Paranoia Church explora dimensão dos filmes de terror B dos anos 80

“His Private Shock Machine” mescla a obra de Sylvia Plath, “A Redoma de Vidro”, com a dimensão de filmes de terror B, como “Re-Animator” (1985)

Baseado em Toronto (CAN), Paranoia Church é o projeto solo do guitarrista brasileiro Bruno Rios (Walking Back to Hell), que segue sua jornada com o lançamento do terceiro single, “His Private Shock Machine”, disponibilizado nas plataformas de streaming e também no YouTube com um lyric video. O single, com música e letra compostas por Bruno Rios, conta novamente com Fabio Alessandrini na bateria (Annihilator, Bonfire, Turilli & Lione’s Rhapsody, Last Temptation) e o vocalista grego Damien Barosi, além do bluesman cearense Victor Gueiros, que participa com um solo arrasador. Já a mixagem e masterização foram realizadas pelo engenheiro de som polonês Widek, que possui experiência com renomados nomes como Nick Menza (Megadeth), Marco Sfogli, Plini, Per Nilsson (Scar Symmetry), Chris Letchford (Scale The Summit), entre outros.

Confira o lyric video de “His Private Shock Machine” em https://youtu.be/CQ-jhl5FkAo?si=PoIQ1vc3lYryppn1

Seguindo a linha das composições anteriores, “His Private Shock Machine” é influenciada por bandas como King Diamond, Iron Maiden, Judas Priest, Annihilator e Accept. Já o título, “His Private Shock Machine”, vem do livro de Sylvia Plath, ‘A Redoma de Vidro’, um romance semiautobiográfico publicado em 1963, pouco antes de perdermos Sylvia para a depressão e outros problemas de saúde mental. Ele acompanha a protagonista em uma espiral descendente de depressão, perda de identidade e a brutal e apática resposta da sociedade a isso.

“O livro teve um impacto significativo em mim. Por isso, quis recontar a história através da lente estética da Paranoia Church. Assim, ela foi transportada para a dimensão dos filmes de terror B dos anos 80, como Re-Animator. No entanto, espero que a mensagem ainda esteja presente, mesmo que subjetivamente o suficiente para permitir que diferentes pessoas tenham interpretações variadas da letra”, comentou Bruno Rios.

Com o lançamento do primeiro full-length programado para 2025, o próximo single do Paranoia Church, “Hello_?”, já está em produção e, além de trazer Fabio Alessandrini na bateria, contará com um time completamente novo. Bruno tem a intenção de experimentar diferentes elementos e trabalhar com diversos vocalistas e convidados, mesmo que Damien seja incrível nas três primeiras músicas, e que haja a intenção de trazê-lo de volta para outras canções. “Hello_?” será um dueto entre o vocalista italiano Valeriano De Zordo (Agarthic – Frontiers Records) e a cantora equatoriana Carolina Padrón (Tribus).

Spotify: https://tinyurl.com/56262u76

Mídias sociais:
Instagram: https://www.instagram.com/paranoia.church
Facebook: https://facebook.com/paranoia-church

E-mail: bruno.fale@gmail.com

Disgrace And Terror: novo álbum e turnê pela Europa a caminho

Crédito: Andrea Nodner

Banda paraense lançará seu sexto álbum de estúdio, “The True Will of Evil”, no dia 22 de abril

O power trio paraense Disgrace and Terror, formado por Rot (vocal e baixo), Vinicius Carvalho (guitarra) e Aldyr Rod (bateria), lançará seu sexto álbum de estúdio, “The True Will of Evil”, no dia 22 de abril pelos selos Distro Rock, Rapture, Misantropic, Metal Island, Brutaller e Pentagrama. Na sequência, o grupo de death e thrash metal embarca para uma nova turnê pela Europa, organizada pela On Fire Booking Agency, começando no dia 25 de abril com um show no renomado festival português SWR Barroselas Metalfest e seguindo com mais datas em Portugal, além da Espanha, França, Alemanha, Bélgica e Holanda.

O sucessor de “Casa Nefanda” (2021) contém sete faixas inéditas, além de quatro bônus. A bateria foi gravada no Hey Ho Estúdio, enquanto a guitarra, o baixo e o vocal foram captados no The Coven Studio, ambos em Belém (PA). Já a mixagem e masterização ficaram a cargo do guitarrista Vinicius Carvalho, que também é produtor musical. “The True Will of Evil” teve a arte de capa desenvolvida pela colombiana KalaArt, que empregou uma técnica que combina acrílico e pintura a óleo sobre tela. A obra retrata a cosmovisão Hectoriana sobre o conceito do Mal, em suas nuances e complexidade.

“Na pintura, destacam-se a Árvore da Vida e da Morte na Cabala, um olho principal associado ao personagem principal da Corrente Hectoriana (Héctor Escobar Gutiérrez) e um Baphomet incomum, com serpentes associadas aos seres que habitam a Árvore Qliphótica. Há também uma esfera escura representando Taumiel, uma representação de Satan”, detalha o vocalista e baixista Rot.

“The True Will of Evil” teaser: https://www.youtube.com/watch?v=Hs4AzyoB-VY

Criado em 2001 na cidade de Belém (PA), o trio mescla influências do death e thrash metal dos anos 80 e 90, tendo estreado com “Shadows of Violence” (2005), seguido por “The Final Sentence” (2013), “El Papa Negro” (2015) e “Age of Satan” (2018) e “Casa Nefanda” (2021). Nestes 22 anos de atividades, realizou vários shows e festivais em todas as regiões do Brasil, além de turnês pela América do Sul e Europa, tocando ao lado de nomes como Cannibal Corpse, Malevolent Creation, Exodus, Destruction, Kreator, Belphegor, Aeon, Napalm Death, Enthroned, Onslaught, entre outros.

Mídias sociais:
https://www.facebook.com/disgraceandterror
https://www.instagram.com/disgraceandterror

Spotify: https://open.spotify.com/artist/7iEsU1BCVAOflPu6Oi8B1Y

E-mail: disgraceandterror666@gmail.com

Krisiun Desperta o Inferno no SESC Paulista com Show Incendiário

Fotos e Texto: Thiago Tavares

No último sábado, dia 16 de março, o SESC Paulista abriu suas portas para uma noite que ficará marcada na memória dos fãs de metal extremo. Era minha primeira visita à renomada unidade do SESC na Avenida Paulista, porém, devido ao horário do evento, não tive a oportunidade de explorar as instalações antes do show, já que as atividades encerram cedo por volta das 18h30. Mas o que me aguardava dentro daquele espaço, que lembra um aquário em sua parte térrea, era um verdadeiro furacão sonoro proporcionado pela lendária banda brasileira Krisiun.

Foto: Thiago Tavares | Krisiun no Sesc Av. Paulista | 16/03/24

O relógio marcava 19h30 quando as luzes se apagaram e a atmosfera do local se transformou instantaneamente. A capacidade do espaço era para 210 pessoas, no entanto, mesmo com uma plateia enérgica e ávida por metal extremo, não chegou a lotar completamente. Isso, no entanto, não diminuiu em nada a intensidade do evento.

Foto: Thiago Tavares | Krisiun no Sesc Av. Paulista | 16/03/24

Krisiun, formada pelos irmãos Alex Camargo, Moyses Kolesne e Max Kolesne, iniciou sua performance com uma força avassaladora. Com o lançamento de seu 12º álbum, “Mortem Solis”, em 2022, a banda trouxe para o palco do SESC Paulista uma mistura arrebatadora de brutalidade e técnica. Os clássicos foram entoados com uma paixão indomável, como se cada acorde fosse uma invocação aos mais profundos demônios do metal.

Foto: Thiago Tavares | Krisiun no Sesc Av. Paulista | 16/03/24

Hinos como “Vengeance’s Revelation”, “Combustion Inferno”, “Apocalyptic Victory”, “Scourge of The Enthroned”, “Descending Abomination”, “Hatred Inherit” e o aclamado “Blood of Lions” transformaram a praça em um verdadeiro campo de batalha sonoro. Os irmãos Kolesne, cada qual em sua função, mostraram porque são considerados mestres do gênero. Moysés desferia solos endiabrados, alternando entre notas furiosas e breves pausas para uma cerveja revigorante, enquanto Alex ecoava vocais monstruosos e Max, com sua precisão metronômica, conduzia a orquestra de caos com sua bateria devastadora.

Foto: Thiago Tavares | Krisiun no Sesc Av. Paulista | 16/03/24

O ápice do show veio com “The Will To Potency” e a aguardada “Black Force Domain”, que incitou uma reação frenética da plateia, como se fosse o próprio juízo final desencadeado pela música. A energia pulsante que emanava do palco contagiou a todos, criando um vínculo indissolúvel entre a banda e seus devotos seguidores.

No final da noite, em um gesto de gratidão sincera, Alex agradeceu calorosamente ao público pela presença, enfatizando que a banda existe graças aos fãs e reiterando seu compromisso em permanecer fiel à sua essência underground. Foi uma afirmação poderosa de identidade e respeito mútuo entre a banda e sua base de apoio.

Foto: Thiago Tavares | Krisiun no Sesc Av. Paulista | 16/03/24

Em resumo, o show do Krisiun no SESC Paulista não apenas entregou o que os fãs esperavam, mas também transcendeu as expectativas, deixando uma marca indelével na história do metal nacional e solidificando ainda mais a posição da banda como uma das principais referências do gênero em escala global.

Gostaria de estender meus sinceros agradecimentos a Fernanda Porta Nova, responsável pelo setor de comunicação da unidade, pelo credenciamento e pela oportunidade de cobrir esse espetáculo memorável. Sua dedicação e profissionalismo contribuíram significativamente para tornar esta experiência possível e enriquecedora.

Junior Carelli lança versão orquestral do game “Zelda, A Link to the Past” 

Versão está disponível com um videoclipe inédito no canal do YouTube do tecladista

O renomado tecladista Junior Carelli surpreende mais uma vez os fãs de videogame e da música com o lançamento de uma versão orquestral do tema do clássico jogo “Zelda: A Link to the Past”. “Como fã de longa data da série Zelda e admirador da obra, foi um verdadeiro prazer reimaginar este tema clássico em uma abordagem orquestral. Espero que os fãs do jogo apreciem esta nova interpretação e que ela os transporte de volta ao mundo de Hyrule de uma forma única e emocionante”, disse Junior Carelli. 

Assista “Zelda – A Link To The Past”https://www.youtube.com/watch?v=_X_bzZrQaYs

Esta versão orquestral do tema de ‘Zelda: A Link to the Past’ representa não apenas uma homenagem à rica história do jogo, mas uma celebração da música que nos permite embarcar no game. “Ao recriar essa trilha sonora icônica, meu objetivo é oferecer aos ouvintes uma experiência que os envolva ainda mais no universo mágico de Hyrule, despertando emoções e memórias que perduram ao longo do tempo”, completou.

Desde seu lançamento original em 1991, “Zelda: A Link to the Past” conquistou uma legião de fãs ao redor do mundo, não apenas pela jogabilidade envolvente, mas também pela sua trilha sonora marcante, composta por Koji Kondo. Agora, Junior Carelli oferece uma nova interpretação dessa trilha icônica, trazendo uma dimensão totalmente nova à experiência musical. A versão orquestral captura a essência e a emoção do jogo original, enquanto adiciona camadas de profundidade e grandiosidade, proporcionando uma experiência auditiva verdadeiramente imersiva para os fãs de Zelda e amantes da música em geral.

Sobre Junior Carelli:

Ao longo de sua vida musical, Junior Carelli tem sido aclamado tanto por sua técnica impecável quanto por sua capacidade de transmitir emoção através de suas interpretações. Com uma história marcante como integrante de bandas icônicas como Noturnall, Shaman e Angra, Carelli destaca-se não apenas por sua virtuosidade no teclado, mas também pela versatilidade como produtor e diretor na Foggy Filmes. Atualmente, ele colabora com seu parceiro Fernando Quesada no duo ANIE e também mantém uma carreira solo.

Um dos destaques atuais de sua carreira é o projeto “Rock Piano Orchestra”, uma interpretação magnífica de clássicos do rock e metal enriquecidos pela elegância do piano e pela grandiosidade da orquestra. O projeto destaca-se por sua abordagem única, transformando tanto músicas clássicas quanto composições originais em envolventes arranjos de rock orquestrado.

Junior Carelli compartilhou o palco com lendas como Randy Rhoads Remembered, Mike Orlando, Rudy Sarzo, Bryan Tichy, Michael Kiske e James Labrie, consolidando sua posição como tecladista de destaque no Brasil e no mundo. Ele também recebeu reconhecimento como embaixador da música brasileira em Oklahoma.

Com produções que acumulam mais de 300 milhões de reproduções e um significativo engajamento digital, Junior Carelli continua a redefinir os limites da música, conectando gêneros e culturas por meio de suas performances e produções audiovisuais. Sua presença marcante no cenário musical internacional solidifica seu papel como um dos artistas mais influentes e inovadores de sua geração.

Assista “Milonga para as Missões”: https://youtu.be/LMm32Q9y9Tg?si=YnSyXywVn_Da3Xm8
Assista “What I’ve Done”: https://youtu.be/CKRjv9STd4k?si=Iyu1qFhgYgKrakW_
Assista “Avantasia”: https://www.youtube.com/watch?v=BV8Qs99zgZc
Assista “My Sacrifice”: https://youtu.be/86dFjclGysk?si=yWBUktDAR5yFLc1f
Assista “Carry On”: https://youtu.be/Zj-LjYFyNnk?si=JV0NzOaI7MDxb02O
Assista “The Spirit Carries On”: https://youtu.be/G_w-umkYfdI?si=bkPh-dKXi5V3Eu3s
Assista “How You Remind Me”: https://youtu.be/JczFqEjwrE8?si=mE9kzgx6gLHFgqa1

Saiba mais sobre Junior Carelli:
Official Website: https://www.juniorcarelli.com.br
Instagram: @juninhocarelli
Facebook: @juniorcarelliofficial
TikTok: @juninhocarelli

Black Dog Apresenta: Uma Noite de Punk no Coração do Interior de São Paulo

Preparem-se para uma explosão de energia, atitude e música em um evento gratuito que vai incendiar o coração do interior paulista!

Apresentamos com orgulho o primeiro festival de punk do ano, com as bandas Epidemia (SP), Demophobia (ABC) e Rebordosas (Itu). Dia 13 de abril, na cidade de Salto, em São Paulo, teremos uma celebração única da cultura punk em todas as suas formas, marcando uma nova era de união e expressão no cenário musical. A discotecagem ficará por conta do “Bixo” (Luciano Barbosa), com sua playlist de grandes sucessos dos anos 80 e 90 nos intervalos das bandas.

Além disso, o evento – que será gratuito – contará com a presença do renomado artista plástico, escultor e ilustrador Artur Souza, que estará expondo suas fascinantes obras para os aficionados do terror.

Conheça o line-up do evento:

Epidemia

No caos pulsante das ruas, nasceu uma explosão sonora chamada Epidemia. Formada por rebeldia e fúria, a banda composta por Fábio Belluci (vocal/guitarra), Nicole Taille (baixo) e Chessas Andoré (bateria) é um grito estridente contra a monotonia opressiva. Com influências cravadas nas entranhas do punk rock dos anos 70 e no hardcore dos anos 80, o trio lançou, em agosto, seus primeiros singles, “Propagandista” e “Olhos Inexpressivos”, que ecoam como um manifesto selvagem contra as amarras sociais.

“Nossa proposta é fazer um som que remeta ao Punk Rock setentista e ao Hardcore. A Nicole também toca em uma banda de Crossover chamada Agravo e já tocou em outras bandas de Hardcore mais extremo. O Chessas tocou na Danny D Weirdo e curte bastante um som um pouco mais experimental, bandas como Fugazi e Patife Band, acho que isso tudo acaba influenciando no nosso som”, destacou Fábio Belluci.

Demophobia

Criada em meados de 2018, na região do ABC Paulista, a banda Demophobia traz em sua essência a mistura e o peso do thrash e do death metal com a agressividade do punk, tendo suas letras cantadas em português.

A banda se caracteriza por seu espírito antropofágico. Busca criar seu próprio estilo e, por meio de sua temática e sonoridade, colocar às claras o emaranhado das relações político-sociais da sociedade brasileira. O nome da banda vem do grego antigo, onde Demos significa ‘Povo’ e Phobos ‘Temor’, representando, assim, o medo que a elite econômica possui do povo, ou, simplesmente, da democracia.

Com Rafael Vieira (vocal), Paulo Vitor Lira (guitarra), João Medeiros (baixo) e Arthur Henrique (bateria), o grupo lançou seu primeiro trabalho em abril de 2019, o EP “Moinhos de Gastar Gente” (disponível em todas as plataformas digitais, para download gratuito no Bandcamp e também em CD físico). O primeiro trabalho da banda contou com o apoio de três selos, um do ABC (Brutal Grind), um de São Paulo (Die Hard Records) e um de Manaus (Manaós).

Rebordosas

Nascida nas vibrantes ruas de Itu no ano de 2018, Rebordosas emerge como uma explosão sonora que desafia convenções e exalta a essência crua do rock.
Com Ana Carolina (vocal), Débora (guitarra/vocal), Cintia (baixo) e Mariana (bateria), a banda forma um coletivo de talentos que não apenas cria música, mas encarna uma atitude desafiadora e libertadora.

Inspiradas pelas correntes mais viscerais do punkhardcorestoner e disco, as letras da Rebordosas são uma reflexão sem censura da realidade que as rodeia. Cada palavra é uma descarga de energia, cada acorde um grito de liberdade. Suas músicas, carregadas de intensidade e paixão, ecoam os sentimentos profundos e os dilemas cotidianos de uma geração em constante busca por identidade e significado.

SERVIÇO: Epidemia, Demophobia e Rebordosas no Black Dog (Salto).

Data: 13 de Abril de 2024 (Sábado)
Local: Black Dog
Endereço: Rua Itapiru, 71 – Salto/SP
Produção: Jeff Ferreira e Kombinação
Abertura da casa: 17h
Início do show: 18h

ENTRADA GRATUITA

Links relacionados:

https://www.instagram.com/epidemia.epidemia
https://www.instagram.com/demophobia.metalpunk
https://www.instagram.com/rebordosas.banda
https://www.instagram.com/blackdogpublichouse

Claudio Vicentin, CEO do festival, é o convidado do episódio #05 do Podcast Oficial do Summer Breeze Brasil

O episódio anterior recebeu os bateristas Amilcar Christófaro e Rodrigo Oliveira, que abordaram temas importantes como o impacto de suas carreiras na cena musical brasileira

O Podcast Oficial do Summer Breeze Brasil continua sua jornada de imersão na história do evento, trazendo à luz histórias, tendências e influências que moldam este novo conceito de festival de heavy metal no Brasil. No episódio #05 do podcast, tivemos a participação especial de Claudio VicentinCEO do Summer Breeze Brasil e editor da prestigiada revista Roadie Crew.

Bruno Sutter, o host deste podcast, conta que nesta edição participará do festival trabalhando para o Detonator, vocalista do Massacration, adicionando uma camada de humor, entusiasmo e expectativa para o festival.

Neste episódio, Vicentin fala sobre a emoção de ver a primeira edição do festival acontecer no Brasil, ressaltando a grande aceitação por parte do público e a sua solidificação no país. Ele comenta também sobre o processo de montagem do line-up, quais são os parâmetros para a escolha das bandas e como foi a negociação para trazer a banda de Gene Simmons como atração surpresa do festival.

Vicentin comenta que a ideia de trazer o festival alemão para o Brasil nasceu de suas experiências como jornalista, cujo trabalho com música e bandas de metal o levou a visitar diversos festivais de heavy metal ao redor do mundo. O CEO da edição brasileira do Summer Breeze compartilhou sua visão sobre o que realmente constitui um festival, destacando a importância de incluir não apenas bandas, mas também um enorme mercado de heavy metal a fim de ampliar a experiência do evento.

A edição brasileira do festival promete trazer a mesma experiência diretamente da Alemanha que vai desde lounges com open bar e open food até experiências únicas no mercado de metal, incluindo experiências únicas como a Horror Expo, onde os participantes podem encontrar personagens clássicos do terror, além de desfrutar de experiências em games, feira geek, feira de tattoo e até uma feira de instrumentos musicais, incentivando a formação de novos músicos.

O episódio #5 está disponível no linkhttps://youtu.be/fJ55yPzw9ic?si=BxEiQ2AyaiQYKl1

Este evento não apenas promete ser um divisor de águas no mercado de shows no Brasil, mas também um ponto de encontro para a nova geração do metal brasileiro, demonstrando a força e a diversidade do gênero no país.

Para mais informações sobre o festival e conferir a programação completa, visite o site oficial: https://summerbreezebrasil.com/

Não deixe também de conferir os episódios anteriores de nossa segunda temporada do podcast oficial do Summer Breeze Open Air Festival:

Within Temptation anuncia o lançamento de seu novo single e enfatiza a solidariedade com a Ucrânia.

Em 5 de abril de 2024, Within Temptation lançará seu novo single “A Fool ‘s Parade”, que marca uma colaboração impressionante com o talentoso produtor ucraniano Alex Yarmak. Essa música, considerada um prenúncio da tão esperada turnê ‘Bleed Out 2024 Tour’, é uma expressão poderosa do compromisso da banda em continuar lançando luz sobre a luta existencial em curso que a Ucrânia está enfrentando contra a invasão cruel da Rússia.

Videoclipe gravado em Kiev.

“A Fool ‘s Parade” destaca temas como a condenação de mentiras, a pretensão da Rússia em relação à guerra e seus crimes e intenções. Para a gravação do videoclipe de “A Fool ‘s Parade”, Sharon den Adel, a vocalista do Within Temptation, está atualmente em Kiev, na Ucrânia. O vídeo musical será dirigido pelo renomado diretor ucraniano Indy Hait. 

Com o envolvimento em iniciativas como a fundação Ukraine Aid OPS, Within Temptation pretende continuar chamando a atenção para o apoio tão necessário da Europa à luta da Ucrânia.

Turnê Bleed Out 2024

A banda anunciou uma grande turnê pela Europa para o outono de 2024. A turnê começa em setembro com dois shows na Holanda (que esgotaram em poucos dias) e continuará por toda a Europa em arenas impressionantes. Os ingressos estão sendo vendidos rapidamente.  

Datas:

21 de setembro Netherlands, Tilburg, 013 

22 de setembro Netherlands, Groningen, De Oosterpoort

4 de outubro Belgium, Antwerp, Lotto Arena

5 de outubro Belgium, Antwerp, Lotto Arena

6 de outubro Germany, Cologne, Palladium

8 de outubro Norway, Oslo, Spektrum

9 de outubro Sweden, Stockholm, Annexet

11 de outubro Finland, Helsinki, Ice Hall

14 de outubro Germany, Berlin, UFO

15 de outubro Germany, Hamburg, Sporthalle

16 de outubro Germany, Leipzig, Haus Auensee

18 de outubro Hungary, Budapest, Barba Negra

19 de outubro Germany, Munich, Zenith

21 de outubro Austria, Vienna, Gasometer

23 de outubro Germany, Frankfurt, Jahrhunderthalle

24 de outubro Czech Republic, Prague, Sportovni Hala Fortuna

25 de outubro Poland, Łódź, Atlas Arena

27 de outubro Denmark, Copenhagen, Falkoner Salen

15 de novembro UK, Cardiff, Utilita Arena

16 de novembro  UK, London, Wembley Arena

18 de novembro  UK, Nottingham, Motorpoint Arena

19 de novembro  UK, Leeds, First Direct Arena

21 de novembro  France, Paris, Adidas Arena

23 de novembro  Spain, Barcelona, Palau Sant Jordi

24 de novembro  Spain, Madrid, Palacio Vistalegre

26 de novembro  Portugal, Lisbon, Altice Arena – Sala Tejo

28 de novembro  France, Toulouse, Zenith

29 de novembro France, Grenoble, Summum

1 de dezembro  Italy, Milan, Alcatraz

2 de dezembro Switzerland, Zurich, The Hall

3 de dezembro Germany, Stuttgart, Porsche-Arena

5 de dezembro Luxembourg, Luxembourg, Rockhal

6 de dezembro Netherlands, Amsterdam, Ziggo Dome

Pacotes de ingressos VIP estão disponíveis para oferecer aos fãs a chance de uma experiência inesquecível, incluindo meet-and-greets e merchandise exclusivo. Para obter ingressos, pacotes VIP e mais informações, visite o site oficial do Within Temptation em www.within-temptation.com

Lucifer: Suecos retornam ao Brasil em outubro com a “Satanic Panic Tour” 

A sensação do Heavy/Doom Metal/Rock europeu retornará ao Brasil em outubro, com a “Satanic Panic Tour”, com shows pela América Latina.

Liderados pela bela vocalista Johanna Sadonis e pelo baterista Nicke Andersson (The Hellacopters e Entombed), o grupo está divulgando seu quinto álbum, o aclamado “Lucifer V”, lançado em janeiro deste ano.

Confira as datas:

LUCIFER  “Satanic Panic – Latin America Tour 2024”

03.10 • Buenos Aires ARG, Uniclub

Ticket Link: https://alpogo.com/evento/lucifer-octubre-3-uniclub-13546

04.10 • Santiago CHI, Teatro Cariola

Ticket Link: https://www.puntoticket.com/evento/napalm-death-en-chile-oct-2024-teatro-cariola

05.10 • Rio de Janeiro BRA, Agyto

Ticket Link: https://www.bilheto.com.br/comprar/2263/lucifer-rj 

06.10 • São Paulo BRA, Fabrique Club

Ticket Link: https://www.bilheto.com.br/comprar/2266/lucifer-sp 

08.10 • Belo Horizonte BRA, Caverna Rock Pub

Ticket Link:  https://www.bilheto.com.br//evento/2265/Lucifer_-_MG

10.10 • Bogota COL, Ace of spades

Ticket Link: https://ubk-entertainment.co

12.10 • Monterrey MEX, Mexico Metal Fest

Ticket Link: https://www.mexicometalfest.com  

Eles estiveram por aqui pela primeira vez, em dezembro de 2022, com um show ‘sold out’ no Fabrique – além de outro show extra no La Iglesia – atestando a popularidade da banda em nosso país.

O Lucifer está divulgando seu quinto álbum, “Lucifer V”, lançado em janeiro de 2024, e que assim como os anteriores, só tem aumentado a popularidade da banda, com ótimos reviews e o crescimento da legião de fãs, mundo afora.

Formado em 2014, a banda faz uma mistura excelente entre Heavy, Rock e Doom, com um tempero ‘setentista’. Suas letras falam sobre ocultismo, magia, morte e amor.

Além da alemã Johanna Sadonis, a banda conta com quatro integrantes suecos, sendo um deles, o baterista (e guitarrista!) – e marido de Johanna – Nicke Andersson, também líder do The Hellacopters, banda bastante cultuada (sem contar o Entombed, lenda do death metal, entre outras).

A formação do Lucifer traz além de Johanna e Nicke, os músicos Martin Nordin (guitarra), Linus Björklund (guitarra) e Harald Göthblad (baixo).

Assista o vídoe de “Maculate Heart”:

A turnê é uma realização da Xaninho Discos.

Páginas relacionadas:

www.lucifer.church

www.xaninhodiscos.com.br

Torture Squad terá participação especial de Leather Leone no Summer Breeze Open Air Brasil

O Summer Breeze Open Air Brasil revela que a icônica vocalista americana Leather Leone fará uma participação especial no show da banda brasileira Torture Squad. O evento, que se tornou um marco do rock e heavy metal em território latino-americano, ocorrerá no Memorial da América Latina, em São Paulo, entre os dias 26 e 28 de abril.

Leather Leone, conhecida por sua potente voz e presença marcante no cenário do metal desde os anos 80 com a banda Chastain, une-se ao Torture Squad, um dos nomes grandes nomes do metal brasileiro, para uma colaboração histórica. A vocalista participará da execução da faixa “Warrior”, do mais recente álbum da banda brasileira, “Devilish”, além de apresentar um medley do clássico “For Those Who Dare” do Chastain. Esta colaboração promete ser um dos pontos altos do festival, simbolizando a união de gerações e a força feminina no metal.

O Summer Breeze Open Air Brasil deste ano destaca-se não apenas pela música, mas também por ser uma plataforma de expressão para diversos estilos musicais como também uma edição que traz a presença de bandas influentes lideradas por mulheres e a participação de outra mulher enaltece ainda mais o momento histórico do festival em nosso país. A presença de Leather Leone junto ao Torture Squad, não é apenas um espetáculo para os fãs, mas uma celebração da diversidade e da força das mulheres no heavy metal.

Além das performances eletrizantes, o Summer Breeze Open Air Brasil oferece uma experiência completa com Feira Geek, Feira de Tattoo, uma diversidade gastronômica, lounges premium, Espaço Kids, lojas com uma variedade de produtos do universo rock, e merchandising variado do festival e das bandas participantes, garantindo entretenimento e diversão para todos os gostos.

Este evento promete não apenas ser um divisor de águas no mercado de shows no Brasil, mas também um ponto de encontro para a nova geração do metal brasileiro, demonstrando a força e a diversidade do gênero no país.

Clutch faz show em São Paulo no dia 18 de julho

Experiente banda norte-americana volta com a turnê do último disco Sunrise On Slaughter Beach

A experiente e premiada banda norte-americana Clutch, enfim, voltará ao Brasil em julho deste ano! Após o show cancelado devido à pandemia, a Powerline Music & Books confirma a apresentação única do quarteto de Maryland no país para o dia 18/07, em São Paulo, no Fabrique Club. Os ingressos já estão à venda (clique aqui).

Há mais de duas décadas lançando álbuns potentes e constantemente elogiados e premiados, sempre atrelados ao autêntico rock com influências de southern, blues e até stoner, o Clutch regressa ao Brasil com a turnê de ‘Sunrise on Slaughter Beach’, de 2022, que já rendeu diversas turnês mundiais e resenhas positivas nos principais veículos de imprensa de rock dos EUA e Europa.

O Clutch, formado ainda na década de 1990, hoje é Neil Fallon (vocal, guitarra), JP Gaster (bateria), Dan Maines (baixo) e Tim Sult (guitarra). São 13 discos de estúdio lançados e está no mesmo patamar dos figurões do Kyuss, Truckfigters, Red Fang e Monster Magnet.

A banda lançou o primeiro EP – Pitchfork – pela primeira gravadora do Metallica, a Megaforce Records e, desde então, se mantém na ativa com composições bombásticas, que mistura stoner rock, blues, hard, rock n’ roll a la Mortörhead (um dos hits, “One Eye Dollar”, foi chamada de “Ace of Spades do Clutch” pelo próprio lendário e saudoso Lemmy Kilmister, do Motörhead) e tem até mesmo uma pitada de country. O groove é marcante, seja no instrumental refinado como no vocal enérgico de Neil Fallon.

Sunrise on Slaughter Beach é o décimo terceiro álbum de estúdio da banda de rock americana Clutch. Foi lançado em 16 de setembro de 2022, pelo selo próprio da banda, Weathermaker Music. É o primeiro álbum de estúdio de Clutch desde Book of Bad Decisions em 2018.

O álbum foi originalmente concebido como um contraponto positivo à volatilidade social e à divisão causada pela pandemia de COVID-19, mas as letras eventualmente abordaram uma gama mais diversificada de tópicos sociais.

A revista Kerrang!, na resenha, disse que “com 13 álbuns, Clutch ainda é excepcionalmente brilhante, mestres artesãos de uma forma ao mesmo tempo engenhosamente simples e incrivelmente inteligente”.

Já a Metal Injection chamou o álbum de “grandioso sem pomposidade, experimental sem um centímetro exageros”.

Os roqueiros de Maryland mantém uma formação consistente durante décadas e não mostram sinais de parar, sempre presente em festivais renomados e com shows requisitados em todo o globo.

SERVIÇO

Clutch em São Paulo (SP)
Data: 18 de julho de 2024
Horário: 18h (portas)
Local: Fabrique Club
Endereço: rua Barra Funda, 1071 – Barra Funda, São Paulo/SP
Venda: https://pixelticket.com.br/eventos/4981/clutch-em-sao-paulo-sp
Ingresso:
Pista (meia entrada – entrada solidária): R$ 180,00 (1º lote), R$ 200 (2° lote), R$ 220 (3° lote)
Pista (inteira): R$ 360,00 (1º lote); R$ 400,00 (2º lote)

Mais informações:

www.instagram.com/agenciapowerline

www.instagram.com/clutchofficial

www.instagram.com/tedesco.com.midia

Sesc Belenzinho apresenta o rock da banda Glória

Foto: Luringa

No dia 23 de março, sábado, a Comedoria do Sesc Belenzinho recebe o show da banda paulistana Glória, às 20h30, celebrando 15 anos do álbum homônimo. Os ingressos custam R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia-entrada) e R$ 15 (Credencial Sesc), e podem ser adquiridos no portal sescsp.org.br e nas bilheterias das unidades Sesc

Glória é uma banda de rock formada, em 2002, composta pelos músicos Mi Vieira (voz), Peres Kenji (guitarra), Vini Rodrigues (guitarra) e Leto Ferreira (bateria). O grupo, que conjuga o hardcore com um toque melódico, está em turnê para comemorar os 15 anos de lançamento do seu álbum Glória, que vai passar por mais de 23 cidades do Brasil.

Em 2023, a Glória abriu o show da banda norte-americana Pierce The Veil e os shows do NX Zero, no Allianz Parque.

Show: GLÓRIA

Data: 23 de março. Sábado, às 20h30

Local: Comedoria (500 lugares) 

Valores: R$ 50 (inteira), R$ 25 (meia-entrada), R$ 15 (Credencial Sesc).

Ingressos à venda no portal sescsp.org.br e nas bilheterias das unidades Sesc.

Classificação: 14 anos. Duração: 90 minutos.

SESC BELENZINHO

Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.

Belenzinho – São Paulo (SP)

Telefone: (11) 2076-9700 

sescsp.org.br/Belenzinho  

Estacionamento  

De terça a sábado, das 9h às 21h. Domingos e feriados, das 9h às 18h.  

Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.  

Transporte Público  

Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m) 

Dire Straits Legacy se apresenta na Vibra São Paulo com a For You South America Tour 2024

Show está marcado para o dia 28 de abril, na principal casa de shows da América Latina. Vendas pelo site uhuu.com e pontos autorizados

FORT LAUDERDALE, FL – OCTOBER 4: DSLEGACY performs at Parker Playhouse on October 4, 2018 in Fort Lauderdale, Florida on opening night of their U.S. Tour (Exclusive Photo). Photo by Ron Elkman/USA TODAY NETWORK/Sipa USA

Após bem sucedida turnê pelo Brasil, a banda DIRE STRAITS LEGACY volta ao país em abril com a For You South America Tour 2024. Formada por músicos que fizeram parte de diferentes fases da carreira do Dire Straits, a banda apresenta na Vibra São Paulo, no dia 28 de abril,  um show único e emocional que revive a inesquecível e mágica atmosfera da icônica banda britânica. Os ingressos estão à venda pela plataforma Uhuu.com, e nas bilheterias físicas da Vibra São Paulo, Teatro Bradesco e Teatro Opus Frei Caneca. Mais informações no serviço abaixo. 

“Money for Nothing”, “So Far Away”, “Sultans of Swing”, “Walk of Life”, “Romeo and Juliet” e muitas outras canções memoráveis interpretadas ao vivo por Alan Clark (teclados), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (sax), Marco Caviglia (voz e guitarra), Danny Cummings (percussão e voz), Primiano Dibiase (teclados), Steve Walters (baixo) e Alex Polifrone (bateria).

Sobre Dire Straits Legacy

Formada por integrantes de diferentes fases da carreira da banda britânica, a DIRE STRAITS LEGACY está em permanente evolução e, além de manter viva a memória de canções atemporais, como “Romeo and Juliet”, “Sultans of Swing”, “Money for Nothing”, “Tunnel of Love”, “Walk of Life”, “When It Comes to You”, “You and Your Friend”, “On Every Street” e muitos outros hits, apresenta novas composições.

Alan Clark integrou o Dire Straits de 1980 a 1985 e participou de discos e turnês. Ao lado de Alan Clark estão Phil Palmer (direção musical/guitarra/voz), que trabalhou com Dire Straits de 1990 a 1992, o renomado saxofonista Mel Collins, membro do Dire Straits de 1983 a 1985, que tocou no famoso Alchemy Live Album e no EP Twisting By The Pool e o percussionista Danny Cummings que integrou o Dire Straits em 1990 e participou do álbum e tunê On Every Street. 

Os italianos Marco Caviglia (voz e guitarra), Primiano Dibiase (teclados), Alex Polifrone (bateria) e o baixista britânico Steve Walters completam o time.

Sobre os integrantes 

Alan Clark (teclados)

Alan ingressou no Dire Straits em 1980, tornando-se seu primeiro e principal tecladista, e é conhecido como seu diretor musical não oficial. Além de trabalhar com a banda até sua dissolução, em 1995, ao lado de Mark Knopfler, co-produziu o último álbum da banda, On Every Street.

O músico tocou e gravou com uma longa lista de outros artistas, foi membro da banda de Eric Clapton e diretor musical de Tina Turner por vários anos. Mais recentemente, produziu com Phil Palmer o álbum de 3 Chord Trick do LEGACY. 

Danny Cummings (percussão e voz)

Danny juntou-se ao Dire Straits como seu percussionista em 1990 e tocou no álbum On Every Street, assim como na turnê. Fora de Dire Straits, ele trabalhou com grandes artistas, incluindo Tina Turner, George Michael, Bryan Adams, Pino Daniele, e foi o baterista em Mark Knopfler durante vários anos.

Marco Caviglia (voz e guitarra)

Apaixonado pela música de Dire Straits e seu mentor musical Mark Knopfler, Marco, nascido em Roma, formou a banda Solid Rock em 1988 e em 1990 fez uma turnê com o lendário bluesman do Notting Hillbillies, Steve Phillips. Mas seu sonho era tocar com seus “heróis” do Dire Straits, e esse sonho se tornou realidade em 2010 a DS Legends, e agora novamente com a Dire Straits Legacy.

Mel Collins (sax)

Mel se juntou ao Dire Straits em 1982 e tocou no álbum e turnê Love Over Gold e no álbum Twisting by the Pool. Ele também tocou com uma diversos artistas e bandas, incluindo Stones, Camel, Eric Clapton, Joe Cocker, Tears for Fears. Mel é um dos membros da formação original do King Crimson.

Phil Palmer (guitarra)

Phil ingressou no Dire Straits em 1990 e tocou no álbum  On Every Street e na turnê mundial do mesmo álbum. Ele é um dos principais guitarristas do mundo, tendo tocado em mais de 450 álbuns e realizado turnês com alguns dos maiores artistas do mundo; pense em um nome e Phil provavelmente já tocou com esse artista. Ele também foi membro da banda de Eric Clapton, onde ele conheceu seu colega da Dire Straits Legacy, Alan Clark, e é um membro fundador da Dire Straits Legacy.

Steve Walters (baixo)

O baixista Steve Walters estudou com Jaco Pastorius e tem em seu currículo trabalhos com grandes nomes, como Jimmy Cliff, Mariah Carey, Pet Shop Boys, Rod Stewart, Chaka Khan, Amy Winehouse, entre outros.

Alex Polifrone (bateria)

O músico italiano se formou no Conservatory of Cosenza e desde de 2001 é integrante Il Mito New Trolls. Recentemente, se apresentou em várias cidades da Europa com a DSL.

Primiano Dibiase (teclados)

O também romano Primiano é um talentoso tecladista que já trabalhou em muitos discos e com muitos artistas, incluindo Richard Bennett, Steve Phillips, Gigi Proietti e Neri Marcorè.

SERVIÇO

DIRE STRAITS LEGACY

Data do evento: 28/04/2024

Horário: 20:00

Abertura da casa: 18:00

Configuração: Mesas

Classificação etária: 18 anos. Menores somente acompanhados de pais ou responsáveis.

Canais de venda oficiais:

Uhuu.com – com taxa de serviço

https://uhuu.com/evento/sp/sao-paulo/dire-straits-legacy-12906

Bilheteria Vibra São Paulo • Sem incidência de Taxa de Serviço 

Avenida das Nações Unidas 17955 • Vila Almeida • São Paulo – SP.

Horário de funcionamento bilheteria Vibra São Paulo – Segunda-feira a Sexta-feira 12h às 15h e das 16h às 19h.

Sábados, domingos e feriados – FECHADO, salvo em dias de show com horário das 14h até o início do show.

Bilheteria do Teatro Bradesco • Sem incidência de Taxa de Serviço

3º Piso do Bourbon Shopping São Paulo

Rua Palestra Itália, nº 500 • Loja 263 • 3° Piso I Perdizes • São Paulo • SP

Horário de funcionamento: segunda-feira a domingo das 12h às 15h e das 16h às 20h. Em dias de evento o funcionamento será a partir das 12h até o final do evento.

Bilheteria do Teatro Opus Frei Caneca • Sem incidência de Taxa de Serviço

7º Piso do Shopping Frei Caneca

Rua Frei Caneca, nº 569 • 7° Piso I Consolação • São Paulo • SP

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo das 12h às 15h e das 16h às 19h e segunda-feira bilheteria fechada.

Formas de Pagamento:

Internet: Pix e Cartões Visa, Master, Diners, Hiper, Elo e American.

Bilheteria: Dinheiro, Pix, Visa, Master, Diners, Hiper, Elo, Vale Cultura Ticket e American.

Parcelamento no cartão de crédito: até 3x sem juros, de 4x até 12x com juros

Estacionamento Vibra São Paulo

Para maior comodidade, os clientes podem adquirir o estacionamento conveniado no local de forma antecipada através do link: https://uhuu.com/evento/sp/sao-paulo/estacionamento-vibra-sao-paulo-12536

The Calling fará 22 shows pelo Brasil entre abril e maio

Banda norte-americana do hit ‘Wherever You Will Go’ se apresentará em 14 estados brasileiros; turnê latina tem 26 datas

A banda norte-americana The Calling aumenta ainda mais sua já gigante nova turnê pela América Latina, que acontece de abril a junho deste ano. Com mais datas, incluindo um show extra em São Paulo (apresentação do dia 21/04 teve todos os ingressos vendidos!), o giro agora tem 22 shows pelo Brasil, passando por 14 estados nacionais, além de shows no México, Argentina e Chile.

A turnê, que também é uma realização da Vênus Concerts. Confira abaixo a agenda completa e os respectivos links para a compra de ingressos.

Alguns shows da gigante nova turnê terão abertura de Liberati, o guitarrista do The Calling, que fará um set acústico de voz e violão.

The Calling promete shows repletos de hits que marcaram a geração dos anos 2000, uma porção de músicas que eram recorrentes em rádios e com clipes na antiga MTV.

O disco de estreia da banda, Camino Palmero, lançado há 23 anos, foi certificado à época com Disco de Platina pelos mais de 125 mil exemplares vendidos no país, segundo a Associação Brasileira dos Produtores de Discos (ABPD).

É neste álbum que saíram músicas tocadas à exaustão em rádios e na antiga MTV Brasil, como “Wherever You Will Go”, “Adrienne”, “Things Don’t Always Turn Out That Way”, “Unstoppable”, “Stigmatized”, “Final Answer”, “For You”, entre outras.

O sucesso imediato do disco tem a ver com a entrega de Alex Band neste material de estreia do The Calling. Tem técnica, arranjos e melodias bonitas, letras sentimentais que impactaram toda uma geração.

Assim como nas outras passagens do The Calling pelo país, Alex promete noites de diversão e nostalgia para celebrar, cantando todos juntos, um disco único na história da música.

SERVIÇO

21/04/2024: São Paulo, Brazil @ Carioca Club (SOLD OUT)
http://www.clubedoingresso.com/evento/thecalling-sp

26/04/2024: Vitória, Brazil @ Ilha Shows
https://ingressos.biz/magicethecalling

27/04/2024: Guarulhos, Brazil @ Espaço Inter
https://quero2ingressos.com.br/events/the-calling-inter-garulhos

28/04/2024: Santo André, Brazil @ Santo Rock Bar
https://bilheto.com.br/comprar/2238/the-calling

30/04/2024: Salvador @ WhatzPop71 Festival
https://www.ingresso.com/espetaculos/whatz-pop71

01/05/2024: Belo Horizonte, Brazil @ Mister Rock
https://www.bilheto.com.br//evento/888/The_Calling

03/05/2024: Goiânia, Brazil @ Palácio da Música (C.C Oscar Niemeyer)
https://www.alphatickets.com.br/Detalhes.aspx?event=FD346CE5-D30A-41E8-8553-EBB5533A774F&hostname=&dt=20240116130547

04/05/2024: Brasília, Brazil @ Toinha Brasil Show
https://www.bilheto.com.br/comprar/889/the-calling

05/05/2024: Rio de Janeiro, Brazil @ Vivo Rio
https://showpass.com.br//evento/1222/The_Calling

07/05/2024: Porto Alegre, Brazil @ Opinião
https://bileto.sympla.com.br/event/89271/d/228692

09/05/2024: Curitiba, Brazil @ Teatro Positivo
https://www.diskingressos.com.br/evento/227/08-12-2022/pr/curitiba/the-calling

10/05/2024: Florianopolis, Brazil @ Stage Music Park
https://www.blueticket.com.br/evento/34518

11/05/2024: Campinas, Brazil @ Um Baita Festival
https://www.ticket360.com.br/evento/28156/ingressos-para-um-baita-festival-com-the-calling-capital-inicial-nando-reis-e-mais

12/05/2024: Recife, Brazil @ Armazém 14
https://www.clubedoingresso.com/evento/thecalling-recife

14/05/2024: Manaus, Brazil @ Teatro Manauara
https://www.shopingressos.com.br/comprar/1601/THE_CALLING

16/05/2024: Teresina, Brazil @ Mansão Bliss
https://www.bilheteriadigital.com/the-calling-teresina-16-de-maio

18/05/2024: Belém, Brazil @ Barka
https://www.bilheteriadigital.com/the-calling-18-de-maio

19/05/2024: Fortaleza, Brazil @ Colosso
https://www.bilheteriadigital.com/the-calling-19-de-maio

23/05/2024: Ribeirão Preto, Brazil @ Theatro Dom Pedro II
https://www.alphatickets.com.br/Detalhes.aspx?event=C30410FA-6DFD-44E5-94B6-253184D71FD2&hostname=&dt=20240116130547

24/05/2024: São Paulo, Brazil @ Carioca Club (DATA EXTRA)
https://www.clubedoingresso.com/evento/thecalling-sp-dataextra

25/05/2024: Santos, Brazil @ Arena Rock Festival
https://ingressonanet.com/evento/616/SANTOS_ROCK_FESTIVAL_Sabado

26/05/2024: São José dos Campos, Brazil @ Palácio Sunset
https://www.bilheto.com.br/comprar/1976/the-calling-sao-jose-dos-campos

28/05/2024: Buenos Aires, Argentina @ Arena Sur
Ventas disponibles próximamente!

29/05/2024: Santiago, Chile @ Teatro Cariola
https://ticketplus.cl/events/the-calling

31/05/2024: Monterrey, Mexico @ Cafe Iguana
https://arema.mx/evento/11316

01/06/2024: Mexico City, Mexico @ Teatro Metropolitan
Ventas disponibles próximamente!

Brujeria retorna a São Paulo no final de março

Lendária banda de Death Grind traz show do novo disco no dia 31 de março, no City Lights

Foto: Hannah Verbeuren

A banda mexicana/norte-americana de death grind Brujeria volta ainda neste mês de março à capital São Paulo para se apresentar no City Lights. O show será dia 31/03 e os ingressos on-line já estão à venda pelo site da Ingresse: www.ingresse.com/brujeria.

A banda está em turnê mundial do disco ‘Esto Es Brujeria’, lançado ano passado – no Brasil pela parceria Shinigami Records/Nuclear Blast.

Esto Es Brujeria, que traz produção moderna em meio ao caos sonoro do Brujeria, é o quinto álbum da discografia da banda, na ativa desde o início dos anos 1990, década em que lançou os emblemáticos e clássicos atemporais da música pesada, Matando Güeros e Raza Odiada.

Serviço
Brujeria de volta a São Paulo
Data: 31 de março de 2024
Horário: 17h (portas)
Local: City Lights
Endereço: rua Padre Garcia Velho, 61 – Pinheiros/São Paulo
Ingresso: R$ 150,00 + taxa (1º lote)
Venda online: https://www.ingresse.com/brujeria/

Lenda do metal extremo, Napalm Death retorna a Curitiba em outubro ao lado do Krisiun e Ratos de Porão

Nome considerado o precursor do grindcore nos anos 1980, retorna a capital paranaense para único show no CWB Hall

Foto: Jelena Jakovljevic

Uma das mais importantes bandas do metal extremo, responsável pela consolidação de todo um gênero musical, o Napalm Death retorna à América Latina em outubro. Uma das datas no Brasil será realizada em Curitiba, no dia 25 de outubro, no palco do CWB Hall. A banda retorna após um show que quebrou recorde de público na capital paranaense em 2023.

Dois gigantes da música extrema nacional, o Krisiun e o Ratos de Porão, se juntam ao grupo na apresentação, que também terá abertura do expoente Manger Cadavre? e da banda local Ethel Hunter.

Mesmo tendo sido anunciado recentemente, os ingressos já estão no segundo lote devido a grande procura dos fãs. Os convites podem ser adquiridos pela plataforma Bilheto, a partir de R$ 200, mais taxa administrativa.

Napalm Death é conhecido por suas performances brutais e rápidas, que angariaram uma grande base de fãs pelo mundo. O Krisiun, de origem gaúcha, ascendeu nos anos 1990 e conquistou o mundo executando um brutal death metal bastante veloz e técnico; atualmente, estão na estrada divulgando o disco Mortem Solis. O Ratos de Porão é outro nome que surgiu no Brasil e dominou o mundo, sendo uma referência e influência para todas as bandas de punk/hardcore e metal de todos os cantos do planeta. Com mais de 40 anos de estrada, o grupo tem em Necropolítica seu mais recente disco.

Os paulistas do Manger Cadavre? apostam em uma mescla de metal, hardcore e crust com muito peso e agressividade, sempre apresentando uma evolução feroz em seus trabalhos de estúdio e muita força ao vivo. A banda curitibana Ethel Hunter – com dez anos de estrada – abre a noite, apostando no death metal clássico. A banda, que já dividiu palco com importantes grupos internacionais, divulga o mais recente EP, Chasm of the Soul.

Napalm Death

Uma das mais importantes bandas do metal extremo, o Napalm Death surgiu nos anos 1980 como uma banda punk, que evoluiu sua música em níveis ultrassônicos, apostando na velocidade desenfreada da bateria e gritos ininteligíveis. Com uma receita musical ousada, o grupo se tornou a mais importante referência do estilo que se consolidou desde então: o grindcore. Álbuns como Scum e From Enslavement to Obliteration alicerçaram toda uma cena.

Todavia, a banda jamais deixou de ousar e testar novas sonoridades. Na entrada dos anos 1990, flertaram com o death metal cascudo, com o groove metal e até mesmo com o rap, e entraram no atual milênio com uma sonoridade revigorada, com clássicos como Enemy of the Music Business (2002) e The Code is Red… Long Live the Code (2005).

O Napalm Death, nos últimos 35 anos, lançou 17 álbuns de estúdio, sendo o mais recente, Throes of Joy in the Jaws of Defeatism (2020), além do EP Resentment Is Always Seismic – A Final Throw of Throes (2022), que surpreendem ao evidenciar ainda mais sonoridades amplas que elevam o som do grupo para outro patamar.

Serviço
Napalm Death em Curitiba
Abertura: Krisiun, Ratos de Porão, Manger Cadavre? e Ethel Hunter
Data: 25 de outubro de 2024 (sexta-feira)
Local: CWB Hall
End.: Av. Mal. Floriano Peixoto, 4142 – Prado Velho
Horário: a partir das 16h
Ingressos: a partir de R$ 200, mais taxas
Venda online/Informações: https://www.bilheto.com.br/comprar/2147/napalm-death

VIPER anuncia show no Sesc Belenzinho, apresentando álbum novo e outros clássicos 

Uma das mais importantes bandas de heavy metal do Brasil está em turnê com o disco “Timeless”

Crédito: Pedro Margherito

O VIPER, banda reconhecida como uma das pioneiras do rock pesado no Brasil, fará um show no Sesc Belenzinho no próximo dia 30 de março. Além de clássicos de toda a carreira da banda, o grupo apresentará canções do disco Timeless, lançado ano passado.

A formação atual da banda conta com Leandro Caçoilo nos vocais e Kiko Shred na guitarra, se juntando aos veteranos Pit Passarell (baixo), Guilherme Martin (bateria) e Felipe Machado (guitarra).

O disco Timeless, primeiro da banda em 15 anos, foi produzido por Maurício Cersosimo, que já trabalhou com nomes como Paul McCartney e Avril Lavigne. Produziu também To Live Again: VIPER Live in São Paulo, álbum/DVD ao vivo gravado na turnê em que André Matos voltou para a banda, em 2013, além do single The Spreading Soul Forever (2020). Além de músicas do novo álbum, a banda também apresentará canções clássicas como Living for the Night, Rebel Maniac e To Live Again, entre outras.

Os ingressos já estão disponíveis pelo site do Sesc.

Local: Comedoria do Sesc Belenzinho

Endereço: R. Padre Adelino, 1000 – Belenzinho, São Paulo

Data: Sábado, 30 de março de 2024

Abertura: 20:30

Classificação etária: 14 anos

Ingressos:

Credencial plena – R$15

Meia entrada – R$25

Inteiro – R$50

VIPER

Formado em 1985, o VIPER é um dos pioneiros do rock pesado no Brasil. Foi a primeira banda brasileira de heavy metal a fazer um grande sucesso no Japão. No início dos anos 1990, chegaram a liderar as paradas de sucesso à frente de grandes nomes mundiais como Nirvana e Van Halen. Com álbuns como “Soldiers of Sunrise”, “Theatre of Fate” e “Evolution”, o VIPER gravou e fez turnês pela Europa, EUA e América do Sul. Durante a turnê no Japão, gravou o álbum ao vivo “Maniacs in Japan – VIPER Live”. Lançou ainda “Coma Rage”, gravado em Los Angeles, e “All My Life”. Foram destaque em grandes festivais mundiais, como Rock in Rio e Monsters of Rock, além de terem dividido o palco em shows de abertura para bandas como Metallica, Kiss, Black Sabbath e Motorhead, entre outras.

HARD POWER lança vídeo clipe do single “All These Years”, uma poderosa balada

Créditos da foto:  José Florêncio

Após o grande sucesso de seu single de estreia, intitulado “Crawling in The Dust”, a banda HARD POWER lança “All These Years”, uma balada poderosa de tirar o fôlego. A letra fala sobre a importância da música na vida dos integrantes e sobre as difíceis escolhas que os músicos têm que lidar, e como os acontecimentos passam de maneira muito rápida. Cristiano Wortmann (vocal e guitarra), Michael “Mike” Polchowicz (vocal), Rafael Yadek (baixo) e Jean Montelli (bateria) contaram com a participação mais que especial do renomado tecladista Juninho Carelli (Noturnall, Shaman e Angra).  Assim como o primeiro single, a canção foi gravada, mixada e masterizada por Mateus Borges, com produção de Cristiano Wortmann e Mateus Borges. O vídeo clipe foi gravado e editado por José Florêncio.

Segundo o guitarrista Cristiano Wortmann, que compôs a música, a opção de lançar uma balada como segundo single surgiu de maneira natural: “Quando criei a música e fomos trabalhando em seus arranjos, o resultado ficou muito bom, e temos certeza de que ela é uma das músicas mais fortes do álbum que será lançado em julho de 2024. As frases de baixo do Rafael casaram perfeitamente com as viradas do Jean na bateria. O Mike jogou toda sua emoção em sua execução e não poderíamos ter ficado mais contentes. A música fala basicamente sobre nosso amor à música e possui um significado muito especial, que somente é sentido quando a ouvimos”. Sobre a participação de Juninho Carelli, o vocalista Mike comenta: “Já acompanhamos o trabalho do Juninho há um bom tempo e sua presença na música elevou ainda mais a qualidade da música. O cara é um dos melhores tecladistas do Brasil e esperamos trabalhar com ele novamente em um futuro próximo”.

Com uma bagagem significativa, incluindo experiência em estúdio, participações em renomados festivais como Rock in Rio e Monsters of Rock, além de apresentações em diversos estados do Brasil e América Latina, a HARD POWER utiliza todo esse histórico para entregar ao público músicas de alta qualidade e repletas de emoção. Além de sua impressionante formação, a HARD POWER traz consigo uma proposta musical arrojada, buscando criar uma sonoridade única que mescla elementos do Hard rock e Power metal. Ao unir a intensidade e vigor característicos do Hard com a complexidade melódica e a energia potente do Power, a banda se propõe a explorar novos horizontes sonoros.

Assista ao vídeo de ” All These Years”:

Ouça o single ” All These Years” no Spotify:

Ouça o single ” All These Years” no Deezer:

https://www.deezer.com/pt/album/553253912

Contatos:

Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=61555117628581

Instagram: https://www.instagram.com/hardpowerofficialband/

YouTube: https://www.youtube.com/@hardpowerofficialband

Instagram: https://www.instagram.com/bravometalmgmt

E-mail: sandas@bravometalmgmt.com  

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

The Troops of Doom: programado para maio, novo álbum tem arte de capa de Dan Seagrave

“Chapels of the Unholy”, primeiro single extraído de “A Mass To The Grotesque”, será lançado no dia 12 de abril

Crédito: Cissa Flores

O The Troops of Doom revela que o artista gráfico britânico Dan Seagrave, responsável por artes icônicas da era de ouro do death metal, é o autor da capa do segundo full da banda, “A Mass To The Grotesque”, que será lançado no dia 31 de maio pelo selo português Alma Mater Records, cujo sócio é Fernando Ribeiro, vocalista do Moonspell. “Não haveria um artista mais perfeito para pintar a capa do disco senão o ilustre Dan Seagrave, que tem seus traços firmados no gênero e é autor de inúmeras capas de álbuns do death metal que foram escola e servem de inspiração direta na música do The Troops of Doom, como Morbid Angel, Dismember e Entombed”, afirma Marcelo Vasco. “Somos fãs inveterados do trabalho dele e é uma enorme honra ter uma arte dele como capa desse novo disco. É um sonho sendo realizado”, acrescenta o guitarrista, que também é artista gráfico.

O título “A Mass To The Grotesque” traz o simbolismo de uma verdadeira ode ao feio, ao mal e ao temido. “Um culto ao grotesco, sobre tudo e todos que não se encaixam nos moldes de uma dita sociedade “evoluída”, optando então por viver nas sombras. Uma liturgia obscura ao renegado e seus adeptos, que encontram abrigo e conforto na ausência de luz e de uma suposta ditadura da palavra divina, seja ela qual for. O grotesco é a resistência, onde nada é sagrado”, descreve o guitarrista Jairo “Tormentor” Guedz.

“A Mass To The Grotesque” foi gravado em um dos maiores estúdios do Brasil, o Audio Porto, em Porto Alegre (RS), e conta com produção de André Moraes, músico, autor de trilhas sonoras para cinema, teatro e televisão, além de diretor de filmes e videoclipes. Moraes já foi indicado a um Grammy Latino e um MTV Video Music Brasil, trabalhou como produtor do álbum “Dante XXI” (Sepultura), além de ter sido responsável pela trilha sonora do filme “Lisbela e o Prisioneiro”. “Estivemos no estúdio, produzindo e gravando juntos de verdade, já que nossos trabalhos anteriores foram feitos remotamente. Isso foi algo que trouxe uma riqueza ainda maior para a nossa música. O estúdio Audio Porto é considerado um dos melhores do Brasil e tivemos ainda o talento de André Moraes nos assessorando”, destaca o baterista Alexandre Oliveira.

O álbum foi mixado e masterizado por Jim Morris no lendário estúdio Morrisound, na Flórida, que originou verdadeiros clássicos do death metal no final dos anos 80 e início dos anos 90. “Ter o nosso álbum mixado e masterizado nesse patrimônio do death metal da velha guarda, de onde saíram discos como ‘Leprosy’ (Death), ‘Altars of Madness’ (Morbid Angel), ‘Deicide’ (Deicide) e ‘Arise’ (Sepultura), apenas para mencionar alguns, é fantástico”, conclui o vocalista e baixista Alex Kafer.

Confira o repertório de “A Mass To The Grotesque”:
01. Solve Et Coagula – Introduction
02. Chapels Of The Unholy
03. Dawn of Mephisto
04. Denied Divinity
05. The Impostor King
06. Faithless Requiem
07. Psalm 7:8 – God of Bizarre
08. Terror Inheritance
09. The Grotesque
10. Blood Upon The Throne
11. Venomous Creed

O The Troops of Doom será uma das atrações do festival Summer Breeze Open Air Brasil, tocando no dia 28 de abril (domingo), ao lado de bandas como Mercyful Fate, Anthrax, Amorphis, Death Angel, entre outras. Em agosto, a banda fará a sua primeira turnê europeia, onde será uma das atrações do festival Milagre Metaleiro 2024, que acontece em Pindelo dos Milagres, em Portugal. Em breve novas datas da primeira passagem pelo Velho Continente serão anunciadas.

Faça o PRÉ-SAVE do primeiro single: https://bfan.link/troops-chapels-of-the-unholy

PRÉ-VENDA do álbum físico em https://bit.ly/49LaD1x

Sites relacionados:
www.thetroopsofdoom.com
https://www.almamaterrecords.com
www.facebook.com/thetroopsofdoom
www.instagram.com/thetroopsofdoom

Merch: https://www.thetroopsofdoom.com/loja

Contato: info@thetroopsofdoom.com

Rock in Rio traz detalhes de sua nova produção original, o musical “Sonhos, Lama e Rock and Roll”  

Baseada na trajetória de 40 anos do festival e carregando uma mensagem inspiradora sobre a importância de sonhar e não desistir, a obra conta com criação de Roberto Medina, produção musical de Zé Ricardo e concepção de Claudio Botelho e Charles Möeller – que também é o diretor geral

Foto: Marcos Alonso

No ano em que comemora 40 anos de história, o Rock in Rio vai lançar uma produção original que vai emocionar o público que passar pela Cidade do Rock nesta edição especial. Após o sucesso do espetáculo “Uirapuru”, em 2022, e do “The Town – O Musical”, no The Town, o festival anuncia o musical “Sonhos, Lama e Rock and Roll”. A obra vai fazer um mergulho profundo na trajetória de 40 anos do maior festival de música e entretenimento do mundo, levando o público para uma viagem mágica pelos bastidores da criação do Rock in Rio, destacando a importância de perseguir e acreditar nos sonhos que desejam realizar.  

Sob a criação de Roberto Medina, produção musical de Zé Ricardo e concepção de Charles Möeller (também responsável pela direção geral do espetáculo) e Claudio Botelho, esta nova produção terá uma combinação única de música ao vivo — acompanhada por uma orquestra, que ficará na lateral do palco —, performances emocionantes com bailarinos coreografados por Mariana Barros e uma cenografia deslumbrante. Entre os elementos do grande palco que carrega um cenário inspirado no conceito de “Fábrica dos Sonhos”, estará o icônico tênis de 1985 e uma larga escada em formato de máquina de escrever. No primeiro ensaio, a obra contou com Bel Kutner, Malu Rodrigues, Beto Sargentelli e Gottsha no elenco. Com duração de 35 minutos e previsão de quatro exibições por dia no festival, o espetáculo ocupará uma das arenas que fazem parte da Cidade do Rock.  

Foto: Marcos Alonso

“”Sonhos, Lama e Rock and Roll” é mais do que um musical, é uma celebração da coragem de perseguir sonhos aparentemente impossíveis. Elaboramos uma emocionante narrativa que transportará a plateia para um Rio de Janeiro repleto de desafios e possibilidades. O espetáculo mergulha no passado, rememorando o ano de 1984, quando a ideia de realizar um gigante festival de música internacional na cidade era vista como um sonho inalcançável. Estou ansioso para ver o espetáculo na Cidade do Rock. Estamos trabalhando incansavelmente, pensando em cada detalhe, para que tudo seja perfeito. As pessoas ficarão encantadas com cada cena que será apresentada.” celebra Roberto Medina, presidente da Rock World, empresa que criou, organiza e produz o Rock in Rio e o The Town. 

Na trilha sonora, o público vai reconhecer alguns dos maiores hits mundiais. Além de uma composição inédita, estarão presentes no repertório canções emblemáticas de grandes artistas que passaram pelo festival. “A trilha sonora do espetáculo é uma verdadeira viagem musical, repleta de sucessos icônicos que transcendem gerações e que marcaram o Rock in Rio em edições no Rio e em Lisboa. É uma experiência que une o poder da música à magia do teatro, transportando o público para esta jornada que será emocionante e inesquecível. A orquestra será a cereja do bolo da obra, com cada nota ressoando com energia e emoção, complementando perfeitamente a história envolvente que ganha vida no palco.” destaca Zé Ricardo, vice-presidente artístico da Rock World, que complementa: “Fazer e criar música para musicais é uma coisa que me provoca demais. São muitas possibilidades, um universo onde tudo é possível. Isso combina muito com o Rock in Rio, que traz diversas experiências diferentes para a Cidade do Rock. Além dos diversos shows de grandes artistas, o festival consegue ir além e promover muitas outras atrações para o público. 

Foto: Marcos Alonso

Narrativa vai transportar a plateia para 1984, ano em que o Rock in Rio começou a deixar de ser um sonho e virar realidade 

A nova produção, “Sonhos, Lama e Rock and Roll”, acompanha a história da autora Maria Antônia Lobo — interpretada pela atriz Bel Kutner quando há a passagem no ano de 2024 e, depois, quando a peça está em 1984, pela atriz Malu Rodrigues —, mulher determinada e apaixonada pelo mundo da publicidade e do entretenimento, na noite de autógrafos de seu livro autobiográfico “Fábrica de Sonhos”, em 2024. Durante o evento, Maria reflete sobre sua jornada de vida, especialmente em 1984, quando participou da ideia de realizar um festival de rock internacional no Rio era vista como um delírio quixotesco. 

“Fazer um musical em um festival deste tamanho é completamente diferente. É muito fascinante porque é tudo muito grandioso. Trabalhar aqui é maravilhoso porque eles me dão essa liberdade e oportunidade de eu entregar o que eu acredito. Isso é ainda mais incrível porque estamos falando da história do festival dentro do festival. É uma metalinguagem fascinante para se fazer.” comenta Charles Möeller, que também ressalta a importância do Rock in Rio: “O festival é uma inspiração para a gente. O Roberto Medina elevou a categoria do Rio de Janeiro, do Brasil e do entretenimento do país. Eu acho que se hoje eu estou tendo uma carreira, é porque ele lá atrás viu que seria possível fazer isso no Rio de Janeiro, em São Paulo ou no Brasil. Nada mais justo do que eu bater continência para a história da vida dele, que é tão fascinante e nos inspira a tanto.” 

O musical levará os espectadores a uma viagem no tempo, voltando para 1984, onde a jovem Maria Antônia chega a uma agência de publicidade carregando uma mala cheia de sonhos e aspirações. Contratada como estagiária, ela é recepcionada por Dora — papel feito por Gottsha — e disputa uma vaga no departamento de criação com João Coelho — interpretado pelo talentoso Beto Sargentelli —, um jovem carismático que se recusa a adotar um comportamento competitivo. Enquanto isso, em meio a uma crise política e econômica no Brasil, o dono da agência revela a intenção de criar o maior festival de música e entretenimento do mundo, refletindo a audácia necessária para transformar sonhos em realidade. 

À medida que a história avança, os espectadores são levados em uma montanha-russa de emoções, culminando em um final poderoso que celebra a resiliência, a criatividade e o espírito do Rock in Rio. 

Uma das passagens mais marcantes da narrativa é a aparição de Dom Quixote, também interpretado por Beto Sargentelli. Dom Quixote, o icônico cavaleiro errante, surge montado em seu cavalo no meio do público e dirige-se ao palco central, simbolizando a luta contra os céticos e a busca incansável por realizar os sonhos mais impossíveis. 

“Sonhos, Lama e Rock and Roll” é um testemunho poderoso da capacidade humana de sonhar grande e do impacto duradouro que esses sonhos podem ter. O musical exemplifica como a visão e a persistência podem moldar não apenas o destino de uma pessoa, mas também o curso da história cultural de uma cidade, de um país e, por extensão, do mundo. É um lembrete luminoso de que, mesmo diante do impossível, persistir em sonhar é o mais humano de todos os nossos dons. 

A nova produção também servirá de inspiração para um outro espetáculo, que ocorrerá fora da cidade do Rock. A obra vai apresentar a história do Rock in Rio no teatro, alcançando novos públicos e compartilhando a magia do festival com toda a cidade do Rio de Janeiro. Será uma oportunidade única para que ainda mais pessoas vivenciem a energia e a emoção que é o Rock in Rio. 

O Rock in Rio vai acontecer nos dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, com 700 mil pessoas na Cidade do Rock. Será a celebração de 40 anos do festival que colocou o Brasil na rota da cena musical do mundo, e que, em 2022, recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial pela Cidade e Estado do Rio de Janeiro. Já são 22 edições realizadas, mais de 3.800 artistas escalados, mais de 11.2 milhões na plateia e mais de 130 dias de magia desde 1985. E, para 2024, os fãs podem aguardar uma festa especial, com novas experiências e vivências dentro da Cidade do Rock.  

Na programação do primeiro fim de semana, Travis Scott e Matuê com participação de TETO e WIU, fazem show no dia 13, no Palco Mundo. Já Imagine Dragons, OneRepublic, Zara Larsson e Lulu Santos se apresentam também no Palco Mundo no dia 14.  

No fim de semana seguinte, Ed Sheeran, Charlie Puth, Joss Stone e Jão, se apresentam no dia 19, mesmo dia em que Gloria Groove sobe ao Palco Sunset. No dia 20, o Dia Delas, é a vez de Katy Perry e Ivete Sangalo se apresentarem no Palco Mundo, enquanto IZA, Gloria Gaynor e Luedji Luna convida Xênia França e Tassia Reis no Palco Sunset. No palco da Global Village, Angelique Kidjo faz show no dia 20 e 21. Fechando o Rock in Rio, Shawn Mendes e NE-YO fazem show no Palco Mundo no dia 22. 

São 40 anos de Rock in Rio em uma edição com muitas novidades, dentro e fora da Cidade do Rock 

Este ano, o Rock in Rio vai celebrar quatro décadas de grandes encontros: entre artistas, a Cidade do Rock e seus fãs, entre amigos, famílias, ritmos e gêneros musicais. O público já pode começar sua contagem regressiva não apenas para a Cidade do Rock, mas para dias de festa ao longo do ano. 

Pela primeira vez, o Palco Sunset terá o mesmo tamanho de boca de cena do Palco Mundo, que por sua vez receberá novidades na cenografia, oferecendo oportunidades de selfies e uma experiência visual dinâmica. Além disso, a Cidade do Rock terá uma nova área, o Global Village, destacando o compromisso do festival com a paz e diversidade cultural. Esta área imersiva contará com uma cenografia inspirada em ícones arquitetônicos mundiais, proporcionando uma experiência única aos visitantes. 

O Rock in Rio também celebrará seus 40 anos com uma exposição interativa, um table book e um novo musical, que contará a história do festival e do Rio de Janeiro. O projeto, um Rock in Rio Originals, envolve a criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo e direção artística de Charles Möeller.  

O Rock in Rio já está se preparando para este momento e vendo a cidade abraçar a grande festa que acontece em setembro. No início do ano, o festival recebeu uma homenagem da Prefeitura do Rio no Réveillon da Praia de Copacabana, com uma apresentação da Nova Orquestra e do coral CarioCanto, e a Yup Star, a Roda-Gigante do Rio, também fez projeções referentes ao megaevento. O festival também contou com uma grande instalação artística de led, localizada na Lagoa Rodrigo de Freitas, que trouxe conteúdos sobre o festival e que homenageou e abrilhantou a Cidade Maravilhosa. 

No aniversário do festival, 11 de janeiro, foi a vez do Cristo Redentor abraçar esta edição que será histórica. O monumento foi iluminado com as cores azul, branco e vermelho, que remetem ao festival. A icônica guitarra, elemento marcante do festival, foi projetada logo ao centro do Cristo Redentor trazendo mensagens de paz, amor, alegria, união e esperança para o Rio de Janeiro. 

Sobre o Rock in Rio  

1984 marca o início das preparações para a primeira edição do evento idealizado por Roberto Medina e que hoje, 40 anos depois, é considerado o maior festival de música e entretenimento do mundo – o Rock in Rio. A história do evento se entrelaça com a do entretenimento no Brasil, sendo responsável por colocar o país na rota dos eventos internacionais, já que pela primeira vez, um país da América do Sul sediou um evento musical dessa magnitude. Em uma área de 250 mil m2, em Jacarepaguá, durante dez dias, 1 milhão e 380 mil pessoas foram iluminadas pela primeira vez e começaram a fazer parte do grande espetáculo. No palco — o maior do mundo na época, com 80m de boca de cena — 15 atrações nacionais e 16 internacionais. Originalmente organizado no Rio de Janeiro, o festival ganhou o mundo chegando a Lisboa (Portugal), onde é realizado até hoje, passando por Madrid (Espanha) e Las Vegas (USA). 

Desde a primeira edição, já gerou 265 mil empregos diretos e indiretos e, apenas na última, em 2022, um impacto econômico de mais de 2 bilhões na cidade do Rio de Janeiro. Também no ano passado, o Rock in Rio foi considerado patrimônio cultural imaterial do estado do Rio de Janeiro. Pelas Cidades do Rock, desde 1985, já passaram mais de 11.2 milhões de visitantes, que assistiram a 3.816 artistas em 130 dias de magia. Dentre os números gigantes do festival, mais de 64 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais apenas em 2022 e mais de 12 milhões de fãs online.  

Gerando impactos positivos nos países onde é realizado e consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. O festival investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros. Apenas na Amazônia, 73 milhões de árvores foram plantadas. A marca foi pioneira em ter a certificação ISO 20121 — Eventos Sustentáveis e, em 2022, começou a trabalhar ambiciosas metas para 2030, alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).  

O ano de 2024 será de muitas comemorações para o Rock in Rio. O ano em que tudo começou, 40 anos depois, dá início às celebrações. E a festa brasileira já está marcada: 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, no Parque Olímpico, Rio de Janeiro; e a lisboeta também: 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024, no Parque Tejo. Das 22 edições anteriores, nove ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011, 2013, 2015, 2017, 2019 e 2022), nove em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 e 2022), três na Espanha (2008, 2010 e 2012) e uma nos Estados Unidos (2015). 

Resenha de Show: Dead Fish no SESC Belenzinho (16/02/23)

Texto e Fotos: Thiago Nascimento

São Paulo recebeu pela segunda/terceira vez o lançamento do Labirinto de Memórias, da banda Dead Fish que é um dos percursores do Hard Core nacional. Foi a primeira vez no palco do Sesc Belenzinho, com ingressos esgotados em ambos os dias, pois foram 2 datas 16/17 de fevereiro.

Foto: Tiago Nascimento|Dead Fish no Sesc Belenzinho|16/02/24

O Ponto Zero teve o prazer de comparecer no dia 16/02. Com um show num ambiente familiar, a raiz do hc não foi deixada de lado, entre moshs e várias rodas o show movimentou o ambiente, com direito a espectadores ao lado de fora para acompanhar o show. Como seguidor da banda, eu Tiago Nascimento senti a diferença positiva no som, onde dificilmente temos um som tão limpo na vertente hc.

Foto: Tiago Nascimento|Dead Fish no Sesc Belenzinho|16/02/24

A banda mesclou sucessos aclamados, com as novas músicas do novo álbum num coro uníssono como por exemplo Avenida Maruípe que segundo boa parte da galera presente nos shows dizem ser a preferida entre as novas. O show contou com 26 músicas, e a convite do Rodrigo Lima as mulheres presentes no show puderam subir ao palco, para cantar “Mulheres Negras” enquanto o vocalista dava um mosh.

Foto: Tiago Nascimento|Dead Fish no Sesc Belenzinho|16/02/24

A energia do show da banda é algo invejável, não atoa a banda é espelho para todas do segmento. O Dead Fish mesmo com mais de 30 anos de banda, suas letras fizeram sentido nas décadas anteriores, e com toda certeza faz total sentido atualmente. Como diz o final da canção “Mst”, PODER AO POVO

Foto: Tiago Nascimento|Dead Fish no Sesc Belenzinho|16/02/24

O Ponto Zero agradece a Priscilla Dias e ao Sesc Belenzinho pela parceria.

Set List :
A Urgência
Queda Livre
Adeus Adeus
Dentes Amarelos
Asfalto
Avenida Maruípe
Doutrina do Choque
49
Selfegofactóide
Molotov
Bolero
Proprietários do Terceiro mundo
Venceremos
Interrupção
MST
Perfect Party
Sangue nas Mãos
Estaremos Lá
Sombras da Caverna
Mulheres Negras
Autonomia
Tão Iguais
Sr Seu Troco
Você
Afasia
Bem-vindo ao Club