Tag Archives: Trayce

Esquenta Matanza Fest em Guarulhos

Tiago Nascimento

O rancho sertanejo na cidade de Guarulhos da grande São Paulo, no último domingo 24 de junho, se tornou em rancho do Rock com o “Esquenta Matanza Fest”.

A primeira atração da noite foi a banda Reboco, anfitriã da cidade, que com suas letras reflexivas e agressivas mostrou que em Guarulhos tem Metal de qualidade.

Um dos pontos altos do show foram Bullying na Obra e Morre diabo músicas de trabalho mais fortes da banda, num set list que contou com os clássicos “Polícia” dos Titãs e “O diabo é o pai do rock”.

A banda encerrou a apresentação convocando a todos para prestigiar o evento em comemoração ao dia mundial do rock, que será realizado no dia dia 14 de julho, no Teatro Adamastor, região central de Guarulhos e a tradicional festa de aniversário do Moto Clube Falcões que ocorre em Guarulhos na antiga Philips, serão 3 dias de evento e o Reboco se apresenta dia 20 de julho, primeiro dia de festa.

Reboco é:
Alê Gomes – Voz
Ayka Pilli – Baixo
Alê Mesquita – Samplers
Jamil Pilli – Bateria
Emerson Baptista – Guitarra

Set List:
Isolado do mundo
Só lembranças
Serpentes
Bullying na Obra
Apocalipse Zumbi
Tela Quente
Policia (Titãs)
Anestesia Cerebral
O diabo é o pai do rock (Raul Seixas)
Morre Diabo

Logo pós o encerramento do primeiro show, subiu ao palco do Rancho uma das atrações mais aguardadas por mim, a banda Trayce. Banda de São Paulo e que já tocou diversas vezes em Guarulhos, porém nunca tive a oportunidade de acompanhar o som deles ao vivo.

Apresentando seu álbum “Miragem” lançado em 2017, a banda tem seu som limpo e pesado, muitos riffs e letras melódicas e reflexivas. A interação de todos os integrantes da banda com o público fez o show virar uma reunião de amigos.

Com certeza irei prestigiar mais apresentações da banda sempre que possível.

Membros da banda
Raphael Castejon Vocais
Alex Gizzi Guitarra
Fabricio Modesto Guitarra & Vocais
Rafa Palmisciano Baixo
Cadu Gomes Bateria

Set List
Nascente – Queda Livre
O culto
Corpo Fechado
Réus
Superfície do Ego
Domadores
Círculo

Na seqüência subiu a banda de MPB (Música Pesada Brasileira) Carro Bomba, com seus 18 anos de estrada. Diversos fãs se aglomeraram em frente ao palco para prestigiar e cantar junto.

Com todas suas letras em português, o que já é um diferencial positivo na minha opinião, agitou os presentes.

Divulgando o DVD “A máquina não para” gravado no Sesc Belenzinho em 2016, tocaram um set baseado nesse trabalho.

Set List
Maquina
Mondo Plastico
Fuga
Intravenosa
Bala perdida
Carcaça
Esporro
Queimando a Largada
Pragas Urbanas
Thrash And Roll

Carro Bomba é:
Rogério Fernandes – Vocal
Marcello Schevano – Guitarra
Ricardo “Soneca”  – Baixo
Biel Astolfi – Bateria

Após a apresentação do Carro Bomba, minha ansiedade foi a milhão, pois seria a ultima vez que o Matanza iria tocar na minha cidade. Estive presente em todas apresentações da banda em Guarulhos e não perderia essa oportunidade.

Era aproximadamente 20:15 quando uma pequena introdução fez um verdadeiro caos naquele local. Com umas sequencia de 5 a 6 musicas diretas, Jimmy interagiu com publico para a banda pegar fôlego e já emendava outra.

Todas as músicas sem exagero algum, foram cantadas em “coro” por todos os presentes. Sucessos não faltaram como O chamado do bar, Clube dos Canalhas, A arte do insulto, Bom e quando faz Mal e Ela roubou meu caminhão.

Foram mais de 15 músicas para se despedir de Guarulhos e lavar a alma de todos. Para encerrar a clássica Estamos todos bêbados – Interceptor V6.

Depois de mais de 20 anos a banda anunciou o encerramento das atividades, e com isso uma enorme tristeza se espalhou.

Quem perdeu esse show, não pode perder o Matanza Fest em SP dia 21 de julho, pois será a ultima oportunidade de se despedir da banda.

Esperamos que seja apenas uma pausa da banda e não um termino.

Matanza é
Jimmy London Vocal
Mauricio Nogueira Guitarra
Dony Escobar Baixo
Jonas Bateria

O Ponto ZerØ parabeniza a organização do evento e agradece a produção do Matanza, e ao Bráulio pela credencial.

46 FEST CHEGA A TERCEIRA EDIÇÃO COM O APOIO DA GALERA QUE COMPARECEU EM GRANDE NÚMERO NO TROPICAL BUTANTÃ

Por Thiago Tavares

Um dos festivais mais esperados da cena do metal brasileiro enfim aconteceu. No último domingo, dia 03 aconteceu no Tropical Butantã a terceira edição do 46 Fest, festival esse que reúne grandes bandas de expressão do metal e que também dá oportunidade para outras bandas que estão iniciando sua trajetória para participarem desta festa ao lado de ninguém mais, ninguém menos que os anfitriões o Project 46, banda essa que vem se consolidando desde sua fundação em 2008 e conquista muitos fãs pelo som no estilo heavy metal com um som de estourar os ouvidos de muito bom que é e com letras que fazem tirar tudo de ruim ou zica que há dentro de nós, praticamente um grito de desabafo para todas as coisas ruim no qual vemos ou presenciamos.

2017 © Camila Cara

O festival desse ano foi composto pelas bandas Tonelada, que venceu a votação popular dentre várias bandas independentes, No Trauma e Trayce, convidadas pelos donos da festa e Ponto Nulo no Céu. Praticamente um prato cheio para quem quer ouvir um som pesado de qualidade e iniciar a semana com tudo.

A primeira banda a se apresentar foi a banda Tonelada. Originários de Dourados (MS) e composto por Juan Queiroz (Vocal), Luan Mendes (Guitarra), Paulinho Torrontegui (Bateria) e Renan Gobi (Baixo), os caras apresentaram um set que agradou bastante a galera que estava presente ao festival, fazendo jus como a vencedora por votação popular como a banda da galera a participar do festival. Eu, particularmente não conhecia e gostei bastante com estilo bem pesado e como definem, um som curto e grosso.

2017 © Denis Ono

Logo em seguida, se apresentou a banda No Trauma que foi convidada pelo Project 46 e esteve entre os 10 primeiros colocados na votação popular. Cariocas de Olaria e formado por  Hosmany Bandeira (Vocal), João de Paula (Baixo), Tuninho Silva (Guitarra) e Marvin Tabosa (Bateria), com influencias no metalcore e nu metal, os cariocas apresentaram ao público músicas do CD Viva Forte Até o Seu Leito de Morte, de 2015 o único da carreira e vem batalhando de forma incansável, não é a toa que voltaram de uma turnê recente pela América do Sul e no 46 Fest, a galera aprovou e com certeza já abraçou a causa em apoiar os caras.

2017 © Mayara Cristina Giacomini

O próximo que se apresentou, também convidada pelos donos da festa é a banda Trayce de São Paulo, bastante conhecida da cena do metal também com influencias do metalcore. Fundada em 2007 tem como integrantes Rafa Palm Ciano (Baixo), Fabricio Modesto (Guitarra), Marcelo Carvalho (Vocal), Alex Gizzi (Guitarra) e Marcelo Campos (Bateria), a banda além apresentar músicas de seus álbuns anteriores, apresentou músicas do novo álbum intitulado Miragem. Eu já conhecia a banda mas com poucas faixas na minha playlist e passei a gostar, um som com riffs melódicos e ao mesmo tempo um som limpo e bem agressivo.

2017 © Denis Ono

Outra banda que chegou ao 46 Fest com tudo, foi a Ponto Nulo no Ceu. De Santa Catarina e formado por Lucas Taboada (Bateria), Felipe Taboada (Guitarra), Fau (Baixo) e Dijjy Rodriguez (Vocal), a banda com influências no metalcore apresentou um mix de músicas de seu repertório com ênfase no último disco Pintando Quadros do Invisível (2016), onde todas as músicas apresentadas mostram letras bem estruturadas, versatilidade no vocal (lembrando até mesmo rap), pontos fortes ao meu ver da banda que já esquentava os motores de quem viria a seguir.

Eram 21:40 da noite e a galera conclamava para a atração principal da noite. Confesso que também estava ansioso pois já tinha mais de um ano que não via os caras (a última vez no SESC Belenzinho). Praticamente neste show, resolveram quebrar tudo, algo que precisava ser liberto. E como se quisessem se libertar de todas as coisas ruins e adversidades. Enfim, o Project 46 subia ao palco neste horário para lançar de forma oficial o álbum Tr3s. Sob a formação de Caio MacBeserra (Vocal), Jean Patton (Guitarra), Vinicius Castellari (Guitarra), Baffo Neto (Baixo) e Betto Cardoso (Bateria), a banda paulistana literalmente veio para expor mais uma e de forma única a exposição da vida, os problemas sociais que muitos querem esconder e que eles sabem fazer muito bem.

2017 © Denis Ono

Os caras executaram músicas do novo álbum como Corre, Terra de Ninguém e Pode Pá, músicas essas que refletem a nossa realidade, a sua realidade e muitos querem esconder e são músicas como essas que nos fazem seguir a diante e enfrentar tudo e todos, pois como diz em Pode Pá “Não vim aqui pra ser exemplo, Eu vim aqui pra ser eu mesmo, Não vim aqui pra ser copiado, Eu vim deixar o meu legado. E a mensagem foi muito bem captada pela galera que estava presente em meio a roda imensa q tinha no Tropical em quase todas as músicas executadas pelo Project.  Um ótimo trabalho feito e que tem tudo para alcançar novos horizontes com este trabalho.

A resenha ficou mais extensa do que eu esperava mas nós do Ponto ZerØ temos que agradecer ao Thiago Rahal Mauro da TRM Press pelo credenciamento.

Fotos retirada da página do Facebook oficial da banda:  46FEST III – Lançamento do álbum ‘TR3S’

Project46: Confira as atrações confirmadas no”46fest III”

A banda Project46 vem promovendo o show de lançamento de seu novo álbum intitulado “TR3S”, que compõe o show principal do projeto “46FEST III” no dia 3 de dezembro, no Tropical Butantã, em São Paulo.

Os ingressos estão à venda no site da Ticket Brasil e custam de R$ 45,00 até R$ 120,00 consulte opções:

https://ticketbrasil.com.br/festival/5489-46festiii-saopaulo-sp/

As bandas Trayce e Ponto nulo no céu foram recentemente adicionadas ao line up do evento e chegam para somar neste grande encontro da nova geração do metal nacional. 

A banda Project46 gravou o álbum “TR3S” com o produtor Adair Daufembach em seu estúdio em Los Angeles e promete oferecer uma sonoridade inovadora dentro do estilo do grupo.

Assista o videoclipe de “Pânico”: https://youtu.be/XGqP7STrc4A

SERVIÇO SÃO PAULO:
46FEST III – show de lançamento do novo álbum do Project46

Line-Up:
Project46 (Lançando o novo álbum ‘TR3S’)
Ponto nulo no céu
Trayce
Banda ESCOLHA P46 (SUA BANDA NO 46FEST III)
Banda MAIS VOTADA (SUA BANDA NO 46FEST III)
Participe do concurso: https://goo.gl/6e8xC1

INGRESSOS:

Online no site da TicketBrasil: https://ticketbrasil.com.br/festival/5489-46festiii-saopaulo-sp/

Valores:
Pista Meia – Lote 1 – R$ 45,00
Pista Promo – Lote 1 – R$ 46,00
Pista Promo + CD – Lote 1 – R$ 60,00
Pista Inteira – Lote 1 – R$ 90,00
Camarote Open Bar – Lote 1 – R$ 100,00
Camarote Open Bar + CD – Lote 1 – R$ 120,00

Local: Tropical Butantã (http://www.tropicalbutanta.com.br/)
Cidade: São Paulo/SP
Endereço: Av. Valdemar Ferreira, 93 – Butantã
Horário: A partir das 16hs
Classificação: 16 anos

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/2388074201417158/?fref=ts

Links Relacionados:
http://www.project46.com.br
https://www.facebook.com/Project46
http://instagram.com/project46_oficial

Claustrofobia: banda se apresenta domingo no Rock na Praça em São Paulo

Os gigantes do Thrash Metal, o grupo Claustrofobia, retornará as raízes como trio dia 08 de outubro em uma apresentação no centro de São Paulo sendo uma das atrações do evento Rock na Praça, ao lado de outros grandes nomes do Metal nacional. Por motivos de ordem pessoal, o guitarrista Douglas Prado não acompanhará mais a banda nos próximos compromissos e projetos.

Leia o comunicado de Douglas:

“Agradeço a toda família Claustrofobia por esses mais de 2 anos em que dividimos momentos de grande intensidade e muita música dentro e fora dos palcos. Foi uma grande experiência de vida para mim. Dei o melhor de mim para honrar a banda e meus amigos de longa data que a formam. Para a nação Claustruth, deixo meus sinceros agradecimentos e o desejo de estar com vocês muito em breve nos moshpits dos shows do Claustro!

Iniciarei projetos importantes, inclusive, a retomada dos estudos musicais.

Aos meus amigos Marcus, Caio e Daniel desejo sucesso em todos os passos.

Um forte abraço a todos.”

Douglas Prado

A banda também reconhece a importância do músico a frente das guitarras e por todos os anos de trabalho junto ao Claustrofobia: Somos muito gratos ao Douglas e família pelo sangue dado ao Claustrofobia mesmo antes de sua entrada na banda. Sua passagem por nossa história foi representada com maestria. Temos muita admiração pelo talento do Douglas e estamos juntos desde sempre. Desejamos saúde, sorte e muito sucesso nos estudos e projetos futuros”.

Agora como trio, o grupo formado por Marcus D’Angelo (voz/guitarra), Daniel Bonfogo (baixo) e Caio D’Angelo (Bateria), preparam uma apresentação destruidora reunindo os grandes clássicos da carreira da banda e músicas que fazem parte do último registro de estúdio, “Download Hatred”.

O vocalista e guitarrista, Marcus D’Angelo, ressalta que nada mudou e que agora como trio a energia será ainda maior: “Não podia ter oportunidade mais apropriada que o Rock na Praça pra estrearmos em Power Trio, estamos super felizes e satisfeitos com os ensaios.  Será um desafio que vamos encarar com atitude e respeito. Não vai ter conversa vai ser porradaria violenta sem dó

Marcus D’Angelo”

O evento “Rock na Praça” será realizado no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo dia 08 de outubro, com início das apresentações marcada para o meio dia e divididos em dois palcos, as bandas Claustrofobia, Krisiun, Andre Matos, Supla, Oitão, Sioux66, Trayce, Kiara Rocks, Malta e Pomparças (feat. Membros Korzus e Project 46), intercalam os shows durante todo o dia.

O evento é gratuito sendo organizado pela prefeitura de São Paulo.

Serviço:
Evento: Rock Na Praça
Atrações: Claustrofobia – Krsiun – Andre Matos – Supla – Trayce – Malta – Sioux66 – Kiara Rocks – Pomparças
Custo: Gratuito
Local: Vale do Anhangabaú / Centro / São Paulo
Horário: 12:00 pm