Tag Archives: Crypta

Ratos de Porão revisita trilogia crossover em álbum conceitual inspirado no Bolsonarismo

Show de lançamento de Necropolítica, o 13º disco da banda, acontece dia 29 de maio em São Paulo, no Kool Metal Fest

Em outubro de 2021 o Ratos de Porão comemorava exatos 40 anos enquanto gravava o um novo álbum, seu primeiro desde 2014. Neste meio tempo o Brasil passou por um processo de degradação política e social como não se via há décadas.

Se por um lado o país nunca esteve perto de resolver seus problemas estruturais, estes últimos anos trouxeram de volta a fome, a inflação, as ameaças de rompimento com a democracia e, como se não bastasse, uma pandemia.

O resultado de tudo isso foi “Necropolítica”, um álbum conceitual sobre a era Bolsonarista e a ascensão da extrema direita no país. A parte musical por sua vez traz uma revisitação do período crossover da banda no final da década de 1980, época igualmente marcada pela crise e desilusão.

Ouça o novo disco aqui: https://onerpm.link/AlbumNecropolitica.

Em mais de 40 anos de carreira, os Ratos conseguiram manter sua essência durante diversas fases. Só na década de 80, passaram pelo hardcore reto de influência americana da coletânea “SUB”, o d-beat nórdico-paulistano de “Crucificados Pelo Sistema” e o metalpunk sombrio de “Descanse em Paz” até chegarem na fórmula que para muita gente definiu mais do que todas a identidade da banda.

Trata-se da trilogia crossover, “Cada Dia Mais Sujo e Agressivo” (1987), “Brasil”(1989) e “Anarkophobia” (1990). Foi quando o Ratos de Porão viveu sua fase de atividade mais intensa e desenvolveu a receita mágica misturando precisão thrash metal, entrega hardcore e letras relatando a realidade nacional em tom hora satírico, hora jornalístico.

Dos anos 90 em diante a banda não parou de evoluir. Seguiu se reinventando a absorvendo novas influências a cada novo trabalho, mas o espírito da trilogia sempre se manteve como a fundação sobre a qual as novas ideias eram construídas.

E eis que agora esta fase gloriosa é revisita e atualizada no que talvez seja o álbum mais emblematicamente Ratos de Porão desde o “Anarkophobia”. E não há momento mais propício para isto.

No final da década de 80 o Brasil vendia o sonho da redemocratização mas entregava miséria, hiperinflação e violência, além de uma epidemia de HIV. Já na última década, a história se repetiu em tragédia e a bonança dos anos 2000 deu lugar a um pout-pourri distópico que trouxe volta a fome e a inflação dos anos 80 alinhada à demagogia autoritária da ditadura e, de gorjeta, a pandemia da Covid-19.

Assim como o punk brasileiro foi filho da repressão do regime militar e o hardcore nos EUA e Reino Unido são resultado das mazelas da era Reagan/Thatcher, o Brasil bolsonarista fertilizou o terreno para “Necropolítica” com o esterco repressivo produzido pelo gado verde-e-amarelo.

O álbum poderia se chamar “Brasil parte 2”. Como no trabalho de 1989, trata-se mais uma vez de um disco conceitual sobre o país, uma ode às mazelas, à decepção e às massas que colaboram de maneira bovina com seu próprio destino de subdesenvolvimento enquanto assistem à decomposição social diante de seus olhos.

A maioria das bandas que duram décadas se contenta em viver das glórias do passado ou, pior, tentar se adequar às tendências do momento. Os Ratos de Porão nunca caíram nestas armadilhas e sempre souberam usar o próprio legado para criar coisas novas. Assim, “Necropolítica” não é um álbum de nostálgico ou retrô. É a reciclagem de um espírito que de repente volta a fazer sentido.

A produção do disco ficou por conta da própria banda no estúdio Family Mob em São Paulo, durante outubro de 2021. A mixagem foi feita em janeiro de 2022 por Fernando Sanches no estúdio El Rocha.

Ratos de Porão no Kool Metal Fest

O show de lançamento do Necropolítica acontece no dia 29 de maio, na pesada edição 2022 do Kool Metal Fest. O evento, em São Paulo, terá o Carioca Club como palco, a partir das 14h.

Além do RDP se apresentam a banda austríaca Belphegor e as nacionais Krisiun, Crypta, Nervochaos, Vazio e Cerberus Attack.

Adquira o ingresso antecipado aqui, já no 3º lote: https://www.clubedoingresso.com/evento/koolmetalfest.

CD e vinil colorido
Necropolítica será lançado no Brasil em CD pelo selo Shinigami (compre aqui: https://www.lojashinigamirecords.com.br/consulta.php?palavra=Ratos+) e em vinil pela Fuzz On Discos, com pré-venda a partir desta sexta (13) e entrega a partir de 29 de julho: www.fuzzondiscos.com.br.

O vinil também será lançado na Europa, Japão e EUA, além de CD e vinil na Itália e na também na Argentina. São três opções de cores do vinil: vermelho (500 cópias), transparente esfumaçado (400 copias) e splatter (100 cópias).

Ficha técnica de Necropolítica
Gravado no Family Mob Studios por Davi Menezes em outubro de 2021
Assistente de gravação: Otávio Rossato
Mixado e masterizado no Estúdio El Rocha em fevereiro de 2022 por Fernando Sanches
Backing vocals Jão, Juninho, Gordo e Rafa Di Sessa
Produzido por Ratos de Porão em São Paulo

Todas as músicas por Ratos de Porão
Letras traduzidas por Pedro Carvalho

Arte e layout por Raphael Gabrio
Revisão e arte final por Rodrigo Chã

Crypta: Banda lança Single inédito, videoclipe e versão em vinil de álbum de estreia

A banda de Death Metal brasileira/holandesa Crypta lançou um dos álbuns de estreia mais aguardados de 2021, com “Echoes Of The Soul”, atingindo as paradas alemãs em 55º lugar, entre os álbuns de Metal nos E.U.A. ficou em 15º, e 13º nas paradas canadenses do gênero, entre outros – recebendo elogios maciços da mídia e dos fãs mundo afora. Agora a banda anuncia entusiasmada uma reedição oficial do álbum com um bônus muito especial de 7 polegadas, que será lançado no dia 1º de abril, via Napalm Records.

E agora elas apresentam uma nova música, “I Resign”, uma faixa bônus tirada das sessões do álbum de estreia, bem como uma versão ao vivo contundente de “Shadow Within”, faixa de “Echoes Of The Soul”. Esta é a ocasião perfeita para presentear os fãs com algo especial, depois que a Crypta foi forçada a adiar sua turnê europeia no início deste ano, devido à pandemia ainda em andamento.

Junto com um novo vídeo oficial, a faixa inédita “I Resign” surge como ‘bola de demolição destruidora’, mostrando outra faceta demoníaca, mais uma mostra da força e fúria das quatro integrantes.

Tainá Bergamaschi falou sobre “I Resign”:
“’I Resign’ é uma música que apresenta elementos da maioria de nossas principais influências, juntamente com características tanto do nosso álbum lançado anteriormente, “Echoes of the Soul”, quanto do novo material que estamos escrevendo. Tentamos misturar melodias épicas seguidas de riffs agressivos ao longo da faixa, que, combinados com as letras, contam uma história de desespero.”

Fernanda Lira acrescenta:
“Pensamos que revelar uma faixa inédita agora seria uma ótima maneira de presentear nossos fãs com algo legal, enquanto eles esperam o início de nossas turnês! Além disso, a letra, que está mais atual do que nunca, é um bom motivo para pensar enquanto ouvimos essa música muito especial para nós.”

Assista ao vídeo oficial de “I Resign”:
https://www.youtube.com/watch?v=t5pobBaJlv8

“Echoes of the Soul” & “I Resign” estará disponível nos seguintes NOVOS formatos:
-Back From The Crypt Edition (incl. Echoes of the Soul/“I Resign” 1 LP Gatefold SILVER + LP bônus de 7 polegadas SILVER)
-“I Resign” – LP de bônus de 7 polegadas Preto
-“I Resign” – Single Digital

Além disso, depois que vários formatos de “Echoes Of The Soul” foram esgotados há muito tempo, o estrondoso registro original está agora disponível novamente em 1 LP Gatefold BLACK. Não perca essa chance de pegar seu exemplar!

Encontre mais formatos de “Echoes Of The Soul” em:
https://napalmrecords.com/english/crypta

Formada em junho de 2019, a formação é composta pela vocalista e baixista Fernanda Lira e Luana Dametto na bateria (ambas ex-integrantes da banda thrash metal NERVOSA), além das talentosíssimas guitarristas Sonia Anubis (Cobra Spell, Ex-BURNING WITCHES) e Tainá Bergamaschi (Ex-Hagbard). A banda apresenta um nível elevado de potência e experiência de seus projetos passados e atuais, aprimorando influências de gêneros de death metal clássico e moderno, além de elementos significativos de metal extremo e black metal, para criar um som próprio. Ele foi gravado em janeiro de 2021 no Family Mob Studio (Brasil), mixado por Arthur Rizk (Code Orange, Powertrip etc.). A arte da capa foi criada por Wes Benscoter, que é internacionalmente famoso por suas capas impressionantes para bandas como Slayer, Kreator, Black Sabbath e muitas outras.

Confira o tracklist de “Echoes Of The Soul”:
1. Awakening
2. Starvation
3. Possessed
4. Death Arcana
5. Shadow Within
6. Under the Black Wings
7. Kali
8. Blood Stained Heritage
9. Dark Night of the Soul
10. From the Ashes

A Crypta é:
Fernanda Lira – Vocal, Baixo
Sonia Anúbis – Guitarra
Tainá Bergamaschi – Guitarra
Luana Dametto – Bateria

Acompanhe a Crypta em seus canais oficiais:
www.cryptaofficial.com
https://www.facebook.com/cryptadeath
https://www.instagram.com/cryptadeath/
https://label.napalmrecords.com/crypta

Crypta: Confira bate-papo com Fernanda Lira no canal Heavy Culture

O canal do Youtube HEAVY CULTURE recebeu no dia 28/09 a baixista e vocalista Fernanda Lira, da banda CRYPTA, que contou detalhes sobre o grupo, surgido inicialmente como um projeto enquanto ela e a baterista Luana Dametto ainda integraram a Nervosa. Com a saída de ambas da bandaem 2020, o passo seguinte foi formalizar a criação da CRYPTA, pois segundo a musicista, o objetivo era manter um projeto paralelo de Death Metal, e que em nenhum momento pensavam que seria sua banda principal. Com o anúncio oficial da entrada das guitarristas Sonia Anubis e Tainá Bergamaschi para o line-up, as expectativas aumentaram consideravelmente.

O resultado de meses de trabalho durante a pandemia foi o álbum “Echoes of the Soul”, candidato à um dos melhores lançamentos de 2020. Mesclando Death Metal com sonoridades mais melódicas, o CD tem sido muito bem recebido pela imprensa e fãs, superando as expectativas de Fernanda, que declarou no bate-papo que a sonoridade da CRYPTA é um “grande caldeirão de Death Metal”. A conversa abordou a experiência de Fernanda ao sair da Nervosa e criar a CRYPTA, revelando que se tivesse que criar uma banda nova do zero, teria sido uma experiência muito difícil e que ter o projeto paralelo criado antes da saída de ambas foi muito benéfica. Fernanda também contou detalhes sobre as gravações do vídeo clipe da faixa “From the Ashes”, e deixou claro que o objetivo de tudo é subir no palco e tocar, o que virá a acontecer somente em 2022, por decisão da própria banda, devido à pandemia. Uma turnê com Deicide Krisiun já está marcada para abril e maio de 2022 no continente europeu.

A vocalista também foi questionada sobre suas performances eletrizantes no palco, onde não economiza na energia e nas caretas, e disse que pela questão de estilos diferentes, não tocarão músicas da Nervosa. Sobre sua antiga banda, disse já ter escutado o material com a nova formação e que deseja que tudo dê certo para elas, não guardando quaisquer ressentimentos. Fernanda também foi cirúrgica quanto a importância da arte durante a pandemia, onde disse: “A gente aprendeu na pandemia que dá para viver por um período sem muitas coisas, sem ver os amigos cara a cara, dá para viver sem ir naquele restaurante fast food que a gente gosta, dá para a gente viver sem a gente ir no parque, dá para viver sem viajar…, mas uma coisa que ninguém viveu sem na pandemia foi a arte. Ninguém passou um dia sem consumir música, sem consumir um livro, um filme, uma série, todos nós, pelos menos vez hora por dia, a gente consumiu arte de alguma maneira. Então que isso sirva para a gente pensar e levar daqui para diante essa valorização à arte, a gente viu em tempos sombrios ao extremo a arte está lá para a gente ficar um pouquinho mais sutil”. 

Para conferir estes e outros assuntos, acesse:

A agenda de outubro do HEAVY CULTURE trará os seguintes convidados: no dia 07/10 às 19h o staff receberá Alex Kafer, do Troops of Doom, e na semana posterior, no dia 12/10 às 19h, será a vez do renomado produtor Bill Metoyer contar um pouco mais de sua experiência para os expectadores brasileiros. Em 18/10 às 19h Pedro Poney, do Violator, atualizará o público sobre as novidades da banda, e finalizando, em 26/10 às 19h, o canal traz Rick Hunolt, lendário ex-guitarrista do Exodus.

Créditos da foto: Renan Facciolo

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/heavyculturebra
Grupo: https://www.facebook.com/groups/159610798712141
Instagram: https://www.instagram.com/heavyculture
Youtube: https://www.youtube.com/HeavyCulture
E-mail: heavyculture2020@gmail.com
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br