Tag Archives: João Gordo

Clássico do Korzus ganha versão em vinil vermelho, 180 gramas lançado pelo selo da Monstros Discos

Depois do estrondoso sucesso da versão em vinil do A Sétima Efervescência, do Júpiter Maçã, a Monstro Discos lança mais um álbum da sua chamada “Série Ouro”. Dessa vez, é um clássico do metal nacional, Ties of Blood, do Korzus, que ganha uma versão luxuosa, em vinil vermelho, 180 gramas e com capa gatefold!

Lançado originalmente em 2004, Ties of Blood é um dos discos mais aclamados do Korzus e um dos álbuns responsáveis pela consolidação do thrash metal no Brasil.

Poderoso, enérgico e técnico, o disco traz ainda participações especiais bem interessantes, como Hélcio Aguirra (Harppia e Golpe de Estado), Andréas Kisser (Sepultura), João Gordo e Boka (Ratos de Porão) e André Matos (Shaman, Angra), em uma participação muito curiosa na música Evil Sight, onde ele arrisca um vocal mais gutural, totalmente diferente de tudo que já fez.

Entre os destaques do disco estão Guilty Silence, a primeira faixa, na qual Marcello Pompeu aparece com um vocal muito poderoso e inteligível, não se limitando a urrar, mas também a interpretar. “E isso está presente em todas as músicas, lembrando muito Tom Araya no auge do Slayer, da época do Reign in Blood”, afirmou Ewerton Laraia, no site Whiplash. “O disco continua soberbo em faixas como What are You Looking for e Never Get Me Down, com um show de riffs de guitarra da dupla Heros Trench (é um absurdo o que esse cara toca!) e Silvio Golfetti”, completou o crítico.

No mesmo site, uma outra análise diz que “o Korzus investe neste lado mais técnico e inova com solos bem trabalhados e duelos de guitarra”. “A cozinha formada pelo veterano Dick Siebert e o novato Rodrigo Oliveira é maravilhosa, com uma pegada que eu não via há anos na cena thrash nacional”, destacava ainda Bruno Sanchez.

Já a análise da Roadie Crew, feita por Ricardo Batalha e Ricardo Campos, afirmava que “Ties Of Blood apresenta um Korzus revigorado e em sua melhor fase”.

Na época de seu lançamento, Ties of Blood recebeu outras grandes avaliações de críticos e do público e figurou nas listas de melhores do ano de algumas das principais publicações do País.

Agora, o álbum ganha uma versão inédita em vinil vermelho, 180 gramas, remasterizado e com capa gatefold, para dar ainda mais destaque à capa e ao encarte. O disco já está disponível numa pré-venda, com preço promocional e entrega prevista para 25 de outubro, pelo site da Monstro (www.lojamonstro.com.br).

Sob o comando de João Gordo, terceira temporada de “Eletrogordo” estreia no Canal Brasil

Vocalista do Ratos de Porão recebe convidados em uma oficina de eletrodomésticos

Personalidade icônica da cultura pop brasileira, João Gordo mais uma vez recebe convidados ecléticos e especiais na terceira temporada de “Eletrogordo” – que estreia no dia 2 de julho, segunda-feira.  Sob direção de André Barcinski – também responsável por Nasi Noite Adentro –, a atração completa a Faixa da Meia-Noite do Canal Brasil.

O cenário novamente é a oficina onde João passa os dias consertando liquidificadores, torradeiras, televisões de tubo, secadores de cabelo e vitrolas. De vez em quando, surge um cliente na loja e eles engatam um papo sobre televisão, música e cinema, suas grandes paixões. Nesta temporada, o apresentador recebe os músicos Rafael Ilha, Leandro Lehart, Jimmy Luv, Simbas, Alex, Arrigo Barnabé, Sula Miranda e Sandra Coutinho; os apresentadores de televisão Marcelo Tas, Didi Wagner, Leão Lobo, Max Fivelinha e Leda Nagle; o ex-jogador de futebol Cesar Maluco; o cineasta Rodrigo Aragão e o comediante e vocalista Bruno Sutter, entre outros.

O convidado do programa de estreia é o jornalista, ator e apresentador Marcelo Tas. Os dois carecas começam o papo falando sobre o que têm em comum: a calvície. Em seguida, Tas fala sobre como começou na TV, como ele diz, “carregando caixas”, e sobre Ernesto Varela, personagem vivido por ele durante as décadas de 80 e 90, e que tinha como parceiro o câmera opinativo Valdeci, interpretado pelo hoje cineasta Fernando Meirelles. O estilo destemido, cômico e questionador de Varela foi o embrião para a criação do “CQC”, programa que Tas resume como “um hospício onde eu me internei durante sete anos”.  Tas falou ainda sobre seus ídolos na música, em especial sobre Raul Seixas, e sobre os gênios da TV brasileira.

“O Silvio (Santos) é um gênio como comunicador, mas ele não é um grande empresário de TV, ele não conseguiu criar uma cultura no SBT e, veja você, o SBT depende totalmente da pessoa física Silvio Santos”, explica.

Vocalista da banda punk Ratos de Porão, João Gordo fez história nos palcos com suas letras anárquicas e apresentações agressivas, e se aventurou no mundo da televisão, atuando como anfitrião em programas cômicos, como talk shows politicamente incorretos.

Eletrogordo (2018) (26 x 12′)
Estreia: Segunda, dia 02/07, à meia-noite
Horário: Segundas, à meia-noite
Horários alternativos: ao longo da programação
Classificação: 14 anos