Tag Archives: Ditto Music

CPM 22 disponibiliza clipe de “Dono da Verdade”

CPM 22 é Badaui (vocal), Luciano Garcia (guitarra), Phil Fargnoli (guitarra), Ali Zaher Jr. (baixo) Daniel Siqueira (bateria) – Foto: Léo Muniz

CPM 22 disponibilizou no canal oficial no YouTube o clipe de “Dono da Verdade”. Assista aqui.
 
Dirigido por Rodrigo Giannetto, o vídeo apresenta uma performance da banda em um hospital desativado na região central da capital paulista.
 
“Dono da Verdade” é o segundo videoclipe de Enfrente, oitavo álbum de estúdio do CPM 22, e apresenta 14 faixas inéditas e autorais que refletem a sonoridade e influências que em quase 30 anos de carreira tornaram a banda uma referência no rock nacional.
 
Produzido por Luciano Garcia e Ali Zaher Jr. o álbum, disponível nas plataformas digitais via Ditto Music, conta com participações de Pedro Pelotas (Cachorro Grande e Samuel Rosa) nos teclados, sintetizadores, piano e órgão Hammond e de Fernando Lamb, da banda Não Há Mais Volta.
 
Assinada por Zeca Barban, a capa mostra uma foto da Avenida Sumaré, em São Paulo, e faz uma brincadeira com a grafia do título do álbum com o sentido de “enfrentar” e “seguir em frente”.
 
E no dia 13 de julho (sábado), Dia Mundial do Rock, a banda faz show de lançamento na Audio, em São Paulo.

Ficha técnica “Dono da Verdade”

Diretor: Rodrigo Giannetto
Produtor: Bernardo Zancan
Assistente de Produção: Felippe Cirillo Penteado
Diretor de Fotografia: Felipe Corvello, ABC
1 AC: Thiago Meira
Gaffer: Anderson Purú
Assistentes de elétrica: João Vitor Macedo e Carlos Pretinho
Produção de locação: Luciana Mentel
Edição: Rodrigo Giannetto
Color Grading: Daniel Lopes
Produção: Real Filmes
 
Serviço CPM22 – Lançamento do Álbum ENFRENTE | Audio

Data: 13 de julho (sábado)
Abertura da casa: 21h
Previsão de início do show: 23h30
Classificação: 18 anos
Local: Audio
Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 694 – Água Branca – SP
Capacidade da casa: 3.200 pax
Acesso para deficientes: sim
Área PNE: sim
Local para alimentação: sim
Preço: Entre R$70 (meia entrada para Pista) e R$100 (entrada inteira para Mezanino)
Ingressos online em Ticket360
Horário de funcionamento bilheteria Audio: segunda a sábado (exceto feriados) das 10h às 17h | Fechada das 13h às 14h

CPM 22 lança o oitavo álbum de estúdio, Enfrente

Crédito: Léo Muniz

A espera acabou! A banda CPM 22 lança nesta sexta-feira (03) em todas as plataformas de streaming, via Ditto Music, Enfrente, primeiro álbum de estúdio desde Suor e Sacrifício, de 2017.

O oitavo álbum de estúdio apresenta 14 faixas inéditas e autorais que refletem a sonoridade e influências que em quase 30 anos de carreira tornaram o CPM 22 uma referência no rock nacional.

Produzido por Luciano Garcia e Ali Zaher Jr. o álbum conta com participações de Pedro Pelotas (Cachorro Grande e Samuel Rosa) nos teclados, sintetizadores, piano e órgão Hammond e de Fernando Lamb, da banda Não Há Mais Volta.

O álbum foi antecipado pelo lançamento dos singles “Mágoas Passadas”, que ganhou videoclipe dirigido por Rodrigo Giannetto, “Dono da Verdade”, “Alívio Imediato” e “Covarde Digital”. E as faixas abordam histórias e experiências pessoais, a era digital e a pandemia, período no qual o álbum começou a ser composto.

Mágoas Passadas” tem música e letra assinadas pelo guitarrista Luciano Garcia e é uma balada punk rock anos 90, nos padrões CPM 22, com influências de Social Distortion, Alkaline Trio e Weezer. Pela primeira vez o CPM usou sintetizadores em uma música e convidou para essa missão Pedro Pelotas que também tocou piano e órgão Hammond.

Um texto de Badaui foi o ponto de partida para a letra de “Dono da Verdade” assinada por ele e Luciano. E a música é a primeira composição gravada pelo CPM e assinada também pelo baixista Ali Zaher Jr.

Com música e letra do guitarrista Luciano Garcia, “Alívio Imediato” é um punk rock com a cara do CPM 22 que traz diferentes influências, de Face to Face a Green Day.

A veloz “Covarde Digital” – parceria de Badaui e Luciano Garcia na letra e música assinada por Luciano, é um recado direto para aqueles que se escondem atrás das redes sociais para propagar o ódio.

“É uma música rápida, bem hardcore, com muita influência de Sick Of It All e Pennywise. E não é rápida só em termos de velocidade, mas também de duração, é uma música para dar um recado direto. Se a carapuça servir, serviu. Senão vida que segue”, diz Badaui.

“Porto Seguro”, faixa que abre o álbum, era originalmente um country blues retirado do baú de composições do guitarrista Luciano que ao transformá-la “num ritmo mais CPM ficou uma ‘prima’ de ‘Combustível’, do álbum Suor e Sacrifício, que por sua vez é uma ‘prima’ de ‘Atordoado’, de 2002”.

Composta à distância durante a pandemia a partir de um texto de Badaui, “Rivais” é uma parceria de Badaui e Luciano e é mais uma com forte influência de Face to Face.

A faixa título, assinada por Badaui e Phil fala de enfrentar as situações e seguir em frente e traz uma bateria mais rápida, “bem na pegada das músicas compostas pelo Phil, com bastante influência de Propagandhi e NOFX”

“O Phil compõe de um jeito diferente do meu, o que é muito legal porque no final as músicas do álbum se completam”, comenta Luciano.

Na sequência, “Direto e Reto” e “Conselhos” assinadas por Luciano. “‘Direto e Reto’ é bem ‘direto e reto’ e nasceu de doideiras da minha cabeça e está aí para cada um dar a sua interpretação. Já ‘Conselhos’ é muito especial para mim porque é um conjunto dos conselhos que estou dando para o meu filho Martin”, conta Luciano.

“O Ano em que a Terra Parou”, composta por Badaui, Phil e Ali, fala da pandemia, os desafios enfrentados, posturas dos governantes e as lições que ficaram desse período turbulento.

“Feriado Punk” relembra as histórias divertidas de Badaui e um grupo de amigos no Punk Rock Bowling, festival em Las Vegas para onde ele viajou dois anos consecutivos.

Luciano, que assina a música lembra, “eu já conhecia algumas dessas histórias e achava muito divertidas, e quando o Badaui mandou o texto para compormos a música, pensei em algo inspirado nesse lado mais cômico do punk, bem no clima Toy Dolls e NOFX”.

Completam o álbum “Nunca se sabe”, “Convicto” e “Urbano”“Apesar de ter sido a última música que fizemos, não é por isso que ‘Urbano’ fecha o álbum. Em um dia de pré-produção no estúdio, o Badaui lembrou que não tínhamos sentado para compor juntos nenhuma vez. Aí começamos a trabalhar nela ali mesmo, eu finalizei em casa e quando ouvimos o resultado final achamos que tinha cara de fechamento de álbum”, relembra Luciano.

“Esse é um álbum bem punk rock 90. As músicas são muito rápidas, claro que tem variações de levadas, mas a maioria das músicas são rápidas, tem as melodias que a gente sempre gostou de por. E tem mensagens muito positivas nas letras, tem uma abordagem bem interessante de contextos sociais, mas sempre de uma forma muito positiva”, comenta Badaui.

Assinada por Zeca Barban, a capa mostra uma foto da Avenida Sumaré, em São Paulo, e faz uma brincadeira com a grafia do título do álbum com o sentido de enfrentar e seguir em frente.

Capa álbum Enfrente / Arte: Zeca Barban

Tracklist
Porto Seguro
Dono da Verdade
Rivais
Mágoas Passadas
Enfrente
Direto e Reto
Conselhos
O Ano em que a Terra Parou
Alívio Imediato
Nunca se Sabe
Feriado Punk
Convicto
Covarde Digital
Urbano

Ficha técnica
Produtor: Luciano Garcia e Ali Zaher Jr.
Engenheiro de Gravação do Álbum: Ali Zaher Jr.
Mixer do álbum: Ali Zaher Jr.
Engenheiro de Masterização do álbum: Ali Zaher Jr.

Siga CPM 22
Site | Facebook | Instagram | Twitter

CPM 22 divulga making of do clipe “Mágoas Passadas”

Crédito: Léo Muniz

Nesta quinta-feira (25) o CPM 22 divulgou no canal oficial no YouTube o making of do clipe “Mágoas Passadas”.

Lançado no último dia 12, o clipe dirigido por Rodrigo Giannetto foi gravado no complexo gastronômico, arquitetônico e cultural O Velhão, na Serra da Cantareira, em São Paulo.

O making of é assinado por Leo Muniz e traz registros de cenas do clipe, bastidores e depoimentos dos integrantes do CPM 22 e do diretor Rodrigo Gianetto.

Com música e letra assinadas pelo guitarrista Luciano Garcia, “Mágoas Passadas” é uma balada punk rock anos 90, nos padrões CPM 22, com influências de Social Distortion, Alkaline Trio e Weezer. Pela primeira vez o CPM usou sintetizadores em uma música e convidou para essa missão Pedro Pelotas (Cachorro Grande e Samuel Rosa) que também tocou piano e órgão Hammond.

“O título tem um duplo sentido – mágoas do passado e mágoas que ficaram para trás – mas ela não fala exatamente de mágoas. A inspiração é o meu relacionamento e como minha companheira influencia de maneira positiva na minha vida em vários sentidos. A música fala de um amor adulto”, conta Luciano.

“Mágoas Passadas” faz parte de Enfrente, novo álbum de estúdio do CPM 22, que tem lançamento previsto para o início de maio. Além de “Mágoas Passadas”, as faixas “Dono da Verdade”“Alívio Imediato” e “Covarde Digital” também já estão disponíveis nas principais plataformas de streaming. Faça o pre-save do álbum Enfrente aqui.

Ficha técnica
Making of: Leo Muniz

Clipe “Mágoas Passadas”
Diretor: Rodrigo Giannetto
Produtor: Bernardo Zancan
Assistente de Produção: Felippe Cirillo Penteado
Diretor de Fotografia: Felipe Corvello, ABC
1 AC: Thiago Meira
Gaffer: Anderson Purú
Assistentes de elétrica: Joao Vitor Macedo e Carlos Pretinho
Produção de locação: Luciana Mentel
Edição: Rodrigo Giannetto
Color Grading: Daniel Lopes
Produção: Real Filmes

Capa álbum Enfrente / Arte: Zeca Barban

Siga CPM 22
Site | Facebook | Instagram | Twitter

CPM 22 lança mais dois singles do álbum Enfrente

Crédito: Léo Muniz

Após o lançamento do single e clipe “Mágoas Passadas” e do single “Dono da Verdade” o CPM 22 disponibilizou nesta sexta-feira (19) em todas as plataformas de streaming, via Ditto Music, mais duas faixas do novo álbum Enfrente. Ouça “Alívio Imediato” e “Covarde Digital”.

Com música e letra do guitarrista Luciano Garcia, “Alívio Imediato” é um punk rock com a cara do CPM 22 que traz diferentes influências, de Face to Face a Green Day.

“Eu sempre começo pela base de guitarra e a melodia de voz vem naturalmente, mas essa música nasceu em uma fase que eu estava no embalo e compondo música e letra. Nela eu falo de uma pessoa e descrevo várias características, mas durante o processo de composição percebi que não era sobre mim e me questionei quem era esse personagem”, conta Luciano.

“E foi muito engraçado porque quando mostrei a música para o Badaui, de cara ele disse “essa música sou eu! E só então percebi que não era sobre um personagem fictício, mas sobre o nosso vocalista”, conclui.

A veloz “Covarde Digital” – parceria de Badaui e Luciano Garcia na letra e música assinada por Luciano – é um recado direto para aqueles que se escondem atrás das redes sociais para propagar o ódio.

Há algum tempo a gente queria fazer uma música curtinha, de um minuto, um minuto e pouco, e quando o Badaui me mandou esse texto, bem dedo na cara, achei que era perfeito para fazer uma música bem rápida, bem hardcore melódico. E em 15 minutos a música ficou pronta e eu mandei pra ele”, lembra Luciano.

“‘Covarde Digital’ é pra descarregar aquilo tudo que às vezes a gente acumula vendo esse ódio gratuito na internet. É uma música rápida, bem hardcore, com muita influência de Sick Of It All e Pennywise. E não é rápida só em termos de velocidade, mas também de duração, é uma música para dar um recado direto. Se a carapuça servir, serviu. Senão vida que segue”, diz Badauí.

“Alívio Imediato” e “Covarde Digital” fazem parte de Enfrente, novo álbum de estúdio do CPM 22, que tem lançamento previsto para o início de maio.

Capa álbum Enfrente / Arte: Zeca Barban

Siga CPM 22
Instagram | Twitter | Facebook | Youtube

CPM 22 lança dois novos singles; Ouça “Mágoas Passadas” e “Dono da Verdade”

Crédito: Léo Muniz

As novas faixas fazem parte do álbum Enfrente

CPM 22 lança nesta sexta-feira (5) em todas as plataformas de streaming, via Ditto Music, dois novos singles: “Mágoas Passadas” e “Dono da Verdade”.

Mágoas Passadas” tem música e letra assinadas pelo guitarrista Luciano Garcia e é uma balada punk rock anos 90, nos padrões CPM 22, com influências de Social Distortion, Alkaline Trio e Weezer. Pela primeira vez o CPM usou sintetizadores em uma música e convidou para essa missão Pedro Pelotas (Cachorro Grande e Samuel Rosa) que também tocou piano e órgão Hammond.

“O título tem um duplo sentido – mágoas do passado e mágoas que ficaram para trás – mas ela não fala exatamente de mágoas. A inspiração é o meu relacionamento e como minha companheira influencia de maneira positiva na minha vida em vários sentidos. A música fala de um amor adulto”, conta Luciano.

Um texto de Badaui foi o ponto de partida para a letra de “Dono da Verdade” assinada por ele e Luciano. E a música é a primeira composição gravada pelo CPM e assinada também pelo baixista Ali Zaher Jr.

“A versão final da música nasceu de uma composição que fiz pouco tempo depois que entrei na banda, em 2020. Eu tinha uma estrutura pra ela um pouco diferente dessa versão final do disco, o Badaui então trouxe um texto que se encaixava legal e a gente foi trabalhando a partir daí. O Luciano ajudou a organizar ela de uma maneira muito legal, que deu uma cara mais ‘urgente’ pra música, de uma maneira que valorizou ainda mais o arranjo inicial e a melodia do refrão”, conta Ali.

“Quando o Ali me mostrou a base dessa música a gente já estava quase fechando o repertório do disco e eu corri pra escrever essa letra que acabou saindo até que rápido, porque é o tipo de música que gosto de escrever. Eu fiz uma letra um pouco grande e mandei pro Luciano, que acabou lapidando e encaixou perfeitamente na melodia, o tema combinou muito com a base. Essa letra fala sobre o que acontece muito hoje em dia, essa necessidade de autoafirmação e a imposição da “verdade absoluta” a qualquer custo”, diz Badaui.

“O Ali me mostrou uma gravação dessa música que ele compôs há muito tempo. Ela tinha uma melodia de oitavado, que é o tema da música, o começo dela, e eu falei que a gente devia usar ela como refrão. Eu, basicamente, organizei as partes dela, começamos pelo refrão, compus uma parte ou outra de guitarra base, compus a melodia de voz das estrofes e acredito que ficou do jeito que a gente pretendia. Essa música é punk rock, bem CPM 22, na linha do Face to Face, que é uma banda que a gente gosta muito e é uma das nossas maiores influências”, conta Luciano.

“Na questão de composição foi, com certeza, um grande aprendizado pra mim poder ver como a música foi se transformando `a medida que trabalhamos nela, com o input tanto do Luciano quanto do Badauí. Fiquei muito feliz com o resultado”, finaliza Ali.

“Mágoas Passadas” e “Dono da Verdade” fazem parte de Enfrente, novo álbum de estúdio do CPM 22, que tem lançamento previsto para o início de maio.

Faça o pre-save do álbum Enfrente aqui.

Capa álbum Enfrente / Arte: Zeca Barban

Siga CPM 22
Instagram | Twitter | Facebook | Youtube

Nasi lança o novo single “Não Vá Me Machucar”

De sua paixão pelo Blues e Hip Hop, NASI nos entrega o eletroblues “Nao Vá me Machucar’.

Como dizia Willie Dixon, “o Blues é a raiz e os outros gêneros são os frutos” e assim prova essa poderosa mistura com participação do icônico DJ Hum nos scratches.

“Não Vá Me Machucar” é o segundo single do novo álbum solo do cantor e compositor do Ira! e já está disponível em todas as plataformas de streaming via Ditto Music.

Ouça aqui

Nasi regrava clássico do Ira!

Nasi regrava clássico do Ira!; ouça “Dias de Luta”

Nasi, cantor e compositor do Ira!, lançou nesta sexta (18) em todas as plataformas de streaming, via Ditto Music, o single “Dias de Luta”.

A faixa é o primeiro single do novo álbum solo do cantor, com lançamento previsto para o final do ano.

Nesta nova versão, Nasi potencializa uma certa melancolia desse clássico do Ira! – gravado originalmente no álbum Vivendo e Não Aprendendo (1986) – para um blues & soul com resultado fantástico. 

Em parceria com o guitarrista Igor Prado (também canhoto que não inverte as cordas, assim como Edgar Scandurra), Nasi realiza a difícil tarefa de fazer uma versão bem diferente e igualmente bela da canção.

Rockstrada lança “O Jogo” com participação do Ira!

“O Jogo”: música com participação do Ira! abre os trabalhos do novo álbum da Rockstrada

Rockstrada lança nesta sexta-feira (28) a música “O Jogo“, primeiro single de seu próximo álbum, previsto para 2023, ano em que a banda completa 20 anos de existência. Ouça aqui.

O Jogo” conta com as participações do cantor Nasi e do guitarrista Edgard Scandurra, fundadores e integrantes do Ira!A música mistura elementos do punk rock e do estilo “Mod“, como bem lembraram os participantes durante as gravações, duas vertentes muito presentes na sonoridade do Ira!. A letra aborda alguns dos desafios para se manter no “jogo” do mercado musical. 

Composta pelo vocalista da RockstradaRafael Pompeu, a faixa foi produzida por Tiago Gotardelo, guitarrista da banda e as participações foram gravadas por Jeff Berg no A9 Studio, em São Paulo. 

Pompeu é “fã de carteirinha” do Ira! e tem na banda paulistana sua principal influência no rock nacional. Ele também é o criador do portal MundoIRA! e atual responsável pelo site oficial e redes sociais da banda. Apesar de Nasi participar pela primeira vez de uma música da Rockstrada, o cantor já dividiu o palco com a banda, que frequentemente abre shows do Ira!

Já Edgard Scandurra faz sua terceira participação com a Rockstrada. Ele participou da música “Fim do Mundo“, no primeiro álbum da banda (“Novo Caminho“, 2011) e no especial audiovisual que celebrou o seu décimo aniversário (“Novo Caminho 10 Anos – Ao Vivo“, 2021). 

A capa do single “O Jogo” foi criada pelo ilustrador Bruno Guma, a partir de ideia de Rafael Pompeu. O vídeo para a música foi gravado e editado por Romeu V. Pompeu da agênciaBilddenk e irmão do vocalista da Rockstrada. O clipe será lançado no dia 05 de novembro, pelo canal da banda no YouTube

Antes do novo álbum, a Rockstrada pretende lançar mais um single com outra participação especial.

Rockstrada
Rockstrada surgiu em dezembro de 2003, através de uma carona onde Pompeu conheceu os demais integrantes da primeira formação. 

Pompeu ingressou na música após conhecer Colin Hay, líder da banda australiana, durante uma viagem a Los Angeles, em setembro de 2001. Desde sua origem, a Rockstrada já se apresentou em mais de cinquenta cidades, incluindo a abertura de shows nacionais e internacionais e participações em festivais com bandas de diferentes gerações do rock nacional. 

Rockstrada é formada por Rafael Pompeu (voz e guitarra),Emerson Silva (bateria), Rick Alves (baixo) e Tiago Gotardelo(guitarra e vocais).

Siga Rockstrada:
Site Oficial
Instagram
Spotify
YouTube
Facebook
Deezer

Distribuição Ditto Music
www.dittomusic.com

Voluntários da Pátria lança o single “Ainda Estamos Juntos”

Depois do lançamento de “O Voluntário”, a banda Voluntários da Pátria disponibilizou em todas as plataformas digitais o novo single “Ainda Estamos Juntos”.

No ano que marca os 40 anos da fundação do grupo, eles apresentam os dois primeiros lançamentos da banda desde 1984.

Gravados à distância durante a pandemia de covid, as faixas reúnem a formação que gravou o álbum e trazem de volta os elementos que marcaram o “som dos VdP”; a trama das guitarras de Miguel Barella e Giuseppe ‘Frippi’ Lenti, o baixo frontal de Ricardo Gaspa, o vocal impressionista de Nasi e a bateria tribal de Thomas Pappon.

Mas por que voltaram? Os integrantes tinham se reunido, após um longo hiato, para shows em 2016 e 2019, e reativaram a antiga amizade em um grupo de WhatsApp. Nas conversas durante a pandemia, alguém sugeriu: por que não gravamos músicas novas?

Assim, compuseram e gravaram duas canções durante cinco meses de troca de arquivos, opiniões, elogios, insultos e memes. Com letras ‘mais sábias’ sintonizadas nas mesmas questões sociopolíticas que já intrigavam a banda no passado.

Sobre Voluntários da Pátria

Os Voluntários da Pátria foram pioneiros da peculiar cena underground que emergiu em São Paulo nos anos 1980 mesclando punk, pós-punk e new wave numa estética local própria e muito diferente do que se ouvia no rádio.

A banda notadamente lançou o primeiro álbum dessa cena, conhecida como pós-punk paulista, que ganhou fama internacional graças a coletâneas lançadas no Reino Unido e na Alemanha no ano de 2005.

O álbum Voluntários da Pátria (Baratos Afins), lançado em 1984, o único da banda, até hoje inspira respeito e admiração, graças a canções marcantes e controversas como ‘O Homem Que Eu Amo’, ‘Cadê o Socialismo’ e ‘Verdades e Mentiras’ – todas censuradas pela ditadura.

Distribuição Digital Ditto Music
www.dittomusic.com

CPM 22 lança novo single; Ouça “2014”

Assista o lyric video aqui

O vocalista Badaui encontrou inspiração em seu relacionamento para compor a letra de “2014”, novo single do CPM 22 que chega às plataformas digitais na sexta, 22 de janeiro, com distribuição da Ditto Music.

“‘2014’ conta um pouco da trajetória desde a primeira vez que vi minha mulher em uma rede social, quando tentei um contato e acabou não rolando resposta (ainda em 2014), até o momento em que saímos pela primeira vez já em 2016. É uma letra pessoal mas que retrata situações que acontecem com todo mundo, mesmo com suas diferenças e detalhes”, conta o vocalista.

A faixa traz influências de No Use for a Name, Pulley, Bouncing Souls e é “rápida, melódica e com alma, características que estão enraizadas na identidade do CPM22” nesses 25 anos de carreira.

“A música “2014” foi composta pelo Phill e combina demais com o clima da letra e da melodia. Escrevi sobre uma história real, que traz um sentimento muito forte e muito importante pra mim”, completa Badauí.

“O Badaui me mandou as primeiras gravações de voz para essa música no início da pandemia, em agosto retomamos o trabalho e fizemos algumas mudanças para trazer um pouco mais para o universo do CPM”, diz Luciano.

E finaliza, “assim como nas últimas músicas que lançamos, eu e o Phil trabalhamos juntos na criação dos arranjos, mas como antes eu fazia os arranjos sozinhos, dessa vez eu gravei as bases e ele os arranjos para não ficar mais do mesmo”.

A produção de “2014” ficou a cargo dos guitarristas Luciano Garcia e Phil Fargnoli. A gravação e mixagem aconteceu, respectivamente, nos estúdios Estúdio 44, em São Paulo, e no Estúdio Sunrise Music, em Araraquara. A masterização é assinada por Ali Zaher.

Crédito: Willer Carvalho

CPM 22
Badaui – voz
Luciano – guitarra
Phil – guitarra
Ali – baixo
Daniel – bateria

Distribuição Digital Ditto Music
www.dittomusic.com

King in The Belly e Hey Pappa levam seu rock and roll ao Breve

Crédito: Katia Gomes

O Breve, uma das principais casas de shows da cena independente na capital paulista, recebe duas das mais promissoras bandas do Rock and Roll nacional no dia 15 de dezembro, sábado, a partir das 19h. Os ingressos para curtir a noite custam R$ 20,00 e podem ser adquiridos antecipadamente pelo link: https://www.sympla.com.br/king-in-the-belly–hey-pappa-no-breve__417703

King in The Belly lançou recentemente seu novo single, “Better Sleep with the Lights On”, pela Ditto Music. A nova música é uma prévia do EP que ganhará vida no início de 2019. O lançamento é o sexto da banda australiano/brasileira e o segundo de 2018. Os singles anteriores, “Behind”, “Magic Town”, “Intimate Strangers”, “Bridge” “Let’s Go” já somam mais de 200 mil plays no Spotify e vem se destacando mundo afora.

Já o Hey Pappa, nova banda do guitarrista Dilson Laguna, que teve sua estreia em um palco privado do Lollapalooza 2018, apresenta seus lançamentos recentes: “Gave My Soul”, que tem um video homenageando a cultura Hot Rod e “Falling”, o último single. Além disso, o set conta com as músicas que vão compor o disco que vai ser lançado em 2019.

Com capacidade de no máximo 200 pessoas por noite, o Breve é palco de atrações independentes e alternativas nacionais e internacionais, e já recebeu nomes como Michele Stodart, vocalista da banda inglesa The Magic Numbers, e a lenda Doug Martsch, do Built to Spill.

Serviço:
King in The Belly e Hey Pappa no Breve
Sábado, 15 de dezembro, a partir de 19h
Rua Clélia, 470 – Pompéia – São Paulo
Ingressos: R$ 20 pelo site https://www.sympla.com.br/king-in-the-belly–hey-pappa-no-breve__417703
Capacidade máxima de 200 pessoas

Mais informações King in the Belly:
http://kinginthebelly.com.br
Facebook @kinginthebelly
Instagram @kinginthebelly






King in The Belly lança dois novos singles

Banda australiano-brasileira acaba de disponibilizar as faixas “Magic Town” e “Let’s Go” nas plataformas digitais.

A banda australiano-brasileira King in The Belly (http://kinginthebelly.com.br/) está com músicas novas e os singles“Magic Town” e “Let’s Go” já estão disponíveis nas plataformas digitais. Apresentadas pela primeira vez em um épico show durante o festival HackTown em uma casa inédita criada pelo Google no Brasil, as faixas, compostas pelos quatro integrantes da banda, são marcantes e tem influências distintas.

“Magic Town”, com sua levada anos 70 e influências de rock clássico, fala sobre uma pequena cidade mágica onde coisas surreais podem acontecer. A letra foi inspirada pela sul-mineira Santa Rita do Sapucaí, onde a banda está baseada, logo ao lado da capital paulista, conta Vinicius Boareto, baterista do King in the Belly. Já “Let’s Go”, afirma o australiano Luke Kiernan, baixista da banda, “é uma canção totalmente despretensiosa, que tem muito a ver com o estilo de se fazer rock no seu país. “É um “grunge rock” para se colocar no carro e sair sem rumo por aí”, conta Kiernan.

A combinação da sua dupla nacionalidade com suas composições em inglês vem sendo um fator crucial para a evolução da carreira da banda. Além do público brasileiro, o King in the Belly tem conquistado ouvintes em países de língua inglesa, como a Austrália, o que, no início de 2017, levou o seu primeiro single “Behind” a passar uma temporada como parte da playlist “Aussie Hitlist”, feita pela Ditto Music no serviço de streaming de músicas Spotify. A Ditto é uma das principais empresas globais em distribuição de música digital independente.

King in the Belly, no entanto, vem se projetando não apenas pelas suas músicas e pelos shows em eventos marcantes, como a abertura da Google House no HackTown ou seu show em um evento do Facebook Developers Circle na sua cidade-base. A sua atitude de fazer acontecer também vem abrindo portas. A banda está organizando a segunda edição do King in the Belly Backyard, projeto que transforma um quintal diferente a cada edição em um espaço para música independente, com boa comida e muita cerveja. Já passaram pelo Backyard bandas como a M O O N S, de Belo Horizonte, Fall & Rise, Saulo Haikal e Indigo Som, de São Paulo, entre outras.

Ouça “Magic Town”:
https://www.youtube.com/watch?v=IF8e_fgNnNw

Ouça “Let’s Go”:
https://www.youtube.com/watch?v=IY5oOvF9i58

Mais informações:
Site: http://kinginthebelly.com.br
Facebook: @kinginthebelly
Instagram: @kinginthebelly

Distribuição Ditto Music

Informações para imprensa:
Catto Comunicação