Tag Archives: Dead Fish

SESC BELENZINHO RECEBE DEAD FISH 

Quarteto capixaba apresenta novo álbum Labirinto da memória 

Foto: Lucca Miranda  

Em fevereiro o Sesc Belenzinho recebe a banda Dead Fish. O show acontece na sexta e sábado, nos dias 16 e 17 na Comedoria, com ingressos de R$15 (Credencial Sesc) a R$50 (inteira).    

Uma das maiores bandas de hardcore do Brasil, o Dead Fish, apresenta as músicas de seu décimo álbum de estúdio, Labirinto da Memória e sucessos de álbuns passados como Sonho Médio e Afasia. Conhecida por seu discurso político progressista, a banda aborda, na maioria de suas letras, a saúde e educação pública, além de denunciar, sem meios termos, a desigualdade e o preconceito. 

A banda capixaba surgiu nos anos 90 e em 98 lançou seu primeiro álbum de forma independente, Sirva- se. Em 99 a banda monta a Terceiro Mundo Produções Fonográficas, que deu vida aos álbuns Sonho médio, Afasia e Ao Vivo. Em 2004, pela gravadora Deck, lança Zero e Um. No mesmo ano ganha projeção nacional ao receber o VMB de “Banda Revelação” e lançou, em parceria com a emissora, seu primeiro DVD, o MTV Apresenta Dead Fish. Em 2006 novo disco, Um homem Só. Em 2009, é lançado Contra Todos, que trouxe ao Dead Fish mais um VMB – “Melhor Banda de Hardcore”. Os 20 anos de carreira foram comemorados com gravação, no Circo Voador (RJ), do segundo DVD, Dead Fish 20 anos, que traz músicas das diferentes fases e participações especiais de amigos da banda. Com o apoio dos fãs em projeto de financiamento coletivo, o Dead Fish lançou em 2015 o disco Vitória. Em 2017 a banda lançou o DVD XXV e voltou à estrada para divulgar o mais recente trabalho. E em 2019 volta à gravadora Deck, onde lança o álbum Ponto Cego, além de mais uma turnê nacional. Em 2022, o Dead Fish lança o projeto 30+1, celebrando, em três discos ao vivo (cada um dedicado a uma década), os 30 anos de carreira da banda. 

DEAD FISH  
Dias 16 e 17 de fevereiro de 2024. Sexta e sábado, 20h30   
Local: Comedoria (500 lugares)   
Valores: R$ 50 (inteira); R$ 25 (Meia entrada), R$ 15 (Credencial Sesc)   
Ingressos à venda no portal sescsp.org.br e nas bilheterias das unidades Sesc   
Classificação: 14 anos   
Duração: 90 minutos     

SESC BELENZINHO   
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000.   
Belenzinho – São Paulo (SP)   
Telefone: (11) 2076-9700   
sescsp.org.br/Belenzinho      

Estacionamento   

De terça a sábado, das 9h às 21h. Domingos e feriados, das 9h às 18h.   

Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.   

Transporte Público   

Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)   

Hammer Festival acontece em Campinas com 15 bandas em alta da música independente

O maior festival independente do interior paulista em 2023 acontece no dia 9 de novembro; os ingressos estão no 3º lote

No dia 9 de dezembro (um sábado), Campinas, a 92 quilômetros da capital São Paulo, recebe pela primeira vez uma edição do Hammer Festival, o maior festival do interior paulista de rock a ser realizado em 2023. A realização é da Agência Hammer.

São 15 bandas de diversos segmentos, que se apresentarão a parti r das 13h em 2 palcos no Campinas Hall (Rua Armando Strazzacappa, 130 – Jd. Santa Cândida).

Ingressos continuam à venda no Clube do Ingresso: https://www.clubedoingresso.com/evento/hammerfestival-campinas

As bandas são: Supercombo, Dead Fish, Francisco, El Hombre, Gloria, Bullet Bane, Pense, Esteban, John Wayne, Bayside Kings, Zander, Eskröta, Cardiac, Sea Smile, Cura e Carlos.

O line up reúne bandas de diversos segmentos e gerações. Para o público do rock mais atual, que gosta de uma pegada mais moderna, tem o Supercombo, Francisco, El Hombre, Zander, Esteban e Bullet Bane.

Já o público hardcore é representado no Hammer Festival por nomes consagrados e em alta do estilo, como Dead Fish, Pense, Bayside Kings e Glóra, além da prata da casa Cardiac, que faz um show especial no evento.

Da nova geração da música independente, o Hammer Festival traz bandas que cada vez ganham mais holofotes pela sonoridade forte e autêntica, como Sea Smile, Cura e Carlos.

O Hammer Festival ainda é palco para bandas pesadas, com o heavy metal na base, como John Wayne e Eskröta.

Fique por dentro das novidades do festival em @agenciahammer e @tedesco.com.midia.

SERVIÇO
Hammer Festival
Data: 9 de dezembro de 2023
Horário: a partir de 13h
Local: Campinas Hall (@campinashall)
Endereço: Rua Armando Strazzacappa, 130 – Jd. Santa Cândida – Campinas, SP
Classificação etária: 18 anos
Ingresso:
Pista (3º Lote, Meia-entrada e Promocional): R$ 100,00
Camarote (3º Lote, Meia-entrada e Promocional): R$ 120,00
Venda:
https://www.clubedoingresso.com/evento/hammerfestival-campinas

Best of Blues and Rock: décima edição do festival aqueceu o fim de semana paulistano

Texto e fotos por Laura Galastre

O tradicional festival best of blues, chegou em sua décima edição aquecendo o fim de semana paulistano no parque Ibirapuera nos dias, 2, 3 e 4 de junho.

Foto Laura Galastre

O festival trouxe grandes nomes internacionais, como Tom Morello, Buddy Guy, Extreme e Goo Goo Dolls e ainda apostou em nomes de peso do blues e rock nacional, em destaque para a excelente Nanda Moura, que abriu o primeiro dia do festival, e a nova aposta do rock Day Limns que abriu o festival no domingo junto com os consagrados do Ira. O hardcore do Dead Fish se apresentou no sábado.

Entre os nomes internacionais estão a consagrada banda Goo Goo Dolls, que tocou seus maiores hits, a banda Extreme, hard rock de peso dos anos 90, Steve Vai sendo um dos maiores guitarristas do mundo e The Nu Blu Band, banda liderada por Carlise Guy, filha do Buddy Guy.

Foto Laura Galastre

Importante lembrar que o lendário Buddy Guy, no auge dos seus 86 anos está em sua turnê de despedida, então provavelmente essa foi a última oportunidade de assistir ao seu show cheio de carisma, simpatia e talento, que além de tudo deixou claro seu amor pelo Brasil. Ele se apresentou nos dias 3 e 4, e no segundo dia teve participação especial do Tom Morello, que além da apresentação de sexta, encerrou o evento com chave de ouro no domingo, com os maiores hits de suas bandas e com direito a Medley do Rage Against the Machine, e homenagem ao amigo Chris Cornell.

O festival apesar de variado manteve o foco no blues, e acrescentou outras bandas de rock.

Confira todos os nomes que tocaram no final de semana:

Nacionais: Nanda Moura, Dead Fish, Day Limns, Malvada, Arthur Menezes, Ira.

Internacionais: Extreme, Goo Goo Dolls, Tom Morello, Buddy Guy, Steve Vai, The Nu Blu Band.

Foto Laura Galastre

Além do foco principal, que é a música, o evento contou com uma boa variedade gastronômica e excelente infra estrutura. Em contra partida o festival que era gratuito se tornou pago, e os preços tanto de comidas quanto de bebidas estavam exorbitantes, inclusive os preços aumentaram de um dia para o outro. Mas é um excelente festival, vale a pena conferir as próximas edições se tiver oportunidade.

Mais fotos:

Best of Blues and Rock: como chegar, acessibilidade, alimentação, horários

Mapa do local

10ª edição do festival acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, no Parque Ibirapuera, em São Paulo

Best of Blues and Rock está chegando e traz ao País nomes como Buddy Guy, Tom Morello, Steve Vai, Goo Goo Dolls e diversos outros grandes artistas da música internacional e brasileira. O festival celebra 10 anos e acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo.

O acesso mais próximo à entrada do festival épelo Portão 2 do Parque Ibirapuera. O acesso à área do festival será a partir das 15h no dia 2 (sexta-feira), e a partir das 13h nos dias 3 e 4 (sábado e domingo).

Para quem for de transporte público, as opções são:
– Metrô mais próximo: Estação AACD – Servidor (Linha Lilás)
Principais linhas de ônibus que atendem a região: 

  • 175T-10 Metrô Santana – Metrô Jabaquara
  • 509J-10 Jd. Selma – Pq. Ibirapuera
  • 509M-10 Jd. Miriam – Term. Princesa Isabel
  • 5154-10 Term. Santo Amaro – Term. Princesa Isabel
  • 5164-10 Vl. Santa Catarina – Pq. Ibirapuera
  • 5164-21 Cidade Leonor – Pq. Ibirapuera

Quem optar ir ao Best of Blues and Rock de bicicleta, o parque oferece bicicletários e é possível chegar ao local por ciclovias e ciclofaixas nos entornos do Ibirapuera. Aos que vão de carro, o acesso ao estacionamento oficial do Parque Ibirapuera é pelo Portão 2.

O Best of Blues and Rock pensou também na acessibilidade para garantir que todos possam aproveitar os shows. O festival conta com acesso prioritário para PcD, área PcD com rampas (área exclusiva para PcD), bares, praça de alimentação e banheiros com acessibilidade, bem como a área dos shows acessível.

O público conta ainda com uma loja com os produtos oficiais do festival e de alguns artistas que se apresentam, abastecida com itens como camisetas, bonés, copos, chaveiros, bottons, ecobags e muito mais para você se vestir de muito blues e rock!

O festival oferecerá ao público diversas opções de alimentos e bebidas:
– Yogoberry (@yogoberryoficial) – frozen yogurt
– Batatalhão (@batatalhao) – batata no cone
– Consulado das massas (@consuladodasmassas) – massas artesanais
– Akombinha (@a_kombinha) – crepe francês
– Dom Burguer (@domburguer.oficial) – hamburguer artesanal 
– Veronas Burguer – hamburguer artesanal 
– O Calhambeque (@ocalhambeque) – hotdog gourmet 
– Cadê meu Shake (@cademeushake) – milk shake 
– Fome de Sushi (@fomedeshushi) – pokes e temakis
– Dica Natureba (@dicanatureba) – comidas veganas e naturais, açaí e wrap 
– CherieDouces (@cheriedouces) –-crème brulée e doces artesanais

O festival conta com importantes apoiadores como Jack Daniels e Spaten, respectivamente whiskey e cerveja oficiais do Best of Blues and Rock, além do apoio institucional da Sabesp e Fast Shop.

O que pode e o que não pode levar para o festival:

Permitido: 
– Ingresso do festival 
– Celular 
– Documentos pessoais 
– Capa de chuva 
– Protetor solar 
– Chapéu ou boné 
– Protetor labial 
– Óculos escuros
– Mochila ou bolsa 
– Canga 
– Álcool em gel (máx. 50ml) 

Proibido: 
-Garrafas, latas e bebidas 
– Capacetes
– Objetos de vidro pontiagudos, cortantes e/ou perfurantes
– Câmeras fotográficas ou filmadoras profissionais ou com lente destacável
– Animais (exceto cães de assistência, identificados e acompanhados de pessoa com deficiência) 
– Utensílios de armazenagem 
– Cadeiras ou bancos 
– Correntes e cinturões 
– Bastão para tirar foto, drones ou similares 
– Guarda-chuva 
– Canudos, embalagens rígidas com tampa, copo térmico e/ou similares
– Armas de fogo e armas brancas 
– Fogos de artifício 
– Cartazes feitos com papelão grosso e/ou fixados a madeiras, revistas, jornais, livros 
– Substâncias inflamáveis, corrosivas e/ou tóxicas

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria na entrada do festival, nos dias dos shows. Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho ou cobertor na entrada do festival, destinado à Instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Acesse Best of Blues and Rock e siga as redes sociais do festival @bestofbluesandrock para conferir as atrações e horários em cada dia do festival.

SERVIÇO:
Best of Blues and Rock 10 anos
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos: a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Link
Bilheteria oficial SP – sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi – Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866– Morumbi – São Paulo – SP –05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h–Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.

Realização: Dançar Marketing

Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas. 

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua “Damn Right Farewell Tour” em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco El Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros. 

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o AstraZeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

Steve Vai faz sua estreia no Best of Blues and Rock

Festival acontece em junho, em São Paulo; guitarrista é atração no dia 3

Dono de discos e técnica que influenciaram diversos guitarristas ao redor do mundo, Steve Vai faz sua estreia no Best of Blues and Rock, trazendo sua infinita criatividade e domínio técnico da guitarra. O festival acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo.  

O artista norte-americano é atração confirmada no dia 3, sábado, e sobe ao palco acompanhado por Dante Frisiello (guitarra),Philip Bynoe (baixo) e Jeremy Colson (bateria). Ele aproveita a oportunidade para divulgar ‘Inviolate’, novo disco de inéditas, lançado em 2022. 

Com mais de 15 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo e três prêmios Grammy, Vai prova todos os dias porque é um dos verdadeiros ícones da música e sempre aparece com destaque em várias listas dos maiores guitarristas de todos os tempos. 

Um guitarrista virtuoso, compositor visionário e produtor que esculpe o som musical com infinita criatividade e maestria técnica, Steve Vai impressiona fãs de todos os gêneros com suas excepcionais habilidades na guitarra e musicalidade por décadas.  

Aos 12 anos, o artistanorte-americano começou a ter aulas de guitarra com Joe Satriani. Aos 18 anos, começou sua carreira musical profissional transcrevendo e depois tocando com o lendário Frank Zappa. Mais de três décadas, cerca de 15 milhões em vendas de álbuns e 3 prêmios Grammy depois, Vai provou ser, por mérito próprio, um dos verdadeiros originais da música.  

O trabalho de Vai foi reconhecido com uma longa lista de prêmios e homenagens, incluindo mais de 15 premiações somente da revista ‘Guitar Player’. Suas realizações ao longo da carreira lhe renderam doutorados honorários do Berklee College of Music e do Musicians Institute. Homenageado pelo Hall da Fama da Música de Long Island em 2016, foi eleito o 10º Melhor Guitarrista pela revista Guitar World e com frequência aparece em destaque nas principais listas dos melhores guitarristas de todos os tempos. 

Além do trabalho solo, Vai já marcou presença como músico do G3, com Frank Zappa, David Lee Roth (logo após Roth deixar o Van Halen), Alcatrazz e Whitesnake – no auge de sua popularidade. A discografia completa de Vai abrange mais de 60 álbuns, incluindo muitos com Zappa, outros de passagens por Roth e Whitesnake, bem como lançamentos ao vivo, colaborações, compilações e trabalhos orquestrais. De sua discografia solo, um dos mais conhecidos é ‘Passion and Warfare’, lançado em 1990.

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria do Estádio do Morumbi (nesse último, sem taxa de conveniência). Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho na entrada do evento, destinado à Instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Sobre os músicos da banda:

Dante Frisiello (guitarra)

Compositor e guitarrista, o artista acompanha Steve Vai como guitarra base. Dante passou a se dedicar mais ao mundo musical após deixar de lado suas atividades como advogado. Começou como técnico de guitarra e quando Dave Weiner se aposentou após tocar com Steve por duas décadas, Dante foi convidado para assumir a posição em tempo integral. Além da turnê com Steve, Dante formou sua própria banda, Fly in Formation, que conta com o EP ‘Physical Architecture’. Há planos para lançar outro trabalho este ano. Ele também escreveu e produziu três discos solo ao longo dos últimos cinco anos.

Philip Bynoe (baixo)

Três vezes indicado ao Grammy e baixista vencedor do Emmy, Philip Bynoe é mais conhecido por seu trabalho com Steve Vai, mas também passeia por outros gêneros de heavy metal a R&B e música clássica. Trabalhou com nomes como Kevin Eubanks, Dorian Holley (de Michael Jackson), Slash e Charlie Farren. A música tem sido o foco da vida de Philip desde a infância. Seu pai tocava contrabaixo em uma orquestra e sua mãe tocava violoncelo. Eles queriam que todos os seus cinco filhos aprendessem um instrumento musical. Aos seis anos, Philip começou a estudar violoncelo, depois passou para o violão. Mas se encontrou de verdade quando pegou o contrabaixo de seu pai, na sexta série. 

Após o colegial, Philip frequentou o Berklee College of Music, em Boston. Ele teve várias bandas nos anos seguintes. Nuno Bettencourt, do Extreme, apresentou Philip a Mike Mangini. Logo, ele e Mangini estavam tocando juntos.  E foi Mangini quem mais tarde conseguiu uma audição para Philip com Steve Vai. 

Jeremy Colson (baterista)

Baterista virtuoso, ele é conhecido como um dos melhores da atualidade. Jeremy já tocou com Billy Idol e Sebastian Bach, entre tantos outros. Ele acompanha Vai há 25 anos.

DIA 2 DE JUNHO (sexta) – abertura dos portões: 15h00

  • Nanda Moura: 15h40
  • Malvada: 17h10
  • Extreme: 18h40
  • Tom Morello:20h30

 DIA 3 DE JUNHO (sábado) – abertura dos portões: 13h00

  • Dead Fish: 14h20
  • Artur Menezes: 15h40
  • The Nu Blu Band:17h10
  • Steve Vai: 18h40
  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida): 20h30

DIA 4 DE JUNHO (domingo) – abertura dos portões: 13h00

  • Day Limns: 13h50
  • Ira!:15h20
  • Goo Goo Dolls: 16h50
  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida):18h40
  • Tom Morello: 20h30

SERVIÇO:
Best of Blues and Rock 10 anos
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos: a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Link
Bilheteria oficial SP – sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi – Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866– Morumbi – São Paulo – SP –05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h–Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.

Realização: Dançar Marketing

Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas. 

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua “Damn Right Farewell Tour” em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco El Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros. 

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o AstraZeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

Tom Morello é atração da 10ª edição do Best of Blues and Rock

Guitarrista norte-americano se apresenta nos dias 2 e 4 de junho no Parque Ibirapuera, em São Paulo

Tom Morello é a prova viva do poder transformador do rock’n’roll. Conhecido por sua guitarra inovadora, solos e acordes estrondosos, Morello é integrante original das bandas de rock Rage Against the Machine e Audioslave, vencedor de 2 prêmios Grammy e um total de 30 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo. Ele acaba de ser consagrado no Rock & Roll Hall of Fame.

O artista desembarca no Brasil para se apresentar na edição de dez anos do Best of Blues and Rock, que acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, na plateia externa do Auditório Ibirapuera. Ele sobe ao palco na sexta-feira e no domingo, e será acompanhado por Eric Gardner (bateria), David Gibbs (baixo) e Carl Restivo (guitarra).

Morello é ativista e usa sua posição para expressar suas ideias. “Tenho me dedicado musicalmente e como ativista a lutar contra a injustiça a cada passo“, diz ele. “Em meio a essa sensação intensificada de desgraça iminente, agora é hora de reunir as tropas em um último esforço para salvar o planeta e nossas almas artísticas. Ao desafiar os limites do que a música é e tem soado como antes, você pode abrir os olhos das pessoas para mudar o status quo na sociedade“.

Sua marca registrada são os solos, que lembram arranhões de toca-discos. Entre seus principais álbuns estão ‘Audioslave’, da banda de mesmo nome, ‘The Battleof Los Angeles’ e ‘Evil Empire’, ambos do Rage Against The Machine.

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria do Estádio do Morumbi (nesse último, sem taxa de conveniência). Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho na entrada do evento, destinado à Instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Sobre os músicos da banda:

Eric Gardner (bateria)
O baterista de Los Angeles já fez turnês e gravou com muitos artistas conhecidos, incluindo Garbage, Gnarls Barkley, Morrissey, Moby, Charlotte Gainsbourg e Cypress Hill. Gardner cruzou pela primeira vez com Tom Morello em 2008 enquanto gravava com Wayne Kramer, guitarrista da lendária banda MC5 para a trilha sonora do filme ‘Talladega Nights: The Ballad of Ricky Bobby’.

Desde então, Gardner e Morello têm viajado pelo mundo junto com os projetos de Morello, Street Sweeper Social Club, The Nightwatchman, e The Atlas Underground.

David Gibbs (baixo)
Fundador da banda de rock alternativo Gigolo Aunts, o baixista tem música escrita para cinema e televisão, além de arranjos musicais para o musical da Broadway indicado ao Tony, Rock Of Ages. Ele tocou com Tom Morello em vários projetos, incluindo o Nightwatchman e Street Sweeper Social Club.

Carl Restivo (guitarra)
Guitarrista da banda de Tom Morello, Carl é compositor e produtor, além de tocar diversos instrumentos. Ele já fez turnês com artistas como Rihanna, Perry Farrell’s Satellite Party e Extreme, por exemplo. Carl foi o diretor musical de Tom Morello em muitos de seus empreendimentos solo por quase 15 anos.

DIA 2 DE JUNHO (sexta) – abertura dos portões: 15h00

  • Nanda Moura: 15h40
  • Malvada: 17h10
  • Extreme: 18h40
  • Tom Morello:20h30

 DIA 3 DE JUNHO (sábado) – abertura dos portões: 13h00

  • Dead Fish: 14h20
  • Artur Menezes: 15h40
  • The Nu Blu Band:17h10
  • Steve Vai: 18h40
  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida): 20h30

DIA 4 DE JUNHO (domingo) – abertura dos portões: 13h00

  • Day Limns: 13h50
  • Ira!:15h20
  • Goo Goo Dolls: 16h50
  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida):18h40
  • Tom Morello: 20h30

SERVIÇO:
Best of Blues and Rock 10 anos
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos: a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Link
Bilheteria oficial SP – sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi – Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866– Morumbi – São Paulo – SP –05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h–Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.

Realização: Dançar Marketing

Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas. 

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua “Damn Right Farewell Tour” em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco El Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros. 

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o AstraZeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

Uma marcante história de um simples historiador

Por Tiago Nascimento

Dias improváveis e positivos acontecem, e foi o que aconteceu no domingo retrasado dia 07/05/2023. Estou atuante nesse prezado site, desde 2011 e lá se vão aproximadamente 12 anos, em cobertura de shows, entrevistas, experiências e sonhos realizados, tudo de forma underground, já que aqui nesse país tudo é complicado para quem anda de mãos dadas com a cultura ou contra-cultura, fugindo da manobra de massa midiática.

Foto: Tiago Nascimento

Desde adolescência uma banda se tornou minha fonte de conteúdo. A primeira vez que ouvi sobre diversidade, igualdade, poder ao povo entre outros aspectos sociais não aprendi na escola, eu aprendi com o Dead Fish.

E as aulas/encontros ou tem quem ache que é apenas um show, e os eventos se tornou cada vez mais presentes na minha vida, foram inúmeras vezes que acompanhei a banda em todos os lugares no estado de SP, o que era um tanto dificultoso já que a alguns anos atrás a cidade que resido Guarulhos sendo uma das maiores do país não possuía nenhuma linha de trem ou metro, a cidade conta com uma cotação de passagem mais altas da país e o serviço oferecido é de péssima qualidade.

Não sou herdeiro da burguesia e nem gostaria de ser, então sempre tive que correr atrás das coisas, assim como todo cidadão legal. Mas nunca me enquadrei em setores privados, empresas que abusam do poder, onde sempre fui calado ao expor pautas sociais e inclusão, a famosa e sempre presente repressão cotidiana.

Sempre atuei em atos de solidariedade, manifestações e atos contra injustiças em qualquer instância, e com o passar dos anos despertei o desejo de contribuir para a sociedade expondo formas críticas e somar na luta das minorias excluídas na sociedade. Em 2018 com as eleições decretadas, e vendo que a maioria das pessoas não se interessavam ou sabiam da história do próprio país, desconheciam a própria raiz e com discursos de armas e violência me assustaram e me encorajou ao mesmo tempo, e essa coragem me levou à Faculdade, iniciando no primeiro semestre de 2019 no curso de História.

Foram 4 anos de luta, pois trabalhar em shopping, estudar, com filho residente em outra cidade e com algumas percas na família me fizeram pensar em desistir inúmeras vezes, sem contar o peso da pandemia que enfrentamos e com ela o medo me assolou, porém resisti e sobrevivi.

Entre enfrentamentos, debates, erros e acertos, me situei na fase final e mais complexa de um curso acadêmico, o TCC, e escolhi um tema que nenhum professor queria ser orientador, porém era algo que eu gostaria de pesquisar, analisar e expor “O Movimento Punk” e seus impactos na sociedade, com sua contra-cultura.

Com essa pesquisa encabeçada solicitei ajuda do Rodrigo Lima que no ato me estendeu a mão para me ajudar. Entre suas indicações, suas entrevistas em podcasts consegui agregar conteúdo ao meu trabalho, e busquei outras informações com a banda Garotos Podres e com Clemente da banda Inocentes e Plebe Rude, que foi solicito em responder algumas questões de grande valia.

Fui ao evento Hammer Fest em Guarulhos com a missão de entregar o livro “Meninos em Fúria” ao Rodrigo, porém sabemos como são os fests de HC, com muita correria, troca palcos, encontros e desencontros. Curti o show do Pense na íntegra no palco 1, vi alguns sons do Sea Smile no palco 2, e sentei ao chão aguardando o Sugar Kane subir ao palco quando o comunicador mais versátil, simpático e gente fina da porra toda Chuva passou por mim e trocamos a famosa palavra “Nhaaaaaauuuu” que é um bordão patenteado por ele em suas apresentações e vídeos. (conheçam o canal dele @Chuva TV no Youtube e nas demais redes sociais).

Foto: Tiago Nascimento

Nos abraçamos e eu expliquei que precisava entregar um livro ao Rodrigo, no mesmo momento ele respondeu, vamos lá próximo ao camarim verificar se ele está lá. E assim fomos e chegando lá aguardamos um tempo de menos de 5 minutos quando apareceu meu professor/orientador Rodrigo.

Numa conversa de aproximadamente 25 minutos eu agradeci pela ajuda, expliquei as dificuldades para entrar num setor de educação privado e o complexo de sentimento entre a gratidão, o receio do amanhã devido a reforma do ensino médio que ainda está em vigor tentando anular o saber do senso crítico, e as lutas diárias por um mundo mais justo.

Num mix de bons sentimentos, o Rodrigo disse que eu e minha profissão eram importantes para sociedade, e que se eu estivesse me sentindo sufocado pelo sistema, a minha liberdade é minha mente! E que em breve as coisas irão melhorar!

O abracei forte e mais uma vez agradeci por tudo, não tiramos foto alguma, e sim eu tinha vontade de registrar o momento, porém a conversa foi tão leve e excelente que não era um diálogo entre cantor e fã e sim uma conversa de dois sonhadores por um país melhor através do conhecimento e da igualdade.

De fato, optei por guardar na memória e eternizar na mente como um dos melhores dias dessa singela vida. 

Passei o show inteiro na frente do palco, celebrando como faço todas as vezes, entre stage dive, mosh, e algumas vezes até cantando rs. Quando antes da música “Escapando”, Rodrigo me citou ao palco e explicou que não estamos sozinhos, nós temos a nós. E a partir desse dia 07/05/2023 essa canção se tornou mais que especial.

(…)

Somos apenas humanos

Tentando,

Tentando,

Mais uma vez.

E só para constar mais uma vez:

Hey Dead Fish, vai tomar no cu!!!

E obrigado por existir.


Artistas se reencontram no palco do Best of Blues and Rock 2023

Festival acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo

A edição de 10 anos do Best of Blues and Rock, que acontece nos dias 2, 3 e 4 de junho, em São Paulo, será palco de reencontro de músicos que já se apresentaram juntos em outras ocasiões.

Guitarrista que acompanhará Tom Morello nos shows em São Paulo, Carl Restivo trabalha há anos como músico convidado por vários nomes, entre eles a banda Extreme. Os dois grupos se apresentam na abertura do festival no dia 2 de junho (sexta-feira). Ao longo da carreira, Restivo também já se apresentou com o virtuoso guitarrista Steve Vai, que sobe ao palco no dia 3 de junho, sábado.

Além de Carl, a banda de Tom Morello é formada por David Gibbs (baixo) e Eric Gardner (bateria).

Baixista do grupo do guitarrista Steve Vai, Philip Bynoe também conta com conhecidos do line-up do Best of Blues and Rock. Ele foi apresentado pelo guitarrista Nuno Bettencourt, do Extreme, para Mike Mangini (Dream Theater). Juntos tocaram na Rick Berlin Band, e foi Mangini que, anos depois, conseguiu uma audição para Philip com Steve Vai.

Também fazem parte da banda de Steve Vai o guitarrista Dante Frisiello, que trocou a vida de advogado pela de músico, e o baterista Jeremy Colson, com quem Vai toca há 25 anos.

A história de Steve Vai com o Extreme ainda soma outro assunto em comum. Ele e o guitarrista Nuno Bettencourt participam do grupo de guitarras Generation Axe, que conta ainda com Yngwie Malmsteen, Zakk Wylde e Tosin Abasi.

Estão confirmados também para a edição de 10 anos do Best of Blues and Rock o lendário guitarrista Buddy Guy, o duo Goo Goo Dolls e a The Nu Blu Band, além dos artistas nacionais Day Limns, Artur Menezes, Nanda Moura e as bandas Ira!, DeadFish e Malvada.

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria do Estádio do Morumbi (nesse último, sem taxa de conveniência). Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho na entrada do evento, destinado à Instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Confira abaixo as atrações confirmadas em cada dia do festival:

2 DE JUNHO (sexta)

  • Tom Morello
  • Extreme
  • Malvada
  • Nanda Moura

3 DE JUNHO (sábado)

  • Buddy Guy — Damn Right Farewell Tour (turnê de despedida)
  • Steve Vai
  • The Nu Blu Band
  • Artur Menezes
  • Dead Fish

4 DE JUNHO (domingo)

  • Tom Morello
  • Buddy Guy — Damn Right Farewell Tour (turnê de despedida)
  • Goo Goo Dolls
  • Ira!
  • Day Limns

SERVIÇO:

Best of Blues and Rock 10 anos
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos: a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Link
Bilheteria oficial SP — sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi — Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866– Morumbi — São Paulo — SP –05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h–Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.
Realização: Dançar Marketing
Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas.

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua “Damn Right Farewell Tour” em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco El Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros.

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o Astra Zeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

The Nu Blu Band e Artur Menezes completam a programação do Best of Blues and Rock 2023

The Nu Blu Band, liderada por Carlise Guy, filha de Buddy Guy, e Artur Menezes, guitarrista brasileiro radicado nos Estados Unidos, completam o line-up do festival que acontece em junho, em São Paulo

Confirmado para os dias 2, 3 e 4 de junho, o Best of Blues and Rock completa o line-up de sua 10ª edição incluindo mais duas atrações: a banda norte-americana The Nu Blu Band e o guitarrista Artur Menezes. O festival acontece na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo.

Liderada pela vocalista Carlise Guy, que iniciou sua carreira cantando em igrejas de Chicago, onde nasceu, é filha da lenda do Blues, Buddy Guy (também presente no Best of Blues and Rock 2023). A The Nu Blu Band conta ainda com Dan Henley na bateria e Mark Maddox na guitarra. A banda se apresenta no sábado, dia 3, e traz seu repertório de blues, R&B, pop e canções da Motown. 

Completando o casting brasileiro, o guitarrista de blues cearense radicado nos Estados Unidos, Artur Menezes, volta ao palco do festival no sábado, dia 3 – em 2018, Artur se apresentou no Best of Blues and Rock dividindo o palco com Joe Satriani. Com 5 discos e 1 EP lançados, Artur foi escolhido entre os “TOP 25 Melhores Novos Guitarristas de Blues” pela revista americana Guitar Player e vem fortalecendo sua marca na cena blues rock mundial, mesclando suas influências com o blues e definindo um estilo mais moderno e verdadeiro. Divide seu tempo entre turnês na Europa, Estados Unidos e Brasil, além de ser professor no Musicians Institute em Hollywood, na Califórnia.

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria do Estádio do Morumbi (nesse último, sem taxa de conveniência). Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho na entrada do evento, destinado à instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Confira abaixo as atrações confirmadas em cada dia do festival:

DIA 2 DE JUNHO (sexta)

  • Tom Morello
  • Extreme
  • Malvada
  • Nanda Moura

DIA 3 DE JUNHO (sábado)

  • Buddy Guy — Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida)
  • Steve Vai
  • The Nu Blu Band
  • Artur Menezes
  • Dead Fish

DIA 4 DE JUNHO (domingo)

  • Tom Morello
  • Buddy Guy — Damn Right Farewell Tour (turnê mundial de despedida)
  • Goo Goo Dolls
  • Ira!
  • Day Limns

SERVIÇO:
Best of Blues and Rock 10 anos
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos: a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Eventim
Bilheteria oficial SP – sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi – Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866 – Morumbi – São Paulo – SP – 05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h – Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.

Realização: Dançar Marketing

Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas.

Sobre os Artistas:

THE NU BLU BAND: O grupo tem a energia lá em cima casada com a sequência rítmica liderada por Mark Maddox na guitarra, Dan Henley na bateria e os vocais poderosos de Carlise Guy, filha da lenda do Blues e oito vezes vencedor do Grammy, Buddy Guy. Eles executam uma ampla gama de gêneros passando pelo Blues, R&B, Pop e Motown. Sua música predominantemente soul é suficiente para fazer qualquer público se levantar e dançar. É sempre uma festa quando a The Nu Blu Band está no palco.

ARTUR MENEZES: Radicado nos Estados Unidos desde 2016, o guitarrista, cantor e compositor Artur Menezes vem deixando sua marca na cena blues rock mundial. Seu estilo psicodélico, pesado e groovado, mesclado às suas raízes brasileiras nordestinas, adicionam um sabor único à mistura e distinguem ainda mais sua forma de tocar das de seus contemporâneos. Com 5 discos e 1 EP lançados, Artur tem fortalecido sua marca no cenário.

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.
 

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.
 

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua ‘Damn Right Farewell Tour’ em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco El Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros.

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o AstraZeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

Best of Blues and Rock anuncia mais atrações para edição de 10 anos

Banda Malvada e Nanda Moura complementam o line-up do festival que acontece em junho, em São Paulo

Marcado para os dias 2, 3 e 4 de junho, o Best of Blues and Rock anuncia mais duas atrações para sua edição de dez anos. A banda de rock Malvada e a cantora de blues Nanda Moura se apresentam na sexta, dia 2 de junho, na plateia externa do Auditório Ibirapuera, em São Paulo, na abertura do festival.

Enriquecendo ainda mais o cast nacional, a banda Malvada é a mais nova representante das mulheres no rock brasileiro e conta com Angel Sberse (voz), Bruna Tsuruda (guitarra), Marina Langer (baixo) e Juliana Salgado (bateria).

A cantora e guitarrista Nanda Moura sobe ao palco e apresenta versões de clássicos do blues tradicional. Ela é acompanhada por músicos veteranos do cenário nacional: Otávio Rocha (guitarra), César Lago (baixo), Gil Eduardo (bateria).

Os ingressos do festival podem ser adquiridos a partir de R$ 450,00 com parcelamento em até 10 vezes pelo site da Eventim ou na bilheteria do Estádio do Morumbi (nesse último, sem taxa de conveniência).Os fãs contam com a opção Combo Promocional, que dá direito a assistir aos três dias do festival. Também está disponível para todo o público a Entrada Social, mediante a entrega de um agasalho na entrada do evento, destinado à instituição Cruz Vermelha de São Paulo.

Confira abaixo as atrações confirmadas em cada dia do festival e fique atento que em breve mais atrações do festival serão divulgadas!

DIA 2 DE JUNHO

  • Tom Morello
  • Extreme
  • Malvada
  • Nanda Moura

DIA 3 DE JUNHO

  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê de despedida)
  • Steve Vai
  • Dead Fish

DIA 4 DE JUNHO

  • Tom Morello
  • Buddy Guy – Damn Right Farewell Tour (turnê de despedida)
  • Goo Goo Dolls
  • Ira!
  • Day Limns

SERVIÇO:
Best of Blues and Rock 10 anos
bestofbluesandrock
Data: Dias 2, 3 e 4 de junho de 2023
Local: Plateia externa do Auditório Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral -Ibirapuera – São Paulo
Classificação: 16 anos (menores podem comparecer acompanhados de responsável legal)
Ingressos:a partir de R$ 450,00 (meia-entrada)
Vendas online: Eventim
Bilheteria oficial SP – sem taxa de conveniência
Estádio do Morumbi – Bilheteria 05 (próximo ao portão 15)
Avenida Giovanni Gronchi, 1866 – Morumbi – São Paulo – SP – 05651-001
Funcionamento: Terça a sábado das 10h às 17h – Não tem funcionamento em feriados, dias de jogos ou em dias de eventos de outras empresas.
Parcelamento em até 10x nos cartões Visa, MasterCard, American Express e ELO.

Realização: Dançar Marketing

Importante: adquira seus ingressos na plataforma oficial. A Dançar Marketing e a Eventim não se responsabilizam por ingressos adquiridos em plataformas não oficiais de vendas.

Sobre as Artistas:

MALVADA: Criada em março de 2020, a Malvada é uma banda de rock nacional formada somente por mulheres. Com a poderosa voz de Angel Sberse, Bruna Tsuruda (guitarra), Marina Langer (baixo) e Juliana Salgado (bateria), a banda aposta em rock cantado em português.Intitulado ‘A Noite Vai Ferver’, o primeiro álbum do grupo conta com 9 faixas, foi lançado em 5 de agosto de 2021 e vem sendo destaque nas principais mídias especializadas do País.

ANGEL SBERSE (voz, Malvada): Angel Sberse estreou seu primeiro palco aos 11 anos e iniciou sua trajetória em bandas de Rock em 2002.Formada em Administração de empresas, MBA em Gestão Comercial, consultora de vendas da Roland Brasil, formada também em Canto Popular, estudou também violão, teclado, guitarra, e atualmente estuda bateria. Lançou seu terceiro trabalho autoral com a Malvada como compositora e intérprete. Gravou coros nos discos do Warrel Dane e do Angra. Venceu concursos para cantar com Edu Falaschi e Mike Portnoy. Fez participações em shows com o Aquiles Priester, Viper, Angra, Shaman e também com o Ira! Participou do The Voice Brasil 2020 e do Canta Comigo 2022.

BRUNA TSURUDA (guitarra, Malvada): Bruna Tsuruda é uma guitarrista de 25 anos com mais de 10 anos de experiência. Iniciou sua carreira como guitarrista em bandas covers de rock e blues, como Rock Flower, Ladies First e Electric Magic. Atualmente, está focada em seu projeto mais recente, Malvada, com a qual se apresentou em diversos festivais, como Rock in Rio, Best of Blues and Rock, Chama Rock Fest, Angra Fest, entre outros. Além disso, teve a oportunidade de dividir o palco com grandes artistas, como Ira!, Pitty, Viper, Angra, Golpe de Estado, Supercombo, entre outros. Em 2020, Bruna foi reconhecida como a sexta melhor guitarrista do país pela prestigiada revista Roadie Crew. Também foi destaque na 123ª edição da Guitarload, uma das principais revistas de música do país, ao lado de grandes nomes da guitarra. Em 2022, participou do Samsung Mostra Blues and Rock, onde fez um pocket show de guitarra, e teve a honra de tocar com grandes nomes da música nacional durante a premiação MUS, no mesmo ano.Atualmente, além dos shows com Malvada, Bruna ministra aulas de guitarra na renomada escola de música School Of Rock e também oferece aulas particulares.

MARINA LANGER (baixo, Malvada): Ma Langer é a baixista da conceituada banda Malvada, que tocou no festival Rock in Rio 2021. Foi eleita a terceira melhor baixista em 2022 pela revista Mariutti Team e também a quinta melhor baixista do ano pela revista Roadie Crew em 2021. Fez participações especiais no show do Viper e dividiu o palco com artistas renomados como Luis Mariutti, Fernanda Lira, Bruno Sutter, Marcelo Pompeu e Egypcio, juntamente com a Malvada. Além disso, a banda participou de diversos festivais, como o Angra Fest e o Chama Rock e abriu shows da Pitty, Ira!, Super Combo, Shaman e Golpe de Estado. Ao longo do tempo, Marina tocou com as bandas Self Destruct Metallica Tribute, Betty 57 e Soul Stealers. Suas influências musicais vêm do Metal, Rock, Jazz e Música Clássica. Baixistas preferidos: Steve Harris, Gene Simmons, Cliff Burton, Geezer Buttler, John Paul Jones, entre outros.

JULIANA SALGADO (bateria, Malvada): Juliana realizou vários trabalhos com bandas de rock e heavy metal em Belém do Pará, gravou dois EP’s: “Discovery” com a banda Born to be e “Welcome to our dream” com a banda Archibald. Gravou também o álbum “Never surrender” com a Orquestra de violoncelistas da Amazônia – OVA, com a qual também realizou 4 turnês internacionais na Suíça, nos Estados Unidos e na França, onde atuou como percussionista do festival internacional de orquestras Eurochestries. Depois de duas turnês nacionais, uma em Brasília e uma em Palmas, acompanhou o artista Naldinho Freire em sua turnê em Cabo Verde. Posteriormente, tocou em várias bandas na noite de Belém e gravou um clipe com a banda de metal autoral “Rhegia”. Formada em música pela Universidade Federal do Pará, atualmente mora em São Paulo, é professora de bateria em duas unidades da School of rock em SP e é baterista da banda Malvada, revelação nacional que foi atração do Rock in Rio e anda fazendo vários shows pelo Brasil divulgando o seu disco intitulado “A noite vai ferver” e seu mais novo single “perfeito imperfeito”. 

NANDA MOURA: Cantora e guitarrista de blues, a brasileira tem como referências principais artistas dos anos 1920 e 1930, como Blind Willie Johnson, Son House, Robert Johnson, Skip James, além das divas Bessie Smith, Memphis Minnie e MaRainey. Nanda é acompanhada por Otávio Rocha (guitarra), César Lago (baixo) e Gil Eduardo (bateria), músicos de um dos grupos mais conhecidos do País, o Blues Etílicos.

OTÁVIO ROCHA (guitarra, Nanda Moura): Otávio Rocha, guitarrista referência nacional da técnica de slide guitar, é um dos fundadores da banda Blues Etílicos, a maior e mais relevante banda de Blues brasileira, fundamental no surgimento do Blues no Brasil. Otávio participou da banda de Ed Motta no Rock in Rio e de Frejat no Holywood Rock. Gravou e produziu dezenas de álbuns com diversos nomes relevantes do blues nacional. 

CÉSAR LAGO (baixo, Nanda Moura): atual baixista da maior banda de Blues do Brasil, o Blues Etílicos, começa atuando profissionalmente em 1994 acompanhando artistas de diversos gêneros musicais como Trio Nordestino (forró), Mario Lago e banda Caluda Tamborins (samba) e Trio 7:30 (jazz), participou do projeto Afrika Gumbe dos irmão Lobato, da banda O Rappa. A partir de 1998 começou a se especializar em rock e blues. Integra, junto a Beto Werther e Otávio Rocha, o trio Blues Groovers. Acompanha artistas internacionais como Deanna Bogart (USA), Ian Siegal (UK), JJ Thames (USA), Bex Marshall (UK), Granna Louise (USA), Demetria Taylor (USA), Jimmi Burns (USA), Eddie “The Chief” Clearwater (USA), Joe Louis Walker (USA), Omar Coleman (USA), Cricket Taylor (USA), Peter Madcat (USA), Vasti Jackson (USA), Steve Strongman (CAN), José Luiz Pardo (ARG), Quique Gómez (ESP) e nacionais como Blues Etílicos, Cristiano Crochemore, Big Gilson, Big Joe Manfra, Jefferson Gonçalves, Álamo Leal, Artur Menezes, Nanda Moura, entre outros. 

GIL EDUARDO (bateria, Nanda Moura): Gil Eduardo, músico carioca baterista vindo de um berço musical sem precedentes, com grande experiência em várias tendências e ritmos nacionais e internacionais. Estudou com o mestre Robertinho Silva e depois se aprimorou na Escola de Música Villa-Lobos. Gravou com artistas diversos como Erasmo Carlos (3 CDs), Celso Blues Boy (2CDs), Blues Etílicos (5CDs), o Song Book do Gilberto Gil vol.2 produzido por Almir Chediak, Big Gilson (2CDs e 1DVD gravado em Buenos Aires), entre outros. Acompanhou em shows Ed Motta, Ney Matogrosso, Paulo Moura, Evandro Mesquita, Edson Cordeiro, Renato Russo, Mauricio Sahady, Artur Menezes, Nanda Moura, entre outros. 

Sobre o Best of Blues and Rock

Em 2023, o Best of Blues and Rock chega a sua décima edição. Concebido pela Dançar Marketing em 2013, o festival marcou sua história pelo ineditismo de conectar gêneros como Blues, Rock e Jazz a uma série de ações e ativações envolvendo cultura, acessibilidade, tecnologia, educação e inovação. Ao longo de sua trajetória, realizou mais de 300 atividades, reuniu um público superior a 1,4 milhão de pessoas, e demonstrou seu total apoio à música, trazendo para seus palcos artistas nacionais e internacionais em performances exclusivas e contagiantes.
 

Muito além do entretenimento, o Best of Blues and Rock é um resgate ao legado cultural e às raízes do gênero musical que transformou o mundo da música e permanece influenciando outros gêneros como Jazz, Pop, Hip Hop, Rock e R&B.

Nessa última década já passaram pelo palco do festival artistas icônicos e referências globais como Buddy Guy (que retorna com sua ‘DamnRightFarewell Tour’ em 2023), Zakk Wylde, Kenny Wayne Shepherd, Tom Morello, John 5, Keb’Mo’, Quinn Sullivan, Richie Sambora, Joe Satriani, Jamie Cullum, George Benson, Jimmie Vaughan, Charlie Musselwhite, Ben Harper, e Joe Perry; e artistas nacionais como: Ari Borger, Artur Menezes, Irmandade do Blues, Igor Prado, Andreas Kisser, Di Ferrero, Cacá Magalhães, Francisco,el Hombre, Vitor Kley, Orquestra Jazz Sinfônica, Yohan Kisser, Cara do Metal, Lan Lanh e outros. 

Sobre a Dançar Marketing

Fundada em 1982, a Dançar Marketing cria experiências memoráveis por meio da cultura e do entretenimento. São mais de 40 anos concebendo projetos e soluções criativas que conectam pessoas, marcas e oportunidades, reunindo ao longo dos anos mais de 50 milhões de pessoas em seus 1.500 eventos (dos quais mil gratuitos), 160 shows open air, além de mais de 35 projetos proprietários e sociais como o AstraZeneca Viva a Cultura!, Avon Women in Concert, Big Bands, Cantos e Contos, Cine na Praça Cosipa, Circuito Musical, Clássicos Internacionais, Concertos Instrumentais, Concertos Populares, Criação Teatral Volkswagen, Concertos Regionais de Vinólia, Festival da Padroeira, Jazz para Todos, Laboratório Cultural Ultra, Mostra Música Instrumental, Noites Clássicas, Noites do Jazz, Orquestra para Todos, Palco do Teatro, Performance Action, Primavera Musical no Vale, Viagem Nestlé pela Literatura, entre outros; exposições como Riachuelo Mostra Moda e Samsung Rock Exhibition (com acervo de Jimi Hendrix, Nirvana e Rita Lee em suas últimas edições) e festivais como Telefônica Open Jazz, Festival da Padroeira, eFestival e Best of Blues and Rock. Em seu portfólio estão grandes turnês internacionais e shows de artistas icônicos como Andrea Bocelli, Luciano Pavarotti, José Carreras, Sarah Brightman, Kiri Te Kanawa, Chris Cornell, George Benson, Joss Stone, Norah Jones, Diana Krall, além de consultorias em leis de incentivo para empresas como Vale, Deloitte, Libbs, Volkswagen, Nestlé, Roche, Ambev, entre outras.

Dead Fish e Jimmy & Rats no Aquarius Rock Bar

Sábado, dia 09 de fevereiro de 2019, o Aquarius Rock Bar ira apresentar Dead Fish e Jimmy & Rats, primeiro lote✅ a venda na Ticket Brasil, garanta agora seu ingresso🎟.

Dead Fish e Jimmy & Rats
09 de Fevereiro de 2019
Primeiro Lote: R$ 30,00

Compre Aqui: https://goo.gl/PxhNdB
Como chegar 📍: https://goo.gl/vXVrwb

Dead Fish divulga “Afasia”, faixa ao vivo do DVD “XXV Ao Vivo Em SP”

Foto: Guilherme Fernandez

Formada na capital capixaba, e considerada um dos principais nomes do hardcore no Brasil, a banda Dead Fish registrou em 2016 seus 25 anos de carreira em uma apresentação na Audio Club, casa de shows na capital paulista.

Questionado sobre a experiência de gravar na Audio Club, o vocalista Rodrigo afirma: “É o mesmo sentimento que tive quando batemos o recorde de arrecadação no crowdfunding do álbum ‘Vitória'”.

“XXV Ao Vivo Em SP”, será lançado pela Hearts Bleed Blue (HBB) nos formatos DVD e CD, com 34 faixas que revisitam a carreira da banda. O registro, que tem direção de Daniel Ferro e áudio gravado por Fernando Sanchez, tem a participação dos ex-integrantes Murilo nas faixas “Ad Infinitum” e “Revólver”; e Phill (CPM 22) nas faixas “Asfalto” e “Diesel”, Victor Isensee (ex-Forfun e Braza) em “Tão Iguais”, Michele (fã) em “MST” e do Rapper Black Alien em “Mulheres Negras”.

“Afasia”, lançada originalmente em 2001 no álbum que leva o mesmo nome, além de ser o primeiro single deste registro ao vivo, é faixa que abre o DVD de 25 anos do Dead Fish.

“Esse trabalho marca nossa história. Primeiro por ser muito bem feito e segundo por fechar mais um ciclo da banda e começar outro. Ter chamado ex-integrantes pra estarem conosco todo tempo foi importante, me fez lembrar um monte de histórias que vivemos e que enfim se tornaram história. Os convidados de outras bandas foram perfeitos e muito generosos, a Michele Escoura veio de Belém pra estar conosco, um dos maiores rappers do planeta ensaiou conosco, deu ideias e ainda quis cantar o refrão de ‘Mulheres Negras’ conosco. É realmente um marco pra banda”, finaliza Rodrigo.

Ouça o single “Afasia”:
https://onerpm.lnk.to/Afasia

Assista ao vídeo de “Afasia”:
www.youtube.com/watch?v=z5YNj_Lvyn8

Garanta a sua cópia na pré-venda:
www.hbbstore.com/tag?tag=Dead_Fish

 Ouvir
Assistir
Comprar






Maximus Festival reúne 40 mil pessoas em sua segunda edição

No último sábado, 13 de maio, o Maximus Festival reuniu 40 mil pessoas no Autódromo de Interlagos para assistir aos shows de 15 bandas, divididas em três palcos. A segunda edição do festival teve apresentações de Linkin Park, Slayer, Rob Zombie, Red Fang e Böhse Onkelz, no Palco Maximus Stage; Prophets of Rage, Five Finger Death Punch, Ghost, Hatebreed e Oitão, no palco Rockatansky; e Rise Against, Pennywise, The Flatliners, Dead Fish e Nem Liminha Ouviu, no palco Thunderdome.

Foram quase 12 horas de música para diferentes gostos dentro do rock: o festival misturou um público de todas as idades e trouxe bandas já consagradas no estilo, como o Slayer, formada em 1981, até grupos mais atuais, como Ghost, formado em 2008, mas que também contou com um público fiel, cantando suas músicas a plenos pulmões.

O Linkin Park, atração principal da noite, que teve seu BOOM nos anos 2000, reuniu uma multidão de pessoas encerrando o evento com um show de uma hora e meia de duração. O público pode conferir e cantar em coro, além dos sucessos novos da banda, grandes hits como “Breaking The Habit”, “Crawling”, “Numb” e “In The End”.

Além do som de qualidade, o público também pode aproveitar opções de entretenimento, gastronomia e diversão ao longo de toda área do festival, assim em como sua primeira edição. No ano passado, o festival contou com a apresentação de 15 bandas e reuniu 25 mil pessoas também no Autódromo de Interlagos.

Por Midiorama






Dead Fish anuncia pré-venda de “Sonho Médio” em vinil colorido

Originalmente de 1999, “Sonho Médio”, considerado um clássico da banda brasileira de hardcore Dead Fish, será relançado em LP pela gravadora Hearts Bleed Blue (HBB) em parceria com a Läjä Records e o selo DFSTR Records.

“O ‘Sonho Médio’ é o principal disco do Dead Fish nos seus primeiros 12 anos de carreira, e é um clássico pra mim. Lembro de quase tudo desde a produção até a tour desse disco”, conta o vocalista Rodrigo Lima.

O álbum de quatorze faixas, produzido e mixado por Marcelo “Índio” Cardoso, conta com as participações especiais de Sandro Juliati (Mukeka Di Rato), Tati e Matê Wuo (Crivo), Stefano Mathias (Ex-Mukeka Di Rato / Dr. Mobral) e Marcelo Buteri (Dead Fish / Mono / Os Pedreiro).

O relançamento, em vinil 180g na cor verde, foi remasterizado por Fernando Sanches no estúdio El Rocha em São Paulo e tem uma nova capa, desenvolvida por Alex Vieira, da revista Prego.

Questionado sobre as suas músicas preferidas neste lançamento, Rodrigo afirma: “Tenho algumas: ‘Sonho Médio’, que nunca cansamos de colocar no set, e ‘Mulheres Negras’ e ‘Escapando’, que são músicas que gosto muito também”.

Garanta a sua cópia na pré-venda:
www.hbbstore.com//sonhomedio_lp

Escute “Sonho Médio”:
www.hbbrecords.com/sonho-medio






Resenha: FireGun e Dead Fish no Dom Ramon Rock Bar

Texto e fotos: Tiago Nascimento

Com um grande movimento de pessoas entre skatistas, motoclubes, adeptos ao estilo hard core e simpatizantes, chegamos por volta das 23 horas no Dom Ramon Rock Bar no bairro Jurema em Guarulhos na grande São Paulo. Com grande simpatia e humildade fomos recebidos pelo Elvis, responsável/ colaborador da casa.

Com poucos minutos dentro da casa, um som pesado entre riffs e atitude iniciou o espetáculo que nos aguardava jovens promissores que estavam abrindo o show de um dos ícones do Hard Core nacional a banda Dead Fish.

Formada em 2009 a banda FireGun apresentou seu som totalmente autoral, com influencias de metal progressivo e uma levada Trash com bastante presença de palco o vocalista Raimundo Rodriguês chamava o publico para a dança “mosh pit” entre uma musica e outra discursava com uma forma politizada entoando o grito “Fora Temer” e a cada musica agradecia os presentes no local.

Ao final da apresentação os integrantes desceram do palco para cumprimentar e agradecer com muita atenção, gratidão e entusiasmo.

A banda guarulhense esta em estúdio para gravar seu primeiro Cd, que ainda não tem previsão de saída, mais tudo indica que será muito em breve.

FireGun é:
Raimundo Rodriguês – Vocal
Ricardo Oliveira – Guitarra
Ivan Santos – Guitarra/ Backing Vocal
Samuel Martins – Baixo
Fernando Ornellas – Bateria

Set List :
1. Daily (intro)
2. What’s the Reason?
3. Abuse of Power
4. Victim of Cruel Reality
5. I Walk Alone
5. Blind Nation
6. Inheritance
7. Back with the Fuck Up!

A ansiedade do publico a cada minuto estava aumentando, quando por volta das 01h23min subiu ao palco Dead Fish com seus 26 anos de historia liderada por Rodrigo Lima, para esquentar a noite que já estava agradável mandaram Asfalto que nada mais é do que uma pequena versão de trajetória da banda.

A cada musica surgia uma enorme roda de “bate cabeça”, stage dive também não faltaram.

Rodrigo Lima citou que devemos valorizar nosso bairro, e incentivou a cultura nos bairros como leitura, debates, parques, oficinas, pois nem todo tem acesso às metrópoles onde tem esses tipos de opções e na seqüência após esse discurso entoou “Autonomia”.

Foi uma mescla de sucessos entre todos os álbuns da banda, um ponto do show foi quando mulheres ao som de Mulheres Negras fizeram uma pequena roda, onde o Rodrigo disse que demorou mais de 25 anos para ter igualdade entre homens e mulheres, e que no Brasil demorou a ter essa cultura, porém aos poucos está chegando.

Foi citado também o atual momento do Brasil, como todos sabem a banda é totalmente de Esquerda e com isso gritos de Fora Temer, Fascista, Globo Manipuladora, e que vivemos numa ditadura moderna e que a tendência é piorar, porem cada um tem sua maneira de mudar isso nos votos e com essa idéia tocaram “ Venceremos”, outros sucessos não faltaram como viver, A Urgência, Queda Livre ao todo foram 22 musicas e ao final a banda agradeceu a oportunidade e a cada pessoa que esteve presente.

Dead Fish é:
Rodrigo Lima: vocal
Ricardo: Guitarra
Ayland: Baixo
Marcão: Bateria

Set List:
Asfalto
Zero e Um
JogoJogo
912 Passos
Venceremos
Molotov
Oldboy
Diesel
Selfegofactóide
Paz Verde
Viver
Bem Vindo ao Clube
Autonomia
Destruir Tudo
A Urgência
Tão Iguais
Você
Proprietários do Terceiro Mundo
Mulheres Negras
Queda Livre
Afasia
Sonho Médio

Com essa noite agradável de hard core a equipe Ponto ZerØ agradece a oportunidade concedida pelo Dom Ramon Rock Bar de poder presenciar um ótimo evento na cidade de Guarulhos.






Heavy Talk – Dead Fish: “O Brasil é um país fascista”

Heavy Talk – Dead Fish: “O Brasil é um país fascista”

Em entrevista ao canal Heavy Talk, o vocalista Rodrigo Lima, do Dead Fish, falou sobre a crise do mercado musical e parte da trajetória da banda nos primeiros anos. O papo foi bastante curto, pois o grupo estava prestes a se apresentar, mas Rodrigo não perdeu a oportunidade de expressar sua opinião sobre o atual cenário político do Brasil. Também anunciou a previsão de lançamento do próximo DVD do Dead Fish para meados de março de 2017.

Assista a entrevista completa abaixo: https://www.youtube.com/watch?v=0rI5y7fROiU

Mais informações:
http://www.heavytalk.com.br/






DEAD FISH NO HANGAR 110

5

Dead Fish
show especial de 10 anos do disco “Um Homem Só”
mais bandas convidadas:
FISTT
Questions – São Paulo Hardcore

Ingressos:
R$ 30,00 estudante antecipado (à venda somente na loja 255)
R$ 40,00 promocional antecipado
R$ 60,00 inteira na porta

Ponto de Venda:
Loja 255 (Galeria do Rock): R. 24 de Maio, 62 – loja 255 – fone: 3361-6951
Online: www.hangar110.com.br






RESENHA: Festa de 5 anos do Aquarius Rock Bar

Texto: Tiago Nascimento
Fotos: Felipe Domingues

Na noite do último sábado, dia 8 de outubro, foi comemorado o aniversário de 5 anos de uma das melhores casas de rock da cidade de São Paulo, o Aquarius Rock Bar.

A festa começou com a banda paulista Benigna, formada por Manuh (Vocal), Felipe (Guitarra/Vocal), Richard (Guitarra) Julio Davi (Baixo) e Azis (Bateria), banda que iniciou as atividades no ano de 2009 e vem mostrando muita qualidade e competência em eventos independentes e foi convidada para este evento para dar início a noite de comemorações com muita energia.

04

Na sequencia subiu ao palco do Aquarius a banda que é considerada por muitos a melhor banda de hard core nacional, Dead Fish, com suas músicas com discursos “politizados e revolucionários” a banda trouxe ao público paulistas grandes sucessos como “Tão Iguais”, “Venceremos”, “Autonomia”, “Bem vindo ao Clube”, “Sonho Medio” e “Molotov”, levando os fãs ao delírio que não pararam de pular e cantar durante toda apresentação da banda.

Mesmo com 25 anos de estrada, o Dead Fish mantém a mesma performance e energia do início da carreira, que na minha opinião faz com que os fãs sejam fieis e frenéticos nos shows, destaque para os famosos “mosh”, onde a banda libera o palco para que a galera suba ao palco e pule a vontade, mesmo não tocando o clássico “Contra Todos”, a banda agradou o público e se despediu agradecendo pelo convite para participar daquele importante festa. O Dead Fish é Rodrigo Lima (Vocal), Marcos Melloni “Marcão” (Bateria), Ric Mastria (Guitarra) e Alyand (Baixo/Vocal).

05

E para finalizar esta grande festa, subiu ao palco do Aquarius, Jimmy London e sua trupe, para colocar a casa abaixo e agradar o público que aguardava a apresentação da banda com muito euforismo e ansiedade.

O Matanza esta em turnê do último álbum “Pior Cenário Possível” lançado 2015, e retornou a cidade de São Paulo trazendo ao público grandes clássicos como “Ressaca Sem Fim” e “Ela Roubou Meu Caminhão”, dando destaque para a zoeira de Jimmy com o baixista Dony Escobar e a alopração com Maurício Nogueira (Guitarra) durante as pausas das músicas.

09

Após as primeiras músicas, Jimmy já entoou sua tradicional frase “Puta que o Pariu São Paulo”, o vocalista merece um destaque a parte com sua presença de palco e a indução as rodas de bate cabeça, onde inclusive as mulheres participam e se divertem com a “dança”.

A sonoridade da banda evoluiu muito nos últimos anos, e durante o show presenciamos muitos sócios do “Clube dos Canalhas” onde sempre é praticada a “Arte do Insulto”. Com aproximadamente 2 horas de show mesclando músicas atuais e grandes clássicos o Matanza finalizou o show e a grande festa do Aquarius com o público em coro:

13

Somos amigos em terra
Somos amigos no mar
Juntos fomos á guerra
Juntos estamos no bar
Estamos todos bêbados, porque até quem não bebe sai do show do Matanza bêbado“.

Agradecemos e parabenizamos o Aquarius Rock Bar pela grande festa, e a MR Produções e Luciano Piantonni pela oportunidade.

Álbum de fotos:






Matanza e Dead Fish: Dobradinha de sucesso embala show de aniversário do Aquarius Rock Bar

matdeadaquarius

Duas das bandas mais celebradas do rock nacional tocam juntas no aniversário do Aquarius Rock Bar no dia 08/10

No dia 08 de Outubro (sábado), duas das maiores bandas de rock brasileiro da atualidade se apresentam no Aquarius Rock Bar (Rua Iososuke Okaue, Itaquera, São Paulo). Na ocasião, o tradicional bar de rock da zona leste, comemora seu aniversário de 5 anos.

Toda vez que Matanza e Dead Fish tocam no Aquarius Rock Bar, é garantia de sucesso – o Matanza inclusive já fala que o bar é sua segunda casa.

O show do Matanza faz parte de sua nova turnê, “Pior Cenário Possível”, nome do seu sétimo disco, lançado em 2015. A banda foi formada em 1996, no Rio de Janeiro. Suas letras são ácidas e fortes como um soco bem dado no estômago. A formação traz Jimmy London (vocal), Donida (guitarra, gravações), Mauricio Nogueira (guitarra, shows), Don Escobar (baixo) e Jonas (bateria). A banda é responsável pelo Matanza Fest, festival itinerário que roda o país com shows de bandas que vão do rock ao metal extremo, sempre muito comentados.

Assista o vídeo de “O que está feito, está feito”:
https://youtu.be/0h7t1MlqxEc

Tão querido pelos fãs quanto o Matanza, o Dead Fish está divulgando seu sétimo disco de estúdio, “Vitória”, lançado em 2015. Formado em Vitória, no Espirito Santo, no ano de 1991, a banda é conhecida por apresentações cheias de energia e entrega. A banda é formada por Rodrigo Lima (vocal), Alyand (baixo), Ric Mastria (guitarra) e Marcos Melioni (bateria). O disco “Sonho Médio” de 1999 é considerado um marco para o hardcore brasileiro.

Assista o vídeo de “Vitória”:
https://youtu.be/Ksll94P6Ogc

Siga a página do evento no Facebook:
https://www.facebook.com/events/1052109211554292/

SERVIÇO:
Aniversário de 5 anos do Aquarius Rock Bar, com as bandas:
Matanza e Dead Fish
Dia: 08/10 (sábado)
Horário: 22h
Local: Rua Iososuke Okaue, Itaquera, São Paulo

Ingressos online:
https://ticketbrasil.com.br/show/4360-matanzaedeadfish-saopaulo-sp/

Primeiro lote: Esgotado!
Ingressos Pista: 2º lote
Inteira R$ 80,00
Meia entrada a R$ 40,00
Promocional: R$ 40,00 (COM 1 KILO DE ALIMENTO)

Ingressos Camarote 1º lote : Esgotado!
Ingressos Camarote: 2º lote
Inteira R$ 120,00
Meia entrada a R$ 60,00
Promocional a R$ 60,00 (COM 1 KILO DE ALIMENTO)

Assessoria de Imprensa: lpiantonni@lanciare.com.br

Páginas relacionadas:
www.matanza.com.br
www.facebook.com/matanzaoficial
www.deadfishoficial.com
www.facebook.com/deadfishoficial
www.aquariusrockbar.com.br
www.facebook.com/aquariusrockbar
www.facebook.com/lanciare






Matanza e Dead Fish na comemoração dos 5 anos do Aquarius Rock Bar

matdeadaqua

Aniversário do #AquariusRockBar com Matanza e Dead Fish
08 Outubro 2016 abertura dos portões as 22:00

Dia 08/10/16 O Aquarius Rock Bar comemora 5 anos.

Entre todos os shows que passaram pelo palco do Aquarius, uma das dobradinhas de maior sucesso foi Matanza e Dead Fish, claro que em nosso aniversário não poderíamos perder a oportunidade de trazê-los novamente.

Censura: 18 Anos

Venda on-line:
https://ticketbrasil.com.br/show/4360-matanzaedeadfish-saopaulo-sp

Ingressos pista: 1º lote ESGOTADO
Ingressos pista : 2º lote
Ingressos Inteira R$ 80,00 reais
Ingressos meia entrada a R$ 40,00 reais
Ingresso promocional a R$ 40,00 c/ 1 kilo de alimento (não perecível)

INGRESSOS CAMAROTE: 1º lote
Inteira R$ 100,00
Meia entrada a R$ 50,00
Promocional a R$ 50,00 (COM 1 KILO DE ALIMENTO)

A CASA

O Aquarius tem uma ampla estrutura coberta e descoberta, sala de jogos e um palco espaçoso para você curtir sempre as melhores bandas de ROCK.

O Aquarius Rock Bar está localizado na Rua Iososuke Okaue, 40 – Itaquera – Travessa da Av. Nova Trabalhadores Jacu Pêssego (Rodo Anel), na altura do número 1.600 em frente ao Aquário de Itaquera e o Habbi’s.
Quem estiver de CARRO, venha pelo acesso da Av. Jacu Pêssego.

COMO CHEGAR DE TRANSPORTE PÚBLICO
– Vindo do CENTRO:
Metrô linha vermelha, sentido Itaquera, descer em Itaquera e pegar o ônibus Jd. São Francisco, ou qualquer lotação que vá pela Av. Jacu Pêssego, pedir pra descer no ponto do Habbis da Jacu Pêssego em frente ao AquariO. (15 min.)

– Vindo de STO. ANDRÉ / SÃO MATEUS:
Pegar ônibus Term. A.E Carvalho ou Term. São Miguel que sai do Term. São Mateus e vai pela Ragueb chohfi, ou qualquer ônibus/Lotação que vá pela Av. Jacu Pêssego e pedir para descer no ponto do Habbi’s da Av. Jacu Pêssego em frente ao AquariO (13 min).

– Vindo da CID. TIRADENTES / GUAIANAZES:
Pegar ônibus Term. Pq Dom Pedro ou qualquer ônibus/Lotação que vá pela Av. Jacu Pêssego e pedir pra descer em no ponto do Habbis da Jacu Pêssego em frente ao AquariO (16 min).

– Vindo de ITAQUERA:
Pegar qualquer ônibus / lotação que passe em frente ao AquariO e o Habbis da Av. Jacu Pêssego e descer nesse ponto.

O Habbi’s fica de esquina com um posto de gasolina, essa é a Rua Iososuke Okaue o Aquarius Rock Bar fica no Numero 40.