PANNDORA: DE MARINGÁ PARA O PALCO DO SESC BELENZINHO AGITANDO OS HEADBANGERS E MOSTRANDO A FORÇA FEMININA NO METAL

Por Thiago Tavares

Mais uma vez, o Ponto ZerØ marca presença no SESC Belenzinho para fazer mais uma cobertura de show pertencente ao Projeto Música Extrema no qual expõe bandas brasileiras do gênero do metal e adjacentes, onde no último dia 16 de junho, o palco da Comedoria recebeu o grupo paranaense Panndora.

O grupo feminino formado por Luana Bomb (guitarra), Taise Bijora (baixo), Renata Paschoa (vocal), Adrismith (bateria) e Rebeca Rastelli (vocal e guitarra), fundado em 2000, tem como influências em seus trabalhos bandas de peso como Running Wild, Judas Priest e Iron Maiden, já possuem sete discos gravados, entre álbuns e EP’s e com 18 anos de carreira, as amigas de Maringá seguem com o propósito tocar um heavy metal de qualidade e ajudar a acabar com o velho paradigma que assola há décadas: de que heavy metal é coisa para homens.

Como sempre em horário super britânico, as 21h30min, as meninas sobem ao palco e iniciam sua participação com Partners in Crime de 2012. A música em si lembra bastante uma clássica do Iron Maiden Aces High com uma pegada bastante interessante e a voz da vocal Renata Paschoa não fica devendo, impõe força a música, afinada, no seu devido tom e já aquecendo a galera para o que iria ouvir mais adiante.

A segunda música executada foi Killing Yourself (The Heretic’s Box – 2011) com algo mais agitada e pesada onde as guitarras principal e de apoio casaram muito bem e gostei bastante da proposta da música

My Heretic Lips é uma música que tem como o baixo como o instrumento de destaque, praticamente dando a base para os demais instrumentos. A música passa por momentos moderados e depois utilizam de riffs rápidos.

Choose Your Side é outra música que gostei bastante ao ser executada ao vivo, com uma sonoridade bem legal, agitada, onde a versatilidade da vocalista é exposta na música.

Por mais de uma hora e dez minutos, a banda de Maringá executou os principais sucessos da banda e assim tiveram uma oportunidade de ouro de exporem seu trabalho ao público paulista que sem sombra de dúvidas gostou da apresentação. As meninas continuam com sua luta de propagar o heavy metal, consolidar sua música perante o mercado nacional, ainda mais que o cenário ainda é predominantemente masculino, já se trata de uma vitória elas estarem em atividade por 18 anos, enfrentarem todas as adversidades para poder mostrar seu trabalho e conquistar seu merecido público.

Se formos para avaliar em um contexto geral a banda tem a sua identidade já consolidada, onde tem músicas com uma pegada mais agressiva e outras com algo mais clean, calmo e com arranjos bem elaborados. Mediante a esta consolidação da banda, seria interessante pensar na gravação de um disco de inéditas e ao longo prazo, rodar o país, mas claro, um passo por vez como tudo na vida.

Com certeza, com a aceitação da galera que esteve no SESC Belenzinho, esperamos que a Panndora volte mais vezes a São Paulo com novos trabalhos.

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos a Jaqueline Guerra, da assessoria de imprensa do SESC Belenzinho pelo credenciamento do portal para a cobertura do show.

SETLIST PANNDORA – SESC BELENZINHO
Partners In Crime
Killing Yourself
My Heretic Lips
Neon Knights
Nightmare of My Essence
Chose Your Side
Death Is Not The End
Uranie
Perfect Strangers
Devil’s Man
Prisoner
Control My Mind
Eletric Eye
AC/DC

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCF-mtC_lPZzDmiJLiaSvTzQ
Facebook: https://www.facebook.com/panndoraband/
Instagram: @panndoraband

6ª temporada de “Nasi Noite Adentro” estreia no Canal Brasil

Vocalista do Ira! comanda a atração da Faixa da Meia-Noite às quintas-feira

Os mistérios, segredos e personagens mais excêntricos da noite paulistana voltam ao Canal Brasil para mais uma temporada de “Nasi Noite Adentro” – que estreia na Faixa da Meia-Noite, dia 21. Na nova leva de episódios do programa comandado pelo vocalista do Ira!, o público vai acompanhar as aventuras do anfitrião por lugares ainda mais inusitados da maior metrópole da América Latina. Em seu sexto ano, a atração dirigida por André Barcinski reúne um perfil variado de entrevistados, entre jogadores de futebol, músicos e outras figuras que vagam pela madrugada da terra da garoa.

Rafinha Bastos é o convidado da reestreia, no programa que ganhou o título de “O Humorista”. Depois de brindarem, Nasi com uma taça de vinho e Rafinha com um copo d’água, já que ele não bebe, os dois conversaram sobre a carreira do humorista como jogador de basquete, sua passagem pelo CQC e sobre quando ele foi eleito a pessoa mais influente do mundo no Twitter. O título lhe rendeu uma reunião com agentes e produtores em Los Angeles: “rapidamente eu descobri que Hollywood é de isopor, é uma cidade cenográfica, tudo é de mentira, inclusive as pessoas, todas são”, contou.

No segundo episódio da temporada, o apresentador entrevistou o cantor Lobão. Sobre a atual cena musical brasileira, o entrevistado afirmou: “a gente não está numa ditadura militar, mas existe uma hegemonia, um autoritarismo, um totalitarismo cultural”. Lobão falou ainda sobre sua relação com Cazuza, lembrou de um telefonema que recebeu do amigo pouco antes de sua morte e de outros episódios que viveram juntos. Lobão contou que escreveu “Das Tripas Coração”, que ele considera uma de suas músicas mais bonitas, em homenagem a Cazuza, Julio Barroso e Ezequiel Neves.

Ao longo da temporada, Nasi conversa ainda com o cantor Moacyr Franco; o DJ Zegon, do grupo Tropkillaz; os comentaristas esportivos Mauro Beting e José Trajano; o craque Muller, ex-jogador do São Paulo e da Seleção Brasileira; o DJ Iraí Campos, verdadeira lenda das noites paulistanas; o padre Marcelo Rossi; a atriz Helena Ignez; e o cineasta e documentarista Thiago Zanato, entre outros.

Nasi Noite Adentro (2018) (26 x 12′)
Estreia: Quinta, dia 21/06, à meia-noite
Horário: Quintas, à meia-noite
Horários alternativos: ao longo da programação
Classificação: 14 anos

Astro Venga lança clipe gravado na avenida Rio Branco, no RJ

Foto: Luiza Machado

O power trio carioca Astro Venga pertence às ruas. É entre multidões, o caos urbano e a selva de pedra que a banda transborda energia por meio do seu rock instrumental. A sinergia entre os músicos e a cidade é a tônica do videoclipe de ‘Lêmure’, gravado em pleno horário comercial no movimentado calçadão da avenida Rio Branco, no Rio de Janeiro. Confira a produção aqui: https://youtu.be/HM7uRRevnyU.

‘Lêmure’ é uma das músicas do disco de estreia do Astro Venga, ‘Transeunte’, lançado em novembro do ano passado pela Abraxas Records. O clipe é visceral e captura – em imagem e som –  um dia comum na avenida Rio Branco. Como revela o guitarrista Christian Dias, esta é uma das últimas composições da banda e representa pontualmente a diversidade sonora proposta.

Os diferentes andamentos da música contrastam com a reação da própria banda e da plateia. Das partes introspetivas às mais diretas e pesadas, o vídeo captura desde a irritação de um homem que tenta impedir – em vão e sem razão – a apresentação do Astro Venga na rua, a um senhor engravatado que aplaude a banda ao fim da música.

O Astro Venga é precursor da música de rua no Rio de Janeiro contemporâneo. O lançamento do clipe, explica o guitarrista, faz parte de um novo momento da banda, focada na profissionalização ainda maior do trabalho. “O clipe é bem direto, né? E ali é o centrão comercial do Rio, cheio de camelô, de transeuntes. Por isso tocamos sempre naquela região”, conta Chris.

A direção do clipe ‘Lêmure’ é de Diego de La Veja, que também o produziu junto à própria banda e de Luiza Machado. A equipe de filmagem contou com 7 pessoas e foram usadas 11 câmeras ao todo.

A produção foi exibida pela primeira vez na quinta-feira da semana passada, após um show da banda no Rio de Janeiro. “O clipe passou num telão, logo após a nossa apresentação. Deu pra ver a galera curtindo e reagindo às cenas”, fala Chris.

Sioux 66 lança novo single e clipe

“A Hora é Essa” traz referências da música country atual americana, mas mantém a pegada rock do grupo paulistano

Após promover o segundo álbum, “Caos” (2016), com shows ao lado de ícones como Aerosmith e Papa Roach, o Sioux 66 reaparece com o single e videoclipe “A Hora é Essa”. Lançado pela Sony Music Brasil e contando com produção, mixagem e masterização de Adriano Daga, o grupo paulistano foi buscar referências na música country atual americana. “Artisticamente falando, a ideia era fazer algo diferente do que estávamos acostumados, dessa vez com algo mais voltado para a melodia vocal e com um refrão forte. Porém, sem perder a nossa essência, com cozinha pesada, baixo marcante e muitos arranjos de guitarras”, explicou o guitarrista Bento Mello. “Continuamos os mesmos rockers que fazem e curtem música pesada, algo que está no sangue e jamais vamos abandonar, mas precisávamos abrir um leque e explorar nossa musicalidade e influências, que são diversas. Depois de um EP e dois álbuns bem sucedidos nos sentimos livres para isso em termos artísticos e o resultado nos agradou bastante”, acrescentou o baixista Fabio Bonnies.

A letra, escrita pelo vocalista Igor Godoi, fala sobre aproveitar e curtir a vida de forma alegre, sem exageros e clichês do gênero. “Saiu um pouco diferente dos temas que estávamos acostumados a abordar”, analisou Godoi.

Já a produção do videoclipe ficou por conta da Motion Filmes, com direção de Giancarlo Furlai e Felipe Aleixo. “Eles já haviam trabalhado conosco no vídeo de ‘Pra Sempre’, do álbum ‘Caos’. Para compor as cenas nós chamamos alguns amigos e fãs, pessoas diferentes entre si, mas que têm uma pegada rocker. Nos preocupamos em chamar pessoas que curtem o nosso som para que pudessem entrar na vibe que queríamos para o vídeo”, destacou o baterista Gabriel Haddad.

“A Hora é Essa” marca a despedida do guitarrista Mika Jaxx, substituído por Yohan Kisser. “Após ter gravado a música, Mika precisou deixar a banda porque queria se dedicar mais aos seus projetos pessoais e também à família.  Foi um baque para nós, mas não podíamos simplesmente parar  com um uma música praticamente pronta para ser lançada”, explicou Bonnies. “Queríamos alguém que fosse diferente do Mika em alguns aspectos, mas que ainda tivesse aquela coisa da escola bluseira dos guitarristas de hard rock, pois procurávamos alguém com personalidade e que pudesse contribuir com ideias. Yohan mostrou isso de primeira e a química fluiu perfeitamente”, completou Mello.

A estreia de Yohan Kisser e com lançamento do novo single/clipe do Sioux 66 ocorre no próximo sábado (23), na festa Casbah, que será realizada no Z Carniceria, ao lado de BitDogs, The Krueggers e CIA Tóxica, com discotecagem de Edu Rox e Paula Baker. O Z Carniceria fica na Av. Brg. Faria Lima, 724, Pinheiros, em São Paulo (SP). Mais infos sobre o evento em https://is.gd/z8sjTn

Formação:
Igor Godoi (vocal)
Bento Mello (guitarra)
Yohan Kisser (guitarra)
Fabio Bonnies (baixo)
Gabriel Haddad (bateria)

Discografia:
A Hora é Essa (Single, 2018)
Caos (CD, 2016)
Diante Do Inferno (CD, 2013)
Sioux 66 (EP, 2012)

Contatos:
> FACEBOOK: www.facebook.com/sioux66oficial
> YOUTUBE: canalsioux66 e Sioux66VEVO
> INSTAGRAM: @sioux66oficial
> TWITTER: @sioux_66

Shows: f.gorgatti@gmail.com / (11) 97281-7265

BIG UP SE APRESENTA EM SOROCABA

Crédito: Filipe Nevares
A BIG UP é Gabriel Geraissati, Lucas Pierro e Ras Grilo

No sábado, 23, a BIG UP volta a Sorocaba para única apresentação na Toca do Leão. As bandas Maré e Expressão Natural farão os shows de abertura.

BIG UP lançou recentemente o clipe da música “Eleva”, seu novo single. O vídeo, com direção de Derick Borba, mescla imagens gravadas em São Paulo e da banda ao vivo.

Formada na Zona Sul de São Paulo, a BIG UP já tem no currículo dois EP’s e o álbum Uni-Versos. A banda une reggae e rap com a música brasileira e as letras trazem mensagens positivas, além de elementos do candomblé, do misticismo rasta e das vozes das ruas das periferias.

BIG UP sobe ao palco da Toca do Leão com um show cheio de energia e, além de “Eleva”, o repertório conta com outras faixas dos três trabalhos da banda, como “Xangô”, sucesso nas rádios de São Paulo.

Assista “Eleva”:
https://youtu.be/CbI5hTtMUq0

Ouça Uni-Versos:
https://open.spotify.com/album/32j8faAZ9QtZYOkcyh0z53

Serviço
BIG UP na Toca do Leão
Data:
 23/06/2018 (sábado)
Horário: 22h (abertura da casa)
Local: Toca do Leão
Endereço: Av. São Paulo, 2981, Sorocaba, SP
Ingressos: https://www.tkingressos.com.br/show-do-big-up-dia-23-06-abertura-22-00h-sorocaba-sp
Classificação etária: 18 anos – Obrigatório apresentação de documento original com foto

Mais informações:
www.facebook.com/biguporiginal
www.instagram.com/bigup_original

NERVOSA FAZ SHOW DE LANÇAMENTO DE NOVO ALBUM JUNTAMENTE COM HAVOK NO ESPAÇO 555 EM SÃO PAULO

Por Thiago Tavares

Sexta-feira fria em São Paulo tinha tudo para a pessoa ficar em casa, com aquela vontade de fazer nada. Muito pelo contrário quando se tem a oportunidade de ver um show com excelência, porradaria de qualidade e muito mosh pit para a galera se aventurar, ainda mais ver um show de lançamento de álbum e conhecer uma banda nova.

Foram com esses elementos que no último dia 15 aconteceu no Espaço 555 um show conjunto da banda de Trash Metal feminina Nervosa e da banda norte-americana Havok. Mas esse show foi de grande importância em especial para a banda feminina, onde o show marcava o lançamento do terceiro álbum da carreira intitulado Downfall Of Mankind no Brasil e foi um grande teste para saber como seria a aceitação do público, ainda mais em São Paulo, onde sempre é bom fazer show na cidade por se tratar de um ótimo termômetro.

Se no lado de fora da casa, a temperatura marcava 16 graus, quando adentrei, já deu uma melhorada, mas iria aumentar de forma significativa, onde pôde se perceber que a galera estava ansiosa para ver as bandas e colocar o Espaço 555 a baixo.

Devidamente credenciado, a galera ainda estava chegando, aos poucos, de forma tímida, mas chegando se habituando com o local que aparentemente não é o forte de receber shows de rock. Mas a casa é bem legal, espaçoso e é de se pensar que se marquem mais shows neste local.

De minha parte, estava também ansioso em ver o desempenho do Nervosa executando as novas músicas do álbum, uma vez que as meninas haviam declarado na audição do CD domingo passado (10) que não houve ensaio de todas as integrantes reunidas, ou seja, da audição até o show tinham menos de uma semana para colocar tudo nos trilhos e engatar os compromissos marcados no Brasil.

Já se aproximavam das 20 horas e as meninas do Trash Metal subiram ao palco e já começaram a tocar o terror com música nova. A primeira música a ser executada foi Horrordome e a galera não parou em nenhum momento do início ao fim da faixa, sinais claros que de que aprovaram com louvor.

A segunda a ser executada e também do novo álbum foi And Justice for Whom, onde na minha visão foi muito bem executada ao vivo.

No show do Nervosa se formos ver no contexto geral, foi apresentado um set bem interessante, priorizando claro as músicas do novo álbum e também teve músicas dos álbuns anteriores, como disse a vocalista Fernanda Lira “as veinhas” que também são ótimas músicas e fez o público delirar. Se teve mosh pit? Praticamente em maioria das músicas onde os headbangers fizeram sua parte para complementar o show das meninas, onde convenhamos, mosh pit é uma atração a parte e que não pode faltar.

Destaco também a atuação da mais nova baterista do Nervosa, Luana Dametto que não ficou devendo no show e mostrou técnica e versatilidade na execução das músicas do novo álbum e de álbuns anteriores e agradou a galera presente.

Sem sombra de dúvidas, o show do Nervosa agitou os headbangers e esqueceram e colocaram fogo no Espaço 555, deixando de lado o frio da capital paulista e que com certeza, as meninas levam energias positivas para os próximos compromissos que virão, ainda mais com um álbum muito bem elaborado, sem perder a essência do estilo musical.

Mas o público queria tocar mais terror, ouvir mais Trash Metal, mas agora do lado internacional. Além do Nervosa, o segundo show e bastante esperado foi da banda norte-americana Havok.

Fundada 2004 com três álbuns e um EP lançados, a banda é formada por David Sanchéz (vocal/guitarra), Reece Scruggs (guitarra), Pete Webber (bateria) e Mike Leon (baixo elétrico), a banda vem ao Brasil juntamente com a Nervosa para dar continuidade a divulgação do último álbum chamado Conformicidede 2017. Para quem não ouviu, vale a pena por se tratar de um álbum muito bem executado e de muita técnica.

A participação da banda na capital paulista começou com certo atraso devido a acertos dos instrumentos da banda, onde se passou 10, 20 minutos e nada acertado. Meia-hora depois, começou para valer o show com Fatal Interventiondo álbum Time Is Up (2011).

Durante as 11 músicas executadas, teve mosh pit do início ao fim, mostrando que a banda veio também com um set bastante diversificado e a galera cantou junto grande parte das mesmas, banda essa que deu conta do recado e fez um show bastante agitado e sou agradar todos os presentes.

Enfim, só resta mencionar que os dois shows foram de grande proveito para toda a galera. Ver o Nervosa novamente em São Paulo, relembrando sucessos e também divulgando o novo trabalho, no qual pôde se perceber que houve grande aceitação e vão com tudo para mais uma turnê no verão europeu com mais de quinze shows marcados e o Havok que veio de passagem rápida ao Brasil para divulgar o último trabalho que não ficou devendo.

Em nome do Ponto ZerØ, agradecemos ao Rodrigo B. da Line Up Shows pelo fornecimento da credencial.

SET LIST NERVOSA
Intro
Horrordome
And Justice For Whom?
Death!
Enslave
Hostages
Masked Betrayer
Never Forget, Never Repeat
Vultures
Intermission
Raise Your First!
Arrogance
Kill The Silence
Fear, Violence And Massacre
Intolerance Means War
Into Moshpit

SET LIST HAVOK
Fatal Intervention
Hang ‘Em High
Prepare For Attack
F.P.C.
Out Of My Way
Covering Fire
Point Of No Return
Ingsoc
Unnatural Selection
From The Cradle To The Grave
Intention to Deceive

MATANZA: O Derradeiro Matanza Fest

2018 está sendo marcado por grandes shows e, é claro, não poderia faltar o Matanza Fest!!

A edição 2018 trouxe uma surpresa para os fãs e seguidores da banda: o encerramento das atividades da banda no final de Outubro.

O Matanza Fest, que já um festival muito esperado, esse ano será mais que especial.

Então ergam seus copos e se liguem nas datas para não perder nenhum:

A primeira parada é em Porto Alegre no dia 07 de Julho, no Bar Opinião e a sonzêra fica a cargo das bandas:Panic (Thrash Metal – Porto Alegre); Cattarse (Stoner/Blues/Heavy Rock Stoner/Blues/Heavy Rock – Porto Alegre); Chute no Rim (Hardcore – Porto Alegre) e fechando a noite, Matanza.

Segunda etapa é dia 21 de Julho no Tropical Butantã com as bandas: Justabeli (Death Metal \ ABC Paulista); Bruto (Heavy Metal (Rock n’ Roll \ São Paulo); Olho Seco (Punk Rock \ São Paulo) e fechando a noite, Matanza.

A próxima parada é em Juiz dia 27 de Julho, no Cultura Bar em Juiz de Fora, com bandas a confimar.

O último rolê dessa tour é no dia 28 de Julho, no Circo Voador, RJ, com as bandas:

Justabeli (Death Metal \ ABC Paulista); Carro Bomba (Rock\Metal – São Paulo); Olho Seco (Punk Rock \ São Paulo) e fechando a noite, Matanza.

Vale a pena fazer de tudo para conferir cada edição dessa mini tour e cada um dos shows até Outubro, pois sem dúvidas, o Matanza e a energia dos seus shows, deixarão saudades!!!

SERVIÇO PORTO ALEGRE/RS

Local
Opinião (Rua José do Patrocínio, 834)

Classificação etária:
18 anos – menores acompanhados do pai ou da mãe tem acesso liberado.

Quando
Sábado, dia 7 de julho – 22h

Ingressos
1º lote
ESGOTADO

2º lote
ESGOTADO

3º lote
Inteira R$80,00
Solidário R$70,00 *
Meia R$40,00 ** – ESGOTADO

*Solidário: limitados válidos somente com entrega de 1kg de alimento não-perecível na entrada do show
**Meia-entrada: aos estudantes somente válidas as Carteiras de Identificação Estudantil: ANPG, UNE, UBE’s, DCE’s e demais especificadas na LEI FEDERAL Nº 12.933. Não será aceita NENHUMA outra forma de identificação que não as oficializadas na lei.

Pontos de venda:
Online (em até 10x no cartão)
www.blueticket.com.br

Lojas (somente em dinheiro)
SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA:
Youcom – Bourbon Wallig, 3º piso. Fone: (51) 2118-1186

COM TAXA DE CONVENIÊNCIA (R$5,00):
Multisom — Rua dos Andradas, 1001. Fone: (51) 3931-5381
Youcom – Bourbon Ipiranga, 1º piso. Fone: (51) 3204-5210
Youcom — Shopping Praia de Belas, 3º piso. Fone: (51) 3206-5530
Youcom — Shopping Iguatemi
Youcom — Shopping Total. Fone: (51) 3206-5452
Youcom — Barra Shopping, térreo. Fone: (51) 3206-5423
Youcom — Novo Hamburgo (Av. Nações Unidas, 2001, segundo piso) Fone: (51) 3206-5540
Youcom — Shopping Canoas Fone (51) 3415-5100
Youcom – São Leopoldo Shopping Bourbon
*A organização do evento não se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais.

*Será expressamente proibida a entrada de câmeras fotográficas profissionais e semiprofissionais, bem como filmadoras de qualquer tipo.

RESUMO
O quê: Matanza Fest 2018
Como: Matanza, Panic, Cattarse e Chute no Rim
Onde: Opinião (José do Patrocínio, 834)
Quando: sábado, 7 de julho – 22h
Quanto: de R$30 a R$80

Informações
Abstratti Produtora
(51) 3026-3602
abstratti@abstratti.com.br
www.abstratti.com.br
www.facebook.com/abstratti
www.youtube.com/abstratti
www.twitter.com/abstratti

SERVIÇO SÃO PAULO/SP

Dia: Sábado, 22/07/2017
Horário: 21h às 04h
Local: Tropical Butantã | Avenida Valdemar Ferreira, 93, próximo ao metrô Butantã – São Paulo, SP
Classificação etária: 18 anos

Pontos de venda de ingressos:
Bilheteria do Tropical Butantã ou através do link: https://goo.gl/XweKKq

Preços:
2° lote – Inteira: R$ 100,00
2° lote – meia-entrada: R$ 50,00
2° lote – promocional (levando 1 kg de alimento não perecível, exceto sal e açúcar): R$ 50,00
1° lote – Upgrade Open Bar (não dá acesso ao evento e deve ser comprado separadamente do ingresso. O Upgrade inclui acesso aos camarotes e open bar de cerveja Matanza, refrigerante e água): R$ 100,00

SERVIÇO JUIZ DE FORA/MG

Data: Sexta, 27 de julho.
Horário: às 21:00
Local: Cultural Bar
Rua Dr Deusdedith Salgado, 4300 –  Juiz de Fora
Ingressos: https://www.sympla.com.br/o-derradeiro-matanza-fest-juiz-de-fora__300470

SERVIÇO RIO DE JANEIRO/RJ

Data: Sábado, 28 de julho
Horário: 21:00
Local: Circo Voador
Rua dos Arcos s/n – Lapa – Rio de Janeiro
Ingressos: http://www.tudus.com.br/evento/circo-voador-matanza-fest

L7 fará dois shows no Brasil em dezembro

Ícone do movimento grunge volta ao país após 25 anos do histórico Hollywood Rock – Foto: Marina Chavez

Pioneiras do movimento feminista norte-americano no punk/grunge e do Riot grrrl lá no início da década de 1990, e detentoras de uma das sonoridades mais autênticas do rock, o L7 está de volta ao Brasil para dois shows em dezembro deste ano.

Desde o retorno em 2014, após um hiato de 14 anos, a banda se mostra revigorada e tocando ao redor do globo com explosivos shows sold-out.

O quarteto de Los Angeles, à época comparada à versão feminina do Nirvana, foi uma das mais reverenciadas bandas no antológico Hollywood Rock de 1993, num show que até hoje é lembrado pela legião de fãs brasileiros.

Desta Vez, se apresenta dia 1º de dezembro no Rio de Janeiro (Circo Voador) e dia 2/12 em São Paulo (Tropical Butantã). Antes, no dia 30 de novembro, a banda inicia a rápida turnê sulamericana em Santiago, no Chile.

Desde que gravaram o primeiro disco em 1987, dois anos após a formação da banda, o L7 contabiliza seis discos de estúdio, três registros ao vivo, um disco de covers, entre um monte de hits que tocaram – e tocam – à exaustão pelas rádios de todo o mundo, lançados por grandes gravadoras como Epitaph, Sub Pop, Slash Records e Warner.

Após o retorno, Donita Sparks (guitarra/vocal), Suzi Gardner (guitarra/vocal), Dee Plakas (bateria) e Jennifer Finch (baixo) já lançaram duas novas músicas, ‘I come back to bitch’ (que ganhou um videoclipe com ares de produção caseira, no melhor espírito grunge noventista), e a anti-Trump ‘Dispatch from Mar-a- Lago’.

Legalização do aborto, defesa das liberdades civis e feminismo, temas como estes cada dia mais retumbantes, já eram abordados pelo L7 no início da carreira, pulverizadas em forma de músicas atemporais, raivosas e provocativas, não raramente cheias de sarcasmo, mas ao mesmo tempo encorajadoras.

Bricks are Heavy, o terceiro álbum do L7 e que impulsionou o quarteto ao estrelato mundial, foi considerado pela edição norte-americana da revista Rolling Stone como um dos 100 discos “indispensáveis” dos anos 90. É neste registro que gravaram o hit ‘Pretend We’re dead’, um sucesso comercial que ultrapassou as barreiras do rock e levou a banda a outros públicos, do pop ao metal.

O retorno do L7 ao Brasil é uma realização da Powerline Music, produtora que este ano já trouxe o Wavves e o Quicksand, e está à cabo das novas turnês – ainda em 2018 – do H20, The Toy Dolls, Built to Spill e Circa Survive. Também promove a inédita vinda da influente banda de punk rock norte-americana Against Me!, liderada pela vocalista transgênero Laura Jane Grace.

Sem preconceitos, e longe do politicamente correto, junto aos contemporâneos do Nirvana, Pearl Jam e Soundgarden, o L7 ainda é um furacão na indústria musical.

SERVIÇOS

L7 no Rio de Janeiro (Circo Voador)
Data: 1º de dezembro/2018
Local: Circo Voador
Horário: 19 horas
Endereço: Rua dos Arcos, s/n – Lapa
Ingresso: https://carrinho.tudus.com.br/circo-voador-l7/tickets
1º lote – R$ 90 (promocional/meia entrada)
1º lote – R$ 180 (inteira)
Censura 16 anos

L7 em São Paulo (Tropical Butantã)
Bandas de abertura: Pin Ups e Deb and The Mentals
Data: 2 de dezembro/2018
Horário: 17 horas
Local: Tropical Butantã
Endereço: Avenida Valdemar Ferreira, 93 – Butantã
Ingressos: http://www.clubedoingresso.com/l7-sp
1º lote $110,00 (promocional/meia entrada)
2º lote 130,00 (promocional/meia entrada)
Camarote 1º lote $180,00 (promocional/meia entrada)
Camarote 2º lote $200,00 (promocional/meia entrada)
Censura: 16 anos

MARILYN MANSON LANÇA “CRY LITTLE SISTER”, COVER DA MÚSICA TEMA DO FILME OS GAROTOS PERDIDOS (1987)

Marilyn Manson continua a série de lançamentos começada com o decisivo disco Heaven Upside Down (2017), ao soltar “Cry Little Sister” na última sexta, 15 de junho. A canção é uma cover da música tema do clássico filme Os Garotos Perdidos, de 1987. A faixa foi produzida por Tyler Bates, que colabora com Manson há muitos anos.

Ouça aqui: http://found.ee/MM_CLSYouTube

Em julho, Marilyn Manson dará início à turnê Twins of Evil, com Rob Zombie. O giro norte-americano começa em Detroit, com paradas no Rock USA Festival, no Heavy MTL Festival e no Impact Music Festival. Veja a lista completa de datas nos sites http://marilynmanson.com/#tour ehttps://robzombie.com/tour-dates

Marilyn Manson e Rob Zombie criaram uma série de mini-entrevistas para antecipar um pouco do que vai acontecer na turnê. Nos vídeos, dirigidos por Bill Yukich, eles contam histórias de quando estavam na estrada, sobre como se conheceram, e sobre colaborações com o Korn e com o Danzig.

Assista aqui: https://youtu.be/i_jWjkFAG5E

Ouça “Cry Little Sister” aqui:
Spotify:  
http://found.ee/MM_CLSSpotify
Apple Music:  http://found.ee/MM_CLSAppleMusic
iTunes:  http://found.ee/MM_CLSiTunes
Deezer:  http://found.ee/MM_CLSDeezer
Amazon:  http://found.ee/MM_CLSAmazon
Google Play:  http://found.ee/MM_CLSGooglePlay

Marilyn Manson na Internet:
http://www.marilynmanson.com
https://twitter.com/marilynmanson
https://www.instagram.com/marilynmanson
https://www.youtube.com/user/MarilynMansonVEVO
https://www.facebook.com/MarilynManson/

Marketing e Promoção no Brasil:
ForMusic – info@formusic.com.br

Capital Inicial lança sua nova turnê no Espaço das Américas em SP

Fotos: Tamires Naiane
T
exto: Silvia Sant’anna

Na noite de sábado dia 16, aconteceu a estreia da nova turnê Sonora da banda Capital Inicial, no Espaço das Américas, a banda escolheu a cidade de São Paulo para dar início a sua nova turnê que vai passar pelas principais cidades do Brasil. O show de estreia contou com cenário e iluminação completamente reformulados, Capital Inicial é uma das poucas bandas do gênero que iniciou suas atividades na década de 80 e ainda se mantém ativa e atual.

O frio não atrapalhou os fãs, a casa estava cheia e os mesmos super animados para a grande noite de estreia, o show começou por volta das 23:30h e teve o novo single da banda Não me olhe assim, além das músicas que já fazem parte do repertório como Primeiros Erros, Natasha, A Sua Maneira, Olhos Vermelhos, Depois da meia noite, Que país é esse, Independência entre outros grandes sucessos da banda no decorrer de um pouco de mais de duas horas de show.

Não me olhe assim é a nova composição assinada por Dinho Ouro Preto, com o habitual parceiro Alvin L. produzido por Lucas Silveira (da banda Fresno) em um estúdio na cidade de São Paulo (SP), a música é rock com refrão pop o que sem dúvida vai cair no gosto do público.

Link da música Não me olhe assim:

A turnê que leva o nome do novo álbum da banda Sonora conta com 12 músicas inéditas e ainda não tem data de lançamento.

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos a Talento Comunicação pelo fornecimento da credencial.

NERVOSA APRESENTA DOWNFALL OF MANKIND A IMPRENSA: UM ALBUM BRUTAL, PESADO E MONSTRUOSO

Por: Thiago Tavares
Fotos: Felipe Domingues

No último dia 10 de junho, aconteceu no Estúdio Som, região de Pinheiros, capital paulista a audição do mais novo álbum do trio feminino que vem ganhando destaque por onde passa em shows, tours e festivais mundo a fora. A banda de trash metal Nervosa divulgou para a imprensa seu mais novo trabalho, esse que é o terceiro da carreira intitulado Downfall of Mankind. A imprensa compareceu em peso para prestigiar o evento e ouvir das meninas o que tem a dizer sobre o novo trabalho. E é claro que o Ponto ZerØ não ficou de fora do evento e compareceu para poder dar aquela força a cena e ao novo trabalho.

Para este terceiro disco, a banda veio com força total. Juntamente com o produtor Martin Furia que já trabalhou com Destruction, Flotsam & Jetsam e Evil Invaders, a banda veio com uma novidade para este álbum: a estreia de Luana Dametto na bateria, deixando sua marca registrada neste trabalho. Deve-se destacar também as participações de João Gordo, o guitarrista Michael Gilbert do Flotsam & Jetsam, e o baterista Rodrigo Oliveira do Korzus.

Por mais que o disco já tinha sido lançado em alguns lugares ao redor do mundo no início de junho, procurei não ouvir antes e sermos surpreendidos por este novo disco na audição, mas em resumo o que pode-se dizer do disco é que o mesmo está surpreendente e um trabalho impecável, por mais que houvessem empecilhos nas gravações, onde cada uma gravou em suas respectivas “bases” para no fim, concluir os trabalhos com o produtor.

Sem mais delongas, a audição iniciou com a Intro do disco, no qual já expõe o cartão de visitas da banda, literalmente colocando a porrada na cara de todos que ouvem, algo bem clássico e que fazem muito bem, onde a mesma é o gancho da segunda faixa do disco chamada Horrordome. A vocalista da banda Fernanda Lira explicou a inspiração da música. “A letra fala da paralisia do sono, onde me inspirei em um documentário que assisti na Netflix chamado The Nightmare onde é bastante interessante entender sobre a paralisia do sono” Mais adiante, comentou sobre a introdução: “Nós colhemos alguns sons que pudessem reproduzir barulhos que as pessoas ouvem quando possuem a paralisia do sono e frases extraídas deste documentário“.

Em seguida, foi apresentada a faixa Never Forget, Never Repeat, primeiro single do disco, no qual foi feito a divulgação para todas as mídias antes do lançamento do disco. Uma música agressiva, rápida e no qual é perceptível a técnica de bateria que é fora do comum. A inspiração para a música é sobre as pessoas que perderam suas vidas por injustiças, guerras, entre outras catástrofes e que mesmo com essas adversidades, o ser humano tem a tendência a continuar a cometer os mesmos erros. Fernanda comentou também que se inspirou em documentários que retratavam as lutas de Martin Luther King, ativista político americano e também sobre os prisioneiros judeus que ficavam nos campos de concentração em Auschwitz, sul da Polônia.

A quarta faixa do é Enslave no qual gostei bastante em relação as viradas que constam na mesma e os riffs de guitarra que são matadores e que deram um up a música. Após a execução, a Fernanda mencionou de onde veio as inspirações para a música, onde o tema central é a escravidão, onde em um contexto geral, o ser humano para sobreviver necessita de realizar diversos meios de exploração e dificilmente, há a devida consciência de reduzir esses recursos em prol das futuras gerações que irão habitar a Terra, e em meio a essa exploração, as necessidades, ficamos a mercê desta escravidão.

Bleedingé mais uma porradaria sem precedentes. Com viradas insanas, riffs corridos e uma voz brutal, tudo se encaixou nesta música. Música essa que foi composta pela guitarrista Prika Amaral, onde mencionou que as inspirações tratam-se dos conflitos que as pessoas enfrentam no cotidiano. “A música fala de um conflito pessoal onde nos dias de hoje ficamos com diversas preocupações na cabeça e também como as coisas acontecem de forma rápida, onde isso gera ansiedade, agonia de que as coisas não estão acontecendo no nosso tempo“.

And Justice For Whom? É bem dinâmica e que imprime uma naturalidade da banda em impor um peso e técnica a música (não é essa como as outras). O refrão é um destaque a parte: bem viciante. A música tem por cunho a luta por justiça, onde por muitas das vezes é distorcida pela sociedade, pelos legisladores e até mesmo pelo próprio judiciário. Por isso que o título questiona o ouvinte: Justiça para quem?

Vultures mostra ser uma música mais cadenciada conciliando o estilo pesado da faixa com os riffs de guitarra que casaram muito bem, além dos solos muito bem elaborados. A música fala de uma certa mania em que certas pessoas tem de olhar, compartilhar vídeos e fotos de cenas de catástrofes de pessoas, fotos de pessoas mortas e afins.

Kill the Silence volta com a pancadaria tradicional da banda. Tem um refrão bastante viciante, bateria sem precedentes e as linhas de baixo ficaram muito bons. Essa música foi o último single divulgado e com videoclipe com uma ótima produção. A música fala sobre o abuso em um contexto geral. A guitarrista Prika Amaral comentou sobre escolher esta música para fazer o clipe, e assim, iniciar a divulgação do novo álbum: “Nós escolhemos esta música para fazermos o clipe pois a consideramos a mais completa em termos de um refrão legal, de um solo legal, de riffs que mais simbolizam o disco para lançar de primeira“.

No Mercy remete bastante ao metal europeu, a bateria quebrando tudo e os solos ficaram impecáveis. Também a considero uma das melhores do álbum, onde pode ser um belo de um cartão de visitas. A faixa fala de um assassino frio, calculista e sem sentimentos.

Raise Your Fist vem também com uma porradaria bem pesada, onde os vocais marcam sua devida presença, dando destaque e a técnica de bateria, música essa também com um ótimo refrão. A música fala sobre ativismo com referencia a grandes personagens da história como Martin Luther King, Mahatma Gandhi entre outros.

Fear, Violence and Massacre não foge muito das características da faixa anterior, uma pegada mais agressiva, direta onde bateria e guitarra mostram sua eficiência e coesão. Ótima música.

Conflict é uma música que retrata, segundo palavras de Prika Amaral sobre o fato das pessoas juntarem recursos financeiros para o futuro e não aproveitarem os momentos presentes, onde mediante a esta atitude, não se sabe se esse futuro irá chegar. Prika participa como backing vocal nesta faixa, onde os vocais dão destaque ao se perceber a diversidade no timbre, algo que vem sendo corriqueiro nas músicas e torna-se o trabalho mais interessante de se ouvir.

Cultura do Estrupo vem com uma pegada bem tradicional da banda, onde é possível perceber mais uma vez o entrosamento de bateria e guitarra nesta música e nela há uma participação mais que especial do João Gordo que dispensa apresentações.

Selfish Battle é a faixa bônus que encerra o álbum e aqui deve-se fazer um destaque ao vocal limpo da Fernanda Lira, algo que não tinha ouvido antes e a Prika causando bastante nos solos muito bem elaborados.

Após a audição no Espaço Som e também ouvindo o álbum durante a realização desta matéria, pode-se perceber que o Nervosa deu um grande passo para a consolidação da banda no cenário do metal brasileiro, ainda mais expandindo seus trabalhos no exterior com shows e turnês. Um álbum bem elaborado, com um processo criativo fora do comum e ainda mais com um sangue novo na banda – me referindo a Luana Dametto – a banda não se acomodou em fazer um simples álbum, aprimorou o som, sem perder sua identidade e como sempre e necessário, abordando temas da sociedade como estupro, escravidão, justiça e igualdade, temas esses que poucas pessoas ou grupos tem coragem de colocar a cara a tapa e expor tudo isso. Parabéns as meninas pelo ótimo trabalho e continuem firmes no trabalho pois o futuro tende a ser promissor.

O Nervosa inicia os trabalhos de divulgação do novo disco com shows no mês de junho: em São Paulo dia 15, Recife no dia 16 e Belo Horizonte no dia 17

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos ao Luciano Piantonni pelo fornecimento das credenciais.

Tracklist:

  1. Intro
  2. Horrordome
  3. Never Forget, Never Repeat
  4. Enslave
  5. Bleeding
  6. … And Justice for Whom?
  7. Vultures
  8. Kill the Silence
  9. No Mercy
  10. Raise Your Fist!
  11. Fear, Violence and Massacre
  12. Conflict
  13. Cultura do Estupro
  14. Selfish Battle

Site Oficial: http://nervosaofficial.com/
Facebook: https://www.facebook.com/femalethrash
Assessoria: https://www.facebook.com/lpmetalpress/ (LP Metal Press)
E-mail: nervosathrash@gmail.com

Alírio Netto participa de música “New York City” da banda inglesa Electric Pyramid; confira lyric vídeo

O ator e cantor Alírio Netto, atual vocalista do Queen Extravaganza, tem o prazer em anunciar a participação especial na música “New York City” da banda inglesa Electric Pyramid. Alírio Netto canta a versão em português desta faixa, em especial, que também conta com versões com outros cantores em diversos países em inglês, espanhol, italiano e francês. A banda Electric Pyramid é um grupo autoral, com músicas em inglês.

A banda Electric Pyramid nasceu da vibrante cena noturna do norte de Londres, na Inglaterra. O grupo já trabalhou com os lendários produtores John Cornfield (Muse, Oasis, Supergrass), Filippo Cimatti (Jeff Beck, Bones), Henry Cross (Manic Street Preachers, Massive Attack) para o álbum de estreia com influências de Queens of the Stone Age e Fleetwood Mac. Com uma energia contagiante ao vivo, os músicos se apresentaram eles pelo norte da Europa com o Queen + Adam Lambert, além de tocarem em festivais por toda a Europa e no Reino Unido.

“É uma grande honra participar desta música sobre Nova York, especialmente por cantar a versão em português, sobre uma cidade realmente encantadora e que amo de paixão. Quando recebi o convite da banda Electric Pyramid aceitei de primeira, pois o projeto dessa música, em especial, é muito legal com versões em vários idiomas”, disse Alírio Netto.

Assista o lyric vídeo de “New York City” com Alírio Nettohttps://youtu.be/0jqCNqJT98A

“New York City” conta a história de como o sonho de querer estar em Nova York é compartilhado globalmente e é por isso que a música foi gravada em muitos idiomas diferentes de artistas de todo o mundo. A banda Electric Pyramid será um dos grupos de abertura do Queen Extravaganza no segundo semestre em 2018.

Confira as datas da turnê do Electric Pyramid:

2018
29 de Junho – Bus Palladium – Paris
6 de Julho – TRNSMT Festival – Glasgow
8 de Julho – Marlay Park – Dublin
27 de Julho – Standon Calling Festival – Hertfordshire
28 de Julho – Y Not Festival – Derbyshire
29 de Julho – Kendal Calling Festival – Lake District
10 de Agosto – Boardmasters Festival – Cornwall
25 de Agosto – Victorious Festival – Portsmouth

Escute “New York City” nas plataformas digitaishttps://lnk.to/ep-newyork-brazil

Conheça mais sobre o Electric Pyramid nas redes sociais:
Facebookhttps://www.facebook.com/ElectricPyramidMusic/
Twitterhttps://twitter.com/ElecPyramid 
Instagramhttps://twitter.com/ElectricPyramidMusic
Websitehttps://ElectricPyramid.com

No segundo semestre de 2018, Alírio Netto realizará uma extensa turnê com o Queen Extravaganza, banda tributo oficial do Queen e idealizada por Brian May e Roger Taylor, ambos músicos do Queen, onde esse último inclusive recentemente se referiu a Alírio como “Um dos grandes performers da indústria musical mundial na atualidade”.

No currículo de Alírio Netto em musicais, o ator realizou o papel de Jesus na produção mexicana de “Jesus Cristo Superstar” e de Judas na produção brasileira do mesmo musical pelo qual foi escolhido pelo jornal O Estado de São Paulo como Melhor Ator de Musicais de 2014. Além disso, Alírio Netto e sua esposa Livia Dabarian tiveram a grande honra e oportunidade de protagonizar a versão brasileira do musical “We Will Rock You”, musical do Queen, no papel de Galileo e Scaramouche. Alírio já gravou álbuns com as bandas Khallice e Age of Artemis com quem tocou inclusive no Rock in Rio e acaba de lançar seu primeiro CD solo “João de Deus”.

Links relacionados:
http://www.alirionetto.com/
https://www.facebook.com/nettoalirio/

Claustrofobia: Revelada nome e arte do novo EP

Claustrofobia acaba de revelar o nome e capa do novo trabalho de estúdio. No final de 2017, o Claustro, iniciou uma campanha de Crowdfunding que visava arrecadar o financiamento coletivo para ajudar a banda ir aos Estados Unidos e gravar as novas músicas para um EP. No total serão três faixas novas e mais duas bônus que não entraram no mais recente álbum do grupo, Download Hatred de 2016.

Intitulado de “Swamp Loco” o novo EP do Claustrofobia será disponibilizado muito em breve pela banda em formato digital. A arte foi criada pela renomada artista e desenhista brasileira Fernanda Victorello que entrou no projeto com toda sua alma para criar algo que representasse o conceito profundo de “Swamp Loco“.  Fernanda se tornou referência no mercado da moda, desenvolvendo muitas estampas e material gráfico para várias marcas renomadas como Cavalera, Opera Rock, Hering e MCD. No mundo musical sua arte esteve presente em exposição no Festival Monster of Rock, coleção de roupas e acessórios pra MCD com tema de Machine Messiah do Sepultura e programação visual para o renomado guitarrista e diretor musical Paul Pesco.

O vocalista Marcus D’Angelo explica como chegou ao título do álbum e ao nome da artista Fernanda Victorello e o quanto esse álbum representa a atual fase da banda: “Quando estávamos gravando esse EP nos U.S.A, procurávamos por um título e uma arte que representasse a nossa história até o momento, algo diferente de tudo que já fizemos e que apontasse para o futuro, um EP sempre é um laboratório, uma transição, estávamos buscando abrir novas portas, subir um degrau musical e artisticamente e que realmente ficasse distante de qualquer referência, mas ainda assim sem perder nossa verdadeira essência de loucura e brutalidade. O momento é de mudança, as letras dizem isso, a música também…dentre dois títulos, de última hora optamos por “Swamp Loco”.  Comecei a garimpar pela internet uma serie de artistas e me deparei com alguns trabalhos da Fernanda que no ato me chamou muito atenção, me tornei fã imediatamente, os desenhos tinham muita personalidade e Brutalidade, além de flertar sempre com a natureza e serem extremamente bonitos, com muitos detalhes. Mostrei para os caras da banda e todos gostaram muito do que viram. Profissional e dedicada, sua afinidade com o projeto foi imediata e ela criou essa arte exclusivamente para “SWAMP LOCO” composto com elementos das letras, culminando numa arte visual diferente e 100% fiel a música contida em “SWAMP LOCO”. Estamos satisfeitos e provavelmente faremos mais trabalhos juntos no futuro.”

Fernanda Victorello é conhecida por vários trabalhos importantes no país, a artista já trabalhou com vários nomes importantes e quando perguntada sobre sua criação para o Claustrofobia, não lhe faltam palavras elogiosas ao trabalho da banda: “Fiquei muito contente com o contato da banda para representar visualmente este novo trabalho; o Claustrofobia é uma banda com um trabalho de extrema qualidade com reconhecimento nacional e internacional, merecidamente. Este EP marca também um novo ciclo; me senti honrada por ser escolhida para construir a imagem junto ao processo de nascimento dos singles. Para a composição deste trabalho, além das cores orientadas pelo ambiente do tema principal (o pântano), foram considerados trechos de músicas e seus títulos para a seleção de elementos cuja fusão representa o EP como um todo. Agradeço a confiança da banda em meu trabalho e por ter me escolhido para fazer parte deste novo ciclo que se inicia após 22 anos de existência”.

Para conhecer mais a fundo o trabalho da Fernanda acesse o site www.fvictorello.com

Claustrofobia agradece primeiramente aos fãs, foi um trabalho conjunto e só está sendo realizado devido ao apoio incondicional de milhares de apoiadores do trabalho da banda que participaram ativamente do processo de Crowdfunding e viabilizando todo o processo de criação, gravação e produção de “Swamp Loco”. Esse é o último trabalho que o músico Daniel Bonfogo gravou a frente do baixo do Claustrofobia.

O trabalho foi produzido no “Fuel Music Studio”, em Fullenrton, na Califórnia sob produção da própria banda e do grande produtor Addasi Addasi e mixagem de Russ Russell, responsável porDownload Hatred e que já trabalhou na produção de nomes como Napalm Death, Exploited, The Haunted, Brujeria, At the Gates e outros grandes nomes. A masterização foi feita por Brendan Duffey que já trabalhou com Billy Sheehan, Ripper Owens, Angra, Kiko Loureiro, Dr Sin e André Matos.

Em julho o Claustrofobia inicia um tour pelo interior de São Paulo Paraná com 11 datas confirmadas no “Brotherhood Loco Tour” que terá como banda conjunta o Woslom. Confira as datas abaixo.

04/07 – Leme/SP – Kaiowas Moto Clube
05/07 – Jundiaí/SP – Aldeia Bar
06/07– Campinas/SP – Sebastian Bar
07/07 – São José dos Campos/SP – Hocus Pocus
08/07 – Ribeirão Preto/SP – Milwaukee American Bar
09/07 – Bauru/SP – Jack Music Pub
11/07 – Araçatuba/SP – Motor Rock Pub
12/07 – Maringá/PR – Tribo’s Bar
13/07 – Londrina/PR – Estação Café Brasil
14/07 – Araraquara/SP – Araraquara Rock
15/07 – Botucatu/SP – Parque Municipal

Em breve o Claustrofobia estará revelando o nome de todas as faixas e data oficial de lançamento de “Swamp Loco”, fique ligado nas mídias sociais do grupo e não deixe de adquirir sua cópia desse novo trabalho de um dos nomes mais importantes do Thrash Metal brasileiro.

Formação:
Marcus D’Angelo – Vocal/Guitarra
Rafael Yamada – Baixo
Caio D’Angelo – Bateria

Sites relacionados – Claustrofobia:
Site: http://www.claustrofobia.com.br/
Roadie Metal Press: http://roadie-metal.com/press/claustrofobia/
Facebook: https://www.facebook.com/claustrofobiaofficial/
YouTube: https://www.youtube.com/user/metalmaloka
Instagram: https://www.instagram.com/claustrofobia_official/
Twitter: https://twitter.com/metalmaloka

Luís Mariutti (Shaman, ex-Angra) envia mensagem de apoio à banda carioca Trenches Of Fire

Recentemente a banda carioca de Heavy/Power Metal Trenches Of Fire teve um de seus vídeos no Youtube, o do novo single “The Last Guardians”, afetado por um programa maldoso, feito com o intuito de prejudicar a banda. Sabendo deste caso, o renomado baixista Luis Mariutti, ex-Angra e atualmente em reunião com a formação clássica do Shaman, enviou uma mensagem de apoio para a banda e para seu vocalista, Políbio Cunha.

Veja a mensagem de Luís Mariutti logo a seguir:
https://youtu.be/NsIvEJl90DE

A música em questão é a faixa-título do vindouro EP do Trenches Of Fire que brevemente será lançado. As letras tratam sobre a participação brasileira na 2ª Guerra Mundial, em especial o episódio em que três soldados brasileiros lutam sozinhos até o fim contra uma tropa nazista em Montese. Confira também este single no link a seguir:

https://youtu.be/-qd-JWFl69s

Trenches of Fire é formada por:
Polibio Cunha – Vocal
Ibiran Santos – Guitarra
Victor Reys – Guitarra
Tonny Lima – Baixo

Mais informações:
Facebook: https://www.facebook.com/TrenchesOfFire/
Roadie Metal Press: http://roadie-metal.com/press/trenches-of-fire/

Dia Mundial do Rock terá lançamento do filme”Sepultura Endurance” nas plataformas digitais

Após lançamento mundial em Los Angeles em 2017 a produção também participou de festivais e conta a jornada de 30 anos da banda brasileira

São Paulo, junho de 2018 – O Dia Mundial do Rock, 13 de julho, terá neste ano um lançamento especial para marcar a data. O filme “Sepultura Endurance”, produzido pela Interface Filmes e distribuído pela O2 Play, chega em formato Video on Demand (VOD) em toda a América Latina nas plataforma digitais iTunes, Google Play Vivo Play e NOW. Lançada em 2017 em Los Angeles, a produção percorreu festivais e chegou até o público brasileiro em uma ação inédita promovida em todas as regiões do País no chamado “Dia Sepultura”, que mobilizou fãs nas salas de cinema em junho do ano passado.

O filme é o resultado de seis anos do trabalho do diretor Otavio Juliano que acompanhou o Sepultura em turnês pelo mundo. Foram mais de 800 horas de filmagens em países da América do Norte, Ásia, América do Sul e Europa.

“Desde a estreia do filme em Los Angeles no ano passado o Sepultura Endurance percorreu várias cidades pelo mundo, em diferentes festivais e salas de cinemas para milhares de Sepulfãs no planeta. A resposta tem sido sensacional mas a grande maioria das pessoas não teve a oportunidade de assistir quando o filme esteve nas grandes salas. Agora finalmente temos o Endurance em várias plataformas digitais no Brasil e da América Latina, uma grande oportunidade para quem não viu conferir o grande trabalho do diretor Otavio Juliano. Dia 13 de Julho é o dia! Mais uma data muito especial na história da banda e sem vocês, Sepulfãs tudo isso não seria possível! Assistam e compartilhem suas opiniões”, comenta o guitarrista Andreas Kisser.

Além do Brasil, os fãs da Anguilla, Antígua e Barbuda, Argentina, Bahamas, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, El Salvador, Equador, Guatemala, Guiana Francesa, Honduras, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, República Dominicana, Uruguai, Venezuela, Barbados, Belize, Bermuda, Ilhas Virgens Britânicas, Ilhas Cayman, Dominica, Granada, Jamaica, Montserrat, São Cristóvão e Nevis, Santa Lúcia, São Vicente e Ganadinas, Suriname, Trindade e Tobago, Ilhas Turcas e Caicos poderão conhecer a história da banda brasileira.

Imagens inéditas
“Sepultura Endurance” traz imagens de arquivo inéditas e acompanha a rotina dos integrantes da banda em turnê. Também aborda os conflitos entre eles, o processo de criação das músicas e da gravação dos álbuns, cenas de shows e de bastidores. O filme conta com diversas entrevistas com nomes como Lars Ulrich, da banda Metallica, David Ellefson, do Megadeth, Phil Campbell, do Motorhead, Scott Ian, do Anthrax, Corey Taylor, do Slipknot, Phil Anselmo, do Pantera/Down entre outros que ajudam a entender a relevância do grupo brasileiro no cenário musical mundial.

“Uma das minhas principais motivações para iniciar esse projeto foi a vontade de conhecer o processo criativo da banda brasileira mais conhecida internacionalmente. A composição das canções, a vida da banda na estrada e a incrível marca de fazer mais de 100 shows por ano pelo mundo, e acima de tudo, entender o processo de sobreviver como banda por mais de 30 anos. É sensacional agora dividir esse trabalho com todos nas plataformas digitais da América Latina”, explica o diretor Otavio Juliano.

Serviço
“Sepultura Endurance” – veja o trailer https://www.youtube.com/watch?v=kIbEIBE-L0o
Lançamento VOD (Video on Demand) a partir de 13 de julho de 2018
iTunes- disponível para venda por R$ 19,90 e aluguel por R$ 11,90
Google Play- disponível para venda por R$ 19,90 e aluguel por R$ 11,90
Vivo Play- disponível para aluguel por R$ 11,90
NOW- disponível para aluguel por R$ 11,90
A classificação é livre.

Interface Filmes
Fundada pelos cineastas Luciana Ferraz e Otavio Juliano, a Interface Filmes realiza serviços de criação, produção, e pós-produção para cinema, televisão e espetáculos audiovisuais.

A proposta da Interface Filmes é trazer a experiência e qualidade adquiridas no mercado audiovisual norte-americano para o Brasil. Por mais de 13 anos, seus sócios Luciana Ferraz e Otavio Juliano desenvolveram trabalhos em Los Angeles, CA, e tiveram seus filmes exibidos em festivais de cinema da América Latina, Estados Unidos e Europa e Ásia, com destaque para o premiado longa “A Árvore da Música”. Atualmente preparam, entre outros projetos,  o lançamento do filme concerto da Ópera Rock dos Titãs, Doze Flores Amarelas.

Sobre a agregadora

A O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2, que tem como sócios também o cineasta Fernando Meirelles e a produtora Andrea Barata Ribeiro. Em atividade desde 2013, a O2 Play se diferencia das demais distribuidoras por trabalhar além do cinema, TV e vendas internacionais, o VOD (Video on Demand), como uma distribuidora digital. Possui contratos com plataformas como o iTunes, Google Play, Netflix, NOW, Claro Vídeos, Vimeo, ofertando além de conteúdos longa-metragem e seriados também serviços de delivery (Encoding).

A O2 Play lançou em cinema filmes como CIDADE CINZA (2013), com os grafiteiros OsGêmeos, LATITUDES (2014), romance com Alice Braga e Daniel de Oliveira que foi parte de um inovador projeto transmídia, JUNHO – O MÊS QUE ABALOU O BRASIL (2014), documentário da Folha de S. Paulo, primeiro filme a chegar aos cinemas e em VOD na mesma data, A LEI DA ÁGUA (2015), documentário de André D’Elia com produção de Fernando Meirelles, A BRUTA FLOR DO QUERER (2016), vencedor de 2 prêmios em Gramado, UMA NOITE EM SAMPA (2016), de Ugo Giorgetti, PARATODOS, doc sobre atletas paraolímpicos que após carreira elogiada pela críticas nos cinemas foi vendido para o mundo todo na NETFLIX, DO PÓ DA TERRA (2016), doc de Maurício Nahas, PESCADORES DE PÉROLAS (2015), ópera com direção de Fernando Meirelles transmitida ao vivo via satélite do Theatro da Paz para 10 salas de cinema, e ENTRE NÓS (2014), A NOITE DA VIRADA (2014) e ZOOM (2016), estes de produção da O2 Filmes em co-distribuição com a Paris Filmes.

Entre os lançamentos da O2 Play nos cinemas estão o longa-metragem TRAVESSIA, filme com Chico Diaz e Caio Castro, o documentário SEPULTURA ENDURANCE, sobre a banda brasileira de metal, COMEBACK, filme vencedor do prêmio de melhor ator para Nelson Xavier no Festival do Rio 2016 e MALASARTES E O DUELO COM A MORTE, grande produção da O2 Filmes dirigida por Paulo Morelli. Também entram na lista o documentário EXODUS- DE ONDE VIM NÃO EXISTE MAIS, produzido pela O2 e dirigido por Hank Levine e o longa A REPARTIÇÃO DO TEMPO, dirigido por Santiago Dellape.

A O2 Play é pioneira em curadoria mundial no iTunes com a seção FERNANDO MEIRELLES RECOMENDA. Esta a primeira vez que a loja da Apple convidou um agente externo para sugerir filmes (confira em itunes.com/fmeirelles).

A O2 PLAY realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. Tivemos oito longas escolhidos pela Apple dentre “Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2016.

Informações para a imprensa O2 Play:
Agência Lema
Leandro Matulja/ Leticia Zioni
http://agencialema.com.br/

Emmerson Nogueira apresenta novo show na capital gaúcha

Com shows abarrotados em toda a América Latina e um projeto que se tornou fenômeno fonográfico,  Emmerson Nogueira se apresenta no dia 06 de outubro, no Teatro do Bourbon Country, em Porto Alegre. A produção é da Hits Entretenimento e os ingressos já estão à venda no site www.uhuu.com e na Hits Store, no Shopping Iguatemi.

Por meio da combinação perfeita de sua voz rouca e a intimidade com o violão, Emmerson compartilha com o público o notável entrosamento com os músicos de sua banda, consolidado ao longo dos 17 anos de estrada. O resultado não poderia ser outro: uma apresentação em que a energia do palco transborda e contagia o público.

No show, de aproximadamente duas horas, Emmerson consegue, através de medleys, passagens ou citações, percorrer boa parte de sua carreira, garantindo a satisfação de um público exigente que costuma acompanhar de perto sua trajetória.

Se não faltam as obrigatórias “Wish You Were Here” e “Hotel California”, também há espaço para surpresas e momentos mais conceituais como o solo de viola caipira que, invariavelmente, arrebata a plateia. Afinal, uma coisa é tocar canções de sucesso, outra é transformá-las em versões acústicas com personalidade. E isso, Emmerson Nogueira faz com maestria neste novo e memorável show.

Tendo o deslumbrante estúdio nas montanhas de Minas Gerais como ponto de partida para sua produção musical, o artista tem mais de dois milhões de CDS e DVDS vendidos. São 12 álbuns de expressivo êxito comercial e de crítica: cinco trabalhos da série Versão Acústica, sucessos como “Beatles”, “Dreamer”, “Miltons, Minas e Mais”, o autoral “Emmerson Nogueira”, um álbum duplo ao vivo e dois DVDs.

SERVIÇO – EMMERSON NOGUEIRA EM PORTO ALEGRE
Data: 06 de outubro (sábado)
Horário do Show: 21h
Abertura dos Portões: 19h30
Local: Teatro do Bourbon Country (Av. Túlio de Rose, 80 – Passo D’Areia)
Classificação: 12 anos

INGRESSOS – 1º lote
Plateia Baixa: R$ 200,00
Plateia Alta: R$ 170,00
Mezanino: R$ 170,00
Galeria Alta: R$ 140,00
Galeria Mezanino: 130,00
Camarotes: R$ 260,00

Vendas online – www.uhuu.com

Pontos de Vendas sem taxa de conveniência.
Hits Store – Shopping Iguatemi
Av João Wallig, 1.800 – Passo da Areia (2º andar) – Porto Alegre / RS
Horário de Atendimento: Segunda a Sábado, das 10 às 22h / Domingo, das 14h às 20h

Bilheteria do Bourbon Country
Av. Túlio de Rose, 80 – Passo D’Areia – Porto Alegre /RS
Horário de atendimento: Segunda a sábado, das 10h às 22h / Domingos e Feriados, das 14h às 20h.

Armored Dawn confirma turnê com o HammerFall na Europa

A banda Armored Dawn acaba de confirmar diversas apresentações pela Europa como ‘opening act’ da nova turnê do HammerFall. Os brasileiros vão passar por países como Alemanha, Polônia, Hungria, Bulgária, Grécia, Sérvia, Eslováquia e Áustria, para divulgar o álbum “Barbarians in Black”, lançado pela AFM Records.

Confira as datas:

Atualmente formado por Eduardo Parras (vocal), Timo Kaarkoski (guitarra), Tiago de Moura (guitarra), Fernando Giovannetti (baixo), Rafael Agostino (teclado) e Rodrigo Oliveira (bateria), os músicos acabaram de tocar com os lendários ingleses do Saxon em uma turnê histórica.

“Barbarians in Black” conta com 10 temas épicos, arrojados, ambiciosos, espontâneos, repletos de potência e agressividade, demonstrando todo o talento de um dos novos representantes do metal brasileiro no exterior. A produção teve a assinatura de Bruno Agra (We are Harlot) e Kato Khandwala (The Pretty Reckless, Papa Roach), a mixagem e masterização de Sebastian “Seeb” Levermann (Rhapsody of Fire, Orden Ogan).

Formado em São Paulo, o Armored Dawn tem conquistado o seu espaço com muito trabalho, se destacando no cenário internacional tocando ao lado de nomes da música mundial como Megadeth, The Offspring, Tarja, Sabaton, Symphony X, De La Tierra, Rhapsody, Fates Warning, Marillion e Texas Hippie Coalition.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/ArmoredDawn/
http://armoreddawn.com/

CONTAGEM REGRESSIVA PARA A DESTRUIÇÃO EM SÃO PAULO!

Vai ser uma noite THRASH METAL DESTRUIDORA, duas das principais bandas da nova safra do THRASH METAL juntas em MAIS DE 3H DE SHOW!

A banda americana HAVOK, segunda vez no Brasil, lançando seu PESADÍSSIMO e aclamado novo álbum “CONFORMICIDE”, e as brasileiras da NERVOSA, fazendo o show de lançamento do BRUTAL novo álbum “DOWNFALL OF MANKIND”!

SEM TAXA DE CONVENIÊNCIA 😁😈🤘A Lineup Shows e a TicketBrasil negociaram e todas as vendas online para você assistir ao brutal HAVOK e a pesadíssima NERVOSA são vendidos pela internet sem taxa de conveniência!

TICKET BRASIL INGRESSOS: https://bit.ly/2rlVzUE

SÃO PAULO, SP // DIA 15 DE JUNHO (sexta-feira)
Local: Espaço 555
Ingressos: https://bit.ly/2rlVzUE

David Sanchez do HAVOK convida você para o show:

Fernanda, vocalista da NERVOSA, convida você:

Soulspell Metal Opera confirma gravação de DVD com grandes nomes do Metal nacional

Pela primeira vez na história, o Soulspell Metal Opera, o projeto mais audacioso do Metal Nacional vai reunir ao vivo algumas das maiores lendas do Heavy Metal Brasileiro. Um registro que vai além de qualquer barreira e ficará marcado para sempre. Uma superprodução que vai te fazer mergulhar no universo mágico do Soulspell.

O projeto Soulspell Metal Opera marcou a gravação do seu primeiro DVD para o dia 8 de julho, às 18h, no Teatro Adélia Lorenzetti, em Lençóis Paulista/SP. A entrada é gratuita e solidária (entrega opcional de um agasalho para entidades de Lençóis Paulista). Os ingressos são limitados a capacidade máxima do teatro e o fã tem que correr para garantir seu ingresso.

Reserve seu ingresso ou tire suas dúvidas pelo e-mail: contact@soulspell.com. Mais informações e pacotes especiais da Pré-Venda do DVD e excursão de São Paulo no site https://soulspell-metal-store.lojaintegrada.com.br/dvd-10-years-of-soul.

Soulspell Metal Opera – Banda:
Heleno Vale
Daísa Munhoz
Pedro Campos
Victor Emeka Rocha Ikwueme
Jefferson Albert
Talita Quintano
Edney Marques
Daniel Guirado
Leandro Erba
Sergio Pusep
Rodrigo Boechat

Convidados especiais:
Andre Matos
Fabio Lione
Iuri Sanson
Bruno Maia
Mario Pastore
Dani Nolden
Leandro Caçoilo
Alex Voorhees
Dan Rubin
Raphael Dantas
Gui Antonioli
Lucas Martins Brito
Manu Saggioro

O projeto Soulspell Metal Opera teve início em 2006, fundado pelo baterista e compositor paulista Heleno Vale. A banda é pioneira no estilo Metal Ópera no Brasil e uma das únicas bandas de rock do mundo a contar com 7 vocalistas ao vivo num mesmo palco. Seu show teatral retrata a história fictícia contada em seus álbuns e é repleto de passagens marcantes que transitam entre trechos suaves de piano e duetos de vozes femininas, a pesados e tensos corais com guitarras distorcidas. A banda possui 4 álbuns lançados mundialmente, A Legacy Of Honor (2008), Labyrinth Of Truths (2010), Hollow’s Gathering (2012) e The Second Big Bang (2017). Seus discos foram gravados com participações especiais de músicos internacionalmente reconhecidos, como: Timo Kotipelto (Stratovarius), Fabio Lione (Angra/Rhapsody Of Fire), Ralf Scheepers (Primal Fear/ex-Gamma Ray), Andre Matos, Edu Falaschi (Almah) , Markus Grösskopf (Helloween), Blaze Bayley(ex-Iron Maiden), Kiko Loureiro (Megadeth), Tim Ripper Owens (ex-Judas Priest), dentre muitos outros.

A banda possui diversos vídeoclipes, alguns dos quais com milhões de visualizações no Youtube e realiza, periodicamente, concursos de vocalistas que movimentam centenas de artistas do país para a revelação de talentos que cantarão os próximos personagens da saga. Esses concursos já revelaram grandes nomes, como Pedro Campos, hoje vocalista da banda Hangar do renomado baterista Aquiles Priester. A vocalista principal da banda, Daísa Munhoz, já foi eleita a melhor vocalista do país, em 2010, pelo maior site e revista de rock do Brasil, Whiplash e Roadie Crew, respectivamente. Além dos 4 álbuns de estúdio, a banda já gravou em 1:30h de áudio e vídeo um tributo em português à banda holandesa Ayreon, além de muitos outros vídeos em tributo às suas influências.

Por fim, ao longos desses 10 anos de estrada, a banda já se apresentou em diversos grandes eventos, em muitos estados do país: Sesc Santo André (SP), Sesc Osasco (SP), Sesc Sorocaba (SP), Orquídea Rock Festival (SC), Serra de Baturité (CE), Bar Opinião (RS), Hangar Bar (PR), Nightfall In South (RS), Bueiro do Rock (PI), Rolla Pedra (DF), Teatro TAO (SP), Teatro Municipal de Barueri (SP), Araraquara Rock (SP), Roça N’ Roll (MG), BMU (SP), Forró da Lua Cheia (SP), Tom Brasil (SP), Metal Land (SP), dentre muitos outros.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/soulspellmetalopera/
https://soulspell-metal-store.lojaintegrada.com.br/dvd-10-years-of-soul

Angra apresenta a tour do aclamado “Ømni” em Sorocaba, em julho

No dia 27 de Julho, o Angra faz show de lançamento do disco “Ømni” no Villa Plaza Club em Sorocaba, SP.

Siga a página do evento para mais informações:
https://www.facebook.com/events/200943690436067/

“Ømni” é o nono álbum de estúdio do Angra, lançado mundialmente em 16 de fevereiro de 2018 pela earMUSIC e em toda a Ásia pela JVC. O álbum conta uma história e o conceito conecta todas as histórias contadas em todos os discos anteriores do Angra.

No dia de seu lançamento, “Ømni” alcançou o topo das vendas no iTunes, além de ter ganhado grande repercussão na mídia especializada e principalmente entre os fãs da banda, que elegeram, em sua maioria, o “Ømni” como um clássico do Angra desde seus primeiros dias de vida. Ao longo da semana pós-lançamento, o disco foi destaque de vendas em diversas lojas e emplacou seis músicas na lista “As 50 virais do Brasil” do aplicativo Spotify, que reúne as cinquenta músicas mais reproduzidas e compartilhadas entre os usuários nos últimos dias, com ênfase para “Black Widow’s Web”, que traz as inusitadas participações das cantoras Sandy e Alissa White-Gluz (Arch Enemy). Essa música alcançou a primeira posição, ultrapassando inúmeros hits que eram dest aques na mídia popular, algo raro para uma canção de heavy metal no Brasil e nos tempos de seu lançamento.

O Angra tem em seu currículo os clássicos “Angels Cry” (93), “Holy Land” (96), “Fireworks” (98), “Rebirth” (01) e “Temple Of Shadows” (04) – além de outros grandes álbuns. “Ømni”vem sendo considerado pela mídia especializada e público, como “o mais novo clássico” da banda.

A banda foi formada em 1991, em São Paulo, e sua formação atual traz Rafael Bittencourt (guitarra e vocais), Fabio Lione (vocais, ex-Rhapsody Of Fire, ex-Vision Divine), Felipe Andreoli (baixo), Marcelo Barbosa (guitarra, Almah) e Bruno Valverde (bateria)

Assista o videoclipe de “Insania”:
https://www.youtube.com/watch?v=z9AhILzH0oY

SERVIÇO:
Angra em Sorocaba – turnê do novo álbum “Ømni”
Sexta-feira – 27 de Julho
Abertura da casa: 20:00 | Término: 00:30
Censura: 18 anos
Local: Villa Plaza Club
Av. São Bernardo do Campo, 395 – Jd. Leocadia – Sorocaba – SP

Ingressos:
1º Lote de ingressos (promocionais) já está à venda em: https://ticketbrasil.com.br/show/6140-angra-sorocaba-sp/ingressos/

*Ponto de venda físico em Sorocaba, em breve!
Realização: Live Co. e TC7 Produções

Páginas relacionadas:
https://www.facebook.com/AngraOfficialPage/
https://www.facebook.com/tc7producoes/
https://www.facebook.com/livecolive/