ESPECIAL: DIA DO PLANETA TERRA

Por: Rodrigo Paulino

Essa semana nosso Planeta teve o seu dia (eu não fazia a mínima idéia, para mim dia 22 era dia do Descobrimento do Brasil, mas ok, então: PARABÉNS BRASIL! PARABÉNS PLANETA!) daí me peguei tentando lembrar de algumas músicas do rock e do metal que falam do planeta… Eu conheço mais músicas de Metal Sinfônico, então vou falar bastante delas nesse texto. Vamos começar por aquela que diante dos fãs, é a banda que detém o título de Mãe-Terra:

Within Temptation:

O segundo álbum de estúdio entitulado Mother Earth contou com uma pegada de folk muito legal, entre elas tinha a épica Mother Earth, com direito a tudo: coral gregoriano, orquestra com estilo celta, agudos e até hoje é uma presença marcada nos shows, com até mesmo direito a dancinha da Sharon. Nessa musica, eles exploram bem as coisas que a Terra faz por nós, tudo o que ela pode nos dar e tirar, o ciclo da vida nela, todas as coisas. Durante um tempo, graças a esse álbum foi questionado a religião de Sharon Den Adel e cia, chegando a questionarem se eles eram Wicca, a banda nunca se manifestou sobre isso, o que cá entre nós, não levaria a nada, foi apenas uma curiosidade de fãs. Além de Mother Earth, o álbum continha a faixa Never-Endind Story, com uma pitada bem forte de folk semi acústico que trata da vida do planeta também, mas de maneira bem pessoal. Confira o tema Mother Earth abaixo (na minha opinião, um dos clipes mais bem feitos e bonitos):

After Forever:

Tempestade, trovão, furacão, terremoto, tsunami… Sim, estou falando dos vocais da Floor Jansen! Antes de ReVamp e Nightwish, Floor tinha uma banda com Mark Jansen do Epica, o After Forever. Até aí ok, muitos de vocês devem saber disso. Em seu álbum auto intitulado, continha a faixa Equally Destructive, que com toda a força, tanto da banda, quanto dos pulmões da Floor, ela cantou o que eu considero um marco na carreira da banda, tudo bem que é mais voltado para um lado de conscientização, mas é uma canção que sem dúvida é viciante, confira:

Epica:

Ainda na linha de proteção ao planeta azul, em uma parceria com a WWF, o Epica fez uma canção que foi lançada com o EP/single This is the time. É uma música mais no sentido do Folk também, não tem guitarra é lago beeeem leve, mas agrada quem curte as baladas da banda. O clipe tem uma sequencia de imagens de animais e locais que sofrem com a interferência do homem, com takes da Simone que, não sei se quis fazer a Mãe-Terra, mas termina com um “Piche” na cabeça… É estranho, mas é uma música muito bonita.

Queen:

Sobre as forças da natureza que regem nosso planeta, lá em 1975 o Queen lançava o álbum A Night At Opera, e apesar da faixa The Prophet’s Song estar recheada de menções bíblicas, a banda reconheceu nessa as forças da natureza que são maiores que as vontades dos homens.

Krypteria:

Ainda sobre as forças da natureza, a galera do Krypteria, lançou um clipe Liberatio lá em 2006, em uma homenagem às vítimas do tsunami que atingiu a Indonésia. A música é muito bonita, acompanhada de um coral clássico e a voz inconfundível da vocalista. Chega a emocionar.

Metallica:

Em versos super rápidos, o Metallica descreve as atrocidades que assolam o planeta e a luta do homem em busca da auto-gratificação. “Milhões de nossos anos / Em minutos desaparecem / Escurecendo em vão / A Decadência permanece.

Kamelot:

Falando em humanos, o Kamelot no álbum Ghost Opera fala um pouco da marca que os humanos deixam na terra, na sua interação com outros e o seu destino final. Eu considero este um dos marcos na carreira da banda com o Roy nos vocais. É uma musica bem pesada, mas sua mensagem é de fazer você parar para pensar. As cenas da banda que sempre curtiu usar um fundo verde para gravar seus clipes, são realmente interessantes, coisas do nosso dia a dia, que sempre fazemos.

Nightwish:

Para eles que na última semana de setembro se apresentam no Brasil, incluindo no Rock InRio para divulgar o novo álbum Endless Forms Most Beautiful, escolhi essa que representa a história desse mundão velho sem fronteiras (me senti meu pai falando agora). The Greatest Show On Earth é a canção mais longa da carreira da banda, com Floor Jansen no vocal junto com Mark e trechos do biólogo Richard Dawkins. A musica é longa, mas é linda, com o peso normal e da orquestra em dados momentos nos quais se você estiver com bons fones de ouvido, ligados em um volume bem alto, vai parecer que está sofrendo um ataque de tanto piscar (isso acontece comigo, sistema de defesa do corpo com barulhos bem altos e fortes. A musica se trata de uma visão sobre a origem do mundo e da vida nele. A primeira parte bem instrumental conta com um vocal lírico, a segunda parte já pega mais pesado com Floor falando sobre as leis que existem no mundo e não podemos ver, a parte 3 fala do homem, desde Lucy de Afar (aquele fóssil dado como o mais antigo já encontrado no planeta) até o homem descobrir suas armas e ambições, conta também com trechos mostrando a evolução da música, culminando com som do disparo de uma arma, terminando com Dawkins e o som das baleias cantando. Particularmente, me emociono muito com essa música, ela tem uma carga emocional muito forte. Confira uma gravação dessa musica de um dos primeiros shows dessa nova tour na Filadélfia, no dia 10/04/2015.

Bom galera, espero que vocês tenham apreciado essa lista. Sei que nem todo mundo pode gostar dessa seleção, no entanto, o tema é bem abrangente e deve haver muitos outros sons que estejam ligados. Logo teremos mais especiais. Um abraço a todos vocês.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation