Tag Archives: Haven

Kamelot traz fascinante turnê do elogiado álbum “HAVEN” para shows em SP e RJ

3Banda norte-americana retorna ao país tendo a ilustre companhia da musa Alissa White-Gluz em todos os shows pela América do Sul – foto: divulgação

O aclamado grupo norte-americano Kamelot, um dos mais originais, influentes e prestigiados nomes das últimas décadas no cenário do heavy metal mundial, chega ao Brasil, nas próximas semanas, para apresentar o espetáculo que já encantou as principais cidades dos EUA, Japão e Europa.

Uma das pioneiras em unir symphonic, prog, power metal e até world music, a célebre banda retorna 11 anos após sua estreia no país, com a promessa de fascinar os fãs de São Paulo (02/07 – Carioca Club) e Rio de Janeiro (03/07 – Circo Voador) ao criar um mundo lúdico, mas com criatividade, rigor técnico e precisão durante a magistral, dark e encantadora performance teatral, que promove mundialmente o elogiado novo álbum “HAVEN”.

Com fortes artefatos cênicos, Thomas Youngblood (guitarra), Casey Grillo (bateria), Oliver Palotai (keyboards), Sean Tibbetts (bass) e Tommy Karevik (vocal) tem todos os elementos fundamentais para tornar cada exibição em algo especial e inesquecível.

Os músicos novamente contarão com a participação especial da vocalista e musa canadense Alissa White-Gluz (Arch Enemy e ex-The Agonist) em todos os shows na América do Sul. A artista é constantemente convocada para algumas exibições do quarteto, inclusive ela participou da última passagem do Kamelot pelo Brasil, em 2013.

A magistral performance que já encantou a América do Norte e Europa tem as seguintes datas confirmadas:
29/06 – Teatro Vorterix – Buenos Aires, Argentina
30/06 – Blondie – Santiago, Chile
02/07 – Carioca Club – São Paulo, Brasil
03/07 – Circo Voador – Rio de Janeiro, Brasil

Os ingressos para a exibição na capital paulista já estão à venda na Galeria do Rock (loja 255), na bilheteria do Carioca Club, no site Clube do Ingresso (www.clubedoingresso.com/kamelot) e pontos autorizados pela empresa, no valor de R$150 (pista meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*).

Já na Cidade Maravilhosa, os fãs devem garantir presença na bilheteria do Circo Voador ou acessar o site da Ingresso Rápido (https://www.ingressorapido.com.br/compras/?id=49255#!/tickets). As entradas custam R$ 130,00 (meia entrada/estudante/promocional para não estudantes*).

Após dois anos excursionando pelo mundo, o Kamelot tirou praticamente 12 meses para produzir e gravar o sucessor do aclamado álbum “Silverthorn”. Produzido por Sascha Paeth e masterizado por Jacob Hansen, “HAVEN” é agressivo, cinematográfico, épico e emocionalmente dinâmico. O novo disco conta com todos os elementos característicos do Kamelot, mas com a adição de elementos novos e modernos, justamente para intensificar ainda mais a dramaticidade de suas músicas.

Alguns artistas convidados no CD incluem Alissa White-Gluz (ARCH ENEMY), Troy Donockley (NIGHTWISH) e Charlotte Wessels (DELAIN). A capa de tirar o fôlego e todas as obras de arte foram criadas por Stefan Heilemann e a arte adicional/layout é assinada pelo brasileiro Gustavo Sazes. Este é um lançamento Napalm Records/Universal Music.

Logo na primeira semana de lançamento, esse registro atingiu o incrível topo do Billboard, no chart “Hard Rock”, além de outras importantes posições como:
– Top Hard Rock Album Chart: #1
– Top 200 Billboard chart: #75
– Top Hard Music Chart: #3
– Top Current Album Chart: #40
– Top Internet Chart: #19
– Top Indie Current Album Chart: #6.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/kamelotofficial
https://www.facebook.com/liberationmcofficial
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

Serviço São Paulo
Liberation Tour Booking orgulhosamente apresenta Kamelot no Brasil
Data: 02 de julho (sábado)
Local: Carioca Club
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – próximo ao Metrô Faria Lima
Abertura da casa:18h00
Infoline: (11) 3813.8598
Imprensa: press@theultimatemusic.com
Informações gerais: info@liberationmc.com
Classificação: 14 anos

Ingressos (2º lote):
Pista: R$150 (Meia entrada/ Estudante/Promocional para não estudantes*)
Inteira: R$300
Camarote: R$250
*Doe um kilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada).

Ponto de venda (sem taxa de serviços | pagamento em dinheiro): loja 255 (Galeria do Rock) e Carioca Club
Venda de ingressos pela internet (com taxa de serviço): www.clubedoingresso.com/kamelot

Serviço Rio de Janeiro
Circo Voador e Liberation Tour Booking orgulhosamente apresentam Kamelot no Brasil
Data: 03 de julho (domingo)
Local: Circo Voador
End: Rua dos Arcos S/N – Lapa
Abertura da casa:18h
Infoline: (11) 3813.8598
Imprensa: press@theultimatemusic.com
Informações gerais: www.circovoador.com.br
Classificação: 16 anos

Ingressos (2º lote):
Pista: R$130 (Meia entrada/ Estudante/Promocional para não estudantes*)
Inteira: R$260
*Doe um kilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada).

Ponto de venda: bilheteria do Circo Voador
Venda de ingressos pela internet (com taxa de serviço): https://www.ingressorapido.com.br/compras/?id=49255#!/tickets

RESENHA: KAMELOT – HAVEN

Por: Rodrigo Paulino

Um dos álbuns mais esperados do meio do metal, era este, todos queriam ver como seria o legado Karevik e saiu um álbum muito bem trabalhado, muito bem composto e cheio de fibra, no entanto, muitos que ouviram o álbum sentiram falta de algo (algo que ninguém conseguiu explicar exatamente o quê), posso dizer que peso é o que não falta, Karevik está com a voz mais madura, gritando um pouco mais, e o álbum conta com uma instrumentação digna de nota e cheia de corais, sem falar na dupla que faz participações especiais em três musicas do álbum cantando: Alissa White-Gluz (ArchEnemy – ex The Agonist) e Charlotte Wessels (Delain) e do especialista em gaitas do Nightwish, Troy Donokley.

As primeiras músicas são interessantes, são fortes, no entanto Citizen Zero te prende pela introdução e instrumentação junto do teclado acompanhando a bateria e a guitarra, nessa canção notamos Karevik com um vocal diferente do que ele usou, mais firme, mais consistente e um coral que acompanha ele no refrão, as guitarras estão muito presentes, como uma locomotiva em alguns momentos, um outro ponto alto desse álbum é o coral, em um determinado momento você imagina que a música vai acabar em coral, e o refrão explode aos seus ouvidos e sim, Karevik dá uns berros fantásticos.

Outra que me chamou demais a atenção foi Under Gray Skies, na boa, a introdução de Troy com o gaita e violão é linda demais, a musica é uma baladinha, acompanhada pela flauta, violão e violoncelo, a combinação da voz de Tommy com Charlotte foi um tiro e tanto, e a progressão para a música é fantástica! As vozes conversam entre si, até mesmo quando ela faz os backing vocals, o refrão conta com guitarras, mas discretas, que só são notadas de fato com o solo, o final dessa música arrepia, coral + Wessels + Karevik, alterações de quem lidera, o sotaque lindo da Charlotte, enfim, uma obra de arte.

Ecclesia é um instrumental, seguido por My Therapy que é seguida pela imponente End of Innocence, da qual então sai Beautiful Apocalypse, outro destaque do álbum que começa com elementos do oriente médio, e contém uma sinfonia muito interessante, ela tem peso, seja nos vocais ou na instrumentação, mas o refrão é muito gostoso de se ouvir, possui um excelente acabamento de back vocal, os versos parecem uma queda livre, enquanto o refrão parece um resgate dessa queda.

Em seguida vem uma das minhas favoritas: Liar, Liar (Wasteland Monarchy), ela começa tranquila, com ar soturno e cresce ao melhor estilo power Kamelot, baterias super rápidas, com um instrumental imponente e muito maneiro. Os vocais chegam a lembrar os de Khan, mas possui algo que apenas Karevik possui na voz, a ponte que liga ao refrão é algo surreal, com pianos, calma, até uns corais masculinos (comuns no Queen), e então a explosão do refrão, um dos melhores refrões do álbum, faz você querer banguear, então a musica ganha seu solo de guitarra e bateria, bateria explosiva, riffs fantásticos, e então chegamos a uma extensão que antecede os guturais de Alissa, com todo o peso, te deixa com gostinho de quero mais… só que AÍ SOMOS SURPREENDIDOS com Alissa cantando o refrão com vocais limpos! MANO DO CÉU, se você estiver lendo a matéria e chegou neste ponto, por favor, vá atrás da música, porque você fica com vontade de ouvir mais dela cantando dessa forma, cantando limpo no power metal, a musica após tudo isso termina tranquilamente.

Here’s to fall  possui uma atmosfera tão melódica, que quando Tommy abre a boca para cantar, você se liga novamente à Khan mas o destaque vai para a faixa seguinte: Revolution, uma pegada diferente do álbum, baterias mais compassadas, firme, gritos, peso e Alissa gritando “REVOLUTION”, uma soprano soltando firulas como em Ghost Opera, a cada Revolution gritado por Alissa, conforme a musica ganha peso, ouve-se uma multidão, num momento Alissa domina a musica, com a multidão ao fundo gritando, é algo muito legal, uma experiência interessante para os ouvidos a musica perde todo o peso, e fica apenas na instrumentação e voz abafada de Tommy, em alguns momentos ele muda a escala vocal, e chega a arrepiar, para você ouvir um grotesco REVOLUTION, e voltar ao peso total… é uma musica muito forte, muito poderosa.

Chegamos em Haven, uma musica instrumental com jeito de “O álbum acabou” e realmente acaba com ela.