Tag Archives: Helloween

Roland Grapow: Guitarrista do Masterplan e ex-Helloween retorna ao Brasil na semana que vem

Neste ano, o guitarrista alemão Roland Grapow (Masterplan e ex-Helloween) esteve no Brasil em fevereiro, onde fez apenas 3 apresentações. Agora ele retorna neste mês de julho, para 6 shows.

Confira as datas:
11/07 – Catanduva/SP @Sesc Catanduva
13/07 – Cordeirópolis/SP @Motor Rock
14/07 – São Bernardo do Campo/SP @Rock Clube
18/07 – São Paulo/SP @Manifesto Bar
20/07 – Itaí/SP @Itai Rock In Fest
21/07 – Franco da Rocha/SP @Festival Franco do Rock*

*participação no show do Golpe de Estado

Nessa tour, Roland Grapow se apresentará ao lado de grandes músicos do metal nacional, como João Luiz (vocal, Golpe de Estado), Fábio Carito ( baixo, Warrel Dane/ Metallium), Affonso Junior (guitarra, Revenge/Solo) e Marcus Dotta (bateria, Warrel Dane/ Metallium); Ricardo Peres (ex-vocalista do Seventh Seal) será o convidado especial.

O setlist dos shows trará muita coisa do Helloween e do Masterplan – alguma, diferentes das tocadas nos shows do começo do ano. Do Helloween estarão sons do “Master of The Rings”, “The Time of The Oath”, “The Dark Ride”,  “Pink Bubbles Go Ape” e “Chamaleon”.

Depois de 11 anos de silêncio, o Masterplan lançou um novo single “Rise Again”. O Lyric Video Oficial de “Rise Again” pode ser conferido aqui:

Em 1980 Grapow integrou a banda Rampage, onde tocava  guitarra e era o vocalista. Mas seu nome ficou bastante conhecido, quando substituiu o guitarrista Kai Hansen no Helloween, em 1989. De lá pra cá ele coleciona hits do Heavy Metal em sua carreira – incluindo o Masterplan, banda da qual ele lidera desde 2001, e coleciona 6 álbuns e 2 EP’s. Curiosamente, o mais recente, “PumpKIngs” (2017) traz 11 músicas de sua ex-banda, o Helloween.

A responsável pela tour é a TC7 Produções.
Infos: tc7producoes@gmail.com

Para mais informações sobre os shows, acesse:
www.tc7producoes.com

Edu Falaschi anuncia lançamento de DVD ‘Temple of Shadows In Concert’ no Brasil

Primeiras unidades serão vendidas com benefícios especiais no canal oficial do Whatsapp do artista, posteriormente em sua loja do site oficial e nos shows da turnê “Rebirth Live in SP Revisited 20 anos” por todo o país

Finalmente, após anos desde o lançamento no Japão, Edu Falaschi anuncia o lançamento do DVD ‘Temple of Shadows In Concert’ no Brasil. Após a liberação de todos os direitos, o vocalista agora pode vender um produto que foi muito pedido pelos fãs em todos estes anos.

Link do canal no Whatsapphttps://whatsapp.com/channel/0029VaA55dVISTkEiNKvuV0J

O DVD foi filmado pela Foggy Filmes, com direção geral de Junior Carelli e Rudge Campos. O show foi gravado na casa de espetáculos Tom Brasil (atual Tokio Marine Hall), em São Paulo, para mais de 4 mil pessoas e contou com a Orquestra Bachiana Filarmônica regida pelo maestro João Carlos Martins. Também participaram do show como convidados especiais, Sabine Edelsbacher (Edenbridge), Kai Hansen (Helloween), Michael Vescera (ex-Malmsteen), Tiago Mineiro e Guilherme Arantes.

Assista no YouTubehttps://www.youtube.com/watch?v=Zfi2vArG6Q4&t=4855s

Edu Falaschi fala sobre a liberação da venda do DVD no Brasil:

“Eu esperei muito por esse momento, vocês não fazem idéia, eu fiz de tudo para tornar esse sonho uma realidade e desistir nunca foi uma opção, finalmente vou poder dar aos fãs brasileiros o que desejei desde o início desse projeto, sei que passaram alguns anos, mas está ai, todos podem ter em mãos a materialização de um sonho”

Tracklist “Temple Of Shadows In Concert”:

01 – 5th Symphony In Cm – Allegro Con Brio (L. Beethoven)
02 – Gate XIII
03 – Deus Le Volt
04 – Spread Your Fire
05 – Angels And Demons
06 – Waiting Silence
07 – Wishing Well
08 – The Temple Of Hate
09 – The Shadow Hunter
10 – No Pain For The Dead
11 – Winds Of Destination
12 – Sprouts Of Time
13 – Morning Star
14 – Late Redemption
15 – Planeta Água
16 – Violin Concert In Gm – The Four Seasons (Summer) – Presto (A. Vivaldi)
17 – Streets Of Florence
18 – The Glory Of The Sacred Truth
19 – Rebirth
20 – In Excelcis
21 – Nova Era

Outras informaçõeshttp://www.edufalaschi.com.br/

Em tom nostalgico, Monsters of Rock coloca 55 mil pessoas no Allianz Parque

Por Thiago Tavares
Fotos: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O Monsters Of Rock sem sombra de dúvidas é um dos festivais mais agitados para os fãs do Rock e do Metal no Brasil. Desde 1994, ano de sua primeira edição, conquistou a admiração e respeito por todos, trazendo grandes lendas do cenário musical como Megadeth, Black Sabbath, Iron Maiden, entre outros. E quem esteve na primeira edição em 94 no Estádio do Pacaembu, sentiu a nostalgia ao pisar no Allianz Parque, ainda mais que o festival passou por um hiato de oito anos abolindo o formato anterior de dois dias de apresentações.

Este ano, o set foi 100% gringo: Kiss, Scorpions, Deep Purple, Helloween, Candlemass (em substituição ao Saxon), Symphony X e Doro foram os responsáveis em animar a multidão que compareceu e tomou o Allianz Parque em um público estimado em 55 mil pessoas.

No que se pode dizer perante a organização e estrutura é meio que batido no que se diz respeito ao Allianz Parque. Uma vez que a estrutura foi construída com o devido propósito de receber eventos de grande porte e não só eventos esportivos, a organização não teve trabalho em manter o festival em devido funcionamento e ordem. E claro, para um evento de grande magnitude, irão ter alguns problemas no meio do caminho como filas nos banheiros, nas lanchonetes e bares, mas nada que atrapalhasse a diversão de todos. Aqui deve-se destacar com a devida honra o trabalho do pessoal da limpeza, os caixa itinerantes e dos organizadores de fluxo que não deixaram a peteca cair e sempre estavam à disposição em ajudar e orientar os espectadores em obterem a melhor experiência em tudo.

Outro ponto a se observar foram as estruturas do palco. Uma vez que entrei um pouco antes da primeira atração, pude observar com detalhes o tamanho da brincadeira, com destaque aos amplificadores e telões laterais enormes e já imaginando o que iriam proporcionar para mais tarde, fazendo que realmente quem estivesse presente, independentemente de onde estava (na pista comum ou nas arquibancadas) tivesse uma vivência fora do comum.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Quem iniciou os trabalhos da sétima edição do Monsters Of Rock foi a rainha do metal Doro Pesch, onde pela sua quarta passagem pelo Brasil desembarcou com sua banda de apoio, formado pelo guitarrista brasileiro Bill Hudson, Johnny Dee na bateria, Bas Maas na segunda guitarra e o baixista Stefan Herkenhoff. A apresentação começou pontualmente as 11:30 com um público ainda tímido e com um tempo bastante agradável.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Em alguns momentos, ela arrancou coros da galera, sob olhares de satisfação dos músicos, sendo um verdadeiro termômetro de que desempenharam um ótimo papel no palco e que também foi satisfatório ao público presente.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

I Rule the Ruins (Warlock)

Earthshaker Rock (Warlock)

Burning the Witches (Warlock)

Fight for Rock (Warlock)

Raise Your Fist in the Air (Doro)

Metal Racer (Warlock)

Hellbound (Warlock)

Revenge (Doro)

All We Are (Warlock)

All for Metal (Doro)

A seguir, entra o metal progressivo marcando presença no Monsters, desta vez com o Symphony X como a segunda atração, banda esta que também há uma lacuna de tempo que não vinha ao Brasil: julho de 2022 para ser mais preciso, quando teve uma passagem pela América Latina, com quatro shows no Brasil. Como não tinham um trabalho mais recente a ser divulgado (o último lançado em 2015 com o álbum Underworld), o grupo fez um mix de sucessos visando os álbuns lançados entre 1996 e 2015.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Mas nem tudo foram flores na apresentação da banda onde problemas técnicos prejudicaram de forma considerável. Ao longo da apresentação, a guitarra de Michael Romeo apresentava um certo ruido (embolada) e chiados da reprodução de alguma base foram percebidos e estas falhas não foram sanadas durante a performance. Fora isso, uma falha no retorno em “Set the World on Fire” deixou Russell Allen bem irritado, ao ponto de pegar o pedestal e atirar para o fundo do palco.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O resultado da saga: O público não abraçou o show deles e era perceptível quando se via a galera bem pra baixo ou até mesmo dispersa circulando pela pista ou transitando para outros locais, para poder se alimentar ou ir ao banheiro. Era tão perceptível isso que em alguns momentos Russell questionou se a galera estava “acordada” e em outro momento, com uma ironia: “Onde fumo um desses para ficar tão animado quanto vocês?”

Nevermore

Serpent’s Kiss

Sea of Lies

Without You

Kiss of Fire

Run With the Devil

Set the World on Fire (The Lie of Lies)

O Candlemass teve uma missão difícil no Monsters of Rock, já que a substituição dos lendários britânicos do Saxon não foi bem recebida nas redes sociais do festival. O som pesado e arrastado da banda parecia deslocado em um evento com atrações principais como Kiss e Scorpions. No entanto, o Candlemass não é uma banda iniciante e conseguiu superar as expectativas.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Para começar o show, o sistema de som tocou “Marche Funebre”, tema de Chopin que é tradicionalmente utilizado como abertura nos shows da banda. O baixista e principal compositor, Leif Edling, foi o primeiro a subir ao palco e colocou os óculos, aparentando espanto com a quantidade de gente presente. A banda iniciou o show com “Mirror Mirror”, faixa de abertura de “Ancient Dreams”, seguida de “Bewitched”, com seu riff arrastado que manteve a empolgação do público.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Apesar de dois discos bem recebidos desde a entrada de Johan Längqvist nos vocais em 2018, a banda se focou em seus dois primeiros álbuns. Längqvist interpretou com maestria as faixas de “Epicus Doomicus Metallicus”, gravadas originalmente com ele como contratado sem se apresentar ao vivo com a banda. Lars Johansson não pode comparecer e foi substituído por Fredrik Åkesson, atual membro do Opeth.

A boa resposta do público veio com força em “A Sorcerer’s Pledge”, música do disco de estreia da banda, que terminou com a banda estendendo sua melodia final para os coros dos presentes. A apresentação dos suecos foi encerrada com “Solitude”, recebendo aprovação geral dos presentes.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Ao final da apresentação, o público aplaudiu de pé o Candlemass, que mostrou que o doom metal ainda tem muito a oferecer nos dias de hoje. Com sua técnica apurada, suas melodias envolventes e sua presença de palco imponente, a banda sueca conquistou novos fãs e deixou os antigos ainda mais apaixonados por sua música. Certamente, um presente para quem teve a oportunidade de assistir ao show.

Mirror Mirror

Bewitched

Under the Oak

Dark Are the Veils of Death

Crystal Ball

The Well of Souls

A Sorcerer’s Pledge

Solitude

Assistir ao show do Helloween no Allianz Parque e pode-se dizer que não há experiência mais divertida no heavy metal atual do que essa. O clima entre os guardiões das sete chaves, desde 2016 como um septeto em função das voltas de Michael Kiske (voz) e Kai Hansen (guitarra e voz), é muito bom e isso é transmitido ao público de forma natural.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Durante a apresentação, um problema com a cortina, que deveria cair no primeiro segundo da música de abertura, “Dr. Stein”, ocorreu, mas nem mesmo isso deixou o grupo completo mal-humorado. Levou apenas um minuto até que o tecido fosse removido e a canção rolou normalmente, com os integrantes ocupando as beiradas do palco que não estavam tampadas. Com o Helloween, até um contratempo vira diversão.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O público ficou bastante entusiasmado com a execução de “Eagle Fly Free”, tocada logo após “Dr. Stein”, que foi cantada por vários presentes junto com Kiske, que continua um gigantesco vocalista – talvez até melhor do que na juventude. “Power”, com Deris, também fez a galera vibrar e entoar o fraseado de guitarra na base do “ôôô”.

Devido ao tempo reduzido de show (55 minutos aproximadamente), o medley de “Walls of Jericho” (1985) com Kai Hansen no vocal foi reduzido a apenas “Ride the Sky” e “Heavy Metal (Is the Law)”, o que foi um acerto. Apesar disso, emplacar duas baladas em sequência – “Forever and One (Neverland)” e “If I Could Fly” – esfriou um pouco o público. A primeira foi bem-vinda, especialmente pelos entrosados vocais combinados de Michael Kiske e Andi Deris; a segunda, nem tanto.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

A representante solitária do recente álbum homônimo de 2021, “Best Time”, também foi a única a trazer vocais de Kiske, Deris e Hansen – ainda que este último mais fale do que cante por aqui. O encerramento em alto nível com “Future World” e “I Want Out” reforçou o caráter celebrativo da reunião do Helloween. Na última, a vibe era tão festiva que foram atirados ao público diversos balões alaranjados, ilustrados com a abóbora do clássico logo.

Dr. Stein

Eagle Fly Free

Power

Ride the Sky / Heavy Metal (Is the Law)

Forever and One (Neverland)

If I Could Fly

Best Time

Future World I Want Out

Já o show do Deep Purple no Allianz Parque, em São Paulo, foi uma verdadeira celebração à história da banda. Com integrantes como Ian Gillan e Roger Glover, ambos com 77 anos, e outros dois com 74, Ian Paice e Don Airey, o público presente teve a oportunidade de testemunhar a entrega de uma performance honesta e sem artifícios.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Os músicos apresentaram um setlist que valorizou as capacidades físicas dos integrantes mais velhos, mas sem deixar de lado a injeção de peso oferecida pelo guitarrista Simon McBride, de 44 anos. McBride, que é o substituto de Steve Morse, impressionou a plateia com sua bela interpretação das linhas de Ritchie Blackmore, o ex-guitarrista da banda.

O show teve altos e baixos, mas ganhou destaque com músicas como “Highway Star”, “Lazy” e “When a Blind Man Cries”. O público também se animou com o solo de teclado de Don Airey, que incluiu trechos de “Mr. Crowley”, de Ozzy Osbourne, além de clássicos da música brasileira.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

A parte final do show foi marcada por “Space Truckin'” e “Smoke on the Water”, que encerraram a parte regular do set e antecederam o primeiro bis do evento. O quinteto retornou ao palco para tocar “Hush” e “Black Night”, tendo um solo de baixo acompanhado por bateria entre elas. Na canção final, o público se dispôs a cantar os riffs em coro e interagir com solos de Simon McBride.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O show do Deep Purple não foi um típico festival a céu aberto, mas sim uma apresentação intimista e contemplativa, que funcionou muito bem para aquele fim de tarde no Allianz Parque. De qualquer forma, a banda entregou uma performance emocionante e verdadeira, que certamente ficará na memória dos fãs brasileiros por muito tempo.

Highway Star

Pictures of Home

No Need to Shout

Uncommon Man

Lazy

When a Blind Man Cries

Anya

Perfect Strangers

Space Truckin’

Smoke on the Water

Hush Black Night

Quase 45 minutos de intervalo se passaram com filas enormes nos banheiros e bares lotados, mas finalmente as luzes se apagaram e os veteranos do Scorpions subiram ao palco, sem frescuras ou atrasos, para começar o show com “Gas in the Tank”, a faixa de abertura de seu último disco lançado em 2022, intitulado “Rock Believer”.

Apesar de já terem feito nove apresentações em São Paulo, o Scorpions não decepcionou o público e entregou um show emocionante, mesclando algumas músicas do último álbum com hits dos anos 80, ignorando a fase setentista da banda. Isso não foi um problema, já que o público não estava lá para ser surpreendido, mas sim para cantar e se divertir com as músicas que já conheciam.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O desempenho da banda foi incrível, com destaque para a vitalidade e o peso da performance do baterista sueco Mikkey Dee, que se juntou ao grupo após anos tocando com Lemmy Kilmister no Motörhead. Logo de início, a banda tocou “Make it Real” e “The Zoo”, duas faixas do álbum “Animal Magnetism” de 1980, mostrando que estavam ali para arrasar.

Durante a apresentação, a banda fez três pausas instrumentais, fundamentais para que o vocalista Klaus Meine, que já tem 74 anos de idade e histórico de problemas de saúde, pudesse descansar a voz. Meine se esforçou bastante e conseguiu atingir as notas agudas de sua voz, sem decepcionar o público. Rudolf Schenker também deu um show à parte, percorrendo o palco com muita energia, mesmo com seus 74 anos.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

As músicas do último disco não receberam a mesma reação do público que os grandes sucessos da banda, como “Bad Boys Running Wild” e “Still Loving You”, que fizeram a plateia cantar em coro e acender as lanternas dos celulares. “Delicate Dance”, uma música instrumental repleta de solos de guitarra de Matthias Jabs, também foi um momento emocionante do show.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Ao final, a banda fechou a apresentação com “Rock You Like a Hurricane”, levando o público ao delírio. Não houve grandes surpresas, mas o show do Scorpions foi emocionante e deixou o público com um gostinho de quero mais. E, se a fila enorme para os banheiros após o show foi alguma indicação, o público não quis perder um minuto dessa experiência incrível.

Gas in the Tank

Make It Real

The Zoo

Coast to Coast

Seventh Sun

Peacemaker

Bad Boys Running Wild

Delicate Dance

Send me an Angel

Wind of Change

Tease Me Please Me

Rock Believer

New Vision

Black Out

Big City Nights

Still Loving You

Rock You Like a Huricane

O show do Kiss no Allianz Parque em São Paulo foi quente e eletrizante. A banda fez uma apresentação inesquecível, levando o público ao delírio com suas músicas clássicas. Mesmo com o frio da noite de outono, a multidão aqueceu a pista com a energia emanada do palco. A banda executou sucessos como “Shout it out Loud” e “Deuce” no início do show, mantendo a empolgação da plateia. Com a execução de “I Love it Loud”, os membros da banda promoveram um verdadeiro show pirotécnico, com Gene Simmons cuspindo fogo no palco.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

A plateia era composta por jovens e adultos, com muitos pais levando seus filhos para assistir ao show da banda icônica dos anos 70. A apresentação do Kiss também contou com Tommy Thayer, que se juntou à banda há mais de vinte anos, fazendo um solo de guitarra e animando a multidão com fogos de artifício.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Apesar de ter sido um festival, o cansaço já era visível em alguns fãs, que estavam presentes no local havia horas. A música “Say Yes” teve uma reação morna da plateia, enquanto “Cold Gin” pareceu um lado B obscuro. Mas, “Calling Dr. Love”, do álbum “Rock and Roll Over”, restabeleceu a ordem e a empolgação da multidão. O público cantou junto com a banda a clássica “God of Thunder”, tornando o momento o mais marcante e satânico da noite.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

O bis do show teve “Love Gun” e “I Was Made For Lovin’ You”, que fizeram a multidão dançar e cantar junto. A apresentação terminou com a música “Black Diamond”, sob a voz de Eric Singer, e a banda se retirou do palco. Foi um show inesquecível para os fãs de todas as idades, uma noite quente e repleta de clássicos do rock. O Kiss realmente mostrou por que é conhecido como a banda mais quente do mundo.

Foto: Ricardo Matsukawa/Mercury Concerts

Detroit Rock City

Shout It Out Loud

Deuce

War Machine

Heaven’s on Fire

I Love It Loud

Say Yeah

Cold Gin

Lick It Up

Makin’ Love

Calling Dr. Love

Psycho Circus

100,000 Years

God of Thunder

Love Gun

I Was Made for Lovin’ You

Black Diamond

Beth

Do You Love Me

Rock and Roll All Nite

Em nome do Ponto Zero, agradecemos a Mercury Concerts e a Simone Catto da Catto Comunicação pelo fornecimento da credencial para esta cobertura que certamente não sairá da minha cabeça por muito tempo.


Angra e Helloween juntos no Monsters Of Rock Colômbia

No último dia 15 de abril o Angra se apresentou no Monsters Of Rock Colômbia, em Bogotá, juntamente com outras grandes bandas como Kiss, Scorpions, Deep Purple e Helloween.

As apresentações que aconteceram no Estádio El Campín levaram os fãs à loucura e também promoveram muitos encontros entre os artistas.

O Angra e seu empresário Paulo Baron estiveram com os Scorpions e também com o Helloween. No dia seguinte eles pegaram o mesmo voo para o Brasil, visto que o Helloween também se apresenta no Monsters Of Rock Brasil.

Esse encontro rendeu muitas boas conversas e risadas.

Paulo Baron postou em seu instagram, veja:
https://www.instagram.com/p/CrIoV1XghD-/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

Monsters of Rock divulga horários dos shows

Monsters of Rock 2023 anunciou os horários dos shows da edição deste ano. A 7ª edição do evento ocorre no dia 22 de abril de 2023 (sábado), no Allianz Parque, em São Paulo, e vai reunir os mestres absolutos do rock mundial: KISS, SCORPIONS, DEEP PURPLE, HELLOWEEN, CANDLEMASS, SYMPHONY X e DORO.

Confira a programação a seguir:
11h30 – Doro
12h30 – Symphony X
13h30 – Candlemass
15h00 – Helloween
16h30 – Deep Purple
18h45 – Scorpions
21h00 – KISS

Ainda há ingressos disponíveis nosite Eventim https://www.eventim.com.br/monstersofrock2023.

A produção também informou a lista de itens que o público não pode levar para o festival, entre eles estão máquinas fotográficas profissionais, gravadores e filmadoras, armas de fogo e branca de qualquer tipo ou espécie, guarda-chuvas, correntes e cinturões, canetas, tesoura, capacetes de motos, malabares e balões em geral, cigarros eletrônicos, bandeira com mastro, etc.

Veja a lista completa dos itens proibidos:
• Arma de fogo e branca de qualquer tipo ou espécie (facas, canivetes, etc);
• Guarda-Chuvas (de qualquer tamanho);
• Correntes e cinturões;
• Objetos Pontiagudos (Canetas)
;• Objeto Perfuro Cortante (Tesoura, Cortador de unha, Lâmina de barbear);
• Materiais ou objetos que possam causar ferimentos;
• Capacetes de motos e similares.
• Malabares e Balões em geral;
• Dispositivos eletrônicos para Fumar(cigarros eletrônicos, e-cigaretes, e-ciggy, ecigar, entre outros e Juice (líquido para o vape);
• Fogos de artifício e de estampido (de qualquer espécie);
• Substâncias Tóxicas;
• Bebidas Alcoólicas;
• Remédios (exceto se acompanhados de prescrição médica);
• Bandeira com mastro;
• Papel em rolo de qualquer espécie, jornais e revistas;
• Garrafas plásticas, latas, vasilhames, copo de vidro ou qualquer outro tipo de embalagem, contendo bebidas ou refrigerantes de qualquer natureza que, direta ou indiretamente, possam provocar ferimentos em caso de esforço físico isolado ou generalizado;
• Máquinas fotográficas profissionais (lente intercambiável);
• Gravadores e Filmadores;
• Tablets e Notebooks;
• Frutas inteiras;
• pingentes, haste de selfie e roupas e acessórios com formatos e partes pontiagudas que possam machucar e causar lesões;
• Alimentos: apenas permitido alimentos industrializados, com a embalagem lacrada originalmente como salgadinhos, bolachas. Frutas apenas cortadas.

O público que comparecer ao Allianz Parque também encontrará merchandising oficial do festival à venda.

Sobre as bandas

Formada em Nova York em 1973 por Paul Stanley e Gene Simmons, o KISS promete fazer um show lendário no MONSTERS OF ROCK. Será um momento único, uma homenagem ao primeiro headliner do Monsters of Rock (1994) e aos fãs que vêm acompanhando o festival por quase três décadas. O legado do KISS continua a crescer, geração após geração, transcendendo idade, raça e credo. A banda, recordista de Discos de Ouro nos EUA, vai comemorar o cinquentenário no palco do Monsters, e essa apresentação será um dos últimos 50 shows do KISS no mundo!

A noite será de estreias também no Monsters. Com 120 milhões de discos vendidos e mais de 5 mil shows em todo o planeta, o Monsters traz a lendária Scorpions, a mais bem-sucedida banda de rock alemã, com um show do Rock Believer Tour, do álbum lançado em fevereiro. Já se passaram mais de 50 anos desde que Klaus Meine, Rudolf Schenker e Matthias Jabs vagavam pelas ruas de Hannover, quando formaram o Scorpions. Nessa jornada, eles vêm encantando os roqueiros com clássicos como: “Wind Of Change”, “Rock You Like A Hurricane” e “Still Loving You”.

E mais um estreante dos sonhos no Monsters. Sim, o Deep Purple, simplesmente a realeza do rock, que faz parte da trilha-sonora de todos os roqueiros. Não há uma palavra suficientemente boa para definir a contribuição deles para a música. Em 2008, o Deep Purple recebeu o prêmio ‘Legend Award’ no World Music Awards. E em 2016, entraram para Hall da Fama do Rock and Roll. O 7º Monster será uma oportunidade única para rever Ian Gillan, Roger Glover, Ian Paice, Don Airey e Simon McBride.

Já o Helloween, ícone absoluto do speed metal melódico, fará sua segunda apresentação no festival, a primeira foi em 1996. Aliás, essa banda alemã vive um momento singular. Estão percorrendo o mundo com a imbatível UNITED FORCES TOUR 2022-2023, que está enlouquecendo o público de todo o planeta com performances absurdamente perfeitas de Andi Deris, Michael Kiske, Michael Weikath, Kai Hansen, Markus Grosskopf, Sascha Gerstner e Dani Löble. Aliás, além de toda competência musical, é também a energia e o entusiasmo especial que definem o Helloween!

Candlemass foi fundado, em 1984, pelo baixista e compositor Leif Edling e o baterista Matz Ekström, em Estocolmo, capital da Suécia. A banda é um dos maiores ícones do chamado doom metal, ao lado das bandas Pentagram, Saint Vitus e Trouble. O gênero recebeu esse nome influenciado pelo álbum de estreia do Candlemass, “Epicus Doomicus Metallicus”. Depois de duas pausas – entre 1994 e 1997 e 2002 e 2004 – voltaram totalmente energizados. Desde então foram várias turnês, seis álbuns de estúdio, o último lançado em 2022. “Sweet Evil Sun”. O Candlemass é formado por Leif Edling (baixo), Mats “Mappe” Björkman (guitarra), Lars Johansson (guitarra), Jan Lindh (bateria) e Johan Längqvist (vocal).

Adorada pelos fãs brasileiros, a banda Symphony X está em plena forma. O grupo de metal progressivo, criado pelo guitarrista Michael Romeo em Nova Jersey (EUA), tem álbuns singulares como “Symphony X” (1994), “The Divine Wings of Tragedy” (1997), “The Odyssey” (2002), “Paradise Lost” (2007), “Iconoclast” (2011), e “Underworld” (2015). Para a apresentação no Monsters, Romeo, Russell Allen, Michael LePond, Jason Rullo e Michael Pinnella prometem levar os fãs a loucura!

E não para por aí. O festival escalou a Metal Queen Doro Pesch! Foi Doro que marcou a estreia das mulheres no palco do primeiro Monsters of Rock da história – em 1986, em Castle Donington, na Inglaterra. Aos 16 anos, ela formou sua primeira banda, Snakebite. O primeiro álbum veio em 1983, “Burning The Witches”, que imediatamente conquistou os corações dos fãs de metal. Ela, que já foi eleita a Melhor Vocalista Feminina na Espanha por 30 anos, e incluída no Hall da História do Heavy Metal, nos Estados Unidos; em outubro foi premiada com o Lifetime Achievement Award, o mais prestigiado e importante prêmio da música alemã.

SERVIÇO
Data: 22 de abril de 2023 (sábado)
Local: Allianz Parque, Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca (SP)

Abertura dos portões: 10h
Horários shows:           
Doro – 11h30
Symphony X – 12h30
Candlemass – 13h30
Helloween – 15h00
Deep Purple – 16h30
Scorpions – 18H45
KISS – 21h00

Classificação Etária: 14 (quatorze) anos desacompanhados. Menores de 14 (quatorze) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.

INFORMAÇÕES DE VENDAS

Mapa de Venda:

Preços
Pista Premium
– Inteira R$1.180,00 – Meia R$590,00
Pista – Inteira R$680,00 – Meia R$340,00
Cadeira Inferior – Inteira R$780,00 – Meia R$390,00
Cadeira Superior – Inteira R$480,00 – Meia R$240,00
VIP – Mirante Backstage – Inteira R$2.500,00 – Meia R$1.910,00
VIP – Lounge Centenário – Inteira R$1.500,00 – Meia R$1.110,00

VIP – Backstage Mirante

Esta área é para aqueles que procuram uma experiência mais premium:
– Open Bar Open Food Premium.
– Kit Monsters
– Acesso exclusivo
– Banheiros exclusivo
– Loja de Merchandising exclusiva
– After show até 2 horas após o término do Festival
– Assistir o show na Pista Premium com acesso livre para o Backstage Mirante durante o festival (Obs. O Lounge Backstage Mirante, localizado no sexto andar do estádio, não possibilita visão direta do show)


– Valores 
Ingresso Inteira: R$1.180,00 / Ingresso Meia: R$590,00
Mirante Backstage Pack: R$1.320,00
Valor Inteira: R$2.500,00 / Valor Meia: R$1.910,00
A taxa de serviço será cobrada apenas sobre o valor do ingresso.

Lounge Centenário

Esta área é para aqueles que procuram uma experiência mais premium:
– Assistir o show na Cadeira Inferior em local privilegiado com acesso livre para o Lounge Centenário- Open Bar Open Food Premium.
– Acesso exclusivo
– Banheiros exclusivo
– Loja de Merchandising exclusiva
– Lounge Centenário para descanso entre um show e outro
– Valores:
Ingresso Inteira: R$780,00 / Ingresso Meia: R$390,00
Lounge Centenário Pack: R$720,00 / Lounge Centenário Pack: R$720,00
Valor Inteira: R$1.500,00 / Valor Meia: R$1.100,00
A taxa de serviço será cobrada apenas sobre o valor do ingresso.

Mais informações em http://monstersofrock.com.br/

Abertura de vendas

Online: Dia 16 de dezembro (sexta-feira), às 10h, no https://www.eventim.com.br/monstersofrock2023

Bilheterias do Allianz Parque: Dia 16 de dezembro (sexta-feira), ao meio-dia, na Bilheteria Allianz Parque – Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca, SP

Meia Entrada: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/categories/4409831535895-Meia-Entrada

Formas de Pagamento: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/sections/4409733189271-Formas-de-Pagamento

O parcelamento do ingresso será feito em 10x pelo SITE e em 3x na BILHETERIA

Postos de vendas: Para maiores informações sobre os horários de funcionamento e as formas de pagamento de cada ponto de venda, por favor consulte: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/articles/4413851605015

Ponto de venda sem taxa de serviço:

ALLIANZ PARQUE – BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE SERVIÇO – SÃO PAULO

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 1705 – Portão B – Água Branca, Cep. 05001-200 São Paulo/SP

Após esta data, mediante disponibilidade e seguindo horário de funcionamento: Rua Palestra Itália, 200 – Portão A – Perdizes, Cep. 05005-000 São Paulo/SP

Dias e horários de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 17h, exceto em dias de jogos e shows.

ATENÇÃO

– Os ingressos de estudantes estão limitados a um ingresso por C.P.F.

– NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS POR INGRESSOS COMPRADOS FORA DOS PONTOS DE VENDAS OFICIAIS DA EVENTIM PARA CONSULTAR OS ENDEREÇOS OFICIAIS VISITE: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/articles/4413851605015

TÚNEL DO TEMPO

Há momentos em que, sem saber, você se torna testemunha da história. Um deles é participar do festival Monsters of Rock no Brasil: o primeiro evento temático de rock no país, o primeiro a ter uma home page, o primeiro a ter uma barricada de segurança Mojo, entre outras inovações.

Nas seis primeiras edições, mais de 600 mil pessoas mergulharam nessa experiência contagiante, de som, luz, muita energia e paz. A primeira delas em 1994, um ano revolucionário. Ano do nascimento do www (world, wide, web), a primeira página na internet; dos primeiros celulares – os tijolões. O 1º Monsters of Rock no Brasil foi realizado dia 27 de agosto, no Estádio do Pacaembu. Na mesma noite, oito atrações de peso, em doze horas de shows: KISS, Slayer, Black Sabbath, Suicidal Tendencies, Viper, Raimundos, Angra e Dr. Sin.

No lendário 1º Monsters, às 2 da tarde, o Angra, com André Matos e Rafael Bittencourt, abriu o festival de heavy metal e hard rock, pela primeira vez realizado no Brasil, com plateia lotada, mais de 70 mil “metaleiros”. “Foi um orgulho pra nós abrimos o festival, que reúne bandas que nos influenciaram muito. Ficamos muito felizes”, declarou André Matos, nosso saudoso maestro, para a repórter Renata Netto, da Band, que cobriu o evento, que também teve flashes, ao vivo, na MTV Brasil.

A vibe entre os headbangers era de total paz e conexão com os músicos, nesta primeira edição do Monsters. Festival que introduziu no Brasil os eventos temáticos, com palcos personalizados, que ano a ano foram se transformando em castelos medievais, pirâmides do Egito, palácios greco-romanos, e cenários de experiências futurísticas, tendo “Blade Runner” por referência e até avatares de personagens de videogame.

 Sempre trazendo novidades, a Mercury Concerts introduziu as áreas vips personalizadas, onde os músicos e patrocinadores interagiam durante as doze horas de evento. No primeiro ano, foi criada uma réplica de uma favela brasileira, que contava com a culinária típica incluindo acarajés feitos na hora pelas tradicionais baianas do Pelourinho.

No quesito segurança, a produtora também é precursora. E foi no Monster of Rock que pela primeira vez foi utilizada no Brasil, um item de segurança que se tornaria obrigatório – as barricadas Mojo de contenção de público. Até então, a contenção do público era feita por grades.

Entre as atrações internacionais, as demais edições Monsters of Rock trouxe bandas adoradas pelos brasileiros como Iron Maiden, Aerosmith, Megadeth, Motörhead, Whitesnake, Judas Priest e Helloween, além de rockstars do calibre de Ozzy Osbourne, Alice Cooper e King Diamond.

ORIGEM

Foi na Inglaterra que esse festival foi criado. Nos anais do rock and roll consta que dois promotores britânicos – Paul Loasby e Maurice Jones – resolveram colocar a mão na massa para criar um festival realmente bom de heavy metal e hard rock . E assim nasceu o Monsters of Rock em 1980, no Autódromo Donington Park, em Leicester Shire, na Inglaterra. A ideia inicial era ser um evento único, mas como lotou, resolveram tornar o festival anual. A partir de 1983, o Monsters começou a ser replicado em outros países, entre eles o Brasil, quando a Mercury Concerts adquiriu os direitos em 1994. A última edição na Inglaterra foi em 2006.

MONSTERS OF ROCK BR

1º Monsters of Rock – 27/08/1994– Pacaembu, na capital paulista, com oito atrações: KISS, Slayer, Black Sabbath, Suicidal Tendencies, Viper, Raimundos, Angra e Dr. Sin. Inovação: primeiro festival temático no Brasil. Teve cobertura ao vivo da MTV Brasil.

2º Monsters of Rock – 02/09/1995 – Pacaembu, na capital paulista, com nove atrações: Ozzy Osbourne, Alice Cooper, Faith No More, Megadeth, Therapy, Paradise Lost, Virna Lisi, Clawfinger e Rata Blanca. Inovação: primeiro festival de rock no Brasil com Home Page própria, uma produção Mercury Concerts e Water Brothers Productions – para isso foi investido, inicialmente, US$ 35 mil. O site era uma revista eletrônica com muito conteúdo das atrações: reportagens, vídeos e fotos. Os shows foram transmitidos ao vivo e os artistas conversaram com os “internautas” em tempo real.

3º Monsters of Rock – 24/08/1996 – Pacaembu, na capital paulista, com nove atrações: Iron Maiden, Skid Row, Motörhead, Biohazard, Raimundos, Helloween, King Diamond, Mercyful Fate e Héroes del Silencio. E uma edição no Rio de Janeiro, no Metropolitan, com três atrações: Iron Maiden, Skid Row, Motörhead.

4º Monster of Rock – 26/09/1998 – Estádio de Atletismo Ícaro de Castro, no Ibirapuera, na capital paulista: Slayer, Megadeth, Manowar, Dream Theater, Saxon, Savatage, Glenn Hughes, Korzus e Dorsal Atlântica.

5º Monsters of Rock – 19 e 20/10/2013 – Arena Anhembi, na capital paulista, com 15 atrações em dois dias de festival No dia 19: Slipknot, Korn, Limp Bizkit, Killswitch Engage, Hatebreed, Gojira e Hellyeah; no dia 20: Aerosmith, Whitesnake, Ratt, Buckcherry, Queensrÿche, Dokken, Dr Sin e Doctor Pheabes.

6º Monster of Rock – 25 e 26/04/2015 – Arena Anhembi, na capital paulista, com 15 atrações: KISS, Judas Priest, Ozzy Osbourne, Yngwie Malmsteen, Manowar, Steel Panther, Unisonic, Doctor Pheabes, Accept, La Tierra, Primal Fear, Coal Chamber, Rival Sons e Black Veil Brides. Motörhead cancelou a apresentação na última hora (Lemmy teve uma crise gástrica).

SOBRE A MERCURY CONCERTS

A Mercury Concerts é responsável pelo agenciamento de turnês internacionais na América Latina e também pela idealização e produção de shows e festivais de grande sucesso em todo o Brasil. Entre suas realizações nesses mais de 20 anos de história estão festivais como Monsters of Rock, Ruffles Reggae, Close-up Planet, Skol Rock, São Paulo Trip e Rockfest. Além disso, a Mercury também realizou no país shows e turnês de artistas de renome como AC/DC, Bon Jovi, Yes, Black Sabbath, David Gilmour, Sting, KISS, Guns N’ Roses e Aerosmith.

Mais informações: 
Site oficial: https://mercuryconcerts.com/
Redes Sociais: @monstersofrockbr
Vídeo Oficial: https://www.youtube.com/@MonstersOfRock



Monsters of Rock 2023 reúne mestres de cinco gerações

Monsters of Rock 2023 reúne mestres de cinco gerações
Line-up reúne: KISS, Scorpions, Deep Purple, Helloween, Saxon, Symphony X e Doro

Preparem-se! Confirmado o line-up mais aguardado do ano. O 7º MONSTERS OF ROCK escalou os mestres absolutos do rock mundial: KISS, Scorpions, Deep Purple, Helloween, Saxon, Symphony X e Doro.  Será mais uma edição histórica do melhor festival de rock do Brasil com sete atrações imbatíveis, dia 22 de abril de 2023, no Allianz Parque, em São Paulo, uma produção da Mercury Concerts. A venda dos ingressos vai começar em 16 de dezembro (sexta-feira), no site Eventim: https://www.eventim.com.br/monstersofrock2023 .

Pela primeira vez vão compartilhar o palco do MONSTERS OF ROCK sete das bandas que mais influenciaram cinco gerações de fãs: KISS, Scorpions, Deep Purple, Helloween, Saxon, Symphony X e Doro. Uma união dos nomes mais pesados de toda história do rock, juntos na mesma noite! Uma homenagem do MONSTERS OF ROCK aos fãs do festival e às bandas.

Formada em Nova York em 1973 por Paul Stanley e Gene Simmons, o KISS promete fazer um show lendário no MONSTERS OF ROCK. Será um momento único, uma homenagem ao primeiro headliner do Monsters of Rock (1994) e aos fãs que vêm acompanhando o festival por quase três décadas. O legado do KISS continua a crescer, geração após geração, transcendendo idade, raça e credo. A banda, recordista de Discos de Ouro nos EUA, vai comemorar o cinquentenário no palco do Monsters, e essa apresentação será um dos últimos 50 shows do KISS no mundo!

A noite será de estreias também no Monsters. Com 120 milhões de discos vendidos e mais de 5 mil shows em todo o planeta, o Monsters traz a lendária Scorpions, a mais bem-sucedida banda de rock alemã, com um show do Rock Believer Tour, do álbum lançado em fevereiro. Já se passaram mais de 50 anos desde que Klaus Meine, Rudolf Schenker e Matthias Jabs vagavam pelas ruas de Hannover, quando formaram o Scorpions. Nessa jornada, eles vêm encantando os roqueiros com clássicos como: “Wind Of Change”, “Rock You Like A Hurricane” e “Still Loving You”.

E mais um estreante dos sonhos no Monsters. Sim, o Deep Purple, simplesmente a realeza do rock, que faz parte da trilha-sonora de todos os roqueiros. Não há uma palavra suficientemente boa para definir a contribuição deles para a música. Em 2008, o Deep Purple recebeu o prêmio ‘Legend Award’ no World Music Awards. E em 2016, entraram para Hall da Fama do Rock and Roll. O 7º Monster será uma oportunidade única para rever Ian Gillan, Roger Glover, Ian Paice, Don Airey e Simon McBride.

Já o Helloween, ícone absoluto do speed metal melódico, fará sua segunda apresentação no festival, a primeira foi em 1996. Aliás, essa banda alemã vive um momento singular. Estão percorrendo o mundo com a imbatível UNITED FORCES TOUR 2022-2023, que está enlouquecendo o público de todo o planeta com performances absurdamente perfeitas de Andi Deris, Michael Kiske, Michael Weikath, Kai Hansen, Markus Grosskopf, Sascha Gerstner e Dani Löble. Aliás, além de toda competência musical, é também a energia e o entusiasmo especial que definem o Helloween!

Também será a segunda apresentação do Saxon no Monsters of Rock. Formada por Biff Byford, Doug Scarratt, Nibbs Carter, Nigel Glockler e Paul Quinn, o Saxon lançou este ano o 24º álbum – “Carpe Diem” – e estão em turnê Europa. Expoente do New Wave Of British Heavy Metal, essa banda inglesa é considerada uma das melhores do heavy metal em todo o mundo e conquistou uma legião fiel de fãs nos anos 1980, principalmente com o álbum “Crusader”, que se tornou um clássico absoluto.

Adorada pelos fãs brasileiros, a banda Symphony X está em plena forma. O grupo de metal progressivo, criado pelo guitarrista Michael Romeo em Nova Jersey (EUA), tem álbuns singulares como “Symphony X” (1994), “The Divine Wings of Tragedy” (1997), “The Odyssey” (2002), “Paradise Lost” (2007), “Iconoclast” (2011), e “Underworld” (2015). Para a apresentação no Monsters, Romeo, Russell Allen, Michael LePond, Jason Rullo e Michael Pinnella prometem levar os fãs a loucura!

SERVIÇO

Data: 22 de abril de 2023 (sábado)
Local: Allianz Parque, Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca (SP)
Abertura dos portões: 10h
Início dos shows: 11h30
Atrações confirmadas:      KISS
                                              Scorpions
                                              Deep Purple
                                              Helloween
                                              Saxon
                                              Symphony X
                                              Doro

Classificação Etária: 14 (quatorze) anos desacompanhados. Menores de 14 (quatorze) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.

INFORMAÇÕES DE VENDAS

Mapa de Venda:

Preços
Pista Premium
– Inteira R$1.180,00 – Meia R$590,00
Pista – Inteira R$680,00 – Meia R$340,00
Cadeira Inferior – Inteira R$780,00 – Meia R$390,00
Cadeira Superior – Inteira R$480,00 – Meia R$240,00
VIP – Mirante Backstage – Inteira R$2.500,00 – Meia R$1.910,00
VIP – Lounge Centenário – Inteira R$1.500,00 – Meia R$1.110,00

VIP – Backstage Mirante

Esta área é para aqueles que procuram uma experiência mais premium:
– Open Bar Open Food Premium.
– Kit Monsters
– Acesso exclusivo
– Banheiros exclusivo
– Loja de Merchandising exclusiva
– After show até 2 horas após o término do Festival
– Assistir o show na Pista Premium com acesso livre para o Backstage Mirante durante o festival (Obs. O Lounge Backstage Mirante, localizado no sexto andar do estádio, não possibilita visão direta do show)


– Valores 
Ingresso Inteira: R$1.180,00 / Ingresso Meia: R$590,00
Mirante Backstage Pack: R$1.320,00
Valor Inteira: R$2.500,00 / Valor Meia: R$1.910,00
A taxa de serviço será cobrada apenas sobre o valor do ingresso.

Lounge Centenário

Esta área é para aqueles que procuram uma experiência mais premium:
– Assistir o show na Cadeira Inferior em local privilegiado com acesso livre para o Lounge Centenário- Open Bar Open Food Premium.
– Acesso exclusivo
– Banheiros exclusivo
– Loja de Merchandising exclusiva
– Lounge Centenário para descanso entre um show e outro
– Valores:
Ingresso Inteira: R$780,00 / Ingresso Meia: R$390,00
Lounge Centenário Pack: R$720,00 / Lounge Centenário Pack: R$720,00
Valor Inteira: R$1.500,00 / Valor Meia: R$1.100,00
A taxa de serviço será cobrada apenas sobre o valor do ingresso.

Mais informações em http://monstersofrock.com.br/

Abertura de vendas

Online: Dia 16 de dezembro (sexta-feira), às 10h, no https://www.eventim.com.br/monstersofrock2023

Bilheterias do Allianz Parque: Dia 16 de dezembro (sexta-feira), ao meio-dia, na Bilheteria Allianz Parque – Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca, SP

Meia Entrada: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/categories/4409831535895-Meia-Entrada

Formas de Pagamento: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/sections/4409733189271-Formas-de-Pagamento

O parcelamento do ingresso será feito em 10x pelo SITE e em 3x na BILHETERIA

Postos de vendas: Para maiores informações sobre os horários de funcionamento e as formas de pagamento de cada ponto de venda, por favor consulte: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/articles/4413851605015

Ponto de venda sem taxa de serviço:

ALLIANZ PARQUE – BILHETERIA OFICIAL – SEM COBRANÇA DE TAXA DE SERVIÇO – SÃO PAULO

Endereço: Av. Francisco Matarazzo, 1705 – Portão B – Água Branca, Cep. 05001-200 São Paulo/SP

Após esta data, mediante disponibilidade e seguindo horário de funcionamento: Rua Palestra Itália, 200 – Portão A – Perdizes, Cep. 05005-000 São Paulo/SP

Dias e horários de funcionamento: terça a sábado, das 10h às 17h, exceto em dias de jogos e shows.

ATENÇÃO

– Os ingressos de estudantes estão limitados a um ingresso por C.P.F.

– NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS POR INGRESSOS COMPRADOS FORA DOS PONTOS DE VENDAS OFICIAIS DA EVENTIM PARA CONSULTAR OS ENDEREÇOS OFICIAIS VISITE: https://help.eventim.com.br/hc/pt-br/articles/4413851605015

TÚNEL DO TEMPO

Há momentos em que, sem saber, você se torna testemunha da história. Um deles é participar do festival Monsters of Rock no Brasil: o primeiro evento temático de rock no país, o primeiro a ter uma home page, o primeiro a ter uma barricada de segurança Mojo, entre outras inovações.

Nas seis primeiras edições, mais de 600 mil pessoas mergulharam nessa experiência contagiante, de som, luz, muita energia e paz. A primeira delas em 1994, um ano revolucionário. Ano do nascimento do www (world, wide, web), a primeira página na internet; dos primeiros celulares – os tijolões. O 1º Monsters of Rock no Brasil foi realizado dia 27 de agosto, no Estádio do Pacaembu. Na mesma noite, oito atrações de peso, em doze horas de shows: KISS, Slayer, Black Sabbath, Suicidal Tendencies, Viper, Raimundos, Angra e Dr. Sin.

No lendário 1º Monsters, às 2 da tarde, o Angra, com André Matos e Rafael Bittencourt, abriu o festival de heavy metal e hard rock, pela primeira vez realizado no Brasil, com plateia lotada, mais de 70 mil “metaleiros”. “Foi um orgulho pra nós abrimos o festival, que reúne bandas que nos influenciaram muito. Ficamos muito felizes”, declarou André Matos, nosso saudoso maestro, para a repórter Renata Netto, da Band, que cobriu o evento, que também teve flashes, ao vivo, na MTV Brasil.

A vibe entre os headbangers era de total paz e conexão com os músicos, nesta primeira edição do Monsters. Festival que introduziu no Brasil os eventos temáticos, com palcos personalizados, que ano a ano foram se transformando em castelos medievais, pirâmides do Egito, palácios greco-romanos, e cenários de experiências futurísticas, tendo “Blade Runner” por referência e até avatares de personagens de videogame.

 Sempre trazendo novidades, a Mercury Concerts introduziu as áreas vips personalizadas, onde os músicos e patrocinadores interagiam durante as doze horas de evento. No primeiro ano, foi criada uma réplica de uma favela brasileira, que contava com a culinária típica incluindo acarajés feitos na hora pelas tradicionais baianas do Pelourinho.

No quesito segurança, a produtora também é precursora. E foi no Monster of Rock que pela primeira vez foi utilizada no Brasil, um item de segurança que se tornaria obrigatório – as barricadas Mojo de contenção de público. Até então, a contenção do público era feita por grades.

Entre as atrações internacionais, as demais edições Monsters of Rock trouxe bandas adoradas pelos brasileiros como Iron Maiden, Aerosmith, Megadeth, Motörhead, Whitesnake, Judas Priest e Helloween, além de rockstars do calibre de Ozzy Osbourne, Alice Cooper e King Diamond.

ORIGEM

Foi na Inglaterra que esse festival foi criado. Nos anais do rock and roll consta que dois promotores britânicos – Paul Loasby e Maurice Jones – resolveram colocar a mão na massa para criar um festival realmente bom de heavy metal e hard rock . E assim nasceu o Monsters of Rock em 1980, no Autódromo Donington Park, em Leicester Shire, na Inglaterra. A ideia inicial era ser um evento único, mas como lotou, resolveram tornar o festival anual. A partir de 1983, o Monsters começou a ser replicado em outros países, entre eles o Brasil, quando a Mercury Concerts adquiriu os direitos em 1994. A última edição na Inglaterra foi em 2006.

MONSTERS OF ROCK BR

1º Monsters of Rock – 27/08/1994– Pacaembu, na capital paulista, com oito atrações: KISS, Slayer, Black Sabbath, Suicidal Tendencies, Viper, Raimundos, Angra e Dr. Sin. Inovação: primeiro festival temático no Brasil. Teve cobertura ao vivo da MTV Brasil.

2º Monsters of Rock – 02/09/1995 – Pacaembu, na capital paulista, com nove atrações: Ozzy Osbourne, Alice Cooper, Faith No More, Megadeth, Therapy, Paradise Lost, Virna Lisi, Clawfinger e Rata Blanca. Inovação: primeiro festival de rock no Brasil com Home Page própria, uma produção Mercury Concerts e Water Brothers Productions – para isso foi investido, inicialmente, US$ 35 mil. O site era uma revista eletrônica com muito conteúdo das atrações: reportagens, vídeos e fotos. Os shows foram transmitidos ao vivo e os artistas conversaram com os “internautas” em tempo real.

3º Monsters of Rock – 24/08/1996 – Pacaembu, na capital paulista, com nove atrações: Iron Maiden, Skid Row, Motörhead, Biohazard, Raimundos, Helloween, King Diamond, Mercyful Fate e Héroes del Silencio. E uma edição no Rio de Janeiro, no Metropolitan, com três atrações: Iron Maiden, Skid Row, Motörhead.

4º Monster of Rock – 26/09/1998 – Estádio de Atletismo Ícaro de Castro, no Ibirapuera, na capital paulista: Slayer, Megadeth, Manowar, Dream Theater, Saxon, Savatage, Glenn Hughes, Korzus e Dorsal Atlântica.

5º Monsters of Rock – 19 e 20/10/2013 – Arena Anhembi, na capital paulista, com 15 atrações em dois dias de festival No dia 19: Slipknot, Korn, Limp Bizkit, Killswitch Engage, Hatebreed, Gojira e Hellyeah; no dia 20: Aerosmith, Whitesnake, Ratt, Buckcherry, Queensrÿche, Dokken, Dr Sin e Doctor Pheabes.

6º Monster of Rock – 25 e 26/04/2015 – Arena Anhembi, na capital paulista, com 15 atrações: KISS, Judas Priest, Ozzy Osbourne, Yngwie Malmsteen, Manowar, Steel Panther, Unisonic, Doctor Pheabes, Accept, La Tierra, Primal Fear, Coal Chamber, Rival Sons e Black Veil Brides. Motörhead cancelou a apresentação na última hora (Lemmy teve uma crise gástrica).

SOBRE A MERCURY CONCERTS

A Mercury Concerts é responsável pelo agenciamento de turnês internacionais na América Latina e também pela idealização e produção de shows e festivais de grande sucesso em todo o Brasil. Entre suas realizações nesses mais de 20 anos de história estão festivais como Monsters of Rock, Ruffles Reggae, Close-up Planet, Skol Rock, São Paulo Trip e Rockfest. Além disso, a Mercury também realizou no país shows e turnês de artistas de renome como AC/DC, Bon Jovi, Yes, Black Sabbath, David Gilmour, Sting, KISS, Guns N’ Roses e Aerosmith.

Mais informações: 
Site oficial: https://mercuryconcerts.com/
Redes Sociais: @monstersofrockbr
Vídeo Oficial: https://www.youtube.com/@MonstersOfRock

HAMMERFALL E HELLOWEEN UNEM FORÇAS AO DEMONSTRAR O PODER DO POWER METAL EM SÃO PAULO

Por Thiago Tavares

“United Forces”. Em tradução livre ao português é “Unir Forças”. Sem dúvidas, a união de forças da banda sueca Hammerfall e da banda alemã Helloween, em uma passagem conjunta no Brasil resultou em uma série de shows onde o público não teve o que reclamar e ambas puderam demonstrar a força do power metal europeu.

Na capital paulista, as bandas se apresentaram nos dias 08 e 09 de Outubro, com uma chuva sem precedentes, daquelas que podem afastar algumas pessoas do rolê, mas entre quem lançou discos na época da pandemia e uma chuva, a segunda hipótese era o de menos para poder ver essa dupla.

Não só o público estava ansioso como a pessoa que escreve este texto também, ainda mais com uma chuva torrencial no domingo, atrapalhando o trajeto de ida ao Espaço Unimed e querendo chegar a tempo do primeiro ato, às 18:00.

Diante das informações que recebi contra o fato, os suecos do Hammerfall pisaram no palco as 18:30, mas antes disso, diante da movimentação dos roadies da banda, a galera entoou o clássico Run to the Hills do Iron Maiden perante a discotecagem do local para dar aquela esquentada básica na galera, que começou a se aglomerar para mais perto do palco. Os caras iriam começar a tocar o terror.

Enfim, o quinteto formado por Joacim Cains (voz), Oscar Dronjak (guitarra), Pontus Norgren (guitarra), Fredrik Larsson (baixo) e David Wallin (bateria) iniciou os trabalhos no Espaço Unimed com uma proposta bem clássica, em distribuir bem a discografia no set do domingo (09), ainda mais que a banda tinha 60 minutos para sua apresentação. Os caras não perderam tempo e emplacaram “Brotherhood”, a primeira faixa do novo álbum intitulado “Hammer of Dawn” para ambientar todo mundo, naquela porradaria clássica made in Sweden. Neste momento, era perceptível como os músicos já estavam bem entrosados e até arriscaram alguns movimentos sincronizados e explorando todos os cantos do palco, a fim de interagir com a galera.

Foto: Thiago Tavares

Do álbum de 2022, a banda foi para um álbum de 2009: “Any Means Necessary”, pertencente ao álbum “No Sacrifice, No Victory” onde a galera vibrou bastante, entretanto, uma falta perceptível do baixo de Fredrik Larsson.

Após a execução de “The Metal Age” o frontman da banda Joacim Cains, pôde trocar algumas palavras com o público brasileiro, onde mencionou que sentia falta do Brasil,  questionou se os fãs estavam com saudades e citou o novo álbum que estava na praça.

Na sequência, foi executada a música “Renegade”, esta que foi substituta de “Blood Bound” que esteve nos shows em Costa Rica e no México, onde a decisão foi bem acertada e o público pode chancelar, se mantendo empolgado durante toda a execução

A diante, a banda sueca apostou em um medley que uniu trechos de músicas clássicas do álbum “Crimson Thunder” de 2022: “Hero’s Return”, “On the Edge of Honour”, “Riders of the Storm” e a faixa-título. Na minha humilde opinião, quando uma banda insere um medley (ou pout-porri, como desejam) com clássicos, deve ser item obrigatório em um show. É como se fosse um cartão de visitas eterno, para mostrar aos novos e antigos fãs o poder que uma banda possui e a devida contribuição com a cena do metal. Ainda sob este aspecto era plenamente perceptível o profissionalismo e a sincronia dos caras.

Foto: Thiago Tavares

Em um segundo momento de diálogo com o público do Espaço Unimed, Cans questionou quantos estavam assistindo o Hammerfall pela primeira vez e cobrou respostas vibrantes (“não estou ouvindo; estamos em um show de heavy metal, não na escola”).

Mais para o fim do primeiro ato, antes de executar “Hearts on Fire”, Cans pediu muito barulho para a próxima atração da noite e afirmou com todas as letras que sem o Helloween, não existiria Hammerfall. A faixa que fez fechar a conta da participação foi sem dúvidas a mais bem recebida pelo público. Certamente uma parcela do público não conhecia a banda sueca, porém, a simpatia do Joacim Cans chamou a atenção da galera, que diante da vibração correspondeu ao estender a bandeira do Brasil em alguns momentos do show. O público já tinha aquecido os motores o suficiente para receber a atração principal.

Foto: Thiago Tavares

Houve um pequeno intervalo de 30 minutos para o povo recuperar o fôlego, curtir a discotecagem da casa e também dar aquela calibrada na garganta. Não foi aquela eternidade de espera onde era perceptível que os equipamentos já estavam prontos e só havia a necessidade de fazer os testes de som básicos para iniciar o segundo ato.

Exatamente faltando dois minutos para as oito da noite, os telões do Espaço Unimed exibiram uma vinheta com ao instrumental de “Orbit” e em seguida, o grupo alemão formado por Andi Deris (voz), Michael Kiske (voz), Kai Hansen (guitarra e voz), Michael Weikath (guitarra), Sascha Gerstner (guitarra), Markus Grosskopf (baixo) e Dani Löble (bateria) sobe ao palco e logo traz seu cartão de visitas na terceira passagem do grupo no Brasil: “Skyfall” onde o público entoou com vibração o refrão dessa música que certamente é aquela não pode ser excluída do set, mantendo ela de forma eterna.

Foto: Thiago Tavares

“Eagle Fly Free” fez com que o Espaço Unimed ficasse completamente vermelho, fora o show de papel picado que é marca registrada dos shows da banda, onde praticamente a faixa e para chutar a porta e manter o início da apresentação em alto patamar.

“Mass Pollution”, este do novo álbum ao ser executada ao vivo demonstrou o quanto Andri Denis vem cantando bem, uma vez que ele deixou de cantar as músicas que de forma original são gravadas por Michael Kiske. A presença de palco de Denis e a forma de conduzir o público fazem o show ficar mais bacana e envolvente.

A sexta faixa do set teve variações conforme onde a banda passou. “I am Alive” foi executada nos shows na Colômbia e Ribeirão Preto e “Angels” foi apresentada no Chile. No show de São Paulo, a banda alemã executou “Save Us”.

Praticamente no meio do show, chegou aquele ponto em que particularmente é o meu favorito: o medley de Kai Hansen. Citado por Andi Deris como o “homem que começou tudo isso, no ano de 1983” Hansen iniciou o medley “Walls of Jericho” (1985) na qual contém trechos das músicas “Metal Invaders”, “Victim of Fate”, “Gorgar”, “Ride the Sky” e “Heavy Metal (Is the Law)”, sendo a penúltima aquela música que empolga o público e entoa com força o refrão clássico.

Foto: Thiago Tavares

Indo para o lado mais melódico (ou da sofrência, como queiram dizer) “Forever and One (Neverland)” mostrou o entrosamento e qualidade vocal da dupla Michael Kiske e Andi Deris, algo que lembra bastante a execução da faixa no DVD “United Alive”. A dupla pediu ao público uma maior interação ligando as luzes dos celulares, onde houve o devido esforço para reproduzir o que ocorreu em 2017, entretanto não foi a mesma coisa.

Após a apresentação solo de Sascha Gerstner para dar aquele descanso para a galera, mais uma do novo álbum a ser executada: “Best Time”. Esta é aquela música que dá um certo equilíbrio ao show, onde não declina e também não empolga. Foi o que percebi pelo menos quando foi executada.

Obviamente não poderia faltar “Dr. Stein” para todo mundo sair da casinha, e é perceptível como todos os integrantes da banda se divertiam e também o público, onde nem precisava ser fã da banda para poder entrar na brincadeira.

Partindo para o fim do segundo ato, o Helloween ofereceu dois bis para ninguém sair do Espaço Unimed reclamando..kkkk onde o primeiro foi encerrado com a música “Perfect Gentleman” com Andi Deris devidamente caracterizado de cartola, bengala e paletó para fazer jus ao título. “Keeper of the Seven Keys” veio em seguida e emocionou os presentes com suas devidas passagens de melodia forte. Já o segundo bis foi encerrado com a clássica e emblemática “I Want Out” com muito agito da galera e mais chuva de papel picado nas cores branca e laranja.

Foto: Thiago Tavares

Mas o balanço que pode se tirar do show do Helloween é que o mesmo passa por diversas fases, a de se divertir, a de se emocionar, a fase mais técnica. É claro que por mais que tenha músicas do novo disco inseridas não darem aquela empolgada na galera – no qual é compreensível – com o tempo caem no gosto da galera, mas não se pode questionar que o show dos caras é vibrante, contagiante e divertido.

Em nome do Ponto Zero, agradecemos a Denise Catto da Catto Comunicação por ter concedido a credencial de cobertura do show.

SETLIST HAMMERFALL – ESPAÇO UNIMED – 09 DE OUTUBRO DE 2022

Brotherhood

Any Means Necessary

The Metal Age

Hammer of Dawn

Blood Bound

Last Man Standing

Hero’s Return / On the Edge of Honour / Riders of the Storm / Crimson Thunder

Let the Hammer Fall

(We Make) Sweden Rock

Hammer High

Hearts on Fire

SETLIST HELLOWEEN – ESPAÇO UNIMED – 09 DE OUTUBRO DE 2022

Skyfall

Eagle Fly Free

Mass Pollution

Future World

Power

Angels

Walls of Jericho

Metal Invaders / Victim of Fate / Gorgar / Ride the Sky (Kai Hansen Medley)

Heavy Metal (Is the Law)

Forever and One (Neverland)

Guitar Solo (Sacha Gerstner)

Best Time

Dr. Stein

How Many Tears

Bis:

Perfect Gentleman

Keeper of the Seven Keys

Bis 2:

I Want Out




Helloween anuncia shows no Brasil com HammerFall como convidado especial

A banda alemã fará dois shows em São Paulo como parte da turnê mundial United Forces Tour 2022

Em outubro, o Helloween chega a São Paulo para apresentações nos dias 08 e 09 de outubro no Espaço Unimed. A banda sueca HammerFall se apresentará como convidado especial.
 
As vendas de ingressos são feitas pelo site https://www.ticket360.com.br/helloween e a venda sem taxa de conveniência é realizada nas bilheterias do Espaço Unimed de segunda a sábado das 10h às 19h, exceto nos feriados.
 
Após dois anos longe dos palcos, o Helloween volta a estrada com a United Forces Tour 2022 e tem como convidados a banda HammerFall.

Andi Deris (vocal), Michael Kiske (vocal), Michael Weikath (guitarra), Kai Hansen (vocal e guitarra), Markus Grosskopf (baixo), Sascha Gerstner (guitarra) e Dani Löble (bateria) chegam trazendo na bagagem o aclamado e poderoso álbum Helloween, lançado em 2021, que tem conquistado as paradas do mundo.
 
No repertório dos shows, o Helloween irá apresentar seus grandes sucessos, como “Halloween”, “I Want You”, “Future World” e “How Many Tears”, além de músicas do novo álbum como “Skyfall”,  “Fear of the Fallen” e “Best Time”.

Os shows em São Paulo vão reunir dois dos mais  importantes nomes do metal europeu, que prometem performances eletrizantes.

Sobre o Helloween
Considerados uma das mais importantes ​​bandas de metal são os pioneiros do speed metal melódico da Alemanha.
Com mais de três décadas de carreira, a banda lançou 15 discos de estúdio, 4 álbuns ao vivo, recebeu diversos prêmios e vendeu mais de 10 milhões de cópias, além de se apresentar nos mais importantes festivais  do mundo: Wacken, Loudpark, no Japão, Rock in Rio, e no polonês Woodstock, emocionando mais de meio milhão de fãs como  headliner.
O álbum Keeper é considerado um dos discos do metal alemão com maior sucesso de todos os tempos e a banda é reconhecida internacionalmente como um marco do power metal.
 
Helloween Online: helloween.org  /  facebook.com/helloweenofficial   / instagram.com/helloweenofficial

Sobre o HammerFall
O HammerFall é um dos ícones do heavy metal sueco. Formada em 1993 por Oscar Dronjak (ex-Ceremonial Oath) e Jesper Strömblad (ex-In Flames), que idealizavam um novo projeto musical, lançaram em 1996 o álbum de estreia – Glory to the Brave – com músicas que falam de guerreiros com espadas e a inconsolável perda de pessoas amadas. Em 29 anos de carreira a banda lançou 12 álbuns de estúdio, 3 discos ao vivo e 2 compilações. O álbum (r)Evolution teve grande êxito mundial, ficando no topo da Billboard Heatseekers Chart e no Top 5 de vários países. “Hammer of Dawn”, mais recente single, teve videoclipe filmado no parque de diversões Liseberg, em Gotemburgo, com direção de Patric Ullaeus. Entre centenas de shows pelo mundo destacam-se o Wacken Open Air e uma turnê pela América Latina com as bandas Edguy e Gotthard. A formação atual conta com Joacim Cans (vocal), Oscar Dronjak (guitarra, backing vocals), Pontus Norgren (guitarra), Fredrik Larsson (baixo, backing vocals) e David Wallin (bateria).

HammerFall Online: hammerfall.net  / facebook.com/Hammerfall  / instagram.com/Hammerfall_official

SERVIÇO: Show 1

Data: 08 de outubro (sábado)

Local: Espaço Unimed – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – SP

Site:  http://www.espacodasamericas.com.br

Abertura das portas: 18h

Horário show Hammerfall: 20h

Horário show Helloween: 22h

Classificação etária: 16 (dezesseis) anos desacompanhados. Menores de 16 (dezesseis) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.”

Valores:

Setor                                      Inteira                        Meia

Pista Premium                      R$480,00                   R$240,00

Pista                                       R$250,00                   R$125,00

Mezanino                              R$520,00                   R$260,00

Camarotes A                         R$650,00                   R$325,00

Camarotes B                         R$550,00                   R$275,00

Ingressos a venda a partir do dia 24/02/22 as 10h – Ingressos Parcelados em até 3X sem juros

Na internet: https://www.ticket360.com.br/evento/23610/ingressos-para-helloween

Postos de venda: Confira no link qual o ponto de venda mais próximo : https://www.ticket360.com.br/ponto-de-venda

Ponto de venda sem taxa de conveniência:

Bilheterias do Espaço Unimed

Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP

Horário de Funcionamento:  De Segunda a Sábado das 10h às 19h, Exceto Feriados.

Meia Entrada: Confira a política de meia entrada em:  https://www.ticket360.com.br/meia-entrada

Protocolo de Segurança – Espaço das Américas

Para garantir um evento seguro a todos e minimizar os riscos de transmissão da Covid-19, seguimos os protocolos exigidos pelo Governo do Estado de SP e com isso será obrigatório apresentar no ato da entrada para acesso ao evento, além de seu ingresso e documento original (RG ou CNH), e o comprovante abaixo:

–  Carteirinha de vacinação comprovando a 2º dose ou dose única, podendo ser física ou digital (Aplicativos “Conecte SUS”, “Poupatempo Digital” ou “E-Saúde SP”).

A casa dispõe de álcool em gel 70° em totens distribuídos em diversos pontos da casa.

Solicitaremos que os clientes utilizem a máscara de proteção sempre, seu uso segue obrigatório.

Mantenha distanciamento quando possível.

Este protocolo poderá sofrer modificações conforme o momento epidemiológico no período do evento.

SERVIÇO: Show 2

Data: 09 de outubro (domingo)

Local: Espaço Unimed – Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – SP

Site:  http://www.espacodasamericas.com.br

Abertura das portas: 16h

Horário show Hammerfall: 18h

Horário show Helloween: 20h

Classificação etária: 16 (dezesseis) anos desacompanhados. Menores de 16 (dezesseis) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.

Valores:

Setor                                      Inteira                        Meia

Pista Premium                      R$480,00                   R$240,00

Pista                                       R$250,00                   R$125,00

Mezanino                              R$520,00                   R$260,00

Camarotes A                         R$650,00                   R$325,00

Camarotes B                         R$550,00                   R$275,00

Ingressos a venda a partir do dia 24/02/22 as 10h – Ingressos Parcelados em até 3X sem juros

Na internet: https://www.ticket360.com.br/evento/23611/ingressos-para-helloween

Postos de venda: Confira no link qual o ponto de venda mais próximo : https://www.ticket360.com.br/ponto-de-venda

Ponto de venda sem taxa de conveniência:

Bilheterias do Espaço Unimed

Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP

Horário de Funcionamento:  De Segunda a Sábado das 10h às 19h, Exceto Feriados.

Meia Entrada:

Confira a política de meia entrada em:  https://www.ticket360.com.br/meia-entrada

Protocolo de Segurança – Espaço das Américas

Para garantir um evento seguro a todos e minimizar os riscos de transmissão da Covid-19, seguimos os protocolos exigidos pelo Governo do Estado de SP e com isso será obrigatório apresentar no ato da entrada para acesso ao evento, além de seu ingresso e documento original (RG ou CNH), e o  comprovante abaixo:

–  Carteirinha de vacinação comprovando a 2º dose ou dose única, podendo ser física ou digital (Aplicativos “Conecte SUS”, “Poupatempo Digital” ou “E-Saúde SP”).

A casa dispõe de álcool em gel 70° em totens distribuídos em diversos pontos da casa.

Solicitaremos que os clientes utilizem a máscara de proteção sempre, seu uso segue obrigatório.

Mantenha distanciamento quando possível.

Este protocolo poderá sofrer modificações conforme o momento epidemiológico no período do evento.

Realização: Mercury Concerts

Mais informações: @MercuryConcerts (Instagram, Facebook e Twitter)

BRAVELORD lança surpreendente tributo ao Helloween com vários convidados.

Bravelord, projeto de power metal do chileno Rodrigo Bravo, acaba de lançar um cover tributo à banda mais representativa do estilo, Helloween, e com nada menos que a música ‘Eagle Fly Free‘, que explora um lado mais épico com a inclusão de alguns dos melhores expoentes do power metal chileno.

“Embora seja verdade que ‘Eagle Fly Free‘ tenha muitos covers, escolhi esta música porque é a que -na minha opinião- deu definitinte as bases do power metal. Além disso, é uma homenagem a Helloween, a banda que mais amo e que homenagei graças à ajuda de grandes amigos que admiro muito na cena metal do meu país”, declara Rodrigo Bravo.

Na parte instrumental o cover conta com diversos convidados: o guitarrista Gabriel Hidalgo (Six Magics, Sadism, Violent Passion Surrogate), o tecladista Pascal Coulon (Steel Rage) e o baixista Mauricio Nader (Alejandro Silva Power Quartet, Six Magics), em além dos músicos estáveis do Bravelord: Benjamín Cisterna na bateria, Rodrigo “Pudú” Neira no teclado e Nicolás Arce na guitarra e no baixo, que também é o produtor do projeto.

Assista ao vídeo de “EAGLE FLY FREE” CLICANDO AQUI 

Bravelord também reuniu algumas das melhores vozes do power metal chileno: Ives Gullé (Húsar), Paulo Domic (Inquisición, Witchblade, Catalán), Felipe del Valle (Drake, Dolezall, Delta) e Jaime Salva (Rising Angel, Valkiria, Concerto), com quem se completa este cover, que consiste em uma capa feita pelo artista Sebastián Jorquera.

“Este cover foi um desejo que eu quis fazer realidade antes do lançamento do álbum de estreia do Bravelord. Então fiquem atentos, pois em breve vocês poderão ouvir “The Power From The End Of The World“, um álbum que espero que todos que curtem power metal do final dos anos 90 gostem”, confirma Rodrigo Bravo sobre o álbum que será lançado ainda este ano.

Conheça mais sobre o Bravelord em suas redes sociais: BravelordOfficial (Facebook)@BravelordOfficial (Instagram)Spotify, Tidal, iTunes e todas as plataformas virtuais.

Helloween: livro sobre a banda será lançado no Brasil

“Helloween: A História Completa”, livro do jornalista italiano Massimo Longoni, terá edição traduzida pela editora Estética Torta

Será lançada no mês de outubro a biografia “Helloween: A História Completa”, sobre a banda Helloween, lenda do Power Metal alemão e mundial. O livro conta com mais de 400 páginas e foi escrito pelo jornalista italiano Massimo Longoni. Como indica seu subtítulo, a obra conta a história completa do Helloween, do seu surgimento até o novo álbum, “Helloween”, que será lançado em 2021 e conta com Andi Deris (vocal), Michael Kiske (vocal), Michael Weikath (guitarra), Kai Hansen (guitarra e vocal), Markus Grosskopf (baixo), Sascha Gerstner (guitarra) e Dani Löble (bateria).

A versão brasileira de “Helloween: A História Completa” conta com capa dura, pôster exclusivo, marcador de páginas, e pode ser adquirida em pré-venda no site da editora com 25% de desconto, de 119,90 por R$89,90.

Para adquirir o livro, entre no site no site da editorahttps://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/produtos/livro-helloween-a-historia-completa/

– Sobre o Helloween –
Referida por muitos como os herdeiros do Iron Maiden ao trono do metal, a banda foi fundada em Hamburgo, na Alemanha, no início dos anos 80, por Kai Hansen e Ingo Schwichtenberg. Graças a uma receita original que combina velocidade, peso, ótimas melodias e letras repletas de positividade, eles estabeleceram os padrões do Power Metal em todo o planeta.

Enfrentando mudanças traumáticas na formação, fracassos pesados, subidas vertiginosas, quedas e ressurreições inesperadas, o Helloween está vivo por mais de trinta e cinco anos. Uma longa viagem que será contada pela primeira vez com a profundidade que merece, enriquecida pela análise de todos os discos publicados.

– Sobre o autor Massimo Longoni –
Jornalista musical e entusiasta da cultura pop. Coleciona vinis dos anos 80, década que marcou sua formação. Nascido e criado em Milão, na Itália, estudou arquitetura e parou de tocar bateria para não incomodar os vizinhos. Escreve para a Tgcom24 e colabora com várias revistas do setor. Publicou Good Girl, Bad Guy – Il mondo di Billie Eilish (Alcatraz) e fez várias monografias para O Dicionário do Pop-Rock (Zanichelli) e 1000 concertos que mudaram nossas vidas (Rizzoli).

Estética Torta nas redes sociais:
Site Oficial: https://esteticatorta.lojavirtualnuvem.com.br/
Instagram: http://instagram.com/esteticatorta
Facebook: https://www.facebook.com/esteticatorta

Helloween compartilha novo single e lyric video “Fear Of The Fallen”

HELLOWEEN lança seu novo e segundo single, “FEAR OF THE FALLEN”, junto a um incrível lyric video. A música é rápida e melódica, feita de uma maneira que só Deris consegue fazer. “Eu me diverti muito não apenas escrevendo uma música para a minha voz, mas também para um dos maiores cantores lá fora. Sempre tenho um sorriso extremamente largo no rosto quando ouço Michi cantando minhas melodias”, diz Deris, e Kiske acrescenta: “Todo o processo, incluindo o espírito, foi simplesmente ideal.

Se eu tivesse a sensação de que uma das partes não caberia muito, perguntava a Andi se ele cantaria e vice-versa. Não houve competição alguma – o que importava era o que era melhor para a música respectiva. Eu sou grato por ser (novamente) parte dessa família maluca. Eu amo todos eles “.

Assista ao lyric video: https://youtu.be/P95N5j2i2yw
Ouça a música digitalmente aqui: https://bfan.link/helloween

A pré-encomenda do álbum autointitulado “HELLOWEEN”, que sairá em 18 de junho via Nuclear Blast Tonträger Produktions- und Vertriebs GmbH, também começou.
O álbum estará disponível como 2CD – Digibook, 1CD – Jewelcase, 3LP – Vinyl Holográfico em três dobras, 2LP – Vinil em Gatefold (vinil em imagem + vinil em diversas cores), 2LP/2CD – Edição Earbook, 2LP/2CD – Boxset Deluxe (Disco preto e disco em vinil), Cassete, Digital.

Pré-encomenda aqui: https://nblast.de/HELLOWEEN-Helloween
Pré-salvar: http://nblast.de/HelloweenPreSave

LISTA DE FAIXAS “HELLOWEEN”
01 – Out For The Glory
02 – Fear Of The Fallen
03 – Best Time
04 – Mass Pollution
05 – Angels
06 – Rise Without Chains
07 – Indestructible
08 – Robot King
09 – Cyanide
10 – Down In The Dumps
11 – Orbit
12 – Skyfall

Faixas bônus em Mediabook & Vinil:
01 – Golden Times
02 – Save My Hide

Faixas bônus em Earbook:
01 – Golden Times
02 – Save My Hide
03 – Pumpkins United

»Por favor, fiquem juntos!« Este foi o desejo ardente de milhares de fãs chamando Andi Deris, Michael Kiske, Michael Weikath, Kai Hansen, Markus Grosskopf, Sascha Gerstner e Dani Löble durante a PUMPKINS UNITED WORLD TOUR – e o sonho deles se tornou realidade! Com o próximo álbum, simplesmente intitulado HELLOWEEN, a banda abre um novo capítulo após 35 anos de uma carreira gloriosa. O futuro de uma das bandas de metal alemãs mais influentes contará com três cantores de agora em diante. Originalmente planejada apenas para apresentações ao vivo, foi o nascimento de uma aliança única de metal de sete peças.

Dani Löble: “Este disco é a coroação da jornada PUMPKINS UNITED! Ainda hoje estou fascinado pelos diferentes traços de caráter e facetas da história do HELLOWEEN. Como exemplo, gostaria de destacar as vozes lendárias de Michi, Andi e Kai. Para apreciá-los agora juntos em um disco, sob uma bandeira é a experiência do HELLOWEEN”. Portanto, não é surpreendente que o primeiro single SKYFALL, um poema de 12 minutos escrito por Kai Hansen, tenha a tão desejada “vibe Keeper” – mesmo que o grande músico não possa de forma alguma se limitar a ela. SKYFALL implica o arco musical que será amado pelos fãs de todas as épocas. Este primeiro álbum de uma nova era está levando os fãs de memórias inesquecíveis dos quinze discos de estúdio e quatro CDs ao vivo para novas aventuras.

Junto com faixas sólidas do álbum, como a clássica HELLOWEEN e a abertura “OUT FOR THE GLORY”, a épica “DOWN IN THE DUMPS”, ambas escritas por Weikath, o poderoso metal “MASS POLLUTION” de Deris, e o rock à prova de arranhões de Grosskopf “INDESTRUCTIBLE” (O que poderia ser uma analogia à carreira indestrutível da banda), o lançamento do álbum é ladeado pela ‘faixa de festa’ do disco, “BEST TIME”. Liricamente, a música de Sascha Gerstner lembra os bons velhos tempos; musicalmente é convincente com confiantes harmonias de guitarra no estilo HELLOWEEN, e um refrão que fica na sua memória de longo prazo depois de ouvi-lo pela primeira vez. Com “ANGELS” surge outra canção sua, não menos potente, que explode de alegria ao tocar: “Sinergia, energia e criatividade! Esses foram os principais elementos desse disco. Usamos a engenharia de gravação da velha escola dos anos 80, combinada com a vibração atual do HELLOWEEN e aqui estamos nós: mais de 35 anos de experiência de heavy metal em um disco!”, acrescenta Gerstner. Além da formação e da interação única de vocalistas de classe mundial – isso é o que faz o álbum se destacar: é uma viagem no tempo precisa por todas as fases da história da banda, voltando às raízes, mas ao mesmo tempo na velocidade de luz para o futuro. “HELLOWEEN” oferece um universo de metal completo em 12 músicas.

A base deste álbum marcante já foi erguida em estúdio: usando o kit de bateria original de Ingo Schwichtenberg, a gravação foi feita com os mesmos moduladores nos estúdios HOME de Hamburgo, onde antigamente “Master Of The Rings”, “The Time Of The Oath” e “Better Than Raw” foram gravados. Completamente analógico e sob os olhos do produtor de longa data Charlie Bauerfeind e do co-produtor Dennis Ward, o impacto do UNITED viajou para Nova York e conseguiu a mixagem final nos Valhalla Studios de Ronald Prent (Iron Maiden, Def Leppard, Rammstein). “Depois de 30 anos com as diferentes formações da banda, eu realmente pensei que estava bem preparado para outro desafio extremo, mas me enganei! Minhas expectativas foram superadas em todos os sentidos com este pacote de criatividade gigantesco”, conta Bauerfeind. Dennis Ward acrescenta: “HELLOWEEN é uma instituição com apenas um objetivo: fazer música. Não só para eles, mas também para os fãs. Quando começamos a mixagem, percebemos que tínhamos um disco que abrange todo o espectro da banda e cada um de nós deu 110% por isso. Foi uma honra finalmente trabalhar com Charlie e sou grato à banda por ter me tornado parte de sua história! “
Além de toda competência musical, é também o entusiasmo especial que define HELLOWEEN. Michael Weikath caracteriza à sua própria maneira: “É o encontro incompreensível de sete músicos que estão trabalhando como amigos e até família, e criaram algo que ninguém teria pensado que seria possível. É como acordar de um sono, mas ainda assim estar em um sonho incrível”. O repatriado Kai Hansen reflete: “Estar no estúdio com meus antigos companheiros depois de 30 anos foi muito emocionante para mim. Mas, ao mesmo tempo, foi uma experiência completamente diferente com os ‘novos’ rapazes. A colaboração de diferentes compositores e personagens fortes tornou o álbum muito especial: uma mistura única com reminiscências de todos os capítulos da história da banda. HELLOWEEN é uma grande parte da minha vida e estou ansioso para comemorar as músicas ao vivo para e com nossos fãs!” De outra perspectiva, Markus Grosskopf concorda: “Para mim, sendo um dos últimos “sobreviventes” que tocou todas as notas desde o início, foi uma experiência fantástica e um processo muito emocional. Acho que todos podem ouvir isso neste álbum. Eu amo isso”.

Quando se tratou de capturar as emoções maiores do que a vida na arte, rapidamente ficou claro que isso só era possível como uma pintura feita à mão, na qual os tópicos importantes da história da banda são processados. O trabalho do artista de Berlim, Eliran Kantor, atingiu isso e ressalta visualmente o fato de que a banda valoriza todas as partes de sua história. “HELLOWEEN” será lançado dia 18 de junho de 2021 como 2CD-Digibook, 1CD-Jewelcase, 2LP-2CD Earbook e como um elaborado Earbook Boxset Deluxe, um relógio de parede Helloween, pins, colar, patch, e uma impressão artística da capa. Disponível digitalmente, bem como em vinil, com uma versão de 2LP Gatefold em diferentes cores e vinis de imagens. Para todos os colecionadores, HELLOWEEN oferece um vinil 3LP-Holográfico espetacular limitado.
Com todo esse material inédito, um álbum foi criado. Um álbum que se diferencia do mainstream digital e que mostra a essência da banda nunca foi tão sólido. Este é o começo de algo grande – vem aí HELLOWEEN!

Helloween Lançam Clipe Para o Primeiro Single “Skyfall”

HELLOWEEN lança o primeiro single “Skyfall” ao lado de um videoclipe incrível! Escrito por Kai Hansen, “Skyfall” é uma jornada de mais de 7 minutos dentro do universo HELLOWEEN e além! A faixa épica descreve um alienígena pousando na terra e uma perseguição dramática enquanto Michael Kiske, Andi Deris e Kai Hansen duelam duelam entre si de uma maneira deslumbrante e criam uma grande aventura vocal. Produzido por Martin Häusler, é o videoclipe mais elaborado da história da banda, mostrado com animação 3-D e com um visual cinematográfico, esse vídeo é uma verdadeira experiência de ponta.

Assista ao vídeo aqui: https://www.youtube.com/watch?v=gLV530n3kMw

“Skyfall” está disponível em CD, digitalmente e em duas versões diferentes de vinil.

Encontre o single no formato de sua preferência: http://nblast.de/Helloween-Skyfall

Por favor continuem juntos!<< Foi o pedido ardente de milhares de fãs gritando para Andi Deris, Michael Kiske, Michael Weikath, Kai Hansen, Markus Grosskopf, Sascha Gerstner e Dani Löble durante o PUMPKINS UNITED WORLD TOUR – e seu sonho se tornou realidade! Com o próximo álbum, simplesmente intitulado HELLOWEEN, a banda abre um novo capítulo após 35 anos de uma carreira gloriosa. O futuro de uma das bandas alemãs de metal mais influentes de agora em diante contará com três cantores. Originalmente planejado apenas para apresentações ao vivo, foi o nascimento de uma aliança única de metal de sete peças.

Dani Löble: “Esse álbum é a coroação da jornada do PUMPKINS UNITED! Ainda hoje estou fascinado pelos diferentes traços de caráter e facetas da história do HELLOWEEN. Como exemplo, gostaria de destacar as vozes lendárias de Michi, Andi e Kai. Aproveitá-los agora juntos em um disco, sob a mesma bandeira é a experiência definitiva do HELLOWEEN.” O primeiro single SKYFALL, um hino de 12 minutos escrito por Kai Hansen. SKYFALL implica o arco musical que será amado pelos fãs de todas as épocas. Este primeiro álbum de uma nova era está levando os fãs de memórias inesquecíveis dos quinze discos de estúdio e quatro CDs ao vivo para novas aventuras.

Com todo esse material inédito o álbum foi criado, um álbum que se diferencia do mainstream digital e que mostra a essência da banda nunca esteve tão sólida. Este é o começo de algo grande – aí vem HELLOWEEN!

O pre-order para o álbum auto intitulado “HELLOWEEN”, que será lançado dia 18 de Junho via Nuclear Blast Tonträger Produktions- e Vertriebs GmbH, já está disponível.

Pre-order aqui: https://nblast.de/HELLOWEEN-Helloween
Pre-save: http://nblast.de/HelloweenPreSave

TRACKLISTING „ HELLOWEEN”
01 – Out For The Glory
02 – Fear Of The Fallen
03 – Best Time
04 – Mass Pollution
05 – Angels
06 – Rise Without Chains
07 – Indestructible
08 – Robot King
09 – Cyanide
10 – Down In The Dumps
11 – Orbit
12 – Skyfall

Bonustracks Mediabook & Vinyl:
01 – Golden Times
02 – Save My Hide

Bonustracks Earbook
01 – Golden Times
02 – Save My Hide
03 – Pumpkins United

Roland Grapow: Veja as datas que o músico fará no Brasil entre janeiro e fevereiro de 2020

A TC7 Produções acaba de divulgar as datas que Roland Grapow fará no Brasil, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2020, tocando os clássicos de sua fase no Helloween, e também do Masterplan;

24/01 – Vila Velha/ES @Correria Music Bar
25/01 – Florianópolis/SC @Célula Showcase
26/01 – São Paulo/SP @Manifesto Bar ***com Blaze Bayley e Absolva
31/01 – Santo Andre/SP @Sesc Santo André
01/02 – Santo Andre/SP @Sesc Santo André
02/02 – Limeira/SP @Bar da Montanha

Os músicos que acompanharão Grapow, são; Affonso Jr (guitarra, Confessori Band e ex-Revenge), Fabio Carito (baixo, Warrel Dane, Furia Inc., Instincted), João Luiz (vocal, Golpe de Estado, ex-Casa das Máquinas, ex-King Bird) e Marcus Dotta (bateria, Warrel Dane, Leather Leone)

Roland Grapow nasceu em Hamburgo (Alemanha), em 30 de agosto de 1959, e ficou bastante conhecido por substituir Kai Hansen no Helloween, em 1989. Foram 11 anos de Helloween, onde gravou os grandes álbuns “Pink Bubbles Go Ape” (91), “Chamaleon” (93), “Master Of The Rings” (94), “The Time Of The Oath” (96), “Better Than Raw” (98), “Metal Jukebox” (99) e “The Dark Ride” (00).

Depois que deixou o Helloween, Grapow montou o Masterplan, banda que mantém firme até hoje, e já registrou 6 álbuns de estúdio, 3 EPs e 1 álbum ao vivo. “Pumpkings”, lançado em 2017, é o mais recente e traz músicas de seu período no Helloween – músicas que ele foi co-autor. Ele também já lançou 3 álbuns solo.

Sua discografia ainda contém registros nas bandas Level 10, Rampage e Serious Black, além de inúmeras participações em material de gente como Michael Vescera, Kotipelto, MVP, Locomotive Breath, Gaia Epicus e Shock Machine.

Assista Grapow e seu Masterplan tocando “Time Of The Oath” em 2018:
https://www.youtube.com/watch?v=wPtIshfylgM

Grapow também é conhecido como um excelente produtor. Atualmente vive na Slovakia com sua esposa.

Produção:
www.facebook.com/tc7producoes/
www.tc7producoes.com

Roland Grapow: conheça a banda que acompanhará o guitarrista nos shows pelo Brasil

A TC7 Produções estará produzindo shows de Roland Grapow no Brasil, entre os meses de janeiro e fevereiro de 2020, tocando os clássicos de sua fase no Helloween, e também do Masterplan.

A produtora acaba de divulgar os músicos que acompanharão Grapow; Affonso Jr (guitarra, Confessori Band e ex-Revenge), Fabio Carito (baixo, Warrel Dane, Furia Inc., Instincted), João Luiz (vocal, Golpe de Estado, ex-Casa das Máquinas, ex-King Bird) e Marcus Dotta (bateria, Warrel Dane, Leather Leone)

As primeiras datas já estão sendo fechadas, e serão divulgadas em breve.

Produtores interessados em levar o show de Roland Grapow para sua cidade (janeiro e fevereiro de 2020), entrem em contato com Tiago Claro, no email: tc7producoes@gmail.com

Roland Grapow nasceu em Hamburgo (Alemanha), em 30 de agosto de 1959, e ficou bastante conhecido por substituir Kai Hansen no Helloween, em 1989. Foram 11 anos de Helloween, onde gravou os grandes álbuns “Pink Bubbles Go Ape” (91), “Chamaleon” (93), “Master Of The Rings” (94), “The Time Of The Oath” (96), “Better Than Raw” (98), “Metal Jukebox” (99) e “The Dark Ride” (00).

Depois que deixou o Helloween, Grapow montou o Masterplan, banda que mantém firme até hoje, e já registrou 6 álbuns de estúdio, 3 EPs e 1 álbum ao vivo. “Pumpkings”, lançado em 2017, é o mais recente e traz músicas de seu período no Helloween – músicas que ele foi co-autor. Ele também já lançou 3 álbuns solo.

Sua discografia ainda contém registros nas bandas Level 10, Rampage e Serious Black, além de inúmeras participações em material de gente como Michael Vescera, Kotipelto, MVP, Locomotive Breath, Gaia Epicus e Shock Machine.

Assista Grapow e seu Masterplan tocando “Time Of The Oath” em 2018:
https://www.youtube.com/watch?v=wPtIshfylgM

Grapow também é conhecido como um excelente produtor. Atualmente vive na Slovakia com sua esposa.

Produção:
www.facebook.com/tc7producoes/
www.tc7producoes.com

HELLOWEEN SE APRESENTARÁ NO ROCKFEST

Patricia Patah/Divulgação

O HELLOWEEN se apresentará na primeira edição do ROCKFEST. A banda alemã completa o line up do festival, em substituição ao Megadeth, que cancelou a turnê no Brasil em razão de problemas de saúde do vocalista e guitarrista DAVE MUSTAINE, diagnosticado recentemente com câncer na garganta.

Com a chegada da banda alemã, o ROCKFEST vai reunir SCORPIONS, WHITESNAKE, HELLOWEEN, EUROPE e os brasileiros do ARMORED DAWN, no dia 21 de setembro de 2019, no palco do Allianz Parque, em São Paulo.

Os ingressos estão à venda pelo site www.ingressorapido.com.br e os tickets já adquiridos para a programação anterior permanecem válidos, não sendo necessária a troca dos mesmos.

Eventuais cancelamentos e reembolsos serão assegurados a todos os consumidores, conforme a política ao final deste comunicado detalhado.

Sobre o HELLOWEEN:

O HELLOWEEN chega ao Brasil para agitar mais uma vez os fãs brasileiros com seu som poderoso e repertório repleto de clássicos do power metal. Em mais de 35 anos de carreira, o HELLOWEEN conquistou a crítica especializada e milhões de fãs ao redor do mundo, com suas canções de melodias assombrosas e riffs fantásticos.

A banda lançou quinze álbuns de estúdio e três ao vivo, tendo atingido a marca de oito milhões de discos vendidos.  São catorze discos de ouro, seis de platina e diversas apresentações ao lado de outras grandes bandas/artistas, como, por exemplo: Iron Maiden, Ozzy Osbourne, Dio, Slayer, entre outros.

O HELLOWEEN fez história ao se apresentar em alguns dos mais importantes festivais de metal do mundo, como o Wacken (Alemanha), Monsters of Rock (Inglaterra), Rock in Rio (Brasil), Loudpark (Japão) e o Woodstock, na Polônia, onde se apresentou como headliner para uma plateia de quinhentas mil pessoas.

A banda é formada por Andi Deris (vocal), Dani Löble (bateria), Sascha Gerstner e Michael Weikath (guitarras), Markus Grosskopf (baixo), além de Michael Kiske e Kai Hansen.

Sobre a política de cancelamentos e reembolsos:

Caso opte pelo cancelamento da compra do ingresso, o consumidor deverá, até a data limite do dia 27 de julho de 2019, entrar em contado com a ticketeira “Ingresso Rápido”, responsável pela gestão e comercialização dos ingressos do evento.

Os valores estornados incluirão: Valor de face do ingresso, taxa de conveniência e taxa de entrega (se houve a cobrança), ou seja, toda a quantia paga, integralmente, de acordo com o procedimento de estorno abaixo.

As compras realizadas via Site, Aplicativo e Contact Center da Ingresso Rápido serão estornadas através do cartão de crédito utilizado e constarão na próxima fatura ou subsequente do mesmo cartão.

O prazo passará a contar a partir do recebimento do e-mail de confirmação do cancelamento.

As compras parceladas no cartão de crédito (com ou sem juros) serão estornadas em única vez e, se houver parcelas a vencer, serão antecipadas na mesma fatura em que ocorrer a devolução.

Se você adquiriu ingressos nos Pontos de Vendas Oficiais da Ingresso Rápido utilizando cartão de débito, o valor será estornado diretamente na conta vinculada ao cartão utilizado e o valor ficará disponível na conta em até 15 (quinze) dias úteis após a data do cancelamento em sistema.

Este prazo poderá ser alterado de acordo com o banco emissor e tem validade a partir da data de confirmação do cancelamento, através do canal oficial de atendimento rockfest@ingressorapido.com.br.

Para as compras realizadas em dinheiro nos Pontos de Vendas Oficiais da Ingresso Rápido, será necessário enviar um e-mail para rockfest@ingressorapido.com.br, contendo todas as informações abaixo:

· Nome Completo;

· Telefone de contato;

· CPF do Titular da Compra;

· Senha de compra (sequência de 7 números que estão no canhoto do ingresso);

· Nome do Banco;

· Agência (com digito);

· Conta Corrente (com digito) – se for conta poupança, especificar na mensagem;

· Foto do Ingresso (OBRIGATÓRIO)

O crédito na conta especificada será realizado em até 15 (quinze) dias úteis a contar do envio do e-mail de confirmação de cancelamento.

ATENÇÃO: Não nos responsabilizamos por ingressos adquiridos fora dos canais de venda citados neste comunicado e os ingressos cortesia não dão direito a restituição de valores, até porque não houve pagamento para sua aquisição.

Em caso de dúvidas envie um e-mail para rockfest@ingressorapido.com.br, o atendimento será realizado exclusivamente por este canal.

SERVIÇO

Local: Allianz Parque

Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 1705 – Água Branca – SP

Data: 21 de setembro de 2019 (Sábado)

Portas: 14h

Scorpions: 22h

Whitesnake: 20h15

Helloween: 18h45

Europe: 17h15

Armored Dawn: 16h15

Classificação etária: 14 (quatorze) anos desacompanhados. Menores de 14 (quatorze) anos poderão comparecer ao evento desde que acompanhados dos pais e/ou responsáveis legais. Informação sujeita à alteração, conforme decisão judicial.

Valores:

Setor                          Inteira                       Meia

Pista Premium          R$580,00                  R$290,00

Pista                           R$300,00                  R$150,00

Cadeira Nível 1         R$450,00                  R$225,00

Ingressos Parcelados em até 4X

Na internet: https://site.ingressorapido.com.br/rockfest

Postos de venda: Confira no link qual o ponto de venda mais próximo: https://site.ingressorapido.com.br/rockfest

Ponto de venda sem taxa de conveniência:

Bilheteria Allianz Parque – Rua Palestra Itália, 200 | Portão A – Água Branca, São Paulo

Horário de Funcionamento das 10h às 18h de segunda a sábado.

* Dias de jogos do Palmeiras e eventos no estádio, a bilheteria não funcionará.

Meia Entrada:

Confira a política de meia entrada em:  https://site.ingressorapido.com.br/meiaentrada

Rock in Rio 2019: Helloween integra line-up do Palco Mundo em dia de Cidade do Rock dedicada ao metal

O grupo de Heavy Metal se apresenta no lugar de Megadeth no dia 04 de outubro

Franz Schepers/Divulgação

Rio de Janeiro, 24 de junho de 2019 – A organização do Rock in Rio acaba de anunciar a banda alemã Helloween no Palco Mundo. A apresentação será mais que especial para os fãs que este ano foram presenteados com um dia inteiro de Cidade do Rock dedicada ao heavy metal. O dia foi o primeiro a ter os ingressos esgotados durante a venda oficial, em abril, e trará, entre outros nomes: IRON Maiden, Scorpions, Sepultura e, ainda, Slayer, no Palco Sunset, com o último show da turnê de despedida. Helloween substitui a banda Megadeth, que cancelou recentemente todos os shows de 2019 após Dave Mustaine, vocalista e guitarrista, ser diagnosticado com um câncer de garganta. 

Helloween, que já esteve na edição 2013 do evento no Palco Sunset, é pioneira no estilo Power Metal. Atualmente estão com sua lendária formação e será desta forma que virão ao Rock in Rio: Kai Hansen (guitarra e vocal), Michael Kiske (vocal),   Andi Deris (vocal), Dani Loeble (bateria), Sascha Gerstner (guitarra), Michael Weikath (guitarra) e Markus Grosskopf (baixo).  Com mais de 30 anos de carreira, eles já lançaram 15 álbuns de estúdio e outros três ao vivo alcançando a marca de mais de 8 milhões de discos vendidos em todo o mundo e conquistando 14 discos de ouro e seis de platina. Recentemente, a banda encerrou a famosa turnê mundial Pumpkins United e há uma promessa para o público de lançamento de DVD/Blu-Ray e Live CD em outubro.  

O Rock in Rio 2019 acontece nos dias 27, 28 e 29 de setembro e 3, 4, 5 e 6 de outubro de 2019, na Cidade do Rock, na Barra da Tijuca (Parque Olímpico — Av. Salvador Allende, s/n).

Sobre o Rock in Rio  

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

 O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

 Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável. Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

 Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 


Trend Kill Ghosts lança single e lyric video ‘Deceivers’

Crédito: Marcelo Buck

Depois de antecipar o lançamento do álbum “Kill Your Ghosts” com o singles “Frozen” e “Ghost’s Revolution”, que trouxe a participação de Ralf Scheepers (Primal Fear, ex-Gamma Ray e Tyran’ Pace), o Trend Kill Ghosts apresenta o novo single e lyric video, “Deceivers”. “A música fala a respeito de pessoas que pensam serem boas por causa das rezas e obediências àqueles que comandam suas religiões, mas que, no fim das contas, só querem tirar proveito de outras pessoas através da fé. Estes manipulam os fiéis com interpretações que vem a ser convenientes, embasadas num livro escrito, pensado e elaborado pelos homens, que é a bíblia”, explicou o vocalista Diogo Nunes, autor da letra em parceria com o guitarrista Rogério Oliveira. “A música tem grande influência do álbum ‘The Time of the Oath’, do Helloween, com uma levada mais obscura e mais cadenciada”, completou Oliveira.

Veja o lyric video de “Deceivers”, desenvolvido por Daniel Della Satina (Santinnas Produções), em https://youtu.be/m3lwNOJEA3s

Formada em 2018 por Diogo Nunes (vocal), Rogério Oliveira (guitarra), Danilo Perez (baixo) e Leandro Tristani (bateria), a banda aposta no power metal/metal melódico, com referências a nomes como Gamma Ray, Helloween, Avantasia, Edguy, Savatage e Stratovarius. O álbum de estreia, “Kill your Ghosts”, será lançado no dia 5 de julho em todas as plataformas digitais e, além de Ralf Scheepers, traz Raphael Dantas (SoulSpell, Ego Abscence) e Lúcia Ricardo (EvenDusk) como convidados especiais na faixa “Promise”.

O repertório de “Kill your Ghosts”, com a arte de capa criada por Lucas Pereira, que trabalha para a Marvel HQ, é o seguinte:

Like Animals
Fight
Living a Lie
Deceivers
Ghost’s Revolution
Promise
Frozen
Believe

Site relacionado: www.facebook.com/tkgband

Nota na ASE Music: https://is.gd/HfMjGE

Edu Falaschi: Kai Hansen convida fãs para show histórico em São Paulo no Carioca Club

Após o vocalista Edu Falaschi anunciar a participação especial do vocalista e guitarrista do Helloween e Gamma Ray, Kai Hansen, o músico alemão enviou um vídeo especial para os fãs convidando a todos para o show histórico da “Rebirth of Shadows Tour” de São Paulo, no Carioca Club, que acontece dia 21 de janeiro de 2018. Esta será a última apresentação da turnê e Kai Hansen realizará dueto com Edu Falaschi na música “Temple of Hate”, entre outras surpresas, voltando no tempo para reviver aquela época mágica.

Assista o convite de Kai Hansen:
https://www.facebook.com/edufalaschi.officialpage/videos/10156900117239745/

Além da participação de Kai Hansen, o show também conta com a presença especial da baixista Tonka Raven, da banda Ravenclaw da Eslováquia, além dos vocalistas e amigos Alirio Netto, Tito Falaschi, Bruno Sutter e Thiago Bianchi que participarão da festa realizando duetos com Edu Falaschi em momentos especiais para os fãs, e do grande tecladista Junior Carelli que fará uma participação em alguns dos clássicos apresentados neste noite mágica.

Neste show de São Paulo, Edu Falaschi interpretará músicas do Angra dos álbuns “Rebirth”, “Hunters & Prey”, “Temple of Shadows”, “Aurora Consurgens” e “Aqua”, mas com o diferencial de inclusão de músicas ainda não executadas nessa turnê, tais como “The Shadow Hunter”, “Eyes of Christ”, “Ego Painted Grey”, “Unholy Wars”, e muito mais.

Edu Falaschi conta com o mesmo time de estrelas da primeira parte da turnê. Entre elas estão o também ex-integrante do Angra, o baterista Aquiles Priester e o tecladista Fabio Laguna, que acompanhou a banda nas turnês dos anos 2000, além de Diogo Mafra e Raphael Dafras da renomada banda Almah e o mais novo “guitar-hero” do Brasil, Roberto Barros.

A abertura do show ficará por conta da banda paulistana ACID TREE. Atualmente, o grupo é formado por Ed Marsen (vocal e guitarra), Ivo Fantini (baixo) e Giorgio Karatchuk (bateria). A banda Acid Tree é uma das novas sensações do Prog Metal brasileiro e é influenciada por nomes como Opeth, Porcupine Tree, Genesis, Gentle Giant, entre outros.

SERVIÇO SÃO PAULO
EV7 Live orgulhosamente apresenta Edu Falaschi “Rebirth of Shadows Tour”
Banda convidada de Abertura: Acid Tree
Data: 21 de janeiro de 2018 (domingo)
Local: Carioca Club – http://web.cariocaclub.com.br/
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
Abertura da casa: 18:00 horas
Show as 20:00 horas
Infoline: 11 3813-4524 / 3813-8598 / Whats 11-98909-7378
Classificação etária: 16 anos.
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES

– 1º Lote – Pista – Meia-entrada: R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Inteira: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Meia-entrada: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Inteira: R$ 240,00

*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

PONTO DE VENDA (sem taxa de conveniência): Carioca Club / Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP

COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/edufalaschirebirthofshadowstour

Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.

Link relacionado:
https://www.facebook.com/edufalaschi.officialpage/






Edu Falaschi: assista entrevista no programa Sonoridades da RedeTV!

O vocalista Edu Falaschi segue divulgando a “Rebirth of Shadows Tour” em diversos veículos de renome nacional e internacional. Dessa vez, o músico foi entrevistado no programa Sonoridades, exibido ao vivo na fan page da RedeTV! no Facebook, onde falou sobre os preparativos e expectativas para a turnê.

O show de São Paulo, no Carioca Club, dia 21 de janeiro de 2018, será a última apresentação da segunda perna da turnê “Rebirth of Shadows Tour” e contará com a presença mais do que especial do vocalista e guitarrista Kai Hansen (Helloween, Gamma Ray), que realizará dueto com Edu Falaschi na música “Temple of Hate” do “Temple of Shadows”, entre outras, voltando no tempo para reviver aquela época mágica especialmente para os fãs.

Assista a entrevista na RedeTV!https://www.facebook.com/REDETV/videos/1693810524020299/?fref=ts

Além da participação de Kai Hansen, o show também conta com a presença especial da baixista Tonka Raven, da banda Ravenclaw da Eslováquia, além dos vocalistas e amigos Alirio Netto, Tito Falaschi, Bruno Sutter e Thiago Bianchi que participarão da festa realizando duetos com Edu Falaschi em momentos especiais para os fãs, e do grande tecladista Junior Carelli que fará uma participação mais do que especial em alguns dos clássicos apresentados neste noite mágica.

Neste show especial em São Paulo, o artista interpretará músicas do Angra dos álbuns “Rebirth”, “Hunters & Prey”, “Temple of Shadows”, “Aurora Consurgens” e “Aqua”, mas com o diferencial de inclusão de músicas ainda não executadas nessa turnê, tais como “The Shadow Hunter”, “Eyes of Christ”, “Ego Painted Grey”, “Unholy Wars”, e muito mais.

Edu Falaschi conta com o mesmo time de estrelas da primeira parte da turnê. Entre elas estão o também ex-integrante do Angra, o baterista Aquiles Priester e o tecladista Fabio Laguna, que acompanhou a banda nas turnês dos anos 2000, além de Diogo Mafra e Raphael Dafras da renomada banda Almah e o mais novo “guitar-hero” do Brasil, Roberto Barros.

SERVIÇO SÃO PAULO
EV7 Live orgulhosamente apresenta Edu Falaschi “Rebirth of Shadows Tour”
Banda convidada de Abertura: Acid Tree
Data: 21 de janeiro de 2018 (domingo)
Local: Carioca Club – http://web.cariocaclub.com.br/
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
Abertura da casa: 18:00 horas
Show as 20:00 horas
Infoline: 11 3813-4524 / 3813-8598 / Whats 11-98909-7378
Classificação etária: 16 anos.
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES

– 1º Lote – Pista – Meia-entrada: R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Inteira: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Meia-entrada: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Inteira: R$ 240,00

*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

PONTO DE VENDA (sem taxa de conveniência): Carioca Club / Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/edufalaschirebirthofshadowstour
Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;
***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;
****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semiprofissionais.






Edu Falaschi confirma participação de Kai Hansen do Helloween em show de São Paulo da “Rebirth of Shadows Tour”

O vocalista Edu Falaschi acaba de anunciar participações importantes e mais do que especiais para os fãs da REBIRTH OF SHADOWS TOUR no show de São Paulo, no Carioca Club, dia 21 de janeiro de 2018. A última apresentação da segunda perna da turnê será uma grande festa e contará com a presença mais do que especial do vocalista e guitarrista Kai Hansen (Helloween, Gamma Ray), que realizará dueto com Edu Falaschi na música “Temple of Hate” do “Temple of Shadows”, entre outras, voltando no tempo para reviver aquela época mágica especialmente para os fãs.

Afora a participação de Kai Hansen, o show também conta com a presença especial da baixista Tonka Raven, da banda Ravenclaw da Eslováquia, além dos vocalistas e amigos Alirio Netto, Tito Falaschi, Bruno Sutter e Thiago Bianchi que participarão da festa realizando duetos com Edu Falaschi em momentos especiais para os fãs, e do grande tecladista Junior Carelli que fará uma participação mais do que especial em alguns dos clássicos apresentados neste noite mágica.

Neste show especial em São Paulo, o artista interpretará músicas do Angra dos álbuns “Rebirth”, “Hunters & Prey”, “Temple of Shadows”, “Aurora Consurgens” e “Aqua”, mas com o diferencial de inclusão de músicas ainda não executadas nessa turnê, tais como “The Shadow Hunter”, “Eyes of Christ”, “Ego Painted Grey”, “Unholy Wars”, e muito mais.

Edu Falaschi conta com o mesmo time de estrelas da primeira parte da turnê. Entre elas estão o também ex-integrante do Angra, o baterista Aquiles Priester e o tecladista Fabio Laguna, que acompanhou a banda nas turnês dos anos 2000, além de Diogo Mafra e Raphael Dafras da renomada banda Almah e o mais novo “guitar-hero” do Brasil, Roberto Barros.

“Tenho certeza que a segunda parte da turnê será tão especial quanto a primeira! Vamos chegar ainda mais longe e tocar para fãs de quase todos os estados do Brasil! Serão 23 shows em 40 dias! Além de executar um repertório repleto de clássicos e com várias inclusões de novas canções! Também repetiremos algumas cidades que poderão conferir um show renovado, diferente da primeira vez, mas com a mesma carga de emoção e nostalgia! Estejam preparados!”, explicou o vocalista Edu Falaschi.

A abertura do show ficará por conta da banda paulistana ACID TREE.  Atualmente, o grupo é formado por Ed Marsen (vocal e guitarra), Ivo Fantini (baixo) e Giorgio Karatchuk (bateria). A banda Acid Tree é uma das novas sensações do Prog Metal brasileiro e é influenciada por nomes como Opeth, Porcupine Tree, Genesis, Gentle Giant, entre outros.

SERVIÇO SÃO PAULO
EV7 Live orgulhosamente apresenta Edu Falaschi “Rebirth of Shadows Tour”
Banda convidada de Abertura: Acid Tree
Data: 21 de janeiro de 2018 (domingo)
Local: Carioca Club – http://web.cariocaclub.com.br/
End: Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP
Abertura da casa: 18:00 horas
Show as 20:00 horas
Infoline: 11 3813-4524 / 3813-8598 / Whats 11-98909-7378
Classificação etária: 16 anos.
Estacionamento: locais próximos sem convênio
Estrutura: ar-condicionado, acesso para deficientes, área para fumantes e enfermaria

SETORES/VALORES

– 1º Lote – Pista – Meia-entrada: R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 60,00
– 1º Lote – Pista – Inteira: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Meia-entrada: R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Promocional (doe 1 Kg de alimento não perecível): R$ 120,00
– 1º Lote – Camarote – Inteira: R$ 240,00

*O ingresso promocional antecipado é válido mediante a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento.

PONTO DE VENDA (sem taxa de conveniência): Carioca Club / Rua Cardeal Arcoverde, 2899, Pinheiros – São Paulo – SP

COMPRA PELA INTERNET – http://www.clubedoingresso.com/edufalaschirebirthofshadowstour

Formas de Pagamento: dinheiro, cartões de crédito e débito Visa, MasterCard, American Express e Diners Club

**** Para a compra de ingressos para estudantes, aposentados e professores estaduais, os mesmos devem comparecer pessoalmente portando documento na bilheteria respectiva ao show ou nos pontos de venda. Esclarecemos que a venda de meia-entrada é direta, pessoal e intransferível e está condicionada ao comparecimento do titular da carteira estudantil no ato da compra e no dia do espetáculo, munido de documento que comprove condição prevista em lei;

***** A produção do evento NÃO se responsabiliza por ingressos comprados fora do site e pontos de venda oficiais;

****** É expressamente proibida a entrada com câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou semi-profissionais.