RESENHA: MR. EGO – Se7en

Por Silvio Pasquim

Os veteranos paulistas da MR. EGO finalmente chegam ao seu terceiro disco, demonstrando muita maturidade e, mais uma vez, abordando um novo caminho para a sua linha de composição, trazendo para sua carreira uma roupagem mais moderna e que condiz com o atual momento do mercado mundial.

“Se7en” é o título deste trabalho e, logo de cara, a qualidade de produção/composição salta aos ouvidos, o que demonstra um grupo revigorado e que novamente se reinventa para angariar novos fãs, e devo admitir que eles podem conseguir isso. Bem mais moderno e parrudo do que o anterior, “Se7en” também apresenta o seu novo vocalista, André Ferrari, que possui um timbre muito similar ao de Russel Allen (Symphony X), o que garante o peso necessário para agradar os entusiastas do Prog Metal atual. “Black Gold” e “Tears Of An Angel” me agradaram mais dentro desta compilação, principalmente a segunda, por ser uma balada emocional e que contrasta com o peso absurdo das demais.

Este novo disco abre um novo leque de opções para o MR. EGO, e que pode ser fundamental para o crescimento da banda, tanto no Brasil quanto no exterior. Certamente, “Se7en” é o trabalho mais consistente de sua discografia, então acredito profundamente que este ditará o que ouviremos destes caras daqui pra frente. Vale a pena conferir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation