Tag Archives: Wikimetal

Viper celebra relançamento do álbum “Vipera Sapiens” com show no Sesc Belenzinho

A banda Viper acaba de confirmar show especial de relançamento do do álbum “Vipera Sapiens” no Sesc Belenzinho, em São Paulo, no dia 8 de setembro (sábado), às 21h30. Os ingressos serão vendidos no site do Sesc a partir do dia 28 de agosto e serão vendidos por preços populares, com valores de R$ 6,00 até R$ 20,00. O Viper é atualmente formado por Pit Passarell (baixo), Felipe Machado (guitarra) e Guilherme Martin (bateria), além do guitarrista Hugo Mariutti (Shaman, Andre Matos) e do vocalista Leandro Caçoilo (ex-Eterna, Hardshine, Sancti, Caravellus).

Compre seu ingresso no site do Sesc: https://www.sescsp.org.br/programacao/164585_VIPER

Na década de 90, o Viper viajava o mundo divulgando o heavy metal brasileiro e acabou conquistando grandes fãs no Japão. Em homenagem a eles, o grupo lançou um EP com exclusividade no país intitulado Vipera Sapiens. Agora, em comemoração aos 25 anos do lançamento, o álbum foi disponibilizado no Brasil pelo selo Wikimetal.

O trabalho foi gravado durante as sessões do álbum Evolution na Alemanha em 1992 e traz Pit Passarell (baixo e vocal), Felipe Machado (guitarra), Yves Passarell (guitarra) e Renato Graccia (bateria) no lineup. Além do repertório original, Vipera Sapiens traz versões demos de “Dance of Madness”, “Pictures of Hate”, “Wasted” e “Acid Heart”, entre outros, totalizando 15 faixas.

Ao falar sobre o lançamento, o guitarrista Felipe Machado explica o motivo de estar acontecendo agora: “Na época foi um lançamento exclusivo para o Japão e por isso a gravadora acabou optando por lançar apenas lá. No Brasil não havia a cultura de lançar mini-álbuns e por isso fomos deixando o ‘Vipera’ de lado. Agora, como estamos relançando toda a discografia do Viper em versões digipack, com muitos extras e fotos inéditas, acabou chegando a hora”.

A série de relançamentos do Viper pelo Wikimetal inclui os álbuns de estúdio Soldiers of Sunrise, Theatre of Fate e Evolution, além do CD/DVD ao vivo To Live Again – VIPER Live in São Paulo.

Vipera Sapiens tracklist:

1. Acid Heart
2. Silent Enemy
3. Crime
4. Wasted Again
5. Killing World
6. The Spreading Soul – Acoustic Version
7. Wasted – DEMO
8. Pictures of Hate – DEMO
9. Dance of Madness – DEMO
10. The Spreading Soul – DEMO
11. Acid Heart – DEMO
12. Silent Enemy – DEMO
13. Crime – DEMO
14. Killing World – DEMO
15. Amaury – DEMO

SERVIÇO VIPER NO SESC BELENZINHO:

Quando: 08/09 – Sábado
Horário: 21h30
Ingressos: R$ 6,00, R$ 10,00, R$ 20,00
Venda online a partir de
28/08/2018 12:00
Venda nas unidades a partir de
29/08/2018 17:30
Online no site https://www.sescsp.org.br/programacao/164585_VIPER

Viper: 25 anos depois do lançamento no Japão, ‘Vipera Sapiens’ sai finalmente no Brasil

Álbum foi gravado durante as sessões de ‘Evolution’ e lançado apenas no Japão para promover a turnê do VIPER no país. ‘Vipera Sapiens’ é um dos lançamentos mais aguardados da história do heavy metal brasileiro

Um dos álbuns mais aguardados pelos fãs de heavy metal chega finalmente ao mercado brasileiro: ‘Vipera Sapiens’, do VIPER. O álbum foi lançado no Japão em 1993 para promover a turnê da banda brasileira no país.

‘Vipera Sapiens’ foi gravado durante as sessões do álbum ‘Evolution’ na Alemanha, em 1992. Ao todo, o VIPER gravou 15 canções compostas no mesmo período, que mais tarde foram divididas entre o ‘Evolution’ e ‘Vipera Sapiens’. ‘Vipera Sapiens’ foi lançado no Japão como EP, com 6 músicas: ‘Acid Heart’, ‘Silent Enemy’, ‘Crime’, ‘Wasted Again’, ‘Killing World’, e ‘The Spreading Soul (Acoustic Version)’. A versão brasileira, que chega às lojas em mais um lançamento do selo Wikimetal, traz diversos extras e 15 músicas ao todo.

Para comprar o álbum entre no site http://wikimetalstore.com.br/

Além do repertório original, há versões demo de todas as canções e demos de canções como ‘Dance of Madness’ e ‘Pictures of Hate’, do álbum ‘Evolution’. ‘Vipera Sapiens’ termina com uma música inédita do Viper, a vinheta instrumental ‘Amaury’. A formação do VIPER no ‘Vipera Sapiens’: Pit Passarell (baixo e vocal), Felipe Machado e Yves Passarell (guitarras) e Renato Graccia (bateria). O álbum foi produzido por Charlie Bauerfeind, o mesmo de ‘Evolution’.

Por que ‘Vipera Sapiens’ demorou tanto para sair no Brasil? “Na época foi um lançamento exclusivo para o Japão e por isso a gravadora acabou optando por lançar apenas lá. No Brasil não havia a cultura de lançar mini-álbuns e por isso fomos deixando o ‘Vipera’ de lado. Agora, como estamos relançando toda a discografia do VIPER em versões digipack, com muitos extras e fotos inéditas, acabou chegando a hora”, explica o guitarrista Felipe Machado.

A série de relançamentos do VIPER pelo Wikimetal inclui os álbuns de estúdio ‘Soldiers of Sunrise’, ‘Theatre of Fate’, ‘Evolution’ e ‘Vipera Sapiens’, além do CD/DVD ao vivo ‘To Live Again – VIPER Live in São Paulo’.

As gravações que deram origem ao EP ‘Vipera Sapiens’ foram as mesmas que deram origem ao álbum ‘Evolution’. O VIPER gravou a bateria no Union Studios, em Munique, as guitarras, baixo e vocais no Tommy Newton Studio, em Hannover, e a mixagem foi no Chateau du Pope, em Hamburgo.

“O ‘Vipera Sapiens’ não apenas um apêndice do ‘Evolution’, mas uma espécie de irmão mais novo. Sim, porque ao chegar na Alemanha e discutir o assunto com o produtor Charlie Bauerfeind, descobrimos que seria demais colocar 15 músicas em um álbum só. De qualquer maneira, fomos em frente e gravamos todas com os mesmos instrumentos, a mesma vontade, a mesma emoção”, afirma Machado.

E como decidir quais entrariam no ‘Evolution’ e quais seriam lançadas depois, no ‘Vipera Sapiens’? “Foi uma escolha difícil. Não, não escolhemos as melhores para o ‘Evolution’ e as piores para o ‘Vipera Sapiens’ – até porque todas as músicas eram excelentes. Era, no entanto, preciso haver um equilíbrio, porque, segundo o Charlie, seria péssimo para a carreira da banda fazer dois lançamentos com qualidade diferente”, afirma o guitarrista.

As canções do ‘Vipera Sapiens’

‘Acid Heart’, uma das melhores do repertório, foi escolhida para abrir o EP, mesmo embora tenha sido composta na mesma leva de ‘Rebel Maniac’ e ‘Pictures of Hate’, que acabaram no ‘Evolution’. A banda também escolheu uma do Yves para o ‘Evolution’ (‘Dead Light’), outra para o ‘Vipera Sapiens’, ‘Silent Enemy’.

‘Crime’ é uma das canções com mais histórias da carreira do Viper. Composta pelo Pit e o Yves, ela não tem muito a ver com o resto do repertório. Mas a banda sempre teve um carinho especial por ela. Foi composta ainda na época do Andre Matos, e há inclusive versões ao vivo cantadas por ele. Chegaram a gravá-la durante as sessões do álbum ‘Theatre of Fate’, mas o produtor Roy Rowland achou que ela destoava muito do resto do repertório e ‘Crime’ foi deixada de lado. Acabaram resgatando a canção para entrar no ‘Evolution’, mas ela também era tão diferente do resto que foi parar no ‘Vipera Sapiens’.

Gravaram também uma versão diferente para a música ‘Wasted’, por sugestão do produtor Charlie Bauerfeind. Ele achava que ‘Wasted’ poderia ser um single, mas era muito longa: então a banda fez uma versão mais curta e batizou de ‘Wasted Again’.

Além de uma versão apenas acústica de ‘The Spreading Soul’, ‘Vipera Sapiens’ tem também outra composição incrível do Pit Passarell: ‘Killing World’. Acabou não entrando no ‘Evolution’ porque o Pit gravou o vocal dela sozinho, em Hamburgo, durante as sessões de mixagem.

O álbum termina com uma música instrumental chamada ‘Amaury’. É apenas uma vinheta de um minuto, mas que traz uma amostra da felicidade e do bom humor de quatro garotos que estavam prestes a realizar seu sonho e gravar no exterior pela primeira vez.

VIPER
VIPERA SAPIENS

1. Acid Heart (3:17)
2. Silent Enemy (3:59)
3. Crime (4:07)
4. Wasted Again (3:22)
5. Killing World (3:29)
6. The Spreading Soul – Acoustic Version (4:48)

BONUS TRACKS

7. Wasted – DEMO (4:33)
8. Pictures of Hate – DEMO (4:27)
9. Dance of Madness – DEMO (4:34)
10. The Spreading Soul – DEMO (4:24)
11. Acid Heart – DEMO (3:04)
12. Silent Enemy – DEMO (3:47)
13. Crime – DEMO (3:53)
14. Killing World – DEMO (3:07)
15. Amaury – DEMO (1:00)

Links relacionados:
https://www.facebook.com/viperbrazil/
http://wikimetalstore.com.br/produto.php?prod=143

Programa Roadie Metal: confira o que rolou nas duas edições da semana passada

Quinta feira (11/01), o programa Roadie Metal voltou ao ar após um período de férias, e logo de cara um “Mesa Redonda” na edição 275 com convidados importantes da imprensa nacional.

Participaram do Mesa RedondaIza Rodrigues (Wikimetal), Sergiomar Menezes (Rebel Rock/Roadie crew/ Roadie Metal e Metal Na Lata), Celso Mauricio (Rumors Mag) e José Eduardo Brondi (Comando Noise).

Assista ao programa e veja os assuntos em que debatemos no link abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=gPfBn7mheW8

No sábado o programa fez a primeira entrevista do ano com o grupo de Dark Metal, Van Dorte, os músicos Feleex Duarte e Alexandre Carmo, reveleram todo o conceito e tema abordado na produção do primeiro disco da carreira “Epilogue”.

Assista ao bate papo no link abaixo:
https://www.youtube.com/watch?v=ZvEzZIPF6A4

O programa Roadie Metal está no ar desde o dia 10 de maio de 2014 e é transmitido toda quinta das 20:40 até as 23:00 e sábado das 14:40 as 16:15, sempre ao vivo e com transmissão pelo Facebook e YouTube do programa.

AcllA em destaque no Wikimetal

Crédito: Thais Lopes Boals

Crédito: Thais Lopes Boals

A banda AcllA é o destaque da semana no quadro “Orgulho Nacional” do Wikimetal. Rafael Masini conversou com o baixista Pedro Carvalho, que falou sobre a nova formação, a gravação do novo álbum e a temática de “Pindorama”.

Praticando um som que traz elementos da música indígena e que exaltam a Terra, o AcllA surgiu em 2007 como um projeto do vocalista Tato Deluca, que atualmente trabalha ao lado de Attílio Negri e Igor Busquets (guitarras), Pedro Carvalho (baixo) e Victor Busquets (bateria). Para conferir o episódio e ouvir momentos de “Pindorama”, acesse: http://wikimetal.com.br/site/aclla/

Mais informações em https://www.facebook.com/AcllaBand

Machine Head é destaque no Wikimetal

Após quatro anos, banda retorna ao Brasil para única apresentação – foto: divulgação

O Machine Head, um dos nomes mais respeitados e venerados do metal mundial na atualidade, tem conquistado grande atenção da mídia especializada latino-americana devido ao importante momento que o grupo está vivendo em 24 anos de carreira, além da próxima turnê que está prestes a devastar o Continente.

Como não poderia ser diferente, a imprensa brasileira também tem feito e muito bem a sua parte em reportar essa brilhante história. Recentemente, o idolatrado frontman Robb Flynn conversou com o Wikimetal para falar sobre a expectativa dele para a única apresentação no Brasil (São Paulo: 07/06 – Via Marquês), a repercussão do novo álbum “Bloodstone & Diamonds”, suas próprias influências e relembrou alguns fatos curiosos. Ouça a entrevista na integra em http://wikimetal.com.br/site/230-robb-flynn-machine-head-no-wikimetal/.

A turnê de Robb Flynn (vocal/guitarra), Dave McClain (bateria), Phil Demmel (guitarra) e Jared MacEachern (baixo) pela América Latina é a seguinte:
25/05 – C3 – Guadalajara, México
27/05 – Café Iguana – Monterrey, México
29/05 – Circo Volador – Cidade do México, México
31/05 – Teatro Metropol – Bogotá, Colômbia
02/06 – Teatro Cariola – Santiago, Chile
04/06 – Teatro Flores – Buenos Aires, Argentina
05/06 – Music Box – Montevidéu, Uruguai
07/06 – Via Marquês – São Paulo, Brasil

Robb Flynn parece que está ansioso para reencontrar os fãs brasileiros. Visivelmente animado, o músico fez questão em gravar e postar um video exclusivo na página oficial do grupo no Facebook. Confira a mensagem em https://www.facebook.com/MachineHead/videos/10152937481723823.

Os fãs interessados em conferir a tão aguardada performance de já podem garantir presença pela Ticket Brasil (e pontos de vendas autorizados), Clube do Ingresso, Galeria do Rock (lojas Hellion e 255) e em Santo André (Metal Music). Mais informações no serviço abaixo.

O show faz parte da turnê mundial de “Bloodstone & Diamonds”, considerado um dos melhores discos lançados em 2014, segundo a imprensa especializada mundial. Este trabalho foi lançado via Nuclear Blast e figurou nos principais charts ao redor do mundo: Áustria #6 | Austrália #10 | Canadá #25 | Canadá (Hardchart) #3 | Alemanha #6 | Finlândia #18 | França #29 | Irlanda (Indie) #4 | Suécia #31 | Suécia (Rock/Metal) #3 | Suiça #7 | Inglaterra #18 | Inglaterra (Indie) #1 | Inglaterra (Rock) #3 | EUA #21 | EUA (Hardcharts) #2

Assista ao vídeo oficial de “Now We Die” em https://youtu.be/zSiKETBjARk?list=PL4qfuCI0_FfOlnedFiLH0u3d65KaJBQD1.

A primeira e única passagem do Machine Head pelo Brasil, aconteceu em outubro de 2011 e passou pelas cidades de São Paulo (Via Funchal), Curitiba (Master Hall) e Porto Alegre (Casa do Gaúcho). Na ocasião, os norte-americanos excursionaram ao lado do Sepultura pela América Latina.

Fundado em 1991, em Oakland (EUA), o Machine Head é reconhecido como o pioneiro do movimento New Wave of American Heavy Metal. Com 11 álbuns lançados e presença sempre garantida nos principais festivais da Europa, o grupo já atingiu a expressiva marca de 3 milhões de discos vendidos em todo planeta.

Link relacionados:
www.facebook.com/MachineHead
https://www.facebook.com/agenciasobcontrole
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

Serviço São Paulo
Agência Sob Controle orgulhosamente apresenta Machine Head
Data: 7 de junho de 2015 – domingo
Local: Via Marquês – http://www.viamarques.com.br
End: Av. Marquês de São Vicente, 1589 – próximo ao Metrô e Rodoviária Palmeiras-Barra Funda
Abertura da casa: 19h
Classificação etária: a partir de 16 anos

Valor dos ingressos:
1º Lote: R$ 120,00 (Pista Meia/promocional – limitados)
2º lote: R$ 150,00 (Pista Meia/promocional)
Camarote: R$ 200,00 (Meia/promocional)

Ingressos online (em até 12 vezes no cartão): https://ticketbrasil.com.br/show/2933-machinehead-sp/ | http://www.clubedoingresso.com/shows/rock/machinehead

Pontos de Venda
São Paulo | Galeria do Rock: Loja Hellion: 1° andar – 11 3223.8855 | Loja 255: 2° andar – 11 3361.6951
Santo André | Metal Music: Rua Dona Elisa Fláquer, 184 – Centro – 11 4994.7565
Evento Facebook: https://www.facebook.com/events/943234739044855/
Imprensa: press@theultmatemusic.com
Cartaz:

Age of Artemis: show em São Paulo nesta sexta e matéria no Wikimetal

A banda Age of Artemis lembra os fãs de São Paulo e todo o Brasil que se apresenta no próximo dia 28 de novembro, às 20h, no Gillan’s Rock Bar – o show divulga o segundo álbum “The Waking Hour”, lançado pela MS Metal Press.

O evento conta até agora com as participações de Mario Pastore e Edu Falaschi. O Age of Artemis promete divulgar mais participações especiais em breve. “Será nosso primeiro show em São Paulo desta turnê e já estamos muito ansiosos. Trabalhamos duro para fazer uma grande apresentação e dar aos fãs o que eles merecem, ou seja, música de qualidade, garra e conteúdo”, explicou o vocalista Alírio Netto.

Outra novidade para os fãs de Alírio Netto é que o vocalista foi entrevistado por Rafael Masini, do Wikimetal. O repórter visitou os bastidores da peça “Jesus Cristo Superstar“, onde conversou com Alírio sobre o Age Of Artemis e sua carreira no teatro.

Confira o vídeo:

Line-up:
Alírio Netto (vocal)
Giovanni Sena (baixo)
Nathan Grego (guitarras)
Gabriel “T-Bone” Soto (guitarras)
Riccardo Linassi (bateria)

SERVIÇO

AGE OF ARTEMIS EM SÃO PAULO
Atração: Age of Artemis
Dia: 28 de novembro de 2014, sexta-feira
Horário: A partir das 20hs
Local: Gillan’s Rock Bar
Endereço: Rua Marquês de Itu, 284 – Centro – São Paulo/SP
Reservas e informações: 11 – 3129-8710
Site: www.gillansinn.com.br

Valores e informações:
Ingressos na porta – Homens R$30 e Mulheres R$ 15,00
Promoção: Mulheres VIP até às 23:00 horas.

Outras Informações
Website: http://ageofartemis.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/ageofartemis
Twitter: https://twitter.com/AgeOfArtemis
YouTube: https://www.youtube.com/user/artemisbrazil
Soundcloud: https://soundcloud.com/powerprog/sets