Monthly Archives: dezembro 2017

You are browsing the site archives by month.

Massacration se apresenta neste sábado na Comic Con Experience 2017

O Massacration se apresenta neste sábado, dia 9 de dezembro, às 19h, na Comic Con Experience 2017, na área dedicada à música na CCXP, Arena Cos Music, que conta com apresentações durante todos os dias e com diversos artistas de renome nacional como Supla, além de uma programação com covers de grandes sucessos como Queen, Kiss, David Bowie e Beatles.

A CCXP – Comic Con Experience 2017 acontece entre os dias 7 a 10 de dezembro, no São Paulo Expo. A banda prepara um show intergalático e fará algumas versões do novo DVD que será lançado nos próximos dias.

Após retornar em 2016 para estrelar a propaganda “O Grand Pedido”, o famoso jingle do Big Mac, do McDonald’s, o Massacration motivou os fãs com uma turnê mundial em várias cidades com diversos shows sold out. Com o lançamento da nova música e videoclipe de “Metal Milf”, a banda voltou às paradas de sucesso atingindo um público ainda maior do que anteriormente.

Com expectativa para mais de 200 mil pessoas esse ano, a programação da Comic Con Experience 2017 garante uma grande experiência para os fãs do Massacration.

Imperdível!

Links relacionados:
https://www.facebook.com/MassacrationOficial/
https://www.facebook.com/toplinkmusicoficial

Threesome lança novo EP, “Keep On Naked”

Formada em 2012 em Campinas/SP, a Threesome é um quinteto de música autoral esteticamente influenciada pelo rock dos anos 60 e 70 e com referências de outros segmentos como o blues, jazz e o indie.

Inerentemente maliciosas, as letras das músicas do Threesome discorrem geralmente sobre as relações humanas pela perspectiva de experiências sexuais, monogâmicas ou não. Mais do que contar histórias clichês, a Threesome quer provocar, romper barreiras impostas pelo preconceito e por setores opressores da sociedade, promovendo a livre reflexão sobre um dos temas centrais dos estudos de Sigmund Freud.

“Get Naked” é o título do álbum de estreia do Threesome lançado em 2014. O disco reúne 11 faixas e está integralmente disponível online através das principais rádios e aplicativos.

Três anos após o lançamento do debute, Juh e Fred Leidl, Bruno Manfrinato, Bob Rocha e Henrique Matos decidiram colocar o álbum sob nova perspectiva, motivados pelo desligamento do antigo vocalista e por novas possibilidades no processo de produção.

O resultado foi o EP “Keep On Naked” que traz regravações de duas músicas do disco de estreia, “Every Real Woman” – agora “ERW” – e “Why Are You So Angry?” – rebatizada como “Sweet Anger” -, além de uma faixa inédita chamada “My Eyes”.

“Este trabalho veio da necessidade que tínhamos de mudar e melhorar algumas coisas em relação ao álbum de estreia”, explica o baterista Henrique Matos. “Get Naked foi concebido em nosso home studio, então tanto em relação à qualidade de gravação ou quanto à própria composição e arranjos, achamos que poderíamos fazer melhor. Com a saída do Bruno Baptista da banda, a Juh Leidl assumiu as vozes principais de algumas músicas e isso causou uma necessidade natural de mudar as linhas vocais, caso da “Every Real Woman”, que agora adquiriu um tom mais provocativo ainda, registrado na nova “ERW”. “Why Are You So Angry” mudou completamente, é outra música, apesar de ter mantido a letra original, mas nem consideramos como regravação, ela se tornou uma das músicas mais fortes e pesadas da banda, agora chamada “Sweet Anger”. Já “My Eyes” é totalmente inédita e nela decidimos usar o vocal agressivo e doido do Fred Leidl, e o resultado foi excelente”.

Se “Get Naked” foi concebido a partir de uma estética artesanal, para “Keep On Naked” o Threesome buscou um caminho absolutamente inverso. Captação, mixagem e masterização levam a assinatura de ninguém menos que Maurício Cajueiro, renomado produtor brasileiro que já trabalhou com alguns dos nomes mais relevantes do mundo como Linkin Park, Steve Vai, Glenn Hughes, Gene Simmons, Stephen Stills, entre outros. Todo o processo aconteceu no estúdio Cajueiro em Campinas e a banda gravou as músicas ao vivo direto na fita de rolo.

“Sempre quisemos gravar de forma analógica”, acrescenta Henrique. “Alcançamos o resultado esperado e, de fato, ficou diferente em relação a uma gravação digital. A performance ficou muito natural, e a fita casa melhor todas as frequências, tudo soa mais orgânico, parece que todos os instrumentos têm o seu espaço sem conflitar. É um deleite.”

“Keep On Naked” já está disponível para audição streaming e download nas principais plataformas digitais:

Spotify: https://goo.gl/YC686B
Deezer: https://goo.gl/oB8T16
Amazon: https://goo.gl/uNstNR
iTunes: https://goo.gl/7Facpo
Google Play: https://goo.gl/4iPEUG

Confira também o Lyric-Video de “Sweet Anger”: https://youtu.be/yYhqr_ZI464

O show de lançamento de “Keep On Naked” acontece neste domingo, dia 10 de dezembro, no “2º Encontro Tribo + Ita” que rola no Parque Zeca Malavazzi em Paulínia/SP. O evento é uma organização da Tribo Cervejaria Artesanal e pretende reunir música, cerveja, gastronomia e solidariedade, uma vez que para entrar é preciso doar 1 litro de leite a ser destinado ao Fundo Social de Solidariedade.
Para mais informações:  https://goo.gl/FJG4Qj

Mais Informações:
www.3somerock.com
www.facebook.com/3some
www.youtube.com/threesomerock
www.twitter.com/ThreesomeRock
www.instagram.com/threesomerock
www.soundcloud.com/threesomerock

Nervosa: show no La Esquina no Rio de Janeiro neste domingo

Neste domingo (10/12), as meninas da Nervosa se apresentam na cidade do Rio de Janeiro, no La Esquina Bar (Av Mem de Sá, 61, Lapa, Rio de Janeiro), no “Headbanger Fest”, ao lado das bandas Siriun e Vorgok.

Assista o vídeo onde a guitarrista Prika Amaral convida para o show do RJ:
https://www.facebook.com/headbangerproducoes/videos/135153103800035/?q=Nervosa%20no%20Rio%20de%20Janeiro

Para mais informações, acesse a página do evento:
https://www.facebook.com/events/152728021997435/

Na semana que vem elas tocam no tradicionalíssimo Sesc Belenzinho, em São Paulo (Sexta-feira, 15/12) – dia 17/12 elas tocam em Bragança Paulista (Cardápio Undreground)

Assista o vídeo de “Intolerance Means War” que rolou no Chile:
https://www.youtube.com/watch?v=FQ6-PggqJeI

A Nervosa é formada por Fernanda Lira (baixo e vocal), Prika Amaral (guitarra) e Luana Dametto (bateria).

Para agendar shows da Nervosa no Brasil, entre em contato com tc7producoes@gmail.com  / www.tc7producoes.com / www.facebook.com/tc7producoes

Entrevistas/imprensa: lpiantonni@lanciare.com.br

Acompanhe a Nervosa em seus canais oficiais:
www.nervosaofficial.com/site/eng-band/
www.facebook.com/femalethrash
www.instagram.com/nervosathrash
https://twitter.com/nervosathrash

SERVIÇO:

A Headbanger Produções orgulhosamente apresenta: Headbanger Fest

O primeiro evento organizado e com curadoria do site Headbanger Mind, traz de volta ao Rio de Janeiro um dos maiores fenômenos do Thrash Metal Nacional, Nervosa! E elas não estarão sozinhas, Siriun e Vorgok completam o line up do primeiro Headbanger Fest!

Line Up:
Nervosa
Siriun
Vorgok

Local: La Esquina – Av Mem de Sá, 61, Lapa, Rio de Janeiro
Abertura da casa: 18h30

Ingressos:
Pista: R$35

Pista + Doação : No lugar da meia-entrada social e 1kg de alimento não perecível, nós resolvemos criar a meia-entrada animal.  O custo será de 40 reais (R$35 Ingresso + R$5 Indefesos) e taxas. Esses 5 reais de diferença serão destinados ao grupo sem fins lucrativos “Indefesos” que ajuda a resgatar e tratar animais de rua.

Maiores informações sobre o grupo: https://www.indefesos.com.br/  e www.facebook.com/indefesos2

Classificação: 18 anos
Pontos de Venda no Rio de Janeiro (sem taxas)
Méier: Inside Rock – Endereço: Av Amaro Cavalcanti, 157 (em frente a estação de trem)- aceita cartão e dinheiro
Barra: Loja Rockn Roll – Av. Ayrton Senna 300 Lj 1036 (Shopping Via Parque)- somente dinheiro
Catete: Sempre Música Discos – Rua Corrêa Dutra 99 sobreloja 216 – somente dinheiro
Ipanema: Sempre Música Discos – Rua Visconde de Pirajá 365 B Loja 11 – somente dinheiro

Golpe de Estado e Carro Bomba tocam em SP, no sábado

Amanhã (09/12), o Golpe de Estado se apresenta no Morrison Bar (Rua Inacio Pereira da Rocha, 362 – Vila Madalena, São Paulo). Ao lado deles, outra grande banda do rock nacional, o Carro Bomba. Na ocasião eles comemoram o aniversário do guitarrista Marcello Scheavno, que toca nas duas bandas.  O show acontece a partir da 18h.

Para mais informações, siga a página do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/192218751334271/

A formação atual do Golpe de Estado traz, João Luiz (vocal, ex-Casa das Máquinas e ex-King Bird), Marcello Schevano (guitarra, Carro Comba, ex-Patrulha do Espaço), Nelson Brito (baixo e membro da formação original) e Roby Pontes (bateria)

Assista o videoclipe de “Noite de Balada”, gravado na turnê de 30 anos do Golpe de Estado:
https://www.youtube.com/watch?v=qhVzdGg8aoM

Para agendar shows do Golpe de Estado, entre em contato com a TC7 Produções: tc7producoes@gmail.com / www.facebook.com/tc7producoes

Curta a página oficial do Golpe de Estado no Facebook:
www.facebook.com/bandagolpedeestado

SERVIÇO:
Morrison apresenta: Golpe de Estado e Carro Bomba
“Comemoração do aniversário do Marcello Schevano”
Dia: Sábado, 09/12
Horário: 18h
Local: Morrison (Rua Inacio Pereira da Rocha, 362 – Vila Madalena  – São Paulo)
Contato: www.morrison.com.br  / Tel 3814-1022 Whatsapp 99906-3139

Ingressos:
https://ticketbrasil.com.br/show/5624-golpedeestado-saopaulo-sp/

Mattilha lança o novo single “Cachorro Louco”

Depois de um mês do lançamento do remix da música “Qual é o Seu Veneno” com o grupo de hip hop RZO, o quarteto de hard rock lançou nesta sexta-feira, 8 de dezembro, a faixa inédita “Cachorro Louco” em todas as plataformas de streaming.

Ouça “Cachoro Louco” nas principais plataformas de streaming e download: https://ONErpm.lnk.to/Mattilha

Após o debut álbum “Ninguém é Santo” de 2014 e o  EP “A Carne é Fraca” de 2016., o novo single abre uma nova fase na carreira da banda, que para 2018  pretende focar em singles  que serão lançados em intervalos de 3/4 meses.

“É a estratégia ideal para a nossa realidade, o consumo e o volume em massa da música digital já comprovou que trabalhar faixas separadas de forma continua acaba sendo a maneira mais eficaz e econômica de se trabalhar nesse ambiente” diz o guitarrista Victor Guilherme.

“Esse som retrata bem nossa correria, a vibração de acreditar em qualquer coisa que seja e jamais se desgarrar dessa verdade, ir até o fim, persistir, viver de coração um dia após o outro, sentimento que se espelha a tudo que rola em torno desse sonho que é viver de música, se alimentar de estrada e poder passar nossa mensagem aos 4 cantos” diz Gabriel Martins, vocalista.

Foto: Divulgação​

46 FEST CHEGA A TERCEIRA EDIÇÃO COM O APOIO DA GALERA QUE COMPARECEU EM GRANDE NÚMERO NO TROPICAL BUTANTÃ

Por Thiago Tavares

Um dos festivais mais esperados da cena do metal brasileiro enfim aconteceu. No último domingo, dia 03 aconteceu no Tropical Butantã a terceira edição do 46 Fest, festival esse que reúne grandes bandas de expressão do metal e que também dá oportunidade para outras bandas que estão iniciando sua trajetória para participarem desta festa ao lado de ninguém mais, ninguém menos que os anfitriões o Project 46, banda essa que vem se consolidando desde sua fundação em 2008 e conquista muitos fãs pelo som no estilo heavy metal com um som de estourar os ouvidos de muito bom que é e com letras que fazem tirar tudo de ruim ou zica que há dentro de nós, praticamente um grito de desabafo para todas as coisas ruim no qual vemos ou presenciamos.

2017 © Camila Cara

O festival desse ano foi composto pelas bandas Tonelada, que venceu a votação popular dentre várias bandas independentes, No Trauma e Trayce, convidadas pelos donos da festa e Ponto Nulo no Céu. Praticamente um prato cheio para quem quer ouvir um som pesado de qualidade e iniciar a semana com tudo.

A primeira banda a se apresentar foi a banda Tonelada. Originários de Dourados (MS) e composto por Juan Queiroz (Vocal), Luan Mendes (Guitarra), Paulinho Torrontegui (Bateria) e Renan Gobi (Baixo), os caras apresentaram um set que agradou bastante a galera que estava presente ao festival, fazendo jus como a vencedora por votação popular como a banda da galera a participar do festival. Eu, particularmente não conhecia e gostei bastante com estilo bem pesado e como definem, um som curto e grosso.

2017 © Denis Ono

Logo em seguida, se apresentou a banda No Trauma que foi convidada pelo Project 46 e esteve entre os 10 primeiros colocados na votação popular. Cariocas de Olaria e formado por  Hosmany Bandeira (Vocal), João de Paula (Baixo), Tuninho Silva (Guitarra) e Marvin Tabosa (Bateria), com influencias no metalcore e nu metal, os cariocas apresentaram ao público músicas do CD Viva Forte Até o Seu Leito de Morte, de 2015 o único da carreira e vem batalhando de forma incansável, não é a toa que voltaram de uma turnê recente pela América do Sul e no 46 Fest, a galera aprovou e com certeza já abraçou a causa em apoiar os caras.

2017 © Mayara Cristina Giacomini

O próximo que se apresentou, também convidada pelos donos da festa é a banda Trayce de São Paulo, bastante conhecida da cena do metal também com influencias do metalcore. Fundada em 2007 tem como integrantes Rafa Palm Ciano (Baixo), Fabricio Modesto (Guitarra), Marcelo Carvalho (Vocal), Alex Gizzi (Guitarra) e Marcelo Campos (Bateria), a banda além apresentar músicas de seus álbuns anteriores, apresentou músicas do novo álbum intitulado Miragem. Eu já conhecia a banda mas com poucas faixas na minha playlist e passei a gostar, um som com riffs melódicos e ao mesmo tempo um som limpo e bem agressivo.

2017 © Denis Ono

Outra banda que chegou ao 46 Fest com tudo, foi a Ponto Nulo no Ceu. De Santa Catarina e formado por Lucas Taboada (Bateria), Felipe Taboada (Guitarra), Fau (Baixo) e Dijjy Rodriguez (Vocal), a banda com influências no metalcore apresentou um mix de músicas de seu repertório com ênfase no último disco Pintando Quadros do Invisível (2016), onde todas as músicas apresentadas mostram letras bem estruturadas, versatilidade no vocal (lembrando até mesmo rap), pontos fortes ao meu ver da banda que já esquentava os motores de quem viria a seguir.

Eram 21:40 da noite e a galera conclamava para a atração principal da noite. Confesso que também estava ansioso pois já tinha mais de um ano que não via os caras (a última vez no SESC Belenzinho). Praticamente neste show, resolveram quebrar tudo, algo que precisava ser liberto. E como se quisessem se libertar de todas as coisas ruins e adversidades. Enfim, o Project 46 subia ao palco neste horário para lançar de forma oficial o álbum Tr3s. Sob a formação de Caio MacBeserra (Vocal), Jean Patton (Guitarra), Vinicius Castellari (Guitarra), Baffo Neto (Baixo) e Betto Cardoso (Bateria), a banda paulistana literalmente veio para expor mais uma e de forma única a exposição da vida, os problemas sociais que muitos querem esconder e que eles sabem fazer muito bem.

2017 © Denis Ono

Os caras executaram músicas do novo álbum como Corre, Terra de Ninguém e Pode Pá, músicas essas que refletem a nossa realidade, a sua realidade e muitos querem esconder e são músicas como essas que nos fazem seguir a diante e enfrentar tudo e todos, pois como diz em Pode Pá “Não vim aqui pra ser exemplo, Eu vim aqui pra ser eu mesmo, Não vim aqui pra ser copiado, Eu vim deixar o meu legado. E a mensagem foi muito bem captada pela galera que estava presente em meio a roda imensa q tinha no Tropical em quase todas as músicas executadas pelo Project.  Um ótimo trabalho feito e que tem tudo para alcançar novos horizontes com este trabalho.

A resenha ficou mais extensa do que eu esperava mas nós do Ponto ZerØ temos que agradecer ao Thiago Rahal Mauro da TRM Press pelo credenciamento.

Fotos retirada da página do Facebook oficial da banda:  46FEST III – Lançamento do álbum ‘TR3S’

Edu Falaschi: assista entrevista no programa Sonoridades da RedeTV!

O vocalista Edu Falaschi segue divulgando a “Rebirth of Shadows Tour” em diversos veículos de renome nacional e internacional. Dessa vez, o músico foi entrevistado no programa Sonoridades, exibido ao vivo na fan page da RedeTV! no Facebook, onde falou sobre os preparativos e expectativas para a turnê.

O show de São Paulo, no Carioca Club, dia 21 de janeiro de 2018, será a última apresentação da segunda perna da turnê “Rebirth of Shadows Tour” e contará com a presença mais do que especial do vocalista e guitarrista Kai Hansen (Helloween, Gamma Ray), que realizará dueto com Edu Falaschi na música “Temple of Hate” do “Temple of Shadows”, entre outras, voltando no tempo para reviver aquela época mágica especialmente para os fãs.

Assista a entrevista na RedeTV!https://www.facebook.com/REDETV/videos/1693810524020299/?fref=ts

Além da participação de Kai Hansen, o show também conta com a presença especial da baixista Tonka Raven, da banda Ravenclaw da Eslováquia, além dos vocalistas e amigos Alirio Netto, Tito Falaschi, Bruno Sutter e Thiago Bianchi que participarão da festa realizando duetos com Edu Falaschi em momentos especiais para os fãs, e do grande tecladista Junior Carelli que fará uma participação mais do que especial em alguns dos clássicos apresentados neste noite mágica.

Neste show especial em São Paulo, o artista interpretará músicas do Angra dos álbuns “Rebirth”, “Hunters & Prey”, “Temple of Shadows”, “Aurora Consurgens” e “Aqua”, mas com o diferencial de inclusão de músicas ainda não executadas nessa turnê, tais como “The Shadow Hunter”, “Eyes of Christ”, “Ego Painted Grey”, “Unholy Wars”, e muito mais.

Edu Falaschi conta com o mesmo time de estrelas da primeira parte da turnê. Entre elas estão o também ex-integrante do Angra, o baterista Aquiles Priester e o tecladista Fabio Laguna, que acompanhou a banda nas turnês dos anos 2000, além de Diogo Mafra e Raphael Dafras da renomada banda Almah e o mais novo “guitar-hero” do Brasil, Roberto Barros.

SERVIÇO SÃO PAULO
EV7 Live orgulhosamente apresenta Edu Falaschi “Rebirth of Shadows Tour”
Banda convidada de Abertura: Acid Tree
Data: 21 de janeiro de 2018 (domingo)
Local: Carioca Club – http://web.cariocaclub.com.br/
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
Abertura da casa: 18:00 horas
Show as 20:00 horas
Infoline: 11 3813-4524 / 3813-8598 / Whats 11-98909-7378
Classificação etária: 16 anos.
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES

– 1º Lote – Pista – Meia-entrada: R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Inteira: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Meia-entrada: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Inteira: R$ 240,00

*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

PONTO DE VENDA (sem taxa de conveniência): Carioca Club / Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/edufalaschirebirthofshadowstour
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semiprofissionais.

Heavenless: estreia de clipe na Play TV e indicação para Melhores do Ano

Formado em 2015 em Mossoró/RN, também conhecida como a “Terra da Liberdade”, o grupo Heavenless nasceu herdeiro de uma fortuna de intrepidez. A cidade também é marcada pelo Motim das Mulheres, pelo primeiro voto feminino do país, por ter libertado seus escravos cinco anos antes da Lei Áurea, sem falar da resistência histórica ao bando de Lampião.

Seu disco de estreia, intitulado “whocantbenamed”, foi lançado no início de 2017 e traz um death/hardcore de sotaque doom com uma grande disponibilização para o inexplorado. Produzido e mixado por Cassio Zambotto, “whocantbenamed” tem recebido calorosos elogios da imprensa especializada, o que tem resultado em convites para shows. Até aqui o grupo já realizou duas turnês pelo sudeste, totalizando mais de 10 shows pela região, entre outras dezenas de apresentações por outros estados. O grupo também já foi atração de importantes festivais como o Black Embers em São Paulo e o renomado Festival DoSol em Natal/RN.

Mas antes que o ano termine, “whocantbenamed” ainda tem deixado os músicos do Heavenless cheios de orgulho. O álbum foi indicado entre os “Melhores do Ano” em dois importantes programas de rádio. O primeiro é o “Roadie Metal” que promove uma eleição entre os ouvintes. Para votar e escolher “whocantbenamed” como um dos melhores discos do ano 2017, basta acessar esse link: https://goo.gl/3Fyg5A
Já a segunda indicação é do programa “Pesado – Lapada para todos os gostos” da Universitária FM de Pernambuco. O programa fez uma seleção dos melhores álbuns lançados em 2017 para um programa especial a ser exibido no próximo sábado, dia 09, às 18h. Além do Heavenless, outros nomes de peso, literalmente, foram lembrados: Sepultura, Torture Squad, Dark Avenger, Project 46, etc. Para ouvir, basta sintonizar 99,9 FM (para todo o estado).

Se não bastasse, também neste fim de semana o videoclipe de “The Reclaim” será exibido pela primeira vez no Udigrudi da PlayTV. O programa é voltado à exibição de videoclipes nacionais e vai ao ar todo domingo entre 20h e 21h.  A PlayTV é um canal de TV a cabo exibido em todo Brasil através da Net (122), Vivo (255/Fibra 130), Claro (122), Oi (143), Sky (166) e GVT (86).

Para assistir o vídeo “The Reclaim” no Youtube, acesse: https://youtu.be/_LrEOqkUizY

O Heavenless é formado por Kalyl Lamarck (vocal/baixo), Vicente “Mad Butcher” Andrade (bateria) e Vinícius Martins (guitarra).

Mais Informações:
www.twitter.com/heavenless666
www.facebook.com/heavenless666
www.instagram.com/heavenless666
www.soundcloud.com/heavenless666

Seu Juvenal: banda volta ao triângulo mineiro depois de turnê europeia e também promove oficina de produção musical gratuita

Entre Setembro e Outubro, grupo de Ouro Preto fez oito shows na Europa e agora retorna para região onde foi originalmente formado

No ano em que o Seu Juvenal comemora duas décadas de história, Bruno Bastos (vocal), Edson Zacca (guitarra), Alexandre Tito (baixo) e Renato Zaca (bateria) carimbaram seus passaportes pela primeira vez. O quarteto embarcou no dia 19 de setembro para sua primeira turnê europeia. Foram ao todo oito shows por três países: República Tcheca, Polônia e Eslováquia.

A “Rock Errado European Tour” foi financiada pelo “Programa Música Minas”, iniciativa do Governo do Estado de Minas Gerais, por intermédio da Secretaria de Estado de Cultura, que visa apoiar a cadeia criativa e produtiva da música mineira. O projeto de turnê do grupo foi um dos 12 selecionados entre as 51 propostas inscritas para a terceira chamada anual do edital e recebeu apoio financeiro para sua realização.

O repertório da turnê europeia do Seu Juvenal foi baseado em toda a discografia da banda que inclui o elogiado “Rock Errado” – indicado para o Prêmio Dynamite 2016 na categoria “Melhor Álbum de Rock” -, além dos álbuns “Guitarra de Pau Seco” de 2004 e “Caixa Preta” de 2008. Algumas músicas do show “Maldito Rock” que o Seu Juvenal vem apresentando no Brasil no momento e que reúne versões rock ‘n’ roll para clássicos “Lado B” da música popular brasileira, também entraram no setlist de alguns shows.

Esse mesmo show o Seu Juvenal leva para o Triângulo Mineiro neste fim de semana. Essa vai ser a primeira vez que o grupo volta para a região desde que retornou da Europa.
O Seu Juvenal se apresenta neste sábado, dia 09/12, no Favela Chic em Uberaba, cidade onde a banda foi originalmente formada em 1997. O show está previsto para ter início às 23:00 e os ingressos estarão sendo vendidos no local por R$ 15,00. O Favela Chic fica na Av. Santos Dumont, 2039 – Santa Maria.
Já no domingo o Seu Juvenal será uma das atrações do já tradicional festival “Pegando Fogo” do Vitrola Ambiente Cultural em Araguari. Também se apresentam o músico André Salomão e a banda Sr. Garvin. Os shows começam a partir das 17:00 e os ingressos estarão sendo vendidos no local por R$ 10,00. O Vitrola fica na Rua Rui Barbosa, 103 – Centro.

Entre outras novidades, o Seu Juvenal também promove de 14 a 17 de Dezembro, no Lab.áudio Na Passagem em Mariana/MG, a “Oficina de Produção Musical Contemporânea”. Projeto de contrapartida ao prêmio “Música Minas”, a oficina será gratuita e terá duração de oito horas onde os participantes aprenderão como compor um fonograma original mesclando diferentes técnicas. A oficina será ministrada por Edson Zacca, guitarrista do Seu Juvenal, e será realizada das 09:30 às 12:00 durante os quatro dias. As inscrições são limitadas e podem ser feitas pelo telefone (31) 99175-6444 ou através desse link: https://goo.gl/5bbJXq

Para ouvir o Seu Juvenal, acesse:
Spotify: https://goo.gl/yzvqZ5
Deezer: https://goo.gl/CAcRVu
Google Play: https://goo.gl/TC8EJv
Amazon: https://goo.gl/oZXfHQ
iTunes: https://goo.gl/kHzFER
Youtube: https://goo.gl/HaAyGr

Mais Informações:
www.seujuvenal.com.br
www.facebook.com/seujuvenalmg
www.twitter.com/seujuvenalmg
www.soundcloud.com/seujuvenal
www.youtube.com/seujuvenalmg

Mile revela detalhes de ‘The World in Focus’, seu novo álbum

A banda sueca Mile, que está finalizando a produção do sucessor do debut, “Lost” (2015), confirmou “The World in Focus” como título do segundo álbum, que tem lançamento agendado para o início de 2018 e será apresentado em primeira mão no Brasil. “As letras foram construídas tendo em mente uma visão do mundo de hoje e as músicas trarão mais variações, como uma mescla do metal antigo e do novo. O primeiro single/clipe está finalizado e sairá em breve”, revelou o vocalista Marcus “Masken” Karlsson. “Queremos que as pessoas tenham a sua própria interpretação do álbum. No entanto, a arte de capa significa o que está no olho do espectador, mas pode-se pensar que a pupila representa a Terra, enquanto a íris vermelha retrata a situação mundial e tudo isso está no foco (olho) das pessoas”, acrescentou.

Karlsson, Fredrik Palm e David “Dave” Wallberg (guitarras), Niklas “Nike” Tidholm (baixo) e Dennis Kjellgren (bateria) realizaram as gravações no Crehate Studios, em Gotemburgo (SUE). “Somos uma banda nova, ainda desconhecida do grande público, mas ouvimos muitas histórias interessantes sobre o país e a devoção dos fãs brasileiros de metal. Assim, em fevereiro de 2018, o Mile terá foco no Brasil!”, disse o vocalista.

Veja o vídeo de “War Cry”, faixa de “Lost”, em https://www.youtube.com/watch?v=-JoQBcJnwS8

A primeira apresentação dos suecos do Mile no Brasil ocorre no dia 3 de fevereiro no Manifesto Bar, em São Paulo. A abertura ficará a cargo da banda paulistana Furia Inc., que atualmente encontra-se em processo de composição do sucessor de “Murder Nature” (2014). Victor Cutrale (vocal), Gustavo Romão (guitarra), Bruno Nicolozzi (baixo) e Neto Romão (bateria) pretendem mostrar algumas músicas da nova fase no evento. “Estamos focados em evoluir nossa musicalidade, ter mais personalidade e atitude, por isso o material está mais maduro e vindo mais pesado”, revelou o baterista Neto Romão.

A turnê do Mile divulgando “The World In Focus” no Brasil ainda terá datas no Blood Rock Bar, em Curitiba (PR), e no Open Rock Bar, em Balneário Camboriú (SC). Mais informações em breve.

Serviço – Mile (SUE) em São Paulo:
Convidado especial: Furia Inc.
Data: 3 de fevereiro de 2018 (sábado)
Horário: A partir das 18h
Local: Manifesto Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi – São Paulo (SP)
Fone: (11) 3168-9595
Censura: 16 anos
Acesso a deficientes, ar condicionado, wi-fi e valet service na porta (R$ 20).
Ingresso: R$ 60,00 (antecipado) através da Ticket Brasil em https://ticketbrasil.com.br/show/5524-mile-saopaulo-sp/

Sites relacionados:
https://www.facebook.com/bandmile
https://www.facebook.com/furiainc/
http://manifestobar.com.br

Angra: lyric video de “Travelers Of Time” do novo disco “ØMNI”

ANGRA LANÇA NOVO ÁLBUM “ØMNI” EM 16 DE FEVEREIRO DE 2018.
PRIMEIRA MÚSICA “TRAVELERS OF TIME” É REVELADA.

2018 marca o início de mais uma era na história de Angra.

Após 26 anos de carreira, a banda mostra motivação e força como nunca anteriormente. Nem mesmo a trajetória às vezes incerta foi capaz de tirar o foco, determinação e inspiração do quinteto liderado e fundado por Rafael Bittencourt (guitarra e vocal) e formado por Felipe Andreoli (baixo), Fabio Lione (vocal), Marcelo Barbosa (guitarra) e Bruno Valverde (bateria).

“ØMNI” é o 9º álbum de estúdio da Angra, resultado de meses de intensa dedicação, sangue e suor. Será lançado mundialmente em 16 de fevereiro de 2018 pela earMUSIC e em toda a Ásia pela JVC.

Mais uma vez, o álbum foi gravado na Suécia com Jens Bogren, que também produziu o álbum anterior “Secret Garden”, e que conseguiu capturar a mesma química excelente do álbum anterior. O som, totalmente contemporâneo, tem um caráter orgânico e respeita as diferentes nuances e dinâmicas de cada instrumento. Muitos músicos estiveram envolvidos na criação do álbum, que vão do som de percussão da Bahia ao arranjo orquestral europeu – o que dá ao álbum sua excelente variedade.

“ØMNI” é um álbum conceitual, um conjunto de histórias curtas de ficção científica que ocorrem em vários lugares no tempo, simultaneamente. A espinha dorsal da trama baseia-se na idéia de que, em 2046, um sistema de inteligência artificial irá mudar a percepção e cognição humana. É um sistema que permitirá a comunicação consciente entre seres humanos presentes e futuros. Personagens como viajantes do tempo, homens das cavernas, guerreiros, entre outros, ajudam a contar esta história.

O álbum conecta os conceitos de álbuns anteriores (“Holy Land”, “Rebirth”, “Temple of Shadows”) para um sistema principal, “ØMNI”, que em latim significa “tudo”. “ØMNI” fábrica uma interconectividade que lança luz em direção a uma verdade universal: tudo o que aconteceu, levou ao que a banda é hoje. “ØMNI” celebra e une toda a história de Angra a este momento exato e atual.

A fórmula e marca registrada de Angra, de estilo brasileiro misturado com música clássica e heavy metal, é reforçada por diferentes influências, como rock progressivo, thrash metal, música latina, djent, etc., o que transforma o álbum em um redemoinho moderno e familiar. O humor e a dinâmica conjuntas colocam um toque especial nas letras e, portanto, aumentam o profundo senso de imersão na história.

A obra de arte da capa foi desenhada manualmente por Daniel Martin Diaz, um artista americano único que dedica sua vida a misturar conceitos científicos e filosóficos como Anatomia, Ciência da Computação, Matemática, Cosmologia, Geometria Sagrada, Simbolismo e Esoterismo. O designer Gustavo Sazes foi responsável por integrar tal peça de arte orgânica ao conceito visual do álbum como um todo.

Mesmo em um ambiente cultural cada vez mais estéril e desfavorável para a música com alma e identidade, a banda reúne onze faixas que diferem completamente uma da outra, mas ao mesmo tempo contam uma história coesa e vagueiam por todos os estilos e nuances que fizeram Angra a referência mundial. Uma formação muito bem ligada, tanto pessoal quanto musicalmente, transbordando de criatividade, foi o combustível necessário para trazer essas músicas à vida, músicas que são, sem dúvida, as melhores na discografia da banda.

“ØMNI” certamente é um marco, não só na história da banda, mas também para o metal brasileiro e seu reconhecimento em todo o mundo.

A primeira música “Travelers Of Time” pode ser ouvida aqui:

Track list:
1. Light of Transcendence
2. Travelers of Time
3. Black Widow’s Web
4. Insania
5. The Bottom of My Soul
6. War Horns
7. Caveman
8. Magic Mirror
9. Always More
10. ØMNI – Silence Inside
11. ØMNI – Infinite Nothing

Trayce lança clipe de faixa-título do novo álbum

O grupo paulistano Trayce iniciou o ano de 2017 lançando o single/clipe “Domadores”, que antecipava o seu terceiro álbum, “Miragem”. Na sequência, o vídeo da faixa “O Culto” trouxe cenas do show de lançamento, ocorrido em abril na Clash Club (SP). Agora, Raphael Castejon (vocal), Alex Gizzi (guitarra), Fabricio Modesto (guitarra e vocal), Rafa P.Ciano (baixo) e Cadu Gomes (bateria) apresentam mais um vídeo, desta vez para a faixa-título.

Com produção da Vértice Filmes, o clipe teve produção artística de Rafi Sousa e Gabriela Genangelo, e foi dirigido pelo vocalista Raphael Castejon. “Miragem” fala de pessoas que se apoiam nos paradigmas religiosos contra os problemas materiais e ilustra a dualidade entre o conceito de sagrado e a coerência científica.

Veja o clipe de “Miragem” em https://www.youtube.com/watch?v=YX13-Z-JJZo

“No clipe uma atriz simboliza a personificação da natureza como Ser. O Ser que nos referimos é o Todo e o Todo não pode ser representado. Ela elucida a lei natural da vida, já que a musica cita “seu santo se quebrou” uma metáfora as pessoas que se apoiam em crenças esperando que seus problemas materiais se resolvam”, explicou Castejon. “Este é o terceiro clipe que lançamos do álbum ‘Miragem’ e o feedback tem sido muito positivo. As pessoas estão entendendo de fato a nossa mensagem e isso é gratificante. Estamos preparando algumas novidades para o primeiro semestre de 2018”, concluiu o guitarrista Alex Gizzi.

Site relacionado: https://www.trayce.com.br

Contato para shows: contato@trayce.com.br

Os canadenses do WE ARE WOLVES trazem seu electro-punk ao Brasil

Depois de uma década de existência, 5 álbuns lançados e mais de 500 shows pela América do Norte, Europa e, até mesmo na China, a banda baseada em Montreal,  We Are Wolves, finalmente vem à América do Sul. De 26 de novembro a 6 de dezembro, o trio trará sua inventiva mistura de electro-dance e noise-punk, pela primeira vez na carreira, para os seus fãs chilenos e brasileiros.

Através da iniciativa do SODEC Québec créatif, os três artistas visuais que, primeiro se tornaram músicos, se apresentarão no Pulsar Festival, na vibrante cidade de Santiago, de 26 a 28 de novembro, e na sequência vão para Valdívia para o Fluvial Fest, de 30 de novembro a 1º de dezembro. A última parada da banda será o Brasil, onde participam da SIM São Paulo de 7 a 8 de dezembro.

O mais recente álbum do We Are Wolves, Wrong, conta com um som mais ensolarado, pop e mesmo dramático para a banda, algo que eles apenas ensaiaram antes. Depois de uma frutífera e ampla carreira, a banda está mais madura e confiante do que nunca; Wrong é prova que esses lobos ainda estão à caça!

Até lá você pode conferir o clipe dirigido por Jérémy Saindon para a faixa I Don’t Mind, que a banda descreveu como uma estranha mistura entre Bee Gees usando ácido e a frieza sinistra de David Lynch.

Assista I Don’t Mind:
https://www.youtube.com/watch?v=B-tTutH6V-M

Show:
08 de 
Dezembro – SIM (Sao Paulo, Brasil)
23h – Breve

Mais informações:
wearewolves.net/

Nova edição digital de “Defender Of Metal”, do Hellish War, já está disponível

O clássico disco de estreia do grupo agora também está disponível em todas as principais plataformas de música e inclui uma faixa bônus inédita

“Defender Of Metal” é um dos melhores álbuns de metal tradicional de toda América do Sul”. Essa afirmação é do alemão Volker Raabe, produtor de shows e empresário, responsável pelo SwordBrothers Festival, um dos mais importantes festivais europeus voltados exclusivamente ao metal ‘old school’ e que teve o Hellish War como atração em sua edição de 2009.

Muitos são os metalheads ao redor do mundo que se fariam valer da declaração acima. Originalmente lançado pela Megahard Records em 2001, “Defender Of Metal” é uma verdadeira declaração de amor ao heavy metal. Músicas como “We Are Living For The Metal”, “The Sign”, “Memories Of A Metal” e a faixa título tornaram-se hinos de devoção incondicional ao Metal para muitos fãs da banda espalhados pelo Brasil e principalmente Europa, onde a banda já excursionou duas vezes.

“Defender Of Metal” não só projetou a carreira do Hellish War internacionalmente, mas moldou a personalidade musical do grupo que foi aprimorada nos trabalhos subsequentes, “Heroes Of Tomorrow” de 2008 e “Keep It Hellish” de 2013. O disco ao vivo “Live In Germany” (2010) também veio recheado de clássicos do debute e provou o poder de fogo dessas faixas entre o público europeu.

Passados 15 anos do lançamento de “Defender Of Metal” – que ganhou versão europeia através da gravadora alemã Pure Steel Records -, o Hellish War se viu na obrigação de celebrar a data junto aos fãs através de um relançamento especial do álbum e alguns shows especiais que aconteceram ao longo do ano de 2017.

“Defender Of Metal” agora pode ser ouvido em streaming ou adquirido através das principais plataformas de música digital. Na nova versão os fãs da banda poderão ouvir a regravação inédita da faixa título do álbum, agora com as vozes do atual vocalista, Bil Martins.

Spotify: https://goo.gl/UaWPMm
Deezer: https://goo.gl/1CuyWq
Google Play: https://goo.gl/M92gp2
iTunes: https://goo.gl/Cb6JQ1

Além de Bil, o Hellish War também é formado pelos guitarristas Vulcano e Daniel Job, o baixista JR e o baterista Daniel Person.

Mais Informações:
www.hellishwar.com.br
www.facebook.com/hellishwar
www.twitter.com/hellishwar
www.youtube.com/hellishwarofficial

ANGRA FEST: UMA REUNIÃO MONSTRA QUE AGITOU O TOM BRASIL NO ULTIMO FINAL DE SEMANA

Por: Thiago Tavares
Fotos: Daniel Ometo

Dia 26 de novembro de 2017. Até então, um dia atípico para muitos. Mas para mim e para uma legião de admiradores do rock e do heavy metal foi um dia diferente. Ver não só uma banda, mas ver grandes nomes do rock nacional em um mesmo palco por diversas horas não acontece por muitas vezes. Os amantes da porradaria nacional se encontraram no Tom Brasil na Zona Sul de São Paulo para a primeira edição do Angra Fest, festival esse que reuniu as principais bandas de rock nacional em uma reunião até então nunca vista, festa essa que era um sonho guitarrista e fundador do Angra Rafael Bittencourt.

18:10, os portões da casa se abrem e já me familiarizo com o local, palco de diversos shows do Angra nos quais presenciei e que já perdi as contas de quantos já fui, entretanto, por estar quase no começo da fila, estranhou bastante que a fila estivesse pequena em proporção ao tamanho do evento, mas estava cedo demais. Juntamente com um amigo e o fotografo do portal Daniel Ometo, adentramos ao local e a energia muda, você esquece do mundo porque apenas você quer ver uma porradaria de qualidade, ainda mais feita por brasileiros, que ainda lutam por mais espaço no cenário internacional.

Um pouco antes das 19:00, sobe ao palco a primeira atração: a banda Nortunall, liderada pelo vocalista Thiago Bianchi que esbanjou talento e um poder vocal fora do comum ao cantar os principais sucessos, onde no set daquela noite foram executadas músicas dos três álbuns, dentre eles, No Turn At All (2013), Figth The System (2015) e Nocturnal Human Side (2013). Até aquele dia, não havia visto o show deles mas depois de ter visto, a banda demonstra uma personalidade única e técnica nos arranjos, e músicas bem agitadas.

Uma parada para o intervalo, e depois de uns copos de cerveja, eis que chega a segunda atração da noite. Claro que não é aquela banda de expressão no cenário do hevay metal mundial, mas os caras causam e muito com um humor incondicional e com suas letras que nos remetem a sátiras das bandas clássicas. Liderados por Detonator, o Massacration chegou ao palco do Tom Brasil quebrando tudo com o clássico Metal is the Law. E como toda apresentação, há o que pode-se dizer um “narcisismo” de Detonator ao exaltar o grupo e dizer que o nome do festival seria o Massafest, mas que isso não aconteceu porque o Angra ficou com inveja e adquiriu os direitos do festival. Aí a galera foi aos risos. Até parece que a galera leva a sério o Massacration, por mais que tenham músicos muito bons, porém, estão bem escrachados que estão para zoar tudo e todos na cena do metal, mas quem é do meio, sabe que é uma zoeia saudável.

Mas após 7 músicas e mais algumas rodadas de cerveja, tinha que segurar as energias para o que iria acontecer logo a seguir. Depois de muito tempo (um ano mais ou menos no lançamento de Secret Garden) o Angra voltava a pisar no palco do Tom Brasil para provar que a cena do metal do Brasil está mais viva do que nunca e fechar com chave de ouro esse espetáculo. A partir deste momento, peço até licença de sair da figura de jornalista e descrever alguns momentos desse show como espectador e fã dessa banda, na qual me influenciou ao gostar de ouvir o rock e o heavy metal.

O setlist do show do Angra já era bem diversificado, mas nesse show, eles se superaram. Musicas que até então foram exectadas uma única vez, voltaram ao set com os clássicos como Waiting Silence, Silence and Distance e também músicas do último trabalho como Final Light, Silent Call entre outras.

O grande ápice do show foram as participações especiais que intercalaram as apresentações da banda e claro, foi o que mais me interessou. Em meio a tantos clássicos e músicas do último álbum, a execução de Nothing to Say com o Alírio Neto para mim foi um dos pontos positivos do show do Angra. Neto prova mais uma vez que já está bem habituado com as músicas do Angra e associado com sua técnica vocal única e limpa, deixou um clássico do Angra ainda melhor, dividindo o palco com Fábio Lione, o atual vocal da banda.

Fora a participação de Alírio Neto, o show teve participações Dani Nolden (Shadowside), Ricardo Confessori e Luis Mariutti (ex-Angra e Shaman), Bruno Sutter, Pompeu (Korzus) e Edu Ardanuy (ex- Dr. Sin), além da participação de Geoff Tate ex vocalista do Queensrÿche, uma das influências na criação do Angra.

No fim, pode-se dizer que o show do Angra não ficou devendo. Grandes clássicos misturados com o novo com participação de ícones do heavy metal nacional e internacional dividindo o mesmo palco, foi algo fora do comum e para mim foi muito gratificante ser testemunha do primeiro Angra Fest, onde será o primeiro de muitos.

Entretanto deixo uma crítica construtiva. O encerramento do show deveria ser revisto em proporção a quantidade de músicas que constavam no set e o festival deu por encerrado eram mais de meia noite e meia de uma segunda-feira. Porém, temos compromissos e trabalhos em uma segunda feira. Pense eu trabalhando no dia seguinte: por um lado satisfeito e com a voz falha mas com uma disposição para trabalhar….

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos a Miriam Martinez, da assessoria de imprensa do Tom Brasil pelo fornecimento das credenciais.

Mais fotos clique aqui.

Setist Nortunall
No Turn At All
Fight The System
Zombies
Mysterious
I Want Out (Helloween cover)
Sugar Pill
Nocturnal Human Side

Setlist Massacration
Metal Is the Law
The Mummy
Metal Massacre Attack (Aruê Aruô)
The Bull
Metal Milf
Evil Papagali
Metal Bucetation

Setlist Angra
Newborn Me
Acid Rain
Final Light
Waiting Silence
Ego Painted Grey
Time
Upper Levels
Drum Solo (Bruno Valverde)
Silent Call
Angels and Demons
Travellers of Time (Prévia do Novo Album Omni
Heroes of Sand (part. Dani Nolden)
Silence and Distance (part. Ricardo Confessori e Luis Mariutti )
Nothing to Say (part. Alirío Netto, Ricardo Confessori Drums e Luis Mariutti)
Empire (part. Geoff Tate)
Make Believe (part. Geoff Tate)
Eyes of a Stranger (part. Geoff Tate)
Silent Lucidity (part. Geoff Tate)
Rebirth
I’ll See the Light Tonight (part. Bruno Sutter)
Walk (part. Pompeu)
Carry On / Nova Era (part. Thiago Bianchi, Bruno Sutter and Alírio Netto)

HAMMERFALL no Brasil – Turnê começa nesta sexta em São Paulo !!

Começa nesta sexta -feira, 1º de Dezembro, a turnê brasileira da banda sueca de power metal HAMMERFALL .

A banda irá se apresentar em três capitais divulgando seu novo álbum “Built to Last”, lançado mundialmente em 2016, juntamente com um set recheado de clássicos e muitas surpresas:

1 de Dezembro – São Paulo, @Carioca Club
2 de Dezembro – Belo Horizonte, @Music Hall
3 de Dezembro – Fortaleza, @Armazém

O HAMMERFALL existe desde 1993 e atualmente é formado por Joacim Cans (Vocais), Oscar Dronjak (Guitarra), Pontus Norgren (Guitarra), Johan Koleberg (Bateria) e Fredrik Larsson (Baixo).

SERVIÇO
SÃO PAULO – SP
Atração: Hammerfall
Data: 1º de Dezembro de 2017, Sexta-feira.
Horários: Portas 18:30hs / Hammerfall 20h.
Local: Carioca Club (www.cariocaclub.com.br).
Endereço: Rua Cardeal Arcoverde, 2.899 – Pinheiros – São Paulo/SP
Telefones: (11) 3813-8598 / 3813-4524 / 3814-5711
Classificação etária: 18 anos / Menores somente acompanhados de um dos pais ou responsável legal, mediante apresentação de documento oficial original com foto.
Acesso à deficientes.

Informações sobre ingressos, valores e pontos de venda em : http://freepass.art.br/shows/hammerfall-no-brasil-2017/