ALMAH FAZ SHOW EMPOLGANTE, RELEMBRANDO SUCESSOS E MÚSICAS DO ULTIMO TRABALHO – E.V.O

Texto: Thiago Tavares
F
otos: Daniel Ometo

Um show empolgante que agitou a galera no Manifesto Bar. Esta é a definição que posso atribuir ao show do Almah realizado no último dia 12 de novembro na casa de rock mais badalada de São Paulo. Ao adentrar ao Manifesto, até achei estranho, o tempo ainda claro, indo ver um show de rock, típico de ser bem mais tarde, em plena escuridão da noite, mas tranquilo.

Adentrando ao Manifesto, a energia é outra. Não é a toa que é chamado de templo do rock e nada mais justo que o Almah faça parte de mais uma história desta casa emblemática.

A banda de Power Metal paulistana composta pelo vocalista Edu Falaschi (ex-Angra), Marcelo Barbosa e Diogo Mafra (guitarras), Raphael Dafras (baixo) e Pedro Tinello (bateria), voltou a capital paulista para o segundo show da turnê do CD intitulado E.V.O, o quinto da banda.

As 21 horas, a galera vibrou com a entrada do grupo com a introdução de Age of Aquarius, faixa de introdução do novo trabalho, onde praticamente a música já estava na boca da galera, um som pesado, ao mesmo tempo equilibrado. Além de músicas do novo CD, praticamente era obrigação os caras tocarem os clássicos de outros álbuns como Birds of Prey, Beyond Tomorrow e alguns mais recentes como Higher, Pleased to Meet You, entre outros. Algumas baladas também estiveram presentes no show como Bullets on the Altar e Speranza do novo disco.

O que pode se dizer sobre o show em si foi bastante agitado, com grandes sucessos, a banda bastante entrosada, ainda mais com os mais os últimos integrantes Diogo Mafra e Pedro Tinelo que deram uma cara nova ao Almah nas guitarras e na bateria. Uma nova identidade que pôde ser identificada nesse novo disco. Deus Edu mais uma vez provando a todos que os problemas de refluxo que atrapalharam seus trabalhos em 2012 foram sanados e continua cantando demais, relembrando momentos nostálgicos de Angra, em Rebirth e Temple of Shadows. Marcelo Barbosa dispensa comentários na guitarra, competência fora do comum e nem parecia que voltou da Europa fazendo as gravações de Omini, Rafael Dafras dominando no baixo bem cadenciado e os mais novos Tinelo que arrebentou na bateria, com um solo que agradou os fãs e Diogo Mafra que também quebrou tudo na guitarra.

O show durou cerca de uma hora e quinze minutos de muito metal na veia, clássicos do Almah e um show que não ficou devendo para ninguém. Essa foi a sensação de quem presenciou o show e que em breve, o Almah renovará suas forças para um novo trabalho.

Em nome do Ponto ZerØ, agradeço a Damaris Hoffman e ao Manifesto Bar pela concessão das credenciais de imprensa.

SETLIST (Ordem Aleatória)
You’ll Understand
Birds of Prey
Believer
Speranza
Higher
Warm Wind
Pleased to Meet You
Age of Aquarius
Wings of Revolution
Beyond Tomorrow
Hypinotized
Living and Drifting
Trace of Trait
Days of The New
Bullets on the Altar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation