma geração confusa com sua própria identidade que cresceu com ícones americanos, mas sente o sangue latino pulsando na veia. Iconoclasta, provocativo, sem pátria e resistente. Ninguém acima do povo e nenhuma pátria acima de nós”, explicam os músicos da SURR. “Carne e Osso é Sangue Cartola, pose James Dean. Sem heróis, só carne e osso. Sangue latino de Ney Matogrosso“.

Em dezembro do ano passado a SURR havia lançado “Réquiem”. O single, que entrou na Playstist oficial do Spotify “Metal BR”, foi inspirado em tudo o que a banda mais gosta no trash metal, riffs firmes e pontuais misturados com o peso que cria um forte refrão.

Antes, mas no mesmo ano, veio “Fogo Amigo”, que trouxe um rock pesado e uma letra impactante cheia de protestos e questionamentos.

O primeiro CD da Banda SURR sairá no primeiro trimestre de 2019.

Bio

SURR é uma banda de rock formada em 2015, na cidade de Santos, litoral de São Paulo. Yuri Cruz Costa (letras e voz), Lucas Costa (guitarra), Avanir Neto (baixo) e Gui Miranda (bateria) utilizam teor político e social para refletirem sobre as relações humanas no mundo moderno. Os instrumentos e sons são uma forma de protesto, questionamento e luta.

A linha do tempo da banda SURR se consolida na arte, cujas influências estão presentes na música, no cinema, teatro e na literatura. O som é composto por letras e instrumental, que atuam juntos para criar um conteúdo contundente e impactante, que dialogue com o que acontece no mundo atual.

No Spotifycom 12 músicas lançadas entre 2016 e 2018, a SURR alcançou a marca demais de 292,5 mil streams.

A SURR já dividiu o palco com as bandas Dead Fish, CPM 22, Glória, Dance Of Days, Questions HC, Escombro, Bayside Kings, entre outras. Além disso, fez shows nas principais casas de Santos, da região do ABC, Guarulhos, e São Paulo (capital). Em 2017, excursionou por Santa Catarina.

Site oficial
www.surr.com.br

Links
Facebook: /surroficial
Instagram: @banda_surr
Twitter: Banda_SURR
Youtube
Spotify

Camisa de Vênus: Marcelo Nova convida para o show do Carioca Cub, em Fevereiro

No dia 09/02, acontece uma grande festa do Rock’n’Roll nacional em São Paulo; as bandas Camisa de Vênus, Golpe de Estado, Ronaldo e os Impedidos e Baranga, se apresentam no Carioca Clube, a partir das 15h.

O lendário vocalista do Camisa de Vênus, Marcelo Nova, gravou um vídeo onde convida a todos para esse show. Assista:
https://youtu.be/KIxh6IkxZow

Para mais informações, siga a página do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/265996304092613/

Na ocasião o Camisa de Vênus estará lançando seu novo DVD e CD ‘ao vivo’, , e o nome do show será “Dançando em São Paulo” (gravado em 2016).

É possível afirmar que em pleno ano de 2018, o Camisa vive um segundo auge, com shows lotados, e fãs de várias gerações. Marcelo Nova, Robério Santana, Drake Nova, Leandro Dalle e Célio Glouster parecem estar se divertindo genuinamente, enquanto entregam um trabalho de altíssimo nível. A banda é uma das maiores instituições do Rock nacional, e fez sucesso estrondoso nos anos 80, com clássicos como “Camisa de Vênus” (1983), “Batalhões de Estranhos” (1984), “Viva” (1986), “Correndo o Risco” (1986) e “Duplo Sentido” (1987).

O Golpe de Estado é outra banda da mesma geração, que fez bastante sucesso no final da década de 80. Eles comemoraram 30 anos em 2017, com o álbum ‘ao vivo’, “30 Anos Ao Vivo”. Neste show de São Paulo eles estarão lançando um novo single, música que estará em seu novo álbum, que deverá ser lançado ainda em 2019.

Ronaldo e os Impedidos é a banda do ex-goleiro do Corinthians, Ronaldo Giovaneli – atual comentarista da Band e da rádio Transamérica. Há pouco tempo, eles lançaram um EP com material novo. O grupo possui dois álbuns e um EP. Nos anos 90, fez bastante sucesso com o single “O Nome Dela”.

Já o Baranga, é outro que está lançando material novo; o disco “Motör Vermelho”, sexto álbum de estúdio de sua carreira. O grupo foi formado em 2003, e em sua formação traz músicos conhecidos na cena, como Xande (vocal e guitarra), Deca (guitarra), Soneca (baixo) e Paulão (bateria).

SERVIÇO:
TC7 Produções e Carioca Clube apresentam:
Camisa de Vênus – Lançando novo DVD e CD ‘ao vivo’ – “Dançando em São Paulo”

Bandas Convidadas:
Golpe de Estado
Ronaldo e os Impedidos
Baranga

Dia 09/02 (Sábado)
Horário: 15h (Abertura da casa)

Local: Carioca Clube (R. Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros, São Paulo)

Ingressos:
https://www2.clubedoingresso.com/evento/camisadevenus?fbclid=IwAR01brbcLMGSZ4ur99H_g2nv0dCzTxhWOU4KjudDBvxAe2gdGbGoOYrXyrc

Páginas relacionadas:
www.facebook.com/camisadevenusoficial/
www.facebook.com/bandagolpedeestado/
www.facebook.com/ronaldoeosimpedidos/
www.facebook.com/barangarock/
www.facebook.com/tc7producoes/
www.facebook.com/CariocaClub/
www.facebook.com/lpmetalpress/

Saxon anuncia oficialmente todas as datas de nova tour pela América Latina

Lenda do heavy metal está de volta ao Brasil trazendo no repertório seus maiores sucessos – foto: divulgação

A lendária banda Saxon, um dos nomes mais cultuados do seminal movimento NWOBHM (New Wave of British Heavy Metal), é uma das grandes atrações de 2019 a desembarcar no Brasil. O grupo anunciou recentemente todas as datas de mais uma longa turnê pela América Latina, praticamente um ano após arrebatadora performance no Continente. 

Os incansáveis Biff Byford (vocal), Nibbs Carter (baixo), Nigel Glockler (bateria), Paul Quinn (guitarra) e Doug Scarratt (guitarra) se apresentarão no México, Colômbia, Peru, Chile, Argentina, Paraguai e em três capitais brasileiras.

Com produção da Top Link Music, em parceria com a Rádio & TV Corsário, o Saxon encerrará esta importante excursão, no dia 16 de março, na Tropical Butantã, em São Paulo. No repertório, seus maiores clássicos, além das principais composições do elogiado novo álbum “Thunderbolt”.

Os ingressos continuam à venda pelo site da Ticket Brasil (https://ticketbrasil.com.br/show/6587-saxon-saopaulo-sp) e pontos autorizados na capital paulista, Barueri, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Mauá, Campinas, Sorocaba, Santos e Guarulhos (http://www.ticketbrasil.com.br/ondecomprar). Mais informações no serviço abaixo.

“Thunderbolt” novamente manteve a parceria de sucesso com o renomado produtor Andy Sneap, que já trabalhou com outros grandes nomes como Megadeth, Exodus, Testament, entre outros.

Este trabalho traz 12 poderosas composições, que tem todos os predicados para superar a bela repercussão conquistada com os álbuns “Sacrifice” (2013) e “Battering Ram” (2015). Os singles “Nosferatu”, “Predator”, “Sniper” e a faixa-titulo são bons exemplos do que está por vir. Além disso, o tracklisting ainda conta com “They Played Rock And Roll”, música escrita e dedicada ao Motörhead.

Formado em 1976, em South Yorkshire, na Inglaterra, o Saxon é reconhecido como um dos pilares da New Wave of British Heavy Metal, movimento musical que começou em 1970 e catapultou grupos como Iron Maiden, Venom, Def Leppard, Diamond Head, Raven, Avenger, Girlschool, Grim Reaper, Satan, Tank, e até hoje influencia diversas a bandas por todo mundo.

A banda gravou mais de 20 discos, sendo que oito chegaram ao UK Singles Chart e estabeleceram-se como um dos maiores grupos de metal dos anos 1980. Ao longo da carreira, eles já venderam mais de 20 milhões de cópias de álbuns e influenciaram inúmeros artistas como Metallica, Mötley Crüe, Pantera, Sodom, Skid Row e Megadeth.

Links relacionados:
http://www.facebook.com/saxon
https://www.facebook.com/toplinkmusicoficial
https://www.facebook.com/RadioTvCorsario
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

SERVIÇO SÃO PAULO
Top Link Music e Rádio & TV Corsário orgulhosamente reapresentam Saxon

Data: 16 de março de 2019
Local: Tropical Butantã – www.tropicalbutanta.com.br
End: Av. Valdemar Ferreira, 93 (200m do Metrô Butantã)
Abertura da casa: 19h30
Evento FB: https://www.facebook.com/events/364359864107366
Infoline: 11 3031-0393
Classificação etária: 16 anos. Entre 14-16 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

# SETORES/VALORES (1º lote)
– PISTA MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 100,00
– PISTA VIP MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 180,00
– CAMAROTE MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 240,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

# COMPRA PELA INTERNET – https://ticketbrasil.com.br/show/6587-saxon-saopaulo-sp
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club
# PONTOS DE VENDA AUTORIZADOS: São Paulo, Barueri, Osasco, Santo André, São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Mauá, Campinas, Sorocaba, Santos e Guarulhos (http://www.ticketbrasil.com.br/ondecomprar)

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais
.

Overload Beer Fest 2019: ainda há ingressos à venda

Evento tem as bandas Overkill e Tankard (foto) como headliners – fotos: divulgação

Após muita expectativa, a produtora Overload recentemente anunciou o line-up oficial do tão aguardado Overload Beer Fest. O evento confirmado para o dia 3 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo, vai seguir os mesmos padrões de qualidade realizados durante as três históricas edições do Overload Music Fest.

Para estrear já em grande estilo, a programação está especialíssima. Overkill (EUA), Tankard (ALE) e o lendário Ratos de Porão representam os nomes consagrados da música pesada. D.F.C., Surra e Blasthrash completam o line-up. Além disso, também haverá venda de cervejas artesanais*, burgers, lanches veganos e metal market.

Apesar da grande procura, os fãs ainda podem garantir presença adquirindo os ingressos disponíveis no site do Clube do Ingresso (https://www2.clubedoingresso.com/evento/overloadbeerfest) e pontos de venda autorizados. Mais informações no serviço abaixo.

Celebrando praticamente 40 anos de estrada, o Overkill, um dos nomes mais respeitados do thrash metal mundial, finalmente está de volta ao Brasil, após tanto tempo sem reencontrar os fãs. Bobby “Blitz” Ellsworth (vocal), Carlo “D.D.” Verni (baixo), Dave Linsk (guitarra), Derek Tailer (guitarra) e Jason Bittner (bateria) já vem promover o pesado novo álbum “The Wings Of War”, que será lançado, no dia 22 de fevereiro, via Nuclear Blast.

Já o Tankard não vê a hora de desembarcar e protagonizar mais uma histórica apresentação no País. Andreas “Gerre” Geremia (vocal), Frank Thorwarth (baixo), Olaf Zissel (bateria) e Andreas “Andy” Gutjahr (guitarra) não dispensam energia no palco com performances hilárias, mesmo tocando um poderoso thrash metal old school. Representante do “The Big Teutonic 4” ao lado de Kreator, Sodom e Destruction, o Tankard, desde a formação em 1982, na belíssima Frankfurt, segue na estrada sempre fazendo a diversão da galera ao exaltar a cerveja e as belas mulheres.

A lendária banda brasileira Ratos de Porão está pronta para mais uma vez tomar a capital paulista de assalto. Após longa tour do aclamado álbum “Século Sinistro”, João Gordo (vocal), Jão (guitarra), Juninho (baixo) e Boka (bateria) seguem mantendo a mesma vitalidade, força e irreverência do inicio de carreira. O quarteto possui uma longa discografia com álbuns que se tornaram clássicos absolutos como “Crucificados pelo Sistema” (1984), “Cada Dia Mais Sujo e Agressivo” (1987), “Brasil” (1989) e “Anarkophobia” (1990).

Quem também promete roubar a cena do Overload Beer Fest é o D.F.C. Donos de clássicos do hardcore nacional como “Igreja Quadrangular do Triângulo Redondo”, “O Massacre da Guitarra Elétrica” e “O Mal que vem para Pior”, o grupo brasiliense atualmente formado por Tulio (vocal), Miguel (guitarra), Leonardo (baixo) e Bruno (bateria) está completando 26 anos e não será um mero coadjuvante diante de tantos grandes nomes.

Representando a respeitada cena do hardcore santista, o Surra é atualmente formado por Leeo Mesquita (guitarra/vocal), Guilherme Elias (baixo/vocal) e Victor Miranda (bateria). Influenciados pelos riffs rápidos do Thrash Metal e pela linguagem direta e a atitude do hardcore punk, o power trio já dividiu palco com alguns dos principais nomes como Sepultura, Ratos de Porão, Dead Fish, Claustrofobia, D.F.C., Garage Fuzz, Project46 e até mesmo nomes internacionais como D.R.I. e Dr. Living Dead. Por falar em palcos, a banda se tornou conhecida pelo seu ritmo incansável de turnês. Desde 2012, já são mais de 250 shows por todas as regiões do Brasil e mais de 10 países da Europa.

Blasthrash, um dos nomes mais respeitados do underground sul-americano, terá mais uma oportunidade para mostrar o poder do seu thrash metal diante dos fãs paulistanos. Após dividir o palco com Tankard, Assassin, Onslaught, Toxic Holocaust e Vader, Dario Viola (vocal), Jhon França (guitarra), Diego Rocha (guitarra), Diego Nogueira (baixo) e Rafael Sampaio (bateria) estão preparados para abrir a festividade em grande estilo.

*Se beber, não dirija! Opte por transporte público, táxi ou aplicativos de transporte privado. O Carioca Club fica ao lado da estação Faria Lima – Linha Amarela do Metrô.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/OverkillWreckingCrew
https://www.facebook.com/tankardofficial
https://www.facebook.com/RatosdePoraoOficial
https://www.facebook.com/dfchaos
https://www.facebook.com/surrahardcore
https://www.facebook.com/Blasthrash
https://www.facebook.com/overloadbrasil
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

SERVIÇO SÃO PAULO
Overload orgulhosamente apresenta Overload Beer Fest
Line-up: Overkill, Tankard, Ratos de Porão, DFC, Surra e Blasthrash
Cervejas artesanais, burgers, lanches veganos e metal market

Data: domingo, 3 de fevereiro de 2019
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros (próximo ao metrô Faria Lima)
Horário: 14h (open doors) | 15h (showtime)
Imprensa: press@theultimatemusic.com | 11 964.197.206
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/2326945987376148
Classificação etária: 16 anos. Entre 14-16 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos.
Estacionamento: nas imediações (sem convênio)
Estrutura: ar condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes

SETORES / PREÇOS (1º lote)
– Pista meia/promocional: R$120
– Camarote meia/promocional: R$ 180,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

COMPRA PELA INTERNET – https://www2.clubedoingresso.com/evento/overloadbeerfest
PONTO DE VENDA OFICIAL (sem taxa de serviço – apenas em dinheiro): bilheteria do Carioca Club
PONTOS AUTORIZADOS (com taxa de conveniência):http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Anathema retorna a São Paulo para show acústico especial

Após apoteótica, emocionante e histórica apresentação em 2017, a banda inglesa Anathema confirmou recentemente retorno ao Brasil com a promessa de novamente arrancar lágrimas dos seus apaixonados fãs em outra experiência inesquecível. 

O grupo, que será representado pelos irmãos Vincent e Daniel Cavanagh, desembarca com a tour “Acoustic Resonance”, em um show mais intimista, requintado e harmonioso, que celebra 20 anos do clássico álbum “Alternative 4”, no próximo dia 2 de fevereiro, no Carioca Club, em São Paulo.

A grande novidade é a ilustre participação de Duncan Patterson, baixista/tecladista de 1991 a 1998, e um dos principais compositores da história da banda. Ele não se apresenta no País desde 1994, ano em que vieram pela primeira vez a América do Sul.

Será uma ocasião muito especial! Nossas almas compartilharão o palco mais uma vez, celebrando toda a busca de uma pioneira história. Daremos importância a todas as eras da nossa carreira e a todas as almas significativas que estiverem por perto. Unam-se a nós para esta celebração da vida“, declarou Vincent Cavanagh.

Os ingressos para a performance na capital paulista continuam à venda na bilheteria do Carioca Club, pelo site do Clube do Ingresso (https://www2.clubedoingresso.com/evento/anathema-sp) e pontos autorizados. Mais informações no serviço abaixo.

Formado em 1990, em Liverpool, o Anathema ultrapassou a fronteira do metal e vem conquistando cada vez mais outros tipos de público, por conta de suas músicas brilhantes, encantadoras, elegantes e repletas de melodias marcantes.

Começando a sua trajetória como um grupo de death/doom metal, com o passar dos anos, foram se distanciando das influências mais pesadas para abraçar uma sonoridade mais experimental, progressiva e melancólica, que resulta justamente no próprio “Alternative 4”.

Lançado em 1998 pela Peaceville Records, este trabalho é um divisor de águas na carreira do grupo, que marca o último disco da magistral participação de Duncan Patterson no processo de composição.

Apesar dos primeiro discos serem considerados clássicos, a banda deixou suas raízes pesadas de lado para apostar em algo mais emocional, que atinge profundamente o coração das pessoas.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/overloadbrasil
https://www.facebook.com/anathemamusic
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

SERVIÇO SÃO PAULO
Overload orgulhosamente apresenta Anathema em Acoustic Resonance 
Uma celebração dos 20 anos do álbum Alternative 4

Data: sábado, 2 de fevereiro de 2019
Local: Carioca Club
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros (próximo ao metrô Faria Lima)
Horário: 17h30 (open doors) | 19h (showtime)
Imprensa: press@theultimatemusic.com | 11 964.197.206
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/354810465322548
Classificação etária: 16 anos. Entre 14-16 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos.
Estacionamento: nas imediações (sem convênio)
Estrutura: ar condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes

SETORES / PREÇOS
– Pista meia/promocional: R$130
– Camarote meia/promocional: R$ 190,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

COMPRA PELA INTERNET – https://www2.clubedoingresso.com/evento/anathema-sp
PONTO DE VENDA OFICIAL (sem taxa de serviço – apenas em dinheiro): bilheteria do Carioca Club
PONTOS AUTORIZADOS (com taxa de conveniência):http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

ANGRA FEST AGITA A GALERA NO TROPICAL BUTANTÃ E MARCA A VOLTA DE DR. SIN AOS PALCOS E MALTA COM NOVO TRABALHO EM BREVE

Por: Thiago Tavares
Fotos: Daniel Ometo

No último dia 01 de dezembro aconteceu no Tropical Butantã a segunda edição do Angra Fest. Evento elogiado pela galera, o Angra resolveu conciliar o encerramento da ØMNI World Tour e realizam o festival que reuniu os principais nomes da cena do metal no Brasil. Um festival que ficou para a história, assim como foi a primeira edição.

Para esta segunda edição do festival, os anfitriões que comemoram 28 anos de estrada convidaram a banda Nervosa, banda essa que vem de uma turnê bastante corrida e de sucesso pela Europa, Project 46 que dispensa apresentações e que em 2018 também fez diversos shows em festivais pelo país em divulgação do último álbum Tr3s, a banda Malta que aos poucos, vem se inserindo no mundo do metal com uma nova roupagem com a entrada de Luana Camarah no vocal, e a grande surpresa da noite que foi a volta de Dr. Sin aos palcos.

Pontualmente as 18:00, o festival se dá por iniciado com a banda Nervosa, querendo dar o seu recado de que não estavam cansadas acerca da maratona de shows que teve em 2018. E não é para tanto pois lançaram Downfall Of Makind, disco esse que foi amplamente elogiado no Brasil e no exterior, e que resultou em impressionantes 80 shows em 22 países.

Formada por Fernanda Lira (voz e baixo), Prika Amaral (guitarra e backing vocal) e Luana Dametto (bateria), a Nervosa passeou por sua discografia, tocando os principais sucessos como Victim Of Yourself, Into MoshPit e deram ênfase a músicas do novo álbum.

Logo em seguida, surge no palco o Project 46, que chegaram dispostos a tocar o terror na galera, que já começou a lotar o Tropical. E é claro que não é para menos, pois trata-se de uma forte referência do metal nacional com músicas cheias de energia e também com um tom de protesto sobre as mazelas do nosso país e também sobre os perrengues que enfrentamos no dia a dia, marcas essas que carregam a banda.

Formado por Caio MacBeserra (voz), Vini Castellari (guitarra), Jean Patton (guitarra), Baffo Neto (baixo) e Betto Cardoso (bateria), o grupo também encerra o ano de 2018 com saldo positivo, com grande repercussão aceca do último álbum intitulado Tr3s e também com a sua agenda lotada de shows. Os caras após o show, estiveram na pista para trocar uma ideia com a galera que estava presente no festival.

Passada a porradaria de nível extremo, chegou a hora da apresentação mais esperada dos últimos anos. Após uma pausa de dois anos, o Dr. Sin, volta aos palcos e quebraram a cara quem apostou que seria um show morno devido a falta de entrosamento e afins. O show deles foi bastante consistente, agitado, no qual foi possível ver a performance de Thiago Melo, guitarrista que substituiu o lendário Edu Ardanuy, onde o novato não ficou devendo.

Atualmente formada por Andria Busic (voz/baixo), Ivan Busic (bateria) e Thiago Melo (guitarra), a banda executou a recém música lançada intitulada Lost In Space, além de clássicos do grupo.

A partir daí a casa lotou de vez por todas, mas ainda havia mais um convidado antes da atração principal adentrar ao palco. A banda Malta fez um show baseado no trabalho a ser lançado em 2019 com o título IV no qual vai mostrar uma banda totalmente repaginada, com um som mais pesado e mais envolvente, o que de longe não se lembra da fase anterior. O show em si agradou bastante a galera presente, ainda mais quem não conhecia e se depender do novo trabalho, realmente a banda deve ter conquistado novos admiradores.

Formada por Adriano Daga (bateria), Luana Camarah (vocal), Thor Moraes (guitarra) e Diego Lopes (baixo), a banda apresentou a faixa Manipulação, pertencente ao novo álbum que também tem um clip que já foi lançado nas mídias sociais, onde é demonstrado de forma clara essa nova fase, música essa carro-chefe dessa nova fase e do novo álbum. A música tem participação de do guitarrista Ron Bumblefoot e Amon Lima.

Para fechar com chave de ouro, executaram Bohemian Rhapsody do Queen. A execução é devida pois a banda fez um show na Avant-Premiere do filme Bohemian Rhapsody realizado no Allianz Parque em São Paulo. Por fim, a participação da Malta se encerra com Supernova.

Por fim, os donos da festa tinham que aparecer. O Angra sobe ao palco do Tropical Butantã após uma maratona de 100 shows até então, todos eles pertencentes a turnê ØMNI World Tour, e no fim das contas depois de tanto show, tinham que encerrar com chave de ouro no Brasil, acerca do último disco que vem sendo bastante elogiado mundo a fora.

Composta atualmente por Fabio Lione (vocal), Rafael Bittencourt (guitarra), Marcelo Barbosa (guitarra), Felipe Andreoli (baixo) e Bruno Valverde (bateria), iniciaram os trabalhos com Newborn Me, do álbum Secret Garden. Em seguida, foi executado Travelers In Time e a partir daí, fizeram uma viagem sob a discografia da banda, desde Temple of Shadows, passando pela clássica Nothing to Say. Como é de praxe, Fábio Lione interagiu com a galera e percebe-se que o português vem melhorando a cada show.

Um dos pontos de destaque no show foi a execução de Black Widow’s Web. A galera meio que já sabia que nem Sandy ou mesmo Alissa White-Gluz (Arch Enemy) participariam do evento, mas para a interpretação da música juntamente com Fábio Lione, convidaram uma vocal que não ficou devendo na interpretação. O Angra convidou Mayara Puertas do Torture Squad para dividir o palco, fazendo o vocal feminino, onde no qual executou de forma brilhante e competente.

E para o fim dos trabalhos, não poderia faltar uma jam session. Iniciou-se com Walk do Pantera, onde junto com o Angra, subiram ao palco Fernanda Lira do Nervosa e Jean Patton do Project 46. Em seguida, foi executado Highway To Hell do AC/DC, onde desta vez quem participaram foram o guitarrista Edu Ardanuy, Luciana Camarah e Adriano Daga – os dois últimos do Malta – onde ainda teve os backing vocals formado por Rafael Bittencourt, Thor e Diego da Malta, para assim fechar a conta da segunda edição do festival.

Enfim, o Angra Fest vem fazendo sua parte em reunir os maiores nomes da cena do metal do Brasil. Festival esse que está começado a cair no gosto dos headbanguers e que marcam presença ao prestigiarem bandas de respeito. Se continuar neste enredo, com certeza vamos ter uma terceira edição em breve e com nomes de peso em prol do metal nacional.

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos ao Costábile Salzano Jr da The Ultimate Music pelo fornecimento das credenciais.

SETLIST NERVOSA
Horrordome
… And Justice for Whom?
Death!
Enslave
Hostages
Masked Betrayer
Never Forget, Never Repeat
Raise Your Fist!
Kill the Silence
Intolerance Means War
Into Moshpit

SETLIST DR. SIN
Scream and Shout
Lost in Space
Time After Time
Fire
Sometimes
Dirty Woman
Miracles
Fly Away
Emotional Catastrophe

SETLIST PROJECT 46
Terra de Ninguém
Tr3s
Se Quiser
Violência Gratuita
Pode Pá
Pânico
Rédeas
Erro +55
Foda-se (Se Depender de Nós)
Acorda pra Vida

SETLIST MALTA
Igual a ninguém
Amor e Ódio
Bater de Frente
Ela Sempre Sabe
Nova História
Pátria Amada
Manipulação (with Edu Ardanuy)
Bohemian Rhapsody (Queen cover)
Supernova

SETLIST ANGRA
Newborn Me
Travelers of Time
Waiting Silence
Nothing to Say
Insania
Acid Rain
Caveman
Drum Solo (Bruno Valverde)
Black Widow’s Web (Part. Mayara Puertas)
Upper Levels
Spread Your Fire
ØMNI – Silence Inside
The Bottom of My Soul
Morning Star
Magic Mirror

Encore:
Rebirth
Carry On / Nova Era
Walk (Pantera cover) (Part. Fernanda Lira e Jean Patton)
Highway to Hell (AC/DC cover) (Part. Edu Ardanuy, Luana Camarah e Adriano Daga)