Tag Archives: Fabrique Club

João Gordo convida fãs para assistirem ao Not S.O.D. e D.R.I. em Limeira e em São Paulo

Um dos projetos mais inusitados dos últimos tempos, fará dois shows no fim de semana; o Not S.O.D., Fist Banging Maniacs – “Fale Português Ou Morra”, que tocará na integra o clássico do S.O.D., “Speak English Or Die”, um dos discos mais brutais do Crossover mundial. Eles se apresentam ao lado do D.R.I. (um dos criadores do crossover!) em Limeira/SP, dia 13/04 (Sexta, @Bar da Montanha) e em São Paulo/SP, dia 14/04 (Sábado, @Fabrique Club)

A formação do Not S.O.D. traz João Gordo (vocais, Ratos de Porão), Cleber Orsioli (guitarra, Blackning), Guilherme Martim (bateria, Viper, Toyshop) e o membro original do S.O.D., Danny Lilker (baixo). O Not S.O.D. tem aprovação dos membros do S.O.D., Scott Ian e Charlie Benante, que estiveram no Brasil recentemente e autorizaram o tributo/projeto.

João Gordo gravou um vídeo, onde convida os fãs desse clássico para comparecerem aos shows; assista:
https://www.youtube.com/watch?v=a942nBqC_b0&feature=youtu.be

A formação atual do D.R.I. traz Kurt Brecht (vocal), Spike Cassidy (guitarra), Rob Rampy (bateria) e Greg Orr (baixo, Attitude Adjustment)

A produção é da MP Tour Management.

SERVIÇO DO SHOW DE SÃO PAULO:
“An Evening With A Bunch Of Dirty Rotten Imbeciles” – D.R.I.
Participação especial: Not S.O.D. – Fist Banging Maniacs
Dia: 14/04/18 – Sábado
Horário: 18h (abertura das portas)
Local: Fabrique Club
Endereço: R. Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo ( à 100 metros da antiga Clash Club)

Ingressos:
(Todos promocionais e estudantes com doação de 1 quilo de alimento a ser entregue na porta!)
1º lote R$ 120
2º lote R$ 140
3º lote R$ 150
Na porta R$ 160

Vendas online:
https://ticketbrasil.com.br/show/5527-dri-saopaulo-sp/

Ponto de venda:

Mechanix:
Galeria do Rock – Rua 24 de Maio, 62, 1º andar, Loja 252 – Centro – São Paulo
Tel: 11 3223-8101

Produção: MP Tour Management http://mptourmanagement.com/
https://www.instagram.com/mp_tourmanagement/

Páginas relacionadas:
http://www.dirtyrottenimbeciles.com/
https://www.facebook.com/DRI-137263955229/
http://mptourmanagement.com/
https://www.instagram.com/mp_tourmanagement/
https://www.facebook.com/fabriquesp/

Armored Dawn e Corvus Corax são as atrações da FOLK FAIR, neste domingo, em São Paulo

Após importante passagem pela Europa, a banda brasileira está de volta ao País para mais um show da turnê promocional do novo álbum “Barbarians in Black” – foto: Denis Ono

Celebrando mais um grande momento na carreira, o Armored Dawn, um dos novos representantes do metal brasileiro no exterior, está de volta ao País para mais uma importante apresentação.

O grupo é uma das principais atrações da FOLK FAIR, evento com a temática medieval, que acontece neste domingo (15/04), na Fabrique Club, em São Paulo. Além dos shows, a festa também traz as tradicionais danças e encenações de batalhas, arquearia, estandes vendendo os mais diversificados itens, mesas de RPG e Boards Games. A banda alemã Corvus Corax é a headliner.

Os ingressos continuam à venda pelo site do Clube do Ingresso (http://www.clubedoingresso.com/corvuscorax-folkfair2018) e pontos autorizados na capital paulista, Barueri, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro (http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar). Mais informações no serviço abaixo

A programação da FOLK FAIR é a seguinte:
15h30 – Eldhrimnir
16h30 – grupo de dança tribal fusion Mahapsara
17h00 – Taberna Folk
18h00 – grupo de dança tribal ATS Nomadic
18h30 – Armored Dawn
20h30 – Corvus Corax

Após importante excursão ao lado dos lendários Saxon e Diamond Head na Europa, Eduardo Parras (vocal), Timo Kaarkoski (guitarra), Tiago de Moura (guitarra), Fernando Giovannetti (baixo), Rafael Agostino (teclado) e Rodrigo Oliveira (bateria) vão aproveitar a oportunidade para divulgar o já elogiado novo álbum “Barbarians in Black“, que foi recentemente lançado pela renomada gravadora alemã AFM Records.

“Barbarians in Black” traz 10 temas épicos, arrojados, ambiciosos, espontâneos, repletos de potencia e agressividade, demonstrando todo o talento de um dos novos representantes do metal brasileiro no exterior.

A produção teve a assinatura de Bruno Agra (We are Harlot) e Kato Khandwala (The Pretty Reckless, Papa Roach), a mixagem e masterização de Sebastian “Seeb” Levermann (Rhapsody of Fire, Orden Ogan, entre outros).

Formado em São Paulo (capital), o Armored Dawn tem conquistado o seu espaço com muita determinação, trabalho e perseverança, se destacando no cenário internacional em razão de importantes turnês ou shows com respeitados nomes da música mundial como MegadethThe OffspringTarjaSabatonSymphony XDe La TierraRhapsody,Fates WarningMarillion e até Texas Hippie Coalition. Além disso, foram a única banda brasileira a tocar no Motörboat, o tradicional e concorrido Cruzeiro do Motörhead.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/ArmoredDawn
https://www.facebook.com/afmrecords
https://www.facebook.com/FOLK-Produções-FOLK-FAIR-197439617104997
https://www.facebook.com/CorvusCoraxBand
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

SERVIÇO SÃO PAULO
Fork Produções orgulhosamente apresenta Folk Fair

Data: domingo, 15 de abril de 2018
Local: Fabrique Club – www.fabriquesp.com.br
Endereço: R. Barra Funda, 1071 (próximo ao Metrô Palmeiras– Barra Funda)
Horário: 15h (open doors)
Infoline: 11 4306-4220
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/155185428447977/
Classificação etária: 16 anos. 14 e 15 anos: entrada permitida com responsável legal, mediante apresentação de documento
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES
– Pista: R$ 170,00 (meia-entrada/promocional*)
**O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/corvuscorax-folkfair2018
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club
PONTO DE VENDA OFICIAL: Galeria do Rock (loja Profecias)
PONTOS AUTORIZADOS em São Paulo, Barueri, Jandira, Osasco, Santo André, São Caetano, São José do Rio Preto, Curitiba e Rio de Janeiro. Consulte o ponto de venda mais próximo da sua região em http://www.clubedoingresso.com/ondecomprar.

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Armored Saint em SP: Abigail Records sorteará material exclusivo da banda

Responsável pela tour do Armored Saina na América do Sul, a Abigail Records criou uma promoção para os fãs da banda que forem ao show de São Paulo.

Serão os seguintes prêmios: (cortesia da Metal Blade Records)
– Cartelas de adesivos;
– 2 LPs Carpe Noctum limitados a 200 cópias (números 059 e 121);
– 1 jogo de baquetas do Gonzo Sandoval;
– Pôster gigante autografado;
– Pôsteres gigante frente e verso (tamanho de 3 folhas A4);
– Além de outros brindes que serão anunciados em breve.

Para participar é muito fácil:

– Curta a página da Abigail Records (https://www.facebook.com/AbigailRecordsBr/)
– Compartilhe este post na sua timeline publicando marcando no mínimo 2 amigos;
– Estando de posse do seu ingresso tire uma foto e inclua nos comentários do seu post (opcional).

Sorteio e retirada dos brindes:

– O sorteio acontecerá na primeira quinzena do mês de maio (data será anunciada em breve);
– O sorteio será feito ao vivo através de uma Live no Facebook e os brindes serão retirados no dia do show pelos ganhadores munidos de documento válido de identificação.

Se você ainda não comprou seu ingresso aproveite e compre agora mesmo através do link: https://ticketbrasil.com.br/…/5731-armoredsaint-saopaulo-sp/

Pela primeira vez na América do Sul, o Armored Saint virá ao Brasil para uma única apresentação, que acontecerá no dia 03/06 (Domingo), no Fabrique Club (Rua Barra Funda, 1075, Barra Funda), em São Paulo.

Criado em 1982, em Los Angeles/Califórnia, o Armored Saint tem como frontman, o carismático John Bush, vocalista que já esteve à frente do Anthrax, registrando um de seus maiores sucessos, “Sound Of White Noise” (1993), disco que trazia entre outros, o ‘mega hit’ “Only”. Para quem não sabe, Bush também foi convidado a integrar o Metallica no início da banda, mas negou deixar o Armored Saint.

Para mais informações, siga a página do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/979438258871718/

Confira o videoclipe de “Win Hands Down”:
https://www.youtube.com/watch?v=MA-C8_zgLXo

SERVIÇO:
Abigail Records apresenta:
Armored Saint – Pela primeira vez, e em apresentação exclusiva no Brasil!!!
Data: 03/06/18 – Domingo
Local: Fabrique Club (Rua Barra Funda, 1075 – Próximo ao Terminal da Barra Funda e Clash Club)
Abertura da casa: 18h | Armored Saint: 20h

Ingressos:
Pista Meia (Lote 1): R$100
Pista Promocional (Lote 1): R$110
Pista Inteira (Lote 1): R$200

Ingressos online: (início das vendas: 19/01 – 10h)
https://ticketbrasil.com.br/show/5731-armoredsaint-saopaulo-sp/

Ou nos pontos credenciados pela Ticket Brasil.

Produção: Abigail Records
Links relacionados:
www.facebook.com/thearmoredsaint/
www.facebook.com/fabriquesp/
www.facebook.com/AbigailRecordsBr/

D.R.I.: Clássico “4 Of A Kind” completa 30 anos em 2018, época da passagem da banda por aqui…

Um dos clássicos do crossover mundial completa 30 anos em 2018, período em que a banda estará em tour pela América do Sul. Os fãs do quarteto aguardam que eles façam algo especial no set, em comemoração à esse disco, que é por tido por muitos com um de seus maiores clássicos.

“4 Of A Kind” foi produzido e lançado entre Março e Abril de 1988, trazendo uma banda com os pés cada vez mais voltados para o Thrash Metal – mas por outro lado, criando um som bastante original, que assim permaneceu pelos lançamentos seguintes. A produção foi de Bill Metoyer (produtor queridinho do selo Metal Blade) e do guitarrista da banda, Spike Cassidy. A formação em “4 Of A KInd” foi a mais duradoura, trazendo Kurt Brecht (vocais), Spike Cassidy (guitarra), Josh Pappé (baixo) e Felix Griffin (bateria) que gravou os álbuns “Crossover” (87), “4 Of A Kind” (88) e “Thrash Zone” (89).

A capa é uma das mais legais da banda, trazendo caricaturas dos músicos em cartas de baralho, onde eles são os “coringas” – O grupo de hardcore/crossover brasileiro, D.F.C., lançou “Farofa KInd” uma homenagem bem humorada dessa que é uma de suas influências declaradas.

Em pouco mais de 35 minutos a banda impacta o ouvinte com seu crossover cativante com as músicas “All For Nothing”, “Manifest Destiny”, “Gone Too Long”, “Do the Dream”, “Shut-Up!”,

“Modern World”, “Think for Yourself”, “Slumlord”, “Dead in a Ditch”, “Suit and Tie Guy” e “Man Unkind”.

Quem sabe eles comemorem a data com um destaque especial para músicas desse clássico nos shows da América do Sul?

Em abril o D.R.I faz a “An Evening With A Bunch Of Dirty Rotten Imbeciles” com as seguintes datas na América do Sul:

06/04/18 – Lima – Peru @Mangos
08/04/18 – Santiago – Chile @Teatro Caupolican
11/04/18 – Belém/PA – BR @Botequim Belém
13/04/18 – Limeira/SP – BR @Bar da Montanha
14/04/18 – São Paulo/SP – BR @Fabrique Club
15/04/18 – Rio de Janeiro/RJ – BR @Teatro Odisseia

Assista o novo vídeo onde o vocalista Kurt Brecht convida os fãs para os shows da turnê:

https://www.youtube.com/watch?v=31vi5J9l-sE&feature=youtu.be

A formação atual do D.R.I. traz Kurt Brecht (vocal), Spike Cassidy (guitarra), Walter “Monsta” Ryan (bateria) e Greg Orr (baixo, Attitude Adjustment)

Para os shows de Limeira e São Paulo haverá a participação especial do projeto Not S.O.D. – Fist Banging Maniacs – “Fale Português Ou Morra”, tocando na integra o clássico do S.O.D., “Speak English Or Die”.  A formação do Not S.O.D. traz João Gordo (vocais, Ratos de Porão), Cleber Orsioli (guitarra, Blackning), Guilherme Martim (bateria, Viper, Toyshop) e o membro original do S.O.D., Danny Lilker (baixo). O Not S.O.D. tem aprovação dos membros do S.O.D., Scott Ian e Charlie Benante, que estiveram no Brasil recentemente e autorizaram o tributo/projeto.

A produção é da MP Tour Management.

Siga as páginas dos eventos do Brasil:
Belém: https://www.facebook.com/events/496168584076276/
Limeira: https://www.facebook.com/events/302907836865164/
São Paulo: https://www.facebook.com/events/158167291490786/
Rio de Janeiro: https://www.facebook.com/events/175520806388192/

SERVIÇO DO SHOW DE SÃO PAULO:
“An Evening With A Bunch Of Dirty Rotten Imbeciles” – D.R.I.
Participação especial: Not S.O.D. – Fist Banging Maniacs
Dia: 14/04/18 – Sábado
Horário: 18h (abertura das portas)
Local: Fabrique Club
Endereço: R. Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo ( à 100 metros da antiga Clash Club)

Ingressos:
(Todos promocionais e estudantes com doação de 1 quilo de alimento a ser entregue na porta!)
1º lote R$ 120
2º lote R$ 140
3º lote R$ 150
Na porta R$ 160

Vendas online:
https://ticketbrasil.com.br/show/5527-dri-saopaulo-sp/

Ponto de venda:

Mechanix:
Galeria do Rock – Rua 24 de Maio, 62, 1º andar, Loja 252 – Centro – São Paulo
Tel: 11 3223-8101

Produção: MP Tour Management http://mptourmanagement.com/
https://www.instagram.com/mp_tourmanagement/
Imprensa: LP Metal Press lpmetalpress@gmail.com / lpiantonni@lanciare.com.br

Páginas relacionadas:
ttp://www.dirtyrottenimbeciles.com/
https://www.facebook.com/DRI-137263955229/
http://mptourmanagement.com/
https://www.instagram.com/mp_tourmanagement/
https://www.facebook.com/fabriquesp/

ESQUADRÃO DE ZUMBIS AGITA PÚBLICO NO FABRIQUE CLUB EM SÃO PAULO + ENTREVISTA COM RENE SIMIONATO

Por Thiago Tavares

No último dia 24 de fevereiro aconteceu no Fabrique Club, na Zona Oeste de São Paulo o penúltimo show da tour Esquadrão de Zumbis formado pelas bandas Zumbis do Espaço e a clássica banda de trash metal Torture Squad e claro que o Ponto ZerØ não poderia faltar a esta festa regado a muito metal com um mix de punk rock, metal e country dos caras dos Zumbis.

Até então não conhecia nenhuma casa de shows do gênero de rock na região Oeste antes de conhecer o Fabrique, mas aparentemente foi o primeiro show no qual a casa abriu as portas para o estilo, casa essa de médio porte, ambiente bem legal para se divertir e que horas mais a frente lotaria para ver duas correntes do rock nacional.

Entretanto essa resenha é mais do que descrever um show assim como fazemos em outras matérias. Quando solicitamos o credenciamento, fomos informados que estava em pauta além da matéria tradicional uma entrevista exclusiva com o guitarrista do Torture Squad Rene Simionato. Aí penso: “Que responsabilidade! Uma entrevista? Nunca tinha feito na vida, era mais fácil eu ser entrevistado para arranjar um trabalho!”. Mas arregaçamos as mangas e fomos a luta afim de saber o que ele pensava sobre tocar em uma das bandas mais conhecidas e respeitadas do cenário nacional. Passaram-se os dias, surgiram as sugestões, muitas anotações, rascunhos e depois de muitas folhas amassadas e rabiscos já fui com a pauta pronta para o sábado.

Adentrando ao camarim, isso mais ou menos 17:15, o Rene já estava a minha espera, onde me apresentei, e contamos um pouco do nosso trabalho na divulgação dos shows e afins. Depois de um papo descontraído, iniciamos a entrevista no qual trago em sua íntegra abaixo.

PØ – A banda surgiu no fim dos anos 80, entretanto, não tinha ideia da dimensão da corrente do Trash Metal ou do Death Metal nacional, mas muito antes disso vieram ao mundo diversas bandas nacionais e internacionais e a grande missão de qualquer banda não só do Trash Metal como no rock é se consolidar mundo a fora, associado a isso, tem o fator de uma parcela dos amantes do estilo musical não prestigiarem o artista indo a shows ou até mesmo adquirir o merchandising da banda(s). Existe uma certa dificuldade das bandas brasileiras se consolidarem? 
RS – A questão maior é da banda, por exemplo, o Tourture Squad começou no fim dos anos 80, com o Cristiano, o Almicar, Fuvio e o Castor e desde então a banda sempre teve em sua mente compor, ensaiar bastante e fazer turnê dos discos então sempre teve essa preocupação de manter a banda sempre em atividade. A banda nunca parou desde seu nascimento até esta entrevista a banda sempre esteve na estrada, esteve ensaiando muito, gravando discos, clipes, enfim, tudo o que uma banda deve fazer na nossa visão poder consolidar na cena do metal nacional e eu acredito que por causa da banda e dessa vantagem de funcionar tudo certinho é o que faz consolidar o Torture Squad, e manter atividade até hoje. Os produtores de shows nos ajudam bastante na organização e divulgação, mas nada acontece se a banda realmente não estiver focada naquilo que ela quer e é essa minha opinião e acredito que seja a dos meus amigos também o que faz a banda estar em atividade, estar sempre nas mídias, mostrando e tocando ao vivo – o que é mais importante. Na gravação do disco quisemos passar algo mais natural possível que é o que nós fazemos ao vivo, usando nossos próprios instrumentos, nossos amples, etc. É algo muito orgânico essa questão.

PØ – A banda lança o oitavo álbum em 2017 intitulado Far Beyond Existence. Conte um pouco sobre o processo de criação do álbum, se tiveram certa dificuldade acerca de unir as ideias dos demais membros da banda ou houve um consenso e partiram para as gravações?
RS – Sempre há discussões, mas sempre no aspecto de “good vibes”, sempre rola pequenas divergências, mas sempre para o bem da banda, mas a maior parte em 99% são de coisas em que todos concordam, onde todo mundo está na mesma vibe, todo mundo sabe o que quer. Essa formação posso dizer que todo mundo tem a mesma vibe onde todo mundo gosta do som que nós fazemos, os sons antigos da banda e eu mesmo sou fã da banda há mais de 20 anos e eu estou na banda há 3 então conheço os caras, sempre acompanhei a banda, então para mim estar na banda tocando eu sei o que fazer para mostrar o que é o Tourture Squad, onde nós estamos cientes do que temos que mostrar. Nós ensaiamos bastante para sempre manter o ritmo da turnê onde durante a semana ficamos ensaiando e um dos dias dos ensaios utilizamos para compor, fazer um brainstorming de ideias e nos outros dias utilizamos para fazer o setlist dos shows.

PØ – Nos últimos shows vocês estão dividindo o palco com os Zumbis do Espaço fazendo shows pelo interior de São Paulo como está sendo fazer essa turnê com eles e a recepção do público perante essa dobradinha no palco?
RS – A turnê está sendo bem legal no interior de São Paulo onde estamos tocando em casas muito boas tem encontrado uma galera na sede de ver as bandas, fizemos no ano passado uma turnê nesses mesmos moldes passando pelo país inteiro e está sendo bastante corrido, cansativo, mas a gente gosta do que faz.

PØ – Pretendem entender esta turnê?
RS – Sim! Além do mais que a partir de segunda feira vamos iniciar os trabalhos da nova turnê sul-americana, onde iniciamos os shows na Colômbia na próxima quinta (01) e de lá iremos passar por Equador, Bolívia, Chile e voltamos ao Brasil em 10 de Abril, onde vamos dar uma respirada.

PØ – Mediante essa questão de irem a outros países, gostaria de saber de você qual a visão acerca do público internacional sobre o nosso estilo heavy metal, o trash metal feito por brasileiros sendo aceito pelos gringos.
RS – O que nós fizemos de diferente em determinados públicos é apenas a parte cultural, os costumes locais, o calor do público que curte o estilo agora a parte do metal é muito parecida no sentido de que a galera realmente curte, consome nosso material no sentido de ser fã mesmo, de apreciar a música, apreciar os discos. A diferença em si é apenas cultural, mas a vibe é a mesma, muito forte.

PØ – Pelo mundo existem diversos festivais de rock e conhecidos pelo grande público como o Reading e Leed, Glastonbury Festival, o Wacken entre outros, no qual muitas bandas consagradas já passaram. Entretanto vejo a uma mínima presença das bandas brasileiras nestes festivais. Existe alguma dificuldade ou mesmo até um mal assessoramento as bandas até chegarem a esses festivais e por fim conquistarem seu espaço no cenário internacional?
RS – Depende muito do que a banda quer. Para que isso aconteça realmente tem que dar uma ralada no sentido de que nem tudo são flores, onde você tem que estar com a banda em dia (musicalidade), a parte musical deve estar impecável e fora isso deve-se trabalhar bastante com meios de divulgação, trabalhar com pessoas que marcam turnês da maneira certa. Nós começamos a fazer turnês em 2016 de segunda a segunda assim como se faz no exterior e esse estilo de trabalho aqui no Brasil é novidade. Na minha visão as bandas devem trabalhar o pré- palco e o pós-palco, onde trata-se de uma grande arquitetura e que as pessoas devem ter conhecimento disso e as bandas entenderem que tudo isso gira entorno de negócios.

PØ – Teve um fato não tão recente que me chamou bastante a atenção que trata-se de um show feito em Brasília em 2017, no qual a banda Soul Factor, podemos dizer que foi sacadado do show segundo especulações pelo fato da banda simplesmente ser do gênero White Metal ou mencionar que a mesma seja uma banda cristã. Como integrante da banda gostaríamos de saber seu posicionamento acerca da polêmica em si.
RS – Para começar nós não estamos nem aí com a questão espiritual de cada um, onde temos a nossa e cada um tem que ter a sua e nós não boicotamos, onde o que aconteceu de fato foi que recebemos um aviso de uma certa pessoa dizendo que nós iriamos tocar junto com uma banda de white metal e nós comentamos com o nosso booker se era legal isso acontecer ou não e como seria a repercussão e alguém que estava tomando conta destas informações meio que fez uma espécie de telefone sem fio dizendo que o Torture Squad tirou a banda, o que não é verdade. Trata-se de um mal-entendido e as pessoas adoram criar boatos acercas deste tipo de polêmica. Nós queremos fazer o nosso som e não estamos preocupados com esse tipo de questão, mas temos que tomar cuidado, mas ressalto que tudo isso não passa de um mal-entendido e essas pessoas que pegaram essa informação divulgaram a la Hollywood. Nós já presenciamos diversos casos de tretas deste tipo em shows e nós temos uma ideologia, no caso cada um tem a sua e todos nós unidos pela música, onde eu estou preocupado com o timbre da minha guitarra, preocupado com a forma que nós estamos tocando. Nós não temos nada contra o estilo que eles tocam, onde eles têm uma visão espiritual diferente e que respeitamos só que ao mesmo tempo, temos que ter cautela, pois, as vezes pode ser um evento que tem um certo público que não gostaria de pagar o ingresso e assistir uma banda que não fala uma letra ou algo que o público não quer ver. Enfim, perguntamos ao nosso promotor se não teria nenhum tipo de problema e talvez essa questão não tenha sido muito bem combinada com os responsáveis pelo show e deu-se a derradeira dizendo que boicotamos, na verdade não foi isso o que aconteceu.

Nesse meio tempo, os caras do Zumbis do Espaço já iriam subir ao palco e encerramos a entrevista, e já estava pronto para presenciarmos as bandas em ação. Aqui abro um parêntese e agradeço ao Rene por conceder a entrevista, um cara muito gente boa, tranquilo e que com certeza tem potencial de sobra para ficar por muito tempo no Torture Squad.

Eram mais ou menos 18:15 quando a banda paulista Zumbis do Espaço subiram ao palco, abrindo os trabalhos no Fabrique Club. A banda é formada por Zumbilly (bateria), Gargoyle (baixo), Manialcöol (guitarra) e Tor (Vocais) tem 21 anos de carreira rodando o país inteiro espalhando o Rock’ N’ Roll com alguns elementos de punk rock, metal, country e rockabilly, onde cantam em português onde em suas letras tem uma temática que nos remete a filmes, histórias em quadrinhos, histórias de terror entre outros elementos.

O set deles foi bem extenso e são músicas as vezes agitadas, outras com uma pitada de progressivo, ao ponto da galera fazer mosh em algumas músicas. Além do público com mais de 30 anos que acompanhou o início da banda, também a galera da nova geração aprovou o estilo diferente da banda paulista em fazer um rock diferente, o que me surpreendeu também onde já tinha ouvido alguns CDs mas ao vivo, foi a primeira experiência e que vale muito a pena prestigiar o show deles e aprovo com louvou o show deles.

As 19:30 foi a vez da banda principal da noite. O Torture Squad adentra ao palco e a galera chegando e lotando a casa e não tinha photo pit, então, facilitou meu trabalho em ver o show e ficar no diante do front da porradaria ao lado dos colegas de imprensa e fotógrafos de demais veículos de comunicação.

Atualmente, formado por Amilcar Christófaro (bateria), Castor (baixo e vocais de apoio), Rene Simionato (guitarra) e Mayara Puertas (Vocal), a banda passou pelos principais sucessos dos CD’s anteriores e priorizaram mais as músicas do oitavo disco Far Beyond Existence lançado pela gravadora Secret Service.

O que pode-se dizer do show do Torture foi um show fora do comum, a galera não parou um só minuto, muito mosh da primeira a última música e aqui cabe o destaque a potencialidade vocal de Mayara Puertas com uma técnica totalmente diferente que aliado aos arranjos do novo disco casou bastante, dando mais energia e força as música. Realmente a presença vocal dela é surpreendente. Ou seja, um show que não fica devendo e reforça a força do Torture Squad no cenário do metal nacional e que perpetuará por muito tempo.

A banda após dividir o palco com Zumbis do Espaço na turnê Esquadrão de Zumbis, partirá agora em uma turnê pela América do Sul a iniciar no dia 1° de março em Tunja, Colômbia e encerrando no dia 8 de Abril em Rancagua, Chile, ou seja, tem muito show e muito metal brasileiro a se espalhar pela América do Sul.

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos ao Gleison Junior da Roadie Metal Press pelo fornecimento da credencial para a realização da cobertura.

Setlist – Zumbis do Espaço
Terras de Sangue
O Mal Imortal
Casa dos Horrores
A Última Oração
Dia dos Mortos
Banho de Sangue
Mutante
Inspirado pelo Cão
Mato Por Prazer
O Chamado Da Estrada
Missão de Satanás
Jogos de Horror
Marca dos 666/Sabbath
Espancar e Matar
Satan Chegou
Prostibulo
Que Venham Mortos
Vampira
Caminhando e Matando
O Mal nunca Morre
Bonus
Carcaça
Enquanto eu Defecar
Guardada para Sempre
Marte Ataca
Diabos Mutanes
Cão do Inferno
Alma Envenenada

Setlist Torture Squad
Don’t Cross My Path (Intro)
No Fate (Intro)
Area 51
The Unholy Spell
Heellbound (Intro)
Cursed by Disease (Drums)
Raise Your Horns
Horror and Torture (Intro)
Hero For The Ages
Corporación Del Caos
Return Of Evil

Torture Squad: Turnê com Zumbis do Espaço em fevereiro.

O Torture Squad é uma das bandas brasileiras com a agenda de shows mais movimentada em nosso território, e em 2018 não poderia ser diferente: a banda acaba de anunciar a primeira turnê do ano, desta vez tendo ao seu lado na estrada a lendária banda Zumbis do Espaço.

A tour passará por 8 cidades do interior de São Paulo no período de 15 a 24 de fevereiro.

Em 2016, com a “Return of Evil Tour”, o Torture Squad fez 28 shows em 32 dias com shows durante toda semana, inclusive de segunda-feira. O que foi inovador para os padrões brasileiros até então. Com o sucesso dessa turnê, em 2017 a banda caiu na estrada divulgando o novo álbum “Far Beyond Existence”, tendo no cast da tour as bandas Hatefullmurder, Warcursed e Reckoning Hour. Com bandas e equipe viajando em um ônibus, percorreram mais de 13 mil quilômetros, abrangendo novamente de norte a sul do país, tendo 26 shows em 30 dias.

Esse tour com o Zumbis será especial demais. No começo era para ser só um show na capital, mas já se tornou um tour com no mínimo oito shows por toda grande São Paulo. Assim que a tour foi divulgada, segundo a Restless (agencia de shows) ouve interesse de promotores de outros estados também, o que deixou a gente muito feliz, e claro, com muita vontade de estender esse tour por todo Brasil.” Comenta o baterista Amilcar Christófaro.

O Torture Squad que continua a tour de “Far Beyond Existence”, e Zumbis do Espaço que está na divulgação do seu álbum “Em uma Missão de Satanás”, espera encontrar todos que curtem o bom “Metal Roll” na estrada.

Mais datas desse tour de 2018 serão anunciadas em breve.

ESQUADRÃO DE ZUMBIS TOUR 2018:
15/02 – Campinas @Sebastian Bar
16/02 – Bragança Paulista @ Public House
17/02 – Itapetininga @ Rock Bar Pub
18/02 – Ribeirão Preto @ Milwaukee American Bar
21/02 – Araçatuba @ Motor Rock Music Pub
22/02 – Marília @Cão Pererê
23/02 – Botucatu @ Villa Blues Jukepoint
24/02 – São Paulo @ Fabrique Club

Pegadas de Andreas Kisser: Ouça músicas novas do Drowned e entrevista com Obituary

O programa dessa semana do Pegadas de Andreas Kisser da 89FM, apresentou entrevistas com as bandas Drowned, Project 46 e Obituary.

O Drowned apresentou em primeira mão, duas músicas que estarão em seu novo álbum, “Seven”, que será lançado em 2018.

Já o Obituary, teve um bate-papo com Andreas Kisser, através de seu baterista, Donald Tardy, que falou sobre a expectativa de tocar no Brasil (em SP eles tocam no sábado, 18/11, no Fabrique Club (R. Barra Funda, 1075, na Barra Funda).

Outro que estava de trabalho novo é o Project 46, que lançou nessa sexta seu novo álbum, “Três”.

Ouça o programa que rolou no dia 12/11, aqui:
https://soundcloud.com/user-912278236/pegadas-12-11-17-drowned-donald-tardy-obituary-e-project-46

O programa Pegadas de Andreas Kisser vai ao ar todos os domingos na 89FM, às 19h. Você pode acompanhar de qualquer canto do mundo em www.radiorock.com.br

Como o programa também rolou “ao vivo”, rolou uma ‘Live’ no Facebook, que pode ser conferida na integra, aqui:
https://www.facebook.com/pegadasdeandreaskisser/videos/1958869361035031/

Obituary lança novo álbum em São Paulo em Novembro

Um dos maiores nomes do Death Metal, o Obituary retorna ao Brasil, para divulgar seu novo álbum, o elogiado “Obituary”, seu auto intitulado décimo álbum de estúdio.

Em São Paulo a banda toca no dia 18 de Novembro, na Fabrique (R. Barra Funda, 1075 – próximo da Clash Club)

Para mais informações, siga a página do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/1512708178788109/

Formado em 1988, na Flórida, o Obituary traz em sua discografia, pérolas como “Slowly We Rot” (88), “Cause Of Death” (90) e “The End Complete” (92).

“Obituary” lançado no início de 2017 traz as características dos primeiros trabalhos, e já é considerado um dos melhores de sua carreira.

A formação do Obituary traz os irmãos John Tardy (vocal) e Donald Tardy (bateria), Trevor Peres (guitarra), Terry Butler (baixo, ex-Death, ex-Six Feet Under, ex-Massacre) e Kenny Andrews (guitarra)

Assista o vídeo de “Tem Thousand Ways To Die”, divertida animação que foi lançada neste ano:
https://www.youtube.com/watch?v=tEznVpX4MBE

SERVIÇO:
TC7 Produções e Live Co. orgulhosamente apresentam:
OBITUARY lançando seu novo álbum em São Paulo
Dia 18/11 – Sábado
Horário: 19h

Local: Fabrique Club (Rua Barra Funda, 1075 – Barra Funda – São Paulo *próximo do Terminal da Barra Funda e da Clash Club)

Ingressos:
Pista Meia (1º lote): R$100
Pista Promocional (1º lote): R$110
Pista Inteira (1º lote): R$200

Ingressos já à venda:
https://ticketbrasil.com.br/show/5480-obituary-saopaulo-sp/

Páginas relacionadas:
www.facebook.com/ObituaryBand
www.facebook.com/tc7producoes
www.facebook.com/livecolive
www.facebook.com/lanciare