Tag Archives: Sesc Belenzinho

KOVAA RASVAA E FORÇA MACABRA: DOBRADINHA DA FINLÂNDIA AGITA O SESC BELENZINHO NO PROJETO MÚSICA EXTREMA

Por Thiago Tavares

No último sábado, 17, aconteceu no SESC Belenzinho mais um show do Projeto Música Extrema, projeto esse que envolve gêneros e estilos como noise, minimalismo, concretismo, heavy metal, hardcore e grindcore e que vem fazendo bastante sucesso pois a galera aparece em peso para prestigiar grupos conhecidos no meio e também bandas que querem conquistar seu espaço no cenário do metal. E a pessoa que vos escreve já estava com saudades dos shows de lá, onde pensei que estavam prestes a parar, e olhe que dificilmente irá parar a esta altura do campeonato mediante a tamanho sucesso.

A porradaria foi em dose dupla para a alegria do povo. E ambas são de longe, mais precisamente da Finlândia, pertencente aos países nórdicos, onde o hardcore é bastante peculiar pela técnica e também são influenciados por bandas de respeito, inclusive, bandas daqui do Brasil. O SESC Belenzinho recebeu as bandas Kovaa Rasvaa e Força Macabra.

Pontualmente, as 21:30 subiu ao palco a banda feminina Kovaa Rasvaa, banda essa bastante conhecida naquele país e também nos países arredores e em sua apresentação de mais ou menos 45 minutos tocou o terror literalmente no público presente e quem gosta do estilo, se surpreendeu.

Formada por Anne, Johanna, Kerttu e Otto Itkonen, executaram músicas dos dois álbuns que possuem e repertório de quatro EP’s da carreira. Realmente, o que pode se ver é que as meninas mandam muito bem, com um som que podemos dizer que é agradável, não ao ponto de estourar as caixas de retorno (pois ninguém merece ficar com zumbido no ouvido dias após o show) mas a apresentação em si foi show de bola, inclusive as meninas são bastante solicitas e simpáticas em interagir com o público em trocar uma idéia e tirar fotos com os presentes no pós-apresentação.

Logo em seguida, apresentou-se a banda principal da noite, a Força Macabra. Mas no início da matéria havia comentado que o SESC apresentou duas bandas da Finlândia, mas essa segunda com um nome em português? Estranho? Nem tanto, mas é uma prova que o hardcore e o metal brasileiro atravessa fronteiras e chega a lugares inimagináveis, ao ponto que um grupo finlandês ao demonstrar respeito e admiração pelas músicas se adapte e cante em português. Sim! A proposta do Força Macabra é cantar e compor hardcore em Português. Foi a forma deles homenagearem os principais representantes do estilo no Brasil como Cólera, Olho Seco, Ratos de Porão e Armagedom, principais influências da banda finlandesa.

Formado por Taurus (Vocal), Anthares e Abutre (Guitarras), Chakal (Baixo) e Antítese (Bateria), o Força Macabra executou na integra o disco de estreia, intitulado Nos Túmulos Abertos, lançado de 1994, no qual o som não ficou devendo a galera presente ao SESC Belenzinho.

Aqui deve-se registar a performance de Taurus no show. Entre um gole de vodka e outro, ele cantava as músicas com uma naturalidade que nem dava para se perceber que já estava em outra dimensão. Ao fim do show, a garrafa já estava praticamente vazia mas com sua missão devidamente cumprida.

Enfim, foi uma ótima dupla de shows e que ainda terá uma pequena jornada pelo Brasil. Essa dobradinha finlandesa ainda passará por Campinas, Rio de Janeiro e Belo Horizonte.

O Ponto ZerØ agradece ao Vinicius Souza, da assessoria de imprensa do Sesc Belenzinho pelo fornecimento da credencial ao evento.

MX: Show no Sesc Belenzinho no final do mês

No dia 30/11 (sexta), o MX se apresenta no Sesc Belenzinho (Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho, São Paulo). Na ocasião eles estarão lançando seu novo álbum, “A Circus Called Brazil”, com um show completo – recentemente estiveram na capital em show ao lado Sepultura e Eminece, na Áudio. A banda estará no palco, pontualmente às 21h30. Os ingressos custam entre R$6 e R$20.

Ouça a mais recente participação do MX no programa Pegadas de Andreas Kisser da 89FM:

“A Circus Called Brazil” – assim como os outros álbuns do MX – pode ser conferido em diversas plataformas digitais, como por exemplo, no Spotify:

“A Circus Called Brazil” será lançado na Rússia, via Narcolpetica e More Hate Productions.

A formação do MX é, Alexandre “Dumbo” Gonçalves (guitarra e vocal), Décio Jr. (guitarra), Alexandre “Morto” Favoretto (baixo e vocal), e Alexandre Cunha (vocal e bateria)

Assista o MX no programa É Noize da AllTV:

Imprensa/Press: lpmetalpress@gmail.com | www.lpmetalpress.com.br

Siga o MX em seus canais oficiais:
http://www.bandamx.com.br/
https://www.facebook.com/mxthrash/
https://www.youtube.com/channel/UCqexmmFrI5U0Z6VchJXtpcQ
https://open.spotify.com/artist/11CbG4ImkEw99aUngEKer8?si=N1muq9bnSfiVussx0P0_EA

IRA AGITA O PÚBLICO NO SESC BELENZINHO TOCANDO O CD PSICOACUSTICA NA ÍNTEGRA E DEMAIS SUCESSOS

Por Thiago Tavares

Nos dias 14 e 15 de setembro, o SESC Belenzinho apresentou o show que sem dúvidas foi o evento do ano na unidade, onde inauguraram o mais novo projeto musical com o pé direito. O projeto intitulado Álbum, que tem o propósito de remontar a memória da música brasileira por meio de registros fonográficos recebeu a mais clássica banda de rock nacional que se tem notícia. O Ira! nos dois dias apresentou na íntegra o álbum Psicoacústica (1986), que em 2018 completou 30 anos, no qual o grupo veio com sua formação desde a volta aos palcos em 2014: Nasi (vocal), Edgard Scandurra (guitarra e vocais), Evaristo Pádua (bateria), Johnny Boy (teclados e violão) e Daniel Rocha (baixo).

E por que já início essa matéria mencionando que já considero o evento do ano? Pois a procura foi tão grande pelos dois shows que os ingressos se esgotaram em poucos dias, isso dito por fonte próximas a pessoa que vos escreve, tanto é que isso refletiu no dia em que eu e o fotógrafo Daniel Ometo comparecemos para fazer a cobertura do show no sábado. Uma fila imensa! A galera em peso querendo conferir o show pois não é todo momento que o Ira! aparece para fazer show na terra da garoa.

E as 21:30, iniciou-se o show onde a banda tocou as oito faixas do disco, disco este que é considerado um divisor de aguas na carreira da banda, onde pode-se constatar uma mistura de estilos musicais: por um lado, inspirações do rock dos anos 60 e outro lado, elementos do hip-hop, estilo musical que começava a sua ascensão a partir das periferias.

O fato mais gratificante que se pôde ver é que a galera que compareceu ao show era bastante diversificada no quesito de faixa etária. Você via pessoas que era possível deduzir que eram da época de lançamento do disco, pois sabiam as letras da primeira até a última faixa. E também tinham pessoas mais novas, que conhecem os últimos álbuns e sucessos da banda que prestigiaram e tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais o início da caminhada do Ira! rumo ao reconhecimento do público perante ao rock, estilo que na época, tinha nomes de peso no cenário nacional como Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Titãs, Ultraje a Rigor entre outros.

A inspiração para as letras do disco veio do filme O Bandido da Luz Vermelha (1968), de Rogério Sganzerla, que tem uma fala apresentada logo de cara em Rubro Zorro, uma história muito bem amarrada e com um arranjo cheio de guitarras.

Manhãs de Domingo já tem uma pegada de rock dos anos 60 e é uma música que fala da vida dos adolescentes que chegam em casa somente de manhã.

Receita Para Se Fazer um Herói é um reggae que fala sobre ascensão e queda de alguém que vira herói perante outras pessoas. Um fato curioso é que está musica teve um imbróglio com o poeta Reinaldo Edgar Ferreira – no fim, a ação por plágio foi resolvida e o nome dele consta nos créditos.

Inspirada em The Jam, Pegue Essa Arma é outra com um sampler do filme de Sganzerla a estar presente no disco.

Já em Farto do Rock ‘n’ Roll coloca essa em evidência essa mescla de estilos musicais que constam nesse álbum, musica essa que é interpretada por Edgard Scandurra.

Advogado do Diabo é a mistura de rock, hap, e embolada, estilo musical nordestino e que lembra bastante os clássicos do Nação Zumbi, tanto nos arranjos quanto na letra da música.

Para encerrar, a boa Mesmo Distante mistura um tom de bardo contador de história com um tom psicodélico.

É muito bom ver o Ira! novamente, engatando uma série de shows Brasil a fora, e por meio de seus sucessos, mostrando que o rock brasileiro não morreu como muitos pensam, mas com certa a banda tem seu capítulo a parte no gênero musical.

O Ira! tem shows nos dias 22 de Setembro em Vinhedo (SP) e 29 de Setembro em Cocal do Sul (SC).

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos a Mariana Ramos, da assessoria de imprensa do SESC Belenzinho pelo fornecimento das credenciais.

Viper celebra relançamento do álbum “Vipera Sapiens” com show no Sesc Belenzinho

A banda Viper acaba de confirmar show especial de relançamento do do álbum “Vipera Sapiens” no Sesc Belenzinho, em São Paulo, no dia 8 de setembro (sábado), às 21h30. Os ingressos serão vendidos no site do Sesc a partir do dia 28 de agosto e serão vendidos por preços populares, com valores de R$ 6,00 até R$ 20,00. O Viper é atualmente formado por Pit Passarell (baixo), Felipe Machado (guitarra) e Guilherme Martin (bateria), além do guitarrista Hugo Mariutti (Shaman, Andre Matos) e do vocalista Leandro Caçoilo (ex-Eterna, Hardshine, Sancti, Caravellus).

Compre seu ingresso no site do Sesc: https://www.sescsp.org.br/programacao/164585_VIPER

Na década de 90, o Viper viajava o mundo divulgando o heavy metal brasileiro e acabou conquistando grandes fãs no Japão. Em homenagem a eles, o grupo lançou um EP com exclusividade no país intitulado Vipera Sapiens. Agora, em comemoração aos 25 anos do lançamento, o álbum foi disponibilizado no Brasil pelo selo Wikimetal.

O trabalho foi gravado durante as sessões do álbum Evolution na Alemanha em 1992 e traz Pit Passarell (baixo e vocal), Felipe Machado (guitarra), Yves Passarell (guitarra) e Renato Graccia (bateria) no lineup. Além do repertório original, Vipera Sapiens traz versões demos de “Dance of Madness”, “Pictures of Hate”, “Wasted” e “Acid Heart”, entre outros, totalizando 15 faixas.

Ao falar sobre o lançamento, o guitarrista Felipe Machado explica o motivo de estar acontecendo agora: “Na época foi um lançamento exclusivo para o Japão e por isso a gravadora acabou optando por lançar apenas lá. No Brasil não havia a cultura de lançar mini-álbuns e por isso fomos deixando o ‘Vipera’ de lado. Agora, como estamos relançando toda a discografia do Viper em versões digipack, com muitos extras e fotos inéditas, acabou chegando a hora”.

A série de relançamentos do Viper pelo Wikimetal inclui os álbuns de estúdio Soldiers of Sunrise, Theatre of Fate e Evolution, além do CD/DVD ao vivo To Live Again – VIPER Live in São Paulo.

Vipera Sapiens tracklist:

1. Acid Heart
2. Silent Enemy
3. Crime
4. Wasted Again
5. Killing World
6. The Spreading Soul – Acoustic Version
7. Wasted – DEMO
8. Pictures of Hate – DEMO
9. Dance of Madness – DEMO
10. The Spreading Soul – DEMO
11. Acid Heart – DEMO
12. Silent Enemy – DEMO
13. Crime – DEMO
14. Killing World – DEMO
15. Amaury – DEMO

SERVIÇO VIPER NO SESC BELENZINHO:

Quando: 08/09 – Sábado
Horário: 21h30
Ingressos: R$ 6,00, R$ 10,00, R$ 20,00
Venda online a partir de
28/08/2018 12:00
Venda nas unidades a partir de
29/08/2018 17:30
Online no site https://www.sescsp.org.br/programacao/164585_VIPER

Volkana celebra relançamento de ‘First’ no SESC Belenzinho

Álbum de estreia, que saiu em vinil em 1990, ainda não tinha sido lançado em formato CD no Brasil – Crédito: Adolfo Lembo

Quando a Volkana realizou um ensaio aberto ao público no início deste ano, havia deixado claro que, além de novas composições, os planos incluíam a comemoração do relançamento de “First” em CD. Assim, a próxima missão nos palcos para esta celebração ocorre no dia 28 de julho (sábado), a partir das 21h30, no SESC Belenzinho, em São Paulo. “Estamos relançando esse trabalho para que a nova geração conheça a história do metal nacional. O álbum foi remixado e remasterizado e o som da Volkana se demonstrou atual e inovador mesmo depois de quase 30 anos”, destaca a vocalista Marielle Loyola.

Surgido em 1987 em Brasília (DF), o grupo se tornou um dos grandes nomes do metal brasileiro após o lançamento de “First” (1990), produzido pelo saudoso Carlos Eduardo Miranda. “Quando a Marielle me convidou para remontarmos a Volkana, ela estava com a guitarrista Karen Ramos (ex-Nervosa) e precisávamos de mais uma guitarrista, uma baixista e de algum suporte, pois a banda sempre teve certa facilidade para arrumar patrocinadores. Assim, consegui através de Roberto Oka e da Moshi Moshi Records um apoio para realizarmos esta volta e, consequentemente, relançarmos ‘First’ em CD, pois no Brasil este formato ainda era inédito”, recordou o baterista Sergio Facci. “Conseguimos um produtor, uma gravadora e faltava um local para ensaiarmos. Porém, através do High Five Studio, de São Paulo, fechamos o ciclo. Encontramos a guitarrista Isa Nielsen, que acabou trazendo a baixista Priscila Tiemi. Assim, a banda esta pronta para esta volta!”, acrescentou Facci, que também integra o Vodu, pioneiro do metal brasileiro.

A formação atual, com Marielle Loyola (vocal), Isa Nielsen e Karen Ramos (guitarras), Priscila Tiemi (baixo) e Sergio Facci (bateria), apresentará no SESC Belenzinho um repertório com faixas dos álbuns “First” (1990) e “Mindtrips” (1994). “Vamos relembrar uma época que não volta mais tocando músicas dos dois álbuns e alguns covers, sendo um deles a música ‘Medo’ do Cólera, grupo pioneiro do punk de São Paulo, que certamente o público vai curtir”, revelou Facci.

O SESC Belenzinho fica na rua Padre Adelino, 1000, próximo ao Metrô Belém, em São Paulo. Informações sobre ingressos em https://m.sescsp.org.br/#/programacao/159213

Site relacionado: www.facebook.com/volkanabr

Esquenta Matanza Fest em Guarulhos

Tiago Nascimento

O rancho sertanejo na cidade de Guarulhos da grande São Paulo, no último domingo 24 de junho, se tornou em rancho do Rock com o “Esquenta Matanza Fest”.

A primeira atração da noite foi a banda Reboco, anfitriã da cidade, que com suas letras reflexivas e agressivas mostrou que em Guarulhos tem Metal de qualidade.

Um dos pontos altos do show foram Bullying na Obra e Morre diabo músicas de trabalho mais fortes da banda, num set list que contou com os clássicos “Polícia” dos Titãs e “O diabo é o pai do rock”.

A banda encerrou a apresentação convocando a todos para prestigiar o evento em comemoração ao dia mundial do rock, que será realizado no dia dia 14 de julho, no Teatro Adamastor, região central de Guarulhos e a tradicional festa de aniversário do Moto Clube Falcões que ocorre em Guarulhos na antiga Philips, serão 3 dias de evento e o Reboco se apresenta dia 20 de julho, primeiro dia de festa.

Reboco é:
Alê Gomes – Voz
Ayka Pilli – Baixo
Alê Mesquita – Samplers
Jamil Pilli – Bateria
Emerson Baptista – Guitarra

Set List:
Isolado do mundo
Só lembranças
Serpentes
Bullying na Obra
Apocalipse Zumbi
Tela Quente
Policia (Titãs)
Anestesia Cerebral
O diabo é o pai do rock (Raul Seixas)
Morre Diabo

Logo pós o encerramento do primeiro show, subiu ao palco do Rancho uma das atrações mais aguardadas por mim, a banda Trayce. Banda de São Paulo e que já tocou diversas vezes em Guarulhos, porém nunca tive a oportunidade de acompanhar o som deles ao vivo.

Apresentando seu álbum “Miragem” lançado em 2017, a banda tem seu som limpo e pesado, muitos riffs e letras melódicas e reflexivas. A interação de todos os integrantes da banda com o público fez o show virar uma reunião de amigos.

Com certeza irei prestigiar mais apresentações da banda sempre que possível.

Membros da banda
Raphael Castejon Vocais
Alex Gizzi Guitarra
Fabricio Modesto Guitarra & Vocais
Rafa Palmisciano Baixo
Cadu Gomes Bateria

Set List
Nascente – Queda Livre
O culto
Corpo Fechado
Réus
Superfície do Ego
Domadores
Círculo

Na seqüência subiu a banda de MPB (Música Pesada Brasileira) Carro Bomba, com seus 18 anos de estrada. Diversos fãs se aglomeraram em frente ao palco para prestigiar e cantar junto.

Com todas suas letras em português, o que já é um diferencial positivo na minha opinião, agitou os presentes.

Divulgando o DVD “A máquina não para” gravado no Sesc Belenzinho em 2016, tocaram um set baseado nesse trabalho.

Set List
Maquina
Mondo Plastico
Fuga
Intravenosa
Bala perdida
Carcaça
Esporro
Queimando a Largada
Pragas Urbanas
Thrash And Roll

Carro Bomba é:
Rogério Fernandes – Vocal
Marcello Schevano – Guitarra
Ricardo “Soneca”  – Baixo
Biel Astolfi – Bateria

Após a apresentação do Carro Bomba, minha ansiedade foi a milhão, pois seria a ultima vez que o Matanza iria tocar na minha cidade. Estive presente em todas apresentações da banda em Guarulhos e não perderia essa oportunidade.

Era aproximadamente 20:15 quando uma pequena introdução fez um verdadeiro caos naquele local. Com umas sequencia de 5 a 6 musicas diretas, Jimmy interagiu com publico para a banda pegar fôlego e já emendava outra.

Todas as músicas sem exagero algum, foram cantadas em “coro” por todos os presentes. Sucessos não faltaram como O chamado do bar, Clube dos Canalhas, A arte do insulto, Bom e quando faz Mal e Ela roubou meu caminhão.

Foram mais de 15 músicas para se despedir de Guarulhos e lavar a alma de todos. Para encerrar a clássica Estamos todos bêbados – Interceptor V6.

Depois de mais de 20 anos a banda anunciou o encerramento das atividades, e com isso uma enorme tristeza se espalhou.

Quem perdeu esse show, não pode perder o Matanza Fest em SP dia 21 de julho, pois será a ultima oportunidade de se despedir da banda.

Esperamos que seja apenas uma pausa da banda e não um termino.

Matanza é
Jimmy London Vocal
Mauricio Nogueira Guitarra
Dony Escobar Baixo
Jonas Bateria

O Ponto ZerØ parabeniza a organização do evento e agradece a produção do Matanza, e ao Bráulio pela credencial.

PANNDORA: DE MARINGÁ PARA O PALCO DO SESC BELENZINHO AGITANDO OS HEADBANGERS E MOSTRANDO A FORÇA FEMININA NO METAL

Por Thiago Tavares

Mais uma vez, o Ponto ZerØ marca presença no SESC Belenzinho para fazer mais uma cobertura de show pertencente ao Projeto Música Extrema no qual expõe bandas brasileiras do gênero do metal e adjacentes, onde no último dia 16 de junho, o palco da Comedoria recebeu o grupo paranaense Panndora.

O grupo feminino formado por Luana Bomb (guitarra), Taise Bijora (baixo), Renata Paschoa (vocal), Adrismith (bateria) e Rebeca Rastelli (vocal e guitarra), fundado em 2000, tem como influências em seus trabalhos bandas de peso como Running Wild, Judas Priest e Iron Maiden, já possuem sete discos gravados, entre álbuns e EP’s e com 18 anos de carreira, as amigas de Maringá seguem com o propósito tocar um heavy metal de qualidade e ajudar a acabar com o velho paradigma que assola há décadas: de que heavy metal é coisa para homens.

Como sempre em horário super britânico, as 21h30min, as meninas sobem ao palco e iniciam sua participação com Partners in Crime de 2012. A música em si lembra bastante uma clássica do Iron Maiden Aces High com uma pegada bastante interessante e a voz da vocal Renata Paschoa não fica devendo, impõe força a música, afinada, no seu devido tom e já aquecendo a galera para o que iria ouvir mais adiante.

A segunda música executada foi Killing Yourself (The Heretic’s Box – 2011) com algo mais agitada e pesada onde as guitarras principal e de apoio casaram muito bem e gostei bastante da proposta da música

My Heretic Lips é uma música que tem como o baixo como o instrumento de destaque, praticamente dando a base para os demais instrumentos. A música passa por momentos moderados e depois utilizam de riffs rápidos.

Choose Your Side é outra música que gostei bastante ao ser executada ao vivo, com uma sonoridade bem legal, agitada, onde a versatilidade da vocalista é exposta na música.

Por mais de uma hora e dez minutos, a banda de Maringá executou os principais sucessos da banda e assim tiveram uma oportunidade de ouro de exporem seu trabalho ao público paulista que sem sombra de dúvidas gostou da apresentação. As meninas continuam com sua luta de propagar o heavy metal, consolidar sua música perante o mercado nacional, ainda mais que o cenário ainda é predominantemente masculino, já se trata de uma vitória elas estarem em atividade por 18 anos, enfrentarem todas as adversidades para poder mostrar seu trabalho e conquistar seu merecido público.

Se formos para avaliar em um contexto geral a banda tem a sua identidade já consolidada, onde tem músicas com uma pegada mais agressiva e outras com algo mais clean, calmo e com arranjos bem elaborados. Mediante a esta consolidação da banda, seria interessante pensar na gravação de um disco de inéditas e ao longo prazo, rodar o país, mas claro, um passo por vez como tudo na vida.

Com certeza, com a aceitação da galera que esteve no SESC Belenzinho, esperamos que a Panndora volte mais vezes a São Paulo com novos trabalhos.

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos a Jaqueline Guerra, da assessoria de imprensa do SESC Belenzinho pelo credenciamento do portal para a cobertura do show.

SETLIST PANNDORA – SESC BELENZINHO
Partners In Crime
Killing Yourself
My Heretic Lips
Neon Knights
Nightmare of My Essence
Chose Your Side
Death Is Not The End
Uranie
Perfect Strangers
Devil’s Man
Prisoner
Control My Mind
Eletric Eye
AC/DC

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCF-mtC_lPZzDmiJLiaSvTzQ
Facebook: https://www.facebook.com/panndoraband/
Instagram: @panndoraband

OVERDOSE – SESC BELENZINHO – 26 DE MAIO DE 2017

Por Thiago Tavares

No último dia 26 de maio, o SESC deu continuidade ao projeto Música Extrema trazendo ao palco da Comedoria bandas do gênero rock e heavy metal e neste dia, tudo conspirava para que o local recebesse um público menor devido ao estouro da greve dos caminhoneiros, onde vem atrapalhando a vida dos brasileiros nos últimos dias. Eu disse conspirava, pois, a força da cena do heavy metal nacional falou mais alto e o público compareceu, em suas devidas expectativas, para o show de umas das bandas de heavy metal/progressivo de maior reconhecimento na região de Belo Horizonte (MG).

Fundada em 1983, a banda lançou o seu primeiro trabalho em 1985 com uma das lendas do heavy metal nacional: Sepultura intitulado Século XX/Bestial Devastation. Depois deste pontapé de respeito para iniciar a história da banda, começaram a rolar os shows e turnês Brasil a fora, com participações do próprio Sepultura em sua primeira tour. Entre idas e vindas, paradas e retomadas nestes 35 anos, em 2017, a banda voltou com tudo, realizando shows e relembrando os principais sucessos, e o SESC claro, aproveitou o embalo dessa galera para chamar e tocar o terror na unidade do Belenzinho.

A banda Overdose subiu ao palco pontualmente as 21:30, trazendo consigo um repertório de nada mais nada menos que 35 anos de carreira, onde uma parcela dessa trajetória foi devidamente apresentada a galera.

Atualmente formado por Cláudio David (guitarra), Pedro Amorim “Bozó” (vocal), Sérgio Cichovicz (guitarra), Bernardo Gosaric (baixo) e Heitor Silva (bateria), o Overdose iniciou os trabalhos executando a introdução The Front do álbum Scars de 1995, uma introdução que gosto bastante com diversas batidas diversificadas, algo que lembra elementos da música brasileira, o que é legal, onde não se foge das raízes sem perder a devida sonoridade.

Em seguida, emplacaram dois clássicos do álbum Progress of Decadence para agitar a galera: Rio, Samba e Porrada no Morro e Street Law, músicas essas também com elementos e ritmos brasileiros e tribais que foram inclusos no Trash Metal, principalmente em sua parte percussiva.

Logo após, apareceram no set as duas primeiras faixas do álbum Scars: My Rage e Manipulated Reality, músicas essas comemoradas pelo público presente.

Durante os intervalos entre as músicas, o vocalista Bozó fazia piadas, tirava um sarro, fazendo caras e bocas para o público, com o mineirês arrastado em seu sotaque, mas teve momentos em teve a hora de falar sério, agradecendo as pessoas que estavam presentes, mesmo com todos os problemas de deslocamento que a galera teve para chegar ao SESC Belenzinho.

Após essa interação com o púbico, o show deu continuidade com How to Pray do álbum Scars, sem sombra de dúvidas uma das melhores do álbum e a execução ao vivo foi fora do comum. Logo após foram executadas três músicas do álbum Progress of Decadence, músicas essas que tem por destaque seus riffs inconfundíveis, onde no show em questão, o trabalho do Cichovicz e do David foi sensacional em músicas que exigiam maior destaques nesses riffs.

Com o show perto do fim, o povo aclamava por mais clássicos, que fossem executadas músicas dos primeiros álbuns, ainda dos anos 80. Enfim, para não decepcionar os fãs, os pedidos foram prontamente atendidos. A primeira foi Anjos do Apocalipse do álbum Século XX. E por fim, foi tocada Última Estela do álbum …Conscience… onde a galera foi ao delírio e cantou junto com a banda, afim de encerrar a participação com chave de ouro.

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos a Jaqueline Guerra da assessoria de imprensa do SESC Belenzinho pelo fornecimento das credenciais.

SETLIST – OVERDOSE – SESC BELENZINHO
The Front
Rio, Samba e Caju
Street Law
My Rage
Zombie Factory
Manipulated Reality
How to Pray
Faithfull Death
Progress
Anjos
Última Estrela

ANGRA no SESC BELENZINHO!

Texto: Edu Carvalho
Fotos: Daniel Ometo

04 de maio de 2018, estreia do Angra em terras tupiniquins na tour do seu mais novo álbum ØMNI.

O local escolhido foi o SESC Belenzinho, dentro da sua comedoria. O verdadeiro estilo Angra, local bem família, acolhedor e cheio.

Após os anúncios do SESC, somos agraciados com Bruno Valverde posicionando-se atrás da bateria. Na sequência Rafael Bittencourt (guitarra e líder da banda), Felipe Andreolli (baixo), Marcelo Barbosa (guitarra e mais novo integrante do Angra) e Fabio Lione (vocalista) adentram o palco e já emendam o eterno clássico Nothing To Say, petardo do “Holy Land”. Nem começou e a noite já estava ganha. Uma execução sensacional, Lione evoluiu muito como vocalista do Angra, dominou a música como se fosse da sua fase da banda. A troca de energia entre público e banda era visível. Clássico absoluto. Escolha perfeita para abertura de show!

Na sequência somos agraciados com a primeira de muitas músicas do novo trabalho “ØMNI”, Travelers Of Time. Com seu refrão grudento, já parecia uma velha conhecida do público, que cantava a plenos pulmões. Com certeza ficará por muitas turnês nos setlists da banda.

Após uma música da fase Andre Matos, uma da fase Lione, somos apresentados a fase Edu Falaschi com Angels and Demons (Temple Of Shadows), faixa esta que dispensa comentários. Agita o público 100% do tempo, com destaque para Bruno Valverde, com uma execução ímpar da música.

Emendam Newborn Me (Secret Garden) e na sequência temos outra novidade Light Of Transcendence. As novas músicas funcionam muito bem ao vivo, e além do entrosamento da banda, que aparenta estar em perfeita harmonia no palco durante todo o tempo, temos uma impressionante resposta do público, pulando, cantando, punhos em riste, uma grande aceitação pelas novas faixas introduzidas.

Uma dobradinha contagiante nos é apresentada com Acid Rain (Rebirth) e Final Light (Secret Garden). Após, temos a faixa do mais novo clipe da banda, sim Insania também nos foi apresentada. O seu estilo cadenciado, funcionou muito bem ao vivo, não deixou a peteca cair em momento algum. Outra novidade com potencial de sobreviver a muitas turnês.

Outro “clássico” que nunca falta em nenhum show do Angra finalmente deu as caras, o Drum Solo. Bruno Valverde mostrou toda sua técnica, com um solo contagiante, brincando com o público e ao mesmo tempo demonstrando muita técnica. Ele foi de longe uma escolha extremamente acertada da banda. O “menino” é muito bom.

Após, temos outro momento solo, desta vez do líder do Angra, Rafael Bittencourt. Posicionado no centro do palco somos apresentados a parte acústica do show. Somos agraciados com a belíssima Lullaby For Lucifer (Holy Land). Emocionante do começo ao fim. Música curta e potente. Os fãs “old school” agradecem com certeza por este momento. Na sequência, de acordo com o setlist teríamos Gentle Change, porém, após pedidos do público Rafael a trocou por outra belíssima canção da fase Andre, Reaching Horizons (Freedom Call). Duas grandes surpresas cantadas em uníssono por todos presentes no SESC Belenzinho. Emoção define o sentimento após a dobradinha acústica.

War Horns, faixa que em estúdio contou com a participação de Kiko Loureiro vem na sequência. Senti o público meio parado nesta, talvez se tivessem invertido a ordem e posto Lisbon (Fireworks) após o acústico e ela na sequência, a aceitação e agitação tivessem sido maiores, porque sim, Lisbon não permite que uma única alma fique parada. Difícil imaginar um show do Angra sem ela. Magic Mirror, outra novidade encerra a primeira parte do show.

O Bis começa com Rebirth, do álbum de mesmo nome. Sou suspeito para falar sobre esta música, a minha favorita do Angra, mas posso dizer que Lione consegue transmitir todo o sentimento desta belíssima canção. A noite já poderia ter encerrado ai mesmo, com chave de ouro, mas a banda ainda nos agraciaria com mais uma dobradinha: Carry On/ Nova Era. Aqui temos um problema, Lione melhorou a sua performance em Carry On, porém, fica nítido que ela só é mantida no setlist para evitar reclamações de alguns fãs. Nitidamente ela poderia ser trocada por algo mais confortável para o poderoso vocal do italiano, e que fosse tão clássico quanto. Na sequência Nova Era encerra de forma perfeita uma noite extasiante.

O novo disco ØMNI é potente, a banda é habilidosa e entrosada, porém, o setlist é muito curto. O Angra poderia aumentar o set, poderia alterar algumas músicas tocadas que se arrastam desde que foram lançadas. Assim como hoje temos uma nova formação, poderíamos ter uma nova leva de músicas nos setlists. Seria tão ousado quanto é o novo trabalho de estúdio, tão ousado como o Angra sempre foi.

Showzaço que merece ser assistido por qualquer amante do Metal.

  1. Nothing To Say
  2. Travelers Of Time
  3. Angels And Demons
  4. Newborn Me
  5. Light Of Transcendence
  6. Acid Rain
  7. Final Light
  8. Insania
  9. Drum Solo
  10. Lullaby For Lucifer
  11. Reaching Horizons
  12. War Horns
  13. Lisbon
  14. Magic Mirror
  15. Rebirth
  16. Carry On/ Nova Era

BANDA VIOLATOR SE APRESENTA NO SESC BELENZINHO COM INGRESSOS ESGOTADOS

Por Thiago Tavares

Antes de iniciar os trabalhos, quero já desejar aos amantes do heavy metal e do rock um ótimo ano novo a todos e que este ano de 2018, seja um ano de muitas coberturas a serem feitas pela família Ponto ZerØ. Sem mais de longas, vamos aqui descrever como a minha primeira cobertura do ano, um show que superou e muito as minhas expectativas. Para quem achava que seria tranquilo, fazer mais uma cobertura para o portal e afins, queimei a língua literalmente.

Minha primeira cobertura de 2018 foi do show da banda Violator que aconteceu no último sábado, dia 20, no SESC Belenzinho, na Zona Leste de São Paulo dando continuidade ao projeto Música Extrema. Originária de Brasília e definida como uma banda do gênero do trash metal, a banda tem dezesseis anos de estrada e já realizou dezenas de turnês mundo a fora, e faria então seu último show em São Paulo.

Chegando com meia hora de antecedência e feito o devido credenciamento, já pude ver que a casa já iria lotar no primeiro show de metal do SESC Belenzinho do ano. Ingressos esgotados há pelo menos cinco dias de antecedência, motivo maior de fazer a cobertura e saber o que aconteceria nesse show. A hora do show foi se aproximando e a galera chegando e quando a hora chegou, o local já estava tomado. Os jovens de Brasilia colocaram o SESC a baixo com The Battle of The Broken Heads do álbum Killer Instinct.

A partir desta música, pude perceber que eu estaria igual a um soldado no front de batalha, prestes a tomar o primeiro tiro, pois do início ao fim teve diversos moshs, a barreira que dividia o palco do público foi rompida (detalhe que essa separação é feita somente por aquelas fitas de organização de filas) e a partir daí a galera começou a subir no palco e se atirar nos braços da galera, uma coisa fora do comum que pelo menos nunca tinha acontecido por lá. Pois bem, tive que ir no embalo e pelo menos ajudar a galera a subir no palco ou sustentar as pessoas para o alto, ou seja, uma loucura sem precedentes da galera que apresentou com afinco a cena do trash metal de verdade.

As músicas do Violator basicamente tratam de temas políticos também defendem causas sociais e contra a homofobia que cantam em inglês, mas é claro que a galera comparece para participar dos moshs…aquele mosh de respeito mesmo.

Como disse que eu estava na linha de frente de cara para o palco e ajudando a galera a subir ao palco, apenas tomei uma pancada de leve no queixo e meu óculos quase vai para o espaço. Entre mortos, feridos e suicidas, todos se saíram muito bem, obrigado.

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos a Jaqueline Guerra da assessoria de imprensa do SESC Belenzinho pelo fornecimento das credenciais.

RESENHA: Nervosa Sesc Belenzinho

Texto: Rodrigo Silva
Fotos: Felipe Domingues

O Power Trio de Trash Metal a banda Nervosa subiu no palco do Sesc Belenzinho no Projeto Musica Extrema, a Nervosa é formada por Fernanda Lira (baixo e vocal), Prika Amaral (guitarra e backing vocals) e Luana Dametto (bateria) a banda apresentou musicas no seu mais recente album Agony e contou com alguns convidados para dividir o palco como Marcelo Pompeu do Korzus e Mayara Puertas do Torture Squad para dividir os vocais e o Marcus D’Angelo do Claustrofobia para dividir a guitarra em uma das musicas.

O publico que compareceu em grande numero não se decepcionou e pode ver um pouquinho da turnê tão elogiada e sentiu a força e a energias que essas “Damas” tem no palco e em suas musicas.

A banda Nervosa segue com sua turnê e já tem excursão marcara para março de 2018 na Europa junto com Venom Inc., Suffocarion e Aeternam, além da excursão a banda tem programado para o incio de 2018 o lançamento do seu mais novo album.

Agora é aguardar para ver.

Agradecemos a assessoria de imprensa do SESC Belenzinho por conceder gentilmente as credenciais para nós, até a próxima.

Confira a programação completa do SESC Belenzinho:
http://www.sescsp.org.br/belenzinho/

Bittencourt Project anuncia show no Sesc Belenzinho dia 15 de outubro

A banda Bittencourt Project anuncia que fará show no Sesc Belenzinho, dia 15 de outubro (domingo), à partir das 18h. Os ingressos são a preço populares e custam 20 reais (10 reais a meia entrada) – quem tem carteirinha do Sesc paga apenas 6 reais.

Reserve seu ingresso no site https://www.sescsp.org.br/programacao/133685_RAFAEL+BITTENCOURT.

“Bittencourt Project” é o projeto do guitarrista Rafael Bittencourt, fundador da mundialmente conhecida banda Angra. Ao longo dos anos, este músico de sensibilidade singular vem colecionando idéias consideradas “especiais” e composições que não se enquadram no formato de sua banda principal. Em 2008, com a ajuda de amigos músicos veio a oportunidade de gravar algumas destas músicas e assim nasceu o primeiro CD do grupo, “Brainworms I”, que mostra um lado mais autobiográfico do músico, de maneira mais livre e sem as molduras do power metal melódico e sinfônico do Angra.

Neste show, Rafael funde com originalidade as diferentes vertentes do rock com a música brasileira, música clássica e outros estilos, trazendo para o público elementos do erudito. O Bittencourt Project é formado por Rafael Bittencourt (guitarra e vocal), Fernando Nunes (baixo), Amon Lima (violino), Bruno Valverde (bateria), Nei Medeiros (teclado) e Wellington Sancho (percussão).

Lembrando que o Bittencourt Project acaba de lançar um DVD “Live Brainworms in Brazil” com uma viagem musical onde as músicas descrevem de maneira muito pessoal e autobiográfica os vários momentos que Rafael Bittencourt viveu durante esta trajetória de 25 anos de carreira. O DVD “Live Brainworms in Brazil” foi gravado no Café Piu-Piu, em São Paulo, sendo ponto de encontro de várias gerações de roqueiros há mais de 32 anos. O evento foi uma colaboração entre fãs e apoiadores por Crowdfunding (financiamento coletivo), pelo PROAC, patrocínio da Sociedade Da Cerveja e Yamaha.

Serviço:
Bittencourt Project no Sesc Belenzinho
Quando: 15 de outubro (domingo)
Local: Sesc Belenzinho
Endereço: R. Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo
Ingressos: https://www.sescsp.org.br/programacao/133685_RAFAEL+BITTENCOURT
Venda online a partir de 03/10/2017 às 15:30
Valores:
R$ 20,00 (inteira)
R$ 10,00 (meia)
R$ 6,00 (credencial plena)

Links relacionados:
http://www.rafaelbittencourt.com/
https://www.facebook.com/bittencourtproject/

Noturnall: show de lançamento do álbum “9″ no Sesc Belenzinho em São Paulo

Umas das maiores revelações do heavy metal metal dos últimos tempos, a banda Noturnall se apresenta no Sesc Belenzinho, em São Paulo, para fazer um show exclusivo e muito especial. No dia 1 de setembro (sexta-feira), às 21h30, os músicos se unem para lançar o novo álbum “9″, além de tocarem sons mais antigos para comemorar 10 anos do primeiro álbum que gravaram juntos, ainda na época da banda Shaman.

Músicas dos álbuns “Immortal”, “Origins”, “Noturnall”, “BTFYU” e “9″ irão ilustrar uma noite de muito heavy metal e muitas surpresas. Os 100 primeiros compradores dos ingressos irão levar CDs grátis (novo álbum) e durante o show serão jogados para o público mais 100 brindes.

Os ingressos custam 20 reais (R$ 6,00 para quem tem a credencial do Sesc) e começam a ser vendidos no dia 22/08 no site do Sesc e no dia 23/08 em todas as unidades. Para comprar os ingressos entre no site https://www.sescsp.org.br/programacao/131304_NOTURNALL.

O line-up deste show no Sesc Belenzinho será formado por Thiago Bianchi (vocal), Fernando Quesada (baixo e violão), Junior Carelli (teclado), Leo Mancini (guitarra) e Rafael Negreiros (bateria – substituindo Aquiles Priester que está nos Estados Unidos em tour).

Ao mesmo tempo, a Noturnall tem divulgado o novo videoclipe da música “Hearts As One”. Toda a renda (100%) dos plays, views e vendas da música “Hearts As One” será convertida para o GRAACC – (apoio à criança e adolescente com câncer).

Compartilhe muito e assista quantas vezes puder. Toda a renda gerada pelos views será revertida para a instituição, e juntos vamos fazer o Rock mais do que um estilo de vida, mas também um salvador de vidas. Vamos usar a música para o que ela pode fazer de melhor. Essa é uma campanha em parceria com a Edifier Brasil , Eagle Instrumentos Musicais, EM&T Escola de Música e Tecnologia, Foggy Filmes, Estúdio Fusão e ONErpm.

SERVIÇO:

Noturnall no Sesc Belenzinho
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho
Horário: 21H30
Venda online: https://www.sescsp.org.br/programacao/131304_NOTURNALL
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) / R$ 10,00 (meia-entrada) / R$ 6,00 (credencial plena)

Confira o videoclipe de “Hearts As One”https://youtu.be/-eW7ilUhas0

Show SELVAGERIA no SESC Belenzinho pelo Projeto Música Extrema

Por Thiago Tavares

O último dia 03 de junho (sábado) no SESC Belenzinho no Projeto Musica Extrema, a banda Selvageria voltou aos palcos após um certo tempo sem fazer shows devido a gravação do mais novo trabalho, tendo como este show o ponto de partida para o lançamento do álbum Metal Selvagem, o terceiro álbum da banda de Speed/Trash Metal fundado em 2005.

O grupo formado por Gustavo Eid (Vocal), Danilo Tolosa (Bateria), Cesar Rodrigues (Guitarra) e Tomaz Tolosa (Baixo) relembrou músicas dos álbuns anteriores e também tocou músicas do novo álbum como “Cavaleiro da Morte” e “Efeito Cortante” onde os Heabangers compareceram em peso e aprovaram com louvor as novas músicas, executadas com bastante competência e agressividade maciça, algo bem característico dos álbuns anteriores.

O show como todo agradou em unanimidade o público, no qual a banda executou os singles: Hino do Mal, Trovão de Aço, Na Lamina da Foice, Águias Assassinas, Cinzas da Inquisição, Cavaleio da Morte, Efeito Cortante, entre outros, onde a banda demonstrou uma mistura harmônica das técnicas apuradas de baixo e bateria.

O momento mais inusitado do show foi quando o vocal da banda disse ao público “Preparem seus copos, vocês querem álcool? ”. Na hora a galera já queria um gole de vodca que estava em uma garrafa próximo a bateria. No fim do show, restou menos da metade para contar história.

Sem sombra de dúvidas, quem não conhecia a banda, ganhou novos admiradores do Trash Metal e Speed Metal, onde tem tudo para alavancar a carreira e produzir música boa e contribuir para o cenário do metal brasileiro.

 Agradecemos a assessoria de imprensa do SESC Belenzinho por conceder gentilmente as credenciais para nós, até a próxima.

Confira a programação completa do SESC Belenzinho:
http://www.sescsp.org.br/belenzinho/

SELVAGERIA banda lança novo CD “Ataque Selvagem” no SESC Belenzinho

A banda paulistana, formada em 2005, faz show de lançamento de seu mais recente disco Ataque Selvagem, gravado pelo selo Mutilation/Die Hard Records.

No repertório além das músicas do novo álbum, clássicos como “Hino do Mal”, “Trovão de Aço” e “Águias assassinas”.

A banda executa um som pesado que remete ao Heavy e Trash Metal dos anos 80, com letras em português. Além do peso, o impacto visual e a performance no palco consolidaram a banda na cena underground de São Paulo e de outros estados. O Selvageria gravou sua primeira demo em 2005 intitulada Metal Invasor e em 2009 lançou o disco Selvageria.

Desde o início a banda vem recebendo boas críticas, resenhas e matérias em sites como Whiplash, rádios on-line, blogs, revistas e zines. Já tocaram em festivais como Guaru Metal Fest, Metal SP Festival, Metal Daze, Festival União Metal e ao lado de bandas internacionais como Destruction, Assassin, Skull Fist e nacionais como Comando Nuclear, Virus, Salario Mínimo, Centurias e Taurus, entre outras. O Selvageria é formado por: Gustavo EID (vocal), Cesar “Capi” (guitarra/vocal), Danilo Toloza (bateria/vocal), Tomás Toloza (baixo/vocal).

SELVAGERIA
Dia 03/06/2017. Sábado, às 21h30.
Comedoria (500 pessoas – acesso para pessoas com deficiência)
Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.

Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP (www.sescsp.org.br), a partir de 23/05/2017, às 15:30h, e nas unidades, a partir de 24/05/2017, às 17:30.

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante); R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes [Credencial Plena]).

Venda limitada a quatro ingressos por pessoa

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
Para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 6,00 (não matriculado);
R$ 3,00 (matriculado no SESC – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

RESENHA: Capadócia no SESC Belenzinho

Por Felipe Domingues

Na última sexta-feira, dia 17 de fevereiro, a banda paulista de metal CAPADÓCIA, fez o encerramento da turnê do seu primeiro álbum intitulado “Leader’s Speech” contando com a participação de diversos artistas do metal nacional.

IMG_2785

Por volta das 21h:30, a banda subiu ao palco do Belenzinho quebrando tudo ao som de “Sounds Of An Empty Gun” e “Snake Skin”, ambas com a participação de Vini Castellari, guitarrista do Project46, após a execução destas duas músicas, Baffo convidou para subir ao palco o ex guitarrista da banda, Marcio Garcia e tocaram “Lord Of Chaos”.

Na sequência a banda executou um dos grandes clássicos do thrash mundial, “Blackened”, do álbum And Justice for All do Metallica, seguida por “Stay Awake”, música do Retturn, antiga banda do Baffo Neto (vocal, guitarra) e Palmer de Maria (bateria).

IMG_2881

Não podemos deixar de destacar a participação de Alex Palaia (La Raza), que cantou a música “Ferida”, Thiago Monstrinho (Worst) e Caio MacBessera e Jean Patton ambos do Project46 que tocaram “Mouth for War”, uma porrada na orelha dos fãs que acompanhavam o show do CAPADÓCIA.

E para finalizar aquela grande festa, a banda encerrou o show ao som de “Standing Still”, música que foi o carro chefe do álbum “Leader’s Speech”. O CAPADÓCIA encerrou a sua turnê em grande estilo, fazendo uma grande festa de metal na capital paulista, pena que o público não compareceu em massa para acompanhar esta grande festa, mas a banda mostrou amadurecimento e fez uma ótima apresentação aos fãs que compareceram no SESC Belenzinho.

IMG_3047

Agradecemos a assessoria de imprensa do SESC Belenzinho por conceder gentilmente as credenciais para nós, até a próxima.

Confira a programação completa do SESC Belenzinho:
http://www.sescsp.org.br/belenzinho/

INOCENTES toca no SESC Belenzinho em SP

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Um dos principais nomes do punk rock no Brasil, a banda paulistana foi formada em 1981 por ex-integrantes dos grupos Restos de Nada e Condutores de Cadáver. Influenciados por Buzzcocks, The Vibrators e Ramones, os Inocentes participaram da coletânea Grito Suburbano (1982), primeiro registro fonográfico do punk brasileiro

Neste show, a banda apresenta músicas dos discos da carreira, como Adeus Carne, Labirinto e Sob Controle, último álbum lançado. Inocentes é Clemente Tadeu (guitarra e voz), Ronaldo   (guitarra e vocal), Anselmo (baixo e vocal) e Nonô (bateria).

INOCENTES
Dia 24/02/2017. Sxta, às 21h30.
Comedoria (500 pessoas – acesso para pessoas com deficiência)
Duração: 1h30.
Não recomendado para menores de 18 anos.

Ingressos à venda pelo Portal Sesc SP (www.sescsp.org.br), a partir de 14/02/2017, às 15:30h, e nas unidades, a partir de 15/02/2017, às 17:30.

R$ 20,00 (inteira); R$ 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante); R$ 6,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes [Credencial Plena]).

Venda limitada a quatro ingressos por pessoa

Sesc Belenzinho
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
Para espetáculos com venda de ingressos:
R$ 6,00 (não matriculado);
R$ 3,00 (matriculado no SESC – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

Woslom: banda se apresenta no SESC Belenzinho!

Neste sábado o WOSLOM irá se apresentar na capital paulista, mais precisamente no SESC Belenzinho, local que ultimamente vem recebendo bandas de Metal.

“Nossa cena precisa se reinventar e buscar novos espaços. O SESC possui uma agenda cultural muito vasta então temos que aproveitar este espaço para colocar nossa cultura ‘metal’ com acesso a muito mais gente“, comenta o baterista Fernando Oster.

O show faz parte da divulgação do terceiro album da banda, ‘A Near Life Experience’, frequentador de quase todas as listas de melhores do ano publicadas por sites especializados no Brasil e vários no exterior!

A apresentação é sábado com início às 21h30. Os ingressos antecipados já estão sendo vendidos. Mais Informações: http://www.sescsp.org.br/programacao/111236_WOSLOM

Serviço:
Show Woslom
Data: 28/01, sábado às 21h30
Local: SESC Belenzinho (Comedoria)
Endereço: R. Padre Adelino, 1000 (Telefone 11 2076-9700)
Ingressos: R$ 20,00 / R$ 10,00 (meia-entrada) / R$ 6,00 (comerciário)
Credenciamento Imprensa: imprensa@belenzinho.sescsp.org.br

Assista aos novos videoclipes da banda:

Underworld Of Aggression: https://www.youtube.com/watch?v=U5GAw6amJW8

Lords Of War: https://www.youtube.com/watch?v=vZGsGoeNgMA

A Near Life Experience: https://www.youtube.com/watch?v=8FuuNs-qxZE

Contato: woslom@woslom.com

Sites Relacionados:
www.woslom.com
www.facebook.com/woslom
www.punishment18records.com
www.metalmedia.com.br/woslom

Fonte: Metal Media

Woslom: lyric video para a faixa-título do novo álbum está disponível

Recentemente o WOSLOM disponibilizou um novo lyric video, desta vez para a faixa que batiza o novo álbum, ‘A Near Life Experience’.

O lyric – produção da própria banda – mostra, em seus quase 9 minutos, uma das letras mais ácidas e inteligentes do grupo até o momento, tudo regado, claro, pela magnífica junção de riffs, solos e cozinha, assista:

Lembrando que os fãs da cidade de São Paulo e de toda a região tem um compromisso com o WOSLOM: o grupo se apresentará no SESC Belenzinho no dia 28 de janeiro. Fiquem atentos para mais novidades!

O álbum ‘A Near Life Experience’ foi gravado no Acustica Studios e masterizado na Absolute Master. A capa ficou por conta do artista Mario Lopez. O disco foi lançado no Brasil pela Shinigami Records e no resto do mundo pela gravadora italiana Punishment 18.

Contato: woslom@woslom.com

Sites Relacionados:
www.woslom.com
www.facebook.com/woslom
www.punishment18records.com
www.metalmedia.com.br/woslom

Fonte: Metal Media

Sinaya: quer ganhar muitos prêmios e ingressos para o SESC? Participe!

Nesta sexta-feira, 2 de dezembro, a SINAYA se apresenta no Brasil pela primeira vez depois de sua bem-sucedida turnê pela América do Sul. Pra comemorar, a banda lançou uma promoção-relâmpago!

Para participar é fácil, apenas siga os passos abaixo:

– Curta a página da Sinaya: https://www.facebook.com/sinayaofficial/
– Curta a página da NIG Music: https://www.facebook.com/NIGmusic/
– Compartilhe a imagem do post original (Flyer do evento) do link: https://goo.gl/grbSsx
– Marque 3 amigos nos comentários;
– Clique em ”Quero Participar” no link: (https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/603453)

O esforço vale a pena! O vencedor do sorteio ganhará um mega-blaster-pacotão:

– 1 par de ingressos para o show da Sinaya no Sesc Belenzinho no dia 02/12/2016 às 21h30;
– 1 kit de cordas para guitarra 0.12 da NIG;
– 2 Palhetas Rafive (1 da guitarrista Mylena Monaco e outra da guitarrista Renata Petrelli);
– 1 Camiseta exclusiva da última turnê Sulamericana da banda;
– 1 EP “Obscure Raids” da banda.

O sorteio será realizado no dia 01/12. Boa sorte!

Lembrando que será um show especial, onde a SINAYA irá apresentar algumas das músicas que estarão presente em seu vindouro debut.

O evento acontece no SESC Belenzinho. O início está marcado para às 21h30 e os ingressos antecipados já podem ser comprados pelo link:
http://www.sescsp.org.br/programacao/109099_SINAYA

Mais informações e contato direto com a banda podem ser feitos pelo link:
https://www.facebook.com/events/1253169824754107/

Contato: sinayaband@gmail.com

Sites Relacionados:
www.sinayaofficial.com
www.facebook.com/sinayaofficial
www.metalmedia.com.br/sinaya

Fonte: Metal Media