RESENHA: MATANZA – SESC Belenzinho

Texto: Digão
Fotos: Carol

O Ponto ZerØ acompanhou no ultimo sábado 03 de outubro o show da banda Matanza no Sesc Belenzinho na zona leste de São Paulo.

A banda se apresentou nos dias 02 e 03 de outubro divulgando a turnê de seu ultimo álbum de estúdio “O Pior Cenário Possível” gravado em 2015 pela Deckdisc. Este é a oitavo álbum da banda formada em 1997 e que atualmente tem sua formação com: Jimmy London no vocal, Mauricio Nogueira na guitarra, Don Escobar no baixo e Jonas na Bateria (clique aqui e confira a matéria que o Ponto Zero fez no lançamento do CD Pior Cenário Possível em maio desde ano).

O publico esperava ansioso o início do show e não se decepcionou pois ao subir no palco O Matanza já pois o Sesc abaixo com a introdução de “Pane nos quatro motores”, e sem parar para a galera respirar a banda seguiu emendando “Ressaca sem Fim”, ”Meio Psicopata”, “A Arte do Insulto” e” Bom é quando faz Mal”.

O publico que lotava o Sesc naquela noite ainda acompanhou os sucessos de todo a carreira da banda como “Pé na Porta e Soco na Cara”, “Maldito Hippie Sujo”, “Clube dos Canalhas”, “Tempo Ruim” e” Eu não gosto de Ninguém” como os mais novos sucessos como a musica que da o titulo ao ultimo álbum “O Pior Cenário Possível”, “Sua Assinatura” e “O que esta feito esta Feito”

Como é de costume a banda liga uma musica a outra o que é ótimo para seus fãs, pois faz com que a banda mesmo com um tempo curto de apresentação toque um setlist extenso e repleto de hits, cantados a exaustão pelos fãs.

Um dos momentos cômicos do show foi quando o Jimmy se voltou à plateia e diz que “tenho que parar de beber, pois tenho a certeza que fiz um show em um lugar muito parecido com este ontem” fazendo alusão ao show da noite anterior onde a banda se apresentou no mesmo local.

Outro momento engraçado foi quando para chamar a próxima canção, A Casa em Frente ao Cemitério, o vocalista falou que a banda só aceitou fazer o show no Sesc pois ficava na frente da casa dele, referenciando ao cemitério da Quarta Parada que fica a poucos metros do local.

A banda encerrou o show com a sequencia de: “Imbecil”, “Ela Roubou meu Caminhão”, “Estamos todos Bêbados” e por fim “O Chamado do Bar”, e anunciou que em dezembro, mais precisamente, dia 12/12 volta a São Paulo para apresentação no Aquarius Rock Bar.

Então só nos resta aguardar até dezembro para mais este puta show do Matanza, com certeza.

Agradecemos ao Sesc Belenzinho pela oportunidade dada para nós do Ponto ZerØ realizar mais esta cobertura e em especial para a Jaqueline da assessoria de imprensa do Sesc pela atenção.

Mais fotos em:
https://goo.gl/AU8tZN

Setlist

  • Intro – Pane nos Quatro Motores
  • Ressaca sem Fim
  • Meio Psicopata
  • A Arte do Insulto
  • Bom é quando faz Mal
  • Sua Assinatura
  • O Ultimo Bar
  • Maldito Hippie Sujo
  • Remédios Demais
  • A Caminho da Escada da Corda
  • Pé na porta e Soco na cara
  • O que esta feito esta feito
  • Quem perde Sai
  • Odiosa Natureza Humana
  • Tudo Errado
  • Casa em Frente ao Cemitério
  • Clube dos Canalhas
  • Pandemonium
  • Whisky para um Condenado
  • Eu não Gosto de Ninguém
  • Carvão, Enxofre e Salitre
  • Tempo Ruim
  • Mulher Diabo
  • Todo Ódio da Vingança de Jack Buffalo Head
  • Taberneira traga o Gim
  • Pior Cenário Possível
  • Rio de Whisky
  • Imbecil
  • Ela Roubou meu Caminhão
  • Estamos todos Bêbados
  • O Chamado do Bar

4 Thoughts on “RESENHA: MATANZA – SESC Belenzinho

  1. Parabéns pela resenha.

  2. Ansiosa para ver um show deles novamente

  3. Matanza é muito phoda! o/

  4. Esse show foi de mais…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation