Tag Archives: Rock In Rio

Oitão, banda do chef Henrique Fogaça, tocará no Rock In Rio

Show ocorrerá no dia 02 de setembro no palco do Rock District

Crédito: Eduardo Firmo

Foi confirmada a presença do Oitão no line up do Rock in Rio 2022. A banda tocará no dia 2 de setembro, o dia do metal, com Iron Maiden, Megadeth, Dream Theater e Sepultura.

“O Rock In Rio coroará a nova fase do Oitão que neste ano está passando por transformações muito importantes. Somos fãs do Rock In Rio, e é muito emocionante ocupar espaços que bandas que somos fãs já tocaram. Estamos preparando um show com muitas novidades”, finaliza Henrique Fogaça, o vocalista.

Além de jurado do Masterchef Brasil, Henrique Fogaça é fundador, compositor e frontman do Oitão, apresentando suas influências no rock e suas vertentes como metal, punk e hardcore.

A formação da banda conta com Henrique Fogaça (vocal), Ciero e Ricardo Quatrucci (guitarras), Tchelo (baixo) e Rodrigo Oliveira (bateria), anunciado recentemente como novo baterista do Oitão.

Atualmente o Oitão segue em gravação de seu novo álbum, chamado “Sem fronteiras”, que será apresentado no Rock in Rio. O lançamento está programado ainda para 2022 e chegará no streaming via Canil Records.

Siga o Oitão no Instagram: https://www.instagram.com/oitaohc

Ouça no Spotify: https://spoti.fi/3pPhYbj

Rock in Rio adia edições do Brasil e de Lisboa para 2022

No Brasil, evento acontecerá a partir de 2 de setembro de 2022. Para os fãs mais ansiosos, organização tranquiliza e diz que este ano terá venda de Rock in Rio Card para o público e que atrações estão com negociações avançadas. Há previsão de anúncios ainda para este primeiro semestre.

A Primavera de 2021 certamente será bem diferente, aqui no Brasil, do que o público está acostumado, pelo menos para os amantes do Rock in Rio. É que a organização do maior evento de música e entretenimento do mundo, que desde outubro do ano passado não baixou a guarda nem um minuto e manteve a esperança ativa para a realização do festival, acaba de decidir que o Rock in Rio Brasil será adiado para setembro de 2022, um ano após a data prevista. E, em Lisboa o verão não será o mesmo. A edição de Portugal, prevista para junho deste ano passa para o mesmo mês, sendo que do ano que vem. As mudanças foram baseadas nas indefinições do cenário mundial da pandemia de Covid-19 e no fato de que a esta altura do ano, a organização do evento já estaria entrando tanto no Parque Olímpico, no Rio de Janeiro, quanto no Parque Bela Vista, em Lisboa, para dar início às montagens do evento. Toda esta mudança tem como único objetivo preservar a saúde dos milhares de visitantes que habitam as Cidades do Rock durante os dias de festival. Para o Rock in Rio, sua divulgação é um momento de alegria e festa e, para que siga desta forma, novas datas já foram definidas para os dois países. No Brasil, o evento ocorre nos dias 2, 3, 4, 8, 9, 10 e 11 de setembro de 2022. E em Portugal, será realizado em 18, 19, 25 e 26 de junho do próximo ano.

“O Rock in Rio mobiliza pessoas dentro e fora da Cidade do Rock. Aqui no Brasil recebemos turistas de absolutamente todos os estados brasileiros, além do Distrito Federal, e também de mais de 70 países. São 28 mil pessoas trabalhando para levar festa e alegria para as 700 mil pessoas que nos visitam. E, em Lisboa não é diferente. O verão europeu faz com que a cidade se transforme num polo efervescente do turismo e o festival recebe mais de 20 mil fãs por dia de inúmeros países. Aqui, em setembro de 2022 estaremos juntos de novo e prontos para o melhor Rock in Rio de todos os tempos, quando vamos celebrar a paz e o mundo, que será nosso outra vez”, garante Roberto Medina, presidente e idealizador do Rock in Rio, sinalizando que negociações com atrações já estão em andamento e há previsão de anúncios ainda para este primeiro semestre de 2021.

Para os fãs: no Brasil, venda de Rock in Rio Card e anúncio de atrações acontecem ainda em 2021

Os fãs podem ficar tranquilos quanto ao início da venda de ingressos, pois o tradicional Rock in Rio Card (ingresso que dá direito a estar no Rock in Rio antes mesmo de todo o conteúdo anunciado) tem venda confirmada para 2021, com data a ser anunciada, assim como as divulgações das atrações que também terão início este ano. De acordo com Medina, os anúncios serão antecipados e todos poderão saber e o que acontecerá em cada espaço dos mais de 385 mil m2 de área. O ano de 2022 sem dúvida será especial, com a volta de grandes ativos do Rio de Janeiro, como o Réveillon, o Carnaval e, claro, o Rock in Rio, que juntos representam um impacto econômico de mais de R$5 bilhões e empregam 48 mil pessoas. “A grande riqueza do Estado do Rio não está só no fundo do mar, está também na beira da praia. Acredito que investindo na proteção de nossas belezas naturais e na retomada do setor cultural e de entretenimento, teríamos um Estado com mais justiça social”, reforça Medina.

Em Lisboa, atrações também já estão em conversas avançadas. Medina lembra que não foi uma decisão fácil, já que o evento havia sido adiado do ano passado para este, mas explica que vários cenários foram avaliados e discutidos em grupos de trabalho. “Quando voltarmos a abrir as portas da Cidade do Rock, quatro anos terão passado desde a última edição de Lisboa. Mas, se há uma coisa que podemos garantir neste clima de incerteza, é que a espera vai valer a pena. Voltaremos prontos para cantar a inda mais alto, para levantar ainda mais poeira, para dançar ainda com mais energia e para viver o melhor Rock in Rio”, finaliza Roberto.

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio foi criado para dar voz a uma geração e promover experiências únicas e inovadoras. Em 1985, o evento foi responsável por colocar o Brasil na rota de shows internacionais. Batendo recordes de público a cada edição e gerando impactos positivos nos países onde é realizado, se consagrou como o maior festival de música e entretenimento do mundo. Consciente do poder disseminador da marca, hoje o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável.

A internacionalização da marca começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento acontece até hoje, seguido por Espanha (Madri) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10 milhões de visitantes nestas 20 edições. Em 35 anos, o festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de experiências, mas muito além disso, cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro.

Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, o Rock in Rio preza pela construção de um mundo melhor e se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Desde a primeira edição, já gerou 237 mil empregos diretos e indiretos e investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros.


Rock in Rio: festival completa 35 anos e se consolida como grande plataforma de experiências

Criador do festival garante que público pode aguardar surpresas para 2021 no Brasil

O ano era 1985. O país passava por grandes transformações. Saía da ditadura militar e seguia para a democracia. Os brasileiros respiravam um sentimento de euforia e liberdade. Neste mesmo ano nascia o Rock in Rio, que já em sua primeira edição foi considerado o maior evento de música do mundo ao reunir 1,3 milhão de pessoas na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro. Era a primeira vez que um país na América do Sul sediava um evento musical nessa proporção. Para o público presente, aquela foi a melhor edição já vista do festival. Um terreno pantanoso que gerou histórias por quem passou por ali, já que a lama está guardada na memória afetiva de cada um. Quem foi, sabe. O primeiro Rock in Rio marcou a vida das pessoas e da cidade.

Divulgação

Neste sábado, 11 de janeiro, o evento celebra 35 anos. O festival ganhou o mundo e tornou-se um verdadeiro parque de entretenimento e experiências, mas muito além disso, o Rock in Rio cresceu e ampliou a sua atuação, sempre com o olhar no futuro e no compartilhamento do seu conhecimento e maturidade de 35 anos para inspirar pessoas em suas vidas profissionais e pessoais. A materialização deste grande passo foi a criação da LExU, a recém-anunciada unidade de negócio ligada ao edutainment que alia educação e entretenimento.  Para presentear o público nesta comemoração de 35 anos, a organização apresenta o curso sobre gestão de eventos e negócios, concebido em parceria com a plataforma de cursos online que alia educação e entretenimento – Curseria. Dessa forma, todos podem se inspirar para planejar seus negócios. 

Divulgação

Para Roberto Medina, presidente do Rock in Rio, um sonhador e apaixonado pelo Rio de Janeiro, como ele mesmo se denomina, “naquela época tudo era novo e agregava uma dimensão inimaginável. A estrutura de som e luz contou com um sistema extremamente moderno para a época. Um dos marcos do Rock in Rio no showbiz mundial, aliás, foi ali, em 1985, quando uma plateia foi iluminada pela primeira vez, no mundo, na história dos shows. O Rock in Rio inova, está sempre à frente. Construímos uma marca forte e falamos em inovação porque estamos a todo instante buscando inovar e trazer novidades que aliam presente, futuro e uma tecnologia de ponta para os nossos visitantes. Falamos do futuro a partir de agora e é isso que permeia a estratégia da LExU. Com ela, vamos muito além de talento em si. Mostramos que com conhecimento e determinação é possível, sim, dar certo”, acredita.

Divulgação

E o futuro é agora. Para além do Academy, que acontece a cada dois anos em parceria com a HSM e o Rock in Rio Innovation Week, que é um programa de desenvolvimento pessoal desenvolvido para colocar a pessoa como ponto de partida para a inovação, com a terceira edição marcada para junho deste ano em Lisboa, o público já pode absorver a cultura organizacional do festival com o livro Rock in Rio: a arte de sonhar e fazer acontecer, dos autores Arthur Igreja e Allan Costa. O primeiro livro de gestão do Rock in Rio traz provocações valiosas para que o leitor possa aplicar a cultura empresarial da marca no seu próprio negócio, dando o entendimento da visão que impulsiona o negócio por trás do maior festival de música e entretenimento do mundo. E a grande novidade para 2020 é o lançamento do curso sobre gestão de eventos e negócios no qual o aluno vai aprender sobre gestão de eventos e negócios com os responsáveis do maior festival de música e entretenimento do mundo. A aula inaugural contará com Roberto Medina contando o propósito que o moveu a criar o festival e reinventar a própria história a cada novo projeto. 

Bruce Dickinson no Rock in Rio 1985/Divulgação

Uma trajetória marcada por momentos emblemáticos 

Ainda no ano de 1985, era um período em que a contratação de artistas internacionais era extremante delicada. Mas, a primeira edição do Rock in Rio contou com um padrinho de peso para garantir a contratação de nomes consagrados em sua programação. O cantor Frank Sinatra, que cinco anos antes tinha cantado no Rio de Janeiro (no maior show de sua carreira) a convite de Roberto Medina, foi quem estendeu a mão naquele momento e ajudou o empresário brasileiro a fechar os contratos internacionais. Nomes que, para aquela época, não estariam em palcos do Brasil: Queen, AC/DC, James Taylor, George Benson, Rod Stewart, Yes, Ozzy Osbourne e Iron Maiden foram alguns dos grandes artistas que se apresentaram no festival. Isso sem falar nas principais estrelas da música nacional da época, como Gilberto Gil, Ney Matogrosso, Rita Lee, Elba Ramalho, além de uma nova geração do rock nacional que ganhou destaque a partir de suas apresentações no Rock in Rio, como Paralamas do Sucesso, Blitz, Kid Abelha e Barão Vermelho. Este era o tom do Rock in Rio e que permanece até hoje, em todos os países onde o festival é realizado: um evento para toda a família e que reúne todos os estilos.

Freddie Mercury no Rock in Rio 1985/Divulgação

“A grande diferença do Rock in Rio para qualquer outro grande evento de música do mundo é que o Rock in Rio tem história. Aqui no Brasil quando um artista se apresenta, ele nos entende com um outro peso. Ele chora, fica tenso, tudo porque se sente construindo esta história. Ele encara o Palco Mundo de uma forma diferente, ele dá tudo de si porque ele quer fazer parte dessa história também”, garante Medina.

Rod Stewart no Rock in Rio 1985/Divulgação

Roberto diz que cada edição tem sua importância e relevância na história do evento. “Eu construí o Rock in Rio para dar voz aos jovens, a uma população que não queria mais se calar depois de todo o período da ditadura militar. Impressionante como quase 40 anos depois, não temos mais a ditadura, mas ainda assim as pessoas precisam de voz, precisam de um lugar no qual elas possam dialogar com igualdade. No Rock in Rio elas se sentem assim, livres.  Me lembro como se fosse hoje quando abrimos a Cidade do Rock, em 1985. Era inacreditável o volume de pessoas que apostavam e que tinham sede por aquilo que eu estava fazendo. Outra lembrança, e neste caso ruim, foi quando a Cidade do Rock, de 1985, foi derrubada. Estávamos em uma área privada, mesmo assim o então governador mandou colocar tudo no chão. Aquilo acabou comigo. A edição de 1991 aconteceu no Maracanã porque seria impossível construir um novo espaço e aquele momento foi relevante. Hoje sabemos que é impossível pensar em um Rock in Rio em um estádio”, afirma lembrando que as memórias não param por aí. “Foi inacreditável quando, em 2001, ‘Por Um Mundo Melhor’, paramos por 3 minutos de silêncio todas as emissoras de rádio e TV do país”, completa. 

Rock in Rio 1985/Divulgação

Entre tantos momentos marcantes, Medina garante que de 1985 até hoje uma coisa não mudou para ele, a abertura de portas da Cidade do Rock. “No primeiro dia de cada edição, eu sinto o mesmo frio na barriga antes da abertura de portas como se fosse lá na primeira edição. É muita responsabilidade atender tantas pessoas, proporcionar felicidade e momentos especiais. Eu tento todo ano surpreender, fazer mais. O grande patrimônio do Rock in Rio é ter colhido tantos sorrisos ao longo de 35 anos”, finaliza. 

Divulgação

O Rock in Rio ganhou o mundo, cresceu em 2004 quando cruzou o Atlântico e anunciou o Rock in Rio Lisboa, em Portugal, onde acontece até hoje. Depois foi a vez da Espanha, com o Rock in Rio Madrid, em 2008 (com edições em 2008, 2010 e 2012), e Estados Unidos, onde foi realizado em Las Vegas, em 2015, com uma Cidade do Rock apoteótica. A volta para o Brasil, em 2011, após 10 anos longe do seu país de origem, fez com que o festival ganhasse ainda mais força. Desde então, o evento se torna cada vez maior e com o desafio de ser o melhor Rock in Rio de todos os tempos. A cada edição, a Cidade do Rock se torna um lugar mágico, um verdadeiro parque do entretenimento e experiências que surpreende e encanta em sete dias de paz. 

Divulgação

“O Rock in Rio é um evento vivo. O público sabe do que somos capazes e espera novidades. Por isso, a cada edição continuamos inovando e oferecendo novidades. Sempre foi assim e nas edições futuras não será diferente. Os detalhes são fundamentais e a experiência do público está em primeiro lugar. Nossa atmosfera é criada para que na Cidade do Rock ninguém pense no que está do lado de fora e queira viver aquilo ali 100% do tempo. Estamos cheios de gás para 2021, mas enquanto isso podem nos visitar em Lisboa. A Cidade do Rock no Parque Bela Vista é linda e está de braços abertos para os brasileiros “, convida para o evento marcado para junho de 2020. 

Um Rock in Rio que dá visibilidade ao Brasil e que gera cifras impressionantes para o Rio de Janeiro

Nesses 35 anos teve muita emoção, muitos sorrisos e uma Cidade do Rock se transformando em um enorme parque. Sobretudo, teve um Rock in Rio ganhando o mundo e levando a marca do Rio de Janeiro para outros países. Esse sempre foi o objetivo desde a sua criação, em 1985. Gerar visibilidade para o Brasil e para o Rio de Janeiro, que tem a capacidade de realizar grandes eventos como uma marca da cidade. A internacionalização começou por Portugal, Lisboa, em 2004, onde o evento é realizado até hoje e já tem uma nova edição marcada para junho deste ano (2020), seguido por Espanha (Madrid) e pelos Estados Unidos (Las Vegas). 

No Rock in Rio, os números não param de crescer. Pelas Cidades do Rock já passaram mais de 10 milhões de visitantes nestas 20 edições realizadas. Em 2021, quando o evento retorna ao Brasil e para a cidade do Rio de Janeiro, ele volta a ser um propulsor do turismo junto com o Réveillon, que é considerada a maior festa de passagem do ano do Brasil e do mundo. Somente na edição de 2019, das 700 mil pessoas presentes no evento, 60% corresponde ao público que vem de fora do Estado do Rio de Janeiro, além de receber público de 73 diferentes países. A projeção do impacto econômico do festival para o Rio de Janeiro foi de 1,7 bilhão.

“Meu pai já dizia: se o Rio de Janeiro vai bem, eu vou bem. Sou, sim, um grande entusiasta e apaixonado pelo Rio. Para mim é a cidade mais bonita do mundo. Precisamos de ações que façam este lugar lindo brilhar. O Rio é uma Cidade nacional. Tudo o que acontece aqui reverbera para o resto do país e para o mundo. Rock in Rio e o Réveillon deixam claro de como turismo é a saída do Rio de Janeiro. Recebemos pessoas de todos os estados e de outros países, os eventos geram cerca de 50 mil empregos e trazem um impacto na economia da cidade de cerca de 5 bilhões. Está mais do que claro que o investimento público prioritário é o turismo.”, fala Medina. “Para 2021 já estamos estudando novas entregas para o público. Nosso mantra é surpreender e inovar. Pensamos nos detalhes. Mesmo quando os ingressos esgotam continuamos criando. Portanto, podem aguardar que virá muita coisa boa por aí”, finaliza o criador do Rock in Rio. 

Há 35 anos, Tod+s Por Um Mundo Melhor

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento  com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros. Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazonia por meio de doações individuais e de parcerias, por meio de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento até o momento. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade no qual define medidas para a redução de emissões, inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões e correto consumo de recursos, entre outros. O plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.


Após o fim do festival no Brasil, Rock in Rio já anuncia novidades para a próxima edição em Lisboa

Após receber 700 mil visitantes no Rio de Janeiro, Cidade do Rock volta a abrir portas em Portugal com mais atrações e novas experiências. O evento acontece nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho de 2020

Após o sucesso da 8ª edição brasileira do Rock in Rio, que levou 700 mil pessoas para a Cidade do Rock e contou com mais de 300 horas de música, a organização já anuncia as novidades para a edição portuguesa do Rock in Rio Lisboa. O maior evento de música e entretenimento está de volta ao Parque da Bela Vista, em Lisboa, nos dias 20, 21, 27 e 28 de junho de 2020 com uma Cidade do Rock mais mágica do que nunca e com mais atrações, novas experiências e muito entretenimento.

Segundo Roberta Medina, Vice-Presidente do Rock in Rio, o objetivo é celebrar a magia, o brilho nos olhos e o sorriso no rosto. “A gente nunca para de pensar em como criar experiências que surpreendam e emocionem, porque a gente acredita que são elas que definem a forma como nosso público se relaciona com a marca Rock in Rio. É essa vontade que nos faz contar histórias, partilhar momentos e guardar recordações especiais. A nova Cidade do Rock vem cheia de novas experiências, construídas a partir das áreas de interesse do público. Vai ser inesquecível!”, vibra.

As novas opções de entretenimento pensadas e 9ª edição do Rock in Rio contribuem para entregar uma experiência cada vez mais imersiva, enriquecedora e única aos visitantes da Cidade do Rock. Assim, além dos já conhecidos Palco Mundo, Galp Music Valley, Super Bock Digital Stage, Yorn Street Dance, Espaço Gourmet, 7Up Slide, Somersby Pool Parties e Área VIP o evento contará com muitas novidades:

O Sports Bar será o espaço dedicado aos amantes do esporte e que terá transmissões de jogos de várias modalidades – incluindo todos os jogos do Campeonato Europeu que acontecem nos dias do evento – assim como de experiências e momentos de interação com o público. Serão competições de claques, sorteios, quizzes e muitas outras surpresas anunciadas em breve.

Para os pequenos visitantes da Cidade do Rock, o Rock in Rio Kids será a parada certa. Desenhado e pensado exclusivamente para crianças entre 3 e 8 anos de idade, a área vai recriar alguns dos palcos e conceitos do festival como miniaturas do Palco Mundo, pórtico principal, slide, Rock Street e muito mais.

Os Games, que desde 2017 fazem sucesso aqui no Brasil, agora ganham um quarteirão inteiro no Rock in Rio Lisboa. Além da famosa arena Worten Game Ring, a Game District vai receber outra das principais novidades: uma montanha-russa VR (com realidade virtual).

Já Rock Street, que conquistou a preferência dos visitantes da Cidade do Rock, volta para mais uma edição. Sucesso na edição do Brasil, este ano a rua de Lisboa também será inspirada na cultura asiática. Entre fachadas coloridas que lembram a arquitetura do continente, o público poderá passear por templos, palácios, uma coleção de elementos típicos da cultural oriental e sonoridades de um continente não tão distante. Entre a animação das ruas e shows no palco, também será possível perceber a ligação entre Portugal e o continente em uma área repleta de novas experiências.

Diferente do Brasil, além da área VIP, o Rock in Rio Lisboa contará com dois espaços premium pensado nos diversos públicos que visitam a Cidade do Rock. Com serviço personalizado, transporte exclusivo até ao evento e localização privilegiada com vista para todo o Parque, além do Palco Mundo, estarão o Table (uma espécie de camarote com mesas para 10 convidados) e os Rooftops (áreas privadas em cima dos bares). E por falar na Cidade do Rock vista das alturas, um dos ícones do festival, a Roda Gigante vai oferecer o melhor pôr-do-sol de Lisboa e outras surpresas que também prometem encantar.

“Ao longo destes 35 anos, o Rock in Rio tem-se destacado pelas experiências que cria e é isso que vamos continuar a oferecer, pois é esse o nosso DNA. Em Portugal, já contamos com 15 anos de experiências e momentos marcantes. O exemplo mais recente foi o evento de Celebração na Torre de Belém, que elevou a experiência cultural para um novo patamar sensorial e emocional combinando um palco único com concertos inéditos, videomapping e fogos de artifício. Há duas semanas terminamos mais uma edição do festival no Brasil, onde as experiências dentro da Cidade do Rock voltaram a ser o destaque. Experiências, acima de tudo, imersivas, que aproximam o público do espetáculo e o envolvem, ainda mais, no acontecimento e na música. E é isso que vamos fazer em Lisboa em 2020, oferecendo novos momentos na Cidade do Rock que recebe novos espaços, novas sensações e novas memórias para o futuro de todos os fãs que passarem pelo festival”, destaca Roberta Medina.

Sobre o Rock in Rio

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade no qual define medidas para a redução de emissões e inclui-se como parte de uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos e muito mais. Este plano é desenhado para a organização, patrocinadores e fornecedores, sendo aperfeiçoado a cada edição e utilizado até hoje em todos os países onde o Rock in Rio é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar este posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor”, o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.


Roberto Medina assina acordo de intenção com governo do Chile para realização doRock in Rio Santiago

Depois de exportar o Rock in Rio, evento nascido no Rio de Janeiro, em 1985, para Portugal, onde é realizado até hoje, Espanha e Estados Unidos, o evento agora pode aterrissar em um novo país da América do Sul. O presidente do Rock in Rio, Roberto Medina, assinou neste sábado um acordo de intenção para realização de uma edição do maior festival de música e entretenimento do mundo em terras chilenas em 2021.

O documento, assinado também pelo empresário, Felipe Araya, diretor da Rock Santiago, prevê, entre outros, o compromisso da apresentação, por parte do festival, de todos os documentos solicitados pelas autoridades do país e a entrega de um cronograma de trabalho para órgãos públicos e privados. 

Já as autoridades chilenas – representadas pela Intendente da Região Metropolitana e Presidente do Diretório da Corporação Regional do Território Territorial e Turismo da Região Metropolitana, Karla Rubilar Barhahona – afirmaram o valor de ter a cidade de Santiago como possível destino do Rock in Rio. A partir do acordo, eles se comprometem a oferecer as condições adequadas para que a realização do festival se concretize, incluindo a mediação com diferentes entidades, bem como uma parceria público-privada na busca pelo local mais adequado para a edição chilena do Rock in Rio e funcionários técnicos que possam contribuir para o avançar do projeto, entre outros. Caso a realização do Rock in Rio seja confirmada, as partes concordam em assinar um documento detalhado com suas obrigações e compromissos para o festival.

Sobre o Rock in Rio

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade no qual define medidas para a redução de emissões e inclui-se como parte de uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos e muito mais. Este plano é desenhado para a organização, patrocinadores e fornecedores, sendo aperfeiçoado a cada edição e utilizado até hoje em todos os países onde o Rock in Rio é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar este posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor”, o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.

Rock in Rio terá poster assinado pelo artista visual Rafo Castro

Rafo fará, ainda, o projeto Se Você Achou, deixando uma arte de presente para quem encontrar na Cidade do Rock

Foto: Marcelo Lince

O maior evento de música e entretenimento do mundo terá nessa edição um poster assinado por um artista visual. Rafo Castro é o responsável pela identidade do cartaz, que trará todas as características de seus traços, sem perder o lado divertido. Se aproximando ainda mais da arte urbana, o Rock in Rio terá ainda o projeto “Se Você Achou”, que leva artes exclusivas para os visitantes do festival.

“Fazer parte do Rock in Rio com a minha arte será uma grande oportunidade, com certeza. Além disso, levar o meu projeto Se Você Achou para a Cidade do Rock será uma experiência única”, afirma Rafo Castro.

Em janeiro de 2019, Rafo iniciou o projeto #sevoceachou, que deixa uma arte de presente pelas ruas do Rio de Janeiro para quem encontrar. A ação consiste em deixar uma arte por semana em locais públicos como praças, metrô, ônibus, entre outros. Quem encontra, pode levar a arte para casa. A gravura única, feita em papel algodão, aquarela e nanquim, vem com um recadinho “Se Você Achou, esse é um presente para você”. O projeto chega na Cidade do Rock, onde o visitante, por meio do aplicativo do evento, terá dicas de onde encontrar a peça original. Será uma obra por dia escondida em algum ponto do Parque Olímpico. 

“Para o Rock in Rio, a ação é uma forma bem divertida de reunir a arte urbana com o festival, além de aguçar a curiosidade do público em busca de uma arte exclusiva pela Cidade do Rock”, conta Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Além do poster na loja oficial, a coleção do Rafo terá boné, camisa, pop socket, lanyard, pin, adesivo, entre outros. 

Mais sobre Rafo:

Rafo é um artista múltiplo, que transita pelo streetart com mais de 30 exposições entre individuais e coletivas, mantendo a originalidade. É um dos idealizadores do projeto StreetArtRio, que mapeia a arte de rua no Rio de Janeiro, dentre outros projetos como o #sevoceachou. Mais informações @rafocastro 

Sobre o Rock in Rio  

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.


Rock in Rio Club volta em duas versões e vendas começam nesta sexta-feira, 30 de agosto

Vantagens do Rock in Rio Club Fã (R$ 119) incluem convite para preview, entrada 30 minutos antes em dias de festival e experiências únicas. Já o Rock in Rio Club Rock Star (R$ 599) garantirá diversos acessos exclusivos para 2021, além de concorrer ao sorteio de ingressos vitalícios

O início da venda do Rock in Rio Club para edição de 2021 começa na próxima sexta-feira, 30 de agosto. O clube de fidelidade do festival volta reformulado e apresenta duas versões: Fã (R$ 119,00) e Rock Star (R$ 599). O Rock in Rio Club Fã dá as tradicionais vantagens do clube, como fila especial na entrada do evento, acesso a Cidade do Rock trinta minutos antes do público em geral, ingresso para o Preview com acompanhante e diversas experiências exclusivas, além da pré-venda exclusiva para a próxima edição do evento, com a garantia de disponibilidade de ingressos para todas as noites. Já o Rock in Rio Club Rock Star tem todas as vantagens da outra versão, além de ter a possiblidade de adquirir até um par de ingressos para a área vip de 2021, ganhar um par de ingressos do serviço de transporte Primeira Classe para 2021, ganhar a adesão gratuita ao Rock in Rio Club 2023 e ainda concorrer ao sorteio de 10 pares de ingressos vitalícios para o festival.

Para Luis Justo, CEO do festival, o Rock in Rio Club fortalece laços com os aficionados. “O Rock in Rio tem uma comunidade enorme de fãs e é justamente pensando neste público que nos posiciona como o maior festival de música e entretenimento do mundo que aprimoramos nosso clube de vantagens. A modalidade Rock Star é incrível. Além de todas as vantagens, te permite comprar um par para a área VIP da edição de 2021, garante o Club de 2023 e participação do sorteio de ingressos vitalícios para o festival. Os 10 sortudos terão compromisso marcado conosco para sempre! Isso não tem preço e só os maiores fãs de carteirinha do Rock in Rio poderão participar” explica Justo.

Rock in Rio Club Fã – R$119,00

– Filas exclusivas na entrada do evento;

– Acesso a Cidade do Rock 30 minutos antes da abertura oficial dos portões;

– Prêmios exclusivos durante o evento;

– Ingresso com acompanhante para o Preview do Rock in Rio 2021, noite apenas para convidados, parceiros e imprensa;

– Possiblidade de participar de experiências exclusivas como visitas aos camarins e backstage e meet&greet com artistas;

– Pré-venda exclusiva para os ingressos do Rock in Rio 2021.

Rock in Rio Club Rock Star – R$ 599,00

– Todos os benefícios do Rock in Rio Club Fã;

– Participação no um sorteio de 10 pares de ingressos vitalícios para o festival;

– Possiblidade de adquirir até um par de ingressos para a área VIP de 2021 (sujeito à disponibilidade);

– Par de ingressos do Primeira Classe para 2021;

– Adesão gratuita ao Rock in Rio Club 2023.

Sobre o Rock in Rio

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento  com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos em diferentes projetos passando por temas como a sustentabilidade, educação, música, florestas, etc. Os investimentos são provenientes da organização do evento e de parceiros.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazónia por meio de doações individuais e de parcerias, através de projetos de restauração e plantação, como o Paisagens Sustentáveis da Amazônia. O projeto traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento pelo menos até 2019. Além disso, o Rock in Rio desenvolve um plano de sustentabilidade onde define medidas para a redução de emissões, onde se inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões, correto consumo de recursos, entre outros, este plano é desenhado para a organização,  patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado.

O Rock in Rio preza por atitudes positivas a qualquer hora e em todos os lugares. Para endossar esse posicionamento da marca “Tod+s Por Um Mundo Melhor” o festival se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. A partir destas parcerias, uma série de ações se desenvolvem sempre pautadas pelo objetivo de adoção de práticas que pensem no coletivo. É assim que a gente faz um mundo melhor acontecer: TOD+S POR UM MUNDO MELHOR.


Sioux 66: atração do Rock in Rio lança novo single e videoclipe

‘Aqui Estamos’ marca uma nova fase para o quinteto paulistano

Foto: Leonardo Palma Benaci

O single e videoclipe “Aqui Estamos” marca uma nova fase para o Sioux 66. Com uma letra que aborda o cotidiano e problemas da sociedade, o material foi produzido por Nobru Bueno, do Studio Pub (Santo André/SP), com masterização de Paulo Anhaia. Já o clipe, dirigido e editado por Victor Gorgatti, é uma realização da Domínio Media Craft. “O material, que precede o novo álbum, é o nosso primeiro com Yohan Kisser dividindo as guitarras com Bento Mello. O processo de composição foi intenso, mas conseguimos tirar o melhor de cada um junto com Nobru Bueno (Studio Pub)”, disse o vocalista Igor Godoi. “Durante as composições, nos mantivemos abertos para experimentar novas linguagens. Gravar com Nobru Bueno foi uma experiência incrível! Ele esteve de acordo com as ideias e conceitos, além de ter feito um ótimo trabalho em captação e timbragem”, acrescentou o guitarrista Yohan Kisser.

Veja o clipe de “Aqui Estamos” em https://youtu.be/9GglbZYXqCM

Além de um novo álbum, previsto para este ano, Igor Godoi (vocal), Bento Mello e Yohan Kisser (guitarras), Fabio Bonnies (baixo) e Gabriel Haddad (bateria) se preparam para a apresentação no Rock in Rio. O show ocorre no dia 4 de outubro (sexta-feira) no Rock District, um bairro dentro das dependências do festival. “Poder tocar no Rock in Rio é a realização de um sonho, não apenas profissionalmente, mas também como fãs de rock. Todos nós já estivemos na plateia do festival no papel de fãs, assistindo bandas que amamos e nos influenciaram, mas agora estaremos lá tocando”, comemorou o baixista Fabio Bonnies. “Nosso show será um pouco diferente. Além de músicas novas que estamos preparando, iremos homenagear bandas que fizeram parte da história do Rock In Rio. Vai ser incrível!”, acrescentou.

Antes, porém, o quinteto se apresentará no “Furia Fest”, que ocorre em 31 de agosto (sábado), no Manifesto Bar (SP), e contará, além do Sioux 66 e dos anfitriões do Furia Inc., com o Kryour e o projeto Men Of Mayhem (MOM).

Tendo dois álbuns na bagagem – “Diante Do Inferno” (2013) e “Caos” (2016), além do EP “Sioux 66” (2012) e dos singles “A Hora é Essa” (2018) e “Aqui Estamos” (2019), o Sioux 66 já realizou shows ao lado de ícones como Aerosmith e Papa Roach.

Foto: Leonardo Palma Benaci

Site relacionado: https://www.facebook.com/sioux66oficial

Contatos:
> YOUTUBE: canalsioux66 e Sioux66VEVO
> INSTAGRAM: @sioux66oficial
> TWITTER: @sioux_66

Shows: f.gorgatti@gmail.com / (11) 97281-7265

Ego Kill Talent encerra gravação de novo álbum nos EUA, anuncia tour com Metallica no Brasil e se prepara para show no Rock in Rio

Banda também assinou contrato com C3 Management para gestão de carreira internacional e William Morris Endeavor (WME) para agenciamento de shows mundial

O Ego Kill Talent anuncia que finalizou o processo de gravação do seu mais novo álbum, no 606, estúdio de Dave Grohl/Foo Fighters, nos arredores de Los Angeles (EUA), ao lado do renomado produtor Steve Evetts (The Cure, Dillinger Scape Plan, Sepultura, The Used, Story of The Year, Devil Driver, Everytime I Die, Symphony X).

Sabendo da responsabilidade em superar toda a excelente repercussão do debut álbum homônimo, o grupo trabalhou arduamente por mais de 1 ano e meio neste disco, que contará com participação de Roy Mayorga, baterista do Stone Sour (projeto paralelo de Corey Taylor, vocalista do Slipknot), música em parceria com John Dolmayan, baterista do System of A Down, e da inusitada participação do skatista Bob Burnquist, que toca percussão em uma das faixas do álbum.

Enquanto este registro não é lançado, Niper Boaventura (guitarra/baixo), Jean Dolabella (bateria/guitarra), Jonathan Correa (vocal), Raphael Miranda (bateria/baixo) e Theo van der Loo (guitarra/baixo) já estão ensaiando para a apresentação no ROCK IN RIO. O grupo é uma das atrações do dia 28 de setembro, junto de Foo Fighters, Weezer, Whitesnake, Titãs e convidados, entre outros. Ingressos já estão esgotados.

Além disso, aproveitando a força dos bons ventos, o Ego Kill Talent foi confirmado recentemente para abrir aos shows do Metallica no Brasil em 2020. As apresentações acontecerão em Porto Alegre (21/04 – Arena do Grêmio), Curitiba (23/04 – Estádio Couto Pereira), São Paulo (25/04 – Estádio do Morumbi) e Belo Horizonte (27/04 – Estádio Mineirão).

Nas quatro datas, a venda começou no último dia 22 de agosto pela internet e nas bilheterias oficiais. Os ingressos, que podem ser parcelados em até 5 vezes exclusivamente para os clientes cartão Elo e 3 vezes para os demais cartões, estarão disponíveis online pelo site https://www.eventim.com.br e nas bilheterias oficiais. Mais informações no serviço abaixo.

A turnê é apresentada pela Elo e produzida pela Live Nation. Budweiser é a cerveja oficial da turnê. Hospital Sancta Maggiore é o fornecedor oficial de São Paulo. Para mais informações, visite www.livenation.lat.

A banda vem cada vez mais consolidando os passos internacionais de sua carreira aproveita  para anunciar oficialmente que assinou  contrato de gerenciamento internacional de carreira com a C3 Management e contrato de agenciamento com William Morris Endeavor (WME) para o booking internacional.

A C3 Management tem sede em Austin, Texas, e escritórios em Londres, Los Angeles, Nashville, Nova York e Boston, foi criada em 2007, por Charlie Walker, Charles Attal e Charlie Jones, que também  são fundadores da C3 Presents, uma das maiores produtoras de eventos ao vivo do mundo (Lollapalooza, Austin City Limits, etc). Hoje, a C3 Management é responsável pela gestão de artistas como The Strokes, Justice, Phoenix, entre outros.

O Ego Kill Talent agora também faz parte do seleto e estrelado time da William Morris Endeavor (WME), uma das maiores e tradicionais agências de talentos do mundo. A companhia representa os principais artistas em diversos segmentos musicais como A Perfect Circle, Adele, Alanis Morissette, Arctic Monkeys, Backstreet Boys, Billy Idol, Bruno Mars, Camila Cabello, Calvin Harris, The Chemical Brothers, Depeche Mode, Drake, Duran Duran, Eagles of Death Metal, Eddie Vedder, Erasure, Faith No More, Florence + The Machine, Foo Fighters, Greta Van Fleet, Justin Timberlake, Kenny G., Kings of Leon, Mark Knopfler, Nine Inch Nails, Pearl Jam, Pharrell Williams, Queens of the Stone Age, Red Hot Chilli Peppers, Selena Gomez, Skrillex, Slash, Soundgarden, The Strokes, System of A Down, Van Halen, entre outros. A WME é responsável pelo agendamento de mais de 30.000 datas em todo o mundo, desde viagens e festivais internacionais.

Thiago Endrigo, advogado e sócio da Elemess, empresa responsável pela estratégia de internacionalização do Ego Kill Talent ressalta: “Esse é um momento muito importante para o Ego Kill Talent. Estamos consolidando um plano de internacionalização traçado há 3 anos, desde que começamos a trabalhar juntos. Com a C3 e WME, a banda passa ter uma musculatura para viabilizar ações internacionais na carreira muito maiores que não seriam possíveis com uma empresa no Brasil. E para a Elemess, o Ego Kill Talent é justamente o case de sucesso que buscávamos construir para criar oportunidades de negócios internacionais que agora são realidade”.

Fundado em dezembro de 2014, em São Paulo, o Ego Kill Talent já se apresentou no Rock in Rio, Lollapalooza Brasil, Lollpalooza Chile, Download Madrid, Download Paris, Rock am Ring e Graspop, abriu cinco shows de estádio para Foo Fighters e Queens of the Stone Age no Brasil, e dividiu o palco com grandes nomes como Guns N’ Roses, Ozzy Osbourne e Within Temptation.

Links relacionados:

https://www.facebook.com/egokilltalent

https://www.facebook.com/elemessmusic

http://www.c3mgmt.com

https://www.wmeagency.com

https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

METALLICA – WORLDWIRED NO BRASIL

PRODUÇÃO: LIVE NATION

APRESENTADO POR CARTÃO ELO

PORTO ALEGRE

Data: 21 de abril de 2020 (terça-feira)

Abertura dos Portões: 17h

Horário do show do Ego Kill Talent: 18h30

Horário do show do Greta Van Fleet: 19h30

Horário do show do Metallica: 21h

Local: Arena do Grêmio

Endereço: Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 – Humaitá, Porto Alegre

Ingressos: a partir de R$125,00 (ver tabela completa)

Classificação etária: 08 a 14 anos acompanhados de responsável legal. Desacompanhado a partir de 15 anos. Menores de 08 anos não terão acesso ao evento.*

*Sujeito à alteração Judicial

SETORES MEIA-ENTRADA INTEIRA
PISTA PREMIUM R$ 370,00 R$ 740,00
PISTA R$ 195,00 R$ 390,00
CADEIRA INFERIOR R$ 220,00 R$ 440,00
CADEIRA SUPERIOR R$ 125,00 R$ 250,00
CADEIRA GOLD R$ 190,00 R$ 380,00

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Dia 20/agosto: das 12hs às 18hs

Pepsi On Stage – Av. Severo Dullius, 1995 – Anchieta, Porto Alegre – RS, 90200-310

Dias 21, 22/agosto: das 12hs às 18hs

Arena do Grêmio – Bilheteria Portão 2

Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 – Humaitá, Porto Alegre – RS, 90250-590

A partir de 23/agosto:

Arena do Grêmio – Bilheteria Portão 2

Av. Padre Leopoldo Brentano, 110 – Humaitá, Porto Alegre – RS, 90250-590

Horário de funcionamento: Terça a sábado das 10hs as 18hs | Não há funcionamento em feriados.

Obs.: Em dia de jogos e eventos, o horário de funcionamento está sujeito a alteração.

VENDA PELA INTERNET – SUJEITO À COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

O único canal de vendas oficial é o www.eventim.com.br.

Obs: não adquira ingressos em qualquer outra plataforma.

FORMAS DE PAGAMENTO

Internet: Cartões de Crédito

Bilheteria oficial: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito. Cheques e Boletos não são aceitos.

MEIA-ENTRADA

Em vigência desde 01/12/2015 o decreto nº 8.537 de 5 de outubro de 2015 garante que 40% dos ingressos de um evento sejam destinados à meia entrada.

Confira no link www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada do seu Estado, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios solicitados na venda e no acesso ao evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O limite de compra é de até 06 ingressos por CPF.

CURITIBA

Data: 23 de abril de 2020 (quinta-feira)

Abertura dos Portões: 17h

Horário do show do Ego Kill Talent: 18h30

Horário do show do Greta Van Fleet: 19h30

Horário do show do Metallica: 21h

Local: Estádio Couto Pereira

Endereço: R. Ubaldino do Amaral, 37 – Alto da Glória, Curitiba – PR

Ingressos: a partir de R$145,00 (ver tabela completa)

Classificação etária: 08 a 14 anos acompanhados de responsável legal. Desacompanhado a partir de 15 anos. Menores de 08 anos não terão acesso ao evento.*

*Sujeito à alteração Judicial

SETORES MEIA-ENTRADA INTEIRA
PISTA PREMIUM R$ 375,00 R$ 750,00
PISTA R$ 200,00 R$ 400,00
CADEIRA SOCIAL SUPERIOR R$ 230,00 R$ 460,00
CADEIRA SOCIAL INFERIOR R$ 210,00 R$ 420,00
CADEIRA PRO TORK R$ 265,00 R$ 530,00
ARQUIBANCADA R$ 145,00 R$ 290,00

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Dias 20, 21 e 22/agosto: das 12hs às 18hs

Estádio Major Antônio Couto Pereira – Bilheteria 2

Rua Amâncio Moro – Alto da Glória, Curitiba – PR, 80060-195

A partir de 23/agosto:

Horário de funcionamento: Terça a sábado das 10hs as 18hs | Não há funcionamento em feriados.

Obs.: Em dia de jogos e eventos, o horário de funcionamento está sujeito a alteração.

VENDA PELA INTERNET – SUJEITO À COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

O único canal de vendas oficial é o www.eventim.com.br.

Obs: não adquira ingressos em qualquer outra plataforma.

FORMAS DE PAGAMENTO

Internet: Cartões de Crédito

Bilheteria oficial: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito. Cheques e Boletos não são aceitos.

MEIA-ENTRADA

Em vigência desde 01/12/2015 o decreto nº 8.537 de 5 de outubro de 2015 garante que 40% dos ingressos de um evento sejam destinados à meia entrada.

Confira no link www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada do seu Estado, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios solicitados na venda e no acesso ao evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O limite de compra é de até 06 ingressos por CPF.

SÃO PAULO

Data: 25 de abril de 2020 (sábado)

Abertura dos Portões: 17h

Horário do show do Ego Kill Talent: 18h30

Horário do show do Greta Van Fleet: 19h30

Horário do show do Metallica: 21h

Local: Estádio do Morumbi

Endereço: Praça Roberto Gomes Pedrosa, 1 – Morumbi, São Paulo – SP

Ingressos: a partir de R$145,00 (ver tabela completa)

Classificação etária: 08 a 14 anos acompanhados de responsável legal. Desacompanhado a partir de 15 anos. Menores de 08 anos não terão acesso ao evento.*

*Sujeito à alteração Judicial

SETORES MEIA-ENTRADA INTEIRA
PISTA PREMIUM R$ 390,00 R$ 780,00
PISTA R$ 210,00 R$ 420,00
ARQUIBANCADA 1 R$ 160,00 R$ 320,00
ARQUIBANCADA 2 R$ 145,00 R$ 290,00
ARQUIBANCADA 3 R$ 160,00 R$ 320,00
ARQUIBANCADA 4 R$ 160,00 R$ 320,00
CADEIRA SUPERIOR 1 R$ 240,00 R$ 480,00
CADEIRA SUPERIOR 2 R$ 240,00 R$ 480,00
CADEIRA SUPERIOR 3 R$ 240,00 R$ 480,00
CADEIRA SUPERIOR 4 R$ 240,00 R$ 480,00
INFERIOR A R$ 230,00 R$ 460,00
INFERIOR B R$ 230,00 R$ 460,00

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Dias 20, 21, 22 e 23/agosto: das 12hs às 18hs

Estádio do Morumbi – Bilheteria 5 – Portão 15A

Praça Roberto Gomes Pedrosa – Morumbi, São Paulo/SP – Cep 05653-070

Referência para a bilheteria: Portão 15A (setor visitante oeste), acesso pela Avenida Giovanni Gronchi

A partir de 24/agosto:

Allianz Parque – Bilheteria portão A

Rua Palestra Itália, 214 – Perdizes – São Paulo/SP – Cep 05005-000

Horários de funcionamento: Terça-feira a domingo das 10hs às 18hs | Não há funcionamento em feriados.

Obs.: Em dia de jogos e eventos, o horário de funcionamento está sujeito a alteração.

VENDA PELA INTERNET – SUJEITO À COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

O único canal de vendas oficial é o www.eventim.com.br.

Obs: não adquira ingressos em qualquer outra plataforma.

FORMAS DE PAGAMENTO

Internet: Cartões de Crédito

Bilheteria oficial: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito. Cheques e Boletos não são aceitos.

MEIA-ENTRADA

Em vigência desde 01/12/2015 o decreto nº 8.537 de 5 de outubro de 2015 garante que 40% dos ingressos de um evento sejam destinados à meia entrada.

Confira no link www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada do seu Estado, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios solicitados na venda e no acesso ao evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O limite de compra é de até 06 ingressos por CPF.

BELO HORIZONTE

Data: 27 de abril de 2020 (segunda-feira)

Abertura dos Portões: 16h

Horário do show do Ego Kill Talent: 18h30

Horário do show do Greta Van Fleet: 19h30

Horário do show do Metallica: 21h

Local: Estádio Mineirão

Endereço: Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – São José, Belo Horizonte – MG

Ingressos: a partir de R$140,00 (ver tabela completa)

Classificação etária: 08 a 14 anos acompanhados de responsável legal. Desacompanhado a partir de 15 anos. Menores de 08 anos não terão acesso ao evento.*

*Sujeito à alteração Judicial

SETORES MEIA-ENTRADA INTEIRA
PISTA PREMIUM R$ 370,00 R$ 740,00
PISTA R$ 195,00 R$ 390,00
CADEIRA INFERIOR (ROXA) R$ 210,00 R$ 420,00
CADEIRA INFERIOR R$ 210,00 R$ 420,00
CADEIRA SUPERIOR R$ 140,00 R$ 280,00

BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

Dias 20, 21, 22 e 23 de agosto: das 12hs às 18hs

Estádio Mineirão – Bilheteria Norte

Rua Av. Antônio Abrahão Caram, 1001 – São José, Belo Horizonte /MG – Cep 31275-000

A partir de 24/agosto:

Loja Eventim – Shopping 5ª Avenida

Rua Alagoas 1314 – Loja 20C– Savassi – Cep 30130-160 – Belo Horizonte/MG

Horários de funcionamento: De Segunda a sexta-feira das 10h às 19h | Sábados das 10h às 16h | Não há funcionamento em feriados.

VENDA PELA INTERNET – SUJEITO À COBRANÇA DE TAXA DE CONVENIÊNCIA

O único canal de vendas oficial é o www.eventim.com.br.

Obs: não adquira ingressos em qualquer outra plataforma.

FORMAS DE PAGAMENTO

Internet: Cartões de Crédito

Bilheteria oficial: Dinheiro, Cartões de Credito e Debito. Cheques e Boletos não são aceitos.

MEIA-ENTRADA

Em vigência desde 01/12/2015 o decreto nº 8.537 de 5 de outubro de 2015 garante que 40% dos ingressos de um evento sejam destinados à meia entrada.

Confira no link www.eventim.com.br/meiaentrada as leis de meia-entrada do seu Estado, identificando quem tem direito ao benefício e os documentos comprobatórios solicitados na venda e no acesso ao evento.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

O limite de compra é de até 06 ingressos por CPF.

Claustrofobia revela capa do single Vira Lata, que sai antes do show no Rock in Rio

Música será lançada em setembro, no streaming, pela Canil Records

Com os dias em contagem regressiva para a apresentação na edição 2019 do Rock in Rio (4 de outubro), o power trio thrash metal Claustrofobia enfim revela a capa do novo single, Vira Lata. A música chega dia 6 de setembro às principais plataformas de streaming pela Canil Records.

É possível já fazer o pré-save do single no Spotify para, quando lançada, a música entrar automaticamente na lista de músicas do usuário. Seja um dos primeiros a ouvir o petardo Vira Lata! Clique aqui: https://onerpm.com/sm/sm?ps=3600935756

Vira Lata é pesada, raivosa, tem groove na medida exata e, com letras em português, faz pertinentes críticas aos tempos de hipocrisia, preconceito, bestialização pelas fake news e desespero generalizado da população brasileira. É uma música que poderia facilmente figuras nos emblemáticos discos Thrasher ou Peste. “Exaltamos as pessoas que fazem sua parte com sorriso no rosto para sobreviver, independente de tudo”, destaca a Claustrofobia. 

O recado do novo single é direto e reto e reverbera a mesma fúria que a Claustrofobia sempre deixou alta e clara em suas composições, desde os primórdios nos idos dos anos 90. “Somos todos Vira Lata e, se você é brasileiro e não concorda com isso, ou é um revoltado inocente ou apenas mais um tolo preconceituoso”.

Vira Lata foi produzida pela própria banda, Marcus D’Angelo (vocal, guitarra), Rafael Yamada (baixo) e Caio D’Angelo (bateria), junto ao produtor Addasi Addasi no Fuel Music Studio  (Fullerton, Califórnia). A mixagem ficou por conta de  Andre “Kbelo” Sangiacomo,  no Family Mob Studios, em São Paulo, que já fez produções do Ratos de Porão, Ego Kill Talent, Far From Alaska e é técnico de som do Sepultura. 

Crédito: Gabriel Aguilar (@gabriel_aguilar1977)

Assessoria de imprensa oficial da Claustrofobia: Roadie Metal (http://roadie-metal.comgleison@roadie-metal.com


Rock in Rio Sessions marca contagem regressiva para o festival

Evandro Mesquita, Thiago Fragoso, Deia Cassali e Rock Street Band deram um gostinho do que o público poderá ver durante o Rock in Rio 2019 na Rock District

Rio de Janeiro, 13 de agosto – Faltam 45 dias para o Rock in Rio e o clima já está contagiante na Cidade do Rock. Para marcar a data, aconteceu na tarde desta terça-feira, 13 de agosto, mais uma edição do Rock in Rio Sessions com Evandro Mesquita, Thiago Fragoso, Deia Cassali e a Rock Street Band com os vocais de André Frateschi. Os artistas se apresentaram no palco intimista e deram um gostinho do que o público poderá assistir no festival.

Presenças confirmadas no line-up da Rock District, os artistas apresentarão ao público um lado pouco conhecido de suas carreiras, o que eles tocam fora de suas turnês oficiais. Será uma ótima oportunidade para os fãs se aproximarem de seus artistas favoritos e saber mais sobre seus gostos e influências na carreira. 

“A Rock District traz grandes nomes artísticos que podem neste espaço apresentar seus shows paralelos e grandes homenagens as suas referências musicais. Promover hoje este encontro dando ao público uma dimensão do que estar por vir, é, sem dúvida, uma ótima oportunidade de entrar no clima do festival”, afirma Marisa Menezes, diretora artística do Rock in Rio.

A Rock Street Band – formada por André Frateschi, Mauro Berman, Fernando Vidal, Lourenço Monteiro e Gê Fonseca – volta ao Rock in Rio com repertório de bandas que já passaram pelo festival, além de fazer uma homenagem ao Queen, Led Zeppelin e Raul Seixas.  Eles se apresentam em todos os dias do festival, com várias entradas ao longo do dia.

O palco da Rock District vai receber 11 shows inéditos. Dinho Outro Preto, Rogério Flausino e Sideral, Sioux 66, Deia Cassali, Thiago Fragoso, Kisser Klan, Rollando Stones, Notórios, Movie Over e Tamo aí na atividade –  uma celebração ao Charlie Brown Jr, com os integrantes Marcão, Pinguim e Heitor, apresentarão um repertório montado especialmente para o palco.  

Além dos tradicionais Mundo e Sunset, o Rock in Rio sempre busca oferecer ao público uma experiência ainda mais inesquecível. Só nesta edição, o festival traz sete novas atrações: Espaço Favela; NAVE- Nosso Futuro é Agora; Fuerza Bruta; Rota 85; a área dedicada à Dance Music – o New Dance Order; Highway e o Supernova, que vai reunir novos expoentes da música. Ao todo são 16 espaços, entre eles a Rock District, de atrações ocupando 385 mil m² do Parque Olímpico. Esta é considerada a maior Cidade do Rock de todos os tempos e a edição do festival com o maior número de atrações desde sua criação, em 1985. 

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


Phil X, guitarrista do Bon Jovi, fará workshops em SP e RJ no mês de setembro

Crédito: Divulgação

Phil X, o guitarrista do Bon Jovi, da banda The Drills e com brilhante passagem pelo Triumph, aproveitará sua passagem pelo Brasil para os shows no Rock in Rio e em São Paulo e fará workshops de guitarra para fãs e apaixonados pelo instrumento. Com um invejável currículo, o músico grec0-canadense realizará dois grandes masterclasses, dia 24/9 na capital paulista (Manifesto Bar) e dia 30/9 na Cidade Maravilhosa (Teatro Prudential).

A Onstage Agência e a Estreia Produções assinam a realização dos workshops. Durante o encontro, Phil falará sobre sua experiência musical e mostrará algumas de suas técnicas.

Phil, natural de Toronto, é daqueles guitarristas que criam e gravam solos, riffs e melodias em aclamados discos do rock e do pop mundial, mas ficam na retaguarda. A lista de artistas com quem já tocou é imensa: Tommy Lee, Methods of Mayhen, Avril Lavigne, Kelly Clakson, Orianthi, Robustezes Zombie, Chris Daughtry, Alice Cooper, Thousand Foot Krutche, entre outros.

Com o Bon Jovi, Phil toca desde 2011, quando foi chamado às pressas para substituir Richie Sambora e continuar a extensa turnê da banda pelos Estados Unidos e Europa. Nome de respeito que é, o guitarrista chegou a participar de talk shows norte-americanos ao lado de Jon Bon Jovi, como os comandados por Ellen DeGeneres e Jay Leno.

Phil X também atua como guitarrista, compositor e vocalista na banda The Drills, fundada em 2003.

Existem músicas icônicas com a assinatura de Phil X. “Tired”, do álbum Tommyland: The Ride, o segundo disco solo do baterista do Mötley Crüe, Tommy Lee, lançado em 2005. No Triumph, o guitarrista gravou o excelente Edge of Excess, de 1992.

Phil X ainda participou do vídeo de “making of” do filme Josie e as Gatinhas, sucesso dos anos 2000. Ele também atuou como instrutor de música e ensinou a jovens atores como fingir a tocar seus instrumentos.

Serviço 
Phil X Guitar Clinic | São Paulo 
https://www.facebook.com/events/726860664414351/ 
DATA: 24 de setembro 
LOCAL: Manifesto Bar (Rua Iguatemi, 36 – Itaim Bibi) 
INGRESSOS: R$ 100 (Primeiro lote: estudante/meia promocional): bit.ly/PhilXSaoPaulo 
Classificação etária: 18 anos (Menores de 18 anos apenas acompanhados por responsável legal)

Phil X Guitar Clinic | Rio de Janeiro 
https://www.facebook.com/events/364809204220738/ 
DATA: 30 de setembro 
LOCAL: Teatro Prudential (Rua do Russel, 804 – Glória) 
INGRESSOS: R$ 100 (Primeiro lote: estudante/meia promocional): bit.ly/PhilXRioDeJaneiro 
Classificação etária: 16 anos

Rock in Rio: em dia de Charlie Puth, festival anuncia Projota no Palco Sunset

Além do anúncio para tocar no festival, Projota inaugura nesta quarta-feira, 26, o Rock in Rio Sessions na Cidade do Rock. Artista convida Vitão e Giulia Be para apresentação do dia de outubro 05

Divulgação

Rio de Janeiro, 26 de junho de 2019 – Faltam menos de 100 dias para a Cidade do Rock receber o maior Rock in Rio de todos os tempos e os preparativos estão a todo vapor. Uma das novidades para o período preparatório para o evento foi anunciada nesta quarta-feira com show do Projota. Pela primeira vez, o escritório montado na Cidade do Rock receberá os artistas, antes mesmo de o evento acontecer, para as chamadas Rock in Rio Sessions, que terá cobertura oficial das redes do festival.

“Um palco intimista que receberá nomes que estarão no Rock in Rio. Nessas visitas, eles poderão dar uma palhinha do que poderá ser visto no festival. Será uma ótima oportunidade para conhecer a Cidade do Rock e se familiarizar com cada área”, garante Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Palco Sunset faz seu primeiro show na Rock in Rio Sessions com anúncio de Projota

O Palco Sunset, um dos espaços mais procurados pelo público, tem um line-up recheado de encontros para todos os gostos. Em noite que ninguém menos que o norte-americano Charlie Puth encerra o palco, para deixar o dia 05 de outubro ainda mais especial, Projota entra e convida Vitão e Giulia Be, substituindo o artista Kane Brown. O cantor norte-americano retira-se da programação para acompanhar sua esposa, Katelyn Jae, durante os últimos dias de gestação.

“Kane Brown nos disse que sua esposa está esperando o nascimento de seu primeiro filho na época em que o Rock in Rio está acontecendo, então ele respeitosamente nos pediu para substituí-lo em nosso show. A escolha veio a partir de um nome de grande relevância da cena do rap nacional e que já estava no meu radar durante a montagem do palco. O Projota é um artista que admiro muito e tê-lo conosco, sem dúvida, será muito especial. Ele fará uma combinação maravilhosa com Vitão e Giulia Be”, afirma Zé Ricardo, diretor artístico do Palco Sunset.

Projota é um dos grandes nomes do rap brasileiro e junto com o pop Vitão e Giulia Be, revelação do pop nacional e compositora de “Too Bad” (hit absoluto da novela “O Sétimo Guardião”), levarão ao Sunset muita musicalidade brasileira no dia de outubro 05. O line-up do dia ainda terá Funk Orquestra com Ludmilla, Fernanda Abreu e Buchecha; Anavitória e Saulo. Para fechar o cartaz, Charlie Puth.

“Estou prestes a realizar um dos grandes sonhos da minha carreira, tocar no maior festival do planeta. Estou preparando o meu melhor show, com a minha banda que está muito preparada. Já subi ao palco do RIR junto aos meus amigos do 30 Seconds to Mars, e é um orgulho muito grande poder retornar dessa vez com o meu show. Já estou me preparando pra umas das maiores emoções da minha jornada na música”, afirma Projota, que lançou recentemente o álbum “Tributo Aos Sonhadores I”. No álbum há ainda a música “Sei Lá”, com Vitão, que atualmente encontra-se entre as músicas mais tocadas no Brasil.

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


Contagem regressiva: faltam 100 dias para o Rock in Rio 2019

Rio de Janeiro, 19 de junho de 2019 – Faltando exatos 100 dias para o início do Rock in Rio, o maior festival de música e entretenimento do mundo surpreende o público com o anúncio de mais três novos palcos. O primeiro será visto logo na chegada da Cidade do Rock. Estrategicamente posicionados próximos às duas entradas do festival, os Palcos Cariocas, patrocinados pelo MetrôRio, vão reunir artistas independentes durante toda a tarde fazendo um aquecimento do público.

Já dentro da Cidade do Rock, um novo palco, patrocinado pela plataforma de entretenimento Filtr Live, vai reunir novos expoentes da música em um lugar privilegiado com vista para toda a Cidade do Rock. O nome será escolhido por meio de voto dos fãs nas redes sociais do festival. O line-up deste palco será revelado nos próximos meses.

A última novidade fica na Rota 85. O palco Highway levará para a Cidade do Rock a atmosfera das estradas americanas com as bandas Cash Crash, Os Caras e Carol e JP Bonfá. As atrações vão levar para este novo palco o clássico Rock & Country Blues.  

 O Rock in Rio 2019 sempre busca oferecer ao público uma experiência ainda mais inesquecível. Só nesta edição, o festival traz cinco novas áreas: Espaço Favela, NAVE- Nosso Futuro é Agora, Fuerza Bruta, Rota 85 e a área dedicada à Dance Music – o New Dance Order. Ao todo são 16 espaços de atrações ocupando 385 mil m² do Parque Olímpico. Esta é considerada a maior Cidade do Rock de todos os tempos e a edição do festival com o maior número de atrações desde sua criação, em 1985.

Retirada de ingressos

A partir do dia 1º de julho começa a retirada dos ingressos para quem optou por ponto físico. Até dia 26 de setembro, as retiradas de ingressos do Rock in Rio ocorrerão no subsolo da Estação de Metrô Carioca. Estarão disponíveis para agendamento faixas de horário de 9h às 19h, de segunda a sexta-feira, e de 10h às 15h, aos sábados. Para agendar o horário, basta acessar o Histórico de Compras a partir de 24/6 no site da Ingresso.com e agende a retirada de seu pedido.

 A partir do dia 27 de setembro, a retirada ocorrerá exclusivamente nas bilheterias oficiais da Cidade do Rock, por ordem de chegada. Nos dias de festival (27, 28 e 29 de setembro, 03, 04, 05 e 06 de outubro), as bilheterias funcionarão das 10h às 22h; e nos dias intermediários (30 de setembro e 01 e 02 de outubro), das 9h às 19h, com encerramento de filas às 18h.

Primeira Classe

 O Transporte Primeira Classe, sucesso nas edições passadas do Rock in Rio, continuará a oferecer o serviço para o público que irá ao evento. No total, são 17 trajetos sem paradas, feitos em ônibus executivos. A opção é a mais confortável e a única que deixa os clientes em uma entrada exclusiva na Cidade do Rock. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque rumo aos pontos selecionados na Cidade. A tarifa foi mantida desde a última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. O valor pode ser parcelado em até 3 vezes, e a venda está aberta com vagas limitadas no site http://transporteprimeiraclasse.com.br/.

 O Primeira Classe conta com um dos maiores terminais rodoviários montados em um festival de música. A venda é somente online e os compradores deverão optar pelo ponto de partida, data e horário que desejarem, mas podem retornar em qualquer horário e para qualquer destino (exceto rota de Petrópolis), a partir de 22h, com saídas mediante demanda.  

Hotelaria da Cidade Maravilhosa pronta para receber os fãs do Rock in Rio

Dando continuidade às parcerias com a rede hoteleira do Rio de Janeiro, o Rock in Rio mais uma vez associa-se aos hotéis para garantir, assim, que seus visitantes desfrutem de melhores tarifas e inúmeros benefícios. Nos hotéis oficiais, o público poderá ter acesso a serviços exclusivos: kits de boas-vindas, ambiente temático, menu temático no restaurante e translado direto à Cidade do Rock, para não perder o horário de nenhum show. Para mais informações visite reserva.evnts.com.br/rock-in-rio-2019.

Por meio da Accor, apoiadora oficial do festival, também é possível adquirir hospedagens nos hoteis da rede:  https://www.accorhotels.com/pt-br/promotions-offers/early-booking-offers/owm010432-001-hoteis-rock-in-rio-2019.shtml

 Para adquirir pacotes de viagens os interessados devem entrar em contato com a Agência Oficial do Rock in Rio, a CVC, no link: https://www.cvc.com.br/promocao/rock-in-rio.

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 

Rock in Rio confirma cancelamento de show de Megadeth

Organização se sensibiliza com a situação de saúde de Dave Mustaine e já trabalha para anunciar novo nome

Rio de Janeiro, 17 de junho de 2019 – O Rock in Rio se sensibiliza com a repentina notícia sobre o estado de saúde do vocalista e guitarrista DAVE MUSTAINE, da banda MEGADETH. O artista anunciou hoje, 17 de junho, em suas redes sociais que foi diagnosticado com um câncer na garganta.

Infelizmente, em função da doença, a banda cancelou a maioria dos shows de 2019, incluindo as apresentações no Brasil. A organização do festival se une aos familiares e milhões de fãs em todo o mundo nas preces para a pronta recuperação do artista.

O Rock in Rio informa que já está trabalhando para a substituição da banda, que tocaria no dia 4 de outubro, e em breve anunciará um novo nome.

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


Rock in Rio 2019: Vendas para o Rock in Rio Primeira Classe estão abertas

O transporte sairá de diversos pontos do RJ e deixará os passageiros em entrada exclusiva do festival

Rio de Janeiro — O Transporte Primeira Classe foi um sucesso nas edições passadas e esse ano o evento continuará a oferecer o serviço para o público. São 17 trajetos sem paradas, feitos em ônibus executivos. A opção é a mais confortável e a única que deixa os clientes em uma entrada exclusiva na Cidade do Rock. A volta acontece da mesma forma, saindo direto do parque. A tarifa foi mantida desde a última edição: R$ 100 com direto a ida e volta. O valor pode ser parcelado em até 3 vezes, e a venda está aberta com vagas limitadas no site http://transporteprimeiraclasse.com.br/. O Rock in Rio acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca. 

O Primeira Classe conta com um dos maiores terminais rodoviários montados em um festival de música. A venda é somente online e os compradores deverão optar pelo ponto de partida, data e horário que desejarem, mas podem retornar em qualquer horário e para qualquer destino (exceto rota de Petrópolis), à partir de 22hs, com saídas mediante demanda.  

Os usuários terão seu próprio voucher de embarque que só poderão ser utilizados em dia, horário ou ponto de embarque escolhido durante a compra. Os embarques serão por ordem de chegada e a organização recomenda que os passageiros cheguem com, pelo menos, 15 minutos de antecedência do horário marcado.  

Confira os pontos de saída do Primeira Classe 

Botafogo Praia Shopping, Shopping Nova América, Aeroporto Santos Dumont, Aeroporto Galeão, Niterói, Petrópolis, Ipanema, Copacabana, Tijuca, Rio Design Barra, Shopping Downtown, Praia da Barra da Tijuca, Méier, Rodoviária Novo Rio, Recreio, Lagoa Rodrigo de Freitas e Centro.  

Os pontos de embarque informados são indicativos de sua localização aproximada. Os locais exatos de embarque serão informados posteriormente após determinação da autoridade de trânsito local (CET-Rio e outros órgãos dos respectivos municípios). É importante verificar próximo ao dia do show o local exato de embarque. 

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 33 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


ROCK IN RIO 2019: INGRESSOS ESGOTADOS PARA A NOITE DE P!NK

O público ainda pode garantir entrada para os dias 28 e 29 de setembro, quando se apresentam Foo Fighters e Bon Jovi no Palco Mundo

Após a abertura das vendas no dia 11 de abril, a organização do Rock in Rio acaba de confirmar que a noite de 5 de outubro, com a artista a artista P!nk como headliner, está com ingressos esgotados. Neste mesmo dia se apresentam no Palco Mundo a nova formação do Black Eyes Peas, a premiada H.E.R. e a brasileira Anitta.

Menos de três horas depois do início das vendas, os primeiros ingressos a esgotarem foram para o dia do metal, com IRON MAIDEN, seguido pelo dia 06 de outubro quando Muse e Imagine Dragons sobem ao Palco Mundo.

Já na segunda semana de vendas, no dia 18 de abril, outros dois dias ficaram sem ingressos. As vendas esgotaram para 27 de setembro, com os rappers rap Drake e Cardi B pela primeira vez no Brasil, e 3 de outubro com Red Hot Chili Peppers e Panic! At The Disco no Palco Mundo.

Agora, os fãs que desejarem viver a experiência do Rio in Rio podem escolher entre dois dias. O público ainda pode garantir ingressos para assistir Foo Fighters, Weezer, Tenacious D e CPM 22+Raimundos no Palco Mundo e o consagrado Whitesnake no Palco Sunset dia 28 de setembro; Bon Jovi, Dave Matthews Band, Goo Goo Dolls e Ivete Sangalo, além da headliner do Sunset Jessie J em 29 de setembro.

Diariamente o público poderá curtir as atrações da nova área dedicada à Dance Music, o New Dance Order, e conhecer a arena NAVE – Nosso Futuro é Agora. Outra novidade, o Espaço Favela vai reunir expoentes das comunidades cariocas. Também pela primeira vez na Cidade do Rock, a companhia Fuerza Bruta apresentará espetáculo que conta a história do festival. Consagrados músicos brasileiros estarão no Rock District e a Rock Street Asia celebrará o continente com apresentações de artistas asiáticos. Quem passar pela Cidade do Rock ainda poderá provar as delícias de chefs renomados no Gourmet Square e, ainda, se divertir na Gameplay Arena.

Valor dos Ingressos

A venda dos ingressos acontece no site rockinrio.ingresso.com, canal de vendas oficial. A compra é exclusivamente online, sem taxa de conveniência. Os ingressos para o Rock in Rio 2019 custam R$ 525,00 inteira e R$ 262,50 meia entrada. 

Os clientes que efetuarem o pagamento com os cartões de crédito Itaú, Itaucard ou Credicard têm desconto de 15% na compra de ingresso (desconto não cumulativo com a meia-entrada ou com outros descontos) e parcelamento em até 8x sem juros. Nos demais cartões aceitos o pagamento poderá ser feito em até 6x sem juros.

Antes de finalizar a compra do ingresso, é possível contribuir para o projeto socioambiental Amazonia Live, que serão revertidos em combos de 1, 2, 4, 6, 8, 10 e 20 árvores a serem plantadas na Amazônia. O preço é de R$ 4,70 por árvore acrescido das taxas de transações financeiras. Todas as doações serão depositadas na conta do FUNBIO – Fundo Brasileiro para a Biodiversidade.

Sobre o Rock in Rio 

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985 e com 34 anos de vida, é parte relevante da história da música mundial. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Nas redes sociais, os números da edição de 2017 são bem impactantes. São 143 milhões de pessoas alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes do festival somente durante os dias de evento. 

Nascido no Rio de Janeiro, o evento conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

Muito mais que um evento de música, o Rock in Rio pauta-se também por ser um evento responsável e sustentável.  Em 2001, por meio do projeto social “Por um mundo melhor”, assumiu o compromisso de conscientizar as pessoas para o fato de que pequenas atitudes no dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, o Rock in Rio recebeu a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis, um reconhecimento do poder realizador da marca que desenvolve diversas ações com vista à construção de um mundo melhor, como a criação de 212,5 mil empregos diretos e indiretos no total das 19 edições, e mais de R$ 100 milhões investidos em causas socioambientais e a construção de um legado positivo para as cidades onde o evento é realizado. Em 2016, foi anunciado o Amazonia Live, projeto socioambiental do Rock in Rio, presente nas edições do festival até 2019 em todos os países onde o evento é realizado. Com o projeto, já foram angariadas mais de 73 milhões de árvores por meio de doações. 

Badauí, do CPM22, faz show surpresa na estação General Osório em ação do Rock in Rio

Cantor tocou com a banda Vidal Trio que participa da “Festa no Metrô”, na contagem regressiva para a venda do Rock in Rio Card, dia 12 deste mês

Se ontem, terça-feira, a produção do Rock in Rio levou a banda Capital Inicial para o Metrô de São Paulo, hoje a surpresa foi para o público carioca. Quem passava pela estação General Osório, em Ipanema, no início da noite, assistiu um pocket show do cantor Badauí, vocalista do CPM22. O presente para os passageiros é mais uma ação do esquenta para a venda do Rock in Rio Card, que equivale a um ingresso antecipado e garante a entrada ao evento antes mesmo da confirmação de todas as bandas e atrações, e será feita no dia 12 de novembro, a partir das 19h, no site rockinrio.ingresso.com.

Badauí se apresentou com a banda Vidal Trio que participa da “Festa do Metrô” e cantou os hinos  do Ramones “Rockaway Beach” e “Sheena is a Punk Rocker”, fechando com o sucesso “Um minuto para o fim do mundo” do CPM22.  Até o dia 12, com exceção do domingo, quatro shows de 50 minutos que acontecem diariamente, das 17h às 21h, nas estações Antero de Quental, General Osório, Jardim Oceânico, Maria da Graça, Saens Pena e Siqueira Campos, do MetrôRio, e no terminal Alvorada, do BRT. Os artistas que se apresentam na “Festa no Metrô” foram selecionados pela curadoria do Rock in Rio. São eles: A Coisa Toda, Caio Barreto, Cecelo, Daniel Lopes, Ge Fonseca, João Pedro Bonfá, Jorge Ailton, Os Roquistas e Adal Fonseca, Rodrigo Sha, Tritony Trio e Vidal Trio.

Badauí falou sobre o convite da organização do Rock in Rio e da oportunidade de tocar para o público do metrô carioca. “Eu achei muito inusitado! O Rock vem do povo, do olho no olho. Então tocar para o trabalhador que está voltando para casa é um retorno para a essência do Punk rock. Foi demais!”, resumiu o vocalista da CPM22.

Fernanda Estrella, diretora de marketing do Rock in Rio, ressaltou que as ações promovidas têm o intuito de antecipar o clima contagiante do festival. “O Rock in Rio é isso! Música, entretenimento e alegria por todos os lugares. Queremos todos conosco em 2019 e a melhor forma de garantir presença é com o Rock in Rio Card, já no dia 12. Sabemos que os ingressos esgotam em poucas horas e o pessoal precisa estar no site às 19h”, alerta Estrella. O maior festival de música e entretenimento do mundo acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 03, 04, 05 e 06 de outubro, na Cidade do Rock, no Rio de Janeiro.






Rock in Rio 2019: Venda do Rock in Rio Card começa no dia 12 de novembro

Venda será a partir das 19h no site da Ingresso.com

Concurso Desafio Rock in Rio vai premiar pares do Rock in Rio Card aos ganhadores

A partir das 19 horas do dia 12 de novembro, os fãs do Rock in Rio vão garantir sua presença antecipada na edição de 2019 do maior festival de música e entretenimento do mundo, que acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 03, 04, 05 e 06 de outubro, na Cidade do Rock do Rio de Janeiro. A partir deste dia começa a ser vendido o Rock in Rio Card, que equivale a um ingresso antecipado e garante a entrada ao evento antes mesmo da confirmação de todas as bandas e atrações. A Cidade do Rock vai estar ainda maior em 2019, garantindo assim mais espaço de circulação e conforto ao público.

Os interessados devem adquirir o Rock in Rio Card no site da Ingresso.com, canal oficial de vendas do evento. Para a edição de 2019, a organização já anunciou o retorno memorável do dia do metal com IRON MAIDEN, Scorpions, Megadeth, Sepultura e Canto Cego no dia 04 de outubro. No dia 05, o dia dedicado ao pop com P!nk, The Black Eyed Peas, Anitta e uma nova atração que ainda será anunciada. Encerrando o festival, no dia 06 de outubro Muse, Imagine Dragons, Nickelback e Os Paralamas do Sucesso.

Para quem quer comprar, é preciso se planejar, já que nas últimas edições a venda foi encerrada em menos de duas horas, quando os 120 mil ingressos disponíveis se esgotaram.

A venda de ingressos será feita pelo hotsite rockinrio.ingresso.com. Para a edição do Rock in Rio 2019, o valor da entrada será R$ 495 (inteira) e R$ 247,50 (meia-entrada). O pagamento pode ser feito por cartão de crédito e o valor parcelado em até seis vezes. Clientes Itaú que efetuarem o pagamento com cartões de crédito Itaucard e Credicard têm desconto de 15% na compra do Rock in Rio Card e poderão dividir o pagamento em até oito vezes sem juros. A oferta é limitada a 4 ingressos por CPF.

Por ser uma venda especial, o limite de compra é de até quatro entradas por CPF, sendo uma meia-entrada, com exceção para meia entrada para pessoas portadoras de necessidade especial, que têm direito a comprar a meia-entrada também para seu acompanhante.

Os clientes que adquirirem meia-entrada terão que informar no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade do Rock, no dia do evento.

O fã que adquirir o produto pode escolher em qual data pretende usá-lo, antes que a venda oficial de ingressos seja aberta ao público em geral, em abril do ano que vem — a escolha poderá ser feita de 06 de fevereiro a 08 de abril de 2019.

A Rede é o meio de pagamento oficial do Rock in Rio 2019. Além da captura na venda de ingressos, a companhia será responsável pelas transações de tudo o que for comercializado nas lojas da Cidade do Rock, como bebidas, alimentação e souvenires.

A entrada para o Rock in Rio permite acesso a todas as áreas e atrações da Cidade do Rock. Assim como na edição de 2017, a pulseira do Rock in Rio Card chegará via DHL em uma caixa personalizada no endereço indicado no momento da compra do produto.

Desafio Rock in Rio vai sortear 50 pares o Rock in Rio Card

De 5 a 7 de novembro, o Rock in Rio vai promover um desafio, que vai movimentar as redes sociais, com o sorteio de 50 pares do Rock in Rio Card. A promoção vai funcionar da seguinte forma: serão disponibilizadas dicas nas redes do Rock in Rio e os participantes terão que descobrir o enigma em questão. Quem acertar e preencher corretamente a resposta no hotsite da promoção (wwww.desafiorockinrio.com.br), leva para casa um par do Rock in Rio Card. Cada ganhador só precisa acertar um enigma e não poderá participar de novas tentativas. Os vencedores serão notificados por email, contato telefônico e terão seus nomes divulgados no hotsite da promoção.

Clientes Itaú terão 15% de desconto na compra do Rock in Rio Card

Os clientes do Itaú Unibanco, empresa patrocinadora máster do Rock in Rio, têm 15% de desconto na compra da entrada inteira e podem parcelar em até oito vezes —o desconto é exclusivo para pagamento com cartões de crédito Itaucard e Credicard.

Pré-Venda Rock in Rio Club

Os sócios do Rock in Rio Club terão a oportunidade de adquirir o Rock in Rio Card antes de todos. A pré-venda começa no dia 5 de novembro às 19h e segue até o dia 11 de novembro, às 19h no hotsite rockinrio.ingresso.com.

Na campanha do Card, professor volta à tela e elabora plano secreto para garantir ingressos do Rock in Rio 2019

Desejado por milhares de pessoas a cada edição, os ingressos do Rock in Rio estão novamente na mira do professor de matemática. Personagem icônico das campanhas do maior festival de música e entretenimento do mundo, assinadas pela Artplan. Em 2013 e 2015, o professor dava aulas e tentava entender a matemática da venda de ingressos. Não conseguiu comprar nas duas vezes. Em 2017, invadiu a base de dados do festival na esperança de conseguir. Mais uma vez falhou. Agora, ele volta determinado.

No roteiro dos filmes para TV que estreiam nesta quinta-feira (01), o professor reúne um grupo para tentar roubar um cofre contendo os Rock in Rio Cards. Na peça, os integrantes usam máscaras de palhaço, e cada membro recebe uma missão diferente dentro do planejamento detalhado e pensado pelo professor. Se ele vai conseguir dessa vez ainda é mistério.






Rock in Rio 2019 anuncia Muse, Imagine Dragons, Nickelback e Os Paralamas do Sucesso

Artistas completam o line-up do último dia do festival

Na noite de encerramento, dois headliners se apresentam no Palco Mundo
Venda oficial do Rock in Rio Card acontece no dia 12 de novembro, a partir das 19h

Depois de anunciar o dia do metal e do pop, o Rock in Rio divulga o line-up completo de 06 de outubro, último dia do evento, e com uma surpresa: dois headliners. Nesta noite, o público vai conferir a apresentação de Muse e Imagine Dragons, além de Nickelback e Os Paralamas do Sucesso, celebrando a noite com um time que promete oferecer uma experiência única ao público que estiver na Cidade do Rock.

Vista como a banda da atualidade com um dos melhores shows ao vivo dos últimos tempos, a britânica Muse vai celebrar seu retorno aos palcos brasileiros. O grupo fez sua estreia no Rock in Rio em 2013, quando apresentou seu rock indie com um toque progressivo em uma performance de alto nível na Cidade do Rock. Agora, eles estão de volta com um novo álbum e materiais inéditos. Já os americanos do Imagine Dragons, a banda de rock mais ouvida no mundo, é igualmente muito esperada, especialmente por ser esta a sua primeira vez no festival.

Os gigantes do rock multiplatina Nickelback estarão pela segunda vez no evento, após uma performance memorável em 2013. A banda top das paradas traz seu show cheio de energia, um retorno que o público não vai querer perder. E a abertura da noite fica com os veteranos Os Paralamas do Sucesso. A banda esteve na edição de 1985 do festival e ajudou a construir a história do evento junto a outros nomes nacionais. Esta será a sua quarta vez no Rock in Rio, depois de 1985, 2011 e 2015. Com a mesma formação original, os eternos meninos, que em 1985 tinham apenas 23 anos, prometem um show, claro, com os muitos hits que o público ama cantar junto.

Com as novas atrações o line-up do festival está assim:
04 de outubro — IRON MAIDEN, Scorpions, Megadeth e Sepultura
05 de outubro — P!nk, The Black Eyed Peas e Anitta
06 de outubro — Muse, Imagine Dragons, Nickelback e Os Paralamas do Sucesso

Sobre o Muse

Com sete álbuns lançados, a banda britânica afirma que ainda há muito a fazer, muitos lugares para visitar e muito público para surpreender com o seu show. O próximo lançamento do Muse, “Simulation Theory”, está programado para ser lançado no dia 09 de novembro. Mas a turnê que virá ao Brasil, certamente, vai reunir ainda clássicos que não podem faltar em um show da banda inglesa, como “Supermassive Black Hole”, “Starlight”, “Madness”, “Psycho” e “Mercy”.

Em junho deste ano, Matthew Bellamy, Chris Wolstenholme e o baterista Dominic Howard subiram ao palco em uma apresentação memorável no Rock in Rio Lisboa. Para a próxima edição do evento, os fãs certamente podem esperar uma repetição do sucesso que tiveram em Portugal.

Muse é formado por Matt Bellamy, Dominic Howard e Chris Wolstenholme. O seu novo álbum, “Simulation Theory”, será lançado no dia 09 de novembro. O álbum anterior da banda “Drones”, lançado em junho de 2015, estreou em primeiro lugar em 21 países no mundo todo, além de ser o primeiro álbum da banda número um nos Estados Unidos.   O álbum ganhou ainda o Grammy Award, o segundo da banda de Melhor Álbum de Rock em fevereiro de 2016. Desde sua formação em 1994, o Muse lançou sete álbuns de estúdio, vendendo mais de 20 milhões de álbuns em todo o mundo.

Amplamente reconhecida como uma das melhores bandas ao vivo do mundo, Muse ganhou inúmeros prêmios musicais, incluindo dois Grammy Awards, um American Music Award, cinco MTV Europe Music Awards, dois Brit Awards, dez NME Awards e sete Q Awards, entre outros.

Sobre o Imagine Dragons

Dono dos sucessos “Radioactive”, “Demons”, “Believer” e “Whatever it takes”, os americanos ganharam o mundo apenas em 2008, ano de lançamento, até se tornar hoje a banda de rock mais ouvida no Spotify, com mais de 38 milhões de ouvintes mensais.

Em dez anos de estrada, a banda originada em Las Vegas – cidade que recebeu a edição americana do festival em 2015 – já lançou três discos e inúmeros singles com seu estilo único misturando indie rock, pop e eletrônico. Com uma sequência de hits, não é surpresa que também sejam colecionadores de prêmios: três American Music Awards, nove Billboard Music Awards, um Grammy Award e um World Music Award. Canadá, República Tcheca, Finlândia, Noruega, Suíça e Estados Unidos são alguns dos países em que o Imagine Dragons chegou ao 1º lugar com seu disco mais recente, Evolve, de 2017. Na França, a banda conquistou disco de ouro e dois discos de platina pelo resultado das vendas nos EUA e no Reino Unido. Por essas e outras, Dan Reynolds (vocal), Wayne Sermon (guitarras), Ben McKee (baixo e teclado) e Daniel Platzman (bateria e percussão) não vão deixar ninguém parado na Cidade do Rock.

Sobre o Nickelback

O Nickelback volta ao Rio de Janeiro com o seu maior e ainda mais barulhento show, em uma performance incansável das faixas de seus nove álbuns duradouros, como os clássicos de todos os tempos, ‘How You Remind Me’, ‘Burn it To The Ground’ , ‘Gotta Be Somebody’ e sucessos mais recentes de seu álbum atual, ‘Feed The Machine’, ‘Song On Fire’ e ‘Must be Nice’.

Os superstars internacionais de gravação acumularam mais de 50 milhões de vendas em todo o mundo, mais de 23 singles no topo das paradas e uma audiência online superior a 21 milhões, com incríveis 1,5 bilhão de visualizações no YouTube e 1,4 bilhão de transmissões do Spotify. ‘All The Right Reasons’, que vendeu mais de 10 milhões apenas nos EUA, foi premiado recentemente com a certificação de vendas RIAA Diamond, colocando-os em uma pequena lista de artistas de elite que já conquistaram a esta certificação. Nickelback tem doze turnês internacionais consecutivas esgotadas, tocando para mais de oito milhões de fãs obcecados.

Nickelback foi classificado em 2009 pela Billboard como o sétimo, entre todos os artistas, e o primeiro entre os grupos de rock de maior sucesso da década. O hit “How You Remind Me” foi a quarta canção de rock mais vendida da década, somando-se à coleção de sucessos da banda como “Photograph”, “Far Away”, “Rockstar” e “Hero”. música tema do filme Homem Aranha em 2002.

Desde sua formação em Alberta, Canadá, em 1995, a celebrada globalmente e multiplatina banda de rock, Nickelback, se consolidou como um das mais viáveis comercialmente com apresentações importantes nas duas últimas décadas,  solidificando seu status como o “décimo primeiro show musical mais vendido” e o segundo show estrangeiro mais vendido nos EUA do século XXI. Entre todos esses, eles também foram nomeados “Top Rock Group of the Decade”da Billboard. Ao longo do caminho, eles receberam nove indicações ao Grammy Award, três American Music Awards, um World Music Award, um People’s Choice Award, doze Prêmios JUNO, sete MuchMusic Video Awards, e foram incluídos na Calçada da Fama do Canadá (2007).

A banda Nickelback é formada por Chad Kroeger (Vocal Principal, Guitarras), Ryan Peake (Guitarras, Backing Vocals), Mike Kroeger (Baixo) e Daniel Adair (Bateria, Backing Vocals).

Sobre os Paralamas do Sucesso

Com seu rock swingado, Os Paralamas do Sucesso ganharam destaque no cenário musical com o hit ‘Vital e sua moto’, em 1984, com o álbum ‘O Passo do Lui’, que tinha sucessos como ‘Meu erro’, ‘Óculos’ e ‘Romance Ideal’. Após a apresentação histórica do grupo no primeiro Rock in Rio, em 1985, veio o álbum “Selvagem?”. Na ocasião, o disco vendeu mais de 700 mil cópias alavancando a banda, que participou do Festival de Montreux em 1987.

A mistura de sons que vai do pop aos experimentos eletrônicos, sem perder a essência característica do rock, fez com que Os Paralamas do Sucesso conquistassem seu espaço e se tornassem referência no meio musical. As turnês pela América Latina e Estados Unidos, fizeram com que a banda fosse o primeiro nome do rock brasileiro a ser reconhecido internacionalmente.

O largo repertório e o set list mais do que afinado para os shows traduziam as dores do amor e cantavam o Brasil em suas composições. Em 2001, a banda passou por uma transformação, quando Herbert Vianna sofreu um acidente, deixando-o fora dos palcos por um período. O silêncio sobre a continuidade da banda não durou. Afinal, aonde quer que Herbert vá, seus fiéis escudeiros estão junto. Eles sabem como cuidar bem do seu amor e o ajudaram a resgatar a memória pela música. O “vendaval” deu lugar a projetos especiais e o grupo lançou o álbum ‘Longo Caminho’ (2002), que vendeu 300 mil cópias. Em seguida veio o intenso trabalho “Uns Dias”. Como eles próprios dizem em sua biografia, o álbum intitulado ‘Hoje’ “comprovou que a capacidade criativa dos três permanecia intacta e pulsante”.  Os 25 anos de carreira foram celebrados entre amigos, junto aos Titãs. E nos 30 anos, a comemoração veio a altura de tanto talento, com uma turnê do álbum ‘Multishow Ao Vivo – 30 anos’, com direito a documentário, DVD e programa de TV.  Hoje, a banda, com 35 anos de carreira, segue gravando álbuns e se apresentando pelo mundo inteiro como se estivessem em início de carreira, com a mesma alegria e vitalidade.

Sobre o Rock in Rio

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu para dar voz a uma juventude e unir pessoas, de raças e credos diferentes, em paz e harmonia por meio da música. Após 33 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.

O poder de alcance do Rock in Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos.

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas em um planeta mais saudável.   Em 2001, reafirmou o compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes no dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, o Rock in Rio foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 97 milhões investidos – provenientes da organização do evento e de parceiros – em diferentes projetos passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas e etc.

Em 2016, foi a vez de anunciar o Amazonia Live, projeto do Rock in Rio que já garantiu mais de 73 milhões de árvores para a Amazônia, com doações individuais e de parcerias, por meio de projetos de restauração e plantação. O Amazonia Live traz a importância das florestas para o equilíbrio climático mundial como tema para todas as edições do evento, pelo menos até 2019. O Rock in Rio também desenvolve um plano de sustentabilidade em que são definidas medidas para a redução de emissões e inclui uma correta gestão de resíduos, eficiência energética, compensação de emissões e correto consumo de recursos, entre outros. Este plano é desenhado para a organização, patrocinadores e fornecedores e vem sendo aperfeiçoado a cada edição, além de ser utilizado, até hoje, em todos os países onde o Rock in Rio é realizado.