RESENHA: Dire Straits Legacy no Espaço das Américas em SP

Por: Silvia Sant’anna

25 de Janeiro, aniversário de São Paulo e a cidade recebeu um presentão, pois a banda internacional Dire Straits esteve no Espaço das Américas, uma das melhores casas de shows de São Paulo, em uma linda apresentação com a turnê “Legacy”, relembrando seus grandes sucessos dos anos 1970.

Da formação inicial da banda, somente o tecladista Alan Clark continua no grupo. Os demais integrantes são músicos que em algum momento, participaram dessa grande trajetória do Dire Straits: Danny Cummings (percurssão), Phil Palmer (guitarra), Mel Collins (saxofone), Trevor Horn (baixo), Steve Ferrone (bateria), Marco Caviglia (voz e guitarra) e Primiano Dibiase (teclados).

A apresentação começou por volta das 22:15, com a música Walk Of Life e é claro, ninguém ficou parado. No decorrer do show as memoráveis músicas: Sultans of Swing, Your Latest Trick, Romeo and Juliet, Why Worry, Money for Nothing e Tunnel of Love marcaram presença no setlist (não poderiam faltar é claro). Eles também apresentaram as músicas do novo trabalho deles que está em andamento: Jesus Street e 3 Chord Trick (faixa que será o nome do novo álbum da banda).

Os fãs iam ao delírio ao ver o solo de Mel Collins no saxofone e de Phil Palmer na Guitarra. Era notável a emoção do público ao ouvir as músicas, quando rolou Brothers in Arms muitas pessoas estavam com “ciscos nos olhos”.

E para encerrar o show, a música So Far Away, onde Marco Caviglia até arriscou falar português para que o público cantasse mais forte o refrão da música.

Foi uma apresentação incrível da banda, som e iluminação não deixaram a desejar, o show contou com uma ótima estrutura e uma organização de dar gosto! Um prato cheio para os amantes do rock.

Em nome do Ponto ZerØ agradecemos a Denise Catto, da Catto Comunicações pelo fornecimento da credencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Post Navigation