Tag Archives: Queen

FREDDIE MERCURY REVISITED: PÚBLICO SE EMOCIONA E SE DIVERTE COM OS GRANDES SUCESSOS DO QUEEN NO TEATRO BRADESCO

Texto Thiago Tavares
Fotos: Daniel Ometo

Quando se fala em Freddie Mercury, as pessoas lembram dos grandes sucessos compostos por ele para o Queen ou mesmo quando esteve em carreira solo, lembram de sua personalidade extravagante e com uma facilidade de compor músicas que arrastaram milhões de fãs mundo a fora, músicas essas que influenciaram e continuam a influenciar gerações no rock.

E foi sob essa influência que arrasta multidões perante a admiração ao vocalista do Queen que Alírio Neto, juntamente com sua parceira, a cantora Livia Dabarian, resolveram criar no fim de 2016 o espetáculo Freddie Mercury Revisited com seu primeiro espetáculo em Nova Iorque, onde reúne os grandes sucessos e que no último sábado dia 13, estreou no Brasil, em São Paulo.

O espetáculo teve ingressos esgotados. O Teatro Bradesco lotou para ver um espetáculo sem precedentes onde teve emoção, nostalgia e alegria mediante interpretações intimistas para voz e violão de clássicos como “Who Whants to Live Forever”, “Somebody to Love”, “Love my Life” entre outras músicas que emocionaram o público.

Para Alírio e Livia, não foi difícil interpretar os clássicos do Queen, uma vez que ambos estiveram no musical “We Will Rock You” em sua versão brasileira, musical esse de grande sucesso de público e de critica em 2016. Além da dupla, participam os músicos Junior Carelli no piano e Fernando Quesada na percussão, músicos consagrados e conhecidos pelos seus trabalhos na cena do rock e heavy metal nacional.

Espero que este espetáculo rode pelo país inteiro, pois não ficou devendo. A interpretação de Alírio e da Livia foram fora de série e tem tudo para ser um espetáculo a ser aplaudido pelos quatro cantos do Brasil.

QUEEN + Adam Lambert: Move Concerts anuncia venda de ingressos para os shows em São Paulo e Porto Alegre

Depois de 67 shows em  arenas com todos os ingressos vendidos em  toda a América do Norte, Japão, Coréia do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Europa, Queen + Adam Lambert anunciam  a turnê “Don’t Stop Them Now – Queen + Adam Lambert: Supersonic Men” para a América do Sul.

No Brasil, além da participação no Rock in Rio, no dia 18 de setembro, os shows acontecem em São Paulo e Porto Alegre, respectivamente em 16 e 21 de setembro.

Apresentados por Samsung Galaxy S6 e com patrocínio da Sky e Budweiser, os shows são uma realização da Move Concerts e fazem parte da nova plataforma de música Samsung Galaxy S6 Live Music Rocks.

Ingressos para os shows estarão disponíveis na Livepass, com pré-venda exclusiva para clientes Samsung. Confira as datas e mais informações em “Serviço”.

“Estamos de volta!  Vamos fazer rock no Brasil!  Mal podemos esperar !  Nos vemos em breve, pessoal!”, anuncia Brian May.

Roger Taylor diz: “É maravilhoso estar de volta à América do Sul para fazer todos dançar rock ainda mais do que da última vez”

E o cantor Adam Lambert comenta: ” Estou extremamente feliz por estar junto com o Queen nesses shows. É um retorno triunfante para a banda e a minha primeira vez na América do Sul!

Brian May e Roger Taylor dividiram o palco com Adam Lambert pela primeira vez em 2009, no The Voice, e apresentaram o clássico “We Are The Champions”.  Em 2011, uniram-se novamente no MTV European Music Awards, em Belfast, na Irlanda, para uma apresentação especial de oito minutos com as músicas “The Show Must Go On”, “We Will Rock You” e “We Are The Champions”.

Em 2014, os artistas resolveram levar um show para a estrada e criaram o show “Don’t Stop Them Now – Queen + Adam Lambert: Supersonic Men”. No início de 2015, a turnê percorreu 10 países da Europa com 26 shows esgotados, passando pelo Reino Unido, França, Áustria, Holanda, Alemanha, Itália, Dinamarca, Suíça, República Tcheca e Polônia.

“Eu estou completamente em êxtase por conta do fenômeno ‘Queen’. A ideia de dividir o palco com eles é tão lindamente surreal. Sinto-me honrado por poder prestar minhas homenagens à memória de Freddie; ele é um herói pessoal e eu sou profundamente grato pela oportunidade de cantar para os fãs desta banda lendária. Será um retorno triunfantes deles e a minha primeira vez no Brasil”, diz Lambert.

Queen

Formada no Reino Unido, em meados de 1970, o Queen é uma banda de rock, fundada por Brian May (guitarras e vocais), Freddie Mercury (piano e vocais), John Deacon (baixo) e Roger Taylor (bateria e vocais). A banda é frequentemente citada como um dos expoentes de seu estilo, também sendo uma recordista de vendas de discos em âmbito mundial. A música da banda também é conhecida por ser altamente eclética, passeando por várias vertentes do rock.

Em uma carreira de mais de 40 anos, o Queen acumula uma lista impressionante de número de vendas e prêmios. Com uma estimativa de mais de 200 milhões de unidades vendidas, incluindo uma sequência sem precedentes do alcance da banda no número 1 das paradas em todo o mundo, o Queen está entre os 10 artistas mais vendidos de todos os tempos no iTunes, além de possuir sete prêmios Ivor Novello, um prêmio MTV na categoria de Ícone Global e duas músicas consagradas no Grammy Hall of Fame – “We Will Rock You” e “We Are the Champions” – que também permanecem as músicas mais tocadas em eventos esportivos e arenas ao redor do mundo.

Em outubro de 2014, o Queen foi reconhecido como o único artista a vender mais de seis milhões de cópias de um único álbum no Reino Unido – batendo até mesmo o álbum Sargent Pepper’s Lonely Hearts Club Band, dos Beatles, por quase um milhão de cópias – com o seu álbum de QueenGreatest Hits, que também alcançou o recorde de maior número de semanas consecutivas nas paradas do Reino Unido de Melhores Álbuns, com 1.422 semanas – mais de 27 anos -, de acordo com o Guinness.

Mesmo com a perda trágica de Freddie Mercury, o Queen continua a ser uma das bandas mais reverenciadas da história do rock e do pop, capaz de reivindicar um dos catálogos de músicas mais marcantes de todos os tempos, bastando pensar em “Bohemian Rhapsody”, “Another One Bites the Dust”, “Crazy Little Thing Called Love”, “Radio Ga Ga”, “Killer Queen”, “Fat Bottomed Girls” e “Bicycle Race”, entre muitos outros.

Sua música tem influenciado inúmeros artistas ao longo dos anos: James Hetfield, vocalista do Metallica, declarou-se fã da banda, e elogiou o ecletismo musical do Queen, afirmando que “essa banda poderia fazer praticamente qualquer coisa”. Outros artistas e grupos que também citam o Queen como influência são Iron Maiden, David Lee Roth, Dream Theater, Anthrax, Guns N’ Roses, Def Leppard, Van Halen, Foo Fighters, The Darkness, Nirvana, Radiohead, Muse, George Michael, Lady Gaga e Katy Perry.

Discografia

1973 – Queen
1974 – Queen II
1974 – Sheer Heart Attack
1975 – A Night at the Opera
1976 – A Day at the Races
1977 – News of the World
1978 – Jazz
1980 – TheGame
1980 – Flash Gordon – Trilha Sonora
1982 – Hot Space
1984 – The Works
1986 – A Kind of Magic
1989 – The Miracle
1991 – Innuendo
1995 – Made in Heaven

Adam Lambert

No final de 2008, Adam Lambert ganhou visibilidade mundial ao entrar para a oitava temporada do American Idol, tornar-se um dos preferidos pelos jurados e pelo público e encerrar o programa em segundo lugar. Em novembro, com a boa visibilidade dada pelo programa, lançou seu primeiro álbum, For Your Entertainment, vendendo 198 mil cópias apenas na primeira semana e chegando ao número três no Billboard 200.

Com o single “Whataya Want From Me”, recebeu uma indicação ao Grammy de “Melhor Performance Vocal Pop Masculina”, ainda em 2009. Promovendo seu primeiro trabalho, Lambert apareceu na capa de várias revistas internacionais, incluindo a Entertainment Weekly, em maio de 2009, a Rolling Stone, em junho, e a Details, em novembro. Sua capa na Rolling Stone se tornou a edição mais vendida do ano.

Em maio de 2012, Lambert lançou seu segundo álbum de inéditas, Trespassing, que estreou na primeira posição da lista da Billboard 200, tornando-se o primeiro homem abertamente homossexual a conseguir este feito. Aproveitando seu reconhecimento nos Estados Unidos e no mundo, Lambert canalizou sua fama para aumentar a conscientização sobre as questões dos LGBTs como os projetos Trevor, Equality California e GLAAD, além das organizações de caridade MusiCares, charity:water e DonorsChoose.org, entre outros.

Lambert colaborou com Pharrell Wiliams, Nile Rodgers e Bruno Mars em Trespassing, que passou a ser indicado como o Melhor Álbum de 2012 em enquete feita pela revista Rolling Stone.

O anúncio de uma turnê norte-americana com a banda Queen surgiu no início de 2014. Com ingressos esgotados por todo o país e apresentações garantidas na Europa, Adam Lambert + Queen trazem o show “Don’t Stop Them Now – Queen + Adam Lambert: Supersonic Men” para a América do Sul, com três apresentações no Brasil: São Paulo, Porto Alegre e Rio de Janeiro. Lambert lançará seu mais novo álbum ainda este ano, The Original High, que contou com Shellback e Max Martin na equipe de produção. O primeiro single, “Ghost Town”, está previsto para  20 de abril.

Serviço

São Paulo

Data: 16 de setembro, quarta-feira
Local: Ginásio do Ibirapuera (Rua Manuel da Nóbrega, 1361 – Ibirapuera, São Paulo)
Classificação etária: 16 anos (Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais ou responsável legal)

Pré-venda Samsung, Queen Online.com, Queen Fan Club e Adam Lambert Fan Club: de 11 de maio (segunda-feira), meia noite (0h), a 12 de maio (terça-feira), 23h59.
Inicio das vendas: 13 de maio (quarta-feira), meia noite (0h) – terça-feira para quarta-feira.

Ingressos: Livepass

Pista Bud Zone (inteira) – R$ 590,00
Pista Bud Zone (meia-entrada) – R$ 295,00
Cadeiras Inferiores (inteira) – R$ 590,00
Cadeiras Inferiores (meia-entrada) – R$ 295,00
Cadeiras Superiores (inteira) – R$340,00
Cadeiras Superiores (meia-entrada) – R$ 170,00
Poltrona Superior Central (inteira) – R$ 380,00
Poltrona Superior Central (meia-entrada) – R$190,00

Porto Alegre

Data: 21 de setembro, segunda-feira
Local: Gigantinho (Avenida Padre Cacique, 891 – Praia de Belas, Porto Alegre)
Classificação estária: 16 anos (Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais ou responsável legal)

Pré-venda Samsung, Queen Online.com, Queen Fan Club e Adam Lambert Fan Club: de 11 de maio (segunda-feira), meia noite (0h), a 12 de maio (terça-feira), 23h59.
Inicio das vendas: 15 de maio (sexta-feira), meia noite (0h) – quinta-feira para sexta-feira

Ingressos: Livepass

Pista Bud Zone (inteira) – R$480,00
Pista Bud Zone (meia-entrada) – R$240,00
Pista Bud Zone (aposentado) – R$240,00
Arquibancada A (inteira) – R$260,00
Arquibancada A (meia-entrada) – R$130,00
Arquibancada A (aposentado) – R$130,00
Arquibancada B (inteira) – R$260,00
Arquibancada B (meia-entrada) – R$130,00
Arquibancada B (aposentado) – R$130,00
Cadeiras (inteira) – R$380,00
Cadeiras (meia-entrada) – R$190,00
Cadeiras (aposentado) – R$190,00
Cadeiras perpétuas – R$130,00

ESPECIAL: DIA DO PLANETA TERRA

Por: Rodrigo Paulino

Essa semana nosso Planeta teve o seu dia (eu não fazia a mínima idéia, para mim dia 22 era dia do Descobrimento do Brasil, mas ok, então: PARABÉNS BRASIL! PARABÉNS PLANETA!) daí me peguei tentando lembrar de algumas músicas do rock e do metal que falam do planeta… Eu conheço mais músicas de Metal Sinfônico, então vou falar bastante delas nesse texto. Vamos começar por aquela que diante dos fãs, é a banda que detém o título de Mãe-Terra:

Within Temptation:

O segundo álbum de estúdio entitulado Mother Earth contou com uma pegada de folk muito legal, entre elas tinha a épica Mother Earth, com direito a tudo: coral gregoriano, orquestra com estilo celta, agudos e até hoje é uma presença marcada nos shows, com até mesmo direito a dancinha da Sharon. Nessa musica, eles exploram bem as coisas que a Terra faz por nós, tudo o que ela pode nos dar e tirar, o ciclo da vida nela, todas as coisas. Durante um tempo, graças a esse álbum foi questionado a religião de Sharon Den Adel e cia, chegando a questionarem se eles eram Wicca, a banda nunca se manifestou sobre isso, o que cá entre nós, não levaria a nada, foi apenas uma curiosidade de fãs. Além de Mother Earth, o álbum continha a faixa Never-Endind Story, com uma pitada bem forte de folk semi acústico que trata da vida do planeta também, mas de maneira bem pessoal. Confira o tema Mother Earth abaixo (na minha opinião, um dos clipes mais bem feitos e bonitos):

After Forever:

Tempestade, trovão, furacão, terremoto, tsunami… Sim, estou falando dos vocais da Floor Jansen! Antes de ReVamp e Nightwish, Floor tinha uma banda com Mark Jansen do Epica, o After Forever. Até aí ok, muitos de vocês devem saber disso. Em seu álbum auto intitulado, continha a faixa Equally Destructive, que com toda a força, tanto da banda, quanto dos pulmões da Floor, ela cantou o que eu considero um marco na carreira da banda, tudo bem que é mais voltado para um lado de conscientização, mas é uma canção que sem dúvida é viciante, confira:

Epica:

Ainda na linha de proteção ao planeta azul, em uma parceria com a WWF, o Epica fez uma canção que foi lançada com o EP/single This is the time. É uma música mais no sentido do Folk também, não tem guitarra é lago beeeem leve, mas agrada quem curte as baladas da banda. O clipe tem uma sequencia de imagens de animais e locais que sofrem com a interferência do homem, com takes da Simone que, não sei se quis fazer a Mãe-Terra, mas termina com um “Piche” na cabeça… É estranho, mas é uma música muito bonita.

Queen:

Sobre as forças da natureza que regem nosso planeta, lá em 1975 o Queen lançava o álbum A Night At Opera, e apesar da faixa The Prophet’s Song estar recheada de menções bíblicas, a banda reconheceu nessa as forças da natureza que são maiores que as vontades dos homens.

Krypteria:

Ainda sobre as forças da natureza, a galera do Krypteria, lançou um clipe Liberatio lá em 2006, em uma homenagem às vítimas do tsunami que atingiu a Indonésia. A música é muito bonita, acompanhada de um coral clássico e a voz inconfundível da vocalista. Chega a emocionar.

Metallica:

Em versos super rápidos, o Metallica descreve as atrocidades que assolam o planeta e a luta do homem em busca da auto-gratificação. “Milhões de nossos anos / Em minutos desaparecem / Escurecendo em vão / A Decadência permanece.

Kamelot:

Falando em humanos, o Kamelot no álbum Ghost Opera fala um pouco da marca que os humanos deixam na terra, na sua interação com outros e o seu destino final. Eu considero este um dos marcos na carreira da banda com o Roy nos vocais. É uma musica bem pesada, mas sua mensagem é de fazer você parar para pensar. As cenas da banda que sempre curtiu usar um fundo verde para gravar seus clipes, são realmente interessantes, coisas do nosso dia a dia, que sempre fazemos.

Nightwish:

Para eles que na última semana de setembro se apresentam no Brasil, incluindo no Rock InRio para divulgar o novo álbum Endless Forms Most Beautiful, escolhi essa que representa a história desse mundão velho sem fronteiras (me senti meu pai falando agora). The Greatest Show On Earth é a canção mais longa da carreira da banda, com Floor Jansen no vocal junto com Mark e trechos do biólogo Richard Dawkins. A musica é longa, mas é linda, com o peso normal e da orquestra em dados momentos nos quais se você estiver com bons fones de ouvido, ligados em um volume bem alto, vai parecer que está sofrendo um ataque de tanto piscar (isso acontece comigo, sistema de defesa do corpo com barulhos bem altos e fortes. A musica se trata de uma visão sobre a origem do mundo e da vida nele. A primeira parte bem instrumental conta com um vocal lírico, a segunda parte já pega mais pesado com Floor falando sobre as leis que existem no mundo e não podemos ver, a parte 3 fala do homem, desde Lucy de Afar (aquele fóssil dado como o mais antigo já encontrado no planeta) até o homem descobrir suas armas e ambições, conta também com trechos mostrando a evolução da música, culminando com som do disparo de uma arma, terminando com Dawkins e o som das baleias cantando. Particularmente, me emociono muito com essa música, ela tem uma carga emocional muito forte. Confira uma gravação dessa musica de um dos primeiros shows dessa nova tour na Filadélfia, no dia 10/04/2015.

Bom galera, espero que vocês tenham apreciado essa lista. Sei que nem todo mundo pode gostar dessa seleção, no entanto, o tema é bem abrangente e deve haver muitos outros sons que estejam ligados. Logo teremos mais especiais. Um abraço a todos vocês.