Tag Archives: Ponto ZerØ

Claustrofobia: revela nome de novo single que será lançado em setembro

Em tour pelos Estados Unidos, o Claustrofobia jamais esquece de seus fãs e seguidores brasileiros, tanto, que a banda oficializa em primeira mão para seus compatriotas, a produção de um single inédito com título e letra cantada em português. E esse será oficialmente o primeiro lançamento de estúdio da banda com o baixista Rafael Yamada.

O título da nova música será “Vira Lata”, a faixa já está gravada e os trabalhos foram captados no “Fuel Music Studios”, localizada em Fullerton na Califórnia em parceria com o produtor Addasi Addasi. O Claustrofobia mantém a formula que deu certo em “Swamp Loco” e com essa oficialização, aponta para sua segunda gravação sequencial com o produtor brasileiro que reside em Los Angeles.

Vira Lata” será lançada oficialmente em setembro de 2019 em todas as plataformas digitais. Ainda falta acertar detalhes de quem será o responsável pela mixagem do novo single, algo que está sendo tratado em sigilo pela banda, mas que assim que se confirmar um nome, será oficialmente informado aos fãs.

Segundo o vocalista e guitarrista Marcus D’Angelo“Com toda certeza, esse novo single que estamos preparando, caberia facilmente nos álbuns “Peste” ou “Thrasher”, porém com o olho no futuro e extraindo o melhor de cada um de nós, músicos do Claustrofobia”.

Fique ligado nas redes sociais do Claustrofobia que muito mais informações e novidades serão divulgadas, assim que a banda confirmar suas próximas ações.

Formação:
Marcus D’Angelo – vocal, guitarra
Rafael Yamada – baixo
Caio D’Angelo – bateria

Links importantes

www.claustrofobia.com.br
facebook.com/claustrofobiaofficial
youtube.com/metalmaloka

instagram.com/claustrofobia_official
twitter.com/metalmaloka

Shows:

contato@claustrofobia.com.br

Jailor: libera “Six Six Sickness” para audição na integra em seu canal no YouTube

Encerrando um importante capítulo, a Jailor, banda de Thrash Metal da cidade de Curitiba, libera o single “Six Six Sickness”, para audição completa em seu canal no YouTube.

A música é a faixa que encerra o álbum “Stats of Tragedy”, com a liberação de “Six Six Sickness”, todas as faixas do registro podem ser conferidas individualmente pelos fãs da banda. Inclusive, essa ação possibilita que as músicas sejam incluídas em playlists pessoais de acordo com o gosto pessoal de cada um, sobre as músicas da Jailor.

Confira “Six Six Sickness”:

https://www.youtube.com/channel/UCpZm49mrQS2lnhBsj0sPJ_w

JAILOR É FORMADO POR:
Flávio Wyrwa – vocais
Alessandro Guimarães – guitarras
Marcos Araújo – guitarras
Emerson Niederauer – contrabaixo
Jefferson Verdano – bateria

MAIS INFORMAÇÕES:
Facebookhttps://www.facebook.com/jailorthrash/
Roadie Metal Presshttps://roadie-metal.com/press/jailor/

Bonebreaker: Chilenos lançam videoclipe de “I Am The Darkness”

Tito Melin, ex-Forahneo e ex-Undercroft está de banda nova; trata-se do Bonebreaker, banda que acaba de lançar o videoclipe/single da música “I Am The Darkness” –  ela foi mixada pelo brasileiro Víctor Hugo Targino.

Assista:
https://www.youtube.com/watch?v=qSHafl-BixU

O Bonebreaker na verdade nem é tão novo assim, já que foi formado em 2017, em Santiago, Chile, fazendo um Death Metal brutal e direto. A banda está se preparando para lançar seu disco de estreia (a previsão é para o final deste ano). O single de “I Am The Darkness” está sendo muito bem aceito pelo público e crítica especializada.

Recentemente o programa “Pegadas de Andreas Kisser” da 89FM, que é apresentado por Andreas Kisser, e seu filho Yohan Kisser, tocaram o single, e o feedback do público foi excelente. Confira o programa:
https://soundcloud.com/user-912278236/pegadas-30-06-19-bruno-sutter-e-pad-programa-ao-vivo

O nome da banda surgiu do disco “Bonebreaker” do Undercroft, gravado por Tito em 1997 – ele gravou os vocais nos dois primeiros álbuns, da banda que tem entre os integrantes, Álvaro Lillo (Watain).

Tito também é responsável pelos vocais do primeiro álbum da banda Forahneo, “Perfidy”.

A formação do Bonebreaker traz Tito Melin (vocais), Andre Arancibia (guitarra) Gonzalo Fuenzalida (guitarra), Marco Medina (baixo) e Cristian Medina (bateria).

Contatos: bonebreakercl@gmail.com

Acompanhe o Bonebreaker em seus canais oficiais:
www.bonebreaker.cl
www.facebook.com/bonebreakercl
www.instagram.com/bonebreakercl

Age of Artemis prepara homenagem para Andre Matos com versão do Virgo

A banda Age of Artemis prepara uma homenagem especial para os fãs de Andre Matos com o lançamento de uma versão da música “No Need To Have An Answer”, do projeto Virgo, previsto para o próximo dia 22 de julho. A música foi mixada e masterizada por Eduardo Belchior do Intense Music Productions, em Örebro, na Suécia.

“Posso afirmar que Andre Matos foi um ídolo não só como vocalista, mas como compositor. Tive a honra de trabalhar com ele em alguns trabalhos com o Soulspell e ele sempre foi minha inspiração”, disse o vocalista Pedro Campos. “Andre Matos sempre foi um músico de qualidade ímpar e era um dever nosso realizar essa homenagem para ele”, completou Giovanni Sena.

Assista uma prévia da música no vídeo em homenagem: https://youtu.be/8wsLkPWImbk

Agradecimentos
Eduardo Belchior – Intense Music Production (Ödebro, Sweden)
Arthur D. – Universo X (Brasília, Brasil)
Marcelo Azevedo – LM Studio (Volta Redonda, Brasil)
João Duarte – JDDesing (São Paulo – Brasil)

Andre Matos – R.I.P

Age of Artemis line-up:
Gabriel Soto – Guitarras
Giovanni Sena – Baixo
Jeff Castro – Guitarras
Pedro Campos – Vocals
Riccardo Linassi – Bateria

Recentemente, a banda lançou o álbum “Monomyth” nas plataformas digitais:
Spotify – https://spoti.fi/2WHCcCD
Deezer – https://bit.ly/2YJh0Ot

“Monomyth” teve os violões, bateria, percussão e vocal gravados no “G2D Producoes Musicais” em Brasília, DF – Brasil, entre os meses de Maio e Julho de 2018 com os engenheiros de som Deniel Moraes e Gregoree Jr. Todos os baixos, guitarras elétricas e teclados foram gravados no “GT&L Studio” em Brasília, DF com a supervisão de Giovanni Sena. A mixagem e masterização foi realizada por Damien Rainaud no “Mix Unlimited” em Los Angeles, CA – USA, entre os meses de Agosto e Setembro de 2018.

Links relacionados:
http://www.ageofartemis.com.br/
https://www.facebook.com/ageofartemis/
https://www.instagram.com/ageofartemisoficial/
Email: ageofartemiscontato@gmail.com


Epica prepara lançamento de versão gold deluxe do clássico “Desing Your Universe”, antes de histórica tour na Europa e América Latina

Mesmo 10 anos após o seu lançamento, o álbum “Design Your Universe” ainda é considerado uma das principais e melhores obras na discografia da banda holandesa Epica. Este trabalho, que nasceu com a responsabilidade de superar o conceitual e aclamado “The Divine Conspiracy”, traz os músicos em uma linha mais inovadora, bombástica e experimental, consolidando o grupo definitivamente em um verdadeiro fenômeno mundial.

E é justamente por conta de toda essa importância que, antes de iniciar a histórica turnê “Design Your Universe – 10th Anniversary Tour 2019” pela Europa e América Latina, Simone Simons (vocal), Mark Jansen (guitarra/vocal), Coen Janssen (synth/piano), Ariën van Weesenbeek (bateria/vocal), Isaac Delahaye (guitarra) e Rob van der Loo (baixo) lançarão edição especial gold deluxe do clássico disco, no dia 4 de outubro, com vários materiais inéditos até então, com alguns extras, incluindo um CD bônus com músicas em versões no formato acústico. Além disso, em novembro, será lançado o livro “The Essence Of Epica”, que conta a história do grupo nas próprias palavras dos seus integrantes.

Com 17 poderosos anos de carreira e milhões de álbuns vendidos, o Epica retorna ao Brasil trazendo um dos shows mais elogiados e impressionantes do momento, apenas para São Paulo (26/10 – Tropical Butantã) e Rio de Janeiro (27/10 – Circo Voador). Esta é mais uma realização da Liberation Tour Booking.

Devido a ansiedade da legião de fãs, a procura por ingressos para as performances, tanto na capital paulista (www.ticketbrasil.com.br – pista Premium e acesso ao meet and greet estãoesgotados), como fluminense (www.tudus.com.br – acesso ao meet and greet está esgotado), está acima do esperado, já que a passagem do quinteto acontece em poucos meses. Mais informações nos serviços abaixo.

A “Design Your Universe – 10th Anniversary Tour 2019” consiste nas seguintes datas:

O grupo aproveitou a brilhante performance no Download Festival para ilustrar, em vídeo, o que os fãs poderão esperar durante a “Design Your Universe – 10th Anniversary Tour 2019” em mensagem enviada pela bela vocalista Simone Simons e o guitarrista Mark Jansen. Confira em https://www.facebook.com/liberationmcofficial/videos/458334495006834.

É com muita felicidade que anunciamos que, devido ao grande número de pedidos dos nossos fãs na América Latina, vamos levar a nossa apresentação especial em comemoração aos 10 anos de lançamento de ‘Design Your Universe’ também para vocês“, declarou Simone Simons.

O guitarrista Mark Jansen também comentou. “Em celebração de um dos meus discos favoritos do Epica, estamos voltando a um dos territórios de que mais gosto. É muito bom quando uma grande quantidade de pessoas pede para trazermos nosso novo show  e conseguimos encontrar uma maneira viável de isso acontecer! Vai ser demais!“. 

O disco – Lançado em 2009, “Design Your Universe” é um dos trabalhos mais importantes na carreira do Epica. Seguindo uma linha mais inovadora, esse trabalho mostra a banda em sua forma mais bombástica e experimental até aquele momento. Além de evidenciar maturidade, perfeita evolução musical e forma espetacular, o disco figurou no topo das paradas mundiais, superando o sucesso conquistado com o antecessor “The Divine Conspiracy”.

Formado em 2002, após a saída do guitarrista Mark Jansen do After Forever,  o Epica ficou famoso já no lançamento do debut “The Phantom Agony” (2003). No entanto, o grupo conquistou o Mundo com o excelente feedback dos álbuns “Consign to Oblivion” (2005), “The Divine Conspiracy” (2007) e “Design Your Universe” (2009).

Lotando sempre as principais casas de shows da Europa, América do Norte e Oceania, o grupo invadiu a capa das principais revistas especializadas e sempre é uma das principais atrações de grandes festivais de rock/metal como Wacken Open Air, Hellfest, Download, Rock Hard, entre tantos outros.

Links relacionados:
https://www.facebook.com/epica
https://www.facebook.com/liberationmcofficial
https://www.facebook.com/nuclearblastbrasil
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR

SERVIÇO SÃO PAULO
Liberation Tour Booking orgulhosamente reapresenta Epica

Data: sábado, 26 de outubro de 2019
Local: Tropical Butantã – www.tropicalbutanta.com.br
End: Av. Valdemar Ferreira, 93 (200m do Metro Butantã)
Horário: 19h (abertura da casa)
Infoline: 11 3031-0393
Informações gerais: info@liberationmc.com
Assessoria de Imprensa: press@theultimatemusic.com | (11) 964.197.206
Evento Fb: https://www.facebook.com/events/415330235886779
Classificação etária: 16 anos. Entre 14 e 15 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos  ou responsável legal
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: acesso para deficientes, área para fumantes
 
# SETORES/VALORES
– PISTA PREMIUM MEIA/PROMOCIONAL*: ESGOTADO
– PISTA MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 180,00
– CAMAROTE MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 250,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

# PONTO DE VENDA OFICIAL – bilheteria da Tropical Butantã 
# COMPRA PELA INTERNET – www.ticketbrasil.com.br
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, e American Express 

# PACOTE VIP / MEET & GREET – ESGOTADO

O pacote inclui:
– Meet & Greet com o Epica com foto
– Uma imagem da banda para ser autografada
– Uma camiseta oficial do Epica
– Entrada na casa de shows antes da abertura dos portões

SERVIÇO RIO DE JANEIRO
Circo Voador e Liberation Tour Booking orgulhosamente apresentam Epica
Data: domingo, 27 de outubro de 2019
Local: Circo Voador
End: Rua dos Arcos S/N, Rio De Janeiro, RJ
Horário: 18h (abertura da casa)
Informações gerais: www.circovoador.com.br
Assessoria de Imprensa: press@theultimatemusic.com | (11) 964.197.206
Evento Fb:
Classificação etária: 16 anos. Entre 14 e 15 anos somente acompanhado por pai ou mãe munidos de documentos  ou responsável legal
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: acesso para deficientes, área para fumantes
 
# SETORES/VALORES
– PISTA MEIA/PROMOCIONAL*: R$ 150,00
– PISTA INTEIRA: R$ 300,00
*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.
 
# COMPRA PELA INTERNET – https://www.tudus.com.br 
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, e American Express 
# PONTO DE VENDA OFICIAL – bilheteria do Circo Voador

# PACOTE VIP / MEET & GREET – ESGOTADO 

O pacote inclui:
– Meet & Greet com o Epica com foto
– Uma imagem da banda para ser autografada
– Uma camiseta oficial do Epica
– Entrada na casa de shows antes da abertura dos portões

* Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
*** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Desert Crows realiza primeira turnê por São Paulo

Power trio goiano excursiona para divulgar Age of Despair, um dos lançamentos de stoner rock em 2019 mais elogiados pela imprensa nacional; giro começa dia 18/7

Para completar a excelente fase pós-lançamento do disco de estreia Age of Despair (Monstro Discos/Milo Records), o power trio goiano de stoner rock Desert Crows tem cinco shows confirmados pelo estado de São Paulo. Será a primeira vez da banda no Sudeste. A mini-tour acontece de 18 a 21 de julho. A também goiana Bad Distortion embarca junto neste giro. A rota do Desert Crows por terras paulistas passa por Jundiaí, São Paulo e Mogi das Cruzes. 


No show de estreia, em Jundiaí (18/7), o palco será o Aldeia Bar, a partir das 20 horas, na companhia das bandas Bad Distortion, Overdrive Luna e Resilienz. Em São Paulo, no dia seguinte (19/7), o role é na Casa do Macha, com Bad Distortion, Bears Witiness e Hammerhead Blues. Ainda na capital, o trio toca dia 20 de julho no M6 Estúdio, a parti das 16 horas, com Casqueteria e Bad Distortion.


No domingo, 21/7, são dois shows. Ao meio dia, ao ar livre na avenida Paulista, em frente ao Parque Mário Covas. À tarde, a última parada é em Mogi das Cruzes (21/7), num tradicional Raro Zine Fest. A partir das 18 horas, o Overdrive recebe as duas bandas goianas e mais a Universe Garden.

Age of Despair coleciona elogios da imprensa nacional. O renomado site Collectors Room opinou que se trata de “um dos grandes debuts gravados por uma banda brasileira nos últimos anos”, além de mencionar a “linda capa criada pelo ilustrador Cristiano Suarez” (sim, o mesmo do polêmico pôster da cancelada turnê do Dead Kennedys pelo país). O resenhista, o editor Ricardo Selling, ainda destacou três músicas: “‘Loose Me’ e seu DNA tipicamente Tony Iommi, o doom chapado da cadenciada e longa ‘Sweet Liar Love’ e a música que dá nome ao disco, que derrama uma enxurrada de riffs na cabeça do ouvinte’. 

Também passou boa impressão ao site Headbangers News, que apontou a pegada “muito rock n roll” do disco. “Os Desert Crows compuseram uma obra característica da juventude de seus integrantes, cheia de energia, distorções mais agressivas e riffs grudentos que vão pegar de jeito os headbangers que realmente amam o estilo”, comenta a resenha.

O vocalista/guitarrista Vitor Merces está confiante e ansioso. “Para nós, da Desert Crows, ir a São Paulo nessa primeira turnê será algo realizador. Tocar fora de Goiás, com várias datas, no estado onde a cena underground tem tanta força, é também desafiador. Poder espalhar nosso som para o Brasil todo é o nosso principal objetivo e essa oportunidade é apenas o primeiro passo para isso”. 

Foto: Raissa Guadalupe


Silver Mammoth lança ‘Rise Up’, novo single e videoclipe

Antecipando o novo ‘full-length’, marcado para ser lançado ainda em 2019, o Silver Mammoth acaba de lançar o single e videoclipe “Rise Up”. “Trata-se do primeiro single do novo álbum e a letra descreve o roteiro do clipe: levante-se e erga-se. O clipe, que mostra um mercado clandestino de luta, onde um mafioso organiza um banco de apostas, contou com produção cinematográfica da Plural Filmes, produtora responsável pelo vídeo de ‘Symptom of the Universe’, versão que fizemos em homenagem ao Black Sabbath e que também fará parte do repertório”, revelou Marcello Izzo, autor da composição, ao lado de Renato Haboryni. “Nosso próximo trabalho teria, inicialmente, faixas ao vivo, versões acústicas e duas canções inéditas.

Agora, o repertório trará, além das versões que fizemos para o Black Sabbath, AC/DC e Motörhead, uma releitura acústica de ‘Natural Love’, primeiro single da banda, e músicas inéditas, começando por ‘Rise Up'”, acrescentou o vocalista.

Veja o clipe, dirigido por Rodrigo Rímoli, em https://youtu.be/drLr8xtJn1k

Ouça nas plataformas de streaming:
Spotify: https://spoti.fi/2XXK3Au
Deezer: https://bit.ly/2XFTe4d
Apple Music: https://apple.co/2YPkWwR

DISCOGRAFIA:
Silver Mammoth (CD, 2013)
Pride Price (CD, 2014)
Mindlomania (CD, 2015)
Singles (compacto/vinil, 2017)
White Line Fever (Motörhead, single – versão, 2018)
Symptom of the Universe (Black Sabbath, single – versão, 2018)
Jailbreak (AC/DC, single – versão, 2018)
Rise Up (single, 2019)

Contatos: 
https://www.silvermammothband.com
https://www.instagram.com/silvermammoth
https://www.facebook.com/SilverMammoth
http://silvermammoth.loja2.com.br
contato@silvermammothband.com

PILOT WOLF: Single de estreia explora história de aviador da Primeira Guerra

O lançamento do single “The Red Baron”, da banda baiana PILOT WOLF, apresenta em sua temática a história do aviador alemão Manfred Von Richthofen, mais conhecido como Barão Vermelho. O piloto de caça alemão na Primeira Guerra Mundial é considerado ainda hoje como o “ás dos ases”. Servindo no braço aéreo do Exército Imperial Alemão (Luftstreitkräfte), ele foi um líder militar, e como piloto se tornou um ás da aviação, obtendo o maior número de vitórias (oitenta) de um único piloto durante a Primeira Guerra.

Formada em 2016 na cidade de Vitória da Conquista, o PILOT WOLF conta com Breno Fernandes (vocal), Weslley de Brito Porto (guitarra), Joabe Rios (guitarra), Gleidson Ribeiro (baixo) e Fábio Loureiro (bateria), músicos interessados não apenas em peso e distorção, mas também nos personagens e acontecimentos da história mundial. Fábio Loureiro explica como surgiu a música: “Esta foi uma das primeiras faixas que eu compus para o Pilot Wolf. Queria uma sonoridade pesada dentro de uma estrutura de três notas por tempo e acho que conseguimos isso. Do ponto de vista percussivo, é uma faixa que requer uma consistência na execução. São três notas por tempo nos bumbos por praticamente toda música. O resultado de “The Red Baron” é uma síntese de como nós temos trabalhado em conjunto na banda: meus companheiros pegaram uma ideia bruta e fizeram uma verdadeira lapidação, elevaram o nível da composição em todos os aspectos. Sobre a temática lírica, a música não é uma homenagem, mas a exposição de um personagem histórico interessante: sua origem, feitos, fama entre aliados e inimigos, e morte.”. 

Para quem é fã incondicional de Heavy Metal e gosta de acompanhar as letras das músicas, não deixa também de prestar atenção nas capas dos álbuns. Para explicar como surgiu a capa do single, nada melhor que uma explicação do artista gráfico Matheus Silva: “O tema “guerra” é bem recorrente no Heavy Metal e nesse caso, tendo o famoso Barão Vermelho – piloto de caça tido como lenda no início do Século XX por seu desempenho na I Guerra Mundial – foi um “prato cheio” para um fã do estilo, como eu, compor a capa. Então, não faltaram ideias. A inspiração para a arte foram capas de discos de bandas alemãs como Grave Digger, Accept e Gun Barrel. Logo a imagem do piloto com face de caveira, visto de frente, atirando, é até um tanto óbvia, mas reflete tanto o contexto histórico contido nas letras quanto a sonoridade da banda. Tudo isso envolto a um leve clima vintage por se tratar de um fato do passado.”

A sonoridade da música é baseada em influências de Heavy e Thrash Metal, lembrando nomes como Metal Church e Grave Digger. Para chegar até esta sonoridade, a parceria entre os músicos foi fundamental, como conta o guitarrista Weslley de Brito Porto: “Quando Fábio me convidou para entrar na banda e me apresentou algumas faixas, logo de cara me identifiquei com a sonoridade das mesmas, ainda no formato midi e em E (mi), afinação padrão. Logo tirei e comecei a interpretá-las, lapidando e criando alguns arranjos com meu estilo de tocar. Sugeri tocarmos um tom abaixo e essa transição deu mais “punch” para as músicas que soaram ainda mais pesadas e agressivas. Com relação aos solos, tentei criar algo mais épico, uma atmosfera realmente de batalha.”. E a criação de uma música sobre o lendário Barão Vermelho foi uma pequena realização para o guitarrista:“O personagem histórico Barão Vermelho sempre esteve presente em algumas de minhas paixões como livros, HQs, games, filmes etc. Sempre tive um sonho de retratá-lo através da música e no Pilot Wolf isso se tornou realidade.”.

Joabe Rios, também responsável pelas seis cordas, explica que “por ter sido o último integrante a entrar na banda, encontrei as composições praticamente prontas e com uma linha de execução já bem definida, para as quais acabei por contribuir com detalhes e com alguns solos. As circunstâncias acabaram por definir que seria eu a gravar a maior parte das guitarras e, por consequência, acabei por empregar uma característica mais pessoal e mais thrasher nos timbres. O resultado foi que as músicas mantiveram a estrutura mais tradicional do Heavy Metal, mas com timbres de guitarra mais próximos do Thrash Metal.”.

O vocalista Breno Fernandes finaliza, com detalhes, como foi trabalhar a concepção musical de “The Red Baron”: “A primeira vez que escutei “The Red Baron” era um arquivo midi, sem letra e sem melodia, também sem o título. Após Fabio compor outras músicas que estarão no álbum, ele me reapresentou a faixa já com o título com a letra e ele cantando a melodia meio que sussurrada. Achei bem interessante, vi potencial na música. “The Red Baron” foi uma música importante no meu processo de criação da identidade vocal para banda. Posso dizer que ela foi o marco. Eu poderia ter interpretado de diversas formas como, por exemplo, fazê-la soar de forma bastante lírica e limpa ou muito mais suja bem menos melodiosa de como foi gravada”.

Aliando a técnica vocal com o próprio sentimento que a composição pede, Breno viajou até seu passado para dar mais riqueza à sua interpretação: “O que fiz foi me transportar para este universo como uma criança. Eu me imaginei do lado de dentro da cabine de um caça da 1ª Guerra Mundial e me deixei levar pela emoção. As estrofes pediam uma narrativa pesada, densa, um vocal realmente mais sujo e à medida que ia me aproximando do refrão, era como se fosse possível sentir o caça subindo nas alturas com a minha voz tendo que acompanhar os seus movimentos, soando mais alta e mantendo a agressividade do combate. O pessoal da banda pode não saber, mas eu sempre tive o desejo de ser piloto de caça e acho que essa música me proporcionou a retomar uma boa lembrança de minha infância. E espero que vocês possam sentir junto conosco essa emoção.”.

Ouça no Spotify:
https://spoti.fi/2XrsOI8

Youtube: 
http://bit.ly/32bmGTs

Contatos:
Facebook:
 www.facebook.com/pilotwolfofficial

Instagram: www.instagra.com/pilotwolfofficial

Youtube: www.youtube.com.br/pilotwolfofficial

Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Eve Desire homenageia André Matos em seu Conservatório de Música

O Heavy Metal brasileiro é forte, mas carece de reconhecimento. E foi pensando nisso que a banda Eve Desire e o Conservatório Ever Dream, fundado por Arya e Wagner Cappia, homenagearam grandes nomes do metal nacional na sede do Conservatório Ever Dream, em São Paulo. Cada uma das salas foi dedicada a um músico de destaque: André Matos (Sala de Regência – Angra/Shaman), Marcelo Pompeu (Sala de Canto – Korzus), Maurício Nogueira (Sala de guitarra – Matanza/Matanza Inc.), Thiago Bianchi (Sala de produção – Shaman/Noturnall) e Ricardo Confessori (Sala de bateria – Korzus/Angra/Shaman).

Foto: Alex Minconi

“Era uma vez uma menina que ouviu Tarja Turunen e Shaman, e falei: Quero estudar música. Sempre ouvi que levava jeito para cantar e era isso que eu queria fazer da minha vida. Quero cantar o que essas pessoas cantam. E assim fui parar no curso de canto lírico. Se hoje sou uma cantora é graças ao André Matos, ao Thiago Bianchi e a Tarja. Depois, passaram-se 15 anos e fiz aula com André Matos, passei um ano de curso com ele e tive não só contato com o gênio da música, mas com o ser humano e a pessoa André Matos.”, elogia Arya Cappia, vocalista da Eve Desire e uma das fundadoras do Conservatório Ever Dream.

O evento de homenagem contou com as presenças de Marcello Pompeu, Thiago Bianchi, Maurício Nogueira, entre outros. Por conta da morte de André Matos, o baterista Ricardo Confessori está cumprindo apenas agenda oficial e não compareceu ao evento.

Foto: Alex Minconi

O Conservatório Ever Dream, criado por Arya e Wagner Cappia (Eve Desire), comemoram os sete anos da escola. Um dos diferenciais do local é oferecer aulas com músicos renomados da cena metal nacional. Entre os músicos que já deram aula no local estão Maurício Nogueira, que comentou sobre o aniversário:

Foto: Alex Minconi

“O conservatório dá oportunidades aos músicos de dar aula. Somos discriminados: ‘metaleiro não lê, isso, aquilo’ e aqui somos bem recebidos. Já vai fazer um ano que estou ajudando quando precisava. Aqui é o lugar ideal para essa reunião e em breve será o epicentro dos músicos de rock em São Paulo”, deseja Maurício.

Inanimalia: explica origem do nome e com se dá processo de composição das músicas

Repleto de simbolismos e intelectualidade, a obra criada pelo Inanimalia, vai muito além de apenas soar como uma banda de Death Metal. O grupo de Ribeirão Preto busca com suas músicas, levar conceitos elaborados sobre uma perspectiva filosófica e psicológica, onde assuntos pertinentes ao existencialismo, perversões e sexualidade, são as bases estudadas e, posteriormente, reescrita para se tornarem músicas do grupo.

Para explicar melhor todo esse processo o guitarrista Rafael Cazuza explica o significado do nomeInanimalia: “é um neologismo derivado da palavra latina Animalia (plural de animalis/anima = alma) juntamente com o prefixo In (negação), significando algo como “os sem alma”. O nome escolhido foi determinado não só pela sonoridade/simplicidade como pela identidade, significado e representação do som que escolhemos fazer, direto e inteligente”.

Rafael e Thales Carosia (Baixo) são os responsáveis pelas composições da banda, sendo Rafael o principal letrista da banda. Essas elaborações líricas abrangem diversos temas da natureza humana. Existencialismo, religião, vivência social, transtornos mentais e sexualidade são expostos como problemas decorrentes de questões sociais.  Utilizando de estudos de grandes pensadores, a bandaInanimalia, desenvolve sua tese, a apresentando em excelentes composições que estão presentes no EP “A Message”.

Rafael menciona como de fato ocorre o processo de criação de uma música e o significado do símbolo/logo da banda: “Geralmente o processo criativo se inicia em duas vias independentes, o processo de criação das letras e o processo de criação do instrumental. Letras que se encaixam em alguma melodia específica são colocadas em alguma música já composta ou alguma música é feita exclusivamente para uma letra já composta. Todo esse processo visa combinar poesia e atmosfera para trazer uma experiência única pra quem escuta”.

“Para completar, o símbolo da banda representa um oroboros, símbolo do eterno retorno. Geralmente representado por duas serpentes, uma viva e uma morta, ou dois círculos, um escuro e um claro. O símbolo tem por finalidade representar que Inanimalia é mais que um projeto, é um processo em eterna evolução, juntando tudo que há entre a vida e a morte e transformando-os em poesia”.

Importante você que está conhecendo o Inanimalia por agora saber sobre esses detalhes, pois muito em breve, a banda irá informar oficialmente detalhes de seu primeiro full da carreira que tem previsão de ser lançado ainda em 2019.

Formação:

Alessandra Lodoli – Vocal

Rafael Cazuza – Guitarra

Thales Carosia – Baixo

Vagner Venâncio – Bateria

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/inanimalia/

Instagram: https://www.instagram.com/inanimalia_official/

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCQFvodF6lAxpbAl8h0WcsJw

Roadie Metal press: http://roadie-metal.com/press/inanimalia/

Okill participa do Brain Storm Metal Fest 7

A banda Okill participa neste sábado, dia 20 de julho, doBrain Storm Metal Fest7, em Itaperica da Serra, juntamente com Tenebrario, Sliron, Cavaleiro Dragão e TerminatorO ingresso para o evento dá direito a um drink da casa, além de concorrer a um sorteio de uma tatuagem no valor de R$300,00, dois piercings, cds e camisetas.

Para este festival, o Okill estará vendendo seu novo modelo de camiseta, no valor de R$40,00, disponível nos tamanhos P, M, G e GG. Além dos shows, todo merchandising está disponível na página oficial do grupo.

Veja aqui um vídeo do vocalista e guitarrista Anderson Mattiello convidando todos para o Brain Storm Metal Fest 7

Serviço:

Dia: 20/07/2018

Hora: 20h

Local: Rancho Do Rock n Roll

Endereço: Rodovia Armando Salles, 376, Olaria, Itapecerica da Serra/SP

Entrada: R$10,00

Página do evento: www.facebook.com/Brain-Storm-Metal-Fest-2303447526588351/

A banda acaba de lançar seu mais recente single e Lyric Video para a faixa “I’m The Way”, que estará presente em seu mais recente disco, intitulado “Reloaded”, com previsão de lançamento para o dia 23 de julho. O play do grupo é uma releitura de músicas antigas, de quando se chamavam Macchina, e veêm para mostrar a nova pegada do Okill, que desde que se tornou um quarteto com duas guitarras, vem apostando em mais peso, mais versatilidade e guitarras dobradas, algo que os fez crescer musicalmente, e que pode ser percebido nos novos arranjos dos seus sons antigos presentes em seu novo lançamento.

A bateria foi gravada no Rising Power Estudios por Regis Ferri, sendo o restante dos instrumentos, mixagem, edição e masterização feitos no estúdio da banda, Okill Home Studio, sob a batuta do vocalista e guitarrista Anderson Mattiello.

Veja aqui o Lyric Video para “I’m The Way”

Acompanhe a banda Okill em:

www.facebook.com/OKILL

www.youtube.com/channel/UCQ3Tbml2leBhMphUtCvj8jw

www.okill.com.br

Assessoria de Imprensa:

www.facebook.com/blacklegionprod
www.blacklegionprod.com

PROJETO MÚSICA EXTREMA, DO BELENZINHO, PROMOVE APRESENTAÇÃO DAS BANDAS D.E.R. E ROT

Bandas de grindcore dividem apresentação na Comedoria da unidade

Em julho, o Sesc Belenzinho traz mais uma edição do Música Extrema,  projeto musical com shows de gêneros e estilos como o noise, heavy metal, hardcore e grindcore. Desta vez, sobem ao palco da Comedoria, no dia 20, sábado, as bandas de grindcore D.E.R. e ROT.

D.E.R. (sigla cujo significado é “Desordem E Regresso”) é uma banda surgida na extrema zona sul de São Paulo, em 1997, localidade que influenciou diretamente ao grupo, que evidencia em seu discurso a disparidade social entre a região periférica e seu entorno.

Foto: Fernando Souza

Com sonoridade repleta de blast beats e influenciada por bandas como DischargeNapalm Death e primeira fase do Bathory, o grupo, em mais de vinte anos de carreira, tem em sua discografia o álbum Quando a Esperança Desaba (2008), o EP Rancor (2017), além dos splits Morte Asceta | D.E.R. (2005) Aberrant | D.E.R. (2012) e Otomanos (2013). Neste último, dividido com a banda Test, as músicas das duas bandas são tocadas simultaneamente em cima da mesma linha de bateria, sendo possível ouvi-las separadamente se o lado esquerdo ou direito do aparelho de som for silenciado. A banda lançou ainda, em 2015, The Kids Will Have Their Say… Again, um split DVD com o Violator.

Com letras em português, o repertório passa por toda a carreira do grupo. O D.E.R. é formado atualmente por Thiago (voz), Renato (Guitarra), Mauricio (baixo) e Barata. 

ROT teve inicio em 1990, formada por Mendigo e Marcelo. Em quase trinta anos de carreira (com uma pausa entre 2008 e 2013) e passando por diversas formações, a banda lançou cinco álbuns completos: Cruel Face of Life, de 1994; Sociopathic Behaviour, de 1998; A Long Cold Stare, de 2002; Your Lie Is Gone – Your Day Has Come, de 2002 e Modern Man Suicide, de 2013, além de incontáveis EPs e splits com bandas nacionais e internacionais. Seu último lançamento é o split com a banda Chikara (Suécia/Bósnia e Herzegovina), de fevereiro de 2019.

Divulgação

Nessa apresentação, o ROT traz repertório similar ao show que fizeram no início de julho desse ano em um dos mais importantes festivais de música extrema do mundo: o Obscene Extreme Festival, na República Tcheca.

Atualmente, a banda é formada por Mendigo (guitarra), Alex Bucho (baixo), Emiliano Borges (bateria), Henrick “Churros” Dário (voz) e Felipe “Leprose” Salvatti (voz). 

D.E.R. e ROT Dia 20 de julho de 2019. Sábado, às 21h30
Local: Comedoria (650 lugares)


Ingressos: R$ 20,00 (inteira); 10,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 6,00 (credencial plena do Sesc – trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes. Ingressos disponíveis pelo portal Sesc SP (www.sescsp.org.br) e nas bilheterias das unidades do Sesc. 
Recomendação etária: 18 anos
Duração: 90 minutos

Sesc BelenzinhoEndereço: Rua Padre Adelino, 1000.
Belenzinho – São Paulo (SP)
Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento
De terça a sábado, das 9h às 22h. Domingos e feriados, das 9h às 20h.
Valores: Credenciados plenos do Sesc: R$ 5,50 a primeira hora e R$ 2,00 por hora adicional. Não credenciados no Sesc: R$ 12,00 a primeira hora e R$ 3,00 por hora adicional.
Para espetáculos pagos, após as 17h: R$ 7,50 (Credencial Plena do Sesc – trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo). R$ 15,00 (não credenciados).

Transporte Público
Metro Belém (550m) | Estação Tatuapé (1400m)


Doctor Pheabes: Confira apresentação na íntegra no Estúdio Showlivre

A banda Doctor Pheabes foi uma das convidadas especiais do Estúdio Showlivre onde se apresentou ao vivo e mostrou toda a sua evolução musical. A Doctor Pheabes foi ao programa para divulgar o novo e bem aceito “Army of the Sun”, que não traz apenas composições inéditas, mas outra roupagem e sonoridade para o grupo. Confira a apresentação no Estúdio Showlivre: https://youtu.be/DnXzD1i0HjE

Além do álbum e participação no Estúdio Showlivre, 2019 promete ser um ano cheio para a banda que acaba de retornar de uma turnê internacional e está com a expectativa de realizar alguns shows pontuais no Brasil, transmissões especiais pela internet e a gravação de um DVD na capital paulista.


O evento que irá celebrar o lançamento de “Army Of The Sun” em São Paulo já tem data marcada e acontece dia 17 de agosto na casa de shows Audio localizada na zona oeste.  


Nesta data além do registro audiovisual o grupo irá celebrar 30 anos de persistência, resistência e conquistas. Todas as arrecadações serão destinadas para Instituição Casa de David que recebe apoio da Rádio 89fm parceira na promoção exclusiva do evento. 

Informações e Ingressos: 
https://www.ticket360.com.br/evento/10826/show-de-lancamento-do-album-army-of-the-sun

Outras informações: 
http://www.doctorpheabes.com/
https://facebook.com/doctorpheabesofficial/
https://www.instagram.com/doctor_pheabes/

Paulo Baron: Confira entrevista para o programa Heavy Talk

O empresário e diretor da Top Link Music, Paulo Baron, concedeu uma entrevista super bacana para o canal Heavy Talk e falou sobre diversos pontos de sua carreira e as bandas com as quais já trabalhou. No vídeo, Paulo relembra histórias do começo do Shaman e vislumbra o futuro do show business para nova geração de bandas e promotores. 

Confira o bate papo: 

https://www.youtube.com/watch?v=5zdHSmkF2kw&t=39s 

Atualmente, Paulo Baron se concentra na divulgação do livro “Rocking All My Dreams”, onde conta sua saga de sucesso no mercado do entretenimento ao vivo e no gerenciamento de carreira de diversas bandas ao redor do mundo.

Garanta já seu exemplar pelo site: https://www.editorainverso.com.br/

Ou nas melhores livrarias do Brasil.
Links relacionados:
http://www.toplinkmusic.com/
https://www.facebook.com/toplinkmusicoficial/
https://www.instagram.com/toplinkmusic/

Roland Grapow: Clássicos do Helloween e Masterplan no Brasil em janeiro de 2020

A TC7 Produções estará produzindo shows de Roland Grapow no Brasil, em janeiro de 2020, tocando os clássicos de sua fase no Helloween, e também do Masterplan.

Os músicos que vão acompanhar Grapow, são figuras conhecidas do público brasileiro – e em alguns shows haverá participações especiais.

As primeiras datas já estão sendo fechadas, e serão divulgadas em breve.

Produtores interessados em levar o show de Roland Grapow para sua cidade (janeiro de 2020), entrem em contato com Tiago Claro, no email:tc7producoes@gmail.com

Roland Grapow nasceu em Hamburgo (Alemanha), em 30 de agosto de 1959, e ficou bastante conhecido por substituir Kai Hansen no Helloween, em 1989. Foram 11 anos de Helloween, onde gravou os grandes álbuns “Pink Bubbles Go Ape” (91), “Chamaleon” (93), “Master Of The Rings” (94), “The Time Of The Oath” (96), “Better Than Raw” (98), “Metal Jukebox” (99) e “The Dark Ride” (00).

Depois que deixou o Helloween, Grapow montou o Masterplan, banda que mantém firme até hoje, e já registrou 6 álbuns de estúdio, 3 EPs e 1 álbum ao vivo. “Pumpkings”, lançado em 2017, é o mais recente e traz músicas de seu período no Helloween – músicas que ele foi co-autor. Ele também já lançou 3 álbuns solo.

Sua discografia ainda contém registros nas bandas Level 10, Rampage e Serious Black, além de inúmeras participações em material de gente como Michael Vescera, Kotipelto, MVP, Locomotive Breath, Gaia Epicus e Shock Machine.

Grapow também é conhecido como um excelente produtor. Atualmente vive na Slovakia com sua esposa.

Produção:
www.facebook.com/tc7producoes/
www.tc7producoes.com

Khorium: presente na compilação ‘Rock Soldiers XXV’

O KHORIUM é uma das bandas presentes na vigésima-quinta edição da lendária coletânea ‘Rock Soldiers’, que há mais de 20 anos exportar a Música Pesada brasileira para o mundo.

Além dos cariocas que participam com a já clássica ‘Midiocracia’, bandas como Barril de Pólvora e Cova Rasa também estão presentes. Nesta edição o destaque vai também para a participação de bandas estrangeiras.

A UGK Discos, responsável pelo lançamento do material, informa que a ‘Rock Soldiers XXV’ será liberada até o final de junho, mas a pré-venda já começou. Mais infos pelo e-mail ugoskimarivan@gmail.com

O teaser com as bandas participantes desta edição você confere pelo link:

O KHORIUM promove o álbum ‘Idiocracia Tropical Contemporânea’, que está disponível para streaming nos principais apps do planeta, confira alguns links:

Spotify: https://is.gd/0dRRgT
Deezer: https://is.gd/a5qILF
Apple Music: https://apple.co/2ZUx0gD
YouTube Music: https://bit.ly/2Xz9I2c
Google Play Store: https://bit.ly/2LkivhW
YouTube (canal da banda): https://bit.ly/2ILcPvP
BandCamp: https://khorium.bandcamp.com/
SoundCloud: https://bit.ly/2KCkwX4
AudioMack: https://bit.ly/2X6Fe8k

O álbum também está disponível no site Palco MP3, onde é possível ainda conferir toda a acidez das letras do grupo:

https://www.palcomp3.com.br/khorium/discografia/idiocracia-tropical-contemporanea/

Links relacionados:
E-Mail: khoriumband@gmail.com
Facebook: https://www.facebook.com/khoriumband
Instagram: https://www.instagram.com/khoriumband
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCi2Vu6lPGLmVCLbGRwjvy7Q
Spotify: https://open.spotify.com/artist/4mWFx6jSlE2dwM9okmIsby
iTunes: https://itunes.apple.com/br/artist/khorium/1214037229
Metal Media: http://metalmedia.com.br/khorium

Tormenta: entrevista para o site do SESC

Fazendo parte das atrações do PANDEMIA ROCK, organizado pelo SESC Birigui, a banda ribeirão-pretana TORMENTA acabou de conceder um ótima entrevista para o portal do SESC.

A entrevista foi respondida pelo frontman Rogener Pavinski, que falou sobre curiosidades da banda e sobre o atual cenário do rock, confira:

https://www.sescsp.org.br/online/artigo/13351_THRASH+METAL+SEM+LIMITES

O projeto PANDEMIA ROCK tem como objetivo de tornar a região Noroeste do estado de São Paulo referência no consumo e na produção de rock pelos jovens e pelos grupos musicais locais. Iniciado no dia 10 de julho, com encerramento no dia 20 do mesmo mês, o PANDEMIA ROCK reúne workshops, shows e muita interatividade com o público.

Na parte de shows, se apresentam nomes como Raimundos e Panndora, entre outros. A TORMENTA se apresenta no dia 20 de julho com início marcado para às 18h, saiba mais aqui:

https://www.sescsp.org.br/programacao/197524_BANDA+TORMENTA

A TORMENTA segue promovendo ‘Batismo da Dor’, seu primeiro álbum completo. O material está disponível em formato digital em todos os principais aplicativos de música digital, confira alguns links:

Spotify: https://open.spotify.com/album/5IxD1FlM6OngkeLbEu6t1p
iTunes: https://itunes.apple.com/gb/album/batismo-da-dor/1454011924
Deezer: https://www.deezer.com/br/album/88295662
Google: http://bit.ly/2YnDDav

Quem preferir o material físico, ‘Batismo da Dor’ em digipack e outros itens de merchandise estão disponíveis para venda e pode ser comprado diretamente com a banda pelo site oficial:

www.tormentametal.com

Links Relacionados:
E-mail: contato@tormentametal.com
Site: http://tormentametal.com
Facebook: https://facebook.com/tormentametal
Instagram: https://instagram.com/
Metal Media: http://metalmedia.com.br/tormenta

Michel Marcos: produtor é destaque em empresa internacional

O produtor brasileiro figurou no Instagram oficial da empresa Joey Sturgis Tones, também conhecida como JST. Para quem não conhece, a empresa estadunidense é uma das mais respeitadas no ramo de desenvolvimento de software para produção musical. Conheça mais da empresa: https://joeysturgistones.com

Michel, além de gravar, produzir, editar vídeos, lyrics e uma infinidade de outras opções, também oferece serviços de manutenção e assessoria de computadores para estúdio. Com esse trabalho, músicos e pessoas interessadas em montar seu estúdio, mas que não tem o know-how necessário para iniciar os trabalhos, pode contar com a expertise de Michel Marcos para que o projeto vire realidade.

Além disso, Michel Marcos e seu estúdio lançaram o volume 1 do ‘Curso de Produção Musical e Home Studio’. O curso é extenso e vendido em um único módulo, completo, ao comprar todo o material já está disponível. O curso está à venda pelo link abaixo e conta com várias formas de pagamento:

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1090896198-curso-de-produco-musical-e-home-studio-vol-1-_JM

O músico também lançou seu próprio curso de produção musical através da Hotmart, uma das maiores empresas do seguimento. Para adquirir

https://pages.hotmart.com/n11476090b/curso-de-producao-home-studio-vol-i

Conheça mais do M&H Studio e de todo seu trabalho:
Facebook – https://goo.gl/RhmqEB
Instagram – https://goo.gl/5p3Q80
Twitter – https://goo.gl/H957pv
Youtube – https://goo.gl/s33z22

Dia do Rock: Rock in Rio lança palco Supernova e anuncia novas atrações

Armored Dawn e Gabriel Elias são os primeiros headliners confirmados do palco que reunirá expoentes da música na Cidade do Rock

Foto: Du Firmino

O Dia do Rock é comemorado nesse sábado, dia 13. Para comemorar, o Rock in Rio está lançando os primeiros headliners do Supernova, palco que teve o nome escolhido através de votação popular e que vai reunir novos expoentes da música em um lugar privilegiado com vista para toda a Cidade do Rock.

Votado através das redes sociais, o Supernova já tem duas atrações definidas: o cantor de reggae e surf music Gabriel Elias e a banda de metal Armored Dawn. Eles se apresentam nos dias 29 de setembro e 04 de outubro, respectivamente.

“Na contagem regressiva dos 100 dias do Rock in Rio lançamos três novos palcos para a edição desse ano. O nome de um deles estava em votação popular e ganhou hoje o nome de Supernova. O novo palco promete ser mais uma grande atração do festival”, afirma Luis Justo, CEO do Rock in Rio.

Além do Supernova, o Rock in Rio anunciou mais dois novos palcos. Estrategicamente posicionados próximos às duas entradas do festival, os Palcos Cariocas vão reunir artistas independentes durante toda a tarde fazendo um aquecimento do público. As inscrições para as bandas já estão acontecendo no link https://estacaorockinrio.com.br/

A última novidade fica na Rota 85. O palco Highway Stage levará para a Cidade do Rock a atmosfera das estradas americanas com as bandas Cash Crash, Os Caras e Carol e JP Bonfá. As atrações vão levar para este novo palco o clássico Rock & Country Blues.  

O Rock in Rio 2019 sempre busca oferecer ao público uma experiência ainda mais inesquecível. Só nesta edição, o festival traz cinco novas áreas: Espaço Favela, NAVE- Nosso Futuro é Agora, Fuerza Bruta, Rota 85 e a área dedicada à Dance Music – o New Dance Order. Ao todo são 16 espaços de atrações ocupando 385 mil m² do Parque Olímpico. Esta é considerada a maior Cidade do Rock de todos os tempos e a edição do festival com o maior número de atrações desde sua criação, em 1985.

Foto: Stefano Loscalzo

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


Oxigênio Festival lança edição diversificada e 34 bandas já são reveladas

Lineup é o mais diversificado da história do Oxigênio, que vai do pop punk ao metal, passando por música folk e rock alternativo

Foto: Mara Alonso

Consolidado entre os grandes festivais da música nacional, o Oxigênio Festival chega robusto e plural à sexta edição, que acontece entre os dias 13 e 15 de setembro no Via Matarazzo, em São Paulo. Neste ano, as produtoras Gig Music e Hangar 110 ousaram ainda mais e costuraram um lineup com bandas de diversos estilos, entre nomes consagrados, super-revelações, bandas clássicas que recém voltaram às atividades e outras que a cada dia conquistam mais fãs. Em coletiva de imprensa realizada na noite de 11 de julho, no Hampton Park Hotel (SP), 34 atrações já são reveladas – mas tem mais por vir! 


Participaram da coletiva os representantes das produtoras idealizadoras, além de músicos do CPM 22, Strike, Far From Alaska, The Monic e Supercombo. Na plateia, estavam representantes de 40 veículos de imprensa. 

A gama de sonoridades que vai ecoar nos três dias de Oxigênio Festival está maior: terá, como de costume, punk, hardcore, rock alternativo, indie mas também terá metal, rock n roll, pop rock, pop punk e até música folk.

A estrutura será basicamente a mesma da vitoriosa edição de 2018, que além de dois palcos, oferecerá diversas atividades relacionadas a games e skate. Uma novidade é o Karaoke Band, em que qualquer pessoa da plateia pode – previamente, por meio de cadastro junto à Gig Music – escolher uma música, agendar horário e subir ao palco para cantar.

Além das bandas já anunciadas (veja abaixo), um nome de peso e histórico do rock nacional será revelado no próximo mês de agosto. Em paralelo, e já costumeiro, o Oxigênio abre concurso para selecionar as bandas de abertura; serão três, uma para cada dia. As regras para participar – e vencer – serão divulgadas nos próximos dias.  

Como nas edições anteriores, o Oxigênio conta com a parceria de grandes marcas, que realizarão ações durante os três dias do festival. São elas: Vans, Budweiser, Goose Island, Monster Energy e Jack Daniels.

Confira as atrações já confirmadas: CPM 22, Francisco El Hombre, Far From Alaska, Big Up, Supercombo, Strike, Pense, Terra Celta, Dibob, Sugar Kane, Glória, O Bardo e o Banjo, Rivets, Granada, Rumbora, Autoramas, Teco Martins ॐ Sala Espacial, Esteban, Zumbis do Espaço, Nervosa, Bayside Kings, O Inimigo, Codinome Winchester, Darvin, Cefa, Molho Negro, Charlotte Matou um Cara, Cólera, Violet Soda, Armada, The Mönic e Wiseman.

SERVIÇO

Oxigênio Festival 2019, em setembro

Evento: https://www.facebook.com/events/340058723359517/

Data: 13, 14 e 15 de setembro

Horário: 13 horas (abertura); 14 horas (início dos shows) 

Local: Via Matarazzo 

Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 764, 05001-000, Água Branca, São Paulo, SP

Ingresso: R$ 190 (para os três dias – meia/promocional) e outras opções (é possível comprar por dia)

Online:https://pixelticket.com.br/eventos/3724/oxigenio-festival-2019

Físico: Locomotiva Discos, na Rua Barão de Itapetininga, 37 (sem taxa)

Censura: 14 anos