Tag Archives: Darchitect

Darchitect: banda revela conceitos e segredos das músicas do EP “Blasphemus”

O EP “Blasphemus” vem se destacado pela ótima qualidade, mas muitos fãs se mostram curiosos a respeito da mensagem que suas músicas passam. Pensando nisso, o baterista do Darchitect, Gabriel Gifoli, resolveu revelar os conceitos e segredos que estão por trás das músicas do EP. Segundo o músico:

“O EP Blasphemus é um ponto de virada na nossa carreira, ou ao menos é assim que enxergamos. As letras, como sempre, quisemos que tratassem ao mesmo tempo de algo universal, mas também de sentimentos pessoais que são difíceis de exprimir fora de uma poesia – isso é particularmente notável na faixa-título, aliás.

Liricamente falando, a música “Blasphemus” é um trabalho cujo conceito nasceu de um sentimento de profundo asco perante tantas coisas que vemos no mundo de hoje e que se tornaram perigosamente banais: mentiras, promessas de ganho fácil, desrespeito ao próximo e tantas outras atitudes que destroem o mundo e corrompem a sociedade pouco a pouco – uma sociedade que, no mundo inteiro, parece doente de ódio.

A letra é cantada em tom acusatório, vide o refrão, “I accuse you”, e é um ótimo exemplo de como a música nos permite gritar algo que muitas vezes acaba entalado na garganta quando não há meios de exprimir corretamente o sentimento. Ao mesmo tempo, existem momentos de calmarias, que representam o momento de reflexão perante o ódio tão disseminado.

Em termos de música, aliás, a harmonia e a melodia se encaixam bem nessa tempestade de sentimentos. A direção musical que tomamos em “Blasphemus” foi uma experiência com nuances limpas, fórmulas de compasso composto e som ambiente misturados ao som que, consideramos, já faz parte da nossa identidade musical, que é baseada no metal extremo.

No lado B, “Quando a Chama Inflar” adicionamos um som mais rock’n’roll e com backing vocals limpos e melódicos no som, experimentando coisas as quais ainda não havíamos tentado inserir no nosso som.

A letra de “Quando a Chama Inflar” é bem mais antiga, aliás, mas também segue essa mesma linha de raciocínio: o legado que a loucura deixa na mente perturbada.

Ali tem algo sobre as paranoias que todos sentimos, mesmo quando optamos por escondê-las, e sobre como é fácil deixar a vida passar de maneira passiva se não nos atentarmos – tudo isso dentro de um tema de fantasia talvez, que abre margem à interpretação pessoal de cada um, algo que sempre gostamos de fazer.

Musical e tematicamente falando, Blasphemus serve ao mesmo tempo de pedra fundamental de uma nova fase, mas também peça de transição para o novo álbum que está vindo por aí, que vai tratar de temas mais filosóficos e íntimos, ambientado com uma música que não terá medo de experimentar com coisas diferentes.”

O EP “Blasphemus” se encontra disponível para audição nas principais plataformas de streaming. Confira:

Para saber de todas as novidades do Darchitect, acompanhe as redes sociais da banda.

Darchitect:

Lucas Coca: Vocal/Baixo

Alex Marras: Guitarra

Gabriel Gifoli: Bateria

Mais informações:

Site: www.darchitect.com.br

Facebook: https://web.facebook.com/darchitectofficial/

Instagram: https://www.instagram.com/darchitectofficial/

Darchitect: conheça a história de Lucas Coca, o dono de um dos vocais mais insanos do Metal Extremo

Conhecido por ser dono de um dos guturais mais insanos de São Paulo, o vocalista e baixista Lucas Coca, do Darchitect, além de possuir um talento nato nos dois instrumentos que domina, é uma pessoa muito querida por seus amigos mais próximos e parceiros de banda. Muitos não sabem, mas o músico trabalha há anos na Die Hard, que é uma das maiores distribuidoras de materiais físicos de bandas de Metal no Brasil.

Influenciado diretamente pelo pai, Coca, além de apaixonado por música pesada, trabalha, toca e vive no dia a dia o estilo tão amado por muitos. O músico revelou com exclusividade como conheceu o Metal: “Desde muito criança eu gosto do Heavy Metal, meu pai era um fervoroso fã de metal e isso me fez ter contato desde que me dou por gente, então meio que cresceu comigo o gosto pelo metal”.

Após conhecer ícones do gênero, colecionar fitas K7, vinis e CDs, além, claro, de tocar muita guitarra, bateria e baixo no ar, Coca resolveu aos 12 anos iniciar sua jornada como músico, explicando também como se deu esse começo: “Cara, comecei a tocar baixo com 12 anos, ou seja, faz 20 anos que toco. Sempre gostei do timbre e sempre quis aprender, foi algo natural mesmo. Já o vocal eu comecei a usar nas minhas antigas bandas por necessidade e por ser o único que conseguia manter o tom. Creio que isso rolou logo na minha primeira banda, com 16 anos, e depois eu acabei tomando gosto pela coisa e fui desenvolvendo minhas técnicas de gutural. Naturalmente, estou sempre aprendo, até hoje”.

Mesmo sendo conhecido na cena brasileira como membro de uma das bandas mais pesadas do país, as raízes musicais de Coca vêm nomes mais consagrados como grandes influenciadores do vocalista/baixista da Darchitect, tanto que ele mencionou os três músicos e músicas de ambos que são seus favoritos de todos os tempos. Confira:

Geddy Lee do Rush – a música é “Anthem”, do Fly By Night.

Geezer Butler, do Black Sabbath – a música é “All Moving Parts (Stand Still)”, do Technical Ecstasy.

John Paul Jones, do Led Zeppelin – a música é “Lemon Song”, do Album Led Zeppelin II

Agora que conferiu um pouco mais sobre Lucas Coca, é chegada a hora de você acessar os trabalhos do Darchitect e conhecer também a obra por trás do homem. Todas as músicas e materiais lançados pelo grupo podem ser facilmente encontrados nas plataformas digitais e, abaixo, você assiste ao clipe de “Mechanical Healing”: https://www.youtube.com/watch?v=Y4VNzhoJi9A

Darchitect:

Lucas Coca: Vocal/Baixo

Alex Marras: Guitarra

Gabriel Gifoli: Bateria

Mais informações:

Site: www.darchitect.com.br

Facebook: https://web.facebook.com/darchitectofficial/

Instagram: https://www.instagram.com/darchitectofficial/