Tag Archives: Ponto ZerØ

Blue Rovers divulga vídeo contando a história da banda

A banda Blue Rovers acaba de lançar um vídeo contando a história do grupo em todos estes anos de carreira. Formada em 2018 no ABC Paulista, o grupo é formado por cinco jovens músicos com uma bagagem musical muito forte. O line-up é composto por Tuany Rocha (vocal e teclas), Marcela Boccomino (guitarra) e João Henrique (guitarra), Guilherme Motta (baixo) e Lucas Torro (bateria).

Assista o vídeo: https://youtu.be/K95Vo_Egn84

Mesmo com pouco tempo de estrada, a banda já se apresentou em espaços importantes para a cena independente musical, como, Underground Club, Casamarela, Manifesto Bar, Feeling Music Bar, e no Intervenção SP Music na Galeria do Rock. Em março de 2019 a banda lançou seu primeiro single Blue Rovers Vinyl, musicalmente produzido e gravado pelo guitarrista, João Henrique Moreira, e visualmente pela Vision Media. A música se encontra disponível no YouTube.

Em maio de 2019, a banda Blue Rovers começaram as gravações com o produtora Orelha Muda do produtor musical Carlos Bechet, no estúdio Wiro na Faculdade Cantareira. As letras das músicas são em inglês e português, e todas são compostas em conjunto pela banda. A sonoridade das músicas passeia pelo rock, blues, jazz e funk, tanto nacional como internacional, sem perder a essência desses estilos, mas trazendo um timbre único e marcante, devido as influências musicais individuais de cada integrante, possibilitando a conversa entre esses estilos.

Alguns exemplos das influencias da banda são: Led Zeppelin, The Beatles, Rush, Yes, Stevie Wonder, James Brown, Tower of Power, Miles Davis, Herbie Hancock, Sa Rodrix e Guarabyra, Arrigo Barnabé, Tom Jobim, Mutantes entre muitos outros.

O principal objetivo dos jovens músicos consiste em espalhar a sua música, viver da produção de conteúdo musical, explorando cada vez mais vertentes da música. O público alvo consiste essencialmente em pessoas entre 18 e 30 anos, frequentadores de festivais, colecionadores de cd, vinil, de produtos em geral relacionados a bandas, pessoas que se identificam com um rock clássico e ao mesmo tempo alternativo.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/roversblue/
https://www.instagram.com/bluerovers/

Festival Bem Ali chega à 6ª edição mais plural e com 9 atrações musicais diversificadas

Alcançar a sexta edição de um evento cultural no Brasil é um esforço e tanto, ainda mais quando existe a preocupação em crescer, mudar e apresentar novidades a cada nova realização. Este é o processo que determina a perseverança e constante evolução do Festival Bem Ali, de Palmas, que chega à edição de número seis no dia 19 de outubro, no Ahãdu, com referência máxima de entretenimento plural no Tocantins e um dos principais do Norte do país. A realização é da produtora Árvore Seca.

Desta vez serão nove bandas, a maioria no auge da carreira e popularidade: Joe Silhueta, Molho Negro, Stolen Byrds, Wizened Tree, Almirante Shiva, Desert Crows, Big Marias, Soprü e Indxxr.

Plural, o Bem Ali também 2019 abrigará atividades relacionadas a comportamento (flash tattoos), gastronomia e artes em suas mais diversas manifestações, como graffiti e arte circense.

Os ingressos já estão à venda e o lote promocional (apenas online) custa apenas R$ 30. Em Palmas, existem quatro pontos de venda de ingressos físicos.

AS ATRAÇÕES – A curadoria do festival montou uma edição com bandas em evidência no cenário local, outros nomes que estão no seu melhor momento do rock alternativo (dentro dos respectivos cenários) e algumas que crescem em popularidade, seja em relação a fãs e crítica especializada. “A proposta é mostrar, de forma inovadora, o que há de mais expressivo no cenário palmense e brasileiro”, reforça a produtora Árvore Seca.

Como um dos headliners, a brasiliense Joe Silhueta faz uma fusão original de ritmos e tradições musicais brasileiras com elementos da cultura pop internacional, no que se convenciona folk-psicodélico com nunces tropicalistas. Tem passagem por grandes palcos do Brasil, como Psicodália, Morrostock, Cena Cerrado, Porão do Rock, SIM SP, entre outros.

Molho Negro é outra força do rock alternativo, já um dos principais nomes do cenário nacional. É rock visceral, direto do Pará, com passagens pelo Lollapalooza Brasil e banda de abertura da turnê do The Oh Sees pelo país, em 2017.

O rock psicodélico, uma constante no Bem Ali, marca presença nesta sexta edição com o Stolen Byrds, nome recorrente e sempre em evidência do gênero, dos locais Wizened Tree, que divulga o elogiado EP de estreia (via Abraxas Records) e mais uma banda de Brasília, o Almirante Shiva, com sua psicodelia em diversas camadas e estéticas.

A jovem banda goiana Desert Crows traz seu stoner rock com muita pegada e energia, presente no disco de estreia Age Of Despair (Monstro Discos), um dos mais elogiados do gênero em 2019. Tem ainda o ousado punk experimental da Big Marias, o indie rock – que até flerta com MPB – da Soprü e tem espaço até para o trap, com o grupo local Indxxr.

Os patrocinadores da 6ª edição do Bem Ali, grandes responsáveis pela realização, são a cervejaria Astúria, Helcci, headshop e tabacaria Aloha, hamburgueria Köwa, 103 hotel e flats, agência Public, Intercon comunicação visual, Círculo Filmes, gráfica Impri Mix, WR Gráfica & Editora e Sidetrack magazine.

➡️ Tudo sobre o festival em https://www.bemali.arvoreseca.com.br

SERVIÇO
6ª edição do Festival Bem Ali
Evento: https://www.facebook.com/events/685408495272714
Data: 19 de outubro de 2019
Horário: 18 horas (abertura da casa); 18h30 (início dos shows)
Local: Ahadu Eventos
Endereço: Quadra 110 Norte Alameda 5, 13 – Plano Diretor Norte, Palmas – TO
Classificação etária: 14 anos
Ingresso: https://www.sympla.com.br/festival-bem-ali-2019__625612
Valores: R$ 30 (lote promocional – apenas online); R$ 40 (primeiro lote); R$ 45 (segundo lote); R$ 50 (último lote)

Pontos de venda

• Aloha HeadShop & Tabacaria – Quadra 110 Norte, Av. Jk, nº 16, lote 9, sala 9 – Palmas/TO.
Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 10 às 20 horas.
Telefone: (63) 99238-5897

• Restaurante Temperança – Quadra 106 Norte, Alameda 6, lote 16 – Palmas/TO.
Horário de funcionamento: segunda e terça, das 11h30 às 14 horas; quarta a sexta, das 11h30 às 14h e 18h45 às 22 horas; sábado, das 18h45 às 22 horas
Telefone: (63) 98424-5296

• Köwa Hamburgueria & Steakhouse – Quadra 103 Sul, Rua So 3, lote 11 – Palmas/TO.
Horário de funcionamento: domingo a quinta (menos terça), das 18 à meia-noite; sexta e sábado, das 18h à 1 hora.
Telefone: (63) 3215-1996

• Helcci – Quadra 103 Sul, Av. Jk, lote 152-A – Palmas/TO.
Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8 às 19 horas; sábado, das 8 às 15 horas.
Telefone: (63) 98512-7965

Rock in Rio 2019 lança aplicativo com horários das atrações e informações da Cidade do Rock

Com diversas funcionalidades, o app permite que o visitante desfrute melhor experiência no festival

O público que irá ao Rock in Rio já pode começar a se planejar para  o maior festival de música e entretenimento do mundo – desde a chegada à saída, passando por cada uma das áreas do evento, que este ano terá mais de 12 horas de festa e 17 espaços de atrações. É que nesta terça-feira (03), o Rock in Rio lança seu aplicativo oficial para celular, um canal direto para que o público tenha acesso à programação do evento em primeira mão. Pelo aplicativo será possível conferir os horários dos shows de cada palco, o mapa da Cidade do Rock, as opções de alimentação, as experiências das marcas e todas as informações de serviços como, por exemplo, as melhores opções para chegar à Cidade do Rock. O app, disponível nos sistemas operacionais IOS e Android, também permitirá a sincronização do registro das pulseiras, garantindo uma melhor experiência no festival.  

“Será o maior Rock in Rio de todos os tempos e para aproveitar ao máximo as experiências que o festival proporciona é preciso se planejar e, por isso, o aplicativo é primordial para esta organização. O aplicativo ainda conta com diversas funcionalidades como um serviço de streaming para ouvir as músicas das atrações dentro do app, navegar pelo mapa da Cidade do Rock, identificando onde estão diferentes pontos de interesse como palcos, arenas, brinquedos e ainda as opções de alimentação”, conta Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Por meio do aplicativo o público pode acompanhar todos os horários dos shows em todos os palcos, que ainda são sujeitos a ajustes até a data do festival, entre eles que a banda Scorpions irá fechar a noite de metal do dia 4 de outubro. A banda alemã, que não retornava ao festival desde 1985, foi convidada especialmente para encerrar essa noite emblemática, tocando após o Iron Maiden que permanece como a atração principal da noite (headliner). Desta forma, a sequência de bandas do Palco Mundo nessa noite será: Sepultura, Megadeth, Iron Maiden e Scorpions. Esta será a única noite que terá mudança no horário de apresentação do headliner.

Além de todas as informações, o aplicativo conta com uma contagem regressiva para cada atração auxiliando com notificações os usuários que programarem suas agendas a não perder nem um minuto dos shows selecionados. Informações sobre as Arenas, Brinquedos, Lojas de Produtos Oficiais e outras experiências na Cidade do Rock também estarão disponíveis, sempre atualizadas para que os usuários saibam tudo que está acontecendo no festival.

Até o dia 27 de setembro, primeiro dia do Rock in Rio, o app ganhará novas funcionalidades como a função de rotas para que os usuários consigam se deslocar de um ponto a outro dentro da Cidade do Rock, e a possibilidade de encontrar seus amigos, para usuários que fizerem o login via rede social e permitam acesso à essa informação.

Para Baixar 

iOS 

https://apps.apple.com/br/app/rock-in-rio/id1478184797?l=en

Android 

https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.rockinrio.app

Sobre o Rock in Rio  

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento  com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.


Torture Squad e Living Metal lançam split juntos

“Living for Torture” é o nome do aguardado Split, serão 5 músicas de cada banda ea pré-venda estará disponível a partir do dia 10/09 através da loja online da Music Media Metal (www.musicmediametalstore.com).

O lançamento oficial ocorrerá no dia 18 de setembro as 20hs, no Espaço Som em São Paulo. O pocket show será uma apresentação especial das duas bandas com meet & greet , um show exclusivo que também oferecerá um coquetel ao público.

Maiores informações: http://www.facebook.com/musicmediametal

Leprosy: confira o making off das gravações do novo single “F.A.E.P.”

Leprosy acaba de disponibilizar em sua página oficial no Facebook, um teaser das gravações do seu mais novo single “F.A.E.P.”. As imagens transitam entre momentos individuais de cada um dos músicos gravando seus instrumentos, assim como, passagens da faixa com a versão oficial de master e um pequeno trecho das gravações do músico convidado Juarez Távora.

A música será lançada oficialmente nesse mês de setembro em todas as plataformas digitais, e logo será comunicado a data em que a mesma irá estar disponível.

Confira o vídeo:
https://www.facebook.com/watch/?v=1895564840590152

Além de apresentar todas essas novidades, a capa de “F.A.E.P.” também pode ser conferida abaixo:

Formação:
Allan Paulino – Vocal
Rinaldo Macedo – Guitarra
Remus Silva – Baixo
Lord Biula – Bateria

Mais Informações:
Facebook: https://www.facebook.com/Leprosy-2893746080665620/

Instagram: https://www.instagram.com/leprosy_br/

Dogma Blue: apresenta oficialmente a capa de “Quietus”

Dogma Blue acaba de apresentar oficialmente a capa de seu primeiro álbum de estúdio “Quietus”. Aguardado com certa ansiedade por quem conhece e acompanha o trabalho desse novo nome do Heavy Metal Brasileiro, o registro já se encontra totalmente gravado, produzido e masterizado.

Antes de informar ao público a data oficial de lançamento de “Quietus”, o Dogma Blue revela os detalhes da concepção artística da capa e algumas nuances que foram referências para essa criação.

A arte é assinada pelo renomado designer Jean Michel, o mesmo é o responsável direto pela “Designations Artwork e, já elaborou artes para nomes consagrados como Metal Church, Michael Sweet do Stryper, Lynch Mob, Roxanne, Vixen, Keep of Kalessin, KXM banda dos músicos de Dokken, Korn e King’s X, Projected banda dos músicos de Alter Bridge, Tremonti e Sevendust, John Corabex -Motley Crue.

Utilizando do conceito de dualidade, a arte de “Quietus”, vai de encontro com a luta entre “Vida vs Morte”. Essa questão além de abranger a ilustração, é a base estrutural da letra que dá nome ao disco. Porém a banda ressalta que, temas como Guerras, Destruição, o mal da religião, são representados de forma sútil na capa do EP.

Todas as músicas que estarão presentes no material de estúdio, possuem ligações diretas ou indiretas com a arte criada, a intenção é abordar artisticamente, todo o conceito escrito para cada uma das 05 músicas que irão estar disponíveis no álbum. Em breve mais detalhes serão revelados pela Dogma Blue!

Formação:

Marcelo Paes – Vocal

Tales Ribeiro – Guitarra

Rodrigo Kolb – Guitarra

Roberto Greboggy – Baixo

André Prevedello – Bateria

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/dogmablueofficial/

Instagram: https://www.instagram.com/dogmablueofficial/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCBWwYdOe5g1mfI_u8LAhT3g

Site Oficial: https://www.dogmablue.com

Sumerian: revela nome do álbum de estreia e apresenta oficialmente seu vocalista

O novo projeto de Dark Metal, o Sumerian, vem ganhando força e apresentando novidades pertinentes sobre o que está sendo criado pela banda. Após oficialmente informar nuances sobre o que é e, o que pretende elaborar musicalmente. O grupo de São Paulo, revela que o novo e primeiro álbum está muito prestes para ser lançado.

Para comprovar essas informações, o nome do registro acaba de ser revelado e outra importante revelação é confirmada pelo Sumerian. O disco que promete abalar as estruturas do Metal Nacional, irá se chamar “Humannaki” e sua arte já está finalizada, sendo apresentada oficialmente na semana que vem.

A outra importante informação revelada, é o nome do vocalista que estará à frente das vozes do disco. O homem responsável por dar vida aos vocais de “Humannaki”, será “Michel Marcos, reconhecido por várias obras, sendo a principal, a sua banda “X-Empire”.

Com o line completo e o nome do álbum definido, o Sumerian corre contra o tempo, para que seu novo álbum seja oficialmente lançado e apresentado ao público. Fique ligado nas redes sociais da banda, para que seja sempre informado com exclusividade sobre todas as novidades que cercam esse projeto que vem para enriquecer ainda mais o Metal brasileiro.

Formação:

Michel Marcos – Vocal

Bira Rodrigues – Baixo

Bruno Midway – Teclados

Marco Alex  – Guitarra/Backing Vocal

Maycon Phantoms – Bateria

Mais Informações:

Facebook: https://www.facebook.com/sumerianprojectband/

Instagram: https://www.instagram.com/sumerianproject/

Oxigênio Festival 2019 entrega três dias de música em SP, de 13 a 15 de setembro

Sexta edição do evento terá 38 bandas, divididas em dois palcos, e Karaoke Band nos três dias 

Arte: Cristiano Suarez

Tudo pronto para a sexta e maior edição do Vans Apresenta Oxigênio Festival, que acontece de 13 a 15 de setembro no Via Matarazzo (São Paulo) com 38 bandas, divididas em dois palcos, além da Karaoke Band, um palco aberto (nos três dias do fest) a aspirantes a vocalista para cantar junto a uma formação de responsa (é preciso escolher a canção e marcar horário previamente pelo site www.oxigeniofestival.com.br). A realização é da Gig Music e do Hangar 110


A edição 2019 é a mais diversificada de todos os Oxigênios e do ramo do entretenimento. A pluralidade reside principalmente nos tantos estilos musicais que passarão pelo palco do festival ao longo dos três dias. Tem punk, hardcore, rock alternativo, emo, metal, pop punk, rock n’ rol, reggae, música folk e tem bandas que fazem tanta mistura que fica impossível definir um gênero específico.

Tem banda clássica, como CPM 22, Dead Fish, Sugar Kane, Autoramas, Ratos de Porão (sem o Gordo, que se recupera de uma forte pneumonia, e com Jão nos vocais), Cólera, entre outros. Tem também a nova geração com Pense, Far From Alaska, Francisco El Hombre, Violet Soda, The Monic, Wiseman, Molho Negro, Supercombo, Braza (formada por três ex-Forfun) e mais.
Vale destacar que o Vans Apresenta Oxigênio deste ano abraça bandas com vitoriosas trajetórias de anos atrás e que voltaram recentemente, como Rivets, Rumbora e Strike, além de outras formações que não são nem veteranas e muito menos novatas, com relevante atuação na música nacional: Terra Celta, Dibob, Nervosa, Bayside Kings, Charlotte Matou um Cara, O Inimigo, Big Up, Glória e tantas outras. Três bandas do lineup ainda não foram reveladas. Na verdade, serão definidas apenas dia 6 de setembro, quando se encerra a votação popular, via evento do Vans Apresenta Oxigênio no facebook, entre 83 bandas selecionadas das mais de 500 inscrições recebidas neste ano. As três que conquistarem mais votos serão responsáveis, respectivamente, pela abertura de cada dia do festival.
Em 219, além da Vans, o Oxigênio conta também com o patrocínio da Budweiser, Goose Island, Monster Energy e Jack Daniels, além de promoção da 89 Rock. Sobre o novo cartaz, desenhado pelo artista Cristiano Suarez, a arte impressa será comercializada nos 3 dias de evento em formato poster e também estampará a camiseta do fest, além do copo oficial. 

O Oxigênio Festival já foi palco para mais de 100 bandas ao longo de quatro edições, cujo público total beira 20 mil pessoas – na edição do ano passado, o público geral ultrapassou os 15 mil. O evento, que a cada ano se solidifica no mercado musical nacional, contabiliza um engajamento online de um público de aproximadamente 2 milhões por edição.

Pré-Oxigênio, dia 12 de setembro – E esse ano, como esquenta, tem a Oxigênio Party 2019, com Green Day Cover e bandas da enquete do Oxigênio Festival 2019. Bandas participantes do festival e clientes com Blind Ticket entram na faixa! O evento acontece no Jai Club e as entradas são limitadíssimas. 

LINE UP OFICIAL

13.09 – CPM22, Dead Fish, Sugar Kane, Bayside Kings, Teco Martins ॐSala Espacial, O Inimigo, Codinome Winchester, Cefa, Karaoke Band, Banda de Abertura.

14.09 – Braza, Supercombo, Big Up, Pense, Ratos de Porão, Terra Celta, Gloria, Rivets, O Bardo e o Banjo, Zumbis do Espaço, Rumbora, Nervosa, Molho Negro, The Mönic, Karaoke Band, Banda de Abertura.

15.09 – Francisco el Hombre, Far From Alaska, Strike, Esteban, Dibob, Granada, Autoramas, Cólera, Darvin, Violet Soda, Armada, Charlotte Matou um Cara, Wiseman, Karaoke Band, Banda de Abertura.SERVIÇO
Vans apresenta Oxigênio Festival 2019

Evento no facebook: https://www.facebook.com/events/340058723359517/
DATA: 13, 14 e 15 de Setembro de 2019
LOCAL: Via Matarazzo
ENDEREÇO: Av. Francisco Matarazzo, 746 – São Paulo
(Estação Barra Funda do metrô linha Vermelha)
CLASSIFICAÇÃO: 14 anos
HORÁRIOS:
Sexta feira: 19h00 abertura / 19h30 início dos shows
Sábado: 13h00 abertura / 13h30 início dos shows
Domingo: 13h00 abertura / 13h30 início dos shows

INGRESSOS
1º Lote – R$70,00  (meia / promo) ou R$140,00 (inteira)
2º Lote – R$80,00  (meia / promo) ou R$160,00 (inteira)

PASSAPORTE – válido para os 3 dias de evento
1º Lote – R$190,00  (meia / promo) ou R$380,00 (inteira)
2º Lote – R$210,00  (meia / promo) ou R$420,00 (inteira)

*ingressos meia e promo válidos somente mediante à apresentação da carteirinha de estudante ou doação de 1kg de alimento não perecível no dia do evento.

**ingressos passaporte e blind ticket são pessoais e intransferíveis.

PONTOS DE VENDA
Locomotiva Discos – R. Barão de Itapetininga, 37 (sem taxa)
Venda Online:https://pixelticket.com.br/eventos/3724/oxigenio-festival-2019


Motörhead relança “Stay Clean” com gravação ao vivo de 1979

A faixa compõe a série de lançamentos comemorativos da banda

Foto: Keith Morris/Redferns

Motörhead segue com sua série de lançamentos especiais preparando para este ano com o relançamento do single “Stay Clean”, extraído do Ao vivo: Good N’Loud – Live At Friars, Aylesbury – 31 de março de 1979. Disponível todas as plataformas digitais, a faixa vem acompanhada de um vídeo da performance ao vivo, e pode ser assistida aqui.

Celebrando os 40 anos dos álbuns Overkill e Bomber, lançados em 1979, Motörhead, além de disponibilizarem individualmente, os dois LPs comemorativos compõem um box de edição limitada, em que a gravação ao vivo de “Stay Clean” é encontrada.

Com dois CDs e 3 LPs com gravações inéditas de shows e fotos exclusivas da época, o box também conta com um livro de 40 páginas, um CD com b-sides, um single de sete polegadas de “No Class”, uma reprodução do pôster da turnê do Bomber, um livro com partituras e um kit de broches de 1979.

NOISY BAZAAR: Evento tem como característica a fomentação do underground

Créditos da foto: Alex Ramirez

No dia 15 de setembro será realizada a segunda edição do NOISY BAZAAR, evento que será realizado um domingo por mês na Casa Obscura, espaço underground de Porto Alegre dedicado ao cenário alternativo. O evento tem como foco viabilizar a venda de merchandising de bandas do underground, ao mesmo tempo oferecendo venda de chopp, lanches rápidos e brechó da Obscura. Nesta segunda edição participarão as bandas Burn the Mankind (Porto Alegre), Inexistence (Porto Alegre) e Evil Eye (Montenegro). Segundo a organizadora do evento, Indy Lopesa ideia do evento é “fomentar a cultura underground de Porto Alegre, movimentando nossa cultura e incentivando as bandas a mostrarem seu material, criando uma nova rede de contatos e alternativas para seu crescimento.”.

E a Casa Obscura parece ser o local perfeito para este tipo de movimentação, pois se trata de praticamente uma extensão da Music Matters, loja especializada em vinil. Localizada na Rua Garibaldi, 776, a Casa Obscura tem recebido shows de Rock, Metal e outros estilos alternativos, num ambiente acolhedor e criado para fazer história. Indy ainda comenta que “a primeira edição, realizada em agosto, foi muito legal e contou com uma diversidade sonora e de público muito interessante, então neste próximo dia 15 contamos com a presença de todos para fortalecer ainda mais esta ideia!”.

O line-up desta edição apresenta o que há de melhor no Heavy Metal gaúcho: o BURN THE MANKIND (facebook.com/burnthemankind), formado por Marcelo Nekard (vocal/baixo), Rafael Barros e Marcos Moura (guitarras) e Sandro Moreira (bateria) são um dos grandes representantes do Death Metal gaúcho, e atualmente trabalham nas composições de seu novo trabalho, um EP que deverá ser lançado até o final do ano. O power trio INEXISTENCE (facebook.com/InexistenceDeathMetal)formado em 2016, vem colhendo os frutos de seu primeiro EP, “Infinite Forms”, lançado em dezembro passado e apresentando um Death Metal ultra técnico, moldado pela sonoridade que consagrou medalhões como Obscura, Death, Atheist, Beyond Creation, Necrophagist e Gorguts. Felipe Jacobsen (guitarra/vocal) e Lucas Manea Diogo (baixo) e Vinicius Rodrigues (bateria) também trabalham em material inédito. E o EVIL EYE (http://bit.ly/2ktmY6Q) conta com Gustavo Soares (vocal/guitarra), Rayan Bastos (guitarra), Marco Lottermann (baixo/vocal) e Eduardo Müller (bateria), músicos que apresentarão uma série de covers do Heavy Metal das décadas de 70, 80 e 90.

Serviço:

Quando: 15/09/2019 – 15h às 21h
Onde: Casa Obscura – Rua Garibaldi, 776 – Porto Alegre/RS
Quanto: R$10,00

Shows:Evil Eye – 17h
Burn the Mankind – 18h
Inexistence – 19h

Chopp: Zingara

Merchandising: 
Rebaelliun
Neuro Ruptura 
Burn the Mankind

Ingressos: https://www.sympla.com.br/noisy-bazaar__615575

Confirme presença:

https://www.facebook.com/events/1258692777647029/

Contatos:

Facebook: www.facebook.com/NoisyBazaar

Instagram: www.instagram.com/noisybazaar

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Claustrofobia retrata o Brasil no novo single Vira Lata

Claustrofobia, banda de primeiro escalão da música pesada nacional e atração deste ano no Rock in Rio, além da escolhida para fazer a abertura no show do Slayer em São Paulo (2/10, no Espaço das Américas), acaba de lançar via Canil Records o single Vira Lata, já nas plataformas de streaming. Trata-se de um petardo thrash com muito groove e peso. Ouça aqui: https://ONErpm.lnk.to/ClaustrofobiaViraLata.

A música também ganhou um lyric vídeo: https://youtu.be/q7hlxEJeNI8

Vira Lata é pesada, raivosa, tem groove na medida exata e, com letras em português, faz pertinentes críticas aos tempos de hipocrisia, preconceito, bestialização pelas fake news e desespero generalizado da população brasileira. A letra é realista e positiva, uma resposta ao negativismo e a falta de esperança.

É uma música que poderia facilmente figuras nos emblemáticos discos Thrasher ou Peste. “Exaltamos as pessoas que fazem sua parte com sorriso no rosto para sobreviver, independente de tudo”, destaca a Claustrofobia.

A música foi gravada no Fuel Music Studios, em Fullerton/Califórnia, nos Estados Unidos, com produção da banda junto a Addasi Addasi. A mixagem ficou por conta de Andre “Kbelo” Sangiacomo, no Family Mob Studios (São Paulo), que já trabalhou com Ratos de Porão, Ego Kill Talent, Far From Alaska e é técnico de som do Sepultura. Já a arte do single é assinada por Xtudo Obze.

A apresentação dos thrashers no Rock in Rio acontece dia 4 de outubro, no concorrido Palco Sunset. A Claustrofobia terá a companhia da Torture Squad e, como convidado especial, ninguém menos que o norte-americano Chuck Billy, vocalista do Testament, instituição máxima do thrash metal mundial.

Dois dias antes, 2 de outubro (Espaço das Américas), a Claustrofobia estará de volta a São Paulo para ser a banda de abertura de outro ícone da música pesada, o gigante Slayer. Este será provavelmente o último show dos norte-americanos no Brasil, já que esta, aos 38 anos de carreira, é a turnê de despedida dos palcos. O trio em breve anuncia mais datas de uma turnê pelo país.

‘Vira Lata’ representa toda a brutalidade e devoção do Claustrofobia à música pesada e a vitoriosa trajetória construída com muito suor e profissionalismo ao longo de 3 décadas. “Criamos algo novo na hora certa, que representa fielmente a verdade e o estilo tradicional da banda. Nos últimos três anos foram várias mudanças e acontecimentos de toda ordem. Um amadurecimento significativo”, afirmam.

“Somos todos VIRA LATA e se você é brasileiro e não concorda com isso ou você é um revoltado inocente ou apenas mais um tolo preconceituoso”, conclui a Claustro.

Claustrofobia é:
Marcus Demétrius D’Angelo (vocal e guitarra)
Caio Vinicius D’Angelo (bateria)
Rafael Yukio Yamada (baixo)

Claustrofobia na área:
www.claustrofobia.com.br
facebook.com/claustrofobiaofficial
instagram.com/claustrofobia_official
twitter.com/metalmaloka

OUÇA “YELLOW DAYS”, O NOVO SINGLE DO NEVER TOO LATE

Foto: Fernanda Vidoti

Prestes a lançar o álbum “Yellow Days” pela gravadora paulista Hearts Bleed Blue (HBB), a banda de pop punk Never Too Late anunciou nesta quinta-feira (5) um novo single, que leva o mesmo nome do disco.

De acordo com o vocalista Gustavo Kalili, a faixa “Yellow Days” fala sobre a insônia causada pela ansiedade e depressão, temas que permeiam o novo trabalho. “A correria que nos é imposta nos faz perder o sono, literalmente, com coisas que não são tão importantes assim, na maioria das vezes”, revela o vocalista que sofreu de depressão e diz que o disco tem uma carga emocional muito forte, que deve transparecer nas letras.

“Nesse disco falamos sobre saúde mental, ansiedade e depressão. Portanto queremos que todos possam ouvir a mensagem e passá-la para frente. O mais importante é que quem estiver passando por momentos parecidos, saiba que é normal, que busque ajuda e entenda que não está sozinho”, completa o baixista Rodrigo Simonetti.

Em agosto a banda lançou em videoclipe o primeiro single de “Yellow Days”, intitulado “Maze”. Com produção de Gabriel Scatolin, o álbum já está em pré-venda pela HBBStore.com.

Ouça o single “Yellow Days”:
https://youtu.be/ObckxhmpWts

Assista ao videoclipe de “Maze”:
youtu.be/Rp7rXEgn-kg

Garanta a sua cópia do álbum na pré-venda:
nevertoolate.hbbstore.com

SLEEPWALKERS: confira agora o videoclipe da música “Subconscious Cruelty”

A banda SLEEPWALKERS lançou recentemente, no seu canal oficial no YouTube, o videoclipe para a música “Subconscious Cruelty”, primeiro single extraído do seu vindouro debut “Hypnos”.

Em paralelo, a banda SLEEPWALKERS iniciou o processo de agendamento de datas pelo Brasil, em suporte ao seu vindouro debut álbum, “Hypnos”. Para mais informações sobre como reservar uma data para qualquer cidade do país, basta entrar em contato através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Para mais informações sobre as atividades da banda SLEEPWALKERS e dos demais artistas da empresa, basta entrar em contato com a MS Metal Press através do e-mail contato@msmetalagencybrasil.com.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=Yi5OksqNols

Airbourne lança clipe para a faixa-título do novo álbum, “Boneshaker”

Airbourne lançou o clipe oficial para o seu novo single, a faixa-título do álbum “Boneshaker”. Filmado durante as performances nos palcos principais do Wacken Festival, na Alemanha, e no Skogsrojet Festival, na Suécia, o vídeo de “Boneshaker”, que foi filmado e editado por Tom Russel, captura perfeitamente a adrenalina induzida pela experiência do show ao vivo de Airbourne – assista no canal do Youtube da banda.

“Nós não queríamos zoar por aí com histórias e nada disso” diz o frontman do Airbourne, Joel O’Keeffe, “plus, nós amamos Wacken para caralho. Esse ano foi nossa quarta vez tocando no festival e marcou o nosso aniversário de 30 anos. Nós estreamos o nosso novo single “Boneshaker” para 90 mil pessoas… aqui está gravado, aumente o som e viva o rock!”

Airbourne lançará seu quinto álbum de estúdio Boneshaker dia 25 de outubro via Spinefarm Records.

A pré-venda já está aberta, incluindo o primeiro single, o álbum e itens especiais, como camisetas, casacos, posters e mais. Compre aqui.

BONESHAKER TRACK-LISTING: –

1. BONESHAKER

2. BURNOUT THE NITRO

3. THIS IS OUR CITY

4. SEX TO GO

5. BACKSEAT BOOGIE

6. BLOOD IN THE WATER

7. SHE GIVES ME HELL

8. SWITCHBLADE ANGEL

9. WEAPON OF WAR

10. ROCK ‘N’ ROLL FOR LIFE

Rock in Rio terá poster assinado pelo artista visual Rafo Castro

Rafo fará, ainda, o projeto Se Você Achou, deixando uma arte de presente para quem encontrar na Cidade do Rock

Foto: Marcelo Lince

O maior evento de música e entretenimento do mundo terá nessa edição um poster assinado por um artista visual. Rafo Castro é o responsável pela identidade do cartaz, que trará todas as características de seus traços, sem perder o lado divertido. Se aproximando ainda mais da arte urbana, o Rock in Rio terá ainda o projeto “Se Você Achou”, que leva artes exclusivas para os visitantes do festival.

“Fazer parte do Rock in Rio com a minha arte será uma grande oportunidade, com certeza. Além disso, levar o meu projeto Se Você Achou para a Cidade do Rock será uma experiência única”, afirma Rafo Castro.

Em janeiro de 2019, Rafo iniciou o projeto #sevoceachou, que deixa uma arte de presente pelas ruas do Rio de Janeiro para quem encontrar. A ação consiste em deixar uma arte por semana em locais públicos como praças, metrô, ônibus, entre outros. Quem encontra, pode levar a arte para casa. A gravura única, feita em papel algodão, aquarela e nanquim, vem com um recadinho “Se Você Achou, esse é um presente para você”. O projeto chega na Cidade do Rock, onde o visitante, por meio do aplicativo do evento, terá dicas de onde encontrar a peça original. Será uma obra por dia escondida em algum ponto do Parque Olímpico. 

“Para o Rock in Rio, a ação é uma forma bem divertida de reunir a arte urbana com o festival, além de aguçar a curiosidade do público em busca de uma arte exclusiva pela Cidade do Rock”, conta Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Além do poster na loja oficial, a coleção do Rafo terá boné, camisa, pop socket, lanyard, pin, adesivo, entre outros. 

Mais sobre Rafo:

Rafo é um artista múltiplo, que transita pelo streetart com mais de 30 exposições entre individuais e coletivas, mantendo a originalidade. É um dos idealizadores do projeto StreetArtRio, que mapeia a arte de rua no Rio de Janeiro, dentre outros projetos como o #sevoceachou. Mais informações @rafocastro 

Sobre o Rock in Rio  

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.


Alexandre de Orio: guitarrista apresenta peça erudita contemporânea com a OSESP

Crédito: Anderson Rodrigues

Conhecido por sua estrada no heavy metal ao lado do Claustrofobia, onde esteve por quase 20 anos, Alexandre de Orio, que também integra o Quarteto De Guitarras Kroma e o projeto solo de Sérgio Britto (Titãs), apresentará uma erudita contemporânea ao lado do conceituado Djalma Lima e da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. A peça, intitulada “Ó”, é baseada no livro de Nuno Ramos e encomendada pela OSESP. A obra, do compositor Felipe Lara, que vem se destacando no cenário internacional de música contemporânea, será regida pelo inglês Neil Thomson, maestro e que atualmente é o diretor artístico da Filarmônica de Goiânia. Os concertos ocorrem nos dias 13 e 14 de setembro na Sala São Paulo. Haverá ainda um ensaio geral aberto ao público na quinta-feira (12), das 10:00 às 13h.

Bacharel em guitarra pela FAAM (Faculdade de Artes Alcântara Machado, do grupo FMU) e pós-graduado em “Estruturação e Linguagem Musical” pela Faculdade de Música Carlos Gomes e “Docência Superior em Música” pela FAAM, ele encara o convite de Djalma Lima como um desafio e a realização de um sonho. “Recebi uma mensagem do Djalma Lima, um dos grandes guitarristas brasileiros, me convidando para estrear com ele uma peça erudita contemporânea junto com a OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo) na Sala São Paulo. A ficha não caiu na hora, mas aceitei de imediato”, disse. “Depois veio uma sensação de medo porque é uma baita encrenca e grande responsabilidade, ao mesmo tempo em êxtase, que de certa forma é realização de um sonho. Adoro desafios e esse é um dos grandes. Será incrível!”, acrescentou.

Professor do curso de pós-graduação “Rock: Teoria, História e Prática” na Faculdade Santa Marcelina e atualmente lecionando na Play Music School e  na School of Rock (Unidades Anália Franco e Brooklin/Campo Belo), De Orio é o idealizador do projeto Metal Brasileiro e autor do livro “Metal Brasileiro: Ritmos Brasileiros Aplicados na Guitarra Metal – Novos Caminhos para Riffs de Guitarra – Volume 1 – Samba Metal”, no qual explica, de forma mais científica, a fusão do heavy metal com ritmos brasileiros. Além disso, foi professor na Yamaha Music School, primeira escola da Yamaha no Brasil, onde foi responsável pelo curso de cordas.

Serviço – Osesp 60: Thomson e Coro:
Local: Sala São Paulo
Endereço: Praça Júlio Prestes, 16, Campos Elíseos, São Paulo/SP
Informações e ingressos em http://www.salasaopaulo.art.br/concertoseingressos/programacao.aspx

Sites relacionados:
www.alexandredeorio.com
www.metalbrasileiro.com
www.quartetokroma.com

Instagram: @alexandredeorio

Armored Dawn: Confira novo video clipe ‘Ragnarok’

Armored Dawn é, sem dúvida, uma das maiores revelações do metal brasileiro na atualidade.

Formado em 2014 na cidade de São Paulo, a banda conta com dois álbuns lançados em todo o mundo e prepara divulgação de seu terceiro disco autoral.

“Ragnarok”, primeiro single do terceiro álbum, que será lançado em outubro, é a maior prova de que, às vésperas da terceira década do século XXI, todo álbum e todo música é um recomeço para qualquer banda em ascensão.

O vídeo que é bastante conceitual e retrata as origens de uma banda que se mistura ao seu público faz sua estreia mundial nesta sexta-feira, 06 de setembro.

Conceito:

Filmado nas instalações do antigo Teatro Zaccaro, em São Paulo, o novo videoclipe, ‘Ragnarok’, retrata um show intimista com fãs da banda em uma atmosfera criada para exaltar o heavy metal.

O projeto contou com a filmagem e direção de Helder Mendes, da empresa portuguesa Neon Media, e foi finalizado pela Libertà Films do premiado Léo liberti que já trabalhou com nomes como (Megadeth, Angra e Dee Snider).

Confira o resultado: https://www.youtube.com/watch?v=MEKw69FMIL8

Agenda de shows:

21/09 – RockFest

04/10 – Rock in Rio

05/10 – Oktober Fest SP

12/11 – Munique (Alemanha) – Kranhalle

13/11 – Milão (Itália) – Legend

16/11 – Essen (Alemanha) – Zeche Carl

18/11 – Köln (Alemanha) – MTC

19/11 – Hamburgo (Alemanha) – Logo

21/11 – Aschafenburgo (Alemanha) – Colos-Saal

Line-up:

Eduardo Parras – Vocal

Tiago de Moura – Guitarra

Timo Kaarkoski – Guitarra

Heros Trench – Baixo

Rafael Agostino – Teclado

Rodrigo Oliveira – Bateria

Links relacionados:

Facebook: http://www.facebook.com/armoreddawn

Instagram: http://www.instagram.com/armoreddawn

YouTube: http://www.youtube.com/armoreddawn

Banda ítalo-brasileira radicada em Londres, Hate Moss faz show em São Paulo

Duo divulga o álbum “Live Twothousandhatein” e divide a noite com Sisters MindTrap

Foto: Eleonora Rossi

Após chamar atenção com seu disco de estreia, “Live Twothousandhatein”, lançado este ano, o duo Hate Moss retorna ao Brasil em uma extensa turnê que passa por oito estados ao longo de mais de um mês. São Paulo recebe nova apresentação da banda no dia 11/09 (quarta-feira), a partir das 22h, no Estúdio Aurora, em Pinheiros. A noite terá ainda show de Sisters MindTrap.

Para comemorar a nova turnê no país, Hate Moss divulgou o vídeo para a faixa “Mirror”, gravado durante sua passagem pela Turquia. Já a vinda da Hate Moss pelo Brasil tem gostinho de volta para casa. A banda é a junção do ítalo-brasileiro Ian com a italiana Tina, ambos atualmente radicados em Londres. O duo retorna ao Brasil pela primeira vez após o lançamento do disco para apresentar um repertório instigante e urgente. Em uma visceral sessão de estúdio em Florença, eles construíram seu disco de estreia em uma só tomada. O resultado é “Live Twothousandhatein”, registro intenso que encapsula a sonoridade indie, pós-punk e electroclash, mesclada ao clima experimental. 

Assista a “Mirror”: https://youtu.be/5xFB7nRIRCg

Ouça “Live Twothousandhatein”: https://spoti.fi/2YdMnzt

Um membro brasileiro foi adicionado à banda nessa tour:  Iury Maciel Vilar, que depois de ter conhecido o projeto durante sua primeira passagem pelo país em 2018, decidiu se juntar a Ian e Tina para essa aventura, acrescentando à sonoridade com baixo e sintetizador. 

O repertório do disco dá o tom das apresentações, que passam também por SP, MG, TO, GO, SC, PR e RJ, incluindo shows em festivais. Além do Brasil, a Hate Moss passa ainda por Portugal, Espanha, Itália e Reino Unido em sua turnê.

A banda divide o palco com outro duo: Sisters MindTrap. Formado por Donna Kether (guitarra e voz) e Carol Doro (bateria e voz), o projeto apresenta seu som garage blues e punk em estilo do it yourself, cheio de crueza e peso. Elas trazem na discografia os EPs “Sisters MindTrap”, “Sweet Warrior” e “Maze of Self Love”, além de um split com Bloody Mary UnaChicaBand, intitulado “.It’s a Bloody Trap”.

Os shows serão realizados no Estúdio Aurora, um espaço de produção, gravação, ensaio, mixagem, masterização musical localizado na Rua João Moura, nº 503, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

Foto: Eleonora Rossi

Serviço

Hate Moss e Sisters MindTrap

Data: 11/09/2019 (quarta-feira)

Horário: 22h

Local: Estúdio Aurora

Endereço: R. João Moura, 503 – Pinheiros – São Paulo/SP

Ingressos: R$ 20

Lotação: 50 pessoas


EDU FALASCHI ENCERRA A TEMPLE OF SHADOWS IN CONCERT EM SÃO PAULO COM CONVIDADOS ESPECIAIS

Texto: Thiago Tavares
Fotos: Daniel Ometo

No último dia 17 de agosto, aconteceu no Tropical Butantã um show histórico para um dos maiores cantores de heavy metal do Brasil, cantor esse que a frente do Angra entre 2000 e 2012 escreveu capítulos importantes da banda e também em sua carreira solo. No dia em questão, Edu Falaschi resolveu encerrar a tour intitulada Temple of Shadows In Concert na capital paulista com chave de ouro. Uma tour que foi composta por 73 shows, rodando o país e alguns países, relembrando os sucessos de Temple of Shadows (2004) e que sem sombra de dúvidas, fez ressurgir um novo Edu.

Esta quarta passagem de Falaschi pela capital paulista teve algo muito especial, além do encerramento da tour. Para nós do Ponto Zero trata-se da comemoração dos 13 anos de fundação do portal (08 de Agosto de 2006). E para não deixarmos essa data passar em branco, realizamos um sorteio de 15 pares de ingressos para o show em questão. E por se tratar de um encerramento, o dono da festa queria casa cheia para celebrar este momento. E isto aconteceu para a alegria da galera presente.

Para o encerramento da tour, Edu escalou algumas participações especiais: Alex Holzwarth, baterista alemão que esteve na gravação de Angels Cry (1993), este que substituiu Aquiles Priester, onde na data em questão estava em turnê na Europa com WASP, Pedro Tinello, baterista do Almah, que participou em metade do set do show, Jeff Stars, vocalista da banda Mother Jo’s House, Luis Mariutti (ex-Angra e atual Shaman), Daniel “Dan” Vasconcelos, vocal/youtuber e Juliana Rossi, vocalista, os dois últimos selecionados por Edu, onde durante sua passagem pelo país escolheu um vocalista local para interpretar uma das músicas do set.

O público estava bastante ansioso para ver o show, entretanto, ninguém contava com um atraso considerável para começar os trabalhos. Uma vez programada a abertura dos portões para as 18h, ocorreu as 20h30 min e o show previamente a ser iniciado as 20h, começou as 21h35 min com a porradaria clássica Spread Your Fire e em seguida Angels And Demons.

Mediante a primeira pausa, Edu pediu desculpas pelo atraso do início do show, justificando que a equipe técnica teve que soldar todos os cabos da mesa de som, Relembrou de certo fato, nos tempos de Angra, quando acontecia atrasos o publico entoava “au au au Shaman é pontual” e não era para menos, a galera presente no Tropical teve que gritar também. Ao fim da pausa, mencionou que a noite em questão era de festa, agradeceu os presentes e que mediante a sequencia de shows em São Paulo em um curto espaço de tempo pudesse reunir um número considerável de pessoas era difícil, mas que aconteceu. Adiante, Falaschi anuncia Waiting Silence, onde o público foi ao êxtase perante a execução.

O show também teve o seu momento “acústico”. Foi quando ele junto de seu violão executou Wishing Well, onde o público levantou os braços e cantou junto com o Edu. Em seguida, para dar aquela reanimada, teve que aparecer uma música rápida. E veio com a clássica The Temple Of Hate carregada de riffs e solos.

Após a execução da mesma, começaram as surpresas até então reservadas para o show. Edu disse que após tantos shows realizadas nesta turnê, hoje por se tratar do encerramento, deveria fazer algo diferente. E assim se fez. A primeira participação especial a ser anunciada sobe ao palco em substituição a Alex Holzwarth. Trata-se de Pedro Tinello antes da execução de The Shadow Hunter. E sem sombra de dúvidas, a performance do baterista do Almah foi incontestável.

Na execução de No Pain For The Dead, subiu ao palco a cantora Juliana Rossi que fez uma bela interpretação da música, originalmente no álbum cantada pela austríaca Sabine Edelsbacher.

Em seguida, subiu ao palco o vocalista da banda Mother Jo’s House Jeff Stars para a execução de Wings Of Destination, finalizando essa que seria a primeira parte do show e o público esperando para saber o que Edu Falaschi aprontaria acerca nas modificações no setlist.

Como Pedro Tinello já estava na bateria, é claro que teria uma pitada de Almah no show. Como o baterista já estava em casa, Edu executou uma trinca de passado e presente de algumas músicas da banda que Edu fundou após a saída do Angra: Speranza (2016), Warm Mind (2013) e King (2006). Durante a execução destas faixas, aparece de forma inesperada sua filha Mikaela, onde permaneceu no palco enquanto seu pai tocava as músicas.

Após a execução de Rebirth, mais uma surpresa ao Edu: sua filha reaparece no palco, mas desta vez acompanhada da mãe e esposa de Falaschi, Vivian, levando consigo uma rosa e fez um agradecimento surpresa ao marido, a equipe que acompanha nos shows, momento este que arrancou aplausos da galera. Em seguida, foi a vez de Luis Mariutti fazer a sua participação no show. Além dele, Alex Holzwarth reassumiu as baquetas e para dividir os vocais, Daniel “Dan” Vasconcelos foram os responsáveis pela execução do hino do Angra: Carry On.

Ao fim de uma pausa, onde falou sobre pausa para o processo de composição de novo disco e sobre a gravação do DVD que foi realizado no Tom Brasil, Falaschi finalmente atendeu o clamor da população ao cantar Pegasus Fantasy, tema do desenho Cavaleiros do Zodíaco, exibido na extinta TV Manchete no inicio dos anos 90, onde todos ficaram eufóricos e a galera cantou junto.

Com seu discurso final, Edu agradeceu a cada um dos integrantes da banda que acompanharam nesta saga, o quarteto de cordas, liderada por Paula Martins e sua equipe. Aqui cabe destacar o discurso de Fabio Laguna, onde o tecladista disse que Edu fez reviver um sonho após encontra-lo na cidade de Andradas, onde se reuniram em um bar, onde comentaram que seria legal se juntarem para tocar algumas músicas e quando se tocaram, já haviam se passado 73 shows em 2 anos de estrada.

Em meio a euforia e gritos da galera, Edu chama os vocais convidados para cantarem a última música do show: Nova Era, encerrando-se assim o espetáculo, por volta das 23h 50 min.

Este show foi épico em todos os sentidos. O Edu prometeu que seria um belo espetáculo e foi realmente. Foi bonito de ver novamente o Luis Maritutti executando Carry On depois de muito tempo, o convite de Alex Holzwarth para relembrar de forma fiel como foi gravado o Temple of Shadows. Foram diversos momentos incríveis que ele proporcionou ao público presente, mas o novo Edu que surgiu perante esta turnê mostrou ares de um ser mais aguerrido, forte, disposto a criar uma nova fase arrebatadora, na qual visa trabalhar forte em seu novo álbum e também com o projeto acústico intitulado Moonlight que em breve percorrerá o país. Agora, ninguém mais segura o Edu. A nação hevay metal agradece.

Em nome do Ponto Zero, agradecemos a Thiago Rahal Mauro pelo fornecimento das credenciais e também pela confiança a nós depositada para a realização da promoção a nossos seguidores.

SETLIST – EDU FALASCHI – TEMPLE OF SHADOWS IN CONCERT – TROPICAL BUTANTÃ – 17 DE AGOSTO DE 2019

Spread Your Fire

Angels and Demons

Waiting Silence

Wishing Well

The Temple of Hate

The Shadow Hunter

No Pain for the Dead

Winds of Destination

Sprouts of Time

Morning Star

Late Redemption

Speranza

Warm Wind

King

Rebirth

Unfinished Allegro

Carry On

Pegasus Fantasy

In Excelsis

Nova Era

Rock in Rio 2019 divulga esquema especial de transportes para o festival

MetrôRio, BRT e Primeira Classe terão operações para levar o público ao evento.

Para a edição deste ano do Rock in Rio, o público pode contar com um amplo esquema de transporte para chegar e sair da Cidade do Rock. BRT, Metrô Rio e Primeira Classe montaram um esquema especial para atender o público de 700 mil pessoas que irá ao festival nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro.

“A experiência do público no Rock in Rio precisa ser completa e isso inclui desde o momento que ele sai de casa até quando retorna. A cidade do Rio de Janeiro conta com um sistema de transporte integrado que atende grande demanda do festival. Toda a operação é pensada e executada pelos operadores dos transportes, que são os responsáveis diretos de todo o esquema.”, conta Ricardo Acto, VP de Operações do Rock in Rio.

O MetrôRio montou uma operação especial para quem for ao Rock in Rio. Em todos os dias do festival, a estação Jardim Oceânico (Barra da Tijuca), que faz integração com o BRT, ficará aberta 24 horas para embarque e desembarque. Já as outras estações do MetrôRio funcionarão durante a madrugada, mas somente para desembarque.  

Durante toda a operação especial para o festival, será permitido o embarque com os cartões unitários do MetrôRio e com os cartões RioCard Mais. O valor da passagem unitária é R$ 4,60. Porém, para acessar a integração com o BRT, o cliente deverá ter em mãos um cartão RioCard Mais carregado com saldo suficiente para a ida e volta.

“Para o conforto do cliente que vai ao Rock in Rio, nossa orientação é que ele compre ou recarregue o cartão com antecedência. O valor da tarifa é o mesmo dos outros dias da semana. Montamos um esquema com reforço de trens para ida e volta dos shows. Além disso, haverá aumento de segurança e de atendentes nas estações e a presença de orientadores de fluxo para tirar dúvidas dos clientes”, explicou o diretor de Operações do MetrôRio, Daniel Habib.

BRT

Para chegar à Cidade do Rock, o público poderá usar as linhas especiais que sairão do Terminal Jardim Oceânico direto ao festival ou embarcar em qualquer estação ou terminal dos corredores Transoeste, Transolímpica e Transcarioca, que funcionam 24 horas. Como o Terminal Centro Olímpico atenderá o público do Rock in Rio, a sugestão é sempre procurar qualquer linha/serviço que passe por lá. No site do BRT (www.brtrio.com) está a lista das linhas e estações do sistema.

No Terminal Jardim Oceânico, onde existe a integração com o metrô, haverá sinalização para indicar o local de embarque dos carros que saem direto para a Cidade do Rock, além de atendentes prontos para esclarecerem qualquer dúvida.

Assim como nas edições anteriores, nos dias de festival, a estação Rio 2 ficará fechada entre meia-noite e 5h e a estação Parque Olímpico só estará aberta entre 5h e 11h.

Vale lembrar que a operação do BRT para o evento não acarreta alterações nas linhas usadas diariamente pelos passageiros.

“O BRT transporta a grande maioria do público do Rock in Rio. São cerca de 70 mil passageiros por dia, incluindo os trabalhadores que fazem a festa acontecer. É como embarcar seis Maracanãs lotados durante todo o festival. Por isso, o serviço será ininterrupto e garantiremos a operação que sempre foi elogiada nas edições anteriores”, conta o presidente executivo do BRT, Luiz Carlos Martins.

Transporte Primeira Classe

O Transporte Primeira Classe foi um sucesso nas edições passadas e esse ano segue como a opção mais confortável de transporte para a Cidade do Rock. São 17 trajetos sem paradas, feitos em ônibus executivos. A opção é a única que deixa os clientes dentro da Cidade do Rock, com uma  entrada exclusiva. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque. A tarifa é a mesma da última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. Porém, esse ano, a estrutura irá contar com muito mais conforto para o público. O Primeira Classe conta com o maior terminal rodoviário provisório já montado em um festival de música. 

A venda está aberta no site  www.transporteprimeiraclasse.com.br, no app E-Voucher e é feita somente online. Os clientes do Primeira Classe deverão optar pelo ponto de partida, data e horário que desejarem, mas podem retornar em qualquer horário e para qualquer destino (exceto rota de Petrópolis), a partir das 22h, com saídas de uma em uma hora, ou mediante demanda, tendo as últimas saídas até duas horas após o fim das atividades do Palco Mundo.  

Todos terão seus próprios vouchers de embarque que só poderão ser utilizados em dia, horário e ponto de embarque escolhido durante a compra, e que devem ser vinculados à pulseira de acesso ao festival por meio do aplicativo E-Voucher. Os embarques ocorrerão por ordem de chegada, no dia e horário escolhidos, e a organização recomenda que os passageiros cheguem com, pelo menos, 15 minutos de antecedência do horário marcado.

BusUp

A BusUP realizar rotas com saídas dos estados de Minas Gerais e São Paulo, com acesso ao Espaço Primeira Classe. Os horários de retorno acontecerão em saídas únicas duas horas após o término do último show no Palco Mundo. A venda está aberta no site: https://rockinrioprimeiraclasse.busup.com/home

Riocard Mais é opção para todos os meios de transporte durante o Rock in Rio

Quem optar pelo transporte público para chegar à Cidade do Rock poderá utilizar o Riocard Mais, o único cartão aceito em todos os meios de transporte.

Para os clientes que já possuem o Riocard Mais, a dica é planejar os gastos necessários para o deslocamento até o Rock in Rio e antecipar a recarga do cartão de transporte. É possível adquirir os créditos pela internet ou em pontos físicos de venda. De forma simples e rápida, o cartão pode ser recarregado pelo site Recarga Fácil (recargafacil.riocardmais.com.br) ou pelo aplicativo Riocard Mais. As outras opções são

máquinas de recarga, lojas ou pontos credenciados. Os clientes podem verificar o local mais próximo para a compra ou a recarga do seu cartão por meio do endereço mapa.riocardmais.com.br.  

Para facilitar a compra de quem não tiver o cartão nos dias do festival, a Riocard Mais terá um plano especial de venda de um cartão pré-carregado em 26 estações do BRT e do MetrôRio. Para saber mais, acesse o site (www.cartaoriocard.com.br).

Atenção: independentemente da fase de trocas dos antigos cartões pelo Riocard Mais, todos os modelos serão aceitos em ônibus municipais ou intermunicipais, metrô e BRT.

Transporte Ilegal

Na tentativa de coibir o transporte ilegal de passageiros e dar mais segurança ao público que vem de fora do munícipio do Rio de Janeiro, o Rock in Rio vai disponibilizar um estacionamento na proximidade do evento para ônibus fretados. As empresas interessadas em realizar este tipo de transporte devem se cadastrar no site https://projectclient.rockinrio.com/oficialfreightage para uma avalição prévia da organização do festival. Os veículos aprovados serão divulgados no site do festival. Com esta opção de transporte, o público terá uma alternativa segura e confiável para o seu trajeto até a Cidade do Rock.

Sobre o Rock in Rio  

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.