Tag Archives: Ase Music

Cova Rasa lança álbum ‘Cruzando Infernos’

Crédito: Du Firmo

O Cova Rasa, formado por Jayme Danko (vocal e guitarra), Gustavo Fassina (guitarra), Edu Milani (baixo), Daniel Werneck (bateria) e Flavio Sallin (teclados) apresentam o segundo álbum, “Cruzando Infernos”. O material, produzido ao lado de Marcello Pompeu e Heros Trench, do estúdio Mr. Som (SP), foi antecipado com o single e lyric video “Saga de um Justiceiro” e o videoclipe “Paranoia”.

A faixa de abertura, “Lobo Uivante”, apresenta-se como um conto de terror sobre um lobisomem que trava uma batalha entre seu lado humano e seu lado fera. Já “Condessa de Sangue” fala sobre uma das mais emblemáticas serial killers da história, Elizabeth Bathory, que tinha o hábito de se banhar em sangue de jovens virgens. “Como banda, nossa ideia sempre foi a de contar histórias de forma concisa e diferente, mostrando que, apesar de mais difícil, é possível fazer isso em português”, analisou Jayme Danko.

No caso de ‘Saga de um Justiceiro’, a letra conta a história de um ‘matador de bandidos’ chamado de Armando Sá, o ‘Carcará’, que enfrentava o crime fazendo justiça com as próprias mãos. “Algo não muito usual, mas inspirado em histórias do cotidiano. Cruel e sanguinária, como a Cova Rasa gosta de contar”, explicou Jayme Danko. “O interessante do trabalho de Paulo Coruja, que criou o lyric em formato HQ, foi que ele soube expressar bem a temática. Inclusive, esta música tem uma letra em que não se repete uma linha. Então, isto vai de encontro à ideia de fazer um disco relevante em português”, acrescentou Danko.

Confira o lyric video de “Saga de um Justiceiro” em https://youtu.be/aVHjX5RS5z0

Já a faixa “San Zhi” baseia-se em uma história real de uma cidade fantasma em Taiwan. “Nos anos 70, ela foi construída para ser um local turístico, mas nunca foi habitada. Acidentes e mortes aconteceram durante todo o processo. Então, desistiram e até hoje ela permanece abandonada. Depois de anos, arqueólogos descobriram que havia sido construída em cima de um cemitério, nos séculos passados”, contou o vocalista e guitarrista.

“Batalha dos Guararapes”, por sua vez, é a única que foge da temática de terror. “Uma das guerras e datas mais importantes do Brasil, que mudou os rumos da nossa nação. Foi a partir dessa batalha que o Brasil deixou de ser uma colônia para virar um país. Mas, infelizmente, brasileiro não é ensinado a ter orgulho de sua própria história”, esbraveja Danko.

Veja o clipe de “Paranoia”, produzido pela Zebra Produtora em https://youtu.be/3IPNSiIiOhw

Confira o repertório completo de “Cruzando Infernos”, disponível em todas as plataformas de streaming:

1- Penumbra
2- Lobo Uivante
3- Condessa de Sangue
4- Saga de um Justiceiro
5- San Zhi
6- Batalha dos Guararapes
7- Andarilho Noturno
8- Paranoia
9- O Abutre
10- A Lenda do Velho Barnabé

Ouça o álbum no Spotify: https://is.gd/yqQjnB

Sites relacionados:
facebook.com/covarasasp/
www.covarasa.com.br/

Contato para shows: covarasa01@gmail.com

Silver Mammoth: novo álbum tem data de lançamento definida

“Western Mirror” contou com produção de Marcelo Izzo e Renato Haboryni

Com o terceiro álbum, “Mindlomania” (2015), o Silver Mammoth subiu de patamar e foi considerado um dos principais nomes do ‘classic rock’ brasileiro, culminando no lançamento de “Singles” (2017) no formato vinil 7″ e que contou com as inéditas ‘Let Me Hide You’ e ‘Coup To The End’, que, mais tarde, receberam videoclipes. Agora, o grupo anuncia o lançamento do álbum “Western Mirror”, que contou com produção de Marcelo Izzo e Renato Haboryni, e será lançado no dia 1° de março de forma digital e no dia 31 do mesmo mês em formato físico. “Estou negociando o lançamento físico com duas gravadoras, mas não descarto a ideia de lançar o material pelo meu próprio selo, Oebuicaota Records”, revelou o vocalista Marcelo Izzo.

A arte de capa de “Western Mirror” ficou a cargo do designer gráfico Marcelo Izzo Jr., guitarrista da banda. “Nossa ideia foi sincronizar uma arte simples, mas clássica. Já o encarte ficou sob comando de João Duarte, que havia trabalhado conosco nas capas de ‘Mindlomania’ e ‘Singles'”, contou o vocalista.

Antecipando “Western Mirror”, o grupo lançou em 2019 o single e videoclipe “Rise Up”. “Trata-se do primeiro single do novo álbum e a letra descreve o roteiro do clipe: levante-se e erga-se. O clipe, que mostra um mercado clandestino de luta, onde um mafioso organiza um banco de apostas, contou com produção cinematográfica da Plural Brother Filmes, produtora responsável pelo vídeo de ‘Symptom of the Universe’, versão que fizemos em homenagem ao Black Sabbath e que também fará parte do repertório”, disse Marcello Izzo, autor da composição, ao lado de Renato Haboryni.

Veja o clipe de “Rise Up”, dirigido por Rodrigo Rímoli, em https://youtu.be/swUrbqp7aPg

Ouça o single “Rise Up” nas plataformas de streaming:
Spotify: https://spoti.fi/2XXK3Au
Deezer: https://bit.ly/2XFTe4d
Apple Music: https://apple.co/2YPkWwR

DISCOGRAFIA:
Silver Mammoth (CD, 2013)
Pride Price (CD, 2014)
Mindlomania (CD, 2015)
Singles (compacto/vinil, 2017)
White Line Fever (Motörhead, single – versão, 2018)
Symptom of the Universe (Black Sabbath, single – versão, 2018)
Jailbreak (AC/DC, single – versão, 2018)
Rise Up (single, 2019)
Western Mirror (CD, 2020)

Contatos:
www.silvermammothband.com
www.instagram.com/silvermammoth
www.facebook.com/SilverMammoth
http://silvermammoth.loja2.com.br

E-mail: contato@silvermammothband.com


Sharyot apresenta vídeo e single ‘Stained Heart’

Música conta com a participação dos vocalistas Neil Turbin (ex-Anthrax), Gabriel Martins (Mattilha) e Victor Wichmann

Matt Dalla Costa, Stefano B.A., Neil Turbin, Stella Bridge, Gabriel Martins e Victor Wichmann

Agora radicada em Los Angeles, a banda Sharyot apresenta seu novo single e vídeo, “Stained Heart”, que fala sobre a dualidade no conflito dos que querem fazer as coisas acontecerem independentemente dos problemas e os que preferem abrir os buracos das imperfeições sendo egoístas. “A música ‘Stained Heart’ surgiu através de uma ideia de compor uma balada pesada e com melodias marcantes”, disse a baterista Stella Bridge.

Contando com produção de Neil Citron, o single foi gravado em Los Angeles, com mixagem e masterização em Las Vegas. “Nela, foram usadas algumas guitarras de sete cordas para dar um clima mais pesado em algumas notas. É uma honra trabalhar com Neil Citron, ganhador de Grammy com Steve Vai e que já trabalhou com Michael Jackson, Slash, Quiet Riot, John 5, entre outros, além de estar envolvido na indústria do cinema”, acrescentou Bridge, atualmente acompanhada por Stefano B.A. e Matt Dalla Costa (guitarras) e Luis Castro (baixo).

Veja o vídeo de “Stained Heart”, produzido por Fabio Araújo (Art Studio Digital), em https://youtu.be/IF2MGhUBlEM

Para esta faixa, o Sharyot contou com a participação de três vocalistas: Neil Turbin, conhecido por ter gravado o primeiro álbum do Anthrax, “Fistful of Metal”, Gabriel Martins (Mattilha) e Victor Wichmann. “Parece que a gente sempre quer ter uma aventura e, então, apresentamos ao produtor a ideia de lançar uma das músicas com seis vocalistas. Dentre eles, havia pessoas que estavam fazendo audição para entrar na banda, além de amigos e convidados do Brasil e dos Estados Unidos. Com o tempo, acabamos escolhendo três. Sentimos que as vozes se encaixaram 100% e estavam bem com a proposta que estava dentro de nossa cabeça”, observou Stella Bridge.

“Apesar de também ser brasileiro, conheci o Sharyot, bem como o produtor Neil Citron, na NAMM Show de 2019. Fiquei impressionado com o potencial das músicas”, recordou Victor Wichmann, que também reside em Los Angeles. “Tive o privilégio de estar em uma mesma música com um ícone do metal, como Neil Turbin, e com Gabriel Martins, que está fazendo um grande trabalho com a Mattilha. A música conseguiu unir peso e melodia, uma combinação que me agrada muito”, acrescentou o vocalista que, quando residia no Brasil, integrou as bandas Street Flash (cover) e Sun Chasky (autoral).

Contato:
Facebook: /sharyotofficial
Instagram: @sharyotofficial
YouTube: /sharyotofficial

Email: sharyot@hotmail.com | stella.bridge@hotmail.com


Cova Rasa apresenta lyric video para ‘Saga de um Justiceiro’

Single e lyric antecipam lançamento do álbum “Cruzando Infernos”

Crédito: Du Firmo

O Cova Rasa, formado por Jayme Danko (vocal e guitarra), Gustavo Fassina (guitarra), Edu Milani (baixo), Daniel Werneck (bateria) e Flavio Sallin (teclados), apresenta o lyric video de “Saga de um Justiceiro”.  O single dá uma prévia do segundo álbum da banda, “Cruzando Infernos”, produzido por Marcello Pompeu e Heros Trench e agendado para sair em janeiro.
 
“Como banda, nossa ideia sempre foi a de contar histórias de forma concisa e diferente, mostrando que, apesar de mais difícil, é possível fazer isso em português. No caso de ‘Saga de um Justiceiro’, a letra conta a história de um ‘matador de bandidos’ chamado de Armando Sá, o ‘Carcará’, que enfrentava o crime fazendo justiça com as próprias mãos. Algo não muito usual, mas inspirado em histórias do cotidiano. Cruel e sanguinária, como a Cova Rasa gosta de contar”, explicou Jayme Danko.
 
Confira o lyric video de “Saga de um Justiceiro”, criado em formato HQ pelo designer gráfico Paulo Coruja (Cracker Blues), em https://youtu.be/aVHjX5RS5z0
 
“O interessante do trabalho de Paulo Coruja foi que ele soube expressar bem a temática. Inclusive, esta música tem uma letra em que não se repete uma linha. Então, isto vai de encontro à ideia de fazer um disco relevante em português”, concluiu Danko.

Sites relacionados:
facebook.com/covarasasp/
www.covarasa.com.br/
 
Contato para shows: covarasa01@gmail.com

Mercy Shot estreia com single e clipe ‘Sink and Thrive’

Clipe de “Sink and Thrive” foi gravado na Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande, no Guarujá (SP)

Foto: Letícia Molina

O Mercy Shot, formado por Karina Menascé (vocal), Fabrizzio Hanoi e Flávio Pintinha (guitarras), Andrews Einech (baixo, Mattilha), Roger Katt (bateria, Mattilha), estreia com o single e videoclipe “Sink and Thrive”, gravado em uma das fortalezas desativadas de Guarujá. “Usamos as dependências do Museu Histórico da Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande para dar ainda mais identidade à música”, explica o baixista Andrews Einech. “A temática faz analogia entre o mar sendo a vida, enquanto a capitã da embarcação é a pessoa que declama a poesia da letra. Já o ‘monstro’ é representado pelas emoções da personagem, que constantemente está tentando ‘afundar’ a protagonista. Estes elementos estão estampados na capa do single”, acrescenta vocalista Karina Menascé, autora da letra.

Veja o clipe, gravado e dirigido por Julio Cesar Dalecio Azevedo, em https://youtu.be/SrLRjLQoXe8

A música foi gravada no estúdio Orra Meu, com produção de Wagner Meirinho, que editou, mixou e masterizou o material no Loud Factory ao lado de Tiago Assolini. “A gravação do primeiro single foi feita no começo do ano e, desde então, estamos trabalhando na gravação e composição de outras músicas. Escolhemos fazer esse projeto com o produtor Wagner Meirinho, que tem um ótimo gosto para trabalhar sonoridades pesadas e modernas, atendendo totalmente nossas expectativas. Isto sem contar o ambiente descontraído e de muita amizade que nos deixou à vontade para executar as gravações”, comentou Andrews Einech.

O grupo fez sua estreia ao vivo na sexta edição do “Canil Fest”, realizado no Estrella Galicia Estação Rio Verde (SP), no último dia 6 de dezembro, e que contou com a participação das bandas Mattilha, Sioux 66, Furia Inc. e Laboratori. “O primeiro show foi muito empolgante! Ter a oportunidade de estrear num grande festival, que é o Canil  Fest, com bandas de altíssima qualidade foi de grande valor para nós. Agradecemos à banda Mattilha por ter depositado confiança e pelo incentivo para fazer a abertura do evento”, comemorou o guitarrista Fabrizzio Hanoi.

Mercy Shot revela que já tem músicas prontas, mixadas e masterizadas, em mãos. “Nós lançaremos mais material em 2020, provavelmente em um EP, que contará com o primeiro single, Sink and Thrive, e outras novidades”, concluiu o baterista Roger Katt.

Site relacionado: facebook.com/mercyshotofficial
Instagram: @officialmercyshotband

Contato para shows: officialmercyshotband@gmail.com

David Ellefson define repertório da Masterclass ‘Basstory’

Baixista do Megadeth apresentará sua Masterclass no próximo dia 30 de novembro (sábado), no Manifesto Bar

O baixista do Megadeth, que prepara seu décimo sexto álbum, sucessor do premiado “Dystopia” (2016), vencedor do Grammy Awards, na categoria ‘Melhor Performance de Metal’ com a música homônima, o baixista David Ellefson definiu o repertório que será apresentado em sua masterclass “Basstory Tour”, com a qual, desde 2018, tem visitado diversas cidades americanas, além de países como República Tcheca, Dinamarca, Itália, Turquia, Alemanha, Holanda, Polônia, Austrália, México e Chile. Ellefson desembarca no Brasil no dia 30 de novembro (sábado), para show único, em São Paulo, no tradicional Manifesto Bar, que em 2019 está celebrando 25 anos de atividades.

Os ingressos online estão à venda através da Ticket Brasil em https://is.gd/FwJgVp

Ellefson tem aproveitado a “Basstory Tour” para divulgar seu novo livro autobiográfico, “More Life with Deth”, lançado a 19 de julho via Jawbone Press, junto ao seu primeiro álbum solo, “Sleeping Giants”, ambos realizados em parceria de seu sócio, o vocalista Thom Hazaert. Além desses trabalhos, este ano o incansável Ellefson já havia lançado “Get it On”, álbum de estreia do Altitudes & Attitude, seu projeto com o também baixista Frank Bello, do Anthrax. Fora dos palcos, o fiel escudeiro de Dave Mustaine no Megadeth tem tocado seus empreendimentos particulares, no caso, a rede de café Ellefson Coffee, o selo EMP Label Group e a lendária gravadora Combat Records, que adquiriu e reativou após décadas de inatividade.

Durante a masterclass “Basstory Tour”, fãs ainda poderão subir ao palco para tocar ao lado de Ellefson. Para participar, envie um vídeo para o email info@manifestobar.com.br.

Confira o repertório:

Symphony of Destruction

Peace Sells

Tornado of Souls

Angry Again

Paranoid (Black Sabbath)

Anarchy in the UK (Sex Pistols)

If You Were God (Ellefson – “Sleeping Giants”)

Dawn Patrol

Feel your Pain (Ellefson – “Sleeping Giants”)

Serviço – MasterClass com David Ellefson:

Data: 30 de novembro (sábado)

Abertura da casa: 17h

Local: Manifesto Bar

Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi – São Paulo/SP

Ingressos – 1º lote: a partir de R$ 120 (Pista promo e meia-entrada)

Vendas no Manifesto Bar e online pela Ticket Brasil em https://is.gd/FwJgVp

Fone: (11) 2574-5256

Cartões: Visa, Mastercard, Elo, American Express e Dinners

Débito: Visa Electron, Maestro, Rede Shop

Censura: 16 anos

Acesso a deficientes / ar condicionado

Wi-fi: a casa possui acesso a internet sem fio

Serviço de Vallet: R$ 20,00

E-mail: info@manifestobar.com.br

Site: www.manifestobar.com.br


Trend Kill Ghosts apresenta versão power metal de ‘The Show Must Go On’ do Queen

Após turnê pela América do Sul com os italianos do Elvenking, grupo paulista de power metal se prepara para show ao lado de Accept e W.A.S.P.

Crédito: Marcelo Buck

O Trend Kill Ghosts, que segue promovendo o álbum de estreia, “Kill Your Ghosts”, apresenta uma versão power metal para a clássica “The Show Must Go On”, do Queen. “Além do grande envolvimento do Queen com o Brasil, onde tocou pela primeira vez em 1981 e depois se destacou no primeiro Rock in Rio (1985), muitas bandas e artistas que curtimos gravaram versões. Entre elas, Queensrÿche, Blind Guardian, Metallica, Scanner, Viper, Jeff Scott Soto, Robert Plant, Jorn, Dream Theater, Lynch Mob, W.A.S.P., Krokus… A lista é enorme e agora nós estamos nela”, comemorou o baterista Leandro Tristane, que idealizou a versão. “A inspiração veio porque, além de ser a primeira música que ouvi do Queen, ela sempre me emocionou. Quando houve a oportunidade de fazermos um tributo, foi a primeira que eu pensei, ainda mais que já tinha uma ideia de fazer uma versão rápida, diferente do andamento original, para ela. Então, caiu como uma luva agora”, acrescentou.

Confira a versão de “The Show Must Go On”, gravada originalmente pelo Queen em “Innuendo” (1991), em https://youtu.be/rEdVhNNOiQ8

Diogo Nunes (vocal), Rogério Oliveira (guitarra), Danilo Perez (baixo) e Leandro Tristane (bateria) agora se preparam para o “Dark Dimensions Metal Fest”, que reunirá Accept e W.A.S.P. e será realizado em 8 de dezembro no Internacional Eventos, em Guarulhos (SP). “Fomos convidados para tocar em nossa cidade natal, Guarulhos, com duas lendas do heavy metal mundial: Accept e W.A.S.P., outro motivo de orgulho e alegria para nós e que chega para abrilhantar ainda mais a nossa carreira. Claro, sabemos da responsabilidade, mas prometemos entregar um show incrível e vamos botar para quebrar tudo em Guarulhos”, concluiu o vocalista Diogo Nunes.

Os ingressos para o “Dark Dimensions Metal Fest” estão disponíveis em: https://www.clubedoingresso.com/evento/darkdimensionsmetalfest

Formado em 2018, o Trend Kill Ghosts aposta no power metal/metal melódico, com referências a nomes como Gamma Ray, Helloween, Avantasia, Edguy, Savatage e Stratovarius. O álbum de estreia, “Kill your Ghosts”, que teve a arte de capa criada por Lucas Pereira (Marvel HQ), foi lançado no último mês de julho em todas as plataformas digitais e traz participações especiais de Ralf Scheepers (Primal Fear, ex-Gamma Ray e Tyran’ Pace) em “Ghost’s Revolution” e de Raphael Dantas (SoulSpell, Ego Abscence) e Lúcia Ricardo (EvenDusk) em “Promise”.

“Kill Your Ghosts” foi antecipado com o singles “Frozen” e “Ghost’s Revolution”, que trouxe a participação de Ralf Scheepers (Primal Fear, ex-Gamma Ray e Tyran’ Pace), e o lyric video “Deceivers”, o Trend Kill Ghosts apresenta o seu primeiro videoclipe. A faixa escolhida foi “Living a Lie”, pois, segundo a banda, a letra vai de encontro com o objetivo de “tocar na ferida” com o que vemos atualmente na sociedade, especialmente nas falsidades e mentiras das redes sociais.

Veja o clipe de “Living a Lie” em https://youtu.be/eYuPj7_PaZA

Site relacionado: www.facebook.com/tkgband

Contato para shows: darkdimensionsbrazil@gmail.com (booking Internacional) | sanitariunprod@gmail.com (booking no Brasil)

Merch: tkgband@gmail.com


Furia Inc. lança clipe para ‘The Knight and The Bishop’

Faixa do álbum “Raw” conta com a participação de Igor Godoi (Sioux 66)

Crédito: Dominio Media Craft

Após o videoclipe para a faixa “Light the Fire”, que antecipou o lançamento de “Raw”, segundo álbum do Furia Inc., Victor Cutrale (vocal), Gustavo Romão (guitarra), Fabio Carito (baixo) e Neto Romão (bateria) se uniram ao vocalista Igor Godoi (Sioux 66) para o clipe da faixa “The Knight and The Bishop”.

“Trabalhar essa música com o Furia Inc. foi um desafio. Sempre quis ter um registro de estúdio nessa linha de metal e fiquei muito entusiasmado com o convite. Victor Cutrale me deu liberdade de criação em cima das linhas de voz. Eu e ele ‘conversamos’ durante a música inteira e o resultado final foi um mix de um vocal agressivo e melódico da minha parte”, comentou Godoi. “Trabalhamos as diferenças das vozes de maneira que uma completasse a outra. São dois personagens com diferentes objetivos, mas que vão descrevendo no decorrer da letra. Ao invés de o nosso convidado apenas cantar de maneira mais melódica, Igor empresta sua voz de maneira agressiva e poderosa”, acrescentou Cutrale, que escreveu a letra com Thiago Ribeiro (Hatematter, Neshamot).

O guitarrista Gustavo Romão explica que levou em consideração o estilo de voz de Igor Godoi com as influências do Furia. “O resultado foi um contraste rico em melodia e peso. Tivemos a ideia desse convite no intuito de quebrar paradigmas musicais e preconceitos. Rock’n’roll é atitude e estamos orgulhosos disso.”

Confira o clipe de “The Knight and The Bishop”, captado por Leonardo Benacci, editado por Victor Gorgatti e produzido pela DominioMediaCraft, em https://youtu.be/xgtVBJ_lG6g

Para a seção rítmica, o baixista Fabio Carito aponta que as “linhas de baixo possuem independência de todos os demais instrumentos no tema principal, porém em todo o resto, opta por preencher as harmonias com o peso dos graves.” O baterista Neto Romão, por sua vez, explica que “a pegada da batera é mais direta e groovada, se preocupando com as harmonias da guitarra, e a levada de bumbo é a ‘cereja do bolo'”.

“The Knight and The Bishop” é inspirada em “O Sétimo Selo”, drama sueco de 1956, baseado numa peça de teatro do diretor Ingmar Bergman, que trata fundamentalmente a questão do medo da morte – um cavaleiro volta da Cruzada da Fé para encontrar em sua terra a peste e morte.

“Raw”, produzido pela banda, foi gravado na Loud Factory (SP) por Wagner Meirinho e Thiago Assolin, com mixagem e masterização na Califórnia/EUA, a cargo de Brendan Duffey (Angra, Andre Matos, Torture Squad e Almah).

– RAW –
Ouça no Spotify em https://is.gd/3pVhrJ
Ouça no Deezer em https://is.gd/WWfXk1

Discografia:
Creatin’ a World (EP, 2010)
Before the World Ends (EP, 2011)
Murder Nature (CD, 2014)
Raw (CD, 2019)

Website | Store: https://www.furiainc.com.br
Mídias sociais: @furiainc

Contato para shows: (11) 982807010 | furiainc@gmail.com

Próximo show:
06 de dezembro (sexta-feira)
Evento: CANIL FEST VI
Atrações: Furia Inc., Mattilha, Sioux 66, Laboratori e Mercy Shot
Abertura dos portões: 21h
Endereço: Estrella Galicia Estação Rio Verde – Rua Belmiro Braga, 119 – Pinheiros (Próximo à estação Fradique Coutinho – linha amarela), São Paulo/SP
Censura: 18 anos

Ingressos:
2º lote: R$ 25 [até 30/11]
3º lote: R$ 30 [01/12 até 06/12]
Portaria: R$ 35 [durante o evento]

Informações e ingressos em https://canilfest.com.br/
Evento no Facebook: https://is.gd/GCkgvj


Vox Ignea: single e videoclipe ‘Covil’ antecipam novo EP

Novo EP tem lançamento agendado para o final de novembro

Crédito: Bia Maida

A banda paulistana de hard rock Vox Ignea antecipa o lançamento do novo EP, “Nem um minuto a mais”, agendado para o final de novembro, com o single e videoclipe “Covil”. A faixa é uma crítica a um sistema de trabalho hierárquico infelizmente muito comum, em que o empregador julga ter poder e, até mesmo, propriedade sobre seu empregado e foi inspirada em uma situação de assédio moral vivida pela vocalista Raquel Lopes. “‘Covil’ fala sobre um período em que eu trabalhei tendo de aguentar a tirania das minhas chefes, passando por constrangimentos e humilhações quase todos os dias”, explicou.

Veja o clipe de ‘Covil’ em https://youtu.be/dqOCGSnQUk0

Para o guitarrista Rodrigo Santos, “Covil” é a música mais forte da Vox Ignea. “Ela conta com mudanças de andamento, de climas e há uma forte influência de Black Sabbath e de Rival Sons, trazendo um riff bem característico que se repete ao longo da música. Mesmo sendo nossa composição mais longa, por ser a nossa preferida do EP, não tivemos dúvida em escolhê-la como primeiro single.”

Raquel Lopes (vocal), Rodrigo Santos (guitarra), Evandro Araújo (baixo) e André Martins (bateria) registraram o novo EP ao lado do produtor Henrique Canale, no estúdio Toque Final (SP). Já a arte gráfica de “Nem um minuto a mais” foi elaborada pelo designer Aurélio Lara.

Sites relacionados:
facebook.com/voxignea
instagram.com/vox_ignea_

Contato para shows: voxigneaband@gmail.com


BraveHeart lança single e vídeo ‘Hell Yeah!’

“Hellyeah” sucede o single “Prisonbreak”, lançado pelo trio curitibano em 2018

Crédito: Allyson Pugas

Após soltar “Hell Yeah!”, disponibilizado em todas as plataformas de streaming no último dia 29 de outubro, o trio curitibano BraveHeart, formado por Michael Bahr (vocal e baixo), Marcos Camillo (guitarra) e Juliano Natal (bateria), apresenta o videoclipe 360º e o lyric video do novo single, lançado pela Red Records. “Começamos as primeiras ideias de ‘Hell Yeah!’ após termos feito a abertura para o Black Label Society, no final de março deste ano. Se compararmos a primeira jam com o resultado final, a essência dela sempre esteve nos riffs e no refrão, cantarolado em ‘Hell Yeah!'”, revelou o vocalista e baixista Michael Bahr. “A música foi finalizada mesmo em setembro, quando fizemos nossa pré-produção, e percebemos que necessitava de uma parte a mais, parte esta que se encontra no meio da música hoje juntamente com o solo”, acrescentou.

Veja o clipe 360º de “Hell Yeah!”, produzido pela Murder One Films e BraveHeart, em https://youtu.be/7pNHaDldn80

“Como todo processo, a letra nasceu por último. Prefiro sentir a batida da música e a métrica que surge na minha cabeça para pensar numa letra que encaixe com a vibe que a música está me passando. Neste caso, a letra fala do passado, que ainda estrangula a pessoa e faz com que ela não consiga seguir adiante. Trata da necessidade de se ‘rasgar’, se for necessário, para sair desta situação. Por isso, berre, grite, crie coragem e deixe sair isto que você proporcionou para sua vida”, explicou Bahr.

Veja o lyric video de “Hell Yeah!” em https://youtu.be/uhlGHDw668o

“Hell Yeah!” foi gravado por Lucas Pereira no Boom Sound Design, em Curitiba (PR), “Hell Yeah!” foi mixado e masterizado por Luke Forehand no Blackbird Studio, em outubro em Nashville (EUA).

Além do lyric e o vídeo 360º, o trio planeja vídeos Playthrough. “Criamos uma série de vídeos, sendo o primeiro deles, um registro tocando a música em uma câmera 360º, onde o espectador pode se sentir no mesmo ambiente da banda, podendo ser usado o VR para uma experiência mais imersiva. O segundo vídeo foi o lyric video com o mesmo conceito da capa e depois virão os playthrough, onde cada integrante toca individualmente seu instrumento junto com a música original”, concluiu Bahr.

Mais informações em www.braveheart.com.br
YouTube: @braveheartrock
Mídias sociais: @braveheartrock

Ouça “Hell Yeah!” no Spotify em https://is.gd/eScFbI

Spotify: www.braveheart.com.br/spotify


Invokaos lança debut ‘Retirantes do Holocausto’

Crédito: Pri Secco

Álbum de estreia do quarteto paulista já está disponível pelas plataformas de streaming e em material físico

Antecipado com o lyric video da música “Black Cobra”, o álbum de estreia do Invokaos, “Retirantes do Holocausto”, está disponível nas plataformas de streaming e em material físico, em uma parceria dos selos ABC Terror, Metal Mania, Tales From The Pit e Pancadaria Sonora.

Veja o lyric video de “Black Cobra”, produzido por W. Perna, em https://youtu.be/x_C_40FpbVQ

A arte de capa de “Retirantes do Holocausto” é uma releitura da famosa pintura ‘Os Retirantes’ (1944), de Candido Portinari, que faz parte do acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Nela, Bacchiega, que também assina toda a arte gráfica, adaptou os personagens da história e da mascote Kira. “Desenvolvi um encarte especial em forma de HQ, contando o início da história da mascote da banda, Kira. Além das letras, haverá também cinco páginas da HQ falando um pouco sobre a história de um mundo devastado por um governante ditador, em que a fome e miséria são explícitas”, revelou.

Produzido e gravado por Lucas Moreno (Lucs Studios), “Retirantes do Holocausto” conta com 11 faixas, sendo seis inéditas e a introdução, “Cânticos Sertânicos”, criada por Wanderson “Tuco” Pereira e inspirada pela capa com elementos da música nordestina. “São músicas com variedades de estilo, representando fielmente toda a nossa diversidade, seja no black, thrash, death, crossover e grindcore. Gravamos o disco no home estúdio de Lucas Moreno, que é formado pela EM&T e foi quem produziu o nosso EP ‘Fúria Manifesta'”, contou o guitarrista Alexandre Jansen.

Já a faixa “Desigualdade, Impunidade” fala sobre a ganância de poder. “A referência musical percorre pelo thrash e crossover, que combinam bem com a crítica contida na letra, sobre a forma com que as pessoas querem chegar ao lugar desejado passando por cima de outras, sem nenhum tipo de empatia”, explicou Jansen.

O repertório também traz “Maldito”, faixa que homenageia o renomado cineasta brasileiro José Mojica Marins, mundialmente conhecido como Zé do Caixão. “Voltada para o grindcore, é uma homenagem ao nosso grande cineasta Zé do Caixão”, revelou o vocalista Bruno Bacchiega, que também foi o autor da letra de “Canibalismo e Caos”. “Ela mostra um retrato da sociedade em que o caos, causado pelo individualismo, é constante.”

Criado em 2017, o quarteto paulista Invokaos, da região de Diadema, estreou no ano passado com o EP “Fúria Manifesta”, que teve uma repercussão positiva. “Tivemos uma evolução nas composições no período entre o EP e o álbum. Tudo fluiu bem e isso é um reflexo do tempo de banda e o nosso entrosamento. O que também ajudou bastante foi a convivência com outras bandas, pois costumamos dizer que nossas maiores inspirações são os grupos que tocam com a gente nos festivais underground”, avaliou Jansen. “Com o álbum lançado, nós vamos nos concentrar nos shows de divulgação, assim como na produção de novos materiais, como clipe e lyric das músicas”, concluiu.

Formação:
Bruno Bacchiega (vocal)
Alexandre Jansen (guitarra)
Léo Bulhões (baixo)
Thiago Queiroz (bateria)

Sites relacionados:
https://www.youtube.com/c/invokaos
facebook.com/Invokaos
instagram.com/invokaos

Ouça no Spotify em https://open.spotify.com/album/7rOGii4H9PV4yKkx9qsmcI

Contato para shows: 11-973966992 | invokaos@gmail.com

The Secret Society: ‘Rites of Fire’ oficialmente lançado

Trio curitibano disponibiliza “Rites of Fire” nas plataformas digitais

Crédito: Daniele Durães

O The Secret Society, que apresentou oficialmente o álbum de estreia, “Rites of Fire”, com um show na “Horror Expo 2019” abrindo para os suecos do Deathstars, disponibilizou o material, lançado pela Red Records, nas plataformas de streaming. O trio curitibano formado por Guto Diaz (vocal e baixo), Fabiano Cavassin (guitarra) e Orlando Custódio (bateria), que pratica um som mesclando a união de elementos de pós-punk, death rock, gothic, metal e hard rock, havia antecipado o lançamento com clipe para “Rubicon”, primeiro single extraído do debut.

Veja o clipe de “Rubicon” em https://youtu.be/KQqq3Qxj42g

Produzido pelo arranjador Luciano Nunes em conjunto com a banda, “Rites of Fire” foi gravado entre maio e agosto no Nico’s Studio e no The Secret Bunker, em Curitiba (PR), contando com mixagem e masterização a cargo de Adriano Daga (Malta). A arte da capa foi desenvolvida por Alysson Pugas e as fotografias são de Dani Durães. O álbum preserva a essência musical do trio, que tem nomes como Killing Joke, Danzig, The Sisters of Mercy, The Cult, Bauhaus, Paradise Lost, The Mission, Joy Division, Christian Death e Nick Cave, entre as suas referências.

O grupo, que passou por apuros em Santiago (CHI) e teve o show, que seria realizado em 20 de outubro ao lado da finlandesa Tarja Turunen, cancelado, se prepara para mais um giro pela América do Sul, agora ao lado da lenda The Sisters of Mercy. “Apresentar as músicas de ‘Rites of Fire’ abrindo para uma grande referência como o The Sisters of Mercy é algo indescritível. Tem tudo a ver conosco”, comemorou Guto Diaz. “Nós passamos por momentos de tensão em Santiago e vimos de perto as manifestações da população. O governo estipulou toque de recolher e colocou um enorme contingente de ‘carabineros’ e o exército nas ruas. Nosso hotel estava bem próximo da principal avenida de Santiago, e, apesar de termos sido orientados a não deixar o hotel, decidimos ir conferir de perto os protestos. Pudemos acompanhar a movimentação dos manifestantes e a ação dos homens, tanques e caminhões do exército jogando jatos de água com gás lacrimogêneo para dispersá-los. Foi uma pena o cancelamento do show, mas compreendemos a importância desses protestos e damos nosso total apoio. Foi muito emblemático com o lançamento de ‘Rites of Fire’ termos vivenciado esse momento histórico para o Chile”, acrescentou o vocalista e baixista.

Agenda de shows:
06/11 – Brasília (BRA) – com The Sisters of Mercy
08/11 – Curitiba (BRA) – com The Sisters of Mercy
09/11 – São Paulo (BRA) – com The Sisters of Mercy
10/11 – Rio de Janeiro (BRA) – com The Sisters of Mercy
14/11 – Santiago (CHI) – com The Sisters of Mercy
16/11 – Cidade do México (MEX) – com The Sisters of Mercy

Sites relacionados:
www.thesecretsociety.com.br
www.redrecords.com.br

Facebook:
facebook.com/wearethesecretsociety
facebook.com/redrecordsmusic

Instagram: @thesecretsociety_official

Contato para shows e merchandising: contato@thesecretsociety.com.br


Trend Kill Ghosts confirmado no ‘Dark Dimensions Metal Fest’

Após tour na América do Sul, grupo paulista se prepara para show com Accept e W.A.S.P. em Guarulhos

Crédito: Marcelo Buck

Depois de realizar a primeira turnê pela América do Sul ao lado dos italianos do Elvenking, o Trend Kill Ghosts segue promovendo o álbum de estreia, “Kill Your Ghosts”, com um importante compromisso em sua agenda. O grupo paulista de power metal, formado por Diogo Nunes (vocal), Rogério Oliveira (guitarra), Danilo Perez (baixo) e Leandro Tristane (bateria), se prepara para se o opening act do “Dark Dimensions Metal Fest”, que reunirá Accept e W.A.S.P. e será realizado em 8 de dezembro no Internacional Eventos, em Guarulhos (SP).

O vocalista Diogo Nunes revela que a primeira turnê pela América do Sul foi uma experiência incrível para a banda. “Ficará marcada em nossas vidas para sempre. Passamos pela Colômbia, Chile, Argentina, Peru e finalizamos no Brasil. Infelizmente, o show no Peru foi cancelado devido a taxas de última hora que o governo cobrou do produto local. Era algo que não contávamos, mas esperamos poder passar por lá em uma próxima. O mais incrível é que, por ser nossa primeira tour, tínhamos fãs em cada país visitado e pessoas cantando nossas músicas fora do Brasil. De certo modo, até nos emocionou porque, além de um orgulho imenso, é uma alegria saber que o nosso trabalho está sendo reconhecido e estamos colhendo os frutos em tão pouco tempo”, declarou.

Sobre participar do “Dark Dimensions Metal Fest”, o vocalista comemora o fato de se apresentar com duas forças do heavy metal em sua cidade. “Fomos convidados para tocar em nossa cidade natal, Guarulhos, com duas lendas do heavy metal mundial: Accept e W.A.S.P., outro motivo de orgulho e alegria para nós e que chega para abrilhantar ainda mais a nossa carreira. Claro, sabemos da responsabilidade, mas prometemos entregar um show incrível e vamos botar para quebrar tudo em Guarulhos”, concluiu.

Ingressos para o “Dark Dimensions Metal Fest” estão disponíveis em: https://www.clubedoingresso.com/evento/darkdimensionsmetalfest

Formado em 2018, o Trend Kill Ghosts aposta no power metal/metal melódico, com referências a nomes como Gamma Ray, Helloween, Avantasia, Edguy, Savatage e Stratovarius. O álbum de estreia, “Kill your Ghosts”, que teve a arte de capa criada por Lucas Pereira (Marvel HQ), foi lançado no último mês de julho em todas as plataformas digitais e traz participações especiais de Ralf Scheepers (Primal Fear, ex-Gamma Ray e Tyran’ Pace) em “Ghost’s Revolution” e de Raphael Dantas (SoulSpell, Ego Abscence) e Lúcia Ricardo (EvenDusk) em “Promise”.

“Kill Your Ghosts” foi antecipado com o singles “Frozen” e “Ghost’s Revolution”, que trouxe a participação de Ralf Scheepers (Primal Fear, ex-Gamma Ray e Tyran’ Pace), e o lyric video “Deceivers”, o Trend Kill Ghosts apresenta o seu primeiro videoclipe. A faixa escolhida foi “Living a Lie”, pois, segundo a banda, a letra vai de encontro com o objetivo de “tocar na ferida” com o que vemos atualmente na sociedade, especialmente nas falsidades e mentiras das redes sociais.

Veja o clipe de “Living a Lie” em https://youtu.be/eYuPj7_PaZA

Site relacionado: www.facebook.com/tkgband

Contato para shows: darkdimensionsbrazil@gmail.com (booking Internacional) | sanitariunprod@gmail.com (booking nacional)
Merch: tkgband@gmail.com


Finlandeses do Shiraz Lane, que tocarão no Brasil em novembro, apresentam novo clipe

“Do You” antecipa novo EP, marcado para sair em janeiro de 2020 pela Ranka Kustannus

A banda finlandesa de hard rock Shiraz Lane, que tem show agendado no Manifesto Bar (SP) para o dia 9 de novembro, apresenta o novo videoclipe, “Do You”, antecipando o lançamento do novo EP, sucessor do álbum “Carnival Days” (2018). O material, produzido por Per Aldeheim, tem lançamento marcado para janeiro de 2020 pela gravadora Ranka Kustannus.

Veja o vídeo, dirigido por Joel Alex, em https://youtu.be/zFdEd5oOXdg

Shiraz Lane surgiu na cidade de Vantaa (FIN) e estabilizou sua formação em 2015 com Hannes Kett (vocal), Jani Laine e Miki Kalske (guitarras), Joel Alex (baixo) e Ana Willman (bateria), que estrearam com o EP “Be The Slave Or Be The Change”, destacando-se com o single “Mental Slavery”. As apresentações em festivais no Canadá, Japão e no Wacken Open Air (ALE), onde conquistaram o Wacken Metal Battle 2015, deram a chance de assinar com a Frontiers Music, pela qual debutaram com “For Crying Out Loud” (2016) e seguiram com “Carnival Days” (2018).

Agora será a vez dos brasileiros conferirem de perto o hard rock único dos finlandeses. Os ingressos para o show no Manifesto Bar estão à venda em https://ticketbrasil.com.br/show/7296-shirazlane-saopaulo-sp/

Serviço – Shiraz Lane:
Data: 9 de novembro (sábado)
Abertura da casa: 18h
Local: Manifesto Bar
Endereço: Rua Iguatemi, 36, Itaim Bibi – São Paulo/SP
Ingressos – Vendas no Manifesto Bar e online pela Ticket Brasil em https://ticketbrasil.com.br/show/7296-shirazlane-saopaulo-sp/
Fone: (11) 2574-5256
Cartões: Visa, Mastercard, Elo, American Express e Dinners
Débito: Visa Electron, Maestro, Rede Shop
Censura: 16 anos
Acesso a deficientes / ar condicionado
Wi-fi: a casa possui acesso a internet sem fio
Serviço de Vallet: R$20,00
E-mail: info@manifestobar.com.br
Site: www.manifestobar.com.br

Shiraz Lane:
https://www.facebook.com/shirazlane
https://www.instagram.com/shirazlane

Nota na ASE Music – https://is.gd/vDJgSC

Flyer: https://is.gd/STuuM3

Ricardo Batalha
ASE Music
www.asepress.com.br/music

Venomous: ‘The Black Embrace’ disponível nas plataformas digitais

Sucessor de “Defiant” (2018) terá lançamento físico pela Voice Music

Após apresentar o sucessor de “Defiant” (2018) para a imprensa em 19 de setembro, quando realizou a audição e coquetel no Estúdio Electric Mars (SP), o Venomous lançou oficialmente “The Black Embrace” em todas as plataformas digitais. O material, que também será lançado em formato físico pela Voice Music, foi gravado no estúdio Dual Noise (SP), com produção de Rogerio Wecko e do próprio Venomous. Já a arte e ilustrações ficaram a cargo de Ricardo Bancalero.

“Estamos extremamente felizes e orgulhosos com o resultado atingido nesse novo trabalho. ‘The Black Embrace’ foi uma evolução em todos os sentidos, mas, principalmente um amadurecimento musical e pessoal que fizeram dele uma obra única. Levaremos em outubro e novembro o novo show de volta à Europa e também estamos agendando um grande giro por terras brasileiras”, disse o guitarrista Gui Calegari. “Trouxemos referências nunca usadas na banda, até por usarmos guitarras de sete cordas pela primeira vez. Tem um pouco de tudo o que fizemos, mas levando a um novo patamar e explorando novas facetas”, acrescentou o guitarrista Ivan Landgraf.

Além dos shows, incluindo a recente abertura para Ripper Owens e a segunda turnê pela Europa, que terá início no dia 23 de outubro, Tigas Pereira (vocal), Gui Calegari e Ivan Landgraf (guitarras), Renato Castro (baixo) e Lucas Prado (bateria) anteciparam o segundo álbum com o clipe de “Black Embrace”.

Veja o clipe de “Black Embrace”, produzido por Leonardo Benaci, em https://youtu.be/S_fddpmbb9o

O quinteto paulistano também foi confirmado como uma das atrações musicais da “Horror Expo”, maior evento focado na cultura do horror já realizado na América Latina, abrangendo cinema, TV, streaming, games, literatura, música e cultura pop. O megaevento será realizado de 18 a 20 de outubro no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, e o Venomous se apresentará no sábado (19). Outras atrações confirmadas do evento são Therion, Deathstars, Furia Inc. e Sioux 66, além da presença de Derek Riggs, criador das artes do Iron Maiden.

“The Black Embrace” no Spotify: https://is.gd/bi4USc
“The Black Embrace” no Deezer: https://is.gd/YGgQSA

Confira a agenda de shows promovendo “The Black Embrace”:
19/10 – Horror Expo – São Paulo/SP (https://horrorexpo.com.br)
23/10 – Olhão (POR)
24/10 – Alenquer (POR)
25/10 – Ancas (POR)
26/10 – Covilhã (POR)
27/10 – Porto (POR)
30/10 – Vigo (ESP)
31/10 – Barcelona (ESP)
01/11 – Salamanca (ESP)
02/11 – Palência (ESP)
03/11 – Bilbao (ESP)
05/11 – Toulouse (FRA)
07/11 – Montpellier (FRA)
08/11 – Zurique (SUI)
09/11 – Rencher (ALE)
09/11 – Brackenheim (ALE)
10/11 – Oostend (BEL)

DISCOGRAFIA:
Defiant (CD, 2018)
Penitence (Single, 2018)
Black Embrace (Single, 2019)
The Black Embrace (CD, 2019)

Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/

Contato para shows: venomousoficial@gmail.com


The Secret Society: atração da Horror Expo lança novo clipe

“Rites of Fire”, debut do trio curitibano, será lançado oficialmente durante a Horror Expo

O The Secret Society, que prepara o lançamento do debut “Rites of Fire”, através da Red Records, foi confirmado como uma das atrações do primeiro dia da “Horror Expo 2019”, que ocorre na sexta-feira, 18 de outubro. Na ocasião, o trio curitibano formado por Guto Diaz (vocal e baixo), Fabiano Cavassin (guitarra) e Orlando Custódio (bateria), lançará oficialmente o seu álbum de estreia. “Será uma data marcante para a banda!”, comemora Guto Diaz. “Além de lançarmos nosso primeiro álbum, tocaremos em um evento inédito de terror no Brasil e com encerramento a cargo do DeathStars”, completa o vocalista e baixista.

Antes, porém, o trio curitibano formado por Guto Diaz (vocal e baixo), Fabiano Cavassin (guitarra) e Orlando Custódio (bateria), que pratica um som mesclando a união de elementos de pós-punk, death rock, gothic, metal e hard rock, apresenta o videoclipe e single “Rubicon”.

Veja o clipe de “Rubicon” em https://youtu.be/KQqq3Qxj42g

“O conceito da letra aborda o momento atual da civilização. Cruzamos o ‘Rubicon’ e chegamos a um ponto sem retorno. Poluição, mudanças climáticas, alimentos geneticamente modificados, loucura globalizada, fake news, guerras, ganância, ódio e intolerância”, explicou o vocalista e baixista Guto Diaz. “Quase profeticamente, ao ver as manchetes sobre as queimadas na Amazônia, a primeira parte do refrão, escrito há pelo menos um ano, diz: ‘Florestas, queimando, o céu se torna vermelho’. É triste, mas real, e estamos colhendo os frutos amargos do descaso com o planeta”, acrescentou.

Produzido pelo arranjador Luciano Nunes em conjunto com a banda, “Rites of Fire” foi gravado entre maio e agosto no Nico’s Studio e no The Secret Bunker, em Curitiba (PR), contando com mixagem e masterização a cargo de Adriano Daga (Malta). A arte da capa foi desenvolvida por Alysson Pugas e as fotografias são de Daniele Durães.

O álbum preserva a essência musical do trio, que tem nomes como Killing Joke, Danzig, The Sisters of Mercy, The Cult, Bauhaus, Paradise Lost, The Mission, Joy Division, Christian Death e Nick Cave, entre as suas referências.

Confira o repertório de “Rites of Fire”:
Mephistofaustian Transluciferation
Beyond The Gates
Memento Mori
Chariots of the Gods
Rites of Fire
Sleeping Over Debris
The Final Cut
Mercy
Rubicon

Agenda de shows:
18 Out – São Paulo (BRA) – c/ DeathStars (Horror Expo)
20 Out – Santiago (CHI) – c/ Tarja Turunen
06 Nov – Brasília (BRA) – com The Sisters of Mercy
08 Nov – Curitiba (BRA) – com The Sisters of Mercy
09 Nov – São Paulo (BRA) – com The Sisters of Mercy
10 Nov – Rio de Janeiro (BRA) – com The Sisters of Mercy
14 Nov – Santiago (CHI) – com The Sisters of Mercy
16 Nov – Cidade do México (MEX) – com The Sisters of Mercy

Sites relacionados:
www.thesecretsociety.com.br
www.redrecords.com.br

Facebook:
facebook.com/wearethesecretsociety
facebook.com/redrecordsmusic

Instagram: @thesecretsociety_official

Contato para shows e merchandising: contato@thesecretsociety.com.br


Venomous define capa, repertório e data de lançamento do segundo álbum

“The Black Embrace”, sucessor de “Defiant” (2018), será lançado nas plataformas digitais no dia 25 de setembro

Crédito: Leo Benaci

Gravado no estúdio Dual Noise (SP), com produção de Rogerio Wecko e do próprio Venomous, “The Black Embrace”, o sucessor do disco de estreia, “Defiant” (2018), promete levar o grupo paulistano, formado por Tigas Pereira (vocal), Gui Calegari e Ivan Landgraf (guitarras), Renato Castro (baixo) e Lucas Prado (bateria), a um novo patamar. “Trouxemos referências nunca usadas na banda, até por usarmos guitarras de sete cordas pela primeira vez. Tem um pouco de tudo o que fizemos, mas levando a um novo patamar e explorando novas facetas que estão no segundo álbum”, adiantou Ivan Landgraf.

Ouça o single “Black Embrace”, que em breve receberá o primeiro videoclipe do novo álbum, em https://youtu.be/uEY1jF_nSEI

Já a arte e ilustrações ficaram a cargo de Ricardo Bancalero, que, segundo Gui Calegari, soube expor o conceito dos temas. “Queríamos trazer à tona o nome do álbum e Bancalero foi extremamente caprichoso e talentoso para expor todos os elementos que permeiam nosso novo trabalho.”

Confira o repertório de “The Black Embrace”, que será lançado nas plataformas digitais no dia 25 de setembro e a mídia física em outubro:

The Orchard
Event Horizon
Penitence
Heirs of a Dream
Duality
Zumbi
Black Embrace
Rise
Redemption

“Estamos extremamente felizes e orgulhosos com o resultado atingido nesse novo trabalho. ‘The Black Embrace’ foi uma evolução em todos os sentidos, mas, principalmente um amadurecimento musical e pessoal que fizeram dele uma obra única. Levaremos em outubro e novembro o novo show de volta à Europa e também estamos agendando um grande giro por terras brasileiras”, concluiu Calegari.

Ouça “Black Embrace” (single) no Spotify em https://is.gd/mJx1xW

DISCOGRAFIA:
Defiant (CD, 2018)
Penitence (Single, 2018)
Black Embrace (Single, 2019)
The Black Embrace (CD, 2019)

Site relacionado: https://www.facebook.com/venomousoficial/

Contato para shows: venomousoficial@gmail.com

Brave Heart prepara novo single apostando no southern heavy rock

“Hellyeah” sucederá o single “Prisonbreak”, lançado pelo trio curitibano em 2018

Crédito: Allyson Pugas

O trio curitibano Brave Heart, formado por Michael Bahr (vocal e baixo), Marcos Camillo (guitarra) e Juliano Natal (bateria), está prestes a entrar em estúdio para a gravação de um novo single, “Hellyeah”. “Voltamos a fazer nosso southern heavy rock com ‘Hellyeah’, que fala sobre o quanto o passado ainda sufoca as pessoas quando elas ainda não têm algo resolvido dentro de si”, revelou o vocalista e baixista Michael Bahr. “Iremos registrar no Boom Sound Design, mesmo estúdio que gravamos o single ‘Prisonbreak’. A mixagem e masterização será feita nos EUA, mas ainda estamos em negociação. Iremos apresentá-lo, em primeira mão, na abertura para os finlandeses do Shiraz Lane, que tocarão em novembro em Curitiba”, completou.

“Prisonbreak”, até então o último single, saiu no final de 2018. A letra fala sobre o desespero de quem já sentiu a depressão de perto. “É como se fosse o convite da ‘Sra. Morte’ para o aprisionamento, sem grades da cabeça, do ser humano doente. Por isso, raiva e desespero ficaram evidentes no peso da sonoridade”, apontou o guitarrista Marcos Camillo.

Veja o lyric video de “Prisonbreak” (2018) em https://youtu.be/Rj1t1FnFReg

Criado das cinzas do Black Aposteme, o Brave Heart surgiu em 1998 e passou por algumas mudanças até o lançamento do primeiro EP, “Hiding Place” (2001), que foi seguido por “This House In My Head” (2007). “Produzimos pouco entre 2001 e 2006, mas fizemos alguns shows importantes na América do Sul, além da abertura para o Savatage em 2002”, recordou Bahr, que se tornou o único integrante original. “Entre 2007 e 2012 alguns integrantes se foram, outros voltaram, mas conseguimos sair do ostracismo e o show com o Viper foi um dos pontos altos daquele período”, descreveu o vocalista e baixista.

Após uma série de singles e clipes em 2013, participações em importantes eventos, como o festival da Rádio Mundo Livre FM, onde conquistou prêmios em 2013 e 2014, Brasil Motorcycle Show e Curitiba Motor Show, além de aberturas para Deep Purple e Sepultura, ocorreu uma mudança de foco. Em 2015, a banda escolheu incorporar um lado mais southern rock, tendo The White Buffalo e Blackberry Smoke como referências. “Além do heavy, também temos este lado southern, e era o momento de fazer algo mais introspectivo. Daí saiu o terceiro EP, ‘Dedicated To My Heart’, que contou com clipes para as faixas ‘Finding my Way’ e ‘Guilty’. Nesta época também fizemos a abertura para Andre Matos no Teatro Guairinha, em Curitiba”, relembrou Bahr.

Em 2017, o trio partiu para a sua primeira turnê europeia, tocando em cidades de Portugal e Espanha. Além disso, conquistou em 2019 a ‘Battle of the Bands’, promovida pelo Hard Rock Cafe (PR) e abriu o show do Black Label Socitey em Curitiba. “A interação com o público europeu foi uma das experiências mais incríveis da banda. Você é visto diferente e consegue se dedicar exclusivamente para o seu próprio som, assim como foi na premiação do Hard Rock Cafe este ano e, claro, com o ápice de ter um abraço do mestre Zakk Wylde nos pedindo para fazer o melhor antes de ele entrar! Tocar e acreditar em sua música é o melhor sentimento que se pode ter”, concluiu Bahr.

Mais informações em www.braveheart.com.br
YouTube: @braveheartrock
Mídias sociais: @braveheartrock

Ouça no Spotify em www.braveheart.com.br/spotify

Invokaos: lyric video ‘Black Cobra’ antecipa debut

Crédito: Pri Secco

Produzido por W. Perna, o lyric video da música “Black Cobra” é a primeira amostra do primeiro álbum da banda Invokaos, “Retirantes do Holocausto”. A letra, criada pelo vocalista Bruno Bacchiega, fala do ser mitológico ‘Black Cobra’, considerado o deus do caos. “A composição foi feita em cima da letra, com base no ambiente sombrio que ela tem, com referência ao black metal”, explicou Bacchiega.

Veja o lyric video de “Black Cobra” em https://youtu.be/x_C_40FpbVQ

A arte de capa é uma releitura da famosa pintura ‘Os Retirantes’ (1944), de Candido Portinari, que faz parte do acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Nela, Bacchiega, que também assina toda a arte gráfica, adaptou os personagens da história e da mascote Kira. “Desenvolvi um encarte especial em forma de HQ, contando o início da história da mascote da banda, Kira. Além das letras, haverá também cinco páginas da HQ falando um pouco sobre a história de um mundo devastado por um governante ditador, em que a fome e miséria são explícitas”, revelou.

“Retirantes do Holocausto”, produzido e gravado por Lucas Moreno (Lucs Studios), contará com 11 faixas, sendo seis inéditas e a introdução, “Cânticos Sertânicos”, criada por Wanderson “Tuco” Pereira e inspirada pela capa com elementos da música nordestina. “São músicas com variedades de estilo, representando fielmente toda a nossa diversidade, seja no black, thrash, death, crossover e grindcore. Gravamos o disco no home estúdio de Lucas Moreno, que é formado pela EM&T e foi quem produziu o nosso EP ‘Fúria Manifesta'”, contou o guitarrista Alexandre Jansen.

Criado em 2017, o quarteto paulista Invokaos, da região de Diadema, estreou no ano passado com o EP “Fúria Manifesta”, que teve uma repercussão positiva. “Tivemos uma evolução nas composições no período entre o EP e o álbum. Tudo fluiu bem e isso é um reflexo do tempo de banda e o nosso entrosamento. O que também ajudou bastante foi a convivência com outras bandas, pois costumamos dizer que nossas maiores inspirações são os grupos que tocam com a gente nos festivais underground”, avaliou Jansen. “‘Retirantes do Holocausto’ será lançado no próximo dia 20 de setembro e nós vamos preparar bastante material para promovê-lo, especialmente os vídeos”, concluiu o guitarrista.

Formação:
Bruno Bacchiega (vocal)
Alexandre Jansen (guitarra)
Léo Bulhões (baixo)
Thiago Queiroz (bateria)

Sites relacionados:
https://www.youtube.com/c/invokaos
facebook.com/Invokaos
instagram.com/invokaos

Ouça no Spotify em https://is.gd/EYMEb7

Contato para shows: 11-973966992 | invokaos@gmail.com

Alexandre de Orio: guitarrista apresenta peça erudita contemporânea com a OSESP

Crédito: Anderson Rodrigues

Conhecido por sua estrada no heavy metal ao lado do Claustrofobia, onde esteve por quase 20 anos, Alexandre de Orio, que também integra o Quarteto De Guitarras Kroma e o projeto solo de Sérgio Britto (Titãs), apresentará uma erudita contemporânea ao lado do conceituado Djalma Lima e da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. A peça, intitulada “Ó”, é baseada no livro de Nuno Ramos e encomendada pela OSESP. A obra, do compositor Felipe Lara, que vem se destacando no cenário internacional de música contemporânea, será regida pelo inglês Neil Thomson, maestro e que atualmente é o diretor artístico da Filarmônica de Goiânia. Os concertos ocorrem nos dias 13 e 14 de setembro na Sala São Paulo. Haverá ainda um ensaio geral aberto ao público na quinta-feira (12), das 10:00 às 13h.

Bacharel em guitarra pela FAAM (Faculdade de Artes Alcântara Machado, do grupo FMU) e pós-graduado em “Estruturação e Linguagem Musical” pela Faculdade de Música Carlos Gomes e “Docência Superior em Música” pela FAAM, ele encara o convite de Djalma Lima como um desafio e a realização de um sonho. “Recebi uma mensagem do Djalma Lima, um dos grandes guitarristas brasileiros, me convidando para estrear com ele uma peça erudita contemporânea junto com a OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) na Sala São Paulo. A ficha não caiu na hora, mas aceitei de imediato”, disse. “Depois veio uma sensação de medo porque é uma baita encrenca e grande responsabilidade, ao mesmo tempo em êxtase, que de certa forma é realização de um sonho. Adoro desafios e esse é um dos grandes. Será incrível!”, acrescentou.

Professor do curso de pós-graduação “Rock: Teoria, História e Prática” na Faculdade Santa Marcelina e atualmente lecionando na Play Music School e  na School of Rock (Unidades Anália Franco e Brooklin/Campo Belo), De Orio é o idealizador do projeto Metal Brasileiro e autor do livro “Metal Brasileiro: Ritmos Brasileiros Aplicados na Guitarra Metal – Novos Caminhos para Riffs de Guitarra – Volume 1 – Samba Metal”, no qual explica, de forma mais científica, a fusão do heavy metal com ritmos brasileiros. Além disso, foi professor na Yamaha Music School, primeira escola da Yamaha no Brasil, onde foi responsável pelo curso de cordas.

Serviço – Osesp 60: Thomson e Coro:
Local: Sala São Paulo
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, São Paulo/SP
Informações e ingressos em http://www.salasaopaulo.art.br/concertoseingressos/programacao.aspx

Sites relacionados:
www.alexandredeorio.com
www.metalbrasileiro.com
www.quartetokroma.com

Instagram: @alexandredeorio