ESPECIAL: DIA DO NERD

Por: Rodrigo Paulino

Uma tendência que nos anos 80 era sinônimo de vergonha, falta de encontros, bullyng (na época era isso mas só hoje deram a atenção devida para a situação) e talvez um mundo que poucos conhecessem e entendessem. Por isso amigo ou amiga que usa camiseta xadrez, óculos gigantes, não penteia o cabelo e joga RPG ou assiste e quer loucamente um bonequinho de A Hora de Aventura, cheque o histórico de seu estilo. Mas vai além da roupa: o gosto por coisas do espaço, tempos medievais, RPGs, O Guia Do Mochileiro das Galáxias entre uma variedade bem grande de coisas entram nessa e claro, o metal não passa longe desses gostos.

A lenda do rock, Ronnie James Dio, pai da fantasia revestida de metal, respeitava por demais seus fãs, bem como Dungeons And Dragons, anteriormente, sua banda se chamava Elf, e depois passou a se chamar Black Sabbath, Dio também lançou álbuns com títulos bem, digamos… interessantes Magica, Killing The Dragon  e Master of the Moon. Na música que exibimos à seguir, vemos a seguinte letra: “High noon, oh, I’d sell my soul fo water, nine years worth of breakin’ my back, there’s no sun in the shadow of the wizard, see how he glides, why he’s lighter than air, oh! I see his face!”

Outra banda bem interessante que segue essa linha de elementos de RPG, são os caras do Unleash the Archers, a vocalista foge bem dos parâmetros do estilo de bandas do tipo uma vez que a maior parte das bandas dá um brilho maior para as cantoras ao estilo lírico, Brittney Hayes arrisca em algo mais orgânico e limpo. Eles estão para lançar um material novo ainda esse ano, existe um teaser com um clipe ao melhor estilo Mad Max que você confere neste link https://www.youtube.com/watch?v=9Mrl5l5zb0c. Gostaria de compartilhar com vocês, uma dos meus clipes favoritos da banda, com um contexto tão perfeito para pano de fundo de um RPG: General Of The Dark Army.

O pessoal do DragonForce (nome sugestivo, né pessoal?), também não deixa a desejar no quesito, unindo riffs rápidos, bateria insana e um vocal bem consistente, você chega a uma das músicas emblemáticas da banda: Through The Fire and Flames. Lembro-me de ter topado com eles enquanto jogava Guitar Hero, era a música de encerramento do jogo, e você apertava os botões correspondentes enquanto subiam os créditos. Confira:

O Van Canto é aquele tipo de banda bardo, não tem instrumentos, apenas uma bateria, o resto fica por conta das vozes, eles gravaram muitos covers de bandas como Sabaton, Mettalica, Ozzy etc, apenas com as vozes ao fundo. Para esse especial selecionei duas, porque essas duas musicas são perfeitas para o clima RPG. A primeira é Last Night Of The Kings:

A outra é um cover do Nightwish, vamos falar deles ainda neste especial, mas com outra canção, Van Canto fez cover de Wishmaster:

Temos os suecos do Sabaton, sua especialidade: cantar sobre guerras! Tem até uma música em homenagem aos combatentes  brasileiros que foram dar apoio ao exército italiano durante a segunda guerra  e ficaram conhecidos como cobras fumantes. Durante a guerra, 3 soldados se perderam do exército e caíram de frente com o pelotão alemão, insanos mandando eles baixarem as armas, os 3 não desanimaram, atiraram tudo o que podiam, desde todo o seu arsenal até mesmo pedras que encontravam no caminho, o primeiro deles morre com um tiro no peito, outro com um tiro no olho, já o terceiro permanece em fuga, até ser vitima de um tanque de guerra. Emocionante o relato dos 3 soldados brasileiros, que tiveram seus corpos enterrados e como lápide, feita pelos alemães, a inscrição “Drei Brasilianischen Helden” ou seja “Três Heróis Brasileiros”. O Brasil ajudou o exército italiano a obter vitória sobre o exército alemão. Recentemente, o exército brasileiro como gratidão à banda Sabaton, tocou Smoking Snakes (https://www.youtube.com/watch?v=231fzghbaNQ). Bom, fugi totalmente do contexto falando de Sabaton com vocês e essa homenagem, se curtiram a versão instrumental, procurem a original. Mas com essa pegada de nerdismo, vamos a musica que selecionei para o especial:

Chegamos ao Nightwish, apesar de ter muitas musicas que tratam de elementos de fantasia e RPG, acho que a que mais se aplica é Nightquest. Na mesma linha, podemos citar Elvenpath, que fala de grandes seres da literatura como Bilbo do lendário Tolkien, Wishmaster, já citado aqui, Beauty And The Beast e Slaying the dreamer.

Agora tenho mais duas indicações, uma delas são os caras do Blind Guardian, eles possuem uma infinidade de musicas com temas de RPGs, da literatura, inclusive um álbum inteiro baseado na obra de Tolkien, O Silmarilion, que conta os primeiros anos da Terra Média e é popularmente conhecido entre os fãs d’O Professor como a Bíblia de Tolkien.

E finalmente chegamos a um projeto novo, que teve início em 2012, com um time de peso, contando com Simone Simons, Mark Jansen, Dani Filth, Lindsay Schoolcraft, Charlotte Wessels, Mariangela Demurtas e Alissa White-Gluz, chamado Karmaflow, que contou com a contribuição dos fãs dos artistas numa campanha, teve um show gravado (futuramente lançado em DVD, assim como foi com Xystus) e um jogo para PC à venda na Steam. É um projeto muito ambicioso e muito interessante, as músicas lembram muito Final Fantasy. Confira:

Claro que temos uma pancada de sons que lembram o lado mais RPG do mundo nerd, as metal operas entre outras coisas, essa foi a minha lista de musicas. Nos vemos em um novo especial, forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation