Tag Archives: Egophilia

Maya produz novo clipe e prepara lançamento de novo álbum

Foto: divulgação

O MAYA segue em divulgação de seu terceiro álbum de estúdio intitulado “Egophilia”, que será lançado no segundo semestre de 2018.

A banda conta com um novo single e acaba de filmar um novo vídeo para a faixa “Tolerance”. O tom polêmico que envolve o álbum “Egophilia” também está presente no novo vídeo do grupo, que de maneira respeitosa, porém questionadora, faz uma reflexão sobre o tema da intolerância relogiosa.

A música “Tolerance” é construída sobre escalas orientais e com grande influência de música sacra católica, cânticos folclóricos e rituais de diversas culturas e crenças ao redor do mundo, que é dado pela mistura do metal produzido pelo Maya com a participação do percussionista Arthur Kauffmann, que gravou derbak e riq, instrumentos orientais de percussão. No videoclipe, este papel foi desempenhado pela percussionista Lucielle Le Fay.

O vídeo foi idealizado por Gimmy e dirigido mais uma vez pelo cineasta Allan Caju, com a participação do renomado ator Ricardo Ventura na produção. O enredo mostra a banda tocando em uma igreja em ruínas e com vários personagens confrontando as “únicas verdades” das religiões que tentam coexistir.

O lançamento de “Tolerance” ocorrerá dia 09 de julho no website oficial e mídias sociais da banda.

https://www.maya.mus.br
https://www.facebook.com/themaya
https://www.youtube.com/mayaexperience

O CD “Egophilia” foi produzido por Tércio Marques no Fibra Estúdios e masterizado por Justin Shturtz no Sterling Sound em New York (USA). No momento a banda está realizando os preparativos para o show de lançamento do álbum e mais informações serão divulgadas em breve.

MAYA lança video para a faixa “Little Bitch”, polêmico novo single do CD “Egophilia”

O MAYA acaba de lançar um novo videoclipe para a faixa “Little Bitch”, um single que faz parte do terceiro álbum de estúdio do grupo “Egophilia”, que tem a direção musical de Tércio Marques (Fibra Estúdio/RJ) e masterização no Sterling Sound de New York (USA). O novo álbum conceitual do grupo traz canções sobre o tema “ego” e abordam temas da nossa sociedade, política e questionamentos do interior de cada indivíduo ao longo de suas vinte faixas. O vídeo foi produzido pelo diretor Allan Caju, que já vem trabalhando com a banda há alguns anos e já produziu sete videos para o grupo.

O MAYA sempre aborda temas com profundidade e o polêmico video de “Little Bitch” não é diferente. O tema é controverso e atual, e a música fala sobre a relação promíscua do poder, justiça e política. Em um sistema corrupto em que a justiça é cega, ou se “faz de cega”, muitas vezes os protagonistas acabam sendo as tais ‘little bitches’ de alguém para poder obter vantagens.

A mitologia grega está presente no videoclipe na figura da deusa Themis (ser mitológico tida como deusa da justiça) que tem seus olhos manipulados pelos políticos e das moiras (que seriam responsáveis pelo destino das pessoas e dos deuses, bem como pelas suas mortes), que assistem e influenciam os acontecimentos deste cenário caótico, manipulando os personagens com bonecos de voodoo e cortando o fio da vida para decretar a morte deles. Seriam elas as grandes empresas?

Os políticos, em suas mais diversas bancadas tentam manipular o poder ou a justiça com alusões a diversos fatos recentes acontecidos no vergonhoso cenário político brasileiro. Neste jogo de poder, afinal, quem é a ‘Little Bitch’ de quem?

Em ‘Little Bitch’ o MAYA demonstra seu hard rock moderno que traz influências do progressivo, psicodélico setentista e blues, liderada pela potente voz rasgada do cantor Gimmy (guitarra e vocal) e o instrumental pesado de Renan Weignater (baixo), Gabriel Ferraz (Teclados) e Thiago Alves (bateria).

Confira agora o videoclipe de Little Bitch:

Para conhecer mais sobre a banda e ouvir os singles e videoclipes de “Attention Whore”, um criativo vídeo que trata sobre as relações virtuais e busca por atenção nas redes sociais; “Bad Wolf”, um lyric video com estética de filme mudo de horror que faz a releitura do clássico “Chapeuzinho Vermelho” em um cenário Medieval com toques steampunk; “Bring me Down”, uma canção agressiva sobre o quanto o ego alheio afeta o ser humano até o momento em que as pessoas encontram o inimigo nelas mesmas; “Uneasy”, que mostra bem o lado bluesy da banda, basta acessar os canais oficiais abaixo.

https://www.maya.mus.br
https://www.facebook.com/themaya
https://www.youtube.com/mayaexperience