KOVAA RASVAA E FORÇA MACABRA: DOBRADINHA DA FINLÂNDIA AGITA O SESC BELENZINHO NO PROJETO MÚSICA EXTREMA

Por Thiago Tavares

No último sábado, 17, aconteceu no SESC Belenzinho mais um show do Projeto Música Extrema, projeto esse que envolve gêneros e estilos como noise, minimalismo, concretismo, heavy metal, hardcore e grindcore e que vem fazendo bastante sucesso pois a galera aparece em peso para prestigiar grupos conhecidos no meio e também bandas que querem conquistar seu espaço no cenário do metal. E a pessoa que vos escreve já estava com saudades dos shows de lá, onde pensei que estavam prestes a parar, e olhe que dificilmente irá parar a esta altura do campeonato mediante a tamanho sucesso.

A porradaria foi em dose dupla para a alegria do povo. E ambas são de longe, mais precisamente da Finlândia, pertencente aos países nórdicos, onde o hardcore é bastante peculiar pela técnica e também são influenciados por bandas de respeito, inclusive, bandas daqui do Brasil. O SESC Belenzinho recebeu as bandas Kovaa Rasvaa e Força Macabra.

Pontualmente, as 21:30 subiu ao palco a banda feminina Kovaa Rasvaa, banda essa bastante conhecida naquele país e também nos países arredores e em sua apresentação de mais ou menos 45 minutos tocou o terror literalmente no público presente e quem gosta do estilo, se surpreendeu.

Formada por Anne, Johanna, Kerttu e Otto Itkonen, executaram músicas dos dois álbuns que possuem e repertório de quatro EP’s da carreira. Realmente, o que pode se ver é que as meninas mandam muito bem, com um som que podemos dizer que é agradável, não ao ponto de estourar as caixas de retorno (pois ninguém merece ficar com zumbido no ouvido dias após o show) mas a apresentação em si foi show de bola, inclusive as meninas são bastante solicitas e simpáticas em interagir com o público em trocar uma idéia e tirar fotos com os presentes no pós-apresentação.

Logo em seguida, apresentou-se a banda principal da noite, a Força Macabra. Mas no início da matéria havia comentado que o SESC apresentou duas bandas da Finlândia, mas essa segunda com um nome em português? Estranho? Nem tanto, mas é uma prova que o hardcore e o metal brasileiro atravessa fronteiras e chega a lugares inimagináveis, ao ponto que um grupo finlandês ao demonstrar respeito e admiração pelas músicas se adapte e cante em português. Sim! A proposta do Força Macabra é cantar e compor hardcore em Português. Foi a forma deles homenagearem os principais representantes do estilo no Brasil como Cólera, Olho Seco, Ratos de Porão e Armagedom, principais influências da banda finlandesa.

Formado por Taurus (Vocal), Anthares e Abutre (Guitarras), Chakal (Baixo) e Antítese (Bateria), o Força Macabra executou na integra o disco de estreia, intitulado Nos Túmulos Abertos, lançado de 1994, no qual o som não ficou devendo a galera presente ao SESC Belenzinho.

Aqui deve-se registar a performance de Taurus no show. Entre um gole de vodka e outro, ele cantava as músicas com uma naturalidade que nem dava para se perceber que já estava em outra dimensão. Ao fim do show, a garrafa já estava praticamente vazia mas com sua missão devidamente cumprida.

Enfim, foi uma ótima dupla de shows e que ainda terá uma pequena jornada pelo Brasil. Essa dobradinha finlandesa ainda passará por Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O Ponto ZerØ agradece ao Vinicius Souza, da assessoria de imprensa do Sesc Belenzinho pelo fornecimento da credencial ao evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation