Tag Archives: Inocentes

INOCENTES toca no SESC Belenzinho em SP

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um dos principais nomes do punk rock no Brasil, a banda paulistana foi formada em 1981 por ex-integrantes dos grupos Restos de Nada e Condutores de Cadáver. Influenciados por Buzzcocks, The Vibrators e Ramones, os Inocentes participaram da coletânea Grito Suburbano (1982), primeiro registro fonográfico do punk brasileiro

Neste show, a banda apresenta músicas dos discos da carreira, como Adeus Carne, Labirinto e Sob Controle, último álbum lançado. Inocentes é Clemente Tadeu (guitarra e voz), Ronaldo   (guitarra e vocal), Anselmo (baixo e vocal) e Nonô (bateria).

INOCENTES
Dia 24/02/2017. Sxta, às 21h30.
Comedoria (500 pessoas – acesso para pessoas com deficiência)
Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.

Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP (www.sescsp.org.br), a partir de 14/02/2017, às 15:30h, e nas unidades, a partir de 15/02/2017, às 17:30.

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante); R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes [Credencial Plena]).

Venda limitada a quatro ingressos por pessoa

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
Para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 6,00 (não matriculado);
R$ 3,00 (matriculado no SESC – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

Vocalista do Inocentes, Clemente Nascimento, divulga streaming de projeto solo

CLEMENTE E A FANTÁSTICA BANDA SEM NOME
Foto: Tinho Sousa

Figura ilustre da cena punk rock brasileira, Clemente Nascimento, em 1978, já era baixista do Restos de Nada, considerado o primeiro grupo punk paulista. Em 1979, passou pela a banda N.A.I., que depois virou Condutores de Cadáver, e em 1981 fundou o Inocentes, banda que o consagrou no cenário nacional. Atualmente, além do Inocentes, Clemente está à frente da Plebe Rude e tem se dedicado ao primeiro projeto solo intitulado “Clemente e A Fantástica Banda Sem Nome”.

Os músicos que acompanham Clemente na fantástica banda também são veteranos nos palcos: Joe Gomes (ex-Pitty) no baixo, Johnny Monster (Daniel Belleza e Corações em Fúria) na guitarra, e Rodrigo Cerqueira (ex-Skuba/Firebug) na bateria. O grupo passou 2015 ensaiando, descobrindo canções que Clemente havia guardado por anos, e juntos criaram novas sonoridades, sem nenhum compromisso com definições estéticas.

Nesta quarta-feira (13), a banda divulgou o streaming do primeiro disco, “Antes que Seja Tarde”, com lançamento previsto para agosto pela Hearts Bleed Blue (HBB).

Para Clemente, lançar “Antes que Seja Tarde”, é poder mostrar canções que também fazem parte do seu universo, e que ampliam os horizontes da sua música, sem perder a verve das raízes punk e ao mesmo tempo, poder completar uma lacuna que não é preenchida nem pelo Inocentes e nem pela Plebe Rude. “Neste projeto eu tenho a liberdade de experimentar sonoridades diferentes do que as do Inocentes e da Plebe. Tem músicas nesse projeto que foram escritas a 30, 25, 20 anos atrás, mas não tinham a cara das outras bandas, e quando nos reunimos acabei compondo algumas músicas com a banda e outras sozinho, já inspirado pelo clima desse disco, que é mais lírico e lúdico, sem perder o frescor alternativo”, explica.

“Antes que Seja Tarde”, foi gravado em 2016 no estúdio Espaço Som com produção de Wagner Bernardes.

Escute “Antes que Seja Tarde”: http://smarturl.it/AntesQueSejaTarde

Garanta a sua cópia na pré-venda: www.hbbstore.com